Sei sulla pagina 1di 210

SupremoSupremo TribunalTribunal FederalFederal

Supremo Tribunal Federal

Ementa e Acórdão

Inteiro Teor do Acórdão - Página 1 de 210

09/09/2015

PLENÁRIO

MEDIDA CAUTELAR NA ARGÜIÇÃO DE DESCUMPRIMENTO DE PRECEITO FUNDAMENTAL 347 DISTRITO FEDERAL

RELATOR

: MIN. MARCO AURÉLIO

REQTE.(S)

: PARTIDO SOCIALISMO E LIBERDADE - PSOL

ADV.(A/S)

: DANIEL ANTONIO DE MORAES SARMENTO E

INTDO.(A/S)

OUTRO(A/S) : UNIÃO

PROC.(A/S)(ES)

: ADVOGADO-GERAL DA UNIÃO

INTDO.(A/S)

: DISTRITO FEDERAL

PROC.(A/S)(ES)

INTDO.(A/S)

PROC.(A/S)(ES)

INTDO.(A/S)

PROC.(A/S)(ES)

INTDO.(A/S)

PROC.(A/S)(ES)

INTDO.(A/S)

PROC.(A/S)(ES)

INTDO.(A/S)

PROC.(A/S)(ES)

INTDO.(A/S)

PROC.(A/S)(ES)

INTDO.(A/S)

PROC.(A/S)(ES)

INTDO.(A/S)

PROC.(A/S)(ES)

INTDO.(A/S)

PROC.(A/S)(ES)

INTDO.(A/S)

PROC.(A/S)(ES)

INTDO.(A/S)

: PROCURADOR-GERAL

: ESTADO DO ACRE : PROCURADOR-GERAL DO ESTADO DO ACRE

: ESTADO DE ALAGOAS : PROCURADOR-GERAL DO

: ESTADO DO AMAZONAS : PROCURADOR-GERAL DO ESTADO DO AMAZONAS : ESTADO DO AMAPÁ : PROCURADOR-GERAL DO ESTADO DO AMAPÁ : ESTADO DA BAHIA : PROCURADOR-GERAL DO ESTADO DA BAHIA : ESTADO DO CEARÁ : PROCURADOR-GERAL DO ESTADO DO CEARÁ : ESTADO DO ESPÍRITO SANTO : PROCURADOR-GERAL DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO : ESTADO DE GOIÁS : PROCURADOR-GERAL DO ESTADO DE GOIÁS : ESTADO DO MARANHÃO : PROCURADOR-GERAL DO ESTADO DO MARANHÃO : ESTADO DE MINAS GERAIS : ADVOGADO-GERAL DO ESTADO DE MINAS GERAIS : ESTADO DE MATO GROSSO

DO DISTRITO FEDERAL

ESTADO DE ALAGOAS

Documento assinado digitalmente conforme MP n° 2.200-2/2001 de 24/08/2001, que institui a Infraestrutura de Chaves Públicas Brasileira - ICP-Brasil. O documento pode ser acessado no endereço eletrônico http://www.stf.jus.br/portal/autenticacao/ sob o número 9937785.

Supremo Tribunal Federal

Supremo Tribunal Federal

Supremo Tribunal Federal

Ementa e Acórdão

Inteiro Teor do Acórdão - Página 2 de 210

ADPF 347 MC / DF

ADPF 347 MC / DF

PROC.(A/S)(ES)

PROC.(A/S)(ES)

INTDO.(A/S)

INTDO.(A/S)

PROC.(A/S)(ES)

PROC.(A/S)(ES)

INTDO.(A/S)

INTDO.(A/S)

PROC.(A/S)(ES)

PROC.(A/S)(ES)

INTDO.(A/S)

INTDO.(A/S)

PROC.(A/S)(ES)

PROC.(A/S)(ES)

INTDO.(A/S)

INTDO.(A/S)

PROC.(A/S)(ES)

PROC.(A/S)(ES)

INTDO.(A/S)

INTDO.(A/S)

PROC.(A/S)(ES)

PROC.(A/S)(ES)

INTDO.(A/S)

INTDO.(A/S)

PROC.(A/S)(ES)

PROC.(A/S)(ES)

INTDO.(A/S)

INTDO.(A/S)

PROC.(A/S)(ES)

PROC.(A/S)(ES)

INTDO.(A/S)

INTDO.(A/S)

PROC.(A/S)(ES)

PROC.(A/S)(ES)

INTDO.(A/S)

INTDO.(A/S)

PROC.(A/S)(ES)

PROC.(A/S)(ES)

INTDO.(A/S)

INTDO.(A/S)

PROC.(A/S)(ES)

PROC.(A/S)(ES)

INTDO.(A/S)

INTDO.(A/S)

PROC.(A/S)(ES)

PROC.(A/S)(ES)

INTDO.(A/S)

INTDO.(A/S)

PROC.(A/S)(ES)

PROC.(A/S)(ES)

INTDO.(A/S)

INTDO.(A/S)

PROC.(A/S)(ES)

PROC.(A/S)(ES)

INTDO.(A/S)

INTDO.(A/S)

PROC.(A/S)(ES)

PROC.(A/S)(ES)

INTDO.(A/S)

INTDO.(A/S)

: PROCURADOR-GERAL

: PROCURADOR-GERAL

GROSSO

GROSSO

DO

DO

ESTADO

ESTADO

DE

DE

MATO

MATO

: ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL

: ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL

: PROCURADOR-GERAL

: PROCURADOR-GERAL

DO

DO

GROSSO DO SUL

GROSSO DO SUL

: ESTADO

: ESTADO

DO PARÁ

DO PARÁ

ESTADO

ESTADO

DE

DE

MATO

MATO

: PROCURADOR-GERAL DO ESTADO DO PARÁ

: PROCURADOR-GERAL DO ESTADO DO PARÁ

: ESTADO

: ESTADO

DA PARAÍBA

DA PARAÍBA

: PROCURADOR-GERAL DO ESTADO DA PARAÍBA

: PROCURADOR-GERAL DO ESTADO DA PARAÍBA

: ESTADO

: ESTADO

DE PERNAMBUCO

DE PERNAMBUCO

: PROCURADOR-GERAL

: PROCURADOR-GERAL

DO

DO

PERNAMBUCO

PERNAMBUCO

: ESTADO

: ESTADO

DO PIAUÍ

DO PIAUÍ

ESTADO

ESTADO

DE

DE

: PROCURADOR-GERAL DO ESTADO DO PIAUÍ

: PROCURADOR-GERAL DO ESTADO DO PIAUÍ

: ESTADO

: ESTADO

DO PARANÁ

DO PARANÁ

: PROCURADOR-GERAL DO ESTADO DO PARANÁ

: PROCURADOR-GERAL DO ESTADO DO PARANÁ

: ESTADO

: ESTADO

DO RIO DE JANEIRO

DO RIO DE JANEIRO

: PROCURADOR-GERAL

: PROCURADOR-GERAL

DO

DO

ESTADO

ESTADO

JANEIRO

JANEIRO

DO

DO

RIO

RIO

DE

DE

: ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE

: ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE

: PROCURADOR-GERAL

: PROCURADOR-GERAL

DO

DO

GRANDE DO NORTE

GRANDE DO NORTE

ESTADO

ESTADO

DO

DO

RIO

RIO

: ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL

: ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL

: PROCURADOR-GERAL

: PROCURADOR-GERAL

DO

DO

ESTADO

ESTADO

DO

DO

RIO

RIO

GRANDE DO SUL

GRANDE DO SUL

: ESTADO

: ESTADO

DE RONDÔNIA

DE RONDÔNIA

: PROCURADOR-GERAL

: PROCURADOR-GERAL

DO ESTADO DE RONDÔNIA

DO ESTADO DE RONDÔNIA

: ESTADO

: ESTADO

DE RORAIMA

DE RORAIMA

: PROCURADOR-GERAL

: PROCURADOR-GERAL

DO ESTADO DE RORAIMA

DO ESTADO DE RORAIMA

: ESTADO

: ESTADO

DE SANTA CATARINA

DE SANTA CATARINA

: PROCURADOR-GERAL

: PROCURADOR-GERAL

DO

DO

ESTADO

ESTADO

DE

DE

SANTA

SANTA

CATARINA

CATARINA

: ESTADO

: ESTADO

DE SERGIPE

DE SERGIPE

: PROCURADOR-GERAL

: PROCURADOR-GERAL

DO ESTADO DE SERGIPE

DO ESTADO DE SERGIPE

: ESTADO

: ESTADO

DE SÃO PAULO

DE SÃO PAULO

: PROCURADOR-GERAL

: PROCURADOR-GERAL

DO ESTADO DE SÃO PAULO

DO ESTADO DE SÃO PAULO

: ESTADO

: ESTADO

DO TOCANTINS

DO TOCANTINS

2 2

Documento assinado digitalmente conforme MP n° 2.200-2/2001 de 24/08/2001, que institui a Infraestrutura de Chaves Públicas Brasileira - ICP-Brasil. O

Documento assinado digitalmente conforme MP n° 2.200-2/2001 de 24/08/2001, que institui a Infraestrutura de Chaves Públicas Brasileira - ICP-Brasil. O

documento pode ser acessado no endereço eletrônico http://www.stf.jus.br/portal/autenticacao/ sob o número 9937785.

documento pode ser acessado no endereço eletrônico http://www.stf.jus.br/portal/autenticacao/ sob o número 9937785.

Supremo Tribunal Federal

Supremo Tribunal Federal

Supremo Tribunal Federal

Ementa e Acórdão

Inteiro Teor do Acórdão - Página 3 de 210

ADPF 347 MC / DF

ADPF 347 MC / DF

PROC.(A/S)(ES)

PROC.(A/S)(ES)

: PROCURADOR-GERAL DO ESTADO DO TOCANTINS

: PROCURADOR-GERAL DO ESTADO DO TOCANTINS

CUSTODIADO – INTEGRIDADE FÍSICA E MORAL – SISTEMA

CUSTODIADO – INTEGRIDADE FÍSICA E MORAL – SISTEMA

PENITENCIÁRIO

PENITENCIÁRIO

ARGUIÇÃO

ARGUIÇÃO

DE

DE

DESCUMPRIMENTO

DESCUMPRIMENTO

DE

DE

PRECEITO FUNDAMENTAL – ADEQUAÇÃO. Cabível é a arguição de

PRECEITO FUNDAMENTAL – ADEQUAÇÃO. Cabível é a arguição de

descumprimento

descumprimento

de

de

preceito

preceito

fundamental

fundamental

degradante das penitenciárias no Brasil.

degradante das penitenciárias no Brasil.

considerada

considerada

a

a

situação

situação

SISTEMA

SISTEMA

CARCERÁRIA

CARCERÁRIA

PENITENCIÁRIO

PENITENCIÁRIO

CONDIÇÕES

CONDIÇÕES

NACIONAL

NACIONAL

DESUMANAS

DESUMANAS

SUPERLOTAÇÃO

SUPERLOTAÇÃO

DE

DE

CUSTÓDIA

CUSTÓDIA

VIOLAÇÃO

VIOLAÇÃO

MASSIVA DE

MASSIVA DE

DIREITOS

DIREITOS

FUNDAMENTAIS

FUNDAMENTAIS

FALHAS

FALHAS

ESTRUTURAIS

ESTRUTURAIS

ESTADO

ESTADO

DE

DE

COISAS

COISAS

INCONSTITUCIONAL

INCONSTITUCIONAL

CONFIGURAÇÃO. Presente quadro de violação massiva e persistente de

CONFIGURAÇÃO. Presente quadro de violação massiva e persistente de

direitos fundamentais, decorrente de falhas estruturais e falência de

direitos fundamentais, decorrente de falhas estruturais e falência de

políticas públicas e cuja modificação depende de medidas abrangentes de

políticas públicas e cuja modificação depende de medidas abrangentes de

natureza

natureza

normativa,

normativa,

administrativa

administrativa

e

e

orçamentária,

orçamentária,

deve

deve

penitenciário

penitenciário

nacional

nacional

ser

ser

inconstitucional”.

inconstitucional”.

caraterizado

caraterizado

como

como

“estado

“estado

o

o

de

de

sistema

sistema

coisas

coisas

FUNDO

FUNDO

PENITENCIÁRIO

PENITENCIÁRIO

NACIONAL

NACIONAL

VERBAS

VERBAS

CONTINGENCIAMENTO. Ante a situação precária das penitenciárias, o

CONTINGENCIAMENTO. Ante a situação precária das penitenciárias, o

interesse público direciona à liberação das verbas do Fundo Penitenciário

interesse público direciona à liberação das verbas do Fundo Penitenciário

Nacional.

Nacional.

AUDIÊNCIA DE CUSTÓDIA – OBSERVÂNCIA OBRIGATÓRIA.

AUDIÊNCIA DE CUSTÓDIA – OBSERVÂNCIA OBRIGATÓRIA.

Estão obrigados juízes e tribunais, observados os artigos 9.3 do Pacto dos

Estão obrigados juízes e tribunais, observados os artigos 9.3 do Pacto dos

Direitos Civis e Políticos e 7.5 da Convenção Interamericana de Direitos

Direitos Civis e Políticos e 7.5 da Convenção Interamericana de Direitos

Humanos, a realizarem, em até noventa dias, audiências de custódia,

Humanos, a realizarem, em até noventa dias, audiências de custódia,

viabilizando o comparecimento do preso perante a autoridade judiciária

viabilizando o comparecimento do preso perante a autoridade judiciária

no prazo máximo de 24 horas, contado do momento da prisão.

no prazo máximo de 24 horas, contado do momento da prisão.

3 3

Documento assinado digitalmente conforme MP n° 2.200-2/2001 de 24/08/2001, que institui a Infraestrutura de Chaves Públicas Brasileira - ICP-Brasil. O

Documento assinado digitalmente conforme MP n° 2.200-2/2001 de 24/08/2001, que institui a Infraestrutura de Chaves Públicas Brasileira - ICP-Brasil. O

documento pode ser acessado no endereço eletrônico http://www.stf.jus.br/portal/autenticacao/ sob o número 9937785.

documento pode ser acessado no endereço eletrônico http://www.stf.jus.br/portal/autenticacao/ sob o número 9937785.

Supremo Tribunal Federal

Supremo Tribunal Federal

Supremo Tribunal Federal

Ementa e Acórdão

Inteiro Teor do Acórdão - Página 4 de 210

ADPF 347 MC / DF

ADPF 347 MC / DF

A C Ó R D Ã O

A C

Ó R D Ã O

Vistos, relatados e discutidos estes autos, acordam os Ministros do

Vistos, relatados e discutidos estes autos, acordam os Ministros do

Supremo Tribunal Federal em, apreciando os pedidos de medida cautelar

Supremo Tribunal Federal em, apreciando os pedidos de medida cautelar

formulados na inicial, por maioria e nos termos do voto do Relator,

formulados na inicial, por maioria e nos termos do voto do Relator,

deferir a cautelar em relação à alínea “b”, para determinar aos juízes e

deferir a cautelar em relação à alínea “b”, para determinar aos juízes e

tribunais que, observados os artigos 9.3 do Pacto dos Direitos Civis e

tribunais que, observados os artigos 9.3 do Pacto dos Direitos Civis e

Políticos

Políticos

e

e

7.5

7.5

da

da

Convenção

Convenção

Interamericana

Interamericana

de

de

Direitos

Direitos

Humanos,

Humanos,

realizem, em até noventa dias, audiências de custódia, viabilizando o

realizem, em até noventa dias, audiências de custódia, viabilizando o

comparecimento

comparecimento

do preso

do preso

perante

perante

a

a

autoridade

autoridade

judiciária

judiciária

no

no

prazo

prazo

máximo de 24 horas, contados do momento da prisão, com a ressalva do

máximo de 24 horas, contados do momento da prisão, com a ressalva do

voto da Ministra Rosa Weber, que acompanhava o Relator, mas com a

voto da Ministra Rosa Weber, que acompanhava o Relator, mas com a

observância dos prazos fixados pelo Conselho Nacional de Justiça – CNJ,

observância dos prazos fixados pelo Conselho Nacional de Justiça – CNJ,

vencidos, em menor extensão, os Ministros Teori Zavascki e Roberto

vencidos, em menor extensão, os Ministros Teori Zavascki e Roberto

Barroso, que delegavam ao CNJ a regulamentação sobre o prazo da

Barroso, que delegavam ao CNJ a regulamentação sobre o prazo da

realização das audiências de custódia; em relação à alínea “h”, por

realização das audiências de custódia; em relação à alínea “h”, por

maioria e nos termos do voto do Relator, em deferir a cautelar para

maioria e nos termos do voto do Relator, em deferir a cautelar para

determinar à União que libere o saldo acumulado do Fundo Penitenciário

determinar à União que libere o saldo acumulado do Fundo Penitenciário

Nacional

Nacional

para

para

utilização

utilização

com

com

a

a

finalidade

finalidade

para

para

a

a

qual

qual

foi

foi

criado,

criado,

abstendo-se de realizar novos contingenciamentos, vencidos, em menor

abstendo-se de realizar novos contingenciamentos, vencidos, em menor

extensão, os Ministros Edson Fachin, Roberto Barroso e Rosa Weber, que

extensão, os Ministros Edson Fachin, Roberto Barroso e Rosa Weber, que

fixavam prazo de até sessenta dias, a contar da publicação desta decisão,

fixavam prazo de até sessenta dias, a contar da publicação desta decisão,

para que a União procedesse à adequação para o cumprimento do que

para que a União procedesse à adequação para o cumprimento do que

determinado; em indeferir as cautelares em relação às alíneas “a”, “c” e

determinado; em indeferir as cautelares em relação às alíneas “a”, “c” e

“d”,

“d”,

vencidos

vencidos

os

os

Ministros

Ministros

Relator,

Relator,

Luiz

Luiz

Fux,

Fux,

Cármen

Cármen

Lúcia

Lúcia

e

e

o

o

Presidente,

Presidente,

que as deferiam;

que as deferiam;

em

em

indeferir em

indeferir em

relação à alínea “e”,

relação à alínea “e”,

vencido,

vencido,

em

em

menor

menor

extensão,

extensão,

o

o

Ministro

Ministro

Gilmar

Gilmar

Mendes;

Mendes;

e,

e,

por

por

unanimidade, em indeferir a cautelar em relação à alínea “f”; em relação

unanimidade, em indeferir a cautelar em relação à alínea “f”; em relação

à à

Fachin,

julgou

julgou

Fachin,

alínea “g”, por maioria e nos termos do voto do Relator, o Tribunal

alínea “g”, por maioria e nos termos do voto do Relator, o Tribunal

prejudicada

prejudicada

a

a

cautelar,

cautelar,

vencidos

vencidos

os

os

Ministros

Ministros

Edson

Edson

Roberto Barroso, Gilmar Mendes e Celso de Mello, que a deferiam nos

Roberto Barroso, Gilmar Mendes e Celso de Mello, que a deferiam nos

termos de seus votos. O Tribunal, por maioria, deferiu a proposta do

termos de seus votos. O Tribunal, por maioria, deferiu a proposta do

Ministro Roberto Barroso, ora reajustada, de concessão de cautelar de

Ministro Roberto Barroso, ora reajustada, de concessão de cautelar de

4 4

Documento assinado digitalmente conforme MP n° 2.200-2/2001 de 24/08/2001, que institui a Infraestrutura de Chaves Públicas Brasileira - ICP-Brasil. O

Documento assinado digitalmente conforme MP n° 2.200-2/2001 de 24/08/2001, que institui a Infraestrutura de Chaves Públicas Brasileira - ICP-Brasil. O

documento pode ser acessado no endereço eletrônico http://www.stf.jus.br/portal/autenticacao/ sob o número 9937785.

documento pode ser acessado no endereço eletrônico http://www.stf.jus.br/portal/autenticacao/ sob o número 9937785.

Supremo Tribunal Federal

Supremo Tribunal Federal

Supremo Tribunal Federal

Ementa e Acórdão

Inteiro Teor do Acórdão - Página 5 de 210

ADPF 347 MC / DF

ADPF 347 MC / DF

ofício para que se determine à União e aos Estados, e especificamente ao

ofício para que se determine à União e aos Estados, e especificamente ao

Estado de São Paulo, que encaminhem ao Supremo Tribunal Federal

Estado de São Paulo, que encaminhem ao Supremo Tribunal Federal

informações sobre a situação prisional, vencidos os Ministros Marco

informações sobre a situação prisional, vencidos os Ministros Marco

Aurélio, Relator, que reajustou o voto, e os Ministros Luiz Fux, Cármen

Aurélio, Relator, que reajustou o voto, e os Ministros Luiz Fux, Cármen

Lúcia

Lúcia

e

e

Presidente,

Presidente,

em

em

sessão

sessão

presidida

presidida

pelo

pelo

Ministro

Ministro

Ricardo

Ricardo

Lewandowski, na conformidade da ata do julgamento e das respectivas

Lewandowski, na conformidade da ata do julgamento e das respectivas

notas taquigráficas.

notas taquigráficas.

Brasília, 9 de setembro de 2015.

Brasília, 9 de setembro de 2015.

MINISTRO MARCO AURÉLIO – RELATOR

MINISTRO MARCO AURÉLIO – RELATOR

5 5

Documento assinado digitalmente conforme MP n° 2.200-2/2001 de 24/08/2001, que institui a Infraestrutura de Chaves Públicas Brasileira - ICP-Brasil. O

Documento assinado digitalmente conforme MP n° 2.200-2/2001 de 24/08/2001, que institui a Infraestrutura de Chaves Públicas Brasileira - ICP-Brasil. O

documento pode ser acessado no endereço eletrônico http://www.stf.jus.br/portal/autenticacao/ sob o número 9937785.

documento pode ser acessado no endereço eletrônico http://www.stf.jus.br/portal/autenticacao/ sob o número 9937785.

Supremo Tribunal Federal

Relatório

Inteiro Teor do Acórdão - Página 6 de 210

27/08/2015

27/08/2015

PLENÁRIO

PLENÁRIO

MEDIDA CAUTELAR NA ARGÜIÇÃO DE DESCUMPRIMENTO DE PRECEITO

MEDIDA CAUTELAR NA ARGÜIÇÃO DE DESCUMPRIMENTO DE PRECEITO

FUNDAMENTAL 347 DISTRITO FEDERAL

FUNDAMENTAL 347 DISTRITO FEDERAL

RELATOR

RELATOR

REQTE.(S)

REQTE.(S)

ADV.(A/S)

ADV.(A/S)

INTDO.(A/S)

INTDO.(A/S)

PROC.(A/S)(ES)

PROC.(A/S)(ES)

INTDO.(A/S)

INTDO.(A/S)

PROC.(A/S)(ES)

PROC.(A/S)(ES)

INTDO.(A/S)

INTDO.(A/S)

PROC.(A/S)(ES)

PROC.(A/S)(ES)

INTDO.(A/S)

INTDO.(A/S)

PROC.(A/S)(ES)

PROC.(A/S)(ES)

INTDO.(A/S)

INTDO.(A/S)

PROC.(A/S)(ES)

PROC.(A/S)(ES)

INTDO.(A/S)

INTDO.(A/S)

PROC.(A/S)(ES)

PROC.(A/S)(ES)

INTDO.(A/S)

INTDO.(A/S)

PROC.(A/S)(ES)

PROC.(A/S)(ES)

INTDO.(A/S)

INTDO.(A/S)

PROC.(A/S)(ES)

PROC.(A/S)(ES)

INTDO.(A/S)

INTDO.(A/S)

PROC.(A/S)(ES)

PROC.(A/S)(ES)

INTDO.(A/S)

INTDO.(A/S)

PROC.(A/S)(ES)

PROC.(A/S)(ES)

INTDO.(A/S)

INTDO.(A/S)

PROC.(A/S)(ES)

PROC.(A/S)(ES)

INTDO.(A/S)

INTDO.(A/S)

PROC.(A/S)(ES)

PROC.(A/S)(ES)

INTDO.(A/S)

INTDO.(A/S)

: MIN. MARCO AURÉLIO

: MIN. MARCO AURÉLIO

: PARTIDO SOCIALISMO E LIBERDADE - PSOL

: PARTIDO SOCIALISMO E LIBERDADE - PSOL

: DANIEL

: DANIEL

ANTONIO

ANTONIO

OUTRO(A/S)

OUTRO(A/S)

: UNIÃO

: UNIÃO

: ADVOGADO-GERAL

: ADVOGADO-GERAL

DE

DE

MORAES

MORAES

DA UNIÃO

DA UNIÃO

SARMENTO

SARMENTO

: DISTRITO

: DISTRITO

FEDERAL

FEDERAL

: PROCURADOR-GERAL

: PROCURADOR-GERAL

: ESTADO

: ESTADO

DO ACRE

DO ACRE

DO DISTRITO FEDERAL

DO DISTRITO FEDERAL

E

E

: PROCURADOR-GERAL DO ESTADO DO ACRE

: PROCURADOR-GERAL DO ESTADO DO ACRE

: ESTADO

: ESTADO

DE ALAGOAS

DE ALAGOAS

: PROCURADOR-GERAL

: PROCURADOR-GERAL

DO ESTADO DE ALAGOAS

DO ESTADO DE ALAGOAS

: ESTADO

: ESTADO

DO AMAZONAS

DO AMAZONAS

: PROCURADOR-GERAL

: PROCURADOR-GERAL

DO

DO

AMAZONAS

AMAZONAS

: ESTADO

: ESTADO

DO AMAPÁ

DO AMAPÁ

ESTADO

ESTADO

DO

DO

: PROCURADOR-GERAL DO ESTADO DO AMAPÁ

: PROCURADOR-GERAL DO ESTADO DO AMAPÁ

: ESTADO

: ESTADO

DA BAHIA

DA BAHIA

: PROCURADOR-GERAL DO ESTADO DA BAHIA

: PROCURADOR-GERAL DO ESTADO DA BAHIA

: ESTADO

: ESTADO

DO CEARÁ

DO CEARÁ

: PROCURADOR-GERAL DO ESTADO DO CEARÁ

: PROCURADOR-GERAL DO ESTADO DO CEARÁ

: ESTADO

: ESTADO

DO ESPÍRITO SANTO

DO ESPÍRITO SANTO

: PROCURADOR-GERAL

: PROCURADOR-GERAL

DO

DO

ESTADO DO ESPÍRITO

ESTADO DO ESPÍRITO

SANTO

SANTO

: ESTADO

: ESTADO

DE GOIÁS

DE GOIÁS

: PROCURADOR-GERAL

: PROCURADOR-GERAL

DO ESTADO DE GOIÁS

DO ESTADO DE GOIÁS

: ESTADO

: ESTADO

DO MARANHÃO

DO MARANHÃO

: PROCURADOR-GERAL

: PROCURADOR-GERAL

DO

DO

ESTADO

ESTADO

DO

DO

MARANHÃO

MARANHÃO

: ESTADO DE MINAS GERAIS

: ESTADO DE MINAS GERAIS

: ADVOGADO-GERAL

: ADVOGADO-GERAL

DO

DO

ESTADO

ESTADO

DE

DE

MINAS

MINAS

GERAIS

GERAIS

: ESTADO

: ESTADO

DE MATO GROSSO

DE MATO GROSSO

Documento assinado digitalmente conforme MP n° 2.200-2/2001 de 24/08/2001, que institui a Infraestrutura de Chaves Públicas Brasileira - ICP-Brasil. O

Documento assinado digitalmente conforme MP n° 2.200-2/2001 de 24/08/2001, que institui a Infraestrutura de Chaves Públicas Brasileira - ICP-Brasil. O

documento pode ser acessado no endereço eletrônico http://www.stf.jus.br/portal/autenticacao/ sob o número 9343687.

documento pode ser acessado no endereço eletrônico http://www.stf.jus.br/portal/autenticacao/ sob o número 9343687.

Supremo Tribunal Federal

Relatório

Inteiro Teor do Acórdão - Página 7 de 210

ADPF 347 MC / DF

ADPF 347 MC / DF

PROC.(A/S)(ES)

PROC.(A/S)(ES)

INTDO.(A/S)

INTDO.(A/S)

PROC.(A/S)(ES)

PROC.(A/S)(ES)

INTDO.(A/S)

INTDO.(A/S)

PROC.(A/S)(ES)

PROC.(A/S)(ES)

INTDO.(A/S)

INTDO.(A/S)

PROC.(A/S)(ES)

PROC.(A/S)(ES)

INTDO.(A/S)

INTDO.(A/S)

PROC.(A/S)(ES)

PROC.(A/S)(ES)

INTDO.(A/S)

INTDO.(A/S)

PROC.(A/S)(ES)

PROC.(A/S)(ES)

INTDO.(A/S)

INTDO.(A/S)

PROC.(A/S)(ES)

PROC.(A/S)(ES)

INTDO.(A/S)

INTDO.(A/S)

PROC.(A/S)(ES)

PROC.(A/S)(ES)

INTDO.(A/S)

INTDO.(A/S)

PROC.(A/S)(ES)

PROC.(A/S)(ES)

INTDO.(A/S)

INTDO.(A/S)

PROC.(A/S)(ES)

PROC.(A/S)(ES)

INTDO.(A/S)

INTDO.(A/S)

PROC.(A/S)(ES)

PROC.(A/S)(ES)

INTDO.(A/S)

INTDO.(A/S)

PROC.(A/S)(ES)

PROC.(A/S)(ES)

INTDO.(A/S)

INTDO.(A/S)

PROC.(A/S)(ES)

PROC.(A/S)(ES)

INTDO.(A/S)

INTDO.(A/S)

PROC.(A/S)(ES)

PROC.(A/S)(ES)

INTDO.(A/S)

INTDO.(A/S)

PROC.(A/S)(ES)

PROC.(A/S)(ES)

INTDO.(A/S)

INTDO.(A/S)

: PROCURADOR-GERAL

: PROCURADOR-GERAL

GROSSO

GROSSO

DO

DO

ESTADO

ESTADO

DE

DE

MATO

MATO

: ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL

: ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL

: PROCURADOR-GERAL

: PROCURADOR-GERAL

DO

DO

GROSSO DO SUL

GROSSO DO SUL

: ESTADO

: ESTADO

DO PARÁ

DO PARÁ

ESTADO

ESTADO

DE

DE

MATO

MATO

: PROCURADOR-GERAL DO ESTADO DO PARÁ

: PROCURADOR-GERAL DO ESTADO DO PARÁ

: ESTADO

: ESTADO

DA PARAÍBA

DA PARAÍBA

: PROCURADOR-GERAL DO ESTADO DA PARAÍBA

: PROCURADOR-GERAL DO ESTADO DA PARAÍBA

: ESTADO

: ESTADO

DE PERNAMBUCO

DE PERNAMBUCO

: PROCURADOR-GERAL

: PROCURADOR-GERAL

DO

DO

PERNAMBUCO

PERNAMBUCO

: ESTADO

: ESTADO

DO PIAUÍ

DO PIAUÍ

ESTADO

ESTADO

DE

DE

: PROCURADOR-GERAL DO ESTADO DO PIAUÍ

: PROCURADOR-GERAL DO ESTADO DO PIAUÍ

: ESTADO

: ESTADO

DO PARANÁ

DO PARANÁ

: PROCURADOR-GERAL DO ESTADO DO PARANÁ

: PROCURADOR-GERAL DO ESTADO DO PARANÁ

: ESTADO

: ESTADO

DO RIO DE JANEIRO

DO RIO DE JANEIRO

: PROCURADOR-GERAL

: PROCURADOR-GERAL

DO

DO

ESTADO

ESTADO

JANEIRO

JANEIRO

DO

DO

RIO

RIO

DE

DE

: ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE

: ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE

: PROCURADOR-GERAL

: PROCURADOR-GERAL

DO

DO

GRANDE DO NORTE

GRANDE DO NORTE

ESTADO

ESTADO

DO

DO

RIO

RIO

: ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL

: ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL

: PROCURADOR-GERAL

: PROCURADOR-GERAL

DO

DO

ESTADO

ESTADO

DO

DO

RIO

RIO

GRANDE DO SUL

GRANDE DO SUL

: ESTADO

: ESTADO

DE RONDÔNIA

DE RONDÔNIA

: PROCURADOR-GERAL

: PROCURADOR-GERAL

DO ESTADO DE RONDÔNIA

DO ESTADO DE RONDÔNIA

: ESTADO

: ESTADO

DE RORAIMA

DE RORAIMA

: PROCURADOR-GERAL

: PROCURADOR-GERAL

DO ESTADO DE RORAIMA

DO E