Sei sulla pagina 1di 8
Constituição Constitu ição Federal Federal Artur Artur Furtado Furtado Filho Filho André André Rafael
Constituição
Constitu
ição
Federal
Federal
Artur
Artur Furtado
Furtado
Filho
Filho
André
André
Rafael
Rafael
Pereira
Pereira
Rodrigo
Rodrigo
DIREITO DIREITO A A PRO PR O PRIEDADE PRIEDADE TITULO II-- CAPÍTULO I –– TITULO
DIREITO
DIREITO
A A
PRO
PR
O
PRIEDADE
PRIEDADE
TITULO II-- CAPÍTULO I ––
TITULO II
CAPÍTULO I
DIREITOS E DEVERES
DIREITOS E DEVERES
ArArtt XXXXIIII –– É garantido o d
É garantido o d
ireito
ireito
a propriedade.
a propriedade.
nn
nn ArArtt XXXXIIIIII –– A propriedade
A
proprieda
de
atenderá sua função social.
ate
nderá sua função social.
nn ArArtt XXXXIIVV –– A lei estabel
A
lei estabel
ecerá o procedimento para
ecerá o p
rocedimento para
desapropriação por utilidade ou
desapropriação por ut
ilidade ou
necessidade pública,
necessidade pública,
mediante justa prévia a
mediante justa prévi
indenização.
inde
nização.
ArArtt XXXXVV –– No caso de
No caso de eminen
emin
ente
te
perigo público, a
perigo público, a
nn
autoridade poderá usar
autoridade poderá usar
de
de
propriedade particular,
propriedade particular,
assegurado ao proprietário
assegurado ao proprietário
indeni
indenização ulterior, se
zação ulterior, se
hhoouvuveerr ddaanno.o.
Imposto sobre Imposto sobre a a propriedade rural pro priedade rural TTIITTUULLOO VVII –– CAPITULO
Imposto sobre
Imposto sobre
a a
propriedade rural
pro
priedade rural
TTIITTUULLOO VVII –– CAPITULO
CAPITULO
I I
-- SEÇÃO I
SEÇÃO I
II II
––
DOS IMPOSTOS DA
DOS IMPOSTOS DA UNIÃO
UNIÃO
ArArtt 153153 –– Compete a União
Compete a União
ins
insti ti
tuir impostos sobre:
tuir impostos sobre:
IIncnciisoso VVII -- A propriedade territorial
A propriedade territorial
rural.
rural.
nn
PPaarráággrraaffoo 11ºº -- É facultado a
É
facultado a
o po
o po
der executivo, atendidas as
der executivo, atendidas as
nn
condições e os limites estabelecidos, em lei alterar a alíquota ddoo
condições e os limites estabelecidos, em lei alterar a alíquota
iimpmposostto.o.
PPaarráággrraaffoo 44ºº -- O imposto
O
imposto
previsto n
previsto n
o i
o i
nciso VI terá suas alíquotas
nciso VI terá suas alíquotas
nn
fixadas de forma a desestim
fixadas de forma a desestimular
ular
a manutenção de propriedades
a manutenção de propriedades
improdutivas e não incidira sobre pequenas glebas* rurais, definidas
improdutivas e não incidira sobre pequenas glebas* rurais, defin
idas
em lei, quando as explore, só o
em lei, quando as explore
, só o
u co
u co
m m
sua família, o proprietário que
sua família, o proprietário que
não possua outro imóve
não possua outro imóvel.( g
l.( g
lebas*-- lebas*
pequena porção de terreno).
pequena porção de terreno).
DIVISÃO DA A DIVISÃO DA ARRECADAÇÃO, DOS RRECADAÇÃO, DOS IMPOSTOS S IMPOSTOS S OBRE OBRE
DIVISÃO DA A
DIVISÃO DA
ARRECADAÇÃO, DOS
RRECADAÇÃO, DOS
IMPOSTOS S
IMPOSTOS S
OBRE
OBRE
P PROPRIEDADE
ROPRIEDADE
TERRITORI
TERRITORIAL RURAL E URBANA
AL RURAL E URBANA
TÍTUULLOO VVII –– CAPITULO I --
TÍT
CAPITULO I
SEÇÃO VI –– DDAA
SEÇÃO VI
PARTICIPAÇÃO DAS RECE
PARTICIPAÇÃO DAS RECE
I I
TA
TAS TRIBUTÁRIAS
S T
RIBUTÁRIAS
ArArtt
158158
–– Pertencem aos Mun
Pertencem aos Mun
icí
icípios.
pios.
nn
nn iinncciissoo IIII –– cinqüenta por cento do produto da
cinqüenta por cento do produto da
arrecada ção do imposto da
arrecadação do imposto da
união sobre a propriedade
união sobre a propriedade
territorial rural, relativame
territorial rural, relativamente
nte
aos imóveis situados.
aos imóveis situados.
Todo montante arre
Todo montante arrecadado com
cad
ado com o Imposto Predial
o Imposto Predial
nn
TTeerrrriittoorriiaall UUrrbbaanno.o.
BENS DE PRO BENS DE PRO PRIEDA PRIEDADE EXCLUSIVA DE EXCLUSIVA DA UNIÃO DA UNIÃO
BENS DE PRO
BENS DE PRO
PRIEDA
PRIEDADE EXCLUSIVA
DE EXCLUSIVA
DA UNIÃO
DA UNIÃO
TÍTUULLOO IIIIII –– CAPITULO II
TÍT
CAPITULO II
––
DA UNIÃO
DA UNIÃO
nn IInncciissoo II –– Os que Atualmente
Os que Atualme
nte
Lhe pertencem e os que
Lhe pertencem e os que
lhe vierem a ser atri
lhe vierem a ser atri
buídos;
buídos;
nn IInncciissoo IIII –– As terras
As terras
devolu
devolutas indispensáveis á defesa
tas indispensáveis á defesa
das fronteiras , das fortificações
das fronteiras, das fortificações
e edificações militares,
e edificações militares,
das vias federais de
das vias federais de
comun
comunicação.
icação.
I I
nciso III –– Os lagos,
nciso III
Os lagos,
rios e quaisquer correntes de água
rios e quaisquer correntes de á
gua
nn
em terrenos de seu
em terrenos de seu
domín
domínio.
io.
BENS DE PROPRIEDADE EXCLUSIVA BENS DE PROPRIEDADE EXCLUS IVA DA U DA U NIÃO NIÃO
BENS DE PROPRIEDADE EXCLUSIVA
BENS DE PROPRIEDADE EXCLUS
IVA
DA U
DA U
NIÃO
NIÃO
Inci
Inciso IV
so IV –– as ilhas fluviais
as ilhas fluv
iais
e
e lacustres nas zonas
lacustres nas zonas
nn
limítrofes com outro
limí
trofes com outros s
países, as
países, as
praias marítimas,
praias marítimas,
as
as
ililhhasas oocceâeânniiccasas
nn IInncciissoo VVII –– O mar territoria
O mar territoria
l. l.
nn IInncciissoo VVIIII –– Os terren
Os terrenos de m
os de
m
arinha e seus acrescidos.
arinha e seus acrescidos.
nn IInncciissoo VVIIIIII –– Os potencias
Os potencias
de
de
energia hidráulica.
energia hidráulica.
nn IInncciissoo IIXX –– Os recursos
Os recursos
mi
mi
nerais
nerais
inclusive os do subsolo.
inclusive os do subsolo.
nn IInncciissoo XXII –– terras tradicionalmente ocupadas pelos
terras tradicionalmente ocupadas pelos
í
índios.
ndios.
Função social Função so cial da da propriedad propriedad e e urb urbana ana nn
Função social
Função so
cial
da
da
propriedad
propriedad
e e
urb
urbana
ana
nn CCaappiittuulloo IIII –– Da política Urbana
Da política Urbana
nn ArArtt
182182 –– Parágrafo 2°
Parágrafo 2°
A propriedade Urbana cumpre sua função social quando
A propriedade Urbana cumpre sua função social quando
nn
atende as exigências funda
atende as exigências fundamentais de ordenação da
mentais de ordenação da
cidade expressas no plano diretor. r.
cidade expressas no plano
direto
FUNÇÃO SOC FUNÇÃO SOC IAL IAL DA DA PROPRIEDADE PROPRIEDADE RU RURAL RAL Titulo VII
FUNÇÃO SOC
FUNÇÃO SOC
IAL
IAL
DA
DA
PROPRIEDADE
PROPRIEDADE
RU
RURAL
RAL
Titulo VII –– capitul
Titulo VII
capitul
o o
III III
––
da
da
política agrícola e
política agrícola e
fundiária e da refo
fundiária e da refo
rma
rma
ag
ag
rária
rária
nn ArArtt 186186 –– A função
A função
social
so
cial é é
cumprida quando a
cumprida quando a
propriedade rural
propriedade rural
atende,
aten
de,
simultaneamente
simultaneamente
se gundo critérios
segundo critérios
e graus
e graus
de
d
e exigências
exigências
estabelecidos em
estabelecidos em
lei
lei
, aos
, aos
seguintes critérios:
seguintes critérios:
I I
nciso I –– Aprove
nciso I
Aprove
itamento racional e adequado.
itamento racional e adequado.
nn
FUNÇÃO SOC FUNÇÃO SOC IAL IAL DA DA PROPRIEDADE PROPRIEDADE RU RURAL RAL Inciso II
FUNÇÃO SOC
FUNÇÃO SOC
IAL
IAL
DA
DA
PROPRIEDADE
PROPRIEDADE
RU
RURAL
RAL
Inciso II –– Utilização adequ
Inciso II
Utilização adequ
ada dos recursos
ada dos recursos
nn
naturais disponívei
naturais disponívei
s s
e pre
e pre
servação do meio
servação do meio
aammbbiieentnte.e.
nn IInncciissoo IIIIII –– Observa
Observa ção das
ção d
as
disposições que
disposições que
regulam as relações
regulam as relações de
de
trabalho.
tr
abalho.
nn IInncciissoo IVIV –– Exploração
Exploração
qu
que e
favoreça o bem--estar
favoreça o bem
estar
dos proprietários
dos proprietários
e dos
e dos
trabalhadores.
trabalhadores.
PROPRIEDADES S PROPRIEDADE SUSCETÍVEIS SUSCETÍVEIS À À DESAPROPR DESAPROPR IAÇÕES IAÇÕES Titulo VII
PROPRIEDADES S
PROPRIEDADE
SUSCETÍVEIS
SUSCETÍVEIS
À À
DESAPROPR
DESAPROPR
IAÇÕES
IAÇÕES
Titulo VII –– capitulo
Titulo VII
capitulo
III III
–– da política agrícola e fundiária
d
a política agrícola e fundiária
nn
e da reforma agrária
e
da reforma agrária
nn ArArtt 184184 –– Compete
Compete
a a
União d
União desapropriar por interesse
esapropriar por interesse
social, para fins de refo
social, para fins de reform
rma agrária, o imóvel rural que
a agrária, o imóvel rural que
não esteja cumprindo
não esteja cumprindo sua
s
ua
fun
fun
ção social, mediante previa
ção social, mediante previa
e justa indenização em
e
justa indenização em
títulos
títu
los da
da
divida agrária, com
divida agrária, com
clausula de preservação do
clausula de preservação do valor r
valo
real.
real.
PROPRIEDA PROPRIEDADES DES QU QUE NÃO PODE E NÃO PO DE SER DES SER DESAPROPRIADA
PROPRIEDA
PROPRIEDADES
DES
QU
QUE NÃO PODE
E
NÃO PO
DE
SER DES
SER DESAPROPRIADA
APROPRIADA
Titulo VII –– capitulo
Titulo VII
capitulo
III III
–– da política agrícola e fundiária
d
a política agrícola e fundiária
nn
e da reforma agrária
e da reforma agrária
Art. 195 São insuscetíveis
Art. 195 São insuscetíveis
de desapropriação para fins de
de desapropriação para fins de
nn
rreeffoormrmaa aaggrráárriiaa
nn IInncciissoo II –– A pequena e e
A pequena
média
média
propriedade rural, assim
propriedade rural, assim
definida em lei, desde que seu proprietário não possua
definida em lei, desde que
seu proprietário não possua
oouuttrra.a.
I I
nciso II –– A propriedade p
nciso II
A propriedade p
rodutiva.
rodutiva.
nn
PROPRIEDADE PROPRIEDADES S D DE PESSOAS E PESSOAS FISICAS FISICAS E E JJUURRIIDDIICACASS EXTRANGEIRAS
PROPRIEDADE
PROPRIEDADES
S
D
DE PESSOAS
E
PESSOAS
FISICAS
FISICAS
E E
JJUURRIIDDIICACASS
EXTRANGEIRAS
EXTRANGEIRAS
nn 11ºº -- O estrangeiro residente no
O estrangeiro residente no
País e a pessoa jurídica
País e a pessoa jurídica
estrangeira autorizada a funci
estrangeira autorizada a funci
onar no Brasil só po
onar no Brasil só poderão
derão
adquirir imóvel rural
adquirir imóvel rural
na na
forma
forma p p
revista nesta Lei.
revista nesta Lei.
Atualmente, a lei prevê
Atualmente, a lei prevê
limites apenas aos estrangeiros
limites apenas aos estrangeiros
nn
que queiram comprar
que queiram comprar terras no
terras no
País sem se associar a
País sem se associar a
al guma empresa nacional.
alguma empresa nacional.
Por exemplo, um estrangeiro
Por exemplo, um estrangeiro
residente no País só
residente no País só
pode pode
adqui
adqui
rir áreas de, no máximo,
rir áreas de, no máximo,
50 módulos rurais. Apenas
50 módulos rurais. Apenas
terras de até 3 módulos
terras de até 3 módulos
podem ser comprados sem
podem ser comprad
os sem
autorização do Incra.
autorização do Incra.
A A quisição d quisição d e e im imóveis públicos e óveis públicos e
A A
quisição d
quisição d
e e
im
imóveis públicos e
óveis públicos e
privados
privados
por
por
usucapião
usucapião
Titulo VII –– capitulo
Titulo VII
capitulo
III III
––
da política agrícola e fundiária
d
a política agrícola e fundiária
nn
e da reforma agrária
e
da reforma agrária
nn ArArtt 191191 –– Aquele que, não
Aquele que,
não
sendo proprietário de imóvel
sendo proprietário de imóvel
rural ou urbano, possua como se
rural ou urbano, possua como seu, por cinco anos
u, por cinco anos
ininterruptos, sem o
ininterruptos, sem oposição, área de terra, em zona
posiçã
o, área de terra, em zona
rural, não superior a cinqüenta hectares, tornando--aa
rural, não superior a cinqüenta h
ectares, tornando
produtiva por seu traba
produtiva por seu trabalho
lho
ou
ou
de
d e sua família, tendo nela
sua família, tendo nela
sua moradia, adquirir--llhehe--á á
sua moradia, adquirir
a a
propriedade.
propriedade.
Os imóveis públicos
Os imóveis públicos
não
n
ão se
serão adquiridos por usucap
rão adquiridos por usucapião.
ião.
nn
TERRAS TERRAS INDIGENAS INDIGENAS Titulo VII –– capitulo Titulo VII capitulo VII VII I I
TERRAS
TERRAS INDIGENAS
INDIGENAS
Titulo VII –– capitulo
Titulo VII
capitulo
VII VII
I I ––
Dos
Dos
Í Índios
ndios
nn
nn ArArtt 231231-- São reconheci
São reconheci
dos
dos aos
aos
indios sua organização
indios sua organização
social, costumes, crenças,
social, costumes, crenças,
tradições e os direitos
tradições e os direitos
originários sobre as
originários sobre as
terras terras
que tradicionalmente ocupam,
que tradicionalmente ocupam,
competindo a união,
competindo a união, demarca
demarca
--las, proteger e fazer
las, proteger e fazer
respeitar todos seus bens.
respeitar todos seus be
ns.
nn PPaarráággrraaffoo 22ºº -- as terras tra
as terras tradicio
dicion n
almente ocupadas pelos
almente ocupadas pelos
íínnddiiooss ddesesttiinnamam--se a sua posse
se a su
a
posse
permanente cabendo--
permanente cabendo
l l
hes o uso fruto excl
hes o uso fruto exclusivo das
usivo das
riquezas do solo, dos r
riq
uezas do solo, dos rios
ios
e dos lagos nelas existentes.
e
dos lagos nelas existentes.
Quilombolas Quilombolas em em relação a relação a propri propri edade edade nn CCaappiittuulloo VVIIIIII
Quilombolas
Quilombolas
em
em
relação a
relação a
propri
propri
edade
edade
nn CCaappiittuulloo VVIIIIII –– AArrtt 6868
Aos remanescentes
Aos remanescentes
das comunidades dos quilombolas
das comunidades dos quilombolas
nn
que estejam ocupando o
que estejam ocupand
suas terras é reconhecida
suas terras é reconhecida
a a
propriedade definitiva
propriedade definitiva, devendo
, devendo
o estado emitir--llhheess ooss
o estado emitir
ttííttuullooss rresesppeeccttiivvooss
Imposto insti Imposto institu tu ídos sobre a íd os sobre a propriedade propriedade territorial
Imposto insti
Imposto institu
tu
ídos sobre a
íd
os sobre a
propriedade
propriedade
territorial urbana
territorial urbana
Seção V –– Capitulo III
Seção V
Capitulo III
–– D D
os I
os I
m
mpostos dos Municí
postos dos Municípios
pios
nn
nn ArArtt 156156 –– Compete
Compete
aos m
aos municípios instituir imposto
unicípios instituir imposto
ssoobbrre:e:
nn II –– Propriedade predial
Propriedade predial
e territori
e territori
al urbana;
al urbana;
O imposto instituído
O imposto instituído
sobre
sobre a propriedade territorial
a propriedade territorial
nn
urbana é o IPTU.Esse
urbana é o IPTU.Esse
imposto pode ser progressivo em
imposto pode ser progressivo em
razão do valor do imóvel e
razão do valor do imóvel e
ter a
ter a
líquotas diferentes de
líquotas diferentes de
acordo com a localização e
acordo com a localização e
o uso do imóvel.
o uso do imóvel.