Sei sulla pagina 1di 36
Oficina de Relatórios
Oficina
de
Relatórios
Oficina de Relatórios
Oficina de Relatórios

Relatório

É o relato detalhado de um experimento, no qual se deve ter uma linguagem simples e objetiva.

Relatório É o relato detalhado de um experimento, no qual se deve ter uma linguagem simples

Deve ser visto pelo aluno como uma etapa importante em sua formação acadêmica.

Formado pelo conjunto de descrições do experimento:

Relatório É o relato detalhado de um experimento, no qual se deve ter uma linguagem simples

Explicar a experiência realizada;

Descrever os resultados experimentais;

Apresentar os cálculos efetuados e discutir os resultados obtidos.

Um relatório prático deve ser elaborado de tal forma que:

  • Outra pessoa possa repetir o trabalho efetuado com base nele;

  • Qualquer pessoa possa perceber: qual o objetivo do trabalho, o que foi realizado e quais foram os resultados obtidos;

  • Ter uma apreciação crítica dos resultados.

O que é a A B N T

  • Associação

  • Brasileira de

  • Normas

  • Técnicas

O que é a A B N T Associação Brasileira de Normas Técnicas É o órgão

É o órgão responsável pela normalização técnica do país, tendo como objetivo a padronização dos textos produzidos, de modo a tornar a transmissão de conhecimento o mais eficiente possível.

As normas seguintes destinam-se a ajudar na elaboração de relatórios práticos!

FORMATAÇÃO

Margens:

  • 3 cm na superior e esquerda;

  • 2 cm na inferior e direita.

FORMATAÇÃO Margens:  3 cm na superior e esquerda;  2 cm na inferior e direita.

Fonte:

  • Arial ou Times New Roman;

  • Fonte do tamanho 12 para todo o texto. Fonte do tamanho 10 para citações com mais de 3 linhas. O texto deve estar justificado.

Espaçamento:

  • 1,5 entre linhas;

  • Recuo do parágrafo igual a 2,5.

Fonte:  Arial ou Times New Roman;  Fonte do tamanho 12 para todo o texto.

Títulos:

  • Cada item da seção primária deve iniciar em uma nova página, alinhado à esquerda, grafados em maiúsculo e em negrito;

  • As subseções também devem estar alinhadas à esquerda, em negrito e apenas a primeira letra em maiúsculo;

  • São separados do texto que os sucede por um espaço 1,5; entrelinhas.

3 OBJETIVO

  • 3.1 Objetivo geral

  • 3.2 Objetivo específico

---------------------------------------------------------------------

--

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

Numeração das páginas:

  • A enumeração se encontra no canto superior direito da folha, a 2 cm da borda superior, ficando o último algarismo a 2 cm da borda direita da folha;

  • A partir da introdução já pode enumerar e fazer a contagem das páginas.

Numeração das páginas:  A enumeração se encontra no canto superior direito da folha, a 2

LEGENDAS

Compreende desenhos, gravuras, mapas, quadros e fotografias.

Representação quantitativa dos resultados.

Elemento obrigatório, mesmo que seja produção do próprio autor.

Figuras/Gráfico

FIGURA 1 - Curva de titulação de ácido fraco com base forte

Figuras/Gráfico FIGURA 1 - Curva de titulação de ácido fraco com base forte Fonte : FELTRE,

Fonte : FELTRE, 2000.

FIGURA 2 - Indicadores ácido-base

Figuras/Gráfico FIGURA 1 - Curva de titulação de ácido fraco com base forte Fonte : FELTRE,

Fonte: SKOOG et al., 2006.

LEGENDAS Compreende desenhos, gravuras, mapas, quadros e fotografias. Representação quantitativa dos resultados. Elemento obrigatório, mesmo que
LEGENDAS Compreende desenhos, gravuras, mapas, quadros e fotografias. Representação quantitativa dos resultados. Elemento obrigatório, mesmo que

LEGENDAS

Utilizadas para apresentação de dados numéricos.

Os quadros contêm informações textuais agrupadas em colunas.

Tabelas/ Quadros TABELA 1 - Dados da titulação do ácido acético com o hidróxido de sódio
Tabelas/ Quadros
TABELA 1 - Dados da titulação do ácido acético com o hidróxido de sódio
Volume
pH
Volume
pH
Volume
pH
(NaOH)
(NaOH)
(NaOH)
0 mL
2,75
22,0 mL
4,51
45,0 mL
5,36
0,5 mL
2,93
22,5 mL
4,52
45,5 mL
5,39
1,0 mL
3,08
23,0 mL
4,54
46,0 mL
5,41
1,5 mL
3,21
23,5 mL
4,56
46,5 mL
5,44
2,0 mL
3,32
24,0 mL
4,59
47,0 mL
5,48
Fonte: Elaborada pelos autores.
QUADRO 1 – Quadro dos materiais e reagentes utilizados no experimento
Materiais
Balança Analítica
Buretas 50 mL
Reagentes
Ácido Clorídrico (HCl)
Carbonato de Sódio (Na 2 CO 3 )
Provetas: 50 mL, 100 mL
Balão volumétrico: 100 mL
Hidróxido de Sódio (NaOH)
Metilorange a 0,1%
Fonte: Elaborada pelos autores.

LEGENDAS

  • Quebra de tabelas

Volume(NaOH) pH Volume(NaOH) pH Volume(NaOH) pH 0 mL 2,75 22,0 mL 4,51 45,0 mL 5,31 0,5
Volume(NaOH)
pH
Volume(NaOH)
pH
Volume(NaOH)
pH
0 mL
2,75
22,0 mL
4,51
45,0 mL
5,31
0,5 mL
2,93
22,05 mL
4,52
45,5 mL
5,36
1,0 mL
3,08
23,0 mL
4,56
46,0 mL
5,41
1,5 mL
3,21
23,5 mL
4,60
46,5 mL
5,44
(continuação)
Volume(NaOH)
pH
Volume(NaOH)
pH
Volume(NaOH)
pH
2 mL
2,85
24,0 mL
4,71
47,0 mL
5,51
2,5 mL
3,03
24,5 mL
4,82
47,5 mL
5,56
3,0 mL
3,28
25,0 mL
4,86
48,0 mL
5,61
3,5 mL
3,41
25,5 mL
4,90
48,5 mL
5,64
(conclusão)
Volume(NaOH)
pH
Volume(NaOH)
pH
Volume(NaOH)
pH
4 mL
3,75
26,0 mL
5,51
47,0 mL
6,31
4,5 mL
3,93
26,05 mL
5,52
47,5 mL
6,36
5,0 mL
4,08
27,0 mL
5,56
47,0 mL
6,41
5,5 mL
4,21
27,5 mL
5,60
47,5 mL
6,44
Fonte: Dados experimentais obtidos pelo autor

CITAÇÕES BIBLIOGRÁFICAS

As referências deverão ser citadas no texto, conforme os exemplos a seguir:

CITAÇÕES BIBLIOGRÁFICAS As referências deverão ser citadas no texto, conforme os exemplos a seguir:

CITAÇÕES BIBLIOGRÁFICAS

Continuação:

CITAÇÕES BIBLIOGRÁFICAS Continuação:

Um relatório é composto por:

  • Capa;

  • Listas;

  • Sumário;

  • Objetivos;

  • Introdução;

  • Metodologia;

Um relatório é composto por:  Capa;  Listas;  Sumário;  Objetivos;  Introdução; 
  • Resultados e discussão;

  • Conclusão;

  • Referências Bibliográficas;

  • Anexos e/ou Apêndices.

(Margem superior 3,0cm) CAPA NOME DA UNIVERSIDADE NOME DO CENTRO QUE O CURSO ESTÁ INCLUSO NOME
(Margem superior 3,0cm)
CAPA
NOME DA UNIVERSIDADE
NOME DO CENTRO QUE O CURSO ESTÁ INCLUSO
NOME DA UNIDADE QUE O CURSO ESTÁ INCLUSO
(10 cm a partir da borda superior)
TÍTULO DO TRABALHO
(15 cm a partir da borda superior)
NOME DO AUTOR
(Margem esquerda 3,0cm)
(Margem direita 2,0cm)
Nome da cidade – ESTADO
Ano da realização do trabalho

A capa é uma proteção física do trabalho, ao mesmo tempo serve como o primeiro fator de identificação do mesmo. Por isso, as informações nela contidas devem ser simples, breves e claras.

LISTAS

  • Relação de tabelas, gráficos, fórmulas e figuras (desenhos, gravuras, mapas e fotografias);

  • Devem ser apresentados na mesma ordem em que aparecem no texto, com indicação da página onde estão localizados;

  • As

listas

devem

relacionar

as

ilustrações

de

forma

a

indicar:

números, legendas e páginas das mesmas;

 
  • Recomenda-se

a

inclusão

de

listas

somente

se

o

número

apresentado no corpo do estudo/pesquisa for igual ou superior a

cinco;

  • É recomendado que sejam feitas listas separadas para cada tipo em particular.

  • Exemplos de listas:

LISTA DE TABELAS

 

LISTA DE SIGLAS

TABELA 1 - Número de habilidades

TABELA 2 - Caracterização feita

73

............................. 120 .................................

CASI - Compact Airbone Spectrographic Imager. COMEC - Coordenadoria da Região Metropolitana de

TABELA 3a - Pontuações

............................................

124

Curitiba.

TABELA 3b - Avaliações

125 ..............................................

TABELA 4 - Média

128 .......................................................

ESA - European Space Agency. GER - Geophysical Environmental Research. NASA - National Aeronautics and Space Administration.

SUMÁRIO

  • O conteúdo do sumário deve indicar a numeração dos capítulos e suas divisões, o título de cada parte e a respectiva paginação inicial do capítulo, sem, entretanto, uso de excessos na subdivisão do mesmos.

  • Se possível, o sumário deve ser colocado numa única página, facilitando, assim, a visualização dos capítulos da obra.

SUMÁRIO

  • 1 INTRODUÇÃO.....................................................................7

  • 2 JUSTIFICATIVA....................................................................8

  • 3 OBJETIVOS..........................................................................9

    • 3.1 Objetivo geral....................................................................9

    • 3.2 Objetivos específicos.......................................................10

      • 4 REVISÃO BIBLIOGRÁFICA.................................................11

        • 4.1 Culturas diversas.............................................................12

          • 4.1.1 Cultura do milho.............................................................15

          • 4.1.2 Biomassa.........................................................................15

            • 5 METODOLOGIA.................................................................20

            • 6 RESULTADOS E DISCUSSÃO..............................................21

            • 7 CONCLUSÃO.....................................................................23 REFERÊNCIAS....................................................................25 ANEXOS............................................................................27 ANEXO A – APOSTILA.......................................................28 APÊNDICES.......................................................................41 APÊNDICE A – QUESTIONÁRIO........................................42 APÊNDICE B - TERMO DE CONSENTIMENTO...................45

INTRODUÇÃO

  • Anuncia-se o que se pretende dizer ao longo do estudo/pesquisa, levantam-se os objetivos do autor na sua elaboração, desde o tema, o problema e os procedimentos adotados para o desenvolvimento do estudo;

  • Nunca antecipar resultados e conclusões;

  • A introdução é a última parte do estudo/pesquisa a ser redigida;

  • Nem sempre é requerida pelo professor.

INTRODUÇÃO

  • Veja um exemplo:

1
1

OBJETIVOS

Deve conter uma descrição simples e clara dos objetivos, dos

dados que vão demonstrados;

ser recolhidos

e

dos príncipios que vão

ser

  • Veja uma sugestão de como iniciar:

OBJETIVOS  Deve conter uma descrição simples e clara dos objetivos, dos dados que vão demonstrados;

REVISÃO BIBLIOGRÁFICA

  • Deve conter um embasamento teórico sobre o assunto do experimento que será realizado;

  • Se usar um livro ou um artigo de uma revista ou informações de internet não perca tempo a copiar parágrafos inteiros; limite-se a extrair a informação relevante para o fim em vista;

  • Toda e qualquer informação mencionada neste item deve ser indicada com citações bibliográficas;

  • Possui tantos capítulos, seções

ou

subseções quantos forem

necessários, para descrever e melhor esclarecer as informações e

procedimentos.

REVISÃO BIBLIOGRÁFICA

  • Veja uma sugestão de como iniciar:

REVISÃO BIBLIOGRÁFICA  Veja uma sugestão de como iniciar:

METODOLOGIA

  • METODOLOGIA é a descrição precisa dos métodos, materiais (tipo de reagente/grau de pureza), técnicas e equipamentos utilizados durante o experimento;

  • Deve ser escrita de forma

clara para que permita a repetição

do

experimento

ou

estudo

com

a

mesma

exatidão

por

outros

pesquisadores;

  • O verbo deve está na 3ª pessoa e no passado;

  • As modificações observadas devem ser adicionadas.

METODOLOGIA

  • Veja algumas sugestões de como iniciar:

METODOLOGIA  Veja algumas sugestões de como iniciar:

METODOLOGIA

METODOLOGIA Fonte: Elaborada pelos autores.
METODOLOGIA Fonte: Elaborada pelos autores.

Fonte: Elaborada pelos autores.

METODOLOGIA

Principais Símbolos

METODOLOGIA Principais Símbolos Fonte: ANDERSON, 2013. <http://pt.slideshare.net/gigaanderson/aula03-conceito-de-fluxogramas-e-seqenciamento-de-aoes> Acessado dia 17 de Março de 2015.

Fonte: ANDERSON, 2013.

<http://pt.slideshare.net/gigaanderson/aula03-conceito-de-fluxogramas-e-seqenciamento-de-aoes> Acessado dia 17 de Março de 2015.

RESULTADOS E DISCUSSÕES

Nesta

seção

experimento;

o autor irá expor o resultado obtido durante o

  • Os resultados poderão estar expressos em quadros, gráficos, tabelas, fotografias ou outros meios que demonstre o que o trabalho permitiu verificar;

  • Deverá haver uma relação entre os resultados e o que foi apresentado na introdução;

  • Comentário do autor sobre resultados inesperados ou resultados diferentes dos verificados em uma literatura de embasamento.

RESULTADOS E DISCUSSÕES

  • Veja uma sugestão de como iniciar:

RESULTADOS E DISCUSSÕES  Veja uma sugestão de como iniciar:

RESULTADOS E DISCUSSÕES

  • Continuação:

RESULTADOS E DISCUSSÕES  Continuação:

CONCLUSÃO

  • É a recapitulação sintética dos resultados e da discussão do estudo ou pesquisa;

  • São destacadas as soluções do problema proposto para o estudo e verificação;

  • O autor deverá manifestar suas justificativas sobre os resultados obtidos, indicando supostos erros que ocorreram durante o experimento;

  • Não pode haver informações numéricas;

  • Nunca diga que o experimento foi realizado com sucesso;

Deve ser BREVE!

CONCLUSÃO

  • Segue o exemplo:

CONCLUSÃO  Segue o exemplo:

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS (Elemento Obrigatório)

  • As referências deverão estar de acordo com a norma ABNT – NBR 6023. A lista deverá incluir somente os trabalhos citados no texto, relacionados em ordem alfabética, de acordo com o sobrenome do primeiro autor e devem ser separadas entre si por um espaço. Exemplos:

Agencia Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). Dados Estatísticos. Página: http://www.anp.gov.br - Acesso em agosto de

2012.

ERUZZO, T. M. & CANTO, E. L ., Química na abordagem do cotidiano. 2ª ed., vol. 3. São Paulo: Editora Moderna, p. 445-47, 2000.

FUKUDA,

H.;

KONDO,

A.;

NODA,

H.,

Biodiesel

fuel

production

by

transesterification of oils. J. Biosc. Bioeng, v. 92, p. 405, 2001.

SABOYA, R. M. A. Produção de biodiesel empregando catalisadores nanoestruturados do tipo SBA-15 modificada com lantânio. 2012. 37. Dissertação de Mestrado em Engenharia Química - Universidade Federal do Ceará, Fortaleza.

AUTOR./ Título./ Ano de publicação./ Número de folhas./ Categoria (Grau e Área de Concentração) /-/ Nome da Escola. / Universidade. / Local.

BOM

RELATÓRIO!!

PET Engenharia Química UFCG E-mail: peteq@ufcg.edu.br Site: <a href=http://deq.ufcg.edu.br/pet/ " id="pdf-obj-35-2" src="pdf-obj-35-2.jpg">

PET Engenharia Química UFCG

E-mail: peteq@ufcg.edu.br Site: http://deq.ufcg.edu.br/pet/