Sei sulla pagina 1di 8
 
  Cópia não autorizada ABNT – Associação Brasileira de Normas Técnicas Sede: Rio de Janeiro Av.

ABNT – Associação Brasileira de Normas Técnicas

Sede:

Rio de Janeiro Av. Treze de Maio, 13 / 28º andar CEP 20003-900 – Caixa Postal 1680 Rio de Janeiro – RJ Tel.: PABX (21) 210-3122 Fax: (21) 220-1762/220-6436 Endereço eletrônico:

www.abnt.org.br

Copyright © 2001, ABNT–Associação Brasileira de Normas Técnicas Printed in Brazil/ Impresso no Brasil Todos os direitos reservados

Palavras-chave: OUT 2001 NBR ISO 6394 8 páginas Acústica - Medição de ruído emitido por

Palavras-chave:

OUT 2001

NBR ISO 6394

8 páginas

Acústica - Medição de ruído emitido por máquinas rodoviárias na posição do operador - Condições de ensaio estático

Origem: Projeto 48:000.01-006:2001 ABNT/CB-48 - Comitê Brasileiro de Máquinas Rodoviárias CE-48:000.01 - Comissão de Estudo de Máquinas Rodoviárias NBR ISO 6394 - Acoustics - Measurement at the operator’s position of noise emitted by earth-moving machinery - Stationary test conditions Descriptors: Acoustics. Earth-moving equipment. Noise Esta Norma é equivalente à ISO 6394:1998 Esta Norma cancela e substitui a NBR 9996:1987 Válida a partir de 30.11.2001

Acústica. Equipamento de máquina rodoviária. Ruído

Sumário Prefácio Introdução

1 Objetivo

2 Referências normativas

3 Termos e definições

4 Aparelhagem

5 Ambiente de ensaio

6 Medição dos níveis médios de tempo de pressão sonora ponderados em A

7 Preparação e operação da máquina e preparação da posição do operador

8 Medições acústicas

9 Determinação do resultado da medição

10 Informação a ser registrada

11 Informação a ser relatada

ANEXO A Preparação e operação das máquinas

Bibliografia

Prefácio

A ABNT - Associação Brasileira de Normas Técnicas - é o Fórum Nacional de Normalização. As Normas Brasileiras, cujo conteúdo é de responsabilidade dos Comitês Brasileiros (ABNT/CB) e dos Organismos de Normalização Setorial (ABNT/ONS), são elaboradas por Comissões de Estudo (CE), formadas por representantes dos setores envolvidos, delas fazendo parte: produtores, consumidores e neutros (universidades, laboratórios e outros).

Os Projetos de Norma Brasileira, elaborados no âmbito dos ABNT/CB e ABNT/ONS, circulam para Consulta Pública entre os associados da ABNT e demais interessados.

Esta Norma contém o anexo A, de caráter normativo.

Introdução

Esta Norma é um código de ensaio especial para tipos específicos de máquinas rodoviárias. É uma extensão da ISO 11201, a qual contém os requisitos gerais para muitos tipos de máquinas e equipamentos.

Procedimentos específicos são descritos neste código de ensaio especial, os quais permitem determinar o nível de pressão sonora na posição do operador, com a máquina estática, de um modo que possa se repetir. Os acessórios (caçambas, buldôzeres, etc.) para a versão de produção do fabricante devem estar montados, já que esta é a configuração mais provável quando a máquina estiver em uso efetivo.

2

NBR ISO 6394:2001

Esta Norma permite que sejam obedecidos os limites de ruído a serem determinados. Também pode ser utilizada para fins de avaliação em investigações de redução de ruído.

Um código de ensaio especial adicional é dado na NBR ISO 6393. Este outro código de ensaio especial é destinado para ser utilizado na determinação de ruído externo emitido por máquinas rodoviárias enquanto a máquina estiver estática, expresso em nível de pressão sonora ponderado em A.

As medições correspondentes de ruído externo e ruído emitido na posição do operador sob condições de ensaio dinâmico são descritas nas NBR NM ISO 6395 e NBR NM ISO 6396, respectivamente.

1 Objetivo

Esta Norma especifica um método para determinar o ruído emitido por máquinas rodoviárias, medido na posição do operador, expresso em nível médio de tempo de pressão sonora ponderado em A, enquanto a máquina estiver estática com o motor operando na rotação nominal sob condições sem carga.

Esta Norma corresponde aos seguintes tipos específicos de máquinas rodoviárias:

- escavadeiras (hidráulicas ou operadas por cabo);

- tratores de rodas e esteiras com lâmina;

- pás-carregadeiras de rodas e esteiras; e

- retroescavadeiras (também conhecidas como pás-carregadeiras-escavadeiras).

2 Referências normativas

As normas relacionadas a seguir contêm disposições que, ao serem citadas neste texto, constituem prescrições para esta Norma. As edições indicadas estavam em vigor no momento desta publicação. Como toda norma está sujeita a revisão, recomenda-se àqueles que realizam acordos com base nesta que verifiquem a conveniência de se usarem as edições mais recentes das normas citadas a seguir. A ABNT possui a informação das normas em vigor em um dado momento.

NBR ISO 3411:2000 - Máquinas rodoviárias - Dimensões físicas de operadores e espaço mínimo envolvente do operador

NBR ISO 6393:2001 - Acústica - Medição de ruído externo emitido por máquinas rodoviárias - Condições de ensaio estático

NBR NM-ISO 9249:2000 - Máquinas rodoviárias - Código de ensaio de motores - Potência líquida

ISO 11201 - Acoustics - Noise emitted by machinery and equipment - Measurement of emission sound pressure levels at a work station and at other specified positions - Engineering method in an essentially free field over a reflecting plane

IEC 60651 - Sound level meters 1)

IEC 60804 - Integrating-averaging sound level meters 1)

3 Termos e definições

Para os efeitos desta Norma, aplicam-se os termos e definições dados na ISO 11201 e o seguinte. Para a conveniência dos usuários desta Norma, algumas definições são citadas da NBR NM-ISO 6165:1999.

3.1 nível médio de tempo de pressão sonora ponderado em A, L pAeq,T : Nível médio de pressão sonora ponderado em A

em uma base de energia durante todo o período de medição, T.

3.2 escavadeira: Máquina autopropulsora de rodas, esteiras ou pernas, que possui uma estrutura superior capaz de

executar um giro de 360° com equipamento montado, projetada principalmente para escavação com uma caçamba, sem a movimentação do material rodante durante o ciclo de trabalho da máquina.

NOTA - O ciclo de trabalho de uma escavadeira normalmente consiste em escavação, elevação, giro e descarregamento de material.

[NBR NM-ISO 6165:1999]

Ver figura 1.

de material. [NBR NM-ISO 6165:1999] Ver figura 1. 1 ) IEC 60651 e IEC 60804 serão

1) IEC 60651 e IEC 60804 serão substituídas pela IEC 61672.

NBR ISO 6394:2001

3

Figura 1 - Escavadeira

3.3 trator com lâmina: Máquina autopropulsora de roda ou esteira, que possui um acessório de lâmina que escava, move

e nivela material através do movimento avante da máquina, ou um acessório montado utilizado para exercer uma força de tração e empuxo.

[NBR NM-ISO 6165:1999]

Ver figura 2.

de tração e empuxo. [NBR NM-ISO 6165:1999] Ver figura 2. Figura 2 - Trator com lâmina

Figura 2 - Trator com lâmina

3.4 pá-carregadeira: Máquina autopropulsora de roda ou esteira, que possui um equipamento montado na dianteira,

projetado principalmente para operações de carregamento (utilização da caçamba), que carrega ou escava através do movimento avante da máquina.

NOTA - O ciclo de trabalho de uma pá-carregadeira normalmente consiste em enchimento, elevação, transporte e descarregamento de material.

[NBR NM-ISO 6165:1999]

Ver figura 3.

de material. [NBR NM-ISO 6165:1999] Ver figura 3. Figura 3 - Pá-carregadeira 3.5 retroescavadeira: Máquina

Figura 3 - Pá-carregadeira

3.5 retroescavadeira: Máquina autopropulsora de roda ou esteira, que possui um chassi projetado para conduzir um

equipamento de carregamento montado na dianteira e um equipamento de escavação montado na traseira (normalmente com estabilizadores); quando for utilizada no modo de escavação, a máquina é estacionária e normalmente escava abaixo do nível do solo; quando for utilizada no modo de carregamento (utilização da caçamba), a máquina carrega através de seu movimento avante.

NOTA - O ciclo de trabalho do equipamento de escavação normalmente consiste em escavação, elevação, giro e descarregamento de material. O ciclo de trabalho do equipamento de carregamento normalmente consiste em enchimento, elevação, transporte e des- carregamento de material.

[NBR NM-ISO 6165:1999]

Ver figura 4.

consiste em enchimento, elevação, transporte e des- carregamento de material. [NBR NM-ISO 6165:1999] Ver figura 4.

4

NBR ISO 6394:2001

Figura 4 - Retroescavadeira

4 Aparelhagem

A aparelhagem deve ser capaz de efetuar medições conforme descrito em 8.1. O sistema preferido da aparelhagem para

obter os dados é um medidor de nível de pressão sonora integrador-médio concordando com os requisitos da IEC 60804 para um aparelho de classe 1. Aparelhagem alternativa, incluindo o microfone e cabo, deve atender aos requisitos da IEC 60651 para um aparelho de classe 1.

NOTA - A sensibilidade às condições ambientais é especificamente relevante para este tipo de aparelhagem. É recomendado solicitar ao fabricante para comprovação que ensaios relacionados de acordo com a IEC 60651 foram conduzidos com um resultado positivo.

5 Ambiente de ensaio

Para os efeitos desta Norma, aplica-se o ambiente de ensaio especificado na NBR ISO 6393.

6 Medição dos níveis médios de tempo de pressão sonora ponderados em A

6.1 Operador

6.1.1 Presença do operador

O operador deve estar na posição de dirigir e os observadores não devem estar próximos ou dentro da cabine durante as

medições. O operador não deverá vestir roupa que absorva ruído de forma anormal, nem chapéu ou cachecol (exceto um capacete protetor utilizado por razões de segurança ou um capacete ou armação utilizado para suportar um microfone), o que poderia influenciar nas medições de ruído.

6.1.2 Estatura do operador

O operador sentado deve ter uma altura entre 800 mm (operador pequeno) e 960 mm (operador grande), medida desde a

superfície do assento até a parte superior da cabeça, conforme especificado na NBR ISO 3411.

6.2 Regulagem do assento

O assento deve ser posicionado no ponto intermediário de sua regulagem horizontal e vertical, ou tão próximo quanto

possível. Qualquer suspensão do assento deve ser comprimida de modo que o assento atinja o ponto intermediário de sua faixa dinâmica.

6.3 Microfone

6.3.1 Orientação do microfone

O microfone deve ser orientado horizontalmente com sua direção de referência, conforme especificado pelo fabricante do

microfone, apontando na direção na qual uma pessoa que estivesse ocupando o assento do operador normalmente olharia.

6.3.2 Posição do microfone

O

microfone deve estar localizado a uma distância de 200 mm ± 20 mm a partir do plano médio da cabeça e alinhado com

os

olhos e até a lateral da cabeça onde o nível médio de tempo de pressão sonora ponderado em A é mais elevado.

6.3.3 Montagem do microfone

O microfone pode ser montado adequadamente sobre uma armação ou sobre o capacete, ou sobre uma armadura

colocada no ombro do operador.

6.3.4 Precauções contra vibração do microfone

Cuidado deve ser tomado para isolar o microfone contra vibrações, as quais poderiam afetar as medições. Se o microfone

for deslocado durante as medições, cuidado deve ser exercido para evitar a entrada de ruído acústico (por exemplo, ruído

devido ao atrito do microfone contra a roupa do operador) ou ruído elétrico (por exemplo, devido a uma flexão do cabo), os quais poderiam interferir com as medições.

6.3.5 Precauções contra ruído refletido do microfone

6.3.5.1 Cuidado deve ser tomado para minimizar o efeito de ruído refletido, que poderia afetar as medições do microfone.

Embora não sejam um requisito mandatório, as recomendações dadas em 6.3.5.2 e 6.3.5.3 minimizarão o efeito de ruído refletido.

6.3.5.2 Após a determinação da localização do microfone, manter uma tolerância de posição de ± 50 mm a partir desta

localização em qualquer direção durante o ensaio.

6.3.5.3 Colocar o microfone a uma distância mínima de 100 mm da lateral da cabeça e a uma distância mínima de 50 mm

acima da roupa, sobre o ombro, durante o ensaio.

6.4 Posicionamento da máquina

A máquina deve ser posicionada no centro da superfície do local de ensaio.

6.5 Tempo de medição

NBR ISO 6394:2001

5

O

tempo total de medição para cada leitura em um modo estabilizado de operação deve estar na faixa de 15 s a 30 s.

7

Preparação e operação da máquina e preparação da posição do operador (ver anexo A)

7.1 Seqüência de operação da máquina

O motor deve ser primeiro conduzido a uma condição de baixa rotação e em seguida atingir a rotação nominal especificada

pelo fabricante a uma condição estabilizada sem carga antes de cada seqüência de tomada de dados.

7.2 Preparação da posição do operador quando a máquina estiver equipada com uma cabine

7.2.1 Cabine com sistema(s) de ar-condicionado e/ou ventilação

As medições devem ser efetuadas com as portas e janelas fechadas e o(s) sistema(s) de ar-condicionado e/ou ventilação operando à meia-velocidade se mais que duas velocidades de operação forem disponíveis. Se somente duas velocidades de operação forem disponíveis, a velocidade mais alta deve ser utilizada. Se os sistemas de ar-condicionado e/ou ventilação tiverem um controle de posição para ar externo e recirculação, o controle deve ser ajustado para ar externo.

7.2.2 Cabine sem sistema(s) de ar-condicionado ou ventilação

As medições devem ser efetuadas com as portas e janelas fechadas e devem ser repetidas com as portas e janelas abertas. O resultado de medição mais alto obtido de dois grupos de dados deve ser utilizado como o valor relatado.

8 Medições acústicas

8.1 Quantidades a serem medidas

O nível médio de tempo de pressão sonora ponderado em A, L pAeq,T , em dB(A), é determinado utilizando-se a equação (1)

ou utilizando-se uma integração digital [equação (2)].

L

p

Aeq,

onde:

T

= 10log

1

T

T p

o

2 A (

2

p o

t )

d t


(

dB A

)

(1)

T é o período de medição, por exemplo, o período de tempo durante o qual a máquina é operada durante o ensaio;

p A (t) é a pressão sonora instantânea ponderada em A do sinal acústico;

p O é a pressão sonora de referência (20 µPa).

onde:

t i é o valor numérico da porcentagem de tempo para o nível de pressão sonora, L pAi , do intervalo total de tempo, T, do ensaio, com a resolução para L pAi sendo 1,0 dB(A) ou menos;

L pAi representa os valores dos níveis de pressão sonora ponderados em A, obtidos com aparelhagem que esteja de acordo com os requisitos da IEC 60651 para um aparelho de classe 1, e fixada para as características de ponde-ração no tempo.

8.2 Número de medições

Um mínimo de três medições na posição do microfone deve ser requerido. É necessário ter duas das leituras na posição do microfone dentro de uma faixa de 1 dB(A) entre elas. Se estes resultados não forem obtidos, leituras adicionais devem ser tomadas para atender a este requisito.

9

Determinação do resultado da medição

O

valor relatado do nível médio de tempo de pressão sonora ponderado em A será a média aritmética dos dois valores

mais altos que estão dentro de uma faixa de 1 dB(A) entre eles.

10 Informação a ser registrada

As seguintes informações, sempre que aplicáveis, devem ser compiladas e registradas para todas as medições efetuadas de acordo com os requisitos desta Norma.

10.1 Máquina ensaiada

a) Fabricante da máquina.

b) Número do modelo da máquina.

c) Número de série.

L

p Aeq,

T

= 10log


n

i = 1

t i p

100

10

0,1 L

10log     n ∑  i = 1 t i p 100 10
10log     n ∑  i = 1 t i p 100 10

A i


dB(A)

(2)

6

NBR ISO 6394:2001

d) Arranjo da máquina, incluindo os principais acessórios e a rotação nominal especificada pelo fabricante, que é a

rotação na qual o motor desenvolve potência nominal de acordo com a NBR NM-ISO 9249.

10.2 Ambiente acústico

a) Descrição do local de ensaio e o tipo de superfície ou superfícies utilizadas para o local de ensaio, incluindo um

croqui que mostre a posição da máquina.

b) Temperatura do ar, pressão barométrica, umidade relativa e a velocidade do vento no local de ensaio.

10.3 Aparelhagem

a) Equipamento utilizado nas medições acústicas, incluindo o nome, tipo, número de série e fabricante.

b) Método utilizado para calibrar o sistema da aparelhagem.

c) Data e local de calibragem do calibrador de ruído e do sistema da aparelhagem.

10.4 Dados acústicos

a) Localização dos microfones.

b) Nível médio de tempo de pressão sonora ponderado em A na posição do microfone para cada medição efetuada de

acordo com 8.2.

c) Nível médio de tempo de pressão sonora ponderado em A do ruído de fundo na posição do microfone.

d) Valor reportado do nível médio de tempo de pressão sonora ponderado em A de acordo com a seção 9.

11 Informação a ser relatada

a) Nível médio de tempo de pressão sonora ponderado em A da seção 9, arredondado para o número inteiro mais

próximo (< 0,5, utilizar o número mais baixo; 0,5, utilizar o número mais alto) para a configuração ou configurações da posição do operador, dependendo de como a máquina está equipada.

b) Fabricante da máquina, número do modelo, número de série, potência líquida em quilowatts, conforme definido na

NBR NM-ISO 9249, arranjo da máquina, incluindo os principais acessórios, e o tipo de superfície ou superfícies utiliza- das para o local de ensaio.

c) Rotação nominal especificada pelo fabricante, que é a rotação na qual o motor desenvolve potência nominal de

acordo com a NBR NM-ISO 9249.

/ANEXO A

NBR ISO 6394:2001

7

Anexo A (normativo) Preparação e operação das máquinas

A.1 Segurança e operação

Todas as precauções de segurança necessárias e as instruções de operação do fabricante devem ser seguidas durante o ensaio.

A.2 Preparação da máquina

A máquina deve estar equipada com o acessório (caçamba, buldôzer, etc.) designado para a versão de produção do

fabricante. Os tanques de combustível não devem estar abastecidos além da metade e os reservatórios de óleo devem estar abastecidos dentro da faixa especificada pelo fabricante.

A máquina deve ser colocada no local de ensaio com a caçamba da escavadeira ou pá-carregadeira, ou borda cortante do

buldôzer, posicionados a uma altura de 300 mm ± 50 mm acima do solo ou em sua altura máxima, se esta for menor que 250 mm. O plano formado pelas bordas da caçamba (excluindo os dentes) ou borda cortante do buldôzer (excluindo os dentes) deve estar mais ou menos paralelo ao solo (posição de transporte).

A.3 Condição de operação da máquina

A máquina deve estar estacionária e os freios acionados. O motor deve ser operado em uma condição sem carga na

rotação nominal especificada pelo fabricante. Esta é a rotação na qual o motor desenvolve potência nominal de acordo com a NBR NM-ISO 9249. A transmissão deve estar em neutro e os acessórios auxiliares ou principais não devem estar em operação. Os dados do ensaio não devem ser obtidos até que uma temperatura estabilizada de operação para as condições ambientais predominantes seja atingida. O operador deve permanecer nos controles da máquina durante todo o ensaio.

/Bibliografia

8

NBR ISO 6394:2001

Bibliografia

[1] NBR NM-ISO 6165:1999, Máquinas rodoviárias - Tipos básicos - Vocabulário.

[2] NBR NM-ISO 6395:2000, Acústica - Medição de ruído externo emitido por máquinas rodoviárias - Condições de ensaio dinâmico.

[3] NBR NM-ISO 6396:2000, Acústica - Medição de ruído emitido por máquinas rodoviárias na posição do operador - Condições de ensaio dinâmico.