Sei sulla pagina 1di 9
MUNICÍPIO DE NOVO HAMBURGO DIRETORIA DE INCLUSÃO DIGITAL DIRETORIA DE GOVERNO ELETRÔNICO APOSTILA LINUX EDUCACIONAL

MUNICÍPIO DE NOVO HAMBURGO

DIRETORIA DE INCLUSÃO DIGITAL DIRETORIA DE GOVERNO ELETRÔNICO

APOSTILA LINUX EDUCACIONAL

(Conteúdo fornecido pelo Ministério da Educação e pela Pró-Reitoria de Extensão da UNEB)

NOVO HAMBURGO, 03 DE OUTUBRO DE 2013

Sistema Operacional: Linux Educacional 4.0

O sistema operacional (português brasileiro) é um programa ou um conjunto de programas cuja

função é gerenciar os recursos do sistema (definir qual programa recebe atenção do processador, gerenciar memória, criar um sistema de arquivos, etc.), fornecendo uma interface entre o

computador e o usuário. Embora possa ser executado imediatamente após a máquina ser ligada, a maioria dos computadores pessoais de hoje o executa através de outro programa armazenado em uma memória não-volátil ROM chamado BIOS num processo chamado "bootstrapping", conceito em inglês usado para designar processos auto-sustentáveis, ou seja, capazes de prosseguirem sem ajuda externa. Após executar testes e iniciar os componentes da máquina (monitores, discos, etc), o BIOS procura pelo sistema operacional em alguma unidade de armazenamento, geralmente o Disco Rígido, e a partir daí, o sistema operacional "toma" o controle da máquina. O sistema operacional reveza sua execução com a de outros programas, como se estivesse vigiando, controlando e orquestrando todo o processo computacional. Neste curso você aprenderá a utilizar o sistema operacional LINUX EDUCACIONAL.

O Linux é um sistema operacional que foi desenvolvido inicialmente por Linus Trovalds em 1991,

baseado no sistema operacional Unix, e hoje é mantido por comunidades internacionais de programadores, outros profissionais na área de informática, etc.

O Linux Educacional é uma compilação do Linux (distribuição debian) com foco em aplicação a

laboratório de informática educacional (LIE) e escolas. Além do sistema operacional o Linux Educacional tem em seu pacote de instalação softwares educacionais e de produtividade, como a suíte de escritório LibreOffice entre outros.

O download poderá ser feito no site http://webeduc.mec.gov.br ou http://linuxeducacional.com

Observe que existe uma versão particular se deseja instalar o Linux Educacional em seu

computador pessoal.

Identificação de usuário – nome e senha

A tela inicial do sistema operacional contém um pequeno formulário com dois campos que devem

ser preenchidos com seu NOME DE USUÁRIO e sua SENHA para iniciar sua ÁREA DE

TRABALHO

Figura 01: interface inicial Atenção! É recomendável que criar um perfil de usuário com senha,

Figura 01: interface inicial

Atenção! É recomendável que criar um perfil de usuário com senha, que deve ser mantida em sigilo para que outras pessoas não tenham acesso aos seus dados pessoais.

Depois de colocar seu nome e senha, aparecerá a Área de Trabalho. A Área de Trabalho é a imagem de fundo da tela, ou seja, é tudo o que é visualizado no espaço que vai da Edubar até a Barra Inferior, mas a expressão é utilizada para designar o espaço da tela em que as sessões dos aplicativos são abertos para que o usuário trabalhe com eles.

Figura 02: área de trabalho Atenção! No LE 4.0, os arquivos salvos na pasta “Área

Figura 02: área de trabalho

Atenção! No LE 4.0, os arquivos salvos na pasta “Área de trabalho” não são exibidos na mesma, sendo o acesso aos arquivos proporcionado a partir de “Minha Pasta”.

No topo da interface da área de trabalho está disponível a Edubar.

interface da área de trabalho está disponível a Edubar. Figura 03: Edubar Observando da esquerda para

Figura 03: Edubar

Observando da esquerda para a direita, você encontra os seguintes componentes da Edubar:

Instalar Conteúdos: Instala conteúdos do MEC na área local

Buscar Conteúdos: Buscar conteúdos do MEC instalados localmente

Domínio Público: Site do projeto Domínio Público

TV Escola: Site do projeto TV Escola

Portal do Professor: Portal do professor

Banco Internacional de Objetos Educacionais: Site do Banco Internacional de Objetos Educacionais

Na barra inferior você encontra o menu de acesso às possibilidades e ícones de acesso a aplicações

instaladas em seu computador. Ícone é o nome dado a um pequeno símbolo que representa um documento, um programa ou um comando que funciona como um atalho. Para executar um aplicativo através do atalho basta posicionar o cursor sobre o ícone e clicar com o botão esquerdo do mouse.

sobre o ícone e clicar com o botão esquerdo do mouse. Figura 04: barra inferior Quando

Figura 04: barra inferior

Quando instalado, o Linux Educacional apresenta na barra quatro ícones: menu LE, área de trabalho, minha pasta, navegador da web, e comandos Unix. Na mesma barra à esquerda você encontra outros ícones, tais como: dispositivos conectados, volume, conexão de rede, bateria, tarefas e notificações, lixeira, ajuda e hora.

Acessando os aplicativos e comandos no computador

Você pode acessar os diversos programas a partir da Área de Trabalho, utilizando o mouse e o teclado. Movimentando o mouse, você posiciona o cursor (seta) sobre os menus ou ícones e, através de cliques, realiza as ações desejadas. Clicar o mouse corresponde ao movimento de apertar e soltar seu botão para executar uma operação. Geralmente, utiliza-se o botão esquerdo do mouse para clicar. Esta operação permite abrir arquivos, ativar funções, etc. O botão direito é acionado sempre que se deseja obter informações. Ao clicá-lo aparece um menu de opções.

No menu de acesso às possibilidades (ou menu LE) estão aplicativos organizados em grupos. Por exemplo, ferramentas de produtividade agrupa aplicados como editor de texto, apresentações, planilhas de cálculo, entre outros. Neste menu você também encontra comandos como: executar comando, alternar usuário, bloquear tela, encerrar sessão, reiniciar e desligar o sistema.

Figura 05: grupo de aplicativos ferramentas de produtividade

Figura 05: grupo de aplicativos ferramentas de produtividade

Figura 06: menu LE

Figura 06: menu LE

Para selecionar uma opção do menu LE:

1. Posicione o cursor sobre o botão LE disposto na barra inferior;

2. Dê um clique com o botão esquerdo do mouse, e o Sistema abrirá o Menu, exibindo uma lista de

opções precedidas de ícones;

3. Movimente o mouse de forma a varrer as opções do menu com o cursor e pare quando ele estiver

marcando a opção do seu interesse;

4. Clique com o botão esquerdo do mouse para que a opção desejada seja acionada.

Criar e acessar arquivo0073

Minha Pasta é o diretório a partir do qual o usuário pode criar arquivos com o material do seu

interesse. O acesso a esta estrutura de arquivos é feita sob demanda, por meio da seleção das opções

"Como posso

" e "ter acesso à minha pasta", no menu LE.

" e "ter acesso à minha pasta", no menu LE. Figura 07: minha pasta A estrutura

Figura 07: minha pasta

A estrutura de arquivos do usuário é composta de uma série de diretórios entre os quais pode ser

destacado "Área de Trabalho". Os arquivos gravados nesse diretório não são exibidos ( não ficam aparentes ) para o usuário de forma direta, sendo necessário o seu acesso a partir da "Minha pasta".

O "caminho" na estrutura de arquivos que determina a pasta do aluno/professor, por exemplo, é

exibido na parte superior direita da tela de "Minha Pasta", abaixo das barras de ferramentas, da

seguinte forma:

Figura 08: menu LE Atenção! É importante chamar a atenção para o fato de que,

Figura 08: menu LE

Atenção! É importante chamar a atenção para o fato de que, embora este espaço seja de caráter permanente, o compartilhamento de nomes de usuário e senhas tornam esse material temporário, pois outro aluno/professor que entre posteriormente no LE utilizando a mesma identificação pode modificar e até apagar os arquivos. Sendo assim, se o aluno ou o professor quiser guardar algo de interesse especial, ele deverá fazer uma cópia de segurança desses arquivos, por exemplo, via e- mail ou algum dispositivo USB.