Sei sulla pagina 1di 1

BOMBAINJETORADPS-SAIDASAXIAIS

BOMBAINJETORADPS-SAIDASAXIAIS

MOLA DE MARCHA LENTA

MOLA DO REGULADOR

CONEXÃO DE RETORNO

PARAFUSO DE MARCHA LENTA

PARAFUSO DE ROTAÇÃO MÁXIMA

ALAVANCA DO ACELERADOR

MOLA DE

RETORNO

PLACA DE ARTICULAÇÃO

ALAVANCA DE CORTE MANUAL

ANEL DE

RESSALTOS

DA PLACA PLACAS DE RESSALTOS SOLENÓIDE ENTRADA DO COMBUSTÍVEL VÁLVULA DOSIFICADORA FILTRO DE NYLON BOMBA
DA PLACA
PLACAS DE
RESSALTOS
SOLENÓIDE
ENTRADA DO
COMBUSTÍVEL
VÁLVULA
DOSIFICADORA
FILTRO
DE NYLON
BOMBA DE
TRANSFERÊNCIA
DOSIFICADORA FILTRO DE NYLON BOMBA DE TRANSFERÊNCIA MANCAL TRASEIRO SAPATA E ROLETE MECANISMO DE AVANÇO ROTOR
DOSIFICADORA FILTRO DE NYLON BOMBA DE TRANSFERÊNCIA MANCAL TRASEIRO SAPATA E ROLETE MECANISMO DE AVANÇO ROTOR

MANCAL

TRASEIRO

SAPATA E

ROLETE

MECANISMO DE AVANÇO

ROTOR DO

CABEÇOTE

PARAFUSO DE AVANÇO

VÁLVULA DE DOSAGEM OU DE PRESSURIZAÇÃO

SAIDA DE ALTA PRESSÃO

PISTÃO

REGULADOR

DURANTE A PARTIDA PISTÃO DE DÉBITO MÁXIMO PLACA DE VÁLVULA DE BLOQUEIO PARA DISPOSITIVO DE
DURANTE A PARTIDA
PISTÃO DE
DÉBITO MÁXIMO
PLACA DE
VÁLVULA
DE BLOQUEIO
PARA DISPOSITIVO
DE AVANÇO
DE VÁLVULA DE BLOQUEIO PARA DISPOSITIVO DE AVANÇO ARTICULAÇÃO DISPOSITIVO DE DÉBITO MÁXIMO DE PARTIDA Na

ARTICULAÇÃO

DISPOSITIVO DE DÉBITO MÁXIMO DE PARTIDA

Na rotação de partida, a válvula esta fechada e o canal C coberto, isolando a passagem do combustível. A mola mantém

as placas de ressaltos na posição de débito máximo de partida.

O combustível flui para o interior da válvula e retorna à carcaça

através dos orifícios A eB. A pressão intermediária criada entre

os dois orifícios mais a pressão da mola mantêm a válvula fechada. Quando o motor parte, a pressão de transferência aumenta, vence

a carga da mola e levanta a válvula.O orifício A fecha passagem

para o retorno, a pressão intermediária é vencida e a válvula abre totalmente, permitindo que o combustível atue no pistão do débito máximo de partida e supere a carga da mola. Com o deslocamento do pistão as placas de ressaltos são levadas à posição de dosagem normal, através da placa de articulação. Nas rotações normais a pressão de transferência mantém a válvula de bloqueio aberta. Quando o motor para , a pressão diminui e a

válvula fecha, armando automaticamente o débito máximo e o retardo de avanço para a próxima partida.

MOTOR EM MARCHA PARA DISPOSITIVO DE AVANÇO
MOTOR EM MARCHA
PARA DISPOSITIVO
DE AVANÇO
partida. MOTOR EM MARCHA PARA DISPOSITIVO DE AVANÇO PRESSÃO DOSIFICADA PRESSÃO DA CARCAÇA PRESSÃO
partida. MOTOR EM MARCHA PARA DISPOSITIVO DE AVANÇO PRESSÃO DOSIFICADA PRESSÃO DA CARCAÇA PRESSÃO
partida. MOTOR EM MARCHA PARA DISPOSITIVO DE AVANÇO PRESSÃO DOSIFICADA PRESSÃO DA CARCAÇA PRESSÃO

PRESSÃO DOSIFICADA PRESSÃO DA CARCAÇA PRESSÃO INTERMEDIÁRIA

DOSIFICADA PRESSÃO DA CARCAÇA PRESSÃO INTERMEDIÁRIA PISTÃO DO AVANÇO MOLA DE RETARDO PLACA DA MOLA MOLAS

PISTÃO

DO AVANÇO

MOLA

DE RETARDO

PLACA

DA MOLA

MOLAS

DO AVANÇO

BUJÃO

DO AVANÇO

DISPOSITIVO DE AVANÇO AUTOMÁTICO

Na rotação de partida do motor, a mola de retardo mantem o pistão de avanço totalmente retardado, conforme mostra a figura.

Quando o motor parte, a válvula de bloqueio abre ( veja descrição

do dispositivo de débito máximo de partida) admitindo combustível

para o pistão de avanço e fazendo com que o mesmo supere a

carga das molas montadas do lado oposto. O pistão do avanco desloca

o anel de ressaltos,através do parafuso, no sentido contrário ao da

rotação da bomba e avança progessivamente a injeção, de acordo com

o aumento de rotaçnao do motor.

a injeção, de acordo com o aumento de rotaçnao do motor. MECANISMO DE CONTROLE DO COMBUSTÍVEL

MECANISMO DE CONTROLE DO COMBUSTÍVEL

Duas placas de ressaltos, montadas uma de cada lado do anel de ressaltos, controlam o máximo afastamento dos roletes. Como mostrado, na condição de partida do motor o dispositivo de débito máximo de partida desloca a placa de articulação totalmente ao lado oposto ao do parafuso de ajuste de óleo. Nesta posição o perfil das placas de ressaltos permitem maior afastamento dos roletes durante a fase de admissão do combustível. Quando o motor parte em marcha lenta, o dispositivo de

débito máximo de partida desarma (veja descrição do dispositivo

de débito máximo de partida) e o combustível é reduzido para o

nível de marcha lenta pela ação do regulador sobre a válvula dosificadora. Quando aceleramos totalmente, a válvula dosificadora abre e o combustível máximo é disponivel.

O combustível máximo de marcha é determinado pela

abertura das placas de ressaltos, cujo ajuste é feito pela placa de articulação através do parafuso de ajuste de combustível. Para motores turbinados, um limitador de fumaça pode ser montado em lugar do parafuso de ajuste. Um diafragma opera o dispositivo e varia o combustível máximo, modificando os níveis conforme a pressão do turbo.

ARTICULAÇÃO DO GOVERNADOR

BRAÇO DO REGULADOR

EIXO DE ACIONAMENTO

MANCAL

DIANTEIRO

PARAFUSO DE AJUSTE DA DOSAGEM MÁXIMA

GAIOLA DOS CONTRAPESOS

PISTÕES

BOMBEADORES

CONTRAPESOS

GAIOLA DOS CONTRAPESOS PISTÕES BOMBEADORES CONTRAPESOS FASE DE ALIMENTAÇÃO Após a entrada da bomba, o

FASE DE ALIMENTAÇÃO

Após a entrada da bomba, o combustível tem sua pressão aumentada pela bomba de transferência e controlada pela válvula reguladora. Esta pressão é chamada de PRESSÃO DE TRANSFERÊNCIA. O combustível atinge então a válvula dosificadora e sua pressão é reduzida para a PRESSÃO DOSIFICADA, que varia de acordo com a posição da válvula. Através dos canais de admissão do rotor, o combustível chega aos pistões bombeadores forçando-os para fora e admitindo o combustível requerido. Nesta condicão o canal de distribuição está fechado.

Nesta condicão o canal de distribuição está fechado. FASE DE INJEÇÃO Em seguida à admisão do

FASE DE INJEÇÃO

Em seguida à admisão do combustível a ser bombeado, os canais de admisão se fecham e o canal de distribuição do rotor coincide com uma das saidas de alta pressão. Simultaneamente os pistões bombeadores são comprimidos para dentro pelo contato do conjunto sapatas e roletes com o perfil interno do anel de ressaltos, produzindo a alta pressão de injeção.

anel de ressaltos, produzindo a alta pressão de injeção. PRESSÃO DE INJEÇÃO PRESSÃO DE TRANSFERÊNCIA PRESSÃO
anel de ressaltos, produzindo a alta pressão de injeção. PRESSÃO DE INJEÇÃO PRESSÃO DE TRANSFERÊNCIA PRESSÃO
anel de ressaltos, produzindo a alta pressão de injeção. PRESSÃO DE INJEÇÃO PRESSÃO DE TRANSFERÊNCIA PRESSÃO

PRESSÃO DE INJEÇÃO PRESSÃO DE TRANSFERÊNCIA PRESSÃO DE ALIMENTAÇÃO