Sei sulla pagina 1di 10
A 1 FOLH SEXTA-FEIRA, 25 DE SETEMBRO AEXTRA DE 2015 - ED.1411 SEXTA-FEIRA , 25
A
1
FOLH
SEXTA-FEIRA,
25
DE
SETEMBRO
AEXTRA
DE
2015
-
ED.1411
SEXTA-FEIRA , 25 DE SETEMBRO
DE 2015 - ANO 12 - Nº 1411 - R$ 1,00
O JORNAL DO NORTE PIONEIRO E CAMPOS GERAIS
Versão na internet folhaextra.com
DIRETOR ALCEU OLIVEIRA DE ALMEIDA
O SENHOR É O MEU PASTOR E NADA ME FALTARÁ!
DE ALMEIDA O SENHOR É O MEU PASTOR E NADA ME FALTARÁ! LUCAS ALEIXO - FOLHA

LUCAS ALEIXO - FOLHA EXTRA

“ Já havíamos colaborado em outra área. Agora, em acordo com todos os vereadores, chegamos
“ Já havíamos colaborado em outra área.
Agora, em acordo com todos os vereadores,
chegamos a conclusão que era hora de
investir na infraestrutura do nosso município,
especificamente no calçamento de ruas
- Valdenir Aparecido Pontes , presidente da câmara de Wenceslau Braz -
Vereadores de W. Braz revertem economia
da câmara em calçamento de ruas
Os últimos dias têm sido tensos para os verea-
dores da região após a onda de pressão popular
para reduzir salários. Em Wenceslau Braz esta
“moda” parece não ter surtido maior efeito,
mas nem por isso a câmara tem deixado de dar
o exemplo da economia, uma vez que recente-
mente o Poder Legislativo local devolveu R$ 112
mil à prefeitura sob a condição do dinheiro ser
investido integralmente em calçamento de ruas.
Consequentemente, diversas ruas já ganharam
pavimentação de pedras sextavadas em diferen-
tes bairros da cidade. Destaques Página A6

PEDIDO AO GOVERNO

População da região elege a duplicação ou reforma da PR-092 como prioridade

Acabar com o caos na PR-092 é prioridade para a região segundo uma enquete que colheu a opinião de centenas de partici- pantes nos últimos dias. O levantamento foi feito no folhaextra.com a pedido da ADI (Associação dos Diários do Interior) do Paraná, com o objetivo de ouvir da po- pulação as necessidades de cada região e repassar ao governo. Página A3

POLÍTICA AGRÍCOLA

Parceria entre Comissão de Agricultura e SEAB vai beneficiar milhares de produtores rurais

Uma importante parceria entre a Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural (CAPADR), da As- sembleia Legislativa do Paraná (ALEP) e a Secretaria Estadual de Agricultura (SEAB) vai beneficiar milhares de pequenos produ- tores rurais no Paraná. Página A3

Página B4

Página B4

“INÉDITO”

Forte calor e consumo mais alto já prejudicam abastecimento de água em Wenceslau Braz

O que boa parte dos brazenses temia

com a chegada de temperaturas mais al- tas, aconteceu. A onda de calor dos úl-

timos dias já prejudica o abastecimen-

to nas torneiras do município e nesta

quinta-feira (24) em diversos pontos da cidade houve falta de água. De acordo com a Sanepar, o consumo teve um aumento considerável que acabou não

sendo suportado pelo sistema de cap-

tação e distribuição de água de Wences- lau Braz. Entretanto, ainda segundo a companhia, a previsão é de que ainda

na

noite de quinta-feira o abastecimen-

to

fosse retomado em todos os pontos

e o serviço normalizado. Página A5

DIVULGAÇÃO

os pontos e o serviço normalizado. Página A5 DIVULGAÇÃO TEM PRESENTE Siqueira Campos completa 95 anos

TEM PRESENTE

Siqueira Campos completa 95 anos com mais de R$ 25 milhões em investimento

O desfile em comemoração aos 95 anos de emancipação política de Siqueira Campos levou milhares de pessoas às ruas nesta quarta-feira (23). O prefeito Fabiano Lopes Bueno, o Bi (PSB) e o vice, Luiz Henrique Germano, acompa- nharam as apresentações juntamente com a equipe da prefeitura. No entan- to, o destaque do aniversário fica por conta dos investimentos milionários que o município recebe. Página A6

do aniversário fica por conta dos investimentos milionários que o município recebe. P á g i

A

2

OPINIÃO

A 2 OPINIÃO SEXTA-FEIRA, 25 DE SETEMBRO DE 2015 - ED.1411 Editorial Outro jeito de economizar

SEXTA-FEIRA,

25

DE

SETEMBRO

DE

2015

-

ED.1411

A 2 OPINIÃO SEXTA-FEIRA, 25 DE SETEMBRO DE 2015 - ED.1411 Editorial Outro jeito de economizar

Editorial

Outro jeito de economizar

Não é só reduzindo salários que

se economiza. Ajuda, mas não é

tudo. A câmara de vereadores

de Wenceslau Braz não aderiu

à moda, mas nem por isso está

deixando de contribuir com o município – pelo contrário.

A economia que os vereadores

fazem ao abrirem mão de re-

galias acaba sendo superior ao valor que se economizaria com, por exemplo, cortando os subsí- dios pela metade. Isto significaria em Wenceslau Braz uma economia de pouco mais de R$ 23

Hoje a cidade, que ganhou vá-

rias novas vias nos últimos anos, ainda sofre com algumas

ruas de terra. Entretanto, como

boa parte já está pelo menos em um bom processo de urbaniza- ção, a pavimentação fica mais

fácil. Assim, os vereadores decidiram que era hora de sua economia

ser revertida para o fim da po- eira que tanto atrapalha os mo- radores. Este é um exemplo a ser seguido e imitado na região, que tem municípios sofrendo imen- samente com

problemas estruturais. Portanto, to- dos os vere- adores deve- riam pensar na hora de tirar uma diária ou de usar recursos da câmara

de qualquer modo que seja, importante ou não, que aquele dinheiro pode- ria se reverter em melhorias di- retas para a população. Menos regalias a todos os políti- cos, e mais obras para o povo. A lição é esta.

mil ao mês. No fim do ano, seriam aproxi- madamente R$ 280 mil. Este

valor é bem inferior ao que

a câmara de-

volve durante

todo um ano, se somadas

cada ação do gênero. E aí chega-se a outra questão: quantas das câmaras que reduziram subsídios tam- bém diminuíram regalias? De pouco vale tirar mil daqui, se entram três mil dali. É matemá- tica. Em todo caso, a câmara está de parabéns pela iniciativa. Não só economizou como mostrou onde queria que o dinheiro fosse aplicado: infraestrutura urba- na. Especificamente pavimenta- ção de ruas.

Hoje a cidade, que ganhou vá- rias novas vias nos últimos anos,

ainda sofre com algumas ruas de terra

COMENTE O ASSUNTO. ACESSE WWW.FOLHAEXTRA.COM E DÊ SUA OPINIÃO.

Artigo

Dia do Contador: proteção e compromisso com o Brasil

Por JOSÉ MARTONIO ALVES COELHO

Contador e presidente do Conselho Federal de Contabilidade (CFC)

No dia 22 de setembro celebra- mos o Dia do Contador e os 70 anos da criação do primeiro

promissoras para 2015. O salário médio do contador é de R$ 5.000. Os dados são reflexo de uma pro-

do patrimônio público e privado,

tos por ela e, com isto, possa dispor de recursos para investimentos nas áreas prioritárias e fundamentais.

confiáveis, não só em território na- cional, mas sobretudo no mercado internacional.

curso de ciências contábeis no

A

data é auspiciosa para a car-

fissão que cresce com o reconheci-

Para que a LRF seja cumprida, o

A

velocidade observada nas trans-

Brasil.

reira. No momento em que

mento de sua importância no zelo

que investe em qualificação e forma-

gestor público precisa contar com dados contábeis do Estado, e é também a contabilidade que mos-

formações da sociedade contem- porânea tem reflexo em todos os campos de atuação profissional, e

o

País clama por mais trans-

ção profissional e se moderniza na

trará se a lei está sendo cumprida

não é diferente na contabilidade.

parência, clareza na gestão e

diversidade de campos de trabalho,

de maneira adequada. Assim como

A

única maneira de responder a

efetivo controle social e finan-

como a gestão financeira, auditoria,

é

primordial ao serviço público, é

essa constante modificação é estar

ceiro do Estado, cabe à classe

controladoria, perícia contábil e tan-

essencial à iniciativa privada.

qualificado para ela. O profissional

contábil desempenhar seu pa-

tas

outras.

O

contador promove, especialmen-

da contabilidade é incentivado a se

pel primordial, de apresentar

O

princípio primeiro da contabili-

te

em momentos de crise, o papel

manter atualizado, por exigência do

informações precisas e confi- áveis. No fim do ano passado, a pro- fissão foi apontada por perió- dico especializado em carrei- ras como uma das dez mais

dade é a proteção à sociedade e são muitos os exemplos em que a pro- fissão exerce essa função. A Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) é fun- damental para que o gestor público observe os limites de gastos impos-

de auxiliar na tomada de decisão, oferecendo ao gestor informações precisas, apresentando alternativas de planejamento tributário, de re- dução de despesas e de oportuni- dades de negócios mais seguros e

mercado e da classe. São muitas as vitórias e os desafios. No dia 22, celebramos as conquistas e reafirmamos o compromisso da classe contábil com o desenvolvi- mento do País.

Charge
Charge
22, celebramos as conquistas e reafirmamos o compromisso da classe contábil com o desenvolvi- mento do
22, celebramos as conquistas e reafirmamos o compromisso da classe contábil com o desenvolvi- mento do
22, celebramos as conquistas e reafirmamos o compromisso da classe contábil com o desenvolvi- mento do
22, celebramos as conquistas e reafirmamos o compromisso da classe contábil com o desenvolvi- mento do
SEXTA-FEIRA, 25 DE SETEMBRO DE 2015 - ED.1411 POLÍTICA A 3 PEDIDO AO GOVERNO População

SEXTA-FEIRA,

25

DE

SETEMBRO

DE

2015

-

ED.1411

POLÍTICA

A

3

PEDIDO AO GOVERNO

População da região elege a duplicação ou reforma da PR-092 como prioridade

Centenas de pessoas participaram da enquete no folhaextra.com e apontaram que o caos vivido na PR-092 deve ser a prioridade do governo na região; resultado será levado da ADI para o Estado, que está buscando saber da população as áreas prioritárias a serem investidas

LUCAS ALEIXO reportagem@folhaextra.com

Acabar com o caos na PR-092 é prioridade para a região segundo

uma enquete que colheu a opi- nião de centenas de participantes nos últimos dias. O levantamento

foi feito no folhaextra.com a pe-

dido da ADI (Associação dos Diá-

rios do Interior) do Paraná, com

o objetivo de ouvir da população

as necessidades de cada região e repassar ao governo.

A enquete colocou em pauta

quatro itens para serem votados:

ampliação do Hospital Regional

de Santo Antônio da Platina e do

Cisnorpi (Consórcio Intermuni-

cipal de Saúde do Norte Pionei- ro), ampliação dos investimentos para aumentar sistemas de rede

de água e esgoto nos municípios

e ampliação da UENP (Universi-

dade Estadual do Norte do Para- ná), além, óbvio, da duplicação

ou reforma da PR-092.

Ao fim do levantamento, o re- sultado que já era esperado se confirmou, colocando a PR-092

como área prioritária a ser trata-

da pelo governo do Paraná, com

47,83% dos votos.

Já na segunda colocação quem

aparece é a ampliação do Hospi-

tal Regional e do Cisnorpi, com

30,43% da preferência dos inter- nautas. Em terceiro ficou a questão do saneamento básico e rede de água dos municípios, com

11,87% dos votos. Fecha a lista a ampliação da UENP, com 9,87%

da preferência.

a lista a ampliação da UENP, com 9,87% da preferência. PR-092 Com um fluxo diário de

PR-092

Com um fluxo diário de 6 mil veículos (segundo estimativas oficiais), sendo que deste núme- ro 4,5 mil são de veículos pesa- dos, a PR-092 entre Jaguariaíva e Santo Antônio da Platina vive uma situação caótica, onde prati- camente toda semana acidentes fatais são registrados. Construída na década de 70 a rodovia apresenta diversas cur-

vas perigosíssimas neste trecho,

trevos em nível em locais onde

a visão dos motoristas não é pri- vilegiada e longos espaços sem pontos de ultrapassagem. Claro

que o resultado disto são aciden- tes e mais acidentes. Entretanto,

o governo do Paraná já tem um

projeto pronto para a readequa- ção da rodovia, que em primeiro momento não seria duplicada, porém teria seus principais gar- galos na segurança resolvidos. Seriam construídos trevos em desnível (com trincheiras), cur- vas fechadas seriam remodeladas

e terceiras pistas seriam instala-

das em uma alta quilometragem. Para isso, o governo estuda ins- talar no trecho duas praças de pedágios, mas de baixo custo, já que as obras não aconteceriam em parceria com concessioná- rias, ficando o próprio governo responsável pelas tarifas.

OUTROS PONTOS

Além da situação crítica da PR- 092, também pesa a favor deste

resultado o fato dos outros pon- tos colocados em votação esta- rem recebendo maior atenção

do governo atualmente.

Mesmo com inúmeros proble- mas, o Hospital Regional de Santo Antônio da Platina segue como referência na região e tem melhorado em alguns pontos. Em breve o local ainda ganhará mais oito leitos da UTI (Unida-

de de Terapia Intensiva) adulta, juntando-se assim aos leitos já existentes da UTI neonatal.

A questão do saneamento e rede

de água, que ficou em terceiro

lugar, também apresenta proble- mas sérios. Entretanto, diversos municípios têm recebido inves-

timentos milionários apenas nos últimos meses, elevando assim

os números deste segmento na

região. Já a ampliação da UENP, última colocado no levantamen- to, não parece preocupar tantos os moradores, uma vez que a região já está “acostumada” a via- jar diariamente para Jacarezinho para cursar o ensino superior público.

Parceria entre Comissão de Agricultura e SEAB vai beneficiar milhares de produtores rurais

DA ASSESSORIA reportagem@folhaextra.com

Uma importante parceria entre

a Comissão de Agricultura, Pe-

cuária, Abastecimento e Desen- volvimento Rural (CAPADR), da Assembleia Legislativa do Paraná (ALEP) e a Secretaria Estadual de Agricultura (SEAB) vai beneficiar milhares de pequenos produto- res rurais no Paraná. A parceria foi firmada após uma série de reuniões entre os servi- dores da CAPADR, servidores da SEAB, o presidente da Comissão, deputado estadual Pedro Lupion

(Democratas) e o secretário es- tadual de Agricultura, Norberto Ortigara. O resultado desse tra- balho em conjunto vai permitir ampliar as oportunidades de ne-

gócios e a geração de postos de trabalho, através do PRÓ-RURAL - Edital de Seleção Pública SEAB/ BANCO MUNDIAL nº 001/2014, visando apoiar projetos em as- sociações voltadas à agricultura familiar. Segundo Norberto Ortigara, o PRÓ-RURAL - Programa de De- senvolvimento Econômico e Territorial - Renda e Cidadania no Campo, lançado em outubro de 2014, é executado pela SEAB,

por intermédio do seu Depar- tamento de Desenvolvimento Rural (DEAGRO) em conjunto com o Instituto Paranaense de Assistência Técnica e Extensão (EMATER) e o Instituto de Ter- ras, Cartografias e Geociência (ITCG). “O principal objetivo do programa é aumentar a compe- titividade dos agricultores fami- liares de forma ambiental, social e economicamente sustentável, abrangendo 131 municípios que se encontram nas regiões repu- tadas mais necessitadas do Esta- do, apresentando dificuldades e desafios socioeconômicos, como baixa renda da população, am-

biente físico e produtividade bai- xa, capacidade restrita e pouca inovação e problemas da posse de terra”, exemplifica o secretá- rio estadual.

O presidente da CAPADR escla-

rece que dentre as normativas legais, para a efetivação dos convênios com a SEAB é requi-

sito essencial que as associações possuam o título de Utilidade Pública Estadual, conforme es- tabelecido nas Leis 16.244/2009 e 17.614/2013. “Com o objetivo

de auxiliar essas entidades a ob-

terem os referidos títulos firma- mos essa parceria entre a SEAB

e a CAPADR.

títulos firma- mos essa parceria entre a SEAB e a CAPADR. Brasileiro empobrece São os tempos.

Brasileiro empobrece

São os tempos. A crise está corroendo salários, empregos

e

destruindo a economia popular. Quando acuados, Lula

e

Dilma enchem a boca para dizer que o PT promoveu a

ascensão social de 36 milhões de pessoas. Pois bem, 13%

(o número não é uma ironia) delas caíram de vida nos úl- timos 12 meses. O motivo? A corrosão da renda devido à disparada da in ação. As estimativas são da Federação do Comércio, que a rma que mais de 1,2 milhão de famílias regrediram de classe social no período. Considerando-se 4 pessoas por família, são 4,8 milhões de bene ciados pelo PT que já foram desbene ciados pelo próprio PT. Pela si- mulação do POF, mais de 350 mil famílias teriam caído da classe D (renda mensal de até R$ 1.740,00) para a classe E (renda até R$ 1.160,00); outras 20 mil recuaram da classe C (até R$ 8.700) para a classe D. Já com base numa estimativa de uma queda de aproximadamente 2,5% do rendimento médio real, a estimativa é bem mais elevada. A entidade avalia que 90 mil famílias teriam passado da classe B (renda até R$ 14.500,00) para a C; mais de 230 mil famílias teriam passado da C para a D; e quase 920 mil da D para a E.

ÁGUA ABAIXO

As assim chamadas classes populares contribuíram para o crescimento do setor de serviços. No entanto, em meio à

crise econômica no país, alta da in ação, juros elevados, a

di culdade de conseguir novos empréstimos e o aumento

do desemprego, a possibilidade de ascensão social dessas famílias foi por água abaixo, sobretudo as de renda mais baixa.

ALTA NOS PREÇOS

Segundo o índice de Custo de Vida por Classe Social (CVCS), calculado mensalmente pela FecomercioSP, as classes mais pobres sofrem o impacto da alta nos preços mais direta-

mente, já que a elevação atinge bens de consumo essen-

ciais como alimentos, transporte público e energia elétrica, cujo peso é maior no orçamento familiar. Custo de vida No período de 12 meses, de julho de 2014 a julho de 2015,

o custo de vida médio do paulistano aumentou 9,63%. Na

faixa de famílias de renda mais baixa (a classe E), considera- das a base da pirâmide o aumento foi ainda maior: 11,16%. Nas outras faixas de renda, a classe D teve elevação de 11,26%. Já na classe C, foi de 9,87%; enquanto as classes B

e A tiveram alta de 8,82% e 8,73%, respectivamente.

NO BICO DO CORVO

A principal aliada dos projetos políticos da senadora Gleisi

Ho mann (PT), a prefeita Regina Dubay, enfrenta queda vertiginosa de popularidade e conta com a desaprovação de sua gestão pela maior parte da população de Campo Mourão. Levantamento do Instituto Paraná Pesquisas re- gistra que 55,4% dos moradores da cidade desaprovam a gestão da prefeita. As informações são da Tribuna do Inte- rior.

CORRUPÇÃO GALOPANTE

Regina Dubay enfrenta desgaste por casos de corrupção em seu governo – onde a própria é investigada pela Pro- curadoria Geral da Justiça por suspeita de apropriação de dinheiro público para uso particular. Os números do Para- ná Pesquisas demonstram que a maioria dos eleitores se

decepcionou com a atuação da prefeita nestes quase três anos de mandato.

FICHAS MA NESSA

Apesar da rebelião programada pela bancada evangélica,

o governo ainda não desistiu de legalizar os jogos como

forma de reforçar o caixa. Magno José, presidente do Insti- tuto Jogo Legal, garante que o potencial do mercado lega- lizado pode girar em torno de R$ 60 bilhões, rendendo R$ 18 bilhões por ano à União. Empregos formais poderiam chegar a 350 mil no jogo do bicho e outros 150 mil em bin-

gos e cassinos.

por ano à União. Empregos formais poderiam chegar a 350 mil no jogo do bicho e
por ano à União. Empregos formais poderiam chegar a 350 mil no jogo do bicho e

A

4 CIDADES

A 4 CIDADES SEXTA-FEIRA, 25 DE SETEMBRO DE 2015 - ED.1411 CULTURA Projeto “Quem Conta, Reconta

SEXTA-FEIRA,

25

DE

SETEMBRO

DE

2015

-

ED.1411

CULTURA

Projeto “Quem Conta, Reconta e Faz de Conta” superlota Ipê Club de Ibaiti

DIVULGAÇÃO

e Faz de Conta” superlota Ipê Club de Ibaiti DIVULGAÇÃO Mais de mil pessoas se encantaram

Mais de mil pessoas se encantaram com nove apresentações dos CMEIs da cidade

PINHEIRO DE MOURA Ibaiti reportagem@folhaextra.com

A secretaria de Educação de

Ibaiti, com apoio da prefeitura municipal, realizou na noite de quarta-feira (23) uma emocio- nante noite artística, com o pro- jeto “Quem Conta, Reconta e Faz

de Conta”. Autoridades municipais compa-

receram para prestigiar o evento.

O prefeito de Ibaiti, Roberto Re-

gazzo, o Betão (PSB) deu inicio ao evento e em sua fala parabe- nizou a secretária de Educação pela iniciativa e organização do projeto. Em seguida a secretária Telma Montalde, emocionada,

agradeceu a presença de todos e surpresa com o grande número

de presentes, falou que no ano

que vem o evento será no giná- sio de esportes. Os organizadores estimam que mais de mil pessoas compare- ceram para assistir as oito apre- sentações dos CMEIs (Centro Municipal de Educação Infantil).

O

primeiro número apresenta-

do

foi com o corpo de Ballet da

Academia Master Fitness, em se- guida os CMEIs Egídio de Moura, São Francisco de Assis, Tia Hilda, Francisca Cabral, Tia Neide, Tia Olívia, Francisca Maria de Jesus e Nivaldo Teixeira, abrilhantaram a noite com seus contos, recontos e faz de conta.

Meios fios começam a serem colocados na Vila Scyllas, em Jacarezinho

O investimento da obra é de aproximadamente R$ 4 milhões e começou em junho com a abertura das ruas para colocação de galeria pluvial

DA ASSESSORIA Jacarezinho reportagem@folhaextra.com

Os moradores da Vila Scyllas Pei-

xoto, em Jacarezinho, começa- ram a acompanhar nesta semana a colocação de meios fios nas ruas do bairro. Esta é mais uma etapa para a pavimentação asfál-

tica do local. O investimento to-

tal

da obra é de aproximadamen-

te

R$ 4 milhões e começou em

junho com a abertura das ruas para colocação de galeria pluvial. “Durante as algumas semanas tivemos alguns problemas com

as fortes chuvas que caíram em

nossa cidade. O local ficou numa

situação complicada. Mas é im- portante que a população tenha um pouco de paciência, pois é um trabalho demorado, mas que será definitivo”, argumenta o

prefeito Sérgio Eduardo de Faria, o Dr. Sérgio (DEM).

No documento as obras serão de

aproximadamente 24 mil metros quadrados e a empresa vencedo- ra terá um prazo de 240 dias para concluir a pavimentação. Somen-

DIVULGAÇÃO

240 dias para concluir a pavimentação. Somen- DIVULGAÇÃO Funcionários da prefeitura fazem a instalação de meios

Funcionários da prefeitura fazem a instalação de meios fios

te na Vila Scyllas e bairros próxi-

mos serão mais de R$ 4 milhões para o recapeamento, drenagem,

galerias pluviais e a infraestrutu-

ra completa. “Não adianta come-

çar da Rua Minas Gerais e fazer de qualquer forma. Estamos ze- lando pelo dinheiro da popula- ção para um trabalho bem feito e de qualidade”, analisa Dr. Sérgio. Durante as fortes chuvas que ca- íram em agosto, funcionários da

secretaria municipal de Conser- vação Urbana realizaram traba- lhos paliativos no atendimento dos moradores. Após a coloca-

ção das manilhas no bairro e nas ruas São Paulo e Minas Gerais, houve na última semana o levan- tamento topográfico do local.

O prefeito de Jacarezinho res-

salta que os projetos elaborados pela atual administração são feitos pensando na infraestru-

tura e não com cunho político. “Não iremos investir mais de R$ 500 mil numa rua e na primeira chuva todo o trabalho ser levado pela água como já aconteceu no passado”, explica. Ele ainda des- taca que o projeto que autoriza o Poder Executivo a firmar con-

vênio através de financiamento com a Agência de Fomento do Paraná S/A foi aprovado por una- nimidade na câmara municipal.

Saúde

Alerta sobre o uso dos cotonetes

Quase todo mundo já ouviu dizer que não devemos colocar nada dentro da orelha. No entanto, insistimos no uso das hastes exíveis, também chamadas de cotonetes. Elas devem ser utilizadas apenas para limpar e secar a parte externa da orelha, nunca introduzidas no ouvido, mais na prática isso não acontece, seu uso já se tornou para muitos um hábito e uma questão de higiene diária. Seu uso incor- reto é responsável por problemas como trauma no canal auditivo, infecções, ruptura do tímpano e perda de audição.

IMPORTÂNCIA DA CERA

Produzida peças glândulas ceruminosas, localizadas na par-

te mais externa do canal auditivo, a cera tem função antifún-

gica e antibacteriana que protege a região. Além disso, evita

que o excesso de água entre no ouvido e ajuda a lubri cá-lo.

A cera não deve ser removida, pois em geral é produzida e

expelida naturalmente. O excesso de cera é raro e, nesse caso, apenas um médico pode removê-lo. Se você sentir dor de ouvido, sensação de ouvido entupido ou perda de audi- ção, procure um médico. Há várias causas para os sintomas, e você pode associá-los erroneamente ao excesso de produ-

ção de cera.

COMO TIRAR?

A melhor maneira de retirar o excesso de cera sem preju-

dicar o ouvido é utilizar uma toalha e fazer a limpeza logo após o banho, limpando somente até onde o dedo alcança, assim a cera não será empurrada em direção aos tímpanos. Mesmo que fosse possível retirar toda a cera do ouvido, sem empurrá-la para dentro, a saúde dos ouvidos seria coloca-

da em risco, uma vez que ela é a responsável por garantir a proteção, evitando as infecções e problemas de audição. O organismo de alguns indivíduos pode produzir cera em ex- cesso ou os canais auditivos serem estreitos demais, nestes casos a cera pode tampar o tímpano causando di culdade na audição. Nestes casos é necessário retirar a cera, porém

o processo deve ser realizado por um especialista, que se

utilizará de lavagem ou aspirações, com equipamentos que não agredirão os ouvidos. Antes da limpeza pode ser pre- ciso usar uma solução em gotas própria para amolecer e soltar a cera. A importância de uma especialista fazer esta remoção é para evitar que haja perfuração no tímpano que pode acarretar em problemas de audição. É indicado que pacientes com esse tipo de problema consultem um médico antes de ir à praia ou piscina para exame e provável remo-

ção da cera. Quando um paciente está com cera em cima da membrana timpânica, na maioria das vezes é porque ela

foi empurrada com hastes exíveis, grampos ou palitos, para

o fundo do canal, em uma tentativa frustrada de limpar o

ouvido. A cera seca pode causar alguns sintomas descon- fortáveis e irritantes, como coceira nos ouvidos. Em algumas situações os sintomas podem ser causados por fungos ou ser uma dermatite - in amação na pele do canal do ouvi- do. A dermatite causada no ouvido é semelhante à caspa do couro cabeludo, só que a cera é seca, escamosa e abundan- te, pacientes com esse problema melhoram diminuindo a ingestão de alguns alimentos como gordura, açúcar, choco- late e amido. Para o alivio dos sintomas o médico receitará medicamento em gotas, para serem usadas sempre que for necessário. Alguns pacientes possuem coceira nos ouvidos constante, que podem ser causada por alergias que reque- rem tratamento médico especí co.

EVITE:

Inserir cotonetes dentro do ouvido. Eles servem apenas para secar a orelha externa. Colocar corpos estranhos dentro do ouvido, como água oxigenada ou cera de vela. Além de inúteis, es- sas substâncias e objetos podem ferir o ouvido. Usar objetos para coçar o ouvido, pois eles podem causar trau- mas graves.

coçar o ouvido, pois eles podem causar trau- mas graves. Dr Felipe R. Corcini CRF-PR 24.253

Dr Felipe R. Corcini CRF-PR 24.253 Especialista em Acompanha- mento Farmacoterapêutico

podem causar trau- mas graves. Dr Felipe R. Corcini CRF-PR 24.253 Especialista em Acompanha- mento Farmacoterapêutico
podem causar trau- mas graves. Dr Felipe R. Corcini CRF-PR 24.253 Especialista em Acompanha- mento Farmacoterapêutico
SEXTA-FEIRA, 25 DE SETEMBRO DE 2015 - ED.1411 CIDADES A 5 “INÉDITO” Forte calor e

SEXTA-FEIRA,

25

DE

SETEMBRO

DE

2015

-

ED.1411

CIDADES

A

5

“INÉDITO”

Forte calor e consumo mais alto já prejudicam abastecimento de água em Wenceslau Braz

Temperaturas altas culminam com o aumento do consumo de água, que por sua vez resulta em desabastecimentos, que foi o que aconteceu nesta quinta-feira

LUCAS ALEIXO reportagem@folhaextra.com

O que boa parte dos brazenses

temia com a chegada de tempe-

raturas mais altas, aconteceu. A onda de calor dos últimos dias

já prejudica o abastecimento nas

torneiras do município e nesta quinta-feira (24) em diversos pontos da cidade houve falta de água. De acordo com a Sanepar, o consumo teve um aumento con- siderável que acabou não sendo

suportado pelo sistema de cap- tação e distribuição de água de Wenceslau Braz. Entretanto, ainda segundo a companhia, a previsão é de que ainda na noite de quinta-feira o abastecimento fosse retomado em todos os pontos e o serviço normalizado.

A situação, porém, já abre um

grande alerta. Isto porque Wen- ceslau Braz tem sofrido com este problema há um bom tempo – situação que se agravou e muito especialmente nos dois últimos anos. O atual sistema em funciona- mento no município já provou inúmeras vezes ser completa- mente incapaz de suprir qual-

DIVULGAÇÃO

INVESTIMENTO
INVESTIMENTO

Sistema de W. Braz não suporta aumento de consumo

quer consumo levemente supe- rior ao trivial – e quando isso acontece, o desabastecimento é certo. E como as temperaturas devem permanecer altas, a Sa- nepar já pede que a população contribua economizando água e evitando algumas situações,

como utilizar água somente para casos de higiene e alimentação, deixando outras atividades que não sejam urgentes para depois, além de fechar as torneiras en- quanto lava a louça e escovas os dentes e verificar se há vazamen- tos na tubulação da casa.

De qualquer maneira, este pro- blema pode estar com os dias contados em Wenceslau Braz, já que finalmente a Sanepar realiza obras para aumentar e moderni- zar o sistema de captação e ar- mazenamento de água. As novas adutoras já estão sendo constru- ídas e a partir do próximo ano a população já deve notar as dife- renças com a diminuição drásti- ca dos desabastecimentos.

com a diminuição drásti- ca dos desabastecimentos. ESPORTES SÉRIE C Aguardando adversário, Tencati acredita
com a diminuição drásti- ca dos desabastecimentos. ESPORTES SÉRIE C Aguardando adversário, Tencati acredita
com a diminuição drásti- ca dos desabastecimentos. ESPORTES SÉRIE C Aguardando adversário, Tencati acredita

ESPORTES

SÉRIE C

Aguardando adversário, Tencati acredita que Londrina terá parada dura

Classi cado com uma rodada de antecedência na primeira fase da Série D do Brasileiro, o Lon- drina espera a de nição na última rodada para saber quem vai enfrentar na próxima fase. São várias as opções e o técnico Claudio Tencati avi- sa que qualquer jogo será complicado e alerta que o time deve focar na liderança na partida contra o Madureira, neste domingo, em Moça Bonita, no Rio de Janeiro.

neste domingo, em Moça Bonita, no Rio de Janeiro. “Não dá para escolher. Lá tem o

“Não dá para escolher. Lá tem o Fortaleza, o

América-RN, que tem tradição, torcida, estádio, camisa, tem o ASA, o Vila Nova-GO, que está fazendo uma campanha fantástica. Tem essa briga na reta nal, com o Con ança subindo de produção no momento certo. O futebol é difícil,

a gente já viu isso no ano passado para subir à

Série C. Então, não dá para escolher adversário. Serão adversários di cílimos”, comentou. Primeiro colocado do grupo B, com 31 pontos,

o Londrina precisa vencer o Madureira, no do-

mingo, fora de casa, para seguir na liderança.

Caso de empate, precisa torcer para que o Tupi

– que tem 30 pontos – não vença o Brasil de

Pelotas, em Juiz de Fora. “Cabe ao Londrina terminar em primeiro para não depender de ninguém, só de nós mesmos. Vamos para o Rio de Janeiro ganhar o jogo e terminar em primeiro”, disse. Independente do adversário, o treinador alvi- celeste já começa a convocar a torcida para o jogo de volta do mata-mata. Garantindo pelo menos entre os dois primeiros do grupo, o Lon- drina fará o segundo jogo das quartas de nal no Estádio do Café. Tencati espera o torcedor com a mesma postura apresentada na vitória por 3 a 0 sobre o Tupi. “O próximo jogo que teremos em casa será para o acesso. E para o acesso nós queremos ver acima de 20 mil pessoas para empurrar o time, pressionar o adversário. Quando tem esse clima, pode perceber, o Tupi foi encurralado vá-

rias vezes pela torcida, pelo apoio nosso. O nos- so time se transforma com o apoio da torcida”,

a rmou.

Madureira e Londrina se enfrentam no domin-

go, às 16h (horário de Brasília), no estádio Moça Bonita, no Rio de Janeiro. A partida é válida pela 18ª e última rodada da fase de grupos da Série

C do Brasileiro.

Bonita, no Rio de Janeiro. A partida é válida pela 18ª e última rodada da fase
Bonita, no Rio de Janeiro. A partida é válida pela 18ª e última rodada da fase
Bonita, no Rio de Janeiro. A partida é válida pela 18ª e última rodada da fase

A 6

DESTAquES

A 6 DESTAquES SEXTA-FEIRA, 25 DE SETEMBRO DE 2015 - ED.1411 o DinhEiRo Do Povo Vereadores

SEXTA-FEIRA,

25

DE

SETEMBRO

DE

2015

-

ED.1411

o DinhEiRo Do Povo

Vereadores de W. Braz revertem economia da câmara em calçamento de ruas

Câmara fez acordo com a prefeitura para que os R$ 112 mil devolvidos pelo Legislativo fossem usados exclusivamente para melhorar a infraestrutura urbana do município

LUCAS ALEIXO - FOLHA EXTRA

LUCAS ALEIXO reportagem@folhaextra.com Vereadores e secretários municipais em rua da vila Toyoki calçada com recursos
LUCAS ALEIXO
reportagem@folhaextra.com
Vereadores e secretários municipais em rua da vila Toyoki
calçada com recursos economizados pela câmara

Os últimos dias têm sido tensos para os vereadores da região após a onda de pressão popular para reduzir salários. Em Wences- lau Braz esta “moda” parece não ter surtido maior efeito, mas nem por isso a câmara tem deixado de dar o exemplo da economia, uma vez que recentemente o Po- der Legislativo local devolveu R$ 112 mil à prefeitura sob a con- dição do dinheiro ser investido integralmente em calçamento de ruas. Consequentemente, diver- sas ruas já ganharam pavimen- tação de pedras sextavadas em

diferentes bairros da cidade. Anteriormente a câmara já havia devolvido valores ainda maio- res para a prefeitura, que foram usados na aquisição de veículos

para a secretaria de Saúde e para

o pagamento do décimo terceiro

salário dos funcionários públicos municipais. “Já havíamos colaborado em ou- tra área. Agora, em acordo com todos os vereadores, chegamos

a conclusão que era hora de in-

vestir na infraestrutura do nosso município, especificamente no calçamento de ruas”, explica o presidente da câmara, Valdenir Aparecido Pontes, o Ni (PCdoB). “Assim, em parceria com a secre- taria de Obras, vamos levantan- do quais locais precisam mais

da pavimentação e quais locais

não estão inclusos em emendas ou projetos, porque nesses não podemos mexer”, continua o ve- reador. Ainda de acordo com Ni, a re- ceita para economia de valores

tão altos é simples: abdicar de regalias – fato este constante- mente citado pelos vereadores nas sessões. “Aqui não temos nenhum tipo de regalias. Não temos telefones corporativos,

não temos assessores, não temos auxílios disto ou daquilo, não te- mos carro da câmara, nada. Tudo porque respeitamos o dinheiro do povo”, enaltece. Outros vereadores também des- tacam a ação da câmara. “É uma economia dos nove vereadores, que trabalham duro para que o município possa progredir e ter

cada vez mais ações que melho- rem a vida da nossa população”, coloca o vereador Luiz Alber-

to Antônio, o Beto do Esporte

(PSDB).

Mesma linha de raciocínio tem

o vereador Ademar Gardenal

(PSD). “A gente sabe as dificul - dades da prefeitura, que muitas

vezes faz ‘milagre’ para resolver

os problemas, mas ainda assim

não consegue fazer tudo. Então

trabalhando unidos consegui- mos ser mais eficientes”.

SECRETÁRio AGRADECE

O secretário de Obras da prefeitura de Wenceslau Braz, José Gentil

Gomes, destaca a importância deste tipo de ação, uma vez que essas

obras muitas vezes fogem ao orçamento disponível. “Temos readequado dezenas de ruas nestes anos, mas todo mundo sabe que o caixa de prefeituras pequenas é pouco, os recursos são

limitados, então esta devolução da câmara é providencial para nos

ajudar a termos cada vez mais ruas pavimentadas e consequentemen-

te uma qualidade de vida muito maior dos moradores dos locais be-

neficiados”, elogia.

SEXTAvADAS

A escolha das pedras sextavadas também tem uma explicação coerente. Além do material ser mais barato e mais durável que o asfalto, é de fácil manutenção e esteticamente também recebe elogios. “Se dependesse de mim a gente só usaria pedras sextavadas. Pra mim fica muito mais bonito, além de ser permeável. Fora o fato de que, por exemplo, se a Sanepar vai realizar uma obra, é fácil retirar e depois colocar de novo, sem precisar deixar a rua remendada”, justifica Ni

TEM PRESEnTE

Siqueira Campos completa 95 anos com mais de R$ 25 milhões em investimento

Durante as festividades de aniversário, a câmara municipal entregou um cheque de R$ 100 mil ao Poder Executivo para serem investidos em pavimentação asfáltica

MARCOS JUNIOR Siqueira Campos reportagem@folhaextra.com

O desfile em comemoração aos

95 anos de emancipação política de Siqueira Campos levou milha-

res de pessoas às ruas nesta quar- ta-feira (23). O prefeito Fabiano Lopes Bueno, o Bi (PSB) e o vice, Luiz Henrique Germano (PV), acompanharam as apresentações juntamente com a equipe da pre- feitura. No entanto, o destaque

do aniversário fica por conta dos

investimentos milionários que o município recebe. “Quero parabenizar aos profes- sores e diretores de nossas esco- las pela brilhante apresentação. Também aos pais e população

que acompanharam do início ao fim o desfile. Mesmo com a grande crise que assola o país, tivemos um custo muito baixo para na organização graças a to- dos os profissionais da área da

educação”, comenta o prefeito Fabiano Lopes. Durante as festividades de ani- versário, a câmara municipal entregou um cheque de R$ 100 mil ao Poder Executivo para se- rem investidos em pavimentação asfáltica. A sobra do duodécimo, que é o valor repassado da pre- feitura ao Poder Executivo, pode ser devolvida até o final do ano. “Estamos trabalhando com eco- nomia e pretendemos devolver

um grande valor para ser investi- do em nossa cidade”, argumenta

o presidente da câmara, Rodrigo Garanhani, o Bola (PHS).

DIVULGAÇÃO

da câmara, Rodrigo Garanhani, o Bola (PHS). DIVULGAÇÃO Desfile reuniu milhares de pessoas no centro da

Desfile reuniu milhares de pessoas no centro da cidade

invESTiMEnToS

No mês de agosto foi inaugurada a nova Es- tação de Tratamento de Esgoto (ETE) que irá atingir 68% das unidades habitacionais da ci- dade. O investimento de aproximadamente 5,6 milhões irá atender 303 famílias e teve a execução de mais de 8,2km de rede coleto- ra. “Quero agradecer ao governo do Estado pelo investimento de 5,6 milhões em nosso município. Isto resulta em qualidade de vida para a nossa população”, ressalta o prefeito de Siqueira Campos. Outro ponto destacado

pelo prefeito é que nos últimos anos foram mais de 50km de estradas rurais recupera-

das. Além disto, a “Estrada de Barbosas” que liga a cidade ao distrito com o mesmo nome tem o investimento de aproximadamente R$ 1,5 milhões coma pavimentação de pedras irregulares de 7,2km. Na área urbana a pre- feitura está fazendo grandes investimos na saúde, com postos em quase todos os bairros

e também com um posto central de segunda

a sexta-feira atendendo a população. Ônibus

novos para os pacientes que precisam se lo-

comover para os grandes centros. Estão sen- do construídas também duas novas Unidades Básicas de Saúde (UBS’s) visando melhorar

o atendimento à população.Outras benfeito-

rias se referem à mobilidade urbana, como pavimentações, recapes, e galerias de águas fluviais. Já foram executadas até o momento mais de 100 quadras de pavimentações e a previsão é chegar ao final de 2016 com mais de 200 quadras com toda infraestrutura para atender as necessidades. “Quero parabeni- zar principalmente a população de Siqueira Campos pelo aniversário de nossa cidade. Estamos trabalhando diariamente para o bem

estar de nossa comunidade”, finaliza o prefei-

to Fabiano Lopes Bueno.

SEXTA-FEIRA, 25 DE SETEMBRO DE 2015 - ED. 1411 EDITAIS B 1 ARAPOTI EXTRATO DE

SEXTA-FEIRA,

25

DE

SETEMBRO

DE

2015

-

ED.

1411

EDITAIS

B

1

ARAPOTI

EXTRATO DE ATA REGISTRO DE PREÇO FUNDO MUNICIPAL DE SAÚDE DE ARAPOTI – ESTADO DO
EXTRATO DE ATA REGISTRO DE PREÇO
FUNDO MUNICIPAL DE SAÚDE DE ARAPOTI – ESTADO DO PARANÁ
PREGÃO N°066/2015 – PROCESSO Nº 107/2015 - ATA DE REGISTRO DE PREÇO
Interessado: Fundo Municipal de Saúde
Empresa(s) detentora(s) do(s) Registro(s):
PEDRO CARNEIRO JUNIOR EPP
CNPJ: 80.031.461/0001-60
Ata de Registro Nº 230
C. T. DOS SANTOS & CIA LTDA - ME
CNPJ: 07.907.982/0001-49
Ata de Registro Nº 231
FELIPE ROCHA - ME
CNPJ: 13.364.035/0001-51
Ata de Registro Nº 232
Valores: CONFORME ABAIXO
Prazo de Execução: 12 meses.
Fornecedor: 2171 - PEDRO CARNEIRO JUNIOR - ME
Produto
Quantidade
Unidade
Marca
R$ Unit
R$ Total
726 - LEITE DE VACA IN NATURA TIPO C
CARACTERISTICAS PASTEURIZADO INTEGRAL COM 3
DE GORDURA EMBALAGEM PRIMARIA PLASTICA
APROPRIADA PARA O TRANSPORTE E RESFRIAMENTO
VALIDADE NAO INFERIOR A 3 DIAS CONTADOS A PARTIR
DA DATA
13.500,00
LTS
COAFLEP
1,88
25.380,00
861 - OVO MEDIO PESO 45 A 55 GR ORIGEM
GALINHA PASTEURIZADO CARACTERISTICAS
ADICIONAIS BRANCOS CASCA DURA LIMPA LISA E
INTEGRA SEM TRINCAS E DEFORMACOES FRESCO
COM CLARA LIMPIDA TRANSPARENTE CONSISTENTE E
DENSA GEMA
480
DZ
CANTU
3,49
1.675,20
14460
- IOGURTE BANDEJA COM 06 UNIDADES LEITE
PASTEURIZADO SEMIDESNATADO E OU LEITE EM PO
RECONSTITUIDO SEMIDESNATADO ACUCAR
PREPARADO DE MORANGO AGUA ACUCAR LIQUIDO
INVERTIDO POLPA DE MORANGO
375
CONJ
CAROLINA
2,39
896,25
23545
- COPA LOMBO, CARNE SUINA EM BIFES DE 140
GR, SEM OSSO E COM GORDURA NÃO SUPERIOR A 15%,
CONGELADO.
1.150,00
KG
FRIMESA
9,49
10.913,50
23547 - LINGÜIÇA CALABRESA PRÉ COZIDA E
DEFUMADA, INTEIRA, RESFRIADA, EMBALAGENS NÃO
SUPERIOR A 05 KG.
180
KG
PALMARI
9,89
1.780,20
23549
-
INGÜIÇA
TOSCANA,
EM
GOMOS
DE
APROXIMADAMENTE 50 GR, SEM PIMENTA,
CONGELADA, RECHEIO MAGRO, EMBALAGEM NÃO
SUPERIOR A 05 KG.
375
KG
PALMARI
6,89
2.583,75
23551
- PEITO DE FRANGO DESFIADO, PRÉ COZIDO,
CONGELADO, EMBALAGEM DE 01 KG,
OU COM TEMPERO SUAVE.
SEM TEMPERO
1.800,00
KG
JBS
19,00
34.200,00
23566
- STEAK DE FRANGO OU EMPANADOS DE
FRANGO, COM CARNE PROCESSADA DE FRANGO,
STEAK DE FRANGO OU EMPANADOS DE FRANGO, COM
CARNE PROCESSADA DE FRANGO, SUAVEMENTE
TEMPERADA E EMPANADA, UNIDADE DE 100 GR
1.200,00
UNI
FRIMESA
0,74
888,00
23567
- CARNE BOVINA DE MUSCULO, EM CUBOS.
CONGELADO, LIMPO E COM GORDURA NÃO
SUPERIOR A 05%.
900
KG
BONANZA
9,95
8.955,00
Fornecedor: 5233 - C. T. DOS SANTOS & CIA LTDA - ME
Produto
Quantidade
Unidade
Marca
R$ Unit
R$ Total
723 - LEITE DE VACA IN NATURA TIPO A INTEGRAL C
3
D EMBALAGEM TETRA BIK CAIXA 1 LITRO INTEGRAL
LONGA VIDA VALIDADE NAO INFERIOR A 6 MESES
CONSERVACAO AMBIENTE SECO E AREJADO ASPECTO
FISICO LIQUIDO O PRODUTO DEVERA TER NO
15.000,00
LTS
LATCO
1,99
29.850,00
18584
- LEITE BAIXA LACTOSE APRESENTACAO
CAIXA DE 1 LITR INFORMACAO NUTRICIONAL 200ML
1 COPO VD VALOR ENERGETICO 86KCAL 361KJ 4
CARBOIDRATOS 11G 4 PROTEINAS 5 9G 8
GORDURAS TOTAIS 2G 4 GORDURAS SATURADAS 0 7G
3
2.500,00
UNI
CRIOULO
3,10
7.750,00
23546
- COSTELINHA SUINA COM OSSO, SEM PELE E
COM GORDURA NÃO SUPERIOR A 15%, COSTELINHA
SUINA COM OSSO, SEM PELE E COM GORDURA NÃO
SUPERIOR A 15%, CONGELADO.
375
KG
FRIMESA
6,80
2.550,00
23561
- FILÉ DE PESCADA OU TILÁPIA, CONGELADOS,
SEM PELE E SEM ESPINHAS, CONGELADAS,
EMBALAGENS DE 800 GR COM FILÉS CONGELADOS
INDIVIDUALMENTE.
900
KG
LONDRI PEIXE
11,99
10.791,00
Fornecedor: 7027 - FELIPE ROCHA - ME
Produto
Quantidade
Unidade
Marca
R$ Unit
R$ Total
23467
- ALMÔNDEGA BOVINA, 80 GR POR UNIDADE,
CONGELADA, LEVEMENTE TEMPERADA EMBALADAS EM
BANDEJAS/SACOS RESISTENTES DE 01 ATÉ 03 KG.
350
KG
MASTER CARNES
10,50
3675,00
23468
- ALMÔNDEGA DE FRANGO, 80 GR POR
UNIDADE, CONGELADA, LEVEMENTE TEMPERADA
EMBALADAS EM BANDEJA/SACOS RESISTENTES DE ATÉ
01
A 03 KG.
350
KG
MASTER CARNES
10,50
3675,00
23469
- KIBE DE CARNE BOVINA, 50 ATÉ 80 GR POR
UNIDADE, CONGELADO, LEVEMENTE TEMPERADO
EMBALADAS EM BANDEJAS E SACOS RESISTENTES DE
01
ATE 03 KG.
700
KG
MASTER CARNES
10,50
7350,00
23470
- BACON DEFUMADO EM MANTA, FRESCO E
REFRIGERADO, EMBALAGEM NÃO SUPERIOR A 04 KG
PRODUTO COM CAMADA DE GORDURA NÃO SUPERIOR
A
60% DO PRODUTO.
225
KG
FRIMESA
11,00
2475,00
23471
- CARNE BOVINA TIPO LAGARTO, EMBALADO
EM PEÇAS DE ATÉ 02 KG, CARNE BOVINA TIPO
LAGARTO, EMBALADO EM PEÇAS DE ATÉ 02 KG, COM
GORDURA NÃO SUPERIOR A 15% DO TOTAL DEO
PRODUTO. CONGELADO.
450
KG
MASTER CARNES
13,00
5850,00
23542
- CARNE MOÍDA DE MÚSCULO, CONGELADA,
COM MÁXIMO DE 15% DE GORDURA DE ACORDO COM A
IN 83/03, SEM TENDÕES, NERVOS, APONERVOSES E
VASOS SANGUÍNEOS GLÂNDULAS, NODOS LINFÁTICOS
SANGUE. 100% ORIGEM ANIMAL, EMBALAGENS DE 01
KG EM ROLOS.
E
900
KG
MASTER CARNES
9,99
8991,00
23543
- CARNE SUÍNA DE PERNIL TRASEIRO, EM
PEÇAS DE 02 KG, FATIADO NA HORIZONTAL PARA
ASSAR, CONGELADO, COM OSSO E SEM PELE, LIMPO E
COM GORDURA NÃO SUPERIOR A 20%.
1.350,00
KG
MASTER CARNES
6,50
8775,00
23544 - CARNE SUÍNA DE PERNIL TRASEIRO, EM CUBOS, CONGELADO, SEM OSSO E SEM PELE,
23544
- CARNE SUÍNA DE PERNIL TRASEIRO, EM
CUBOS, CONGELADO, SEM OSSO E SEM PELE, LIMPO E
COM GORDURA NÃO SUPERIOR A 20%.
1.350,00
KG
MASTER CARNES
7,50
10125,00
23548
-
LINGÜIÇA DE FRANGO EM GOMOS DE
APROXIMADAMENTE 50 GR, SEM PIMENTA,
CONGELADA, RECHEIO MAGRO, EMBALAGEM NÃO
SUPERIOR A 04 KG.
375
KG
PIONEIRO
6,90
2587,50
23550
-
LINGÜIÇA TIPO PAIO PRE COZIDO E
DEFUMADO INTEIRO, EMBALAGEM DE ATÉ 01 KG,
GORDURA NÃO SUPERIOR A 15%, SEM CORANTE E
CONSERVANTE, RESFRIADO.
225
KG
FRIMESA
12,00
2700,00
23552
- SALSICHA, TIPO HOT DOG, MISTA COM CARNE
SUINA E BOVINA, SEM EXCESSO DE CORANTES E
ESPESSANTES, SEM MANCHAS PARDECENTES OU
ESVERDEADAS, SEM GLUTEN, MÉDIA DE PESO
INDIVIDUAL DE 50 GR. EMBALAGEM DE 500 GR.
90
PCT
MANA
2,99
269,10
23553
- SOBRECOXA DE FRANGO, LIMPA, ISENTA DE
PENAS, COM OSSO, CONGELADA, SOBRECOXA DE
FRANGO, LIMPA, ISENTA DE PENAS, COM OSSO,
CONGELADA, SEM EXCESSO DE ÁGUA. KG
3.750,00
KG
PIONEIRO
4,20
15750,00
23554
- PEITO DE FRANGO COM OSSO E COM PELE,
LIMPO, ISENTA DE PENAS, CONGELADA, SEM
EXCESSO DE ÁGUA. KG
1.800,00
KG
PIONEIRO
4,60
8280,00
23555
- FRANGO À PASSARINHO, ISENTA DE PENAS,
CONGELADA, SEM EXCESSO DE ÁGUA. KG FRANGO À
PASSARINHO, ISENTA DE PENAS, CONGELADA, SEM
EXCESSO DE ÁGUA. KG
1.800,00
KG
MASTER CARNES
4,89
8802,00
23556
- SASSAMI DE PEITO FRANGO, CONGELADO,
SEM EXCESSO DE ÁGUA. KG SASSAMI DE PEITO
FRANGO, CONGELADO, SEM EXCESSO DE ÁGUA. KG
1.200,00
KG
PIONEIRO
5,99
7188,00
23558
- CARNE BOVINA COXÃO MOLE, EM BIFES DE
140 GR, EMBALAGENS DE 01 KG, CARNE BOVINA
COXÃO MOLE, EM BIFES DE 140 GR, EMBALAGENS DE 01
KG, CONGELADA, COM PORCENTAGEM DE GORDURA
NÃO SUPERIOR A 10%.
900
KG
MASTER CARNES
13,00
11700,00
23559 - CARNE BOVINA PATINHO, EM BIFES DE 140
GR, EMBALAGENS DE 01 KG, CONGELADA, COM
PORCENTAGEM DE GORDURA NÃO SUPERIOR A 10%.
900
KG
MASTER CARNES
13,00
11700,00
23568
- CARNE BOVINA FRALDINHA, EM PEÇAS DE 01
KG.
CONGELADO,
LIMPO
E
COM
GORDURA
NÃO
SUPERIOR A 08%.
1.150,00
KG
MASTER CARNES
12,00
13800,00

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE ARAPOTI - PR RUA PLACÍDIO LEITE Nº 148 CENTRO CÍVICO CEP 84.990-000 / FONE (43) 3512-3000 CNPJ Nº 75.658.377/0001-31

EXTRATO EDITAL DE CLASSIFICAÇÃO E HABILITAÇÃO

Edital de Pregão nº 66/2015. Processo nº 107/2015. O Pregoeiro comunica aos interessados na execução do objeto do Edital supramencionado, que após a análise e verificação das propostas de preços e da documentação de habilitação, decidiu classificar e habilitar a seguinte proponente:

Empresa

Valor

1

FELIPE ROCHA ME

133.692,60

2

PEDRO CARNEIRO JUNIOR EPP

87.271,90

3

C T DOS SANTOS & CIA LTDA

50.941,00

Arapoti, em 9 de setembro de 2015. Adão Rodrigues da Silva Pregoeiro

















                            

                     



           

          





FUNDO MUNICIPAL DE SAÚDE ARAPOTI- PR RUA ONDINA BUENO SIQUEIRA Nº 180 CENTRO CÍVICO CEP 84.990-000 / FONE (43) 3512-3000 CNPJ Nº 09.277.712/0001-27

EXTRATO TERMO DE HOMOLOGAÇÃO E ADJUDICAÇÃO

Despacho do Presidente do FMS De 24/09/2015. Adjudicando o objeto da licitação realizada na modalidade Pregão, sob o n° 66/2015, a(s) empresa(s):

Empresa

Valor

FELIPE ROCHA ME

R$ 133.692,60

PEDRO CARNEIRO JUNIOR EPP

R$ 87.271,90

C T DOS SANTOS & CIA LTDA

R$ 50.941,00

Autorizando a despesa e a lavratura do respectivo empenho.

Objeto: Registro de preços para futura aquisição de gêneros alimentícios, produtos protéicos (carnes) e leite de baixa lactose visando atender as necessidades da Secretaria Municipal de Saúde e Hospital Municipal 18 de Dezembro.

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE ARAPOTI - PR RUA PLACÍDIO LEITE Nº 148 CENTRO CÍVICO CEP 84.990-000 / FONE (43) 3512-3000 CNPJ Nº 75.658.377/0001-31

EXTRATO TERMO DE RETIFICAÇÃO AO EDITAL I

Edital de Pregão Presencial nº 089/2015 Processo nº 146/2015 Objeto: Aquisição de equipamentos para Pavimentação Asfáltica para atender as necessidades da Secretaria Municipal de Infraestrutura.

Alterações:

ONDE SE LÊ:

9.2. PROPOSTA DE PREÇOS:

9.2.3. Os licitantes que optar em formalizar SUA PRÓPRIA PROPOSTA,

deverá elabora conforme Anexo XII, na qual deverá constar obrigatoriamente, sob pena de desclassificação, as informações do item 2 (Descrição do Objeto) solicitados no Anexo I – Termo de Referência, devendo indicar ainda:

) ( d) Prazo de execução (fornecimento) do objeto licitado, não superior ao item

1.5;

) (

LEIA-SE:

9.2. PROPOSTA DE PREÇOS:

9.2.3. Os licitantes que optar em formalizar SUA PRÓPRIA PROPOSTA,

deverá elabora conforme Anexo XII, na qual deverá constar obrigatoriamente,

sob pena de desclassificação, as informações do item 2 (Descrição do Objeto) solicitados no Anexo I – Termo de Referência, devendo indicar ainda:

) (

d) Prazo de execução (fornecimento) do objeto licitado, não superior ao item

21.1;

) (

FUNDO MUNICIPAL DE SAÚDE

– ARAPOTI

RUA PLACÍDIO LEITE Nº 148 CENTRO CÍVICO CEP 84.990-000 / FONE (43)

3512-3000

CNPJ Nº 09.277.712/0001-27

Ata de Registro de Preços: 231/2015

Pregão: 66/2015

Contratante:

FUNDO MU-

NICIPAL DE SAÚDE

Contratada:

C T DOS

SANTOS & CIA LTDA Objeto: Registro de preços para futura aquisição de gêneros alimentícios, produtos protéicos (carnes) e leite de baixa lactose visando atender as necessidades da Secretaria Municipal de Saúde e Hospital Municipal 18 de Dezembro.

Dotação Orçamentária:

1000110302000420263390300000

Valor Contrato:R$ 50.941,00

Prazo Execução: Até 23/09/2016

Prazo Vigência: Até 23/09/2016 Data Assinatura:24/09/2015

FUNDO MUNICIPAL DE SAÚDE

– ARAPOTI

RUA PLACÍDIO LEITE Nº 148 CENTRO CÍVICO CEP 84.990-000 / FONE (43)

3512-3000

CNPJ Nº 09.277.712/0001-27

Ata de Registro de Preços: 232/2015

Pregão: 66/2015

Contratante:

FUNDO MU-

NICIPAL DE SAÚDE

Contratada:

FELIPE RO-

CHA ME Objeto: Registro de preços para futura aquisição de gêneros alimentícios, produtos protéicos (carnes) e leite de baixa lactose visando atender as necessidades da Secretaria Municipal de Saúde e Hospital Municipal 18 de Dezembro.

Dotação Orçamentária:

1000110302000420263390300000

Valor Contrato:R$ 133.692,60

Prazo Execução: Até 23/09/2016

Prazo Vigência: Até 23/09/2016 Data Assinatura:24/09/2015

FUNDO MUNICIPAL DE SAÚDE

– ARAPOTI

RUA PLACÍDIO LEITE Nº 148 CENTRO CÍVICO CEP 84.990-000 / FONE (43)

3512-3000

CNPJ Nº 09.277.712/0001-27

Ata de Registro de Preços: 230/2015

Pregão: 66/2015

Contratante:

FUNDO MU-

NICIPAL DE SAÚDE

Contratada:

PEDRO CAR-

NEIRO JUNIOR - EPP Objeto: Registro de preços para futura aquisição de gêneros alimentícios, produtos protéicos (carnes) e leite de baixa lactose visando atender as necessidades da Secretaria Municipal de Saúde e Hospital Municipal 18 de Dezembro.

Dotação Orçamentária:

1000110302000420263390300000

Valor Contrato:

R$ 87.271,90

Prazo Execução:

Até 23/09/2016

Prazo Vigência:

té 23/09/2016

Data Assinatura:

24/09/2015

Prazo Execução: Até 23/09/2016 Prazo Vigência: té 23/09/2016 Data Assinatura: 24/09/2015

B 2

EDITAIS

B 2 EDITAIS SEXTA-FEIRA, 25 DE SETEMBRO DE 2015 - ED. 1411 ARAPOTI CÂMARA DE ARAPOTI

SEXTA-FEIRA,

25

DE

SETEMBRO

DE

2015

-

ED.

1411

ARAPOTI

CÂMARA DE ARAPOTI

25 DE SETEMBRO DE 2015 - ED. 1411 ARAPOTI CÂMARA DE ARAPOTI WENCESLAU BRAZ    
25 DE SETEMBRO DE 2015 - ED. 1411 ARAPOTI CÂMARA DE ARAPOTI WENCESLAU BRAZ    
25 DE SETEMBRO DE 2015 - ED. 1411 ARAPOTI CÂMARA DE ARAPOTI WENCESLAU BRAZ    

WENCESLAU BRAZ

     

MUNICIPIO DE WENCESLAU BRAZ EXTRATO DE RATIFICAÇÃO DE DISPENSA DE LICITAÇÃO Nº 21/2015

 
   

A

Wenceslau Braz-PR, 24 de setembro de 2015.

OBJETO: CONTRATAÇÃO DE SERVIÇO DE PASSEIO TURÍSTICO EM HOTEL FAZENDA PARA OS IDOSOS PARTICIPANTES DO SERVIÇO DE CONVIVÊNCIA E FORTALECIMENTO DE VÍNCULOS DO MUNICÍPIO.

Comissão de Licitações da Prefeitura Municipal de Wenceslau Braz - PR., para

fins do art. 24, inciso “II”, da Lei Federal n° 8.666/93, incluindo a alteração da Lei

n° 9.648, de 27 de maio de 1998, TORNA PÚBLICO, que o Exmo. Sr. Prefeito Municipal – ATAHYDE FERREIRA DOS SANTOS JUNIOR, proferiu decisão no processo em destaque supra, RATIFICANDO A DISPENSA DE LICITAÇÃO, para a Contratação, junto a empresa – HOTEL FAZENDA DAS 100 ÀRVORES LTDA - ME, que indicou o menor preço para o fornecimento do item, no valor Total de R$ 5.500,00 (cinco mil e quinhentos reais), tudo conforme documentos nos autos.

ACELINO MOREIRA DA SILVA PRESIDENTE DA COMISSÃO DE LICITAÇÕES

SALTO DO ITARARÉ

PARANÁ PREFEITURA MUNICIPAL DE SALTO DO ITARARE

SALTO DO ITARARÉ PARANÁ PREFEITURA MUNICIPAL DE SALTO DO ITARARE
SALTO DO ITARARÉ PARANÁ PREFEITURA MUNICIPAL DE SALTO DO ITARARE
SALTO DO ITARARÉ PARANÁ PREFEITURA MUNICIPAL DE SALTO DO ITARARE
SALTO DO ITARARÉ PARANÁ PREFEITURA MUNICIPAL DE SALTO DO ITARARE
SALTO DO ITARARÉ PARANÁ PREFEITURA MUNICIPAL DE SALTO DO ITARARE
SALTO DO ITARARÉ PARANÁ PREFEITURA MUNICIPAL DE SALTO DO ITARARE
   

O

Mônica de Oliveira Pregoeira Municipal

AVISO DE LICITAÇÃO PREGÃO PRESENCIAL - REGISTRO DE PREÇO Nº 73/2015

Município de Wenceslau Braz - PR torna público que fará realizar na sede da

Prefeitura Municipal, processo licitatório na modalidade Pregão Presencial, que tem por objeto a seleção de Propostas visando ao registro de preços para Aquisição De Gêneros Alimentícios Perecíveis, Não Perecíveis”. A abertura dos envelopes se dará no dia 08 de outubro de 2015, às 09:00 horas. Esclarecimentos poderão ser obtidos no Edifício da Prefeitura Municipal, pelo fone: (43) 3528-1010 e 3528- 1157. Wenceslau Braz - PR, 24 de setembro de 2015.

WENCESLAU BRAZ
WENCESLAU BRAZ
WENCESLAU BRAZ
WENCESLAU BRAZ
WENCESLAU BRAZ
WENCESLAU BRAZ
WENCESLAU BRAZ
WENCESLAU BRAZ
WENCESLAU BRAZ
WENCESLAU BRAZ
WENCESLAU BRAZ
WENCESLAU BRAZ
WENCESLAU BRAZ
WENCESLAU BRAZ
WENCESLAU BRAZ
WENCESLAU BRAZ
WENCESLAU BRAZ
WENCESLAU BRAZ
WENCESLAU BRAZ
WENCESLAU BRAZ
WENCESLAU BRAZ
WENCESLAU BRAZ
WENCESLAU BRAZ
WENCESLAU BRAZ
WENCESLAU BRAZ
WENCESLAU BRAZ
WENCESLAU BRAZ
WENCESLAU BRAZ
WENCESLAU BRAZ
WENCESLAU BRAZ
WENCESLAU BRAZ

WENCESLAU BRAZ

WENCESLAU BRAZ
WENCESLAU BRAZ
WENCESLAU BRAZ
WENCESLAU BRAZ
WENCESLAU BRAZ
WENCESLAU BRAZ
WENCESLAU BRAZ
WENCESLAU BRAZ
WENCESLAU BRAZ
WENCESLAU BRAZ
WENCESLAU BRAZ
WENCESLAU BRAZ
WENCESLAU BRAZ

O

AVISO DE LICITAÇÃO PREGÃO PRESENCIAL - REGISTRO DE PREÇO Nº 74/2015

Município de Wenceslau Braz - PR torna público que fará realizar na sede da

Prefeitura Municipal, processo licitatório na modalidade Pregão Presencial, que tem por objeto “Seleção de propostas, visando o registro de preços para Locação de

Serviços horas maquinas, do tipo Escavadeira hidráulica e trator Esteira, para uso em diversas atividades do município”. A abertura dos envelopes se dará no dia 08 de outubro de 2015, às 14:00 horas. Esclarecimentos poderão ser obtidos no Edifício da Prefeitura Municipal, pelo fone: (43) 3528-1010 e 3528-1157. Wenceslau Braz-PR, 24 de setembro de 2015. Mônica de Oliveira Pregoeira Municipal

 

Itens

1

Valor Total R$

15.300,00

Wenceslau Braz-PR, 24 de setembro de 2015. Mônica de Oliveira Pregoeira Municipal

EDITAL DE HABILITAÇÃO E QUALIFICAÇÃO REF: PREGÃO PRESENCIAL-REGISTRO DE PREÇO 65/2015

pregoeira comunica aos interessados no fornecimento dos produtos do objeto do

Pregão Presencial-Registro de Preço n.º 65/2015, que após a análise e verificação da proposta e documentação apresentada pela proponente, decidiu habilitar e

           
 

Lucio Rasera Junior Eireli ME

   
   

Itens

1, 2, 3, 4, 5 e 6

Valor Total R$

182.623,00

Wenceslau Braz-PR, 24 de setembro de 2015. Mônica de Oliveira Pregoeira Municipal

EDITAL DE HABILITAÇÃO E QUALIFICAÇÃO REF: PREGÃO PRESENCIAL-REGISTRO DE PREÇO 66/2015

pregoeira comunica aos interessados no fornecimento dos produtos do objeto do

Pregão Presencial-Registro de Preço n.º 66/2015, que após a análise e verificação da proposta e documentação apresentada pela proponente, decidiu habilitar e

   

Proponente

     
 

Robson Cristiano Prestes & Cia Ltda - ME

   
   
   
 

DECRETO nº 094/15 SÚMULA: Abre Crédito Adicional Suplementar – Excesso de dotação no Orçamento programa de 2015. O PREFEITO MUNICIPAL DE WENCESLAU BRAZ no uso de suas atribuições que lhe confere a Lei Orgânica do Município de WENCESLAU BRAZ e autorização contida na Lei Municipal n° 2680/14 de 11 de dezembro de 20 14. DECRETA:

Artigo 1º - Fica aberto no corrente exercício Crédito no valor de R$ 80.000,00, para as seguintes dotações orçamentárias:

03 - SECRETARIA DE SERV. URBANOS E INFR. E RODOVIÁRIOS 03.01 - DEPARTAMENTO DE INFRA. URBANA E RODOVIÁRIO 03.01.26.782.0003.2.009-4.4.90.51.00.00.00.00 – 1762 - OBRAS E INSTALAÇÕES

Artigo 2º - Como recurso para a abertura do Crédito previsto no artigo anterior, fica o Executivo autorizado a utilizar-se do previsto no inciso II – excesso de arrecadação – do § 1º, do artigo 43 da Lei Federal nº 4320, de 17 de março de 1964.

80.000,00

Subtrair do Excesso do Exercício

80.000,00

Artigo 3º - Este decreto entrará em vigor na data de sua publicação, revogada as disposições em contrário. Edifício da Prefeitura Municipal de Wenceslau Braz, em 24 de setembro de 2015.

ATAHYDE FERREIRA DOS SANTOS JÚNIOR Prefeito Municipal

Subtrair do Excesso do Exercício

04 - SECRETARIA DE EDUCAÇÃO 04.01 - DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO 04.01.12.361.0004.2.014-3.1.90.16.00.00.00.00 – 1102 - OUTRAS DESPESAS VARIÁVEIS - PESSOAL CIVIL 04.01.12.361.0004.2.014-3.1.91.13.00.00.00.00 – 1102 - OBRIGAÇÕES PATRONAIS

 

DECRETO nº 093/15 SÚMULA: Abre Crédito Adicional Suplementar – Excesso de dotação no Orçamento programa de 2015. O PREFEITO MUNICIPAL DE WENCESLAU BRAZ no uso de suas atribuições que lhe confere a Lei Orgânica do

Artigo 1º - Fica aberto no corrente exercício Crédito no valor de R$ 63.000,00, para as seguintes dotações orçamentárias:

Artigo 2º - Como recurso para a abertura do Crédito previsto no artigo anterior, fica o Executivo autorizado a utilizar-se do previsto no inciso II – excesso de arrecadação – do § 1º, do artigo 43 da Lei Federal nº 4320, de 17 de março de 1964.

Artigo 3º - Este decreto entrará em vigor na data de sua publicação, revogada as disposições em contrário. Edifício da Prefeitura Municipal de Wenceslau Braz, em 24 de setembro de 2015.

Município de WENCESLAU BRAZ e autorização contida na Lei Municipal n° 2680/14 de 11 de dezembro de 20 14. DECRETA:

ATAHYDE FERREIRA DOS SANTOS JÚNIOR Prefeito Municipal

Lei Municipal n° 2680/14 de 11 de dezembro de 20 14. DECRETA: ATAHYDE FERREIRA DOS SANTOS
SEXTA-FEIRA, 25 DE SETEMBRO DE 2015 - ED. 1411 EDITAIS B 3 ARAPOTI PORTARIA Nº

SEXTA-FEIRA,

25

DE

SETEMBRO

DE

2015

-

ED.

1411

EDITAIS

B

3

ARAPOTI

PORTARIA Nº 576/2015 Ementa Prorroga o prazo para a conclusão dos trabalhos da Comissão de
PORTARIA Nº 576/2015 Ementa Prorroga o prazo para a conclusão dos trabalhos da Comissão de

PORTARIA Nº 576/2015 Ementa Prorroga o prazo para a conclusão dos trabalhos da Comissão de Sindicância 05/2015.

O PREFEITO MUNICIPAL DE ARAPOTI, ESTADO DO PARANÁ, no uso

de suas atribuições legais e; CONSIDERANDO a necessidade dar andamento aos trabalhos realiza- dos pela Comissão Especial de Sindicância 05/2015 e; CONSIDERANDO o pedido exarado pela Presidente da Comissão através de Ofício de n° 002/2015.

RESOLVE

Art. 1° - Prorrogar por mais 30 (trinta) dias o prazo para a conclusão dos trabalhos da Comissão Especial de Sindicância nomeada pela Portaria

570/2015.

Art. 2° - Deve a Assessoria de gabinete, tomar as medidas cabíveis para

oficialização de ato. Art. 3° - Este Portaria entra em vigor na data de sua publicação, revogan- do-se as disposições em contrário. Paço Municipal Vereador Claudir Dias Novochadlo. Gabinete do Prefeito em, 23 de setembro de 2015. -BRAZ RIZZI-

Prefeito

-WASHINGTON LUIS PIETROCHINSKI- Chefe de Gabinete

PORTARIA Nº 577/2015

Ementa: Concede elevação de Classe a Professora e Educadora Infantil da Rede Municipal de Ensino e dá outras providencias.

O PREFEITO DO MUNICIPIO DE ARAPOTI, ESTADO DO PARANÁ, no

uso de suas atribuições legais, e;

Considerando o artigo 7º, itens I, II e III e artigos 8º e 9º da Lei Municipal

nº 703 de 04 de julho de 2003, que trata do Plano de Cargos, Carreira e

Remuneração do Magistério Público Municipal de Arapoti e;

Considerando que as professoras apresentaram comprovação da nova habilitação.

R E S O L V E:

Art. 1º - Enquadrar as professoras integrantes do quadro próprio do mag- istério do Município de Arapoti, as quais apresentaram documentação para elevação de classe, conforme quadro abaixo:

 

Nome do Professor/ Educador

Enquadramento

 

anterior

Enquadramento atual

 

Kelyn Priscila da

   

01

Silva Bueno

B

– 02

C

– 02

 

Vivian de Cassia

   

02

Paixão da Rosa

B

– 01

C

- 01

Art. 2º - O vencimento básico da integrante do quadro próprio do mag- istério enquadrada será correspondente à mesma referência da nova classe na tabela de vencimento anexa ao plano de carreira.

Art. 3º - Deve a Assessoria de Gabinete tomar as medida necessárias para a oficialização deste ato.

Art. 4º - Esta Portaria entra em vigor nesta data, revogando-se dis- posições em contrário, publique-se.

Paço Municipal Vereador Claudir Dias Novochadlo. Gabinete do Prefeito em, 23 de setembro de 2015.

-BRAZ RIZZI-

Prefeito

-WASHINGTON LUIS PIETROCHINSKI- Chefe de Gabinete

Prefeito -WASHINGTON LUIS PIETROCHINSKI- Chefe de Gabinete DECRETO Nº 3947/2015 Ementa – Dispõe sobre a

DECRETO Nº 3947/2015

Ementa – Dispõe sobre a designação de servidores para auxiliar o Con- selho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Arapoti - CMDCA e Comissão Eleitoral, na organização e tomada das providências necessárias para a realização do processo de escolha dos membros do Conselho Tutelar, e dá outras providências.

O PREFEITO DE ARAPOTI, ESTADO DO PARANÁ, SENHOR BRAZ RIZZI, no uso das atribuições que lhe conferem o artigo 101, inciso V da Lei Orgânica Municipal; Considerando o ofício recebido do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Arapoti – CMDCA solicitando suporte administrativo e financeiro às ações necessárias para a execução da eleições unificadas para o Conselho Tutelar; Considerando a Lei Orgânica do Município que em seu art. 101, XXIX, autoriza o Chefe do Executivo expedir atos referentes a estruturação, autorização e organização dos serviços municipais;

DECRETA

Art. 1º - Ficam designados os seguintes servidores para auxiliar o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Arapoti – CMDCA e a Comissão Eleitoral na organização e tomada das providên- cias necessárias durante a realização do processo de escolha dos mem- bros do Conselho Tutelar, a ser realizado no dia 04 de outubro de 2015, no Município de Arapoti.

Art. 2º - Os servidores designados Secretários e Fiscais mencionados no artigo 3º deste Decreto ficarão a disposição do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Arapoti – CMDCA e da Comissão Eleitoral, no período das 07 horas e 30 trinta minutos até as 17 horas e 30 minutos, do dia 04 de outubro de 2015, aqueles designados presidente ficarão a disposição as 07h:00min no Fórum da Comarca de Arapoti. Art. 3º - Ficam designados os seguintes servidores para auxiliar o Con- selho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente - CMDCA de Arapoti, na contagem dos votos resultantes do processo de escolha, para cumprirem a função de Presidente, Secretário e Fiscal dos membros do Conselho Tutelar, a ser realizado no dia 04 de outubro de 2015, no Município de Arapoti.

Primeira Sessão Eleitoral

Presidente

Luiz Carlos Cordeiro da Silva

Secretário

Tamiris Cristina de Gões Almeida

Fiscal

Silvaney Ribeiro dos Santos

Segunda Sessão Eleitoral

Presidente

Douglas Renan Urias de Souza

Secretário

Ivanize Soares Alexandre

Fiscal

Edilson Corsini Ferreira

Terceira Sessão Eleitoral

Presidente

Nilva Aparecida Quirino Kubaski

Secretário

Josimara Maria Diniz Moreira

Fiscal

Márcio Ricardo Rodrigues de Almeida

Quarta Sessão Eleitoral

Presidente

Cláudio Cesar da Silva

Secretário

Sueli de Andrade

Fiscal

Francielle Stein Raphael Giorno

de Andrade Fiscal Francielle Stein Raphael Giorno Quinta Sessão Eleitoral Presidente Luci Aparecida
de Andrade Fiscal Francielle Stein Raphael Giorno Quinta Sessão Eleitoral Presidente Luci Aparecida

Quinta Sessão Eleitoral

Presidente

Luci Aparecida Michalowski Lopes

Secretário

Leonice Egidio

Fiscal

Josemar Camargo Pereira

Sexta Sessão Eleitoral

Presidente

Flávia Pereira Bueno

Secretário

Carolina Ribas

Fiscal

Tiago Inocêncio Moreno

Sétima Sessão Eleitoral

Presidente

Edilene de Fátima Prado

Secretário

Karen Cristina de Souza da Conceição

Fiscal

Diego Rodrigo dos Santos Matos

Oitava Sessão Eleitoral

Presidente

Valéria Gouveia

Secretário

Kenia Lobo Pedroso de Aquino

Fiscal

Sandra de Almeida Santil

Fiscais de Prédio Colégio Eleitoral de Calógeras

Valdeci Barbarini

Paulo Roberto da Silva

Fiscais de Prédio Colégio Eleitoral Telêmaco Carneiro

Fabiana Balzanello

João Paulo da Silva

Contagem dos Votos

Lusmari Karine Liechocki Félix Darino

Ana Paula Scherer

Fabiana Kluppel Lisboa

Márcia Cristina de Souza e Silva

Fabiana Balzanelo

Leandro Furquim da Silva

Ângela Cristina Garcia

Ademar do Espírito Santo

Luciano Aguiar Rocha

Luana Cordeiro de Souza

Kátia Carneiro Nunes Lemes

João Paulo da Silva

Valéria Vieira de Souza

Patrick Thiago de Jonge

Coordenação Geral do Pleito

Ana Paula Scherer

Márcia Cristina de Souza

Parágrafo Primeiro – Os servidores acima designados deverão com- parecer no dia 28 de setembro de 2015, às 14h: 00min, no Auditório do Centro Administrativo Municipal Elvira P. Novochadlo, para receber orientação referente ao pleito eleitoral.

Parágrafo Segundo - Os servidores designados por este Decreto, em caso de impedimento, deverão apresentar justificativa plausível e formal através de Ofício direcionado à Coordenação Geral do Pleito, na data de 28 de setembro de 2015, prazo este improrrogável e intransferível.

à Coordenação Geral do Pleito, na data de 28 de setembro de 2015, prazo este improrrogável
à Coordenação Geral do Pleito, na data de 28 de setembro de 2015, prazo este improrrogável
à Coordenação Geral do Pleito, na data de 28 de setembro de 2015, prazo este improrrogável

B 4

EDITAIS

B 4 EDITAIS SEXTA-FEIRA, 25 DE SETEMBRO DE 2015 - ED. 1411 OUTRAS PUBLICAÇÕES A Companhia

SEXTA-FEIRA,

25

DE

SETEMBRO

DE

2015

-

ED.

1411

OUTRAS PUBLICAÇÕES

A Companhia de Saneamento do Paraná - SANEPAR - torna público que requereu ao Instituto

A Companhia de Saneamento do Paraná - SANEPAR - torna público que requereu ao Instituto Ambiental do Paraná – IAP, a LICENÇA DE OPERAÇÃO para a ampliação Sistema de Esgotamento Sanitário de Santana do Itararé - implantação das Estações Elevatória de Esgoto:

EEE-01; Linha de Recalque; Interceptores; Coletor Tronco; Coletores e Rede Coletora de Esgoto. Localizadas no município de Santana do Itararé - PR.

ARAPOTI

Parágrafo Terceiro – A Coordenação Geral do Pleito expedirá documento oficial, direcionado ao Servidor, informando o deferimento ou indeferi- mento de sua justificativa, na data de 29 de setembro de 2015, após análise das justificativas apresentadas. Parágrafo Quarto – Deferida a justificativa, a Coordenação Geral do Pleito, junto ao Poder Executivo, tomará as medidas cabíveis para substituição dos servidores impedidos de participarem do pleito eleitoral que se refere este Decreto, recaindo ao servidor convocado o dever de comparecimento ao local de votação, tendo em vista o relevante interesse público. Artigo 4º - Os servidores mencionados no artigo 3º deste Decreto que foram designados para contagem dos votos ficarão a disposição do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Arapoti – CMDCA e da Comissão Eleitoral, no período das 17 (horas) até as 21 horas e 30 minutos, do dia 04 de outubro de 2015. Art. 5º - Os servidores designados neste Decreto ficarão dispensados do serviço público por 2 (dois) dias, em retribuição aos serviços prestados no dia da eleição dos membros do Conselho Tutelar de Arapoti, de acor- do com a disponibilidade do setor onde o servidor encontra-se lotado. Parágrafo Único – Os servidores designados para o pleito que permane- cerem a disposição do período das 07h:00min às 21h:30min ficarão dispensados do serviço público por 04 (quatro) dias, de acordo com a disponibilidade do setor onde o servidor encontra-se lotado. Art. 6º - Deve a Assessoria de Gabinete, tomar as medidas cabíveis para oficialização deste ato. Art. 7° - Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação, revogando-se as disposições em contrário. Paço Municipal Vereador Claudir Dias Novochadlo Gabinete do Prefeito em, 24 de setembro de 2015. -BRAZ RIZZI- Prefeito -WASHINGTON LUIS PIETROCHINSKI- Chefe de Gabinete

LEI Nº 1590/2015 Ementa – Autoriza a abertura de Crédito Adicional Suplementar.

O

PREFEITO MUNICIPAL DE ARAPOTI, ESTADO DO PARANÁ, NO

USO DE SUAS ATRIBUIÇÕES LEGAIS FAZ SABER QUE A CÂMARA MUNICIPAL DE ARAPOTI APROVOU E EU BRAZ RIZZI SANCIONO A SEGUINTE LEI:

Artigo 1º - Fica O INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES

MUNICIPAIS DO MUNICIPIO DE ARAPOTI- IPSM, autorizado a abrir no seu Orçamento um CRÉDITO ADICIONAL SUPLEMENTAR, no valor de R$ 590.000,00 (quinhentos e noventa mil reais), destinado a reforço das seguintes dotações orçamentárias:

09.00-INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DOS SERV.MUNICIPAIS DE ARAPOTI 09.01-Instituto de Previdência Municipal de Arapoti Fonte de recursos: 040-Regime Próprio de Previdencia Social-RPPS 09.122.0031.2.082-Programa de Manutenção Operacional e Investi- mentos do IPSM 3.1.90.01.00- Aposentadorias, Reserva Remunera-

da 3.1.90.03.00- Pensões

R$

380.000,00

R$

70.000,00

 

3.3.90.35.00- Serviços de consultoria

R$

30.000,00

 

3.3.90.36.00- Outros serviços de terceiros- pessoa física 3.3.90.39.00- Outros serviços de terceiros-pessoa jurídi-

R$

40.000,00

ca

R$

70.000,00

TOTAL

R$

590.000,00

 

Artigo 2º - Os recursos necessários para o suporte do Crédito Adicional acima, são os seguintes:

a)-Cancelamento parcial e total das seguintes dotações orçamentárias disponíveis:

09.00-INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DOS SERV.MUNICIPAIS DE ARAPOTI 09.01-Instituto de Previdência Municipal de Arapoti 09.122.0031.2.082-Programa de Manutenção Operacional e Investi- mentos do IPSM 3.1.90.91.00-Sentenças Judici-

ais

R$

29.000,00

 

3.1.90.94.00-Indenizações e restituições trabalhis-

 

tas

R$

20.000,00

TOTAL

R$

49.000,00

 

b)- O saldo necessário,no valor de R$ 541.000,00 (quinhentos e qua-

renta e um mil reais), será coberto pelo Superávit Financeiro apurado no exercício anterior,como abaixo especificamos:

Fonte 040-Regime Próprio de Previdência- RPPS

R$

541.000,00

Artigo 3º - Esta Lei entrará em vigor na data de sua publicação, revoga- das as disposições em contrário. Paço Municipal Vereador Claudir Dias Novochadlo. Gabinete do Prefeito em, 24 de setembro de 2015. -BRAZ RIZZI- Prefeito

LEI Nº 1591/2015 Ementa: Autoriza o Chefe do Poder Executivo Municipal a outorgar Cessão Parcial de Uso de imóvel de propriedade do Município de Arapoti, onde funciona o Colégio Clotário Portugal, à Secretaria de Estado da Educação do Paraná, e dá outras providências. FAÇO SABER QUE A CÂMARA MUNICIPAL APROVOU E EU, BRAZ RIZZI, PREFEITO DO MUNICÍPIO DE ARAPOTI, ESTADO DO PARANÁ, SANCIONO A SEGUINTE LEI:

Art. 1º - Fica o Chefe do Poder Executivo Municipal autorizado a pro-

ceder à cessão parcial de uso do imóvel, descrito na matrícula nº 5.449,

do

Cartório de Registro de Imóveis de Arapoti, onde funciona a Escola

Municipal Clotário Portugal, à Secretaria de Estado da Educação do Paraná, para atender a demanda do Colégio Estadual Costa Neto. Parágrafo Único: A Cessão de Uso de que trata este artigo será parcial, vez que visa disponibilizar as dependências da Escola Municipal Clotário Portugal somente nos horários em que não estiverem sendo usadas pelo Município de Arapoti. Art. 2º - A Cessão Parcial de Uso de que trata esta Lei se dará de forma gratuita e terá prazo de 60 (sessenta) meses, mediante a condição de

que o imóvel cedido seja utilizado, exclusivamente, para os fins intrínse- cos da Secretaria de Estado da Educação do Paraná. Art. 3º - As condições de uso e as obrigações das partes serão descritas

no

respectivo termo de cessão de uso.

 

Parágrafo Único: Ao final da cessão de uso, ou no caso de sua revoga- ção, as benfeitorias porventura erigidas no imóvel cedido serão incor- poradas ao patrimônio público do Município de Arapoti, não havendo por parte da Secretaria de Estado da Educação do Paraná, direito a qualquer indenização ou retenção por benfeitorias realizadas. Art. 4º - A utilização do imóvel durante a vigência da presente Cessão

Parcial de Uso será de inteira responsabilidade da Secretaria de Estado

da

Educação do Paraná, isentando-se o Município de Arapoti de qual-

quer responsabilidade civil, criminal, trabalhista, fiscal e previdenciária. Art. 5º - A presente Cessão de Uso poderá ser revogada por ato do Poder Executivo, por razões de interesse público, devidamente atesta- das em procedimento competente. Art. 6º - Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação, revogando-

se

as disposições em contrário.

 

Paço Municipal Vereador Claudir Dias Novochadlo. Gabinete do Prefeito em, 24 de setembro de 2015. -BRAZ RIZZI- Prefeito

 

CULTURA

Artistas defendem nudez no palco como forma de combater conservadorismo

Na peça “Multitud”, que foi apresentada na antiga Estação de Trem de Campinas, 60 bailarinos brasileiros tiraram a roupa durante a encenação

DIVULGAÇÃO

DAS AGÊNCIAS editorial@folhaextra.net

DIVULGAÇÃO DAS AGÊNCIAS editorial@folhaextra.net Cena do espetáculo paulistano “Estado Imediato”, do

Cena do espetáculo paulistano “Estado Imediato”, do Grupo Ângelo Madureira e Ana C.

despido durante toda a apre- sentação. “É um espetáculo que propõe olhar diferente para o homem. Nus, nós ficamos menos humanos. A roupa é algo muito demarcador do humano, é algo que deflagra a humanidade fa-

cilmente. Então, fazemos todas as cenas nus. E rapidamente o espectador esquece do tabu e nos vê como animais, máquinas, objetos”. Para Machado, o corpo nu é como um figurino que de- marca uma escolha de como ser visto em cena. “Enquanto estou em cena minha atenção está di- vidida em tantas coisas que estar nu é meu figurino e ponto. Para mim, a relação com o nu na dan-

nas “La Bête”, obra na qual per- manece sozinho e nu em cena para “propor um paralelo entre uma escultura de Lygia Clark

e seu corpo”. Já o espetáculo

paulistano “Estado Imediato”, do Grupo Ângelo Madureira e Ana Catarina Vieira, levou o nu

com foco nas nádegas de seus bailarinos para fazer nossa dança afro-brasileira se comunicar com

a música pop de forma surpreen- dente.

PARA “DESENCARETAR”

O dramaturgo Newton Moreno

define a nudez no espetáculo como “uma marcha da huma- nidade em cima da gente”. Para ele, espetáculos com nus, que durante a ditadura eram “um gri-

to pela liberdade”, hoje também

funcionam “para desencaretar”

o público conservador. “Mostra

para a gente o básico, o que esta-

mos esquecendo”.O ator Sérgio Mamberti lembra que “a nudez

é uma coisa conquistada há bas- tante tempo”. Em sua visão, “de repente, passamos por um perí- odo mais conservador”, reme-

morando outros tempos. “Nas décadas de 1960 e 1970, tínha- mos a estética da nudez muito presente no teatro e na dança”. Mamberti assistiu a “Tragédie” e diz que até se esqueceu da nu- dez dos bailarinos. “Até causa

estranheza quando, os bailarinos voltam ao palco com roupa nos agradecimentos. A coisa estranha passa a ser vê-los vestidos”.Mam- berti concorda com Moreno em

relação à nudez ser uma forma de combater o conservadorismo. “Temos, hoje, avanço de religi- ões fundamentalistas, que têm problema com o nu. A nudez é importante, porque é o corpo

humano. Na estética clássica e renascentista, a nudez sempre

esteve presente. Nossos índios também sempre exibiram seus corpos. Temos de ter liberdade para espetáculos com nudez”.

Não é difícil assistir a um espetá- culo da 9ª edição da Bienal Sesc de Dança e ver um bailarino nu em cena. Há diversos deles entre

as 31 peças que serão mostradas

no evento, que acontece até dia 27 de setembro, em Campinas, interior de São Paulo. O festival começou com o francês “Tragé-

die”, dirigido por Olivier Dubois,

e que tem 18 bailarinos nus em

cena todo o tempo: nove ho- mens e nove mulheres. Na peça “Multitud”, que foi apresentada na antiga Estação

de Trem de Campinas, 60 baila- rinos brasileiros tiraram a rou- pa durante a encenação. Para

a coreógrafa uruguaia Tamara

Cubas, o nu é “algo anatômico e natural” e ela prefere não arcar com outros olhares que possam

existir. “Como o público se rela- ciona com a nudez é problema de cada um. Não corresponde

a nós, artistas, nos preocupar-

mos com que o outro pensa. O público tem de se fazer respon- sável por sua leitura e de suas

próprias neuras e possibilidades

de diálogo. Isso é problema dele,

porque se supõe que é uma rela-

ção. Cada um é responsável por

sua parte. O público tem que tra- balhar também. Senão, seria um espetáculo para que consumam, aprovem ou não aprovem. E não

é

o caso”.

ça e nas artes cênicas em geral já

O

bailarino e performer brasilei-

não funciona mais como um ato

ro

Neto Machado, que dirigiu o

inovador. Se pensarmos em artes

espetáculo “Desastro” na Bienal Sesc de Dança, seguiu direto para a Itália, onde se apresen- tará com o “Low Pieces”. Nesta produção francesa dirigida por Xavier Le Roy, o elenco todo fica

plásticas, vemos nus em cena há muito tempo”. Já o bailarino Wagner Schwartz leva proposta semelhante ao festival. Na sexta-feira (25), apre- senta no Teatro do Sesc Campi-

Frida Kahlo é o novo Che? Mostra em SP vai além da monocelha famosa

DAS AGÊNCIAS editorial@folhaextra.net

que as pessoas conheçam outros aspectos da vida de Frida, não só o de ícone pop, mas, de certa

Flores sobre os cabelos e so-

forma, isso é inevitável”, diz ela.

brancelhas unidas. Assim como

E

explica: “Além de pintora, ela

acontece com outros ícones pop,

se pronunciava como feminis-

como Chaplin, Marilyn Monroe

ta. Era uma mulher muito livre,

e Che Guevara, bastam poucos

elementos para compor a ima- gem da pintora mexicana Frida Kahlo (1907-1954), que ganha

exposição em São Paulo a partir

de 27 de setembro.

Para a curadora da mostra, a fama da artista, que estampa

desde camisetas até bandeiras de movimentos sociais, pode fazer com que muitos se interessem por seu nome, mas também traz

o perigo de que a aproximação

fique apenas nos ímãs de gela- deira e fantasias de Carnaval.

É “inevitável” que Frida se torne

um ícone pop, diz a pesquisado-

ra Teresa Arcq, que traz a expo-

sição ao Instituto Tomie Ohtake. Para ela, as próprias característi-

cas da obra da mexicana fazem com que sua imagem e vida ga- nhem tanto destaque. O desafio, contou ela ao UOL, é conseguir um equilíbrio justo ao ressaltar a

importância e influência de sua obra, que exaltou a arte tradicio- nal mexicana e influenciou mui-

ta gente com isso.

“Exposições podem fazer com

que vivia de acordo com seus próprios princípios. E isso foi o que a transformou em uma figu- ra muito atrativa para diversos movimentos, que começaram a difundir seu trabalho a partir dos anos 70 e 80”. “Frida fazia pinturas sobre ela mesma [das 143 obras da artista, 55 são autorretratos]. O proble- ma é que às vezes se dá muito mais importância a sua vida do

que à obra. É difícil encontrar um equilíbrio justo. A proposta da exposição é justamente mos-

trá-la como artista muito influen- te no desenvolvimento da arte

no México”, completa. Diversas biografias falam da li- berdade sexual da pintora que, assim como seu marido, o artista Diego Rivera, também mantinha casos extraconjugais. Um deles com o líder da revolução russa, Leon Trótski, na década de 1930. “Ela foi também a primeira a romper a linha divisória entre o público e o privado. Atreveu-se

a pintar imagens de si tendo um aborto, representação de algo

DIVULGAÇÃO

de si tendo um aborto, representação de algo DIVULGAÇÃO muito privado. Foi uma mulher à frente

muito privado. Foi uma mulher

à frente de seu tempo em uma

sociedade conservadora e cató- lica, como era o México nesse momento”. Os abortos sofridos por Frida estavam ligados a sua fragili- dade óssea causada pelo grave acidente de ônibus que sofreu aos 18 anos de idade. Obrigada a ficar meses imobilizada em uma cama, Frida começou a dar

suas primeiras pinceladas. A dor

e o sofrimento eram quase sem-

pre protagonistas das pinturas.

“A obra de Frida é relevante até

hoje porque faz referência às emoções humanas, que podem

se situar em qualquer momento

histórico. É uma obra que não está ligada necessariamente a um movimento artístico”, avalia a curadora. Quem for à exposição

no Tomie Ohtake não se depara-

rá somente com obras de Frida, mas também com trabalhos de outras 15 mulheres que direta ou indiretamente foram influen- ciadas pela mexicana. Essa rede de influências só pôde ser cos- turada graças ao acervo mantido por Diego Rivera, aberto somen- te em 2004. Na casa que dividia com Frida, Rivera havia armaze- nado documentos, fotografias, cartas e objetos pessoais, e de-

terminou que o cômodo ficasse trancado até 15 anos após sua

morte. A reabertura, no entanto, só aconteceu 35 anos após o pra- zo, quando o local foi transfor-

mado em museu. “Por amizade com as pintoras ou influências, os quadros escolhidos para par- ticipar da exposição têm alguma relação com Frida”, conta Teresa.

influências, os quadros escolhidos para par- ticipar da exposição têm alguma relação com Frida”, conta Teresa.