Sei sulla pagina 1di 111
Caminho das Pedras é um livro PUR cree ere Pretec ee eem en eco an Rone ets oe rece oee see cene cans Bee enn esi Oe ona eed See, Se er me etre tree a eOrere ee ure eee RRC) Ree er ennite here Ce Peed otcnee eines tant ag one tes Perec eee teers nrc me en Peete aes hitter eRe Reese Pre eR ete rea omen eer em cetroy Peers meee Ceres tina ere et Bere ene eer ketene rate eee Cruces Tiare oC e center rn Aree Antonio Duncan 2) < m4 [= m iy 2 a a le} Ee ra F 1S) ° Antonio Duncan Oo CAMINHO DY Raa) dicionario e guia pratico para o trabalho energético com cristais e pedras preciosas Antonio Duncan O Caminho das Pedras Dicionério e guia pratico para o trabalho energético com cristais e pedras preciosas ‘Todos os direitos reservados sob a legislagao em vigor. E proibido reproduzir este livro, no todo ou em parte, ou transmitir o seu texto sob qualquer forma ou por qualquer meio, electrénico ou mecanico, sendo especialmente interdita a sua reproducdo em fotocdpias, pot gravacio ou por qualquer outro sistema, em antologias, livros didacticos etc., a nio ser apés autorizacio especifica ¢ por escrito da Editorial Nérdica. Esta autorisagio 86 € desnecesséria em caso de citagdo nos meios de comunicago com finalidade critica. (©Cominho das Pres ‘Aor: Antonio Duncan Copyright © Antonio Duncan e Dinapres Tseragées: Renato Good Fotogefas: Thomas Kolsch Revisto: Constanga Santana (vernéclo, Léa.) Capa: Fernando Felgetras Pagina e fotos: Maio Fax - Artes Gréfieas Impresso acabamento: SILVAS - Coop Tiab. Gréieos,C. R.L. Lisboa ISBN: 972-8202.14-8 Depésio ly: 21053104 | edigto: Mato de 2004 Reservades todos os dios para a edigéoem Portugal DINAPRESS Largo Dr Anténio de Sousa de Maceo, 2 1200-153 LISBOA Tet 213 955 270 - Fax 213 950.390 Erma: dinapres@dinaliwoe. AGRADECIMENTOS E RECONHECIMENTO Didiva da vida: Deus/Deusa/Tudo O Que Existe. Inspirago: Lazaris, Emmanuel, Taripac, Pai Jerénimo. Energia: Puma, Golfinho, Malaquite, Larimar. Aprendizagem: Katrina Raphaell, JaneAnn Dow. Colaboradores neste trabalho: Estécio (digitalizacio e montagem) ‘Thomas Kolisch (fotografias) Renato Gonda (ilustragées). Amigos/familia espisitual: Ann+Alex, Assizio ¢ Marlene+ +Nacia+Guilherme + Vivian, Carlos Antonio e Angela+ +Dennys+lIsadora (e Alexandre), Cathy, Clair e Délio, Claudine, Claudinho e Preta, Cookie, Dan, Edu, Evelyn, Fran, Gerson e Renato, Ione+Raulzinho+Guigo+Pedro, Helena+ André, Larry, Lee, Leila+Pedrita, Lena e Herbert, Leny, Loise, Nilo e Sonia+ +Rodrigo+ André, Paulinho, Tadeu, Valderson, Valdir, Vera Siqueira, Zélia, Zizi+ Luiza. Familia de sangue: todos os Duncan e Vasconcellos Rosa Silveira. Xamas e bruxos amigos: Agustin Guzman, Carmina Levy, César Scheurich, Cucho, Ione Citilo, Léo Artése, Marcia Frazio, Zé Duarte. 8 OCaminho das Pedras ‘Alunos que se tornaram amigos (os mais intimos): Alexandre, ‘Anete, Bene, Betty, Cristina, Denise, Edna, Elisa, Elvira, Fabricio € Carla, Gléucia, Held, Isabel, Ivone, Izilda, Jacy, Joyce, Laura, Lenita, Lita, Lucilene, M4, Marina, Missae, Myriam, Olga, Noely, Regina Scheer, Renata e Hartwig, Rosely, Sheila, Silvana, Solange, Tania, Toninho, Vera Marie, Zafra. Espagos onde realizei ou realizo cursos ¢ workshops: Altermed (Lourdes), Alquimia (Zulma Reyo), Antakarana (Cristina Porto), ‘Arjuna (Paulo), Cecon (Mirtes), Chokmah (Margareth e Bira), Erkos (Sandra), Espago Neve (Vera), Fazenda Ponte Alta (Evelyn Pascoli), Fraternidade Pax Universal (Carmen Balhestero), Illawasi Joyce Lobo), Instituto de Expansaio da Consciéncia (Léo Artése), Momen- to de Paz (Marina Zanin), MultVersus (Walter Vetillo e Beatriz), ‘Nishiyama (Elisa), Novo Tempo (Rosmary), Paz Géia (Carminha Levy), Pro Mente, Shamballa (Moacis), Tamarack (Renata e Susana). (Os guardides das pedras: Luiz Menezes (Belo Horizonte) ¢ Rogé- tio (Corinto). Crescimento espiritual: Alzira Duncan Portugal, Edésio Silveira, Maria Auxiliadora Duncan, Nuri, Zélia Duncan M. Gongalves (que todos continuem a expandir a sua luz, de onde esto). O mundo do disco que de certa forma abriu os caminhos. PS. — Quem no foi citado, nao fique carente. Amo a todos igual INDICE Preféicio / 11 1. Introdugdo ac estudo dos cristais / 13 LL - Generalidades / 13 1.2 - Métodos de limpeza / 14 1,3 - Métedos de energizagao / 16 1.4 Aplicagio e uso dos cristais / 17 1.5 - Programagio / 20 1.6 - Sugestdes / 21 2. Os cristais e os chakras / 23 2.1 - Os chakras correspondentes ao corpo fisico / 23 2.2 - Os chakras transpessoais / 30 2.3 - O kit basico / 33 3, Meditagées e vivencias com cristais / 35 3.1 - Meditagdes simples / 35 3.2 - Meditag6es induzidas ou orientadas / 37 3.3 - Vivéncias de formacdo de campos energéticos com cristais /56 4. O dicionério dos cristais e pedras preciosas / 61 5, Tabelas praticas de consulta / 171 5.1 - Satide em geral / 171 5.2 - Tratamento do corpo fisico / 180 10 OQ Caminho das Pedras 5.3 - Factores emocionais, mentais ¢ psicol6gicos / 185 5.4-- Factores espirituais / 197 5.5 - Afinidades zodiacais / 202 5.6 - Afinidades planetdrias / 203, 5.7 - Pedras dos meses / 204 5.8 - Afinidades com profiss6es e carteiras / 204 6. indice das Pedras / 207 7. Bibliografia / 211 8. O autor / 213 PREFACIO 6s 0 langamentodo meu primeiro livro, ABC dos Cristais, ocorreram mudangas extraordindrias na minha vida. Quan- do o estava a esrever, ainda trabalhava na direcc&o artis- tica de uma editora discogréfica e, esporadicamente, quase como um hobby, dava cursos e workshops sobre cristais ¢ energias, quando ti- nha algum tempo livre. A partir de Junho de 1992, j& com o livro publicado, resolvi criar uma nova realidade, mais de acordo com a mudanga interior que ja se havia processado. Abandonei a carreira de 25 anos no mundo dos discos e dediquei-me exclusivamente ao trabalho de aprofundar mais os mens conhecimentas metafisicas ¢ repercuti-los para outras pessoas através de cursos e workshops mais regulares e mais bem estruturados. A receptividade foi 6ptima e, atra- vés desse trabalho, pude trocar experiéncias com outros que esta- vam também a procurar criar uma nova realidade nas suas préprias vidas ¢ no mundo como um todo. Passaram-se seis anos ¢, durante este perfodo, novos conheci- mentos e experiéncias foram-se somando e expandindo. Fiz muitas viagens a lugares sagrados, como Peru, Amaz6nia, México, Grécia e Egipto, aprofundei os meus conhecimentos em diversas éreas da metafisica, como adiestesia ¢ radiénica, numerologia e, principal- mente, Xamanismo, e entrei em contacto com a energia de iniimeras pedras novas, além de viver novas experiéncias com as pedras mais conhecidas através do retomo dado pelos estudantes. Pouco a pouco fui acrescentando essas novas informagbes nos cursos € os alunos comegaram a solicitar um novo livro. 12 OCaminho das Pedras Assim nasceu O Caminho das Pedras, que é uma extensio doABC dos Cristais, totalmente revista e actuslizada e com muito maisinfor- magées, © formato deste livro é bem mais didéctico ¢ pratico para consultas rpidas e eficazes. Existem novas informagées sobre técni- cas de limpeza e energizacio, chakras transpessoais, novas medita- Oes ¢ exercicios. O mais importante, porém, é a parte central do livro, 0 dicionério dos cristais e pedras preciosas, com uma listagem de mais de 150 pedras, em ordem alfabética e com um resumo das suas propriedades mais significativas. E, finalmente, neste trabalho, puderam ser inclufdas algumas paginas com fotografias coloridas de algumas pedras, para que possam ser mais facilmente reconhecidas e admiradas. Outra novidade so as tabelas de consulta, com listas extensas de problemas de satide, factores emocionais, mentais, ps{- quicos e espirituais e tratamento do corpo fisico. Este trabalho foi realizado com muito amor, carinho e dedicagao. E espero etravés dele poder amplificar a repercusséo das energias que vo criar um mundo novo, mais harmonioso e feliz. Para finalizat, gostaria dé expressar © meu mais profundo reco- nhecimento e a minha gratidéo a este ser de luz que se autodenomina LAZARIS, pelos seus maravilhosos ensinamentos sobre como criar uma nova realidade e pelo seu amor infinito. Para mim, LAZARIS representa a luz eterna do farol que indica o caminho mais facil para chegar ao meu porto seguro. Antonio Duncan Equinécio de Outono ~ 1998. 1 INTRODUGAO AO ESTUDO DOS CRISTAIS 1.1. Generalidades Os cristais (¢ as, pedras preciosas) sio a manifestagao mais pura da energia e da luz no plano fisico. Os étomos que os compdem es em perfeita harmonia, e permitem assim a manifestacdo da luz em forma sélida. Fisicamente j4 est provado e comprovado que os cris- tais so os melhores condutores e amplificadores de energia, sendo utilizados na composigdo de fibra 6ptica, chips Ge computadores, fabri- cago de relégios (Rubi, Quartzo), etc. Da mesma forma, como so condutores, receptores, amplificadores ou geradores de energia, so utilizados metafisicamente para curas, meditag6es, energizagio de ambientes e pessoas, ou de qualquer outro ser vivo. Os cristais tm. vida, sS0 parte de um todo maior formado de energia pura. Tudo 0 que é energia ¢ vida e tem vida. Esses seres to especiais podem tor- nar-se amigos imprescindiveis, ajudando no crescimento espititual ¢ 0 no auto-conhecimenteo, e, principalmente, ensinando intimeras for ‘mas de utilizar positivamente a sua energia em conjunto com a nossa. Devernos aprender a relacionar-nos com eles da melhor forma possfvel, e assim melhoraremos ao mesmo tempo o relacionamento com 0 nosso Eu Superior, com os nossos semelhantes, com o planeta, ‘Universo e com aforca maior que é Deus/Deusa/Tudo © Que Existe, ‘Ede extrema importdncia que o coragao e a intuigao estejam sempre presentes, e milhares de descobertas individuais se oferecerao, a partir do convivio ¢ do felacionamento com esses seres maravilhosos. A simples contemplag&o de um Cristal de Quartzo ou de uma pedra preciosa ou semipreciosa jé nos transmite energia e leva-nos a outras 14 OCaminho das Pedras dimensées e & percepgio de realidades paralelas, através da luz, da pureza e da beleza. Com a ajuda dos cristais, penetramos com mais clareza no nosso mundo interior. O nico segredo para o funciona- mento perfeito da interacgao da energia de um cristal com a nossa propria é a intengaio clara. E preciso saber que o cristal por si sé nao pode processar nenhum tipo de cura. A interaccio de energias € absolutamente necessécia. Existem varios tipos de cristais e pedras preciosas e cada um tem a sua energia particular Para fazer uma comparagao pratica e facil, o Cristal de Quartzo seria como um clinico geral, aquele médico de familia, que sabe de tudo um pouco, e € também conselheiro, psic6- Jogo, amigo, etc. Jé as pedras coloridas so as especialistas, cada qual dominando a sua area de energia e de cura, com energias mais espe- cificas. Por isso mesme, € aconselhavel que a primeira pedra a ser adquitida seja um Cristal de Quartzo simples, de terminagao énica. A partir do relacionamento com este primeito cristal, vamos pouco a pouco aumentando a nossa coleccfio e comegando a interagir com as diferentes energias das diferentes pedras. primeiro passo éa escolha do nosso primeiro cristal. As vezes ele énos oferecido, as vezes encontramo-lo por acaso, as vezes adquirimo-lo. Neste tltimo caso é aconselhavel sentir e olhar para varios cristais e escolher exactamente aquele que nos atrair, que cha- Ecomum dizer-se que no escolhemos um cris- mar a nossa atencéo. tal, éele que nos escolhe. O importante é trazé-lo para casa e a partir do primeiro momento estabelecer um relacionamento. De posse do cristal, procede-se A sua limpeza e energizagiio. 1.2. Métodos de Limpeza Pata que a energia dos cristais possa estar em pura sintonia com a sua propria energia, € necessério que se faga, de vez em quando, uma limpeza energética, principalmente antes do seu primeiro contacto com os cristais e quando eles forem usados para trabalhar com outras, pessoas. Introdugdo ao Estudo dos Cristais 15 Os métodos de limpeza energética mais utilizados so: a - Aguas naturais (cascatas, rios, lagos, mares): Consiste sim- plesmente em banhar os cristais em qualquer uma dessas 4guas, con- tando que no estejam poluidas, pelo tempo que a sua intuicgo determinar. b- Aguae sal grosso: Coloque os cristais dentro de um recipiente contendo agua e sal grosso. Deixe-os af por algumas horas e, 20 retiré- clos, lave-os em agua corrente para retirar 0 excesso de sal. Este mé- todo s6 6 aconselhavel para as pedras duras e transparentes; algumas pedras opacas, como a Malaquite a Crisocola, no reagem bem com o sal, e podem perder o brilho e a cor. c- Defumagdo: Acenda o incenso da sua preferéncia (salva, ce- dro, defumador, etc.) e sopre bastante sobre o seu cristel, defumando todas as suas faces e toda a sua 4rea, pelo tempo que achar necessério. d- Drusa (para limpeza de pedras pequenas): Celoque as suas pedras sobre uma drusa (aglomerado) de Cristal de Quartzo incolor e deixe-as por bastante tempo, até achar que esto limpas ¢ recarre- gadas. A drusa por si s6, por conter varias pontas de cristal, € auto- -limpante ¢ auto-energizante. e - Sopro: Mentalize luz branca, ou violeta, e sopre sobre o seu cristal, coma clara intengao deo limpar e de tirar dele toda a energia negativa. Inspire luz branca e/ou violeta e expire pela boca sobre 0 cristal. f- Chuva: Deixe'9 seu cristal sob chuva force. B um 6ptimo mé- todo de limpeza. | g. Selenite: O método mais pritico, eficiente e répido para lim- par énergeticamente qualquer tipo de cristais ou pedras, é usar um bastdo natural de Selenite (ou Gipso). Para isso, coloque sobre uma 16 O Caminho das Pedras AON0ND00000000 superficie'lisa; um bastdo de Selenite e na frente deste um Cristal de Quartz0, cuja ponta deve estar direccionada para todas as pe- dras que estejam aecessitar de limpeza (qualquer tamanho quantidade). Deixe as pedras nessa posicéo durante cerca de trinta segundos, ¢ elas ficardo limpas e cheias de energia simultaneamen- te, Este tipo de limpeza serve também para qualquer objecto e para ambientes. 1.3. Métodos de Energizagao Depois de limpar os cristais, é aconselhdvel energizé-los, ou seja, «car regar as baterias», Qs métodas mais conhecidos so: a Sol: Deixe 0 seu cristal, apés ter sido lavado e limpo, direc- tamente a luz do Sol, de preferéncia na parte da manhé, até ao meio-dia. b - Lua: Se quiser recarregar o seu cristal com energia mais femi- nina, mais intuitiva, exponha-o directamente & luz do luar (Lua cres- cente ou cheia, de preferéncia). ¢- Sol/Lua: Exponha o seu cristal & luz do luar, durante toda a noite, e depois & luz do Sol, até ao meio-dia. E um tipo de energizagio bastante forte. d.- Terra: Como os cristais provém da Terra, também se energizam. em contacto com a energia que vem do centro do planeta. Para isto, basta colocé-los sobre o cho por um perfodo nao inferior a trés horas. Nio € necessdrio enterrar os cristais, basta deixd-los em contacto como solo. Y\OORAQN00 Inirodugdo ao kstudo dos Cristais "11 e+ Tempestade: Outra forma poderosa de energizar 0 seu cristal é esperar a formagao de uma tempestade, com bastante vento, chuva, raios e trovGes, e exp6-lo a essa energia. f- Bnergizagdo com as mdos: Coloque o cristal entre as suas mos € gire-o até aquecer, mentalizando a passagem de energia das suas méos para o cristal. Utilize também 0 método da respirag&o para o recarregar, inspirando luz branca e expirando esta luz carregada de forga dentro do cristal. g~ Drusa: Da mesma forma que limpa, a drusa também pode re-energizar o seu cristal. Apenas coloque-o sobre uma drusa pelo menos durante trés horas. h.- Selenite: Durante o processo de limpeza pela Selenite, os cris- tais e pedras ficam automaticamente energizados. 1.4. Aplicagao e Uso dos Cristais Os cristais so usados basicamente para amplificar e equilibrar as energias da pessoa que os est a utilizar. A forma mais prética para despertar as energias dos cristais € colocar na mente uma intengdo clara e simples, enquanto os segura ou olha para eles. Com isto em mente, os diversos cristais e pedras podem ser utilizados para cura (isica, emocional, mental, espiritual), protecgao, equilfbrio, expan- silo, manifestagéo e meditag&o. Em alguns casos, podem ser coloca- dos sobre partes espectficas do corpo, principalmente sobre os chakras (ver t6pico 2.1 para mais detalhes). Os principais usos dos cristais sio: a - Cristal Pessoal: Seleccione um cristal de terminago dnica (ponta) para sero seu cristal pessoal, aquele que vocé leva sempre consigo, usa em meditagges, coloca @ noite sobre a sua mesa-de- -cabeceira ou debaixo da almofada ¢ que seria como 0 seu amigo 18 0 Caminho das Pedras mais {ntimio ¢ confidente. Para o transportar use um saquinho de couro, algodao, seda ou veludo. b = Cristais para Cura e Remédios: Seleccione alguns cristais ‘especificamente para este fim. Nao use o seu cristal pessoal noutras, pessoas, pois ele estard carregado com a sua propria energia, Use os cristais de cura para equilibrar os chakras de uma outra pessoa, para aliviar dores ou energizar. Para isto, visualize luz branca e direccione a ponta do cristal para as partes do corpo da pessoa nas quais deseja trabalhar. Podem-se ainda fazer remédios (elixires) com os cristais e pedras preciosas, energizando a figua com eles, colocando-os em frascos com dleos de massagem, cremes hidratantes, colitios, etc. Para energizar a 4gua com cristais, proceda da seguinte maneira: 1. Limpe e energize a pedra a ser usada, de preferéncia pelo mé- todo da Selenite. 2. Lave bem, em agua corrente, um recipiente de vidro incolos, liso e transparente, e coloque dentro dele 4gua pura, de preferéncia destilada, ou 4guade fonte (pode-se usar gua mineral sem gas, en- garrafada). 3. Coloque a pedra devidamente limpa ¢ energizada no recipien- te com gua e deixe ao sol para energizar durante um perfodo mini- ‘mo de trés horas, de manhé. Proteja o recipiente com uma gaze para evitar a entrada de impurezas ou insectos. 4. Terminada a energizaciio, tape o recipiente com um prato & deixe-o sempre & temperatura ambiente (no coloque no frigorifi- co). 5. Tome a 4gua energizada, em pequenas doses, trés a quatro ve- zes por dia. 6. Durante a preparacéo da 4gua energizada, néo se esqueca de envolver com luz branca e projectar essa mesma energia no recipien- te com 4gua, mentalizando a sua forga, a intengio clara e a ajuda dos sets protectores e dos elementais responsdveis pela pedra. 7. Nao energize a gua com pedras e cristais de diferentes tipos. Separe um recipiente para cada tipo diferente de pedra. Introdugdo ao Estudo dos Crisiais 19 c - Bnergizagdo de Ambientes: Para purificagao constante e energizaco de ambientes de trabalho, repouso, refeicées, etc.,o ideal 6 usar uma drusa de Cristal de Quartzo, num tamanho proporcional ao ntimero de pessoas que frequentam o ambiente (para um consul- t6rio pequeno por onde passem intimeros clientes por dia, usar uma drusa grande; para um quarto de dormir grande, frequentado por uma ou duas pessoas, basta uma drusa pequenina). Outro procedi mento ideal para purificacSo e energizago de ambientes ¢ fazer aqué- tios com varias pedras de cores diferentes, que também servem como elemento decorativo. Neste caso, quando sentir que a Agua esté grossa, mais escura ou carregada, mude-a e lave as pedras em agua corrente, recolocando-as no aquério com a 4gua nova. Use a sua intuig&o para combinar as cores, mas é essencial que haja sempre um Quartzo branco, que serviré como catalisador d- Uso com Plantas ou Animais: Para energizar plantas, coloque um cristal no vaso, enterrado junto & raiz da planta. Para animais domésticos, coloque um cristal onde o animal costuma dormir. NAO USE ESSES CRISTAIS PARA OUTROS FINS. e- Banhos: Quando tomar banho de imersio ou hidromassagem, coloque diversos cristais ou diferentes tipos de pedras na dgua. Isso terd efeitos magnificos. f- Jéias, Amuletos, Presentes Amorosos: Os cristais gostam de ambientes limpos, iluminados e apreciam a presenga de flores ¢ incenso. A miisica suave reforga 0 seu trabalho e a sua energia. Se sentir necessidade, pode preparar uma espécie de altar para o seu cristal preferido, com flores, copos de gua, velas, incenso e imagens de elementais (duendes, fadas, nereidas, gnomos, etc.). &- Meditagées, Oragées e Interiorizagdes: Os cristais so exce- lentes auxiliares em meditagGes. Para isso, basta segurar o seu cristal pessoal, ou um cristal que voeé eleja ou programe somente para me- ditagbes, durante todo o tempo em que estiver a meditar. Para este q ; AGA000000000 20 © Caininkio das Pedras fim especifico,'a Ametista é um cristal altamente energético. Quando for a teunides de oragéo e nieditacao colectiva, leve sempre 0 seu cristal dé meditagdio ou cfistal pessoal. Também em cursos e workshops, thésm6 que o assunto néo seja especificamente a respeito de cristais, .. voeé deve levar'consigo pelo menos o seu cristal pessoal. ¥° eNo caso de meditagées em que vocé prefira estar deitado, a me- Iho posicao para o cristal é no centro da testa, entre as'sobrance- Thaé, com a ponta dirigida para o alto da cabega. “8” Antes de qualquer trabalho com cristais, procure limpar 0 ambi- ente acendendo incenso e, se for agradavel para si, coloque uma misica suave. £ imprescindfvel mentalizar a luz branca cercando todo o seu corpo € invocar a ajuda dos seus guias espirituais, anjos, mestres € protectores. Agindo assim, ficaré seguro e protegido para a realiza- do de qualquer trabalho espiritual. Lembre-se que os cristais agem ‘como antenas, e sem a devida sintonia vocé pode estar sujeito a in- terferéncias indesejaveis. 1.5. Programagao ‘Normalmente, basta o uso da intengdo clara para programar um cristal automaticamente. Contudo, para quem necessita de uma técnica para ter mais seguranga, aconselhamos o seguinte procedimento: 1. Segure o cristal entre os dedos (mao direita) apontando-o para o terceiro olho (entre as sobrancelhas); 2. Diga mentalmente:ao cristal qual € a sua fungiio; 3. Reforce a programagao do cristal durante sete dias, dizendo: «Este € 0 meu cristal para...» 4. Deixe que a sua presenga interior 0 guie, ¢ a0 utilizar o seu cristal com amor e sabedoria vocé vai descobrir maravilhas. Programe o seu cristal com um propésito claro, objectivo e simples. Para o reprogramar, limpe-o com um dos métodos jé citados, e depois repita o procedimento acima com uma nova programacdo. Introducao ao Estudo dos Cristais 21 PNDDNNIAANADIANINDN GOON NDNDOQOCO OD 1.6. Sugestdes Durante os cursos que realizamos regularmente sobre os ctistais, sut~ gem algumas diividas a respeito das diversas aplicag6es das pedras. ‘Vamos telacionar a seguir algumas sugestées que respondem as per- guntas mais frequentes. 1. Quando o seu cristal se partir em varios pedacos, junte esses pedagos e coloque num jardim ou vaso de plantas. Se apenas ficar lascado ou com uma pequena fractura, nfo dé importancia, conti- nue a usé-lo da mesma maneira. Muitas vezes as pedras quebram-se ‘ou desmancham-se, ¢ quando isso acontece é porque receberam uma carga de energia que talvez estivesse ditigida a voce, e se sacrifica- ram em seu beneficio. Isto geralmente acontece com as Malaquites e as Turma inas Pretas. 2. Se um Cristal Biterminado se partir a0 meio quando voc® esti- ver na presenga de outra pessoa, guarde uma das pontas e dé a outra a.essa pessoa. Quando isso acontece € porque o relacionamento entre 08 dois esté a precisar de alguma clareza ou equilibrio. 3. Considere os seus cristais e as suas pedras como extensdes do seu proprio ser: Se tiver alguma davida a respeito de quanto tempo deve deixi-los numa limpeza ou energizagio, ou dual o melhor método para isso, pense no que seria bom para vocé e faga o mesmo com eles. Por exemplo, se vocé tiver mais afinidade com incensos orientais, estes sero os melhores para limpar as suas pedras. Se a sua afinidade forem os incensos ligados a0 Xamanismo, como salva, cedro e artem{sia, o mesmo vale para as suas pedras, e assim por diante. 4, Nunca coloque peixes ou plantas num aquétio de pedras desti- nado a limpeza de ambientes, pois eles nao sobreviverdo. Se voce tiver um aquirio ornamental, com peixes ¢ plantas, pode colocar alguns cristais para energizar os peixes ¢ plantas, mas neste caso a intengo clara do aquério ndo € para limpeza de ambientes. 5. Quando fizer algum tipo de trabalho com as pedras para enviar energia de cura & distancia\ lembre-se sempre de pedir permissio, em meditagéo, ao Eu Superior da pessoa a quem quer enviar essa 22 OCaminho das Pedras energia, para nao desrespeitar o livre arbitrio da pessoa. Depois de pedir a permissio, terd a sensaco exacta se deve ou nfo proceder ‘com o trabalho: 6. Se tiver cfes como animais de estimacao, néo coloque peque- na’ pontas dé Cristal de Quartzo para eles, pois tém 0 hébito de comer as pedras, ¢ se estas tiverem pontas, podem fericlos interior- thente: Dé preferéncia, neste caso, a pequenas pegas arredondadas, pois estas podem ser engolidas sem prejudicar os animais. Quanto a outros ahimais, como gatos, no precisa de se preocupar, pois estes ‘fio comem as pedras 7. Cristais e pedras preciosas podem e devem ser aplicados em con- junto com outras técnicas de utilizagao de energias, como Radiestesia e Radionica, Reiki, Massagens, Cerim6nias Xamfnicas, etc. 8, Nao se prenda a nenhuma regra se a sua intuigSo determinar algo diferente, os cristais e pedras ampliam a intuigdo e vocé deve confiar nela. Se achar que precisa de aplicar uma pedra num chakra diferente do habitual, pode fazé-lo sem medo de errar. 9. Dé sempre preferéncia a pedras no seu estado bruto, ou sim- plesmente polidas ou roladas. Pedras lapidadas podem conter o que é chamado energia de forma, energia da pedra. Somente as lapidagOes curvas, como esferas, ovos ou cabochées, nao prejudicam a forga energética das pedras. 1e dé mais fora A forma que A propria 2 OS CRISTAIS E OS CHAKRAS. 2.1. Os Chakras Correspondentes ao Corpo Fisico (Qs chakras sdo pontos energéticos situados no nosso corpo, a respei- to dos quais jé existe extensa literatura. ‘Vamos dar aqui um pequeno resumo e estudar a utilizagio dos ctistais e pedras preciosas de acordo com os nossos chakras. Sho sete os chakras principais, e cada um deles se associa a uma cor diferente, a glandulas diferentes e a cristais diferentes. Cada chakra &um vértice energético em forma de cone, com o vértice nointerior do corpo, ligado & coluna, e a base voltada para fora. O sétimo chakra tem a base arredondada no topo da cabeca, virada para cima, € 0 primeiro tem a base virada para baixo, em direcgao ao chiio, Todos 08 outros so cones duplos, partindo do centro (coluna) para fren- tee para trés (ver ilustrago). Ao utilizar as pedras sobre os chakras, vamos colocé-las na frente do corpo, mas é preciso que a pessoa em que elas estardo a ser aplicadas visualize a energia das pedras atingin- do também a parte posterior de cada chakra. O Cristal de Quartzo pode ser utilizado em conjunto com qualquer chakra, embora, devi- do as suas caracteristicas principais, seja classificado como perten- cente ao chakra coronério (sétimo). Descendo da cabega para os pés, vamos iniciar 0 nosso estudo pelo sétimo chakra. a O Chakra Corondrio (sétimo chakra) Situa-se na cabega, bem no centro, e é também conhecido como coroa. Relaciona-se com A glandula pineal, a sua cor é violeta, ¢ 24 — OCaminho das Pedras esta directamente ligado & espiritualidade, ao contacto com o Eu Superion, canalizagio e meditagéo. Fisicamente, rege a nossa cabe- a € o sistema nervoso central. E através do chakra coronério que entram no corpo as energias de transmutago, purificacao e espiri- tualidade. ‘As pedras que trabalham no sétimo chakra so as de cot branca transparente (incolores), violeta ¢ dourada, Branco transparente (incolor) Apofilite Incolor Escolecite = Calcite Optica Fenacite Cristal de Quartzo Goshenite Danburite Selenite (Gipso) Diamante ‘Topazio Incolor Diamante Herkimer Ulexite Dolomite Violeta/ Lilés Ametista Iolite Charoita Lapidolice Fluorite Sugilice Halire Violeta ‘Tanzanite Dourado Calcite Dente de Cao Heliodoro Caleit Dourada Pirite Violeta e dowrado Ametrino Outras Cores Alexandrite Moldavite 00 Pata activar € energizar-o sétimo chakra com um Cristal de ‘Quartzo, sugerimos o seguinte exercfcio de meditagfo: Os Cristais ¢ os Chakras 25 Prepare o ambiente com incenso e miisica suave. Escolha a posi- 40 mais confortavel para o seu corpo, de preferéncia sentado numa cadeira de espaldar recto. Concentre-se praticando um relaxamento que se inicia pelos pés, subindo lentamente até a cabeca, e mentalize luz branca em volta de todo 0 seu corpo, para protecgao. Segure com a mfo direita um Cristal de Quartzo gerador ligeiramente inclinado, com a ponta direccionada para 0 seu chakra coronério, mantendo uma distancia de 10a 12 centimetros. Feche os olhos ¢ mentalize um raio de luz branca saindo pela ponta do cristal e penetrando no seu corpo através do chakra coronétio, abrindo-o ¢ dando-lhe energia. Mantenha o cristal em constante movimento giratétio, no sentido dos ponteiros do relégio, durante cerca de trés a cinco minutos. De- pois, baixe o seu braco diteito e, mantendo o cristal nas suas méios e 6s olhos fechados, perceba quaisquer sensacdes, luzes, cores, ima- gens ou intuig6es. Terminaca a meditagio, é bom anotar as sensa- Oes para comparagéo com experiéncias futuras. Nao se frustre se ‘fio houver nenhuma sensagio nas primeiras experiéncias. Tado vem coma pratica ea regularidade, como em qualquer trabalho spiritual. b- O Chakra Frontal (sexto chakra) Esté localizado entre as scbrancelhas, ¢ € também conhecico como terceiro olho ou terceira visio. Associa-se também com a glandula pituitéria e é responsdvel pela nossa concentracao, meméria, imagi- nagdo e visualizagdes. Pode-se compard-lo 20 computador que regis- ta no nosso cérebro as informagées e sensac6es recebidas através do chakra coronério, para que possamos compreendé-las ¢ dar-Ihes forma através de pensamentos ou imagens. A sua cor é 0 indigo (azul-anil), eas pedras que trabalham com esse foco energético tem também esta cor. As principais so: Apatite Azul Labradorite Aaurite Lépis-laztili Caleantite Papagoita Cianite Safira Azul Halite Azul } Sodalite Indicolite (Turmalina Azul) Vivianite 20 OVaminno was vearas Fisicamente, este chakra e as suas pedras correspondentes re- gem a vis4o, a audigéo, a meméria, a capacidade de concentragao e todas as fung6es cerebrais, Para energizar o sexto chakra, proceda da mesma forma que na meditagao anterior, apontando o cristal ligeiramente inclinado na direcgao deste foco de energia. Lembre-se de visualizar a parte pos- terior do chakra também vibrando com esta luz. O sétimo € © sexto chakras devem ser trabalhados sempre em conjunto, comecando-se pelo sétimo. c- O Chakra Laringeo (quinto chakra) © quinto chakra situa-se na regifo da garganta e associa-se & tirdide, que por sua vez esté ligada ao metabolismo do corpo. Este foco energético é responsivel pela verbalizacéo, pela comunicagio da nossa verdade interior ¢ pela respiracéo. Fisicamente rege a gat- ganta, a laringe, a boca e onariz. E através desse chakra que purifica- ‘mos as nossas energias. A sua cor € o azul, assim como a das pedras que af trabalham. As mais importantes so: Agata Azul Rendada Crisocola Agua-marinha Euclésio Ajoita Hemimorfite Albite Larimar Amazonite Quartzo Azul Angelice Shattuckite Calcantite Silica Gema Calcite Azul ‘Topazio Azul Celestite ‘Turquesa Algumas das pedras do sexto chakra também agem sobre o quinto, como o Lépis-laztili e a Indicolite. Para energizar o chakra laringeo proceda exactamente como nos dois primeiros, modificando apenas a posicio do cristal, que neste caso deverd ficar paralelo ao cho, horizontalmente apontado para este foco de energia, ndo se esquecendo de o girar sempre no sentido dos ponteiras do reldgio e de visualizar a parte posterior do chakra, Os Cristais eos chaxres 2+ - OChakea Cardiaco (quarto chakra) Localiza-se no centro do peito, entre os mamilos. f associado ao timo e é nele que se concentra a energia do Amor Incondicional, a nossa fonte vital. E responsdvel também pela satide e vitalidade do corpo fisico, o coragao ¢ os pulmécs. A sua cor € 0 verde, e as pedras a ele associadas séio verdes (representando a cura ea energia vital) ou cor-de-rosa (representando o Amor). Verde Agata de Musgo Hiddenite Apatite Verde Jade (Jadefte e Nefrite) Aventurina (Qua:tzo Verde) Malaquite Apofilite Verde Peridoto Brasilianite Serpentina Calcite Verde ‘Smithsonite Verde Crisoberilo Uvarovite Cris6praso Variscite Diépsido Verdelite (Turmalina Verde) Dioptase Vesuvianite Esmeralda Rosa Calcite Rosa Quartzo Réseo Cobaltocalcite (Afrodite) __ Rodocrosite Halice Rosa Rubelite (Turmalina Rosa) Kunzite Smithsonite Rosa Morganite Verde e rosa «Jade do Transval» ‘Turmalina «Melancia» Transhicida Opala Pedra-da-Lua As pedras de cor rosa trabalham directamente com a energia do ‘Amor Incondicional e promovem tranquilidade ¢ paz a0 coraco. As verdes trabalham com alenergia da cura, da satide, da vitalidade, 8) Comino das Petrar OOO OOOO do amor fisico ¢ da prosperidade. A Turmalina «Melancia» € bas- tante especial por conter as duas cores bésicas deste chakra, represen- tando-o fa sua totalidade. 4 © chakra catdiaco € especialmente importante for ser 0 ponto central do nosso corpo, separando (¢ unindo) os chakras superiores (quinto,sexto e sétimo), que regem a espiritualidade, dos inferiores (primeiro, segundo e terceiro), que regem o fisico Para lhe dar energia ¢ 0 activar, proceda como das vezes anterio- tes, mantendo o cristal paralelo ao cho, na posigéo horizontal, com a ponta direccionada ao quarto chakra, e visualize também um raio de luz branca saindo de dentro do seu foco de energia, encontrando- -se € unindo-se ao feixe de luz que sai pela ponta do cristal. €- O Chakra do Plexo Solar (terceiro chakra) Este chakra localiza-se entre quatro a seis centimetros acima do umbigo. Controla toda a nossa energia emocional e é fortemente ligado ao Ego individual. Fisicamente rege o aparelho digestivo. Néo € por coincidéncia que problemas emocionais sempre causam pro- blemas digestivos. A emocao e a digestao estio intimamente ligadas. Accor do terceiro chakra ¢ 0 amarelo e ele associa-se directamente a0 pancreas. As pedras que af trabalham também so amarelas, destacando-se: Adamite Enxofte Ambar Pedra-do-Sol Apatite Amarela Piromorfite Calcite Amarela ‘Tempest Stone Citrina Natural ‘Topézio Imperial A energizacdo e a activagio do plexo solar sio feitas da mesma ‘maneira que as anteriores, ficando o cristal na posigio horizoneal. f- O Chakra Sexual (segundo chakra) © chakra sexual situa-se trés a quatro centimetros abaixo do umbigo, e trabalha com a energia sexual e a criatividade. ligado oO STITT ll == U8 Urinals @ us Cashaas) 25 também A produgéo da adrenalina, e ao amor do homem pela Terra e pela Natureza. Tudo 0 que criamos na nossa mente activa-se para manifestagdo através deste centro de energia. Fisicamente rege os 6rgos sexuais. A sua cor é laranja, assim como a das pedras que lhe correspondem: Andaluzite Opala de Fogo Calcite Laranja Orpimento Coral ‘Vanadnite Cornalina Walfenite Crocoita Siga o mesmo processo de energizagio e activagio dos chakras anteriores, posicionando o cristal inclinado levemente com a ponta direccionada ao segundo chakra, Ao visualizar a luz branca entrando no seu corpo através do chakra sexual, faga com que ela se espalhe em cfrculos concéntricos por toda a regifio abdominal. g- O Chakra Basico (primeiro chakra) chakra basico fica situado na direccao da base da coluna, aci- ma dos 6rgios de reprodugo, e relaciona-se com a parte inferior do corpo, os pés, o ancoramento ¢ os instintos fisicos. E através dele que colocamos os nossos pés no chao € nos relacionamos com o mundo fisico, A sua cor é 0 vermelho e as pedras que com ele se relacionam sfio vermelhas, castanhas, cinzentas, pretas ou multicoloridas. ‘Vermelho Bixbite ‘Quartz Vermetho Calcite Vermelha Realgar Cinabrio Rodonite Cuprite Rubi Espinela Ratilo Granada Talite Hematite Zincito Heliots6pio Bloodstone) Zireo Jaspe Vermelho / 30 O-Caminho das Pedras ‘Castanhe/Cinzento/Outras Cores Agata de Botswana Magnetite Galena Pedra Boji Howlite Quartzo Esfumado Jaspe Paisagem Quartzo Olho-de-faleéo Jaspe Pele de Leopardo Quartz Ollhu-de-tigre Lingam Quartzo Rutilado Madeira Petrificada Quartzo Turmalinado Magnesite Unakite Preto Crisantemo Onix Obsidiana Turmalina Preta ‘As pedras vermelhas relacionam-se directamente com o sangue € a circulagao. As pretas so de protecco contra a negatividade fodas, de quelquer cor, proporcionam ancoramento. Para activaco e energizaco, proceda como nas meditagSes an- teriores, martendo o cristal ligeiramente inclinado com a ponta direccionada ao chakra bisico. Importante: néo gire o cristal, mante- nha-o imével enquanto apontado para este foco energétice Os exerefcios de meditagio para activagio e energizagao des chakras devem ser praticados com regularidade, até que voc consiga sentir reacgGes nas reas correspondentes aos chakras. & importante anotar © que acontece durante € apés os exercicios e tentar reconhecer a sua influéncia no quotidiano. Nao espere nem procure resultados imedia- 10s, Como emttodas as coisas na vida, s6 com a prética e a regularidade nos exercicios € que se chega a reconhecer os resultados. 2.2. Os Chakras Transpessoais ‘Além dos sete chakras tradicionalmente conhecidos, existem outros cinco, que se situam dentro do nosso campo éurico, mas além dos limi- tes do corpo fisico. Esses chakras funcionam como antenas e/cu filtros, captando as energias de luz dos nossos corpos subtis e do Universo. fosigao dos chakras 32 OCaminho das Pedras - Chakra «Estrela da Terra» (oitavo chakra) Situa-se entre 15 e 30 centimetros abaixo dos pés, construindo a ponte que liga a energia do espftito com as rafzes energéticas do pla- neta. E 0 centro energético responsavel pelo nosso ancoramento, que basicamente significa estar presente no proprio corpo, ¢ pelo nosso equilibrio, Pode também ser chamado chakra do campo éurico. As pedras responsdveis pela activagao das energias deste chakra so: Hematite Realgar b- Chakra Coordenador (nono chakra) Situa-se 15 cm acima da cabega, e é responsAvel pela coordena- go do nosso corpo etéreo com 0 corpo fisico e de todos os outros chakras entre si. Este chakra reflecte-se num ponto abaixo da nuca. E também conhecido como chakra do corpo etéreo. As pedras que tra- balham a activagio e harmonizagio deste chakra so: Cristal Dow Goshenite Topazio Incolor ¢- Chakra Causal (décimo chakra) Este chakra situa-se 15 cm acima do Coordenador e faz a conexio ‘como Plano Causal, 0 plano do mental superior onde no existe causa e efeito, que pode ser considerado como a morada do nosso verda- deiro ser: Por isso mesmo, ele é também conhecide como chakra do verdadeiro ser. As pedras que activam e harmonizam este chakra sao: Cianite Lapidolite d- Chakra «Estrela da Alma» (décimo primeiro chakra) Situa-se a cerca de 15 centimetzos acima do chakra causal, ¢ atra- vés dele faz-se a conexio entre a-mente consciente ¢ os diversos aspectos da Alma, do Espirito e do Eu Superior. Funciona também. como filtro das energias luminosas do Espirito e do Universo, para que possam ser sintonizadas pelo chakra coronério. E também cha- mado chakra da Alma. As pedras que trabalham neste chakra, para o activar e harmonizar, so: Os Cristais e os Chakras 33 Apofilite Incolor Diamante Herkimer Calcite Optica ‘Tanzanite e- Chakra «Portal das Estrelas» (décimo segundo chakra) ‘O mais alto de todos os chakras, o Portal das Estrelas esté situado 15 cm acima do Estrela da Alma, e € 0 verdadeiro portal para a cone- xfo com Deus/Deusa/Tudo © Que Existe ¢ 0 Universo. As pedras que trabalham nesse chakra sao: Cristal Laser Fenacite Escolecite Selenite 2.3. O Kit Basico Para quem est a comegar a tomar conhecimento do trabalho coma energia dos cristais e pedras preciosas, € aconselh4vel iniciar com um kit bésico de 10 pedras. Essas pedras so as mais facets, no tém contra-indicago e a partir delas poder desenvolver um trabalho mais complexo. Além disso sfo fceis de encontrar € no so muito caras. ‘A primeira pedra através da qual todo o trabalho se desenvolve € um Cristal Geracor de terminacio simples, que pode servir como ins- trumento de energizacao, cura, meditag&o, protecgdo e canalizagac ‘Otamanho ideal deste cristal é de 5 a 10 centimetros de comprimento. ‘A segunda peda do kit bésico € a Turmalina Preta, Além de an- corar as energias, € fundamental como protecco contra a energia negativa. Ela forma um escudo de protecsio & volta do nosso corpo e repele qualquer ‘orma de negatividade. Pertence ao primeiro chakra (bisico) ¢ deve ser usada no lado esquerdo do corpo, que é 0 lado receptivo. Pode usé-la no bolso esquerdo, ou na mala, sempre do lado esquerdo. ‘As outras pedras pertencem uma a cada chakra, com excepgio do quarto chakra (cardfaco), que trabalha com duas. Todas elas serio estudadas em detalhe em capitulos posteriores. Para facilitar a compreensdo, veja o quadro da pagina seguinte. 0 Caminho das Pedras § gi g ; ; elae¢ |F | 2 a| Ele LNs Evite a E 2s £ q 3 a a) 8/2 oI MEDILAGOES E VIVENCIAS COM CRISTAIS. € log! e's Els apseia le ees lesa ag) 2 8 3\8 s|S Slo &/8 se we Gs de |e eB 27 ale ae eae S/S g/2 5/8 S]/2 2/8 2/2 ¢ 328 $5) § S| 83) s3)2 s)9 8/2 3/8 3g B) 4) 2 E/E) 2/2 5\'s [5 2) 8 B/E s| 8 3 g)2e]¢ 3 2\2 Aye ae ba 28) 8 e[3 2[2 2/2 ps2 5/8 a] 8 3.1. Medtagbes Simpes - Contemplagdo 2 al2 g ie A pura e simples contemplagao de um cristal ou pedra preciosa 4 al =lé g Bole pode ser uma experiéncia meditativa altamente eficaz. i le8 fle le |B g #2 ig3] lg |¢ 12 |e |S Para isso basta preparar o ambiente de maneira que se sinta con- HE |S] #18 |S |g js |e £ HE [ee HE fe |e fe |2 [8 18 fortével e protegido, visualizar a luz branca de proteccfo, usar o seu 3 Hesse [8 |S fe 3 is método preferido de relaxamento e ter nas mfios a pedra escolhida ¢ aed 215 |8 |: 8 |8 do preferido de rel pedi hid: Be [ealzdla |2,/8 [ge/8 [8 ./8 paraa meditagéo. e |es|o3/s [Sele |EE/E [eae Segure o cristal com ambas as méos, acariciando-o até sentir pas- £ |83 2 sig |£ele |23\8 gale sar afrieza inicial e natural da pedra. Sinta a sua superficie e comece a z giré-lo vagarosamente, parando um pouco em cada posigdo e obser- ds |e 2 |, |g vando as nuances de cor, luminosidade, forma, tanto na superficie como js |2 |S |s |8 le [2 |2 IE Ig intemamente, se a pedra escolhida tiver transparéncia. Repareem todos eg /2 |2 18 |8 18 [8 |& | |B os detalhes, tente sentir 0 intercambio de energia entre voct eo cristal. Depois de o observar minuciosamente, feche os olhos e permita a que lhe cheguem pensamentos, visualizagées, simbolos e sensagées. ge > Passe alguns minutos nesse procedimento. S21 e le le |g [2 |€ [8 Voltando ao plano fisico, anote tudo que foi sentido ou observa- |e |e le |8 [8 18 [8 Iz do para comparago com meditagSes futuras ou com meditagdes com 3 /€ /2 13 18 [2 le le |e . £ |S & |e |& |2 |% [a [a ‘outras pedras. 8 Importante: Quando fizer uma meditagao envolvendo qualquer E 7 ¢ g pedra dos chakras transpessoais, é necessério acrescentar sempre uma a j g i pedra de ancoramento, de preferéncia a Hematite. 38 le JE |e |8 Ja j 3 b- Energizacdo © Hermonizagéo Simulténea dos Sete Chakras 12 \2 |8 le js |£ IE |3 E Como sempre, prepare ambiente onde seré realizada a medita- SB l2 |e |}2 [5 |é@ [6 |S [2 |e Go. Tenha nas maos unfa pedra correspondente a cada chakra, obe- 36 O-Caminho das Pedras decendo as cores especificas de cada um deles. Esta meditaco tam- bém pode ser feita utilizando-se sete Cristais de Quartzo geradores, mas € nécessério que sejam mais ou menos do mesmo tamanho. Deite-see coloque cada pedra no seu chakra correspondente. No caso do chakra corondrio, pode usar a pedra no alto da testa ou no chao, com a ponta direccionada para o seu sétimo chakra. Mentalize aluz branca envolvendo todo o seu corpo e comece a relaxar usando 0 método mais eficaz para si. Ao sentit-se completamente relaxado e protegido, visualize a pedra colocada sobre o seu chakra bésico (primeiro) emitindo uma cor vermelha vibrante, girando e formando um cfrculo sobre este chakra, Respire esta cor, encha com ela as suas células. Mantenha essa visualizago por alguns instantes. Quando sentir que a energizagao esta completa visualize a pedra colocada sobre o seu chakra sexual (segundo), emitindo uma cor la- tanja vibrante, girando e formando um citculo sobre este chakra. Respire esta cor, encha com ela as suas células. Mantenha essa visualizagao por alguns instantes, em harmonia e em conjunto com a cor vermelha do primeiro chakra. Repita a mesma operacdo usando o amarelo para.o terceiro chakra, ‘verde para 0 quarto, o azul para o quinto, o indigo para 0 sexto eo violeta para o sétimo. Nao se esquega de, apés respirar a cor corres- pondente a cada chakra, fazer a visualizagao deste mesmo chakra gi- rando em harmonia e sincronismo com os anteriores. ‘Ao visualizar os chakras, lembre-se sempre de imaginé-los tam- bém na parte de tras do corpo. Para finalizar, visualize os sete chakras girando em harmonia e sincronia, cada um com a sua cor correspondente. Ao terminar, anote sensagbes, impressdes ¢ visualizagée cc - Energizacdo e Harmonizacdo Individual dos Chakras Para energizar e harmonizar cada chakra individualmente, pode- mos simplesmente usar 0 método anterior trabalhando somente num chakra, ou trabalhar com um Cristal de Quartzo Gerador de termi- nagdo Gnica, conforme explicado no Capitulo 2 (Pagina 25). Meditagdes e Vivéncias com Cristais 37 3.2. Meditag6es Induzidas ou Orientadas a Instrugées ‘As meditagdes que se seguem devem ser feitas em ambiente de total recothimento, sem ruidos externos ou interrupgées, e devida- mente preparado. Como demoram entre 20 a 30 minutos cada uma, vacé deve pro- curar uma posigo confortavel, sentado numa cadeira de espaldar recto, ou na posi¢ao de I6tus, ou deitado (se consegue entrar em relaxamento deitado sem adormecer). Em meditag6es induzidas deve seguir as orientagSes dadas por alguém com voz suave e tranquila, com miisica suave de fundo. As meditagSes apresentadas aqui podem ser feitas também em grupo ¢ neste caso aconselhamos a presenga de um Cristal Catedral na sala onde o grupo vai meditar. Ao terminar cada meditagio, tome nota das sensac6es, visuali- zagées e simbologias particulares. b - Viagem dentro do Cristal (Encontrando o Eu Superior) Prepare o ambiente, escolha a posigéo mais confortivel e segure numa das maos um Cristal Gerador. Se quiser, pode ter a seu lado uma Ametista ou qualquer pedra violeta do sétimo chakra. Coloque a cassete com misica suave, mentalize a luz branca cer- cando todo o seu corpo, e respire nesta luz. Comece a mentalizar uma energia relaxante subindo em espiral a partir dos seus pés, chegando aos tornozelos, pernas, joelhos (rela- xando cada miisculo, cada célula), coxas, quadris, abdémen, costas, peito, ombros, bragos, méos, pescogo, nuca, couro cabeludo e face, terminando nos olhos. Completado o relaxamento, faca uma contagem decrescente de sete a um, e a cada ntimero va penetrando mais e mais profunda- mente dentro do seu mundo interior, mentalizando e visualizando 0 seu cristal aumentando de tamanho. Na contagem de — um, o cris- tal deverd estar do tamanho de uma montanha. Vocé estar no sopé deste enorme cristal, desta montanha de luz em forma fisica. Toque no cristal, sinta a sua textura, e procure uma 30 OCaminno was rearas fenda por onde possa entrar. Entre na base do cristal ¢ explore as suas paisagens internas, as suas galerias, os seus caminhos. Af mes- mo na base pode encontrar alguns dos seus amigos invistveis, como guias, mestres, protectores, elementais. Dé asas a imaginacSo e veja quem aparece para o acompanhar nessa jornada. Abrace-os e dé- -lhes as boas-vindas. Se nao encontrar ninguém é porque precisa de fazer a jomeda sozinho. Continue a explorar o interior do cristal e v4 subindo por den- tro dele, accmpanhado desses seus amigos. Outros mais podem apa- recer no carsinho. Veja as formas internas do cristal, os arco-fis, as cascatas de luz, as florestas cristalinas. Continue a subir até ao pon- to em que as faces do cristal comecam a inclinar-se para formar a ponta. Chegando a este ponto, encontrar um majestoso portal cristali- no e, a guardar este portal, um ancifio de barbas ¢ cabelos brancos, vestido com um manto branco. Ole bem nos olhos do ancido e sin- ta.a energia do Amor Incondicional mais puro a partir do seu olhar. Receba Amor. Abra 0 seu chakra cardiaco e deixe sait em direccao ao ancido a energia do seu Amor mais puro. Dé Amor. Faca uma saudacdo reverencial e pega permissio para atravessar o portal. ‘Veja agora 0 portal a abrir-se. Vocé passa sozinho, os seus amigos ficam do lado de fora, & espera. Imediatamente apés atravessar o portal, vocé encontra-se den- tro de uma imensa bolha de luz, que representa a totalidade infinita do seu set. Vacé flutua tranquilamente dentro da bolha de luz, sen- tindo-se absolutamente seguro, calmo, leve, cheio de amor e ener- gia. Percebe que se pode fundir com a luz e que, a um simples comando mental, pode estar em qualquer lugar dentro desta bolha. Tome alguns instantes para desfrutar desta maravilhosa sensacao de flutuagéo. Faga agora um comando mental para estar no ponto central da bolha de luz. Imediatamente vocé jé est no centro, onde encontra- 6 a forma personificada do seu Eu Superior. (Ele pode aparecer soba forma de um sfmbolo, ou uma luz diferente, e depois tomar a forma personificada.) Abrace-o, sinta a sua energia, toque-lhe, deixe que Moding 3 Cine as on Costs OL ele Ihe toque e acaricie. Aproveite bastante este momento, este grande encontro, e sinta a sua totalidade ao unir-se com o seu Eu Superion Agora converse com Ele. Deixe que Ele se pronuncie dizendo «Eu amo-te», e diga o mesmo para Ele. Receba e dé Amor. E, em comu- nho com o seu Eu Superior, seja Amor. Ouca a sua mensagem e expresse os séus sentimentos falando daquilo que acreditar ser necessério. Viva intensamente estes mo- mentos e abra totalmente o seu coragao. E importante que nesta conversa voc® dé aos seus sucessos, alegrias e vit6rias pelo menos 0 mesmo peso e importéncia que dé aos problemas. (Nesta parte da meditagio‘o orientador deveré ficar alguns minutos em siléncio para permitit, sem interferéncias, o contacto com o Eu Superior) Termi- nada a conversa, Ele vai dar-lhe um presente, uma caixa embrulhada em papel de luz brilhante. Abra esta caixa e veja qual é 0 seu presen- te (pode ser um objecto, um simbolo, uma flor, uma pedra, uma pala- vra ou simplesmente luz). Agradeca, abrace-o novamente com a certeza de que Ele estar4 sempre ali, em con:acto e ligacdo directa consigo. Despega-se e comande a sua mente para voltar ao portal. Saindo pelo portal, encontra novamente 0 ancio € os seus ami- gos que o aguardavam. Agradeca ao ancio por esta magnifica opor- tunidade, abrace-o e, reunindo-se com os seus amigos invisiveis, comece a descer pelo interior do cristal, pelo mesmo caminho por onde subiu. Repare se hé alguma diferenca na paisagem. V4 descen- do calmamente, sentindo paz, alegria, seguranca e comunhao coma energia do Amor. Os seus amigos vao ficando onde os encontrou € voce despede-se de cada um com abragos e agradecimentos. Agora cchega & base do cristal, onde se despede dos amigos que 0 acompa- nharam, e depois sai pela mesma fenda por onde entrou. Imediatamente apés a sua saida, 0 cristal comeca a diminuir de tamanho até chegar ao tamanho original do cristal que vocé esté.a segurar na sua mAo. Agradeca a este ser que permitiu esta jornada fantastica. Neste ponto conte de um a cinco, na contagem de — cinco — abra os olhos, de volta ao plano fisico, sentindo-se bem, seguro, em paz, em harmonia e cheio de energia do Amer Incondicional. 40 Ocaminno aus rédras c- A Fogueira e 0 Manto (sétimo e sexto chakras) Prepare o ambiente ¢ entre em estado de relaxamento exacta- mente como na meditagio anterior, tendo nas méos uma Ametista e um Lépis-lazuli (ou outras duas pedras de cores violeta e {ndigo). Faga a contagem de sete a um, penetrando mais profundamente no seu mundo interior, a cada ntimero, Na contagem de sete, tudo ainda esta escuro, mas voc comega a sentir os seus pés descalgos a pisar um terreno macio e agradavel. Na contagem de seis, a sua pele sente o toque macio da brisa fresca e agradével. Chegando ao cinco, comega a ouvir os sons do entardecer, péissaros, as folhas a farfalhar na brisa. Ao ntimero quatro, vocé sente 8 cheiros do bosque ao entardecer. Na contagem de trés comeca a ver 0 céu, filtrado pelas folhagens, ¢ ele adquire 0s tons lilases do entardecer. No ntimero dois, vocé ja consegue sentir todas as sensa- Ses, ¢ encontra-se a caminhar por uma trilha numa floresta. Na contagem de um, vé 0 céu totalmente violeta e lilés, tingido nestas cores magicas logo apés o pér-do-sol. Vocé continua a andar pela trilha, observando a beleza dessa hora mégica, as cores da floresta adquirindo tonalidades violetas ¢ lilases, comeg¢a a encontrar amigos invisiveis pelo caminho. Esses amigos podem ser guias, mestres, duendes, gnomos, fadas, anjos, animais, pessoas desencarnadas ou encarnadas; veja o que ou quem aparece. A medida que os seus amigos forem aparecendo, dé-Ihes as boes- -vindas e eles acompanhé-lo-4o no seu caminho. De repente, che- gam a uma clareira no meio da floresta. Do lado oposto da clareira, aparece o seu Bu Superior, que vem nna sua direcgéo, abraca-o envolve-o com a sua luz. Depois Ele pede-the que retina os seus amigos e juntos comecem a recolher ga- Ihos, ramos e folhas secas para formar uma fogueira no centro da clareira. Cada um desses galhos, ramos e folhas representard uma energia que nfo Ihe serve mais nem ao seu crescimento, € que por isso precisa de ser queimada e transmutada. Enquanto for recolhen- do os galhos, vé-se lembrando de obstaculos, bloqueios, medos, inse- gurangas, problemas de satide, e qualquer coisa que possa estar a impedir a sua felicidade, o seu equilibrio e o seu crescimento. Meditagoes e Vivéncias com Cristais 41 Formada a fogueira, vocé e os seus amigos formam um efrculo & volta dela, sentados no chao. O seu Eu Superior penetra no efrculo e acende a fogueira. As chamas que aparecem so dos mais diversos tons de violeta, desde o lilés até ao roxo-escuro. As labaredas cres- ceme comegam a consumir os galhos e ramos, queimando e transmu- tando, queimando e transmutando. © Eu Superior pede aos seus amigos que passem um a um pelo centro da fogueira, para que as chamas violetas possam queimar e transmutar todo e qualquer resfduo de negatividade que eles possam ter adquirido enquanto 0 ajudavam. Agora, o seu Eu Superior estende-the a mio a sie convida-o para entrar na fogueira. Entre, ¢ deixe que a chama violeta 0 envolva, transmutando e putificando as suas energias. Sinta essa chama agra- davel, que ndo queima nem magoa. Deixe que ela penetre nas suas células, nos seus Srgos, interna e externamente, na sua aura, nos seus corpos subtis, transmutando, energizando e purificando. ‘Sente-se agora num ponto do cfrculo, e observe que a fogueira se iminuindo e formando bra- vai apagando gradualmente, as chamas. sas violetas, que também se transmutam, e se transformam em, Ametistas, Sugilites, Fluorites, Tanzanites e outras pedras nessas to- nalidades. Neste momento, o seu Eu Superior recolhe uma dessas pedras da fogueira e dé-Iha a si, colocando-a sobre o seu chakra coronatio, no alto da cabeca. Sinta a abertura e a energizagtio do seu sétimo chakra quando ele coloca a pedra, que vai girando lentamen- te, penetrando e fundindo-se com o seu chakra. Uma intensa luz violeta comega a brilhar dentro da sua cabega e vai-se expandindo por todo 0 seu corpo fisico, transbordando depois pelos poros e pre- enchendo a sua aura e corpos subtis. Vivencie profundamente esta experiéncia, ¢ depois abra os olhos da mente. O céu agora transforma-se e vai passando das tonalidades viole- tas ¢ lilases a um azul profundo, anil, indigo. As estrelas comegam a brilhar neste infcio de noite. O seu Eu Superior aparece com um manto de veludo azul pro- fundo e coloca-o nos seus onibros. Este manto tem botdes de Azurite, Lépis-laziili, Safira, Sodalite, e'é todo bordado com essas e outras 42 Cuminno das Pearas pedras da mesma tonalidade. Ao colocar o manto, vocé comesa a perceber as auras de todos os seres que o cercam, das plantas, das pedras.¢ das arvores. Neste momento o seu Eu Superior tira um dos botdes do manto ¢ coloca a pedra sobre o seu chakra frontal, no cen- tro da testa, entre as sobrancelhas. Sinta a abertura e a energizagao do seu sexto chakra, enquanto a pedra vai girando, penetrando e fundindo-se com cle. Uma luz indigo brilhante aparece no centro da testa e comega a expandir-se por todo o seu corpo fisico, aura e cor pos subtis, trazendo a visio, a compreensio e a coordenagao dos pen- sementos. Repare em qualquer imagem ou visualizagao que possa surgir neste momento, e vivencie. Levante-se agora, agradeca ao seu Eu Superior, abragando-o, € dé as mos aos seus amigos, formando uma roda a volta da fogueira apagada, Celebre estas dadivas e sinta a sua energia fluir por todo 0 seu corpo. ‘Terminada a celebragdo, olhe para o céue vejao brilho das estre- las, da lua, das nebulosas. E uma noite clara e linda. Vocé agora despede-se do seu Eu Superior, agradecendo mais uma vez por essas dédivas ¢ volta pelormesmo caminho, pela mesma tri- lha que o trouxe até a clareira. ‘Os seus amigos acompanham-no e vio ficando nos pontos onde os encontrou. Despega-se deles, um por um, agradecendo ¢ abra- gendo-os. Va caminhando de volta, e sinta a exuberdncia dessa noite maravi- Ifiosa. Conte agora de um a cinco, abra os olhos e volte ao plane fisico trazendo todas essas sensacSes de paz, harmonia, amor e bem-estat. d- A Cascata (quinto chakra) Prepare o ambiente, cerque-se de luz branca ¢ entre em relaxa- mento. Inicie a contagem decrescente de sete a um, tendo nas mos uma Agua-marinha e um Larimar. Se preferir a posicfo horizontal (deitado), coloque as pedras no pescogo, sobre a regio do quinto chaksa. Na contagem de sete nfo visualize nada, apenas sinta os pés des- calgos em contacto com um terreno suave. No néimero seis, sinta a Mredlxacoes e Vivéncias com Cristais +43 frescura da brisa matutina, acariciando a sua pele. Ao chegar ao cin- co, ouga sons de agua a correr e veja que o caminho comega a subir. Ao contar quatro, comece a sentir os cheiros da mata e da gua, terra molhada. Na contagem de trés comece a ver 0 céu azul, claro, bonito e intenso. Voce esté a caminha:,o barulho da égua vai aumentando, @ voce sobe suavemente. No némero dois vocé ja avista uma linda cascata e sobe pela margem do rio para o cimo dela. Ao contar um, encontra-se no alto da cascata, o céu esté claro ¢ azul, o sol brilha intensamente, e vocé vislumbra Ié em baixo uma piscina de éguas transparentes e azuis, onde a cascata cai formando espuma branca. Vocé comeca a descer pelas pedras que ladetam a cascata. Chegando 14 abaixo, repare na transparéncia da piscina e veja que o fundo é formado por pedras azuis, Aguas-marinhas, Turquesas, Amazonites, Crisocolas e Celestites. Dispa-se, entre na gua ¢ sinta o seu contac- to. Entre pouco a pouco, vivenciando 0 contacto com a égua. A temperatura é ideal, e vocé sente-se absolutamente seguro e confor- tavel. Mergulhe e repare que pode até respirar na dgua. Voltando & tona, percebe que existe uma plataforma formada pelas pedras da cascata, por tras da cortina de égua. Nesta plataforma, o seu Eu Su- perior est & sua espera. Ele abraga-o e envolve-o com a sua luz. ‘Agora, pede-lhe que fique debaixo do jacto de 4gua formado pela cascata, Deixe que a dgua caia sobre a sua cabega, 0 seu pescogo todo o seu corpo. Sinta este jaczo possante de energia a banhar todas as partes do seu corpo e sinta a purificago, a limpeza total da sua aura e do seu corpo. Enquanto se purifica sob o jacto de agua, o seu Eu Superior vai até ao fundo da piscina ¢ de l4 traz uma linda brilhante Agua-marinha, que coloca no seu pescogo, sobre o quinto chakra. A pedra vai girando, abrindo o seu chakra, penetrando, fundindo-se com ele. Sinta a abertura e energizagao deste centro, através de uma luz azul brilhante que se expande por todo 0 seu corpo fisico, a sua aura e os seus corpos subtis, abrindo a sua garganta, soltando a sua voz e a sua capacidade de comunicagao. Sinta a sua verdade interior e comunique-a, verbalize-a para o seu Eu Superior. Depois, mergulhe de cabeca na piscina azul transparente e repa- re que bem no fundo, debaixo da cascata, existe um tanel submarino. 49 Danii ab ers Deste tiinel surge um golfinho que o convida a segui-lo. Vocé repara que ndosente falta de ar nem ansiedade debaixo de 4gua e comeca a nadar por este ttinel transparente e iluminado, seguindo o golfinho. © tinel termina no mar, numa enseada clara, tranquila e transpa- rente, onde centenas de golfinhos nadam, pulam, mergulham e fazem piruetas. Vocé enche-se com uma sensagao de alegria e inocéncia ¢ comega a nadar com eles, a brincar, tocando-lhes ¢ abracando-os. Sinta o contacto da sua pele com a pele macia dos golfinhos, sinta a energia da sensualidade pura e inocente. Permita-se alguns momen- tos de pura alegria e bem-estar. Vivencie, Apésalguns momentos, o golfinho-guia que o trouxe até aqui faz uma comunicagio telepética consigo, convidando-o a ir com ele até 80 fundo do mar. Mergulhe com ele e sinta o siléncio, a paz, a tran- quilidade e a beleza do fundo do mar. Repare nos corais, nos peixinhos coloridos, na areia branca e na vegetagdo ondulante. De repente chegam &s rufnas de um templo submerso, um templo da Atlantida, com colunas, paredes ¢ pilares formados por uma espécie de marmore azul-claro. £ um templo de Larimar. Percorra essas tufnas e vivencie. Pode ser que Ihe venha a lembranca uma era de harmonia e felicidade, uma meméria da Atlantida com todo 0 seu brilho, antes da destrui $40. O golfinho colhe com o seu bico um pedago de Larimar deste templo e coloca-o sobre 0 seu quinto chakra, junto da Agua-marinha colocada anteriormente pelo seu Eu Superior. Como antes, esta pedra gira, abrindo o seu chakra, penetrando e fundindo-se com ele. Receba esta energia de alegria e inocéncia, sob a forma de uma luz azul, clara © suave, que se expande a partir deste chakra por todo 0 seu corpo fisico, a sua aura e os seus ‘corpos subtis. Agora volte a tona, sentindo tum grande bem-estar e a pureza de uma crianga. Junte-se novamente aos golfinhos e brinque, celebre. Acompanhe agora o golfinho-guia de volta a piscina pelo tanel submarino. Chegando lé, agradeca-lhe e volte & tona, saindo da agua. Passe alguns instantes deitado numa das pedras ao lado da cascata, sentindo ¢ energia acariciante do sol e 0s salpicos da cascata. Quando estiver seco, vista as suas roupas, despega-se do seu Eu Superior, agradecendo-lhe, e retome o caminho de volta, subindo Meditagoes e Vivencias com Cristais. 45 pelas pedras até ao cimo da cascata e descendo a trilha que ledeta orio. Conte de uma cinco, abra os olhos, voltando ao plano fisicocom enorme bem-estar, sensa¢4o de purificago, alegria e inocéncia. Anote quaisquer observagées, sensagGes e visualizagdes. e- A Praia (quarto chakra) Como nas meditag6es anteriores, prepare o ambiente e, segu- rando ura Quartzo Réseo, use a sua técnica preferida de relaxamento, no se esquecendo de cercar-se de luz branca. Se estiver deitado, coloque o Quartzo Réseo bem no meio do peito, sobre o seu chakra cardfaco. Comece a contar de sete a um. Ao contar sete, sinta o contacto da afeia macia sob os seus pés descalgos. No seis, sinta a brisa do mar na sua pele ¢ nos seus cabe- los. Chegando ao cinco, va mais fundo, e comece a ouvir o barulho das ondas ao longe. Ao contar quatro, sinta o cheiro do mar, da Agua salgada, e v4 penetrando mais profundamente no seu mundo interior. Na contagem de trés, comece a ver 0 céu estrelado, ainda escuro. Continue a caminhar pela areia, agora percebendo todas estas sersagdes. Ao chegar ao dois, j4 pode ver tudo a sua volta, a areia, 0 mar ainda escuro, reflectindo o brilho das estrelas, a espuma. No ntimero um, esta de frente para o mar e vé no horizonte uma pequena linha cor-de-rosa. Esta linha vai-se expandindo, e 0 rosa vai tingindo todo 0 céu, pouco a pouco, reflectindo-se no mare na arcia. As estrelas comegam a desaparecer e a cor rosa toma conta de tudo a sua volta. Observe agora a sua direita e veja que lé de longe vem-se aproxi- mando um pequeno ser. Agora jé pode perceber que é uma crianga, € 4 medida que ela se aproxima vocé nota que ela traz uma bole nas mos. A crianga chega perto de si, mostra-lhe a bola, de Qusrtzo Réseo transparente ¢ leve, e vocé sente todo o seu ser encher-se de um grande sentimento de ternura. Vocé reconhece a crianga: é 2 sua ctianga interior, a crianga que voct foi um dia, e que vive até hoje dentro de si. Abrace-a, faga-lhie carinhos, receba-a de coragfo aberto. 46 — O-Carninho das Pedras Olhe fando nos olhos desta crianga, reconhega-se, e convide-a para se sentar na areia, 20 seu lado. ‘Converse com ela agora. Quga tudo o que ela tem a dizer, as suas queixas, os seus pediddos, deixe que ela fale. Quca primeiro, deixando que ela the revele os seus medos, as suas alegrias, as suas decepgées, as suas vontades. Agora fale com ela. Mostre que ela esté bem, segura e protegida, porque voct esté ali, em toda a grandeza do seu ser, voc’ ama-a e vai protegé-la, cuidar dela, dar-lhe sempre amor e carinho. Mostre o seu amor, abra o seu coragio, dé vazio a toda @ sta emogio. Fique agora alguns instantes em siléncio, sentindo apenas 0 amor da ctianga e pela crianga, e com ela banhando-se nessa energia rosa do amanhecer. Depois, va brincar com a crianga, pois ela necessita de diversio e brincadeiras. Corra com ela, atire égua, faca castelos na areia, jogue abola. Enquanto esto a brincar, voce repara que mais alguém esté a chegar, desta ver pelo seu lado esquerdo. Eo seu Eu Superior que se aproxima, abraga-o a si'e & crianga com carinho, ¢ 0s trés déo as miios formando um triangulo, em cujo centro estaré a bola de Quart- 20 Réseo. O seu Eu Superior apanha a bole, abre-a ao meio, e retira dois coragdezinhos transparentes de Quartzo Réseo, colocando um no seu chakra cardiaco e outro no da crianga. Sinta essa energia poderosa no centro do seu peito, a energia do ‘Amor Incondicional. Deixe que a pedra penetre bem fundo e sinta a sua vibragdo por todo o corpo. Uma luz rosa comega a brilhar nesse chakra e expande-se por todo 0 corpo fisico, aura e corpos subtis. Permita que o Amor irradie, que preencha todas as suas células, com a sua esséncia. Aprenda a amar-se. Sinta aalegria. Dé as mos agora crianga e brinque com ela. Corram pela areia, banhem-se na espuma das ondas, joguem abola, salpiquem gua um. no outro, sintam a alegria e a felicidade, com bastante intensidade, enquanto o seu Eu Superior observa satisfeito, Celebrem. No momento da celebracdo, o sol comeca a nascer, tingindo o céu eo mar com reflexos dourados, e a cor dourada mistura-se ao Medliagdes e Vivéncias com Cristais 47 rosa, reflectindo-se nas ondas, na areia, na sua pele. Sinta a energia do sol, deixe que ele o banhe com os seus primeiros raios, e continue abrincar com a crianga, acariciando-a, sentindo-a, até o sol subir eo céu ficar muito azul, assim como o mar. ‘brace novamente a sua crianga e pergunte-Ihe o que pode fazer para que ela esteja sempre contente, segura e satisfeita. Ouga aten- tamente o que ela tem para lhe dizer. Chegou a hora de se despedir, reafirmando o seu amor € 0 seu catinho pela crianga, deixando bem claro que estaré sempre ali quan- do ela precisar, e que esse encontro se repetiré sempre que necessdrio. Despeca-se agora do seu Eu Superior, agradecendo por mais esta bengdo, por mais uma oportunidade para o seu crescimento espiri- tual através do auto-conhecimento. Abrace-o com carinho, deixando que a energia do Amor flua entre vocés. ‘Acrianca e 0 Eu Superior comecam a afastar-se agora, indo cada um na direcgio de onde vieram e voce observa-os até desaparecerem. ‘Abra os bracos de frente para o mar e deixe que as vibragdes do sol e do mar completem a sua sensacao de plenitude. Retome agora o caminho de volta, saindo da praia, e tazendo consigo todo este sentimento de alegria, plenitude e amor. Conte de uma cinco, voltando ao plano fisico e trazendo para ele todas as suas sensagées. f- A Mata (quarto chakra) Prepare o ambiente. Para esta meditacdo especifica, a proximida- de de plantas é bastante benéfica. Segure ou coloque no centro do peito uma Malaquite. Use o seu método usual de relaxamento, cer- cando-se de luz branca. Inicie a contagem regressiva de sete a um, penetrando mais € mais profundamente no seu mundo interior a cada némero. Na contagem de sete, comece a sentir os seus pés descalgos a caminhar sobre um tapete macio de folhas e musgo. Ao contar seis, sinta a brisa a acariciar o seu corpo. Entre mais profundamente no seu mundo interior e, a0 niimero cinco, ouga os barulhos caracteris- ticos de uma floresta, como 6 Vento a bater nas folhas, sons de péssa- 40° O.Caminno as Pearas 108, insectos e outros animais. Ao chegar ao quatro, perceba ocheiro da mata, das plantas, da terra molhada. Na contagem de trés, pode comegar a ver a luz do sol filtrada pelas folhas das rvores. Continue a caminhar, cada vez mais fundo, e ao mimero dois, perceba toda a paisagem ao seu redor. E dia, o sol brilha, o céu esta azul, e voré esta a caminhar por uma trilha dentro de uma floresta muito densa, de vegetacao verde e exuberanre. Ao contar wm)\sinta toda a energia desta mata, as cores, os sons e os cheitos. Caminhe lentamente pela trilha, procurando perceber o que se passa ao seu redor. Veja os passaros nas drvores, as folhas, os arbustos, e pouco a Pouco outras presengas comecam a ser notadas. Sao os seus amigos invisiveis, que vao aparecendo um a um. Dé-lhes as boas-vindas, cumprimentando-os, abrace-os, converse com eles enquanto per- corre o seu caminho. Os seus amigos seguem-no e vocé vai-se sen- tindo cada vez mais forte, mais saudével e com mais energia. De repenie, encontra-se diante de uma enorme clateira circular, rodeada por grandes ¢ majestosas 4rvores e por um riacho de aguas: ctistalinas. Do lado oposto ao da sua entrada nesta clareira, est a maior de todas essas drvores, com o tronco largo e poderoso, rafzes protuberantes e folhagem rica e exuberante. Sentado o pé desta grande érvore esta um indio, de porte nobre, com o peito nu e um cordao a volta do pescogo, de onde pende uma linda e grande Malaquite, pousada no centro do seu peito. ‘Vocé aproxima-se deste indio ¢ satida-o com respeito e reverén- . Olle nos olhos dele, sinta a sua forga e a sua energia. Ele pede-lhe que se dirija ao centro da clareira e que os seus ami- gos formem um semicfrculo atras de si, sentados no chao. Alguns animais ¢ outros seres da floresta também se aproximam, ajudendoa formar 0 semicirculo. Vocé senta-se no centro e comeca a observar o indio. Ele levanta 6s bragos, com as palmas das méos para cima, e nesse momento to- das as folhas das drvores ¢ dos arbustos comegam a emitit uma forte ¢ brilhante luz verde. Esta luz comeca a dirigit-se em raios para as mios do indio, fazendo com que todo o corpo dele brilhe, acabando por formar um globo transparente de luz verde em torno dele. Pouco. i Meditagdes € Yivencias com Cratas 49 ‘a pouco, esta luz vai entrando pelas palmas das miios ¢ vei-se con- centrando na Malaquite que esta no seu peito. Quando ela estiver bem ccncentrada e brilhante estenda as mfios com as palmas viradas para oindio, e ele faré o mesmo na sua direcco. A luz verde comega a sair do centro das méos do indio, dirigindo-se para o centro das suas mios, € 0 mesmo tempo, outro jacto de luz verde sai directa- mente da Malaquite para 0 centro do seu peito, exactamente para o seu chakra cardfaco. Receba esta energia, sinta a luz preenchendo todas 2s suas células até formar um globo a sua volta. Sinta a forca que comega a emanar das palmas das suas préprias maos. Vocé esté a ser iniciado, neste momento, no poder da cura e da vitalidade. Neste exacto momento, o seu Bu Superior aparece por detras da grande drvore e posiciona-se ao lado do indio. Voe8 ento pode-se levantar e dirigit-se a eles, sob a copa frondosa da arvore secular Abrace o seu Eu Superior, reconhecendo-o e recebendo-o na sua iniciagio. Abrace agora o indio, agradecendo por esta dédiva. ‘Apés 0 abrago, o indio tira um pedago da Malaquite e entrega-o ao seu Eu Superior, que imediatamente se dirige a si colocando a pedra no seu chakra cardfaco. Deixe que esta pedra penetre profun- damente, girando e fundindo-se com o seu chakra, emitindo mais luz verde, que se expande, fazendo com que sinta a energia da vida, da satide, da abundancia, da actividade e do amor Sinta 0 seu coragoa 1m forca e vigor. Abrace novamente o seu Eu Superior e 0 Retina-se agora aos seus amigos invisiveis e celebre com eles. Cante, dance, abrace as érvores, comemore. “Terminada a celebrago, despeca-se deste lugar de forge, e come- cea voltar tranquilamente pelo mesmo caminho da vinda, sentindo- -se mais e mais possuidor de forca, satide e vitalidade. Os sexs amigos vo ficando onde os encontrou, ¢ vocé caminha de volta ao plano fisico, trazendo para ele toda a energia da mata. Conte de um a cinco, abra os olhos, ¢ volte & sua dimensfo com o poder da cura e da satide. Descanse, e depois anote todas as sensagdes, imagens, simbolos e visualizag6es. 30 O-Caminho das Pedras &- No Centro da Terra (terceivo, segundo e primeiro chakras) Esta é uma meditagao de manifestacao, ao mesmo tempo que se energizam os chakras inferiores. Para utilizat ao maximo o seu poder de manifestacdo, antes de entrar no estado meditativo, tenha j&em mente uma imagem simples ¢ exacta do que deseja manifes- tar na sua realidade, Para isso, prepare uma cena em que se veja numa situacdo centro desta realidade manifestada. Esta cena seré projectada num determinado ponto da meditagao, quando indicado. Para essa meditagao, nao € recomendada ¢ posicao horizontal. Prepare o ambiente ¢ faca o seu relaxamento preferido, tendo has méos uma Citrina (ou Topézio), uma Cornalina (ou Opala de Fogo) e um Rubi (ou Granada), sempre mentalizando a luz branca. Comece a contagem de sete a um, entrando mais profundamente no seu mundo interior a cada ntimero citado. Quando chegar ao néime- ro um, encontrar-se-d no sopé de uma grande montanha, num dia de sol brilhante. Caminhe um pouco pela base desta montanha até en- contrar uma entrada, uma abertura que vai dar a uma grande caver- na, Esta caverna é clara, iluminada, e dentro dela existem lagos, riachos, cristais, estalagmites e estalactites. Voce jé pode encontrar na caverna alguns dos seus amigos invistveis. Cada amigo deve ser devidamente reconhecido e saudado. Depois de ceminhar ¢ observar as maravilhas desta caverna, encontraré um tinel descendente. Entre nesse tinel e inicie uma caminhada tranquila e segura para baixo, em direc¢o ao centro da Terra. Observe todos os detalhes deste tiinel enquanto caminha, & medida que vai descendo, vai encontrando outros amigos. ‘Num certo ponto, comegaré a ver uma luz amarelo-alaranjada. muito ao longe, ao fim do tinel. Continue a andar em ditecgfio a essa luz, que vai crescendo e tornando-se mais brilhante. ‘Ao chegar ao final do tdnel, vai deparar com uma linda paisagem no interior da Terra: lagos, rios, mares, montanhas, florestas e um ‘magnifico Sol interno a brilhar em amarelo-dourado, com tonalida- des alaranjadas ¢ avermelhadas. Explore esta paisagem com os seus amigos, sentindo toda a sua energia e vibragio. Meditagoes e Vivencias com Cristais. $1 Agora encontrar um planalto no meio de uma das florestas. Suba com os seus amigos até ao topo. Ao chegar lé, o seu Eu Superior j4 est A sua espera. Vocé abraca-o, como sempre, e ele coloca uma Citrina amarela-brilhante no seu plexo solas, uma Cornalina laranja dois dedos abaixo do seu umbigo ¢ um Rubi vermelho-vivo e vibrante 2 altura do seu chakra bésico. Permita que as trés pedras penetrem nos seus trés chakras inferiores e que a sua energia de emocio, cria- sfo © manifestacdo se espalhe por todo 0 seu corpo fisico, aura e corpos subtis. Sinta profunda e simultaneamente essas fortes energias Percorrer as suas células, enquanto activam a luz, o calor ea pulsa- 40 € 0 movimento do seu Sol Interior, situado no plexo solar, Coloque-se de frente para o Sol Central da Terra e dé as maos ao seu Eu Superior. Nesse momento os seus amigos sentam-se & vossa volta, formando um triangulo com o vértice direccionado para c Sol Central. Visualize o Sol dourado no centro do seu corpo, na altura do plexo solar. Faga um alinhamento deste Sol Central com Sol Central da Terra. Sinta a energia a fluir entre os dois. Quando esta energia estiver muito forte, prolongue-a em linha recta até a0 Sol Central do nosso Sistema Planetario, © nosso Sol de todos os dias. Faca a energia fluir entre os dois s6is. Quando sentir que ela est4 muito forte, prolongue-a mais além ainda, até ao Grande Sol Central do Universo, o lar da energia do Amor Incondicional, de Deus/Deusa/Tudo O Que Existe. Formada a conexiio entre os qua- tro s6is, a partir do seu Sol Central, para o Sol Central da Terra, passando pelo Sol Central do nosso Sistema Planetétio até ao gran- de Sol Central do Universo;’sinta o fluxo maximo dessa energia € projecte a visualizacdo da cena qiie quer manifestar bem a frente dos seus olhos, no meio deste fluxo de energia. Mantenha essa visualizaco por alguns instantes. Manifeste. Crie. Sinta com todas as suas forgas. ‘Quando sentir que a sua visualizagao esté impressa no Universo, dé um forte abraco ao seu Eu Superior, agradecendo por mais uma oportunidade de crescimento, Agora retina os seus amigos e celebre com eles, comemore. £ importante que a comemoracio seja feita com jdbilo e intensidade por alguns instantes. 52 OCaminho das Pedras ‘Terminada a celebragfo, abra os bragos para o Sol Central da ‘Terra e receba plenamente a sua energia. Abrace mais uma vezo seu Eu Superior, despedindo-se ¢ comece a descer do planalto acompa- nhado pelos seus amigos. Ao chegar & entrada do tdnel, olhe para tras e observe mais uma vez a magnifica paisagem do centro da Ter- ra. Comece a subir de volta pelo tdnel, levemente e sem cansago, trazendo consigo toda a energia da emogao, da criacdo e da manifes- tagio através do Amor. Despega-se e agradega aos seus amigos nos locais onde encontrou cada um, e continue a subir até chegar & ca- verna onde comegava o ttinel. Observe mais uma vez todos os deta- Ihes desta caverna e despega-se dos amigos que encontrou af. Procure a abertura por onde entrou, e saia por ela encontrando 0 nosso Sol Central que brilha com fulgor sobre o seu corpo. Abra os bragos para ele e sinta a sua energia a penetrar em todas as células do seu corpo e selando definitivamente em si todos os poderes adcuiridos no cen- tro da Tetra, Agora projecte a imagem da sua manifestago na super- ficie da Terra, no plano fisico. Projecte, crie, manifeste. Vocé cria a sua realidade. Esté feito. Agradeca ao Sol e comece a voltar lentamente ao plano fisico trazendo para a terceira dimensfo todas as energias, poderes e capa- cidades adquiridas nesta viagem. Conte de uma cinco, abra os olhos lentamente, descanse e anote as suas impresses. h- Observagées sobre as Meditagées Anteriores Locais energéticos: algumas das meditagées orientadas sio ainda mais eficazes se forem realizadas em lugares correspondentes aos lo- cais que nelas s40 citados. Por isso, a meditagao da cascata ganha mais impacto se for realizada a0 pé de uma cascata; ada mata, numa clareira dentro de uma floresta densa; a da praia, & beira-mat, a0 nascer do Sol ¢ a do centro da Terra numa caverna de boa vibracao. Amigos invistveis: o aparecimento de amigos invisiveis néo é obri- gatério. Vérias pessoas no encontram amigos nestas meditagées ¢ isso quer apenas dizer que elas so capazes de realizar tudo apenas com 0 auxilio do Eu Superior. Este sim é imprescindivel. Meattagées e Yivéneias com Uristais $3 Amigos invistveis podem ser elementais (duendes, gnomes, silfos, fadas, nereidas, etc.), devas (espirivos da natureza), guias espirituais, anjos, mestres, a crianga interior, o adolescente interior, o seu Eu Futuro, o Ancio, pessoas jé falecidas ou até mesmo amigos e pessoas vivas que podem apatecer na sua meditago. Se aparecerem animais, preste bastante atencAo e repare quais so, pois, segundo os indios norte-americanos todos temos animais de poder (espiritos) que nos ajudam. E comum descobrimos os nossos animais de poder nessas meditag6es. i - Meditagao dos Chakras Transpessoais Nesta meditacdo vocé estars a lidar com energias muito subtis, e portanto € indispensfvel estar em contacto com uma pedra de ancoramento durante todo © processo. Use de preferéncia uma Hematite, que deve estar numa das mos ou sob um dos pés, dentro da meia ou do sapato. Prepare o ambiente e entre em estado de relaxamento através do seu método preferido. Inicialmente, equilibre os sete chakras do cor- po fisico, visualizando esferas coloridas em movimento giratério na posic&o de cada um deles (vermelho para o chakra bésico, laranja para o sexual, amarelo para o plexo solar, verde para 0 cardfaco, azul para © laringeo, indigo para o frontal e visleta para o coronério). Visualize agora essas sete cores a expandirem-se para fora dos seus chakras sob a forma de raios de luz que o envolvem formando um arco-fris em espiral. Dentro dessa espiral de arco-fris, sinta a integragio € o equilibrio das suas energias. Quando sentir que atingiu ésse equilftrio, comece a visualizar uma estrela brilhante luminosa, de cor vermelho-metélico, entre 20 e 30 cm abaixo dos seus pés. Coloque todo 0 foco da sud ateng’o nessa estrela, a Estrela da Terra, sentindo a sua energia, a sua luze a sua pulsagio. Vivencie a experiéncia. Visualize agora um raio de luz vermelha e dourada a ser emitido por essa estrela e ligando-o ao seu chakra bésico. Sinta a conexao com a energia da Terra. A seguit, imagine uma estrela prateade a cerca de 10 e 15 cm acima da sua cabeca, a emitir raios de luz prateada que penetram na sua cabega, através do chakra coronério, e unem todos os outros chakras, coordenando 0 seu movimento e a sua sintonia. Essa estrela prateada é o Chakra Coordenador. Vivencie a sua energia. ‘Agora visualize uma estrela azul metélica a cerca de 10 a 15 em acima do Chakra Coordenador. Assim como as anteriores, ela emite raios de luz azul metélica que se expandem e se unem as outras estre- las. E 0 Chakra Causal, através do qual pode penetrar no plano cau- sal, um aspecto do mental superior, onde nfo existe causa nem efeito, espaco nem tempo. Vivencie. ‘Acima da estrela azul, mais ou menos entre 10 ¢ 15 cm, visualize outra estrela, dourada e prateada, brilhando intensamente e expan- dindo os seus raios de luz para todos os outros chakras abaixo dela. E a Estrela da Alma, através da qual vocé entra em comunicagdo e ‘comunhio com os aspectos mais elevados do set préprio ser, da sua alma, do seu espirito, do seu Eu Superior. Vivencie. Entre 10 ¢ 15 cm acima da Estrela da Alma, imagine outra estre- la, de lus intensamente brilhante e transparente, emitindo os seus raios Iuminosos para todo 0 universo e fazendo a conexéo com a Estrela da Alma. £ 0 Portal das Estrelas, portal para o Universo ¢ para Deus/Deusa/Tudo O Que Existe, a sua conexZo com o Um eo. Todo, através do seu Eu Superior. Vivencie. Quando sentir que a vivéncia esté completa, faga a contagem de 1a 5, retornando a sua consciéncia ao plano fisico. i+ Meditagdo da Conexiio Angélica Assim como na meditagao anterior, também € necessério a utili- ragio de uma pedra de ancoramento, de preferéncia Hematite. Se desejar, coloque ao seu lado as pedras da conex4o angélica: Agata Azul Rendada, Celestite, Tanzanite e Fenacite. Coloque também algumas Angelites no ambiente, para atrair vibragdes angélicas. Prepare o ambiente e use o seu método preferido de telaxamento. Imagine am lugar seguro na natureza ou dentro de si mesmo, 0 seu lugar seguro de meditagiio. Use os cinco sentidos na imaginagao sinta as vis6es, os sons, 08 atomas, 0s gostos ¢ os toques da seguranga. Chame agora 0 seu Eu Superior, que aparece imediatamente, envol- vendo-o na sua luz € no seu amor. Com ele, vocé vai explorar as vibragoes elevadas do reino angélico. Acompanhado pelo seu Eu Superior, ditija-se As fronteiras da sua seguranga. Af encontraré um caminho, a principio envolto numa luz azul-clara muito suave. Seguindo por esse caminho, chegam ao Por- tal dos Anjinhos, uma estrutura cristalina feita de Agata Azul Ren- dada. A frente deste portal, existem anjinhos guardiées. Peca-lhes licenga e entre, sempre acompanhado pelo seu Eu Superior Vivencie a pureza, a inoc€ncia e a alegria deste lugar magico, e passe alguns ‘momentos em contacto com os anjinhos. Sinta e participe. Aprovei- te para trabalhar a sua crianga interior. “Terminada esta vivéncia, volte ao caminho com o seu Eu Superior. A luz modifica-se, adquirindo um tom azul mais brilhante e transpa- tente. Ap6s caminharem um pouco nesta luz, chegam ao Portal dos Anjos, brilhante, transparente, feito de Celestite. Peca licenga aos guardides e entre. Vivencie 0 contacto com a sua esséncia angélica, com 0 seu Anjo da Guarda e com os mais diversos anjos desta dimen- so, Aproveite esta vivéncia para pedir ajuda e obter esclarecimentos a respeito de assuntos da sua vida fisica e emocional. Sinta a beleza, a bondade, a clareza. Sinta e participe. Quando sentir que essa experiéncia se completou, volte ao cami. ho, sempre na companhia do Bu Superior. A luz agora trensforma- -se num lilés-azulado, magnifico, transparente. Apés alguns instantes de caminhada, chegam a uma estrutura etérea de Tanzanite, o Portal dos Arcanjos. Como foi feito anteriormente, pega licenga aos guardiGes e depois penetre nesta dimensfio de luz. Vivencie 0 con- tacto e a unio com esses setes de intensa irradiagdo ¢ sabedoria. Aproveite para esclarecer questées mentais e espirituais, pessando af tanto tempo quanto achar necessério. Sinta e participe. ‘Terminada esta vivéncia, retorne @ entrada do portal, ¢ agora pergunte ao seu Eu Superior se tem permissdo para prosseguir até ao préximo portal. Peca ajuda e permisséo, para que nao haja interfe- céncia do ego negativo. Se o seu Eu Superior achar que ainda néo est preparado, ele ird sozinho e vocé ficara aqui & espera, no Portal da Tanzanite. 536 O-Caminko das Pedras O caminho agora é de luz branca transparente e intensa, © 0 pré- ximo portal é 0 da Fenacite, a morada das mais altas hierarquias angélicas, os Serafins, Querubins, Potestades, Tronos, Principados e Virtudes. Nesta dimensdo da mais pura luz, nfo existe identidade nem individualidade. Vocé € 0 todo e o nada, vocé é pura luz. Se obteve permissdo, permanega apenas por alguns segundos. Saia pron- tamente e retorne ao Portal dos Arcanjos. Se ficou naquele portal ¢ © sett Eu Superior foi sozinho ao portal da Fenacite, ele agora retorna e reencontra-o. Volte agora com o seu Eu Super.or, passando pelos portais ante- riores até chegar de volta ao seu lugar seguro de meditagio. Agradeca a0 Eu Superior por mais esta vivéncia de crescimento e retorne a0 corpo fisico, contando de 1 a 5. 3.3. Vivéncias de Formagao de Campos Energéticos com Cristais No trabalho com cristais podem-se formar diversos padres ¢ confi- guragbes para estabelecer campos energéticos de forga ou de cura. Os padres mais simples so os tridngulos. Pode-se formar também uma estrela de seis pontas. No caso de duas ou mais pessoas, podem também ser usadas configurag6es triangulares ou cfrculos. O estudo de cada configuraao serd feito a seguir. a- O Triangulo do Espirito O triangulo com o vértice virado para baixo representa a nossa espiritualidade, e ao formar esta configurac&o com cristais estaremos a trazer toda a nossa forga e energia espiritual para o corpo fisico. Para realizar este trabalho, prepare o ambiente, cerque-se de luz branca e sente-se no cho, mantendo a coluna erecta, entrando em estado de relaxamento. Forme um tri@ngulo & sua volta, com trés Cristais Geradores, com as pontas viradas para tris. Coloque o cris tal correspondente ao vértice do trifngulo atras de sie os outros dois, a sua frente. No centro desse trifngulo coloque nas méos um outro Meditacdes e Vivenclas com Cristais 37 Cristal Gerador para potencializar a energia. Fique nesta posigdo entre 10 20 minutos. Sinta a energia e, finalizado o trabalho, faga as suas, anotactes. Frente Costas b- O Triangulo do Corpo O nosso corpo, a matéria, € representado pelo triangulo com o vértice voltado para cima. Formando esta configurag%o, estaremos a elevar 0 nosso corpo ao reino do espitito. Proceda exactamente como no exercicio anterior, formando © tringulo com as pontas viradas para a frente, e desta ver, 0 vértice ficaré a sua frente ¢ as outras duas pontas nas suas costas, uma de cada lado. Frente 38 Camino das Pearas c- A Estrela de Seis Pontas Esta configuragdo demonstra a unifio dos dois triangulos: 0 trian- gulo espiricual em movimento descendente e 0 material em movimento ascendente acabam por se encontrar formando a estrela de seis pon- tas, que representa a integragio do espfrito com a matéria. Apés a preparagao do ambiente ¢ o relaxamento, forme os dois tringulos & sua volta, ficando nas suas costas o vértice do primero triéngulo com a ponta virada para trés e a base do segundo tringulo ‘com dois cristais, um de cada lado, com as pontas viradas para a frente. A.sua frente, 0 vértice do segundo trifngulo com a ponta virada para a frente ¢ a base do primeiro formada por dois cristais, um de cada lado, com as pontas viradas para trés. Como das vezes anteriores, tenha ‘has suas méos um outro Cristal Gerador para potencializar a energia. Seguindo a ilustragdo, os pontos principais da configuragao sao 0 rnéimero 1 nas costas ¢ 0 ntimero 6 na frente simbolizando o ponto de equilibrio entre © espiritual (costas) € o fisico (frente). Estes dois cristais so responsaveis pelo equilibrio das vibragSes dentro do indi- viduo. Os cristais do lado esquerdo, néimeros 2 ¢ 5, relacionam-se ‘coma parte inferior do corpo (da cintura para baixo), espiritualmente efisicamente. Os cristais do lado direito, ntimeros 3 e 4, relacionam- -se com a parte superior do corpo: (da cintura para cima). O sétimo cristal, o Gerador que estéi nas suas mos, serve como receptor das energias que serdo activadas pelos outros seis, unifican- doo campo energético e permitindo que o corpo absorva as energias necesséiias. Costas Meditagdes e Vivencias com Cristais 59 d- Configuracao para Harmonizacdo entre duas Pessoas Para harmonizar a energia entre duas pessoas, resolver conflitos ou mal-entendidos, o exercicio que se segue € bastante benéfico: as duas pessoas devem sentar-se uma de frente para a outra, mantendo uma distancia aproximada de um metro. Cada uma deve colocar dois cristeis & sua frente, um A esquerda e 0 outro a direita, com as pontas direccionadas para a outra pessoa. De seguida, cada pessoa deve co- ara formar dois triangulos entrelagados. Para ral, imagine uma linha recta no ponte médio entre os dois, como se dividindo o espaco em dois campos. Cada um deve colocar o vér- tice do seu triangulo no campo energético do parceiro, formando locar um terceiro cristal assim. o entrelagamento, conforme ilustraco. Com isto, cada pessoa estard a fundir as energias da sua trindade com as da trindade da outra. Os resultados sio muito benéficos, tra- zendo cura, libertagdo e entendimento entre as duas pessoas. e- O Cireulo Havendo trés pessoas ou mais pode-se formar um circulo, que é ‘uma das configuragdes mais benéficas para o fluxo de energias. ‘As pessoas devem sentar-se formando um circulo, com as mos dadas, sempre a mao esquerda coma palma para cima (recebendo) ea direita com a palma para baixo (doando). No centro do efreulo deve set formado um triéngulo equilétero com Cristais Geradores, ou seja, a distancia entre os cristais deve ser a mesma. No centto do triangulo deveser colocado um outro Cristal Gerador, de preferéncia do tipo de base recta que possa ficar em pé, com a ponta para cima. 60 -O Laminho das Fedras Completadas as configuracées do cfrculo e do triangulo, as pes- soas devem fechar os olhos, cercar-se de luz branca, encher-se de energia,e deixar que essa energia flua pela mao direita, passando de ‘uma pessoa para outra. Quando sentirem que o fluxo energético est’ forte e perfeito, devem todas abrir os olhos e dirigir um jacto de luz branca energética directamente para o Cristal Gerador no centro do triangulo, Esta energia passard deste Gerador aos outros cristais que compéem o triangulo, ¢ deles voltaré amplificada aos participantes do circulo. 4 ODICIONARIO DOS CRISTAIS E PEDRAS PRECIOSAS sta secg&o contém uma extensa listagem de pedras, com as suas caracterfsticas propriedades fisicas, quimicas e energéticas. As informagées que aqui constam foram com- piladas a partir da literatura existente sobre 0 assunto e das expe- riéncias ¢ vivéncias em mais de 12 anos de contacto pessoal com a energia das pedras, assim como através de informagGes dadas como retorno pela experiéncia de diversos estudantes da matéria. E acon- selhavel que se facam experiéneias pessoais, confiando na propria intuigéo, e que nfo se limite a informagdo apenas ao que esté escrito. As pedras estio listadas em ordem alfabética para efeito de maior facilidade de consulta, 62 OCaminho das Pedras A ACROITE (Acroite) — Ver Turmalina (Pagina 159) ADAMINA (Adamite) — Cor: Amarelo-claro, amarelo-mel, verde-pélido,verde-amare- lado. — Transparéncia: Transparente a translticido. — Dureza de Mohs: 3,5. — Sistema cristalino: Ortorrdmbico. — Composigo quimica: Zn,(AsO,) (OH) (arsenato basico de 2inco). — Proveniéncia: Franca, EUA, México. — Chakras: Terceiro e quarto. — Corpo subril: Mental. — Caracteristicas energéticas: Ajuda a equilibrar pensamentos com sentimentos, trazendo maior forca interior para se lidar com assuntos emocionais. Auxilia no abandono de crengas antigas, dando ‘mpeto e forga & aventura para dentro do novo e da be- leza do que € desconhecido. Estimula novas experiéncias e no- vvas vis6es, ensinando a prosseguir passo a passo e habilitando a focalizagio nos detalhes que compSem o todo. Fisicamente, auxilia em caso de problemas cardiacos e pulmonares. AGATA (Agate) — Grupo Quartzos (Calcedénia) — Cor: Varidvel, em faixas ou camadas. —Transparéncia: Transléicido, opaco. — Dureza de Mohs: 6,5-7. — Sistema cristalin : Hexagonal (trigonal), agregedos micto- ctistalinos. — Composicdo qutmica: SiO, (6xido de silicio). — Proveniéncia: Brasil, Uruguai, Alemanha. — Chakras: Primeiro. (Algumas variedades de Agata, que sera descritas abaixo, pertencem a outros chakras). — Corpo subtil: Fisico. 0 Diciondrio das Cristais e Pedras Preciosas 63 — Caracteristicas energéticas: As Agatas esto ligadas energia do planeta e tém grande participac&o em fung6es de ancora- mento, protec¢ao, sorte e orfculos divinatérios. Recomenda- -se muita atengao na escolha de Agatas, porque é comum que sejam tingidas artificialmente para propésitos comerciais. Exis- tem diversas variedades de Agatas que possuem usos e fun- Goes mais especificas. Variedades de Agata — Agata Azul Rendada (Blue Lace Agate). E um tipo de Agata de cor azul-clara, que trabalha no quinto e no quarto chakras. A sua principal caracterfstica € a conexdo com a energia angélica a nfvel de inocéncia, alegria e espontaneidade. E uma das pedras mais suaves que se conhece, sendo especialmente vinculada aos anjinhos inocentes, alegres e puros. Por isso mesmo, € uma pedra que atrai particularmente as criangas, que beneficiam em larga escala da sua vibragio. Junto 20 Larimar pode ser usada para uma comunica¢ao mais intensa e fluerite com a crianga interior, amplificando a alegria e a es- pontaneidade latentes nos nossos coragbes. Ajudando a liber- tar a nossa verdade interior sem censuras ou julgamentos, a Agata Azul Rendada impede a contracgao do chakra larfngeo, que origina sempre tensdes nos ombros € no pescogo, infec- des linfaticas, dores de garganta, problemas de tirdide e do- tes de cabeca. Fisicamente, além de aliviar todos os sintomas acima, pode ser usada como auxiliar no tratamento da artrite, ¢ para fortalecer a estrutura dssea, ajudando na recuperagao em casos de fractura. £ tambémrexcelente para equilibrar os processos de desenvolvimento das unhas das mios e dos pés. coasiderada uma pedra acelerada, por ter acesso equilibrador a energia dos chakras transpessoais. — Agata de Botswana (Botswana Agate). Proveniente do Botswana, na Africa, este é um tipo de Agata opaca de cor rosa-acinzentada, apresentando circulos ou ovais esbranqui- gados. Trabalha no primeiro chakra, estimulando a atengao, 0 of U Cammnho das Pedras sentido de estar alerta, ¢ a observaco dos detalhes, para efeito de ancoramento. Auxilia 0 corpo fisico a livrar-se de toxinas ¢ tornou-se bastante popular por auxiliar os furnadores a aban- donar o vicio. — Agata Dendritica (Dendritic Agate). E uma forma de Calcedénia transparente a transiticida, contendo inclusées em forma de galhos de arvore ou em espiral, chamadas dendrites, geralmente compostas de ferro ou manganés. E também co- nhecida como «Agata Paisagem>. Ajuda a manter o centro em qualquer situacdo, ¢ a conexio com as energias da nature- za, principalmente do reino vegetal. Na antiguidade era usada para trazer abundancia nas colheitas. — Agata de Musgo (Moss Agate). £ também uma Calcedénia in- color, transhicida, com inclus6es de homeblenda verde colunas, ite semelhante ao musgo. A sua energia & ligada 2 vibragéo do quar- to chckra, € normalmente é utilizada como pedra complemen- tar no tratamento de doengas genéticas, congénitas, hereditérias ou relacionadas com bloqueios provenientes de vidas passadas. “Também pode ser usada no tratamento de infeccSes causadas por fungos e para auxiliar a eliminagio de toxinas do corpo. + Agaia Acul Rendada (Blue Las) « Agua-mar'nha AGUA-MARINHA (Aquamarine) — Grupo Berilo — Cor: Azul-claro, azul, azul-esverdeado. + Ajoite e Papagotte no Quartzo © Ametista — Transparéncia: Transparente e opaco. — Dureza de Mohs: 7,5-7. — Sistema cristalino: Hexagonal, prismas hexagonais, cristais colunares, —Composigdo quimica: Be,Al,(SiO,), (silicato de alumfnio ¢ berilo). — Proveniéncia: Brasil, Madagascar, Rissia, Austrélia, Birmania, Sri Lenka, fndia, Africa do Sul, BUA. — Chakras: Quinto. — Conpe subuil: Espiricual. — Caracteristicas energéticas: A sua energia representa a capaci- dade de verbalizagio, a expresso da verdade interior ¢ uni- + Angelite + Apofilite (ncotor« Verde) 0 Dicionério dos Cristais e Pedras Preciosas 65 versal através do poder da palavra falada. Relaciona-se tam- bém intimamente com a esséncia angélica de cada ser, traba- Ihanco a pureza, a inocéncia, a clareza de visio e a compreensio sensivel. Tem um grande efeito de equilfbrio a todos os niveis, estabilizando os corpos emocional, mental e fisico. A nivel fisico, a sua forga de purificagdo tem grande efeito em todo 0 sistema respirat6tio superior e nos 6rgaos da fala. Ajuda a com- bater congest6es ¢ infecgées da garganta, problemas de tirdide, dificuldades respirat6rias (tinite, sinusite, asma, bronquite), rouquidéo, problemas nas cordas vocais, febres e pressao alta. O seuuso é particularmente recomendado a pessoas que utili- zam muito a vor (locutores, actores, cantores, professores, 2ra- dores, ete.) + Pedra Boji AJOITE (Ajoite) — Cor: Verde-azulado. — Transparencia: Opaco. — Proveniéncia: Africa do Sul. — Chakras: Quarto, quinto. — Conpo subsil: Emocional. — Caracceristicas enengéticas: A Ajoite é um mineral verde-azulado ‘que geralmente aparece como «phantom» (incluso) em Cris- tais de Quartzo minerados na regifio de Mossina, na Africa do Sul. Como ¢ uma descoberta recentissima, as suas proprieda- des fisicas (dureza, composico quimica, sistema cristalino, etc.) ainda nao foram publicadas nos compétidios especializados. Os phantoms de Ajofte produzem uma combihagdo de energi- as do chakra cardfaco e do laringeo, facilitando a expresso dos sentimentos contidos no coracdo. A energia desses cris- tais também traz paz ao ser inteito, estimulando a compreen- sto e a total auto-aceitagao, além de estimular a criatividade € a comunicagao. Outra importante propriedade da Ajofteé a conexio, através do corago, com todos os planos angélicos, trazendo-nos a compreensio € a percepgao do «todo» e da puteza do espfrito. Pode ser usada no chakera cardiaco ou no + Charnite * Cindbrio O-Caminho das Pedras laringeo, e também auxilia na preservagao ¢ no rejuvenesci- mento a todos os niveis, estimulando um bem-estar geral, 0 bom-humor e a capacidade de ver 0 lado bom das coisas. (0 Dicionério dos Cristais e Pedras Preciosas 67 liberdade pessoal durante fases de mudangas. Dé maior flui- dez aos relacionamentos e a interacg6es, pois reforga as quali- dades do tacto e da cooperago. Tem uma fungo purificadora do corpo fisico e € especialmente recomendada para ser colo- cada em ambientes onde haja pessoas com problemas de aler- gias respiratérias, como asma e bronquite. Nesses casos, age cama piirificadara da préprio ambiente, rrazendo maior bem- estar e facilidade de respirar. ALABASTRO (Alabaster) — Cor: Branco, réseo, acastanhado. — Transparéncia: Opaco, translticido nas margens finas. — Dureza de Mohs: 2. — Composigdo quimica: CaSO,2H,O (sulfato hidratado de célcio). — Proveniéncia: Regido do Mediterraneo. — Chakras: Primeiro, terceiro. — Corpo subtil: Fisico. — Caracteristicas energéticas: Promove 0 ancoramento ¢ 0 ALEXANDRITE (Alexandrite) — Variedade do Crisoberilo —Cor: Verde @ luz do dia, vermelha com luz artificial. + Transparéncia: Transparente. — Dureza de Mohs: 8,5. centramento, ajudando a adaptagéo ao plano fisico. Pode ser usado também para aliviar tenses e stress, principalmente quando relacionados com a procura do significado da vida. Para energizar outras pedras e minerais, devem-se colocd-las sobre um pedaco de Alabastro. ALBITE (Albite) — Grupo Feldspatos — Cor: Branco, azul-pélido. — Transparéncia: Opaco. — Sistema cristalino: Triclinico. — Composicao quimica: NaAISi,O, (alumino-silicato de s6dio). — Proveniéncia: Polénia, Gré-Bretanha, Canad4, EUA, Brasil. — Chakras: Primeizo, quinto. — Corpo subtil: Fisico. — Caracteristicas energéticas: £ uma variedade dos feldspatos apresenta colorago azul muito clara ou branca. Deve set usa- da por pessoas que ajudam o desenvolvimento espiritual de outras, pois coloca limites no envolvimento emocional que ocorre nessas situagSes. Estimula a clareza do pensamento €a estabilizago da frequéncia de transmiss4o das ondas do cére- bro, Ajuda a eliminar o medo do desconhecido e da suporte & — Sistema cristalino: Ortorrombico. — Composigdo quimica: Al,BeO, (6xido de berilo e aluminio).. — Proveniéncia: Riissia, Sti Lanka, Zimbabwe, Birmania, Brasil, Madagascar, EUA. — Chakras: Sétimo, sexto, quarto. — Corpo subtil: Espiritual. — Caracteristicas energéticas: E considerada uma pedra magica, que traz sorte, fortuna e sofisticacdo. Quando usada na mao esquerda, limita e inibe energias indesejaveis, tanto de pessoas e das suas emog6es como de fontes inanimadas, como compu- tadores e microondas. Ajuda também a diminuir a intensidade de estados emocionais alterados para que se (possa agir com ‘mais neutralidade, Aumenta a habilidade de s¢ comportar de maneira elegante e refinada. Tem poder regenetativo, expan- dindo a criatividade, reforgando a auto-estima ¢ alinhando todos os corpos subtis. Fisicamente, auxilia no tratamento de quaisquer distixbios no sistema nervoso. AMAZONITE (Amazonite) — Grupo Feldspatos — Cor: Verde-azulado. — Tramsparéncia: Opaco. — Dureza de Mohs: 6-6,5. 68 O-Caminho das Pedras — Sistema cristalino: Triclinico, prismético. — Composigéo quimica: K(AISi,O,) Gilicato de aluminio e poréssio). — Proveniéncia: Brasil, Madagascar, Russia, india, EUA, Namibia. — Chakras: Quinto. — Conpo subtil: Fisico. — Caracteristicas energéticas: A principal func%o da Amazonite € activar ¢ estimular a expresso pessoal, combinando a infor- ‘macao recebida com a intuieao. Por aumentar a expressao cria- tiva, o seu uso € recomendado a quem est4 envolvido com a vida artistica. Atrai o sucesso ea sorte, ¢ traz alegria ¢ elevagao espititual. Fisicamente, funciona como relaxante muscular, descongestionante peitoral e auxilia em todas as situagdes rela- cionadas com a gravidez e o parto. Possui uma energia suave € ajuda a aliviar e acalmar a mente eo sistema nervoso através, da expressio criativa. AMBAR (Amber) — Cor: Amarelo-claro a pardo. — Transparencia: Transparente a opaco. — Dureza de Mohs: 2-2,5. — Sistema cristalino: Amorfo. — Composigdo quimica: C,H,,O (mistura de varias resinas). + Proveniéncia: Alemanha, Sicilia, Reptblica Dominicana, Birmania, Canad4, EUA. — Chakras: Terceiro, segundo. — Corpo subtil: Fisico. — Caracteristicas energéticas: O Ambar tem a propriedade de reagrupar energias dispersas, trazendo mais foco e equilfbrio a todo o sistema luminoso. Ajuda a purificar e limpar o apare- Iho digestivo e as glandulas endécrinas, além de fortalecer 0 plexo solar. Pode ser usado sobre qualquer érea do corpo que esteja em desequilibrio ou sob o efeito da dor, pois tem a pro- priedade de absorver a dor. Quando for utilizado para esse fim, € indispensavel limpé-lo na Selenite imediatamente apés 0 uso. Pode também ser usado por criangas como escudo energético 0 Diciondrio dos Cristais e Pedras Preciosas 69 de protecc&o contra a negatividade. Ajuda a ver a vida com melhor humor, a atrair amor, assegurar a fertilidade e comba- tera impoténcia AMETISTA (Amethyst) — Grupo Quartzos — Cor: Violeta, violeta-palido. — Transparéncia: Transparente. — Dureza de Mohs: 7. _— Sistema cristalino: Hexagonal (trigonal), prismas de seis faces. — Composigdo quimica: SiO, (6xido de silicio). — Proveniéncia: Brasil, Madagéscar, Uruguai, México. —Chakras: Sétimo, sexto. — Corpo subtil: Mental. — Caracteristicas energéticas: Conduz a mudanga da consciéncia de um estado desperto normal para as regides da conscienciali- zagfo alterada, acalmando temporariamente os processos de pensamento mundano para fazer com que a mente sinta mais tranquilidade. E uma pedra de grande atractivo para quem est a iniciar um aprofundamento maior da sua espiritualidade. Reflecte a energia transmutadora do raio violeta. E a pedra da meditago por exceléncia. Fisicamente, contém uma vibraco de alta densidade que é potente contra todas as formas de dor. O seu efeito calmante ajuda a eliminar a raiva, 0 medo e a ansiedade. Auxilia no tratamento de dores de cabega, enxa- quecas e ins6nias. Também pode ser usada paralgjudar a aban- donar o alcoolismo. \ AMETRINO (Ametrine) — Grupo Quartzos — Cor: Violeta com amarelo. — Transparéncia: Transparente. — Dureza de Mohs: 7. — Sistema cristalino: Hexagonal (trigonal), prismas de seis faces. — Cumposigao quimica: SiO, (Sxido de silfcio). — Proveniéncia: Brasil, Uruguai. — Chakras: Sétimo, terceiro. 0 Caminho das Pedras — Corpo subuil: Espiritual, emocional. — Caracteristicas energéticas: O Ametrino é uma combinagdo de ‘Ametista com Citrina, acumulando todas as propriedades energéticas de ambas. Além disso, 6 um forte equilibrador entre espfrito, mente e emog&o. As palavras-chave que corres- pondem & energia do Ametrino sdo equiltbrio e compaixéo, 0 verdadeiro significado do caminho do meio. £ um forte eliminador de tens6es e stress, pois a Citrina equilibra a parte emocional e a Ametista a parte mental e espiritual, Pode ser também usado para limpar e equilibrar o campo durico. ANDALUZITE (Andalusite) — Cor: Amarelo, vermelho-acastanhado. — Transparéncia: Transparente € opaco. — Dureza de Mohs: 7,5. ema cristalino: Ortorrombico. — Composigao quimica: AI(AISIO,) (silicato de aluminio). — Proveniéncia: Andaluzia Espanha). — Chakras: Segundo. — Corpo subtil: Fisico. —Caracteristicas energéticas: Estimula 0 poder da criatividade, principalmente para projectos a longo prazo, que necessitem visio, planeamento e poder de permanéncia. Ajuda a racio- nalizar com moderagao, através da observagio de todos os as- pectos de uma determinada situagao. Estimula a meméria prética e promove o ancoramento e centramento. ANGELITE (Angelite) — Cor: Azul-claro. — Transparéncia: Opaco. — Proveniéncia: Peru, Chile, Boltvia. — Chakras: Quinto, décimo. — Corpo subril: Espiritual. — Caracteristicas energéticas: A Angelite foi recentemente descoberta no Peru, na década de 1980, e por isso ainda nao existem infor- 0 Diciondrio dos Cristais e Pedras Preciosas 71 mages técnicas ¢ cientificas publicadas a seu respeito. Como indica o seu proprio nome, é uma das principais representantes da «conexio angélica», estimulando a meméria ea conexéo com, aesséncia angélica de cada ser facilitando a comunicagao com as esséncias angélicas de todo o universo. Activa e estimula 0 chakra causal (décimo), facilitando a criagdo de formas-pensa- ‘mento de paz, harmonia ¢ irmandade. Pode ser utilizada em ambientes para efeito de protecclo ¢ harmonizagao. Fisicamen- te, pode ser usada no tratamento de inflamagGes da garganta, doencas infecciosas e para evitar picadas de insectos. APATITE (Apatite) — Cor: Incolor, rosa, amarelo, verde, azul, violeta. — Transparéncia: Transparente. — Dureza de Mohs: 5. — Sistema cristalino: Hexagonal. — Composigdo quimica: Ca,(F, Cl, OH), (PO,), (fluo ow clorofos- fato de célcio). — Proveniéncia: Brasil, Birmania, Sti Lanka, India, Madagascar, EUA, México. — Chakras: Sétimo (violeta, incolor), sexto e quinto (azul), quarto (verde, rosa), terceiro (amarelo). — Corpo subtil: Mental (violeta, incolor, azul), emocional (ver- de, rosa, amarelo). — Caracterfsticas energéticas: A energia da Apatite Felaciona-se principalmente com 0 amor incondicional ¢ a aceitacao de ‘outras pessoas. E particularmente indicada no relacionamen- to com pessoas dificeis, tanto a nfvel espiritual como mental ¢ emocional. Estimula o desenvolvimento da clarividéncia e da percepcao de outras dimens6es. Tem a capacidade de disper- sar pensamentos confusos e aumenta a capacidade de outras pedras, quando usada em conjunto com elas. Fisicamente, aju- da a climinar a fome, podendo ser usada em complemento de dietas para perder peso (amarela ou verde). A Apatite Azul auxilia no tratamento de qualquer problema de visio. n 0 Caminho das Pedras APOFILITE (Apophylite) — Cor: Incolor, esverdeado, azulado. — Transparéncia: Transparente. — Dureza de Mohs: 4,5-5. — Sistema cristalino: Tetragonal. — Composigdo quémica: KCa, (Si,O,.) (OH, F)8H,0 (fluorsilicato hidratado de célcio e potssio). — Proveniéncia: india. — Chakras: Quarto, quinto, sétimo, décimo primeiro (Estrela da Alma). — Corpo subtil: Espiricual. — Caracteristicas energéticas: A Apofilite facilita » contacto com energias angélicas durante a viagem astral, promovendo uma conexai clara ¢ definida com o corpo fisico e mandando infor- mag6es para © consciente. Ajuda a manter a consciéncia durante 0 contacto e produz reflexdo para o reconhecimento © correcgio de deficiéncias. Auxilia na canalizagao, princi palmente na conexo com entes queridos que jé habitam os outros planos. Facilita a conexfo com a sabedoria interna a nivel da alma. Activa o décimo primeiro chakra (Estrela da Alma). Possui ainda uma forte energia de preservagao e reju- venescimento de células e tecidos, podendo ser sempre usada para a recuperacdo e manutengio da sadde fisica. A Apofilite Verde activa o chakra cardfaco e da maior énfase as decisoes do coragio. AVENTURINA (Aventurine) — Grupo Quartzos — Cor: Verde. — Transparéncia: Transkticido, opaco. — Dureza de Mohs: 7. — Sistema cristalino: Hexagonal (trigonal). — Composigdo quimica: SiO, (6xido de silfcio).. — Proveniéncia: Brasil, india, Russia. — Chakras: Quarto. — Corpo subsil: Emocional. O Vicwonario dos Cristais e Pedras Preciwsax 7 — Caracteristicas energéticas: Também conhecida como Quartzo Verde ou Quartzo Aventurino. Alivia o stress, restaura o equi- Iibrio emocional, promove independéncia e aguga a clareza mental. Purifica 0s corpos mental, emocional e etéteo. Ajuda allibertar ansiedade e medo. Estimula 0 tecido muscular e for- talece o sangue. Dé satide e bem-estar. Fortalece a visio, esti- mula a criatividade e a inteligéncia. Em magia, é usada para atrair sorte e dinheiro, além de satide e bem-estar. Acalma 0 coragéo quando esta confuso, neutralizando emogdes e dando equilibrio. Pode ser usada para qualquer doenga, seja mental, emocional ou fisica. Sendo da familia do Quartzo, tem uma carga dindmica que d4 o poder de dissolver pensamentos sentimentos nao saudaveis, ajudando a curar o problema fisi- co relacionado com esses pensamentos e sentimentos. AZURITE (Azurite) — Cor: Azul-escuro. — Transparéncia: Transparente e opaco. — Dureza de Mohs: 3,5-4. — Sistema cristalino: Monoelinico, cristais curtos, densos, agre- gados terrosos. — Compesigao quimica: Cu,[(OH),/(CO,);] (carbonato bésico de cobre). - — Proveniéncia: Namibia, Zaire, Marrocos, EUA; Rissia, Franga, Grécia, Italia. — Chakras: Sexto. — Corpo subtil: Mental. — Caracteristicas energéticas: Abre a visio interior, a percepeao da verdade infinita e da consciéncia césmica, Indica conscien- cializagio e sentido de responsabilidade. A sua radiante tona- lidade azul-escura vem a capacidade de deslocar pensamentos subconscientes para a mente consciente. A sua pureza limpa ‘a mente e a alma, substituindo sistemas obsoletos de crenga por verdade luminosa. Reforca a capacidade de concentra- fio, coordenaco mental, meméria e clareza de pensamentos. 4 @ Caminho das Pedras ‘Tem a capacidade de deslocar a energia curativa através de todos 08 nfveis do ser, do fisico ao mais subtil. Ajuda a dissol- ver conceitos limitados e a quebrar padres antigos de pensa- ‘mentos e crengas. Aumenta os poderes psiquicos € a percepgao dos sonhos. Auxilia na tomada de decisées, trabalhando con- za medos e fobias. Fisicamente, 6 excelente no tratamento de problemas de visio e audigfio. 0 Dicionério dos Cristais e Pedras Preciosas. 15, B BARITINA (Barite) —Cor: Incolor, castanho, vermelho, amarelo, verde, azul. — Transparéncia: Transparente. Dureza de Mohs: 3 — Sistema cristalino: Ortorr6mbico. — Composigao quimica: BaSO, (sulfato de bario) — Proveniéncia: EUA, Canadé, Alemanha, Gra-Bretanha, Réssia. — Chakras: Primeiro (castanho, vermelho), terceiro (amarelo), quarto (verde), quinto (azul), todos (incolor). — Corpo subtil: Fisico (castanho, vermelho), emocional (amarelo, verde, azul, incolor). — Caracieristicas energéticas: Ajuda a libertar emogGes e senti- ‘mentos aprisionados, trazendo uma sensagdo de bem-estar. For- talece lagos harmoniosos em relacionamentos, permitindo a percepgao dos limites entre dependéncia e irterdependéncia. “Trabalha o auto-respeito, que significa estabelecer os seus pr6- prios limites e honrar as suas emog6es. Fisicamente, é usada para estimular a viséo e acalmar o sistema nervoso. O tipo de Baritina chamado «Rosa do Deserto», por te formagao seme- Ihante a uma flor, pode ser usado para a expanséo do amor frarerno e do amor & Mae-Terra. BERILO (Beryl) (© Berilo constitui uma familia, com imensa variedade de cores. Cada vatiedade possui um nome especial e seré estudada sepa- radamente. O grupo Berilo inclui a Agua-merinha (azul, azul- clara, azul-esverdeada), a Bixbite (vermelha), Esmeralda (verde), Goshenite (incolor), Heliodoro (amarela-dourada) e Morganite (résea a violeta). BIXBITE (Bixbite) — Grupo Berilo — Cor: Vermelho-salmao. © Caminho das Pedras — Transparéncia: Transparente a opaco. — Dureza de Mohs: 7,5-8. — Sistema cristalino: Hexagonal, prismas hexagonais, cristais colunares. —Composicao quimica: Be,Al,(SiO,), (silicato de alum{nio e berilo). — Proveniéncia: EUA. — Chakras: Primeiro. — Corpo subtil: Fisico. — Caracteristicas energéticas: Activa e da energia ao chakra bési- co, elevando o nfvel de energia fisica e de poder. Ajuda a eli- minar a intolerdncia e o julgamento, facilitando a aceitag! da diferenga do outro. Traz um sentimento de confianga, co- ragem e disposigao para enfrentar o medo, principalmente o medo do desconhecido. Ancora a energia do universo no pla- no fisico. Fisicamente, trabalha a circulacdo sanguinea e pro- blemas do aparelho digestivo. Fortalece o pancreas e o figado, e ajuda a combater a diabetes. BRASILIANITE (Brazilianite) — Cor: Amarelo, amarelo-esverdeado. — Transparéncia: Transparente a opaco. — Dureza de Mohs: 5,5. — Sistema cristalino: Monoclinico, prismas curtos. —Composicao quimica: NaAl,(PO,),(OH), (fosfato basico de s6dio ¢ aluminio). — Proveniéncia: Brasil, UA. — Chakras: Quarto, terceiro. — Corpo subril: Emocional. — Caracteristicas energéticas: Ajuda a despertar sentimentos suaves € puros para harmonizar qualquer tipo de relacionamento. Equi- libra as emogGes com a energia suave do amor. Auxilia na tomada de decisées conciliat6rias e na abertura para situagées novas € diferentes. Fisicamente, age principalmente sobre o aparelho digestivo e também para aliviar os efeitos da febre e da insolaco. ODiciondirio dos Cristais e Pedras Preciosas 77 Cc CALCANTITE (Chalcanthite) —Cor: Azul-real. — Transparéncia: Teansparente. —~ Dureza de Mohs: 2,5. — Sistema cristalino: Triclinico. — Composicio quimica: Cu,SO,H,O (sulfato hidratado de cobre). — Proveniéncia: Chile, EUA. — Chakras: Sexto. — Corpo subsil: Emocional. — Caracteristicas energéticas: A Calcantite tem a propriedade de ajudar na consciercializagao de mudangas radicais de cren- as. A sua energia é como uma ponte que dé apoio e suporte 0 atravessar-se o vazio inicial que se apresenta durante uma mudanga, equilibrando as emocées para melhor aceitagio ¢ adaptagao emocional & nova situac&o. Combate os medos de mudanga. A Caleantite nao deve ser usada em elixires, por- que € altamente téxica. Além disso, dissolve-se na gua com muita facilidade, deixando uma tincura azul. CALCITE (Calcite) — Cor: Incolor, azul, rosa, verde, amarelo, dourado, laranja, ver- melho, violeta, castanho, preto. — Transparéncia: Transparente, translicido, opaco. — Dureza de Mohs: 3. — Sistema cristalino: Hexagonal (trigonal). — Composigao qutmica: CaCO, (carbonato de célcio).. — Proveniéncia: Todo 0 mundo. — Chakras: Diversos, dependendo da cor. — Corpo subtil: Mental. — Caracteristicas energéticas: E um mineral macio, que pode apre- sentar as mais diferentes variedades de formas e cores, desde o incolor transparente até ao preto. Frequentemente tem a forma 78 O.Caminho das Pedras 0 Dicionério dos Cristais e Pedras Preciosas 19 de romboedros (s6lidos de seis faces paralelas duas a duas). As — Calcite Dourada, Pode ser usada no chakra coronério e no plexo melhores Calcites para o trabalho energétice sto as rombéides, solar, integrando a nova espititualidade ao corpo fisico e &s rea- pois ligam-nos a realidades paralelas. A lic4o mais importante lidades do plano fisico. Auxilia a manter 0 equilibrio emocional de todas as Calcites ¢ a arte de ser, 0 conhecimento do nosso durante fases de transicéo, assegurando a expressdo perfeita do préprio ser em todos os aspectos e todas as dimensoes. poder pessoal ¢ aumentando a capacidade de reconhecer o que é verdadero, Fisicamente, ajuda o aparelho digestivo a manter Variedades de Calcite © equilfbrio durante fases de transic&o, e € especialmente eficaz — Calcite Incolor. Também chamada Calcite Optica, tem a pro- em problemas relacionados com a vesicula. priedade da refraccéo dupla. Pode ser usada no chakra coronério —Calcite Amarela. Também pode ser usada simultaneamente (sétimo), mas também é uma das activadoras do «Estrela da no chakra coronério e no plexo solar, unindo o que € percebi- Alma» (décimo primeiro), permitindo assim que a energia do do pelo mental superior com as frequéncias mais densas da «Divino Impessoal» se transmita identidade personalizada. Ela matéria. Quando usada no chakra coronétio, estimula a glan- também pode ser usada como elo de percepgao de realidades dula pineal, para que perspectivas de maior'grandeza sejam paralelas, tanto passadas como presentes ou futuras. Fisicamente, percebidas conscientemente, pode ser usada no sexto chakra para melhorar a visto, e é ainda — Calcite Laranja, Geralmente usada no chakra sexual (segun- tum agente de equiltbrio na assimilacdo de cilcio pelo corpo. do), transmite sensagSes de felicidade, reduz o cepticismo ¢ —Calcite Verde. E basicamente uma equilibradora da mente, tor- ajuda a aceitagio. Quando usada no plexo solar, pode tam- nando mais flexfveis os limites rigidos do intelecto. Pode ser bém ajudar a equilibrar 0 emocional. As esferas lapidadas da usada no sexto chalera para a libertagao de padrdes antigos de Calcite Laranja transmitem uma auya de felicidade ao ambi- pensamento, e no quarto chakra para fazer contacto com as ente em que se encontram. | emogées ligadas a esses padres. Auxilia nas transig6es, no desa- — Calcite Vermelha. Normalmente usada no chakra basico, pro- ego, na libertagtio de coisas antigas ¢ em processos de mudangas, duz ancoramento e equilibrio, activando a presenga da mentais, escolhas e decisdes. Fisicamente, ajuda no tratamento adrenalina espiritual no corpo fisico, o que dé origem a uma dos oss0s, ligamentos e tendées (artrite, tendinite, reumatismo) revitalizagio. Ajuda a compreender a integragao do fisico com ena cura de alergias a fumos t6xicos e produtos quimicos. o espiritual. — Calcite Azul. Equilibra 0 emocional e remove bloqueios para — Calcite Violeta (Cobaltocalcite). E uma Calcite que adquire que as emog6es possam fluir mais livremente. Reduz a intensi- a tonalidade magenta devido & presenga do cobalto. Esta te- dade de traumas relacionados com mudangss e emog6es fortes. cente descoberta no reino mineral é também chamada Tem maior efeito quando usada no quarto ouno terceiro chakra. Afrodite, em homenagem & Deusa grega do amor. Representa — Calcite Rosa. Usada no chakra cardiaco, ajuda a dissolver a verdadeira manifestag&o do amor incondicional, fundindo padrdes emocionais de medos antigos, bem como de tristeza, as energias do chakra cardiaco com o chakra sexual. A sua mégoa ¢ solidao, enquanto simultaneamente abre caminho energia estimula suavemente 0 corpo emocional e faz ren‘ para a entrada da energia do Amor Incondicional, expandin- cer sentimentos de auto-estima e merecimento. Dilui trau- do a capacidade de amar e ser amado, de dar, receber ¢ ser mas trazidos de vidas passadas associados a falta de amor, amor, ajudando a descartar crengas antigas de desmerecimento que 80 0 Caminho das Pedras obstruem o oferecimento € a aceitagéo do amor verdadeiro. ‘Ancora a energia luminosa no corpo fisico, fazendo com que este reflicta e emane a luz do amor. Associa ¢ equilibra o amor fisico com o espiritual, dando um sentido mais completo & se- xualidade. A Cobaltocalcite também é 6ptima companheira para as criangas, desenvolvendo a expressao da sua sabedoria interna e suavizando as suas emogdes. Pode ainda ser usada para uma melhor harmonia energética coma crianga interior. — Calcite Dente de Cao. £ um tipo de Calcite com terminacso bastante aguda, assemelhando-se a presas de cles ou naves espaciais. £ frequentemente amarelada, quase transparente, quase sempre apresentando terminacao dupla. Representa a nova realidade, a unido do espfrito com a matéria, finalizando © que € antigo e renovando a vida. Trabalha o potencial e as possibilidades do fucuro, bem como a coragem para a mudan- a. E usada principalmente no plexo solar, mas quando tem uma tonalidade dourada trabalha também o chakra coronério. CELESTITE (Celestite) — Cor: Azul-claro, branco-azulado, incolor — Transparéncia: Transparente. — Dureza de Mohs: 3-3,5. — Sistema cristalino: Ortorrmbico. — Composigao quimica: SrSO, (sulfato de estréncio). — Proveniéncia: BUA, Madagascar, Pol6nia, México. — Chakras: Quint, décimo (causal). — Corpo subuil: Espiritual. — Caracteristicas energéticas: Permite a conextio com a energia angélica e a inspiragiio. Activa o chakra causal, permitindo a manifestagdo de formas-pensamento de pzz ¢ de pureza. Faci- lita a paz ¢ 0 silencio da mente para que se possam ligar os planos superiores com maior integragio, ajudando a discernir se a orientagao vem realmente dos panos espirituais ou se ha interferéncia do ego. Transmite 0 verdadeito significado das comunicagées recebidas em viagens astrais ao reino angélico, (0 Dicionério dos Cristals e Pedras Preciosas 81 mantendo a mente clara ¢ receptiva através da intensa paz e seguranca que emite, Além disso, auxilia na canalizacéo fluente clara das mensagens e energias recebidas. Fisicamente, pode ser usada como substituta da Agua-marinha em qualquer pro- blema ligado aos érgaos relacionados com o chakra laringeo. ‘Auxilia na melhoria da audigio e da viséo ¢ também ajuda a equilibrar disfung6es mentais, podendo ainda ser usada para aliviar dores. CHAROITE (Charoite) — Cor: Violeta, com tragos pretos ¢ brancos. — Transparéncia: Opaco. — Composicao quimica: (KNa)5(CaBaS1)8($i,0,,);Si,0,(OHP),, HO (ilicato hidratado complexo de poréssio, s6dio, célcio, bario estréncio). — Proveniéncia: Sibéria. — Chakras: Sétimo. —Corpo subtil: Emocional. — Caractertsticas energéticas: A Charofte € outra pedra bastante nova, tendo sido descobertisna década de 1960 na regio do tio Chara, na Sibétia. O seu tom violeta intenso € permeado por tragos pretos e brancos, formando desenhos magnificos. Por possuir essas linhas pretas, tem a importante propriedade de trazer 20 compo fisico a energia mais pura da alma, rep sentada pelo violeta. Proporciona o reconhecimento dos me- dos mais profundos que se escondem no set, para que possam set resolvidos. Faz a ligago directa do Eu Superior com aener- gia do centro da Tetra, passando através de todo o corpo fist- co, Liberta de condicionamentos impingidos por religides, pela sociedade e pela propria hist6ria, mostrando que existem no- ‘vos caminhos e possibilidades para o crescimento espiritual ainda no plano fisico. Permite a projecgdo de uma aura de confianga e autoridade a todas as pessoas envolvidas com qual- quer profissAo que dissemine informagio, verdade e sabedo- tia. Transforma a negatividade e ancora a espiritualidade no 0 Caminho das Pedras fisico. Fsicamente, actua como purificadora do corpo, poden- do-ser usada para doengas mentais, como 0 autismo, € para regular a pressio e o batimento cardfaco. CIANITE (Kyanite) — Cor: Azul. — Transparéncia: Transparente a opaco- — Dureza de Mohs: 4,5-1. — Sistemacristalino: Triclinico. — Composigdo quimica: Al,SIO, (silicato de aluminio). — Proveniéncia: EUA, Brasil, Austria, Suica. — Chakras: Quinto, sexto, décimo (causal). — Corpo subtil: Espiricual. — Caracteristicas energéticas: Activa 0 chakra causal, dando acesso a0 plano causal, o plano mais elevado e subtil do que € cha- mado mente. £ no plano causal que todas as frequéncias de cenergiaespiritual se transformam em formas-pensamento, para serem depois trazidas & realidade do plano fisico. A Cianite € a ponte que une o corpo luminoso 20 corpo fisico através da mente. Pode ser também usada em meditagio para facilitar a canalizagiio e o contacto com mestres ¢ guias espirituais. ‘Lami- nas de Cianite também podem ser utilizadas para se fazerem incisdes no campo durico, atravessando camadas de formas mentais desnecessérias ¢ criando novos espagos energéticos por onde possam penetrar pensamentos de luz. Fisicamente, pode ser utilizada no tratamento de desordens musculares, glandulas adrenais, garganta e eérebro. CINABRIO (Cinnabar) — Cor: Vermelho brilhante. — Transparencia: Transparente a transiticido. — Dureza de Mohs: 2-2,5. — Sistema cristalino: Hexagonal. — Composigéo quimica: HgS (sulfureto de merctrio) — Proveniéncia: EUA, Espanha, Itélia. 0 Dicionério dos Cristais e Pedras Preciasas 83, — Chakras: Primeiro, oitavo (Estrela da‘Llerra). — Corpo subtil: Fisico. — Caracteristicas energéticas: Estimula o dinamismo, a assertivi- dade, o espfrito de aventura, o poder e a vitalidade. Ajuda a remover obstéculos e é benéfica para trazer organizagao e resul- tados em trabalhos comunitétios. Fisicamente, pode ser usada para fortalecer 0 corpo fisico e para problemas de fertilidade de peso. CITRINA (Citrine) —Cor: Amarelo-claro. — Transparéncia: Transparente. — Dureza de Mohs: 7. — Sistema cristalino: Hexagonal (trigonal), prismas de seis faces com pirdmides. — Composicdo quimica: SiO, (6xido de silicio). — Proveniéncia: EUA, Brasil, Madagascar, Espanha, Réssia, Franga, Escécia. — Chakras: Terceiro. — Corpo subtil: Emocional. — Caracteristicas energéticas: Grande equilibrador emocional, acal- mando e aliviando condig6es de distirbio. Limpa, purifica e déenergia ao plexo solar, 20 mesmo tempo que remove medos e facilita a percepgtio psfquica. Fisicamente, pode ser usado no tratamento de qualquer problema do aparelho digestivo, inclusive prisdo de ventre e diabetes. Alivia a depressao ¢ 0 stress emocional. Equilibra as emogdes para que se possa ter meior clareza de pensamento. Dé maior poder a vontade maior clareza a intengio. Através do plexo solar, alinha todos os chakras com o plano etéreo. Simboliza a luz do sol nascente, € por isso é extremamente benéfico para ser usada no inicio de um ciclo, de um projecto ou de uma nova fase. COBALTOCALCITE (Cobaltocalcite) — Ver Calcite Violera (Pagina 79) 84 0 Caminko das Pedras CORAL (Coral) — Cor: Vermelho, r6se0, branco, azul, preto, — Transparéncia: Opaco. | — Dureza de Mohs: 3-4. — Sistema cristalino: Hexagonal, microcristalino. — Composigdo quimica: CaCO, (carbonato de célcio + magnésio + matéria organica) — Proveniéncia: Mediterrneo Ocidental, Canérias, Japéo, Aus- tralia. — Chakras: Segundo. + Citrin + Cobaltocaleite — Corpo subtil: Fisico. ina Cobaltocaleit — Caracteristicas energéticas: Trata-se de uma gema orgnica, um empréstimo do reino animal ao reino mineral. A sua energia ‘est intimamente ligada com 0 conceito da nutrigéo emocio- | nal fisica. Incentiva o amor & natureza e a adaptabilidade a0 plano fisico. Aumenta a fertilidade em_ todos os sentidos. O Coral Negro age no chakra basico como curador de medo € ansiedade, principalmente na rea do instinto € da sobrevi- vencia. CORNALINA (Carnelian) — Grupo Quartzos (Calced6nia) — Cor: Laranja, vermetho-alaranjado, vermelho. * Crisocola ¢ Sitica Gema — Sistema cristalino: Hexagonal (trigonal), agregados fibrosos. — Composigdo qutmic: SiO, (Gxido de silfcio). — Proveniéncia: india, Uruguai, Brasil, Madagascar. — Chakras: Segundo. | — Corpo subril: Fisico. | — Caracteristicas energéticas: Activa a criatividade ea sexualidade, | ‘A ssua energia de fogo leva & acco € a0 movimento, ensinando a utilizar o poder pessoal no mundo fisico. Deve ser usada por pessoas com tendéncia para a passividade, a distracgfio ea | falta de concentracéio. Ancora a atencZo no momento pre- | sente para que se possa agit. Aumenta a coragem, a disposigSo, } | | — Transparéncia: Translticido, opaco. | — Dureza de Mohs: 6,5-7. I; + Cenaten + Cubwite & Malaauite Dileicae io os Shite a iC as) 38. a autoconfianga e a determinagio, inspirando sensagdes de bem-estar e de pertencer a Terra, Fisicamente, pode ser usada para qualquer distirbio dos érgdos de reprodugao, inclusive casos de infertilidade e impoténcia. Além disso, fortalece 0 corpo fisico como um todo, impedindo doengas da pele ¢ do sangue. Tem sido usada com sucesso no tratamento da anorexia nervosa e da bulimia. Para quem é muito sensivel a tempera- turas baixas, a Cornalina pode ser usada para dar sensacao de aquecimento. + Diamante Herkimer + Dioptase CRISANTEMO (Chrysanthemum Stone) — Cor: Branco sobre o preto. — Proveniéncia: China, Japao, Canada. Chakras: Primeiro, oitavo (1 — Corpo subtil: Fisico, | —Caracteristicas energéticas: Q Crisantemo € composto por | Basalto (preto) ¢ Celestite (branco). A Celestite forma sobre Estrela da Terra). 0 Basalto padrdes semelhantes a flores, que se assemelham ao crisntemo. O principal atributo desta pedra é ancorar no plano fisico o poder e a sabedoria do espirito. Representa a sintese do poder temporal com o espiritual. £ usada para proporcio- nar apoderamento com dignidadé, carécter, compaixéo ¢ for- ca espiritual. Traz confiang € positivism € une o amor ao poder da vonrade. & simbolicamente associada ao poder dos } imperadores do Japo, cujo trono se denominava edra de arrefecimento para baixat febres, curar quei- maduras, neutralizar a raiva e acalmar netvos em franja. Em combinagao com a Malaquite ¢ a Pedra da Lua, € usada no tratamento de qualquer tipo de cancro. E ainda descongestio- nante das vias nasais e alivia a tosse e a bronquite. A Crisocola cristalizada, com qualidade de gema, € chamada Silica Gema (Gem Silica), que possui todas as qualidades e propriedades da Crisocola elevadas e aceleradas a nfveis mais subtis. A Stlica Gema representa o aspecto feminino da divindade, com o poder da gestacao ¢ da criagdo. A sua energia é envolvente, pacifi- cante, harmonizadora e acariciante. Simboliza a Deusa, a beleza, oamor materno, 0 brilho de Venus. O seu azul-celeste brilhante abte o chakra frontal para a percepgdo de vibragoes mais subtis e interdimensionais, permitindo visualizagées de cores vibrantes nunca antes imaginadas. Desperta a paz inte- rior, trazendo alegtia ea certeza da luz maior, ¢ faz reconhecer © verdadeiro sentido da compaixio. Pode ser trabalhada em conjunto com o Cristal {sis, potencializando ao méximo o efeito de ambos. CRISOPRASO (Chrysoprase) — Grupo Quartzos 7 — Cor: Verde-maga. — Transparéncia: Transhticido, opaco. — Dureza de Mohs: 6,5-7 — Sistema cristalino: Hexagonal (trigonal), agregados microcrista- linos. — Composigao quimica: SiO, (6xido de silicio). — Proveniéncia: India, Brasil, Madagéscar, Rdssia, EUA, Aftica do Sul. — Chakras: Quarto. — Corpo subtil: Fisico — Caracteristicas energéticas: Trabalha essencialmente a coragem de ser, através da suavidade, da auto-aceitagao e aceitacao 8 0 Caminko das Pedras dos outros. Ajuda a integrar 0 conceito de auto-merecimento, de que basta estar vivo para merecer. Pode ser usado no traba- Iho para a transmutagéo do ego negativo, pois reduz comple xos de superioridade e inferioridade, bem como a necessidade de controlar. Fisicamente, € usado como relaxante muscular e como auxiliar no tratamento de problemes coronérios. ‘Tam- bém ajuda a assimilar a vitamina C. CROCOITE (Crocoite) — Cor: Laranja, vermelho-alaranjado. — Transparéncia: Transparente. — Dureza de Mohs: 2,5-3. — Sistema cristalino: Monoclinico. — Composicdo quimica: PbCrO, (cromato de chumbo). — Proveniéncia: Tasmania (Austrélia). — Chakras: Segundo. — Corpo subtil: Fisico. — Caractertsticas energéticas: Potencializa a energia sexual a niveis multidimensionais, aumentando o potencial de criatividade, vitalidade e cotagem. Desperta no ser a consciéncia da vida infinita, procurando uma interacg&o maior dos corpos subtis para a ctiagdo e manifestaco de novas tealidades, tanto a nivel espiritual como fisico. Dé coragem e disposigao para enfrentar o desconhecido, sem medos ou hesitag6es. Ajuda a localizar e eliminar bloqueios na sexualidade causados por traumas do passado. Fisicamente, fortalece os 6rgios de reproduc, pro- movendo vitalidade e grande fluxo de energia. Representa 0 nticleo da Terra, a energia da matéria {gnea, o magma, a forga vital, criadora e mottiz. CUPRITE (Cuprite) — Cor: Vermelho-carmim. — Transparéncia: Transparente. — Dureza de Mohs: 4,5. — Sistema cristalino: Isométrico. 0 Dicionério aos Cristais e redras Preciosas 09 — Composigdo quimica: CuO, (6xido de cobre). — Provenitncia: Zaire, Chile, Réssia, FUA — Chakras: Primeito, oitavo (Estrela da Terra). — Corpo subiil: Fisico. — Caracteristicas energéticas: Solidifica a manifestagao da nova realidade, trazendo-a ao flano fisico e ancorando-a na ‘Terra. Impregna o corpo fisico com a forga vital espiritual, o prana, agindo também sobre os corpos subtis. Ao mesmo tempo, auxi- lia na oxigenagio do sangue, fortalecendo-o e purificando-o. ‘Além disso, fortalece e reconstr6i os tecidos dos pulmées dani- ficados pela poluic&o ambiental. Devido as suas propriedades purificadoras e revitalizadoras do sangue e da energia vital, € extremamente benéfica no tratamento de doengas terminais como ocanctoe a SIDA. A Cuprite tem a capacidade de reno- var € reconstruir os sistemas circulatério e imunolégico atra- vvés da absorcao do prana e do oxiggnio. ‘Também fortalece a forca de vontade ¢ a capacidade guerreira do individuo de utar pela sua verdade. Ancora a consciéncia da responsabili- dade na criagio da realidade, dando maior potencial para © crescimento espititual e a iberdade do esptrito através do livre arbitrio. 0 Caminko das Pedras D DANBURITE (Danburite) — Cor: Incolor, amarelado, rosado. — Transparéncia: Teansparente. — Dureza de Mohs: 7-7,5. — Sisteme cristalino: Ortorrémbico. — Composigdo quimica: Ca(B,Si,O,) (borossilicato de célcio). — Proveniéncia: EUA, Madagéscar, México, Japao, Birmania. — Chakras: Sétimo. — Corpo subtil: Espiritual. —Caracteristicas energéticas: Traz a informagao do espirito a respeito da individualidade, da identidade e da autoridade (autoria). Ajuda a climinar reflexos e projecgdes, para que individuo possa perceber realmente quem ele é e fazer brilhar a sua propria luz. Trabalha a qualidade da paciéncia e da per- severanca. DIAMANTE (Diamond) —Cor: Incolor, amarelo, castanho, verde, azul, avermelhado, negro. —~ Transparéncia: Transparente. — Dureza de Mohs: 10. — Sistema cristalino: Isométrico (cttbico) — Composigto quimica: C (carbono cristalizado). -— Proveniéncia: Africa, Sibéria, india, Brasil. — Chakras: Sétimo, nono (coordenador), décimo primeiro (Estrela da Alma). — Corpo subtil: Espiritual. — Caracteristicas energéticas: Projecta luz na identificacao pessoal com oinfinito e com a parte imortal do set. Reflecte os aspec- tos divinos de vontade e poder. Trabalha o crescimento espiri- tual através da comunhio com o Eu Superior, a inocéncia, 2 pureza e a fidelidade. Promove abundancia a todos os niveis ¢ 0 Dicionério dos Cristais e Pedras Preciosas 91 autoconfianga. Tem grande efeito de cura e protecgéo a todos 5 nfveis, Fisicamente, pode ser usado no tratamento de pro- blemas do cérebro e do sistema nervoso, eliminando bloqueios no chakra coronério e na personalidade. DIAMANTE HERKIMER (Herkimer Diamond) — Grupo Quartzos — Cor: Incolor. — Transparéncia: Transpareite. — Dureza de Mohs: 7,5. — Sistema cristalino: Hexagonal (trigonal), cristais prisméticos de seis faces. : — Composigao quimica: SiO, (6xido de silfcio). — Proveniéncia: Herkimer (Estado de Nova lorque, EUA). — Chakras: Sétimo, décimo primeiro (Estrela da Alma). — Corpo subtil: Espiritual — Caracteristicas energéticas: E um tipo de Cristal de Quartzo encontrado unicamente nas minas de Herkimer. Parece um diamante devido a sua clareza excepcional, e pode substitut- lo energeticamente. Limpa os corpos subtis, equilibrando e purificando a energia dentro do corpo ¢ da mente. E 0 mais forte ele de ligagéo com o Eu Superior. Aumenta & percepgio dos sonhos e das viagens astrais, e par isso mesmo é também conhecido como «ctistal dos sonhos» | Guarda informages do espirito e amplifica formas-pensamerito positivas. Em disposi- 40 sobre 0 corpo, limpa e dissolve bloqueios em areas emocio- nalmen:e tensas ¢ congestionadas. Quando colecado entre chakras, serve para limpar as passagens para que a energia pura possa fluir entre eles, Apresenta-se geralmente com termina- cdo dupla. DIOPSIDO (Diopside) — Cor: Verde-claro, verde-escuro, verde-garrafa. — Transparéncia: Transparente, transliicido. — Dureza de Mohs: 5-6. — Sistema cristalino: Monoelinico, ctistais prisméticos. 0 Caminko das Pedras — Composigao quimica: CaMg(Si,O,) (slicato de célcio e mag- nésio).. _— Proveniéncia: Birmania, india, Madagascar, Itélia, Brasil, Africa do Sul. — Chakras: Quarto. — Corpo subtil: Fisico. — Caractertsticas energéticas: Trabalha a praticidade e a objectivi- dade aplicadas ao plano da cealidade fisica, ajudando a colocar ideias em acco. Fisicamente, equilibra a temperatura do corpo e serve como redutot de febres e de dores. Age também como ténico fortificante e ajuda a eliminar espasmos musculares. DIOPTASE (Dioptase) — Cor: Verde-esmeralda. —Transparéncia: Transparente. — Dureza de Mohs: 5 — Sistema cristalino: Hexagonal (trigonal), ctistais colunares curtos. Composigao quimica: Cu,(Si,O,,) 4,0 (silicato de cobre hidratado). — Proveniéncia: Namtbia, Za'te, BUA, Russia, China. — Chakras: Quarto. — Corpo subtl: Espiritual. — Caracteristicas energéticas: A Dioptase tem a capacidade de fazer com que 0 seu raio verde de cura penetre nos recessos mais profundos e escondidos do coragio, dissipando dores e medos entaizados e esquecidos. A sua forte energia faz com que dores emocionais, mesmo quando trazidas de vidas anteriores, sejam transformadas, e 0 coracéo se manifeste na sua totalidade, pronto para receber e emitir a energia do amor novo transfor ‘mando todo o ser. Flimina todos os sentimentos de separacio, fazendo a conexo directa do coragao com a fonte universal do amor. Usado sobre o chakra cardfaco, a Dioptase traz 0 sen- timento de uma verdadeira renovacao do coragio, dissipando todas as feridas antigas e dando animo e disposi¢ao para que toda a potencialidade do coragao rejuvenescido seja usada. 0 Diciondvio dos Cristais ¢ Pedras Preciosas 93 Fisicamente, pode ser usada para elevar a ltima poténcia a energia da auto-cura, em todo e qualquer distiitbio ou doenga. DOLOMITE (Dolomite) — Cor: Incolor, cores pastel. — Trensparéncia: Transparente. — Dureza de Mohs: 3,5-4,5. Sistema cristalino: Hexagonal (trigonal) — Camposigdo quimica: CaMg(CO,), (carbonato de calcio € magnésio) — Proveniéncia: EUA, Brasil. — Chakras: Sétimo. — Corpo subtil: Espiritual. — Caracteristicas energéticas: Conduz a energia do espfrito & mente consciente ¢ ajuda a eliminar sentimentos de tristeza, separa- ‘cho e solidao, Alinha e equilibra a energia, ¢ impede a perda energética em qualquer chakra. Fisicamente, da energia a toda aestrutura do corpo, a partir das células. A Dolomite em forma de rocha (branca, opaca), tem sido usada sob forma de pé ou comprimidos, para aumentar 0 nivel de cilcio e magnésio no corpo, fortalecendo toda a estrutura, ¢ também para equili- brat e aliviar o sistema digestivo. DRAVITE (Dravite) — Ver Turmalina (Pagina 159) 94 0 Caminko das Pedras E ENXOFRE (Sulfur) — Cor: Amarelo. — Transparéncia: Transkticido. — Dureza de Mohs: 1,5-2. Sistema cristalino: Ortorrombico. — Composigao quimica: § (enxofte). — Proveniéncia: BUA, Riissia, Bolivia, México, india, Japao. — Chakras: Terceiro. — Corpo subtil: Fisico. Caracteristicas energéticas: Trabalha no plexo solar (terceito chakra), ¢ sua principal fungdo é a de eliminagio. Por isto mesmo é muito benéfico para a parte inferior do aparelho diges- tivo, auxiliando os 6rgios de filtragem e eliminagéo (figado, rins, vesicula, baco, pancreas, bexiga ¢ intestinos). Nao deve ser colocado em 4gua, pois dissolve-se muito facilmente. Para limpé-lo energeticamente, o método mais eficaz € o da Sele- nite. Nas civilizagdes antigas era comum queimar-se 0 enxo- fre para afastar deménios e maus espfritos para proteger as habitagées contra energias negativas. Pode ser usado também para aliviar sensacdes de queimadura e problemas de pele. A sua utilizagao no plexo solar ajuda a eliminar sentimentos de raiva, depressio, irritabilidade e egoismo, e para aumentar a forga de vontade e poder de argumentagao. ESCOLECITE (Scolecite) — Cor: Incolor. — Transparéncia: Transparente. — Dureza de Mohs: 5-5,5. — Sistema cristalino: Monoclinico. — Composigdo quémica: Ca, Al,(Si,O,,) H,O (aluminossilicato de célcio hidratado). — Proveniéncia: Islandia, india, EUA. ODiciondrio dos Cristais e Pedras Preciosas 95 —Chaleras: Décimo segundo (Portal das Estrelas). — Corpo subsil: Espiritual. — Caracteristicas energéticas: Faz a conexfo com a verdadeira ale- gria, a alegria do espfrito. E indicada principalmente para as pessoas que acreditam que s6 0 softimento leva ao crescimen- to, Reflecte a luz e o brilho da alegria no talento, na imagina: Go e na criatividade. Elimina sentimentos de solidao e separacéo, trazendo a certeza de que a felicidade existe e que ela é o estado natural de ser. ESMERALDA (Emerald) — Grupo Berilo — Cor: Verde-esmeralda, verde-claro, verde-escuro. — Transparéncia: Transparente, opaco. — Dureza de Mohs: 7,5-8. — Sistema cristalino: Hexagonal, prismas de seis lados, cristais alongados, = sigtio quimica: Be,Al, (SiO), (silicato de berilo e aluminio). — Proveniéncia: Colombia, Brasil, Zimbabwe, Africa do Sul, Reissia, Zambia, Tanzania, India, Paquistéo, Austrélia, BUA, México. — Chakras: Quarto. — Corpo subtl: Espiritual — Caracteristicas energéticas: Simbolizaa energia verde da cura. Ajuda a revitalizar 0 corpo fisico, tormaliza a pressao arterial ¢ €a grande especialista das doencas do coragdo. A sua ener- gia esté relacionada com o renascimento, abundancia e matu- ridade. Na érea psicol6gica, proporciona equilibrio emocional e mental, harmonia e capacidade de expresso. Deve ser usa- da sozinha, pois a sua energia ndo se compatibiliza com a de outras pedras, com excepetio do diamante. ESPINELA (Spinel) — Cor: Vermelho, r6seo, violeta, amarelo, alaranjado, azul, verde- -escuro. — Transparéncia: Transparente, — Dureza de Mohs: 8. 0 Caminha dos Pedras — Sistema cristalino: Isométrico. — Composigdo qutmica: Mg(Al,,) (6xido de aluminio e magnésio). — Proveniéncia: Birménia, Sti Lanka, Afeganistéo, Brasil, EUA. — Chakras: Sétimo (violeta), sexto (azul-anil), quinto (azul-claro), quarto (verde-r6se0), terceiro (amarelo), primeiro (vermelho, preto). — Corpo subiil: Fisico. — Caracteristicas energéticas: A Espinela é basicamente um reno- vador de energias, cada cor diferente actuando na energia do respectivo chakra. O violeta estimula o crescimento espirituals coazul-anil aumenta os poderes psiquicos, a percepgao da intui- cdo € 0 alcance da imaginagao; 0 azul-claro faz melhorar a comunicagio; 0 r6seo amplifica o amor e a bondade, 0 verde 0 poder de cura; o amarelo estimula o poder da vontade, das escolhas e das decisdes; 0 vermelho dé forga e vitalidade e o preto, ancoramento e fundamento. ESTARLITE (Starlite) — Ver Zircao (Pagina 168) EUCLASE (Euclase} — Cor: Aaulado, verde-mar, incolor. — Transparéncia: Transparente. — Dureza de Moks: 7,5. — Sistema cristalino: Monoclinico. — Composigdo quimica: BeAl(SiO,)OH (silicato basico de berilo e aluminio). — Proveniéncia; Brasil, India, Zimbabwe, Zaire, Tanzania, Russia. Chakras: Quinto. — Corpo subtil: Mental. — Caracteristicas energéticas: Motiva a comunicagao da exce- lencia e da correcgao, estimulando o uso do tacto e da diplo- macia. E uma pedra para ser usada quando se quer dar uma boa impresséo. Estimula e d4 maior clareza e criatividade a qualquer tipo de comunicagao. Fisicamente, alivia dores e inflamag6es, (O Dicionério dos Cristais e Pedras Preciosas. 97 F FENACITE (Phenakite) —Cor: Incolor. — Transparencia: Transparente. — Dureza de Mohs: 7,5-8. — Sistema cristalino: Hexagonal, prismas curtos. — Composicdo quémica: Be,(SiO,) (silicato de berilo). — Proveniéncia: Brasil, Rassia, EUA, Madagascar, Tanznia. — Chakras: Décimo segundo (Portal das Estrelas). — Corpo subtil: Espiritual. — Caracteristicas enengéticas: Tem a capacidade de nos unis ener- gias provenientes do Sol Central do Universo, principalmente as energias angélicas. Em meditagdo com a Fenacite, passamos a compreender a multidimensionalidade do nosso ser € a unicidade com Deus/Deusa/Tudo O Que Existe ea nossa essén- cia angélica. Recomendamos bastante pratica com as pedras mais simples, como o Cristal de Quartzo, a Ametista e 0 Dia. mante Herkimer, antes de comegar a praticar meditagOes com: a Fenacite, A energia 6 muito forte-e-para que se atinjam bons resultados é necessério muita prética e conhecimento. FLUORITE (Fluorite) — Cor: Incolor, violeta, azul, verde, amarelo. — Transparéncia: Transparente, translicido. — Dureza de Mohs: 4. — Sistema cristalino: Isométrico (cébico), octaedros, cubos. — Composigdo quimica: CaF, (Aluoreto de célcio). — Proveniéncia: Brasil, México, EUA, Europa (Inglaterra, Ale- manha). — Chakras: Sétimo. — Corpo subtil: Mental. — Caracteristicas energéticas: Actua principalmente no chakra coronatio (sétimo). As variedades de outras cores actuam nos 0 Caminho das Pedras chakras correspondentes aquelas cores. £ uma pedra relativa- mente nova, que ainda estd a desenvolver o seu potencial com- pleto. E uma catalisadora de transmutagfio que pode levar & devogdo inspiracional, & verdade césmica e A sabedoria. Tem. um potencial de cura semelhante ao da Ametista. Aja em desordens mentais e no despertar espiritual. Os octaedros de vérios tons podem ser usados no terceiro olho para ajudar na meditagéo e relaxamento. Trabalha com a mente consciente ¢ € Geil para colocar pensamentos em ordem, reduzit envolvi- mento emocional em situag6es em que se quer ganhar uma perspectiva mais acurada. £ também utilizada para assimilagao mais facil de informagSes. Beneficia os dentes ¢ 03 08505, ali- viando a artrite, o reumatismé e as dores na coluna. Aumenta a intuigéo e regulariza o apetite sexual. Manifesta 0 aspecto mais alto da mente; a mente em sintonia com 0 espfrito. Faci- lita a comunicagdo interdimensional. Dicionério aos Lristais e Fedvas Preciosas 99 G GALENA (Galena) — Cor: Cinzento-chumbo, metélico. — Transparéncia: Opaco. — Dureza de Mohs: 2,5-3. — Sistema cristalino: Isométrico; cubos e octaedros. — Composicdo qutmica: PbS (sulfureto de chumbo). Proveniéncia: BUA, Austria, Alemanha, Polénia, Gra-Bretanha. — Chakras: Primeiro. ‘ — Corpo subtil: Fisico. — Caracteristicas energéticas: Proporciona ancoramento, alinha- mento ¢ centramento, encorajando a busca pela verdade. Traz harmonia, ¢ ajuda a estabelecer limites pessoais. Fisicamente, € benéfica ao sistema circulatério e ao sangue. Estimula a sadide e ocrescimento dos cabelos ¢ reduz inflamagées e erupgses da pele, Nao deve ser ingerida sob forma de elixir, devido & toxicidade do chumbo. GIPSO (Gypsum) — Ver Selenite (Pagina 151) GOSHENITE (Goshenite) — Grupo Berilo — Cor: Incolor. — Trensparéncia: Transparente. — Dureza de Mohs: 7,5-8, — Sistema cristalino: Hexagonal, prismas hexagonais, cristais colu- — Composigao quimica: Be,Al,(SiO,), (silicato de aluminio e berilo). — Proveniéncia: EUA. — Chakras: Nono (coordenador), — Corpo subtil: Eepiritual. — Caracteristicas energéticas: Activa e energiza o chakra coorde- nador (nono), mas pode ser também usado no coronétio. Ajuda acoordenar o movimento de energias entre todos os chaleras ¢ 0 Diciondrin das Cristais e Pedras Preciosas 10 100 © Caminko das Pedras ‘0s corpos subtis, trazendo um estado de plenitude e conforto. H ‘Auxilia o individuo a manter a compostura ¢ o autocontrolo através das mudangas da vida e a dirigit a energia de cada revelagio aos aspectos mais elevados do seu ser. BALITE (Halite) — Cor: Incolor, violeta, azul-anil, r6seo. — Transparéncia: Translicido. — Dureza de Mohs: 2. GRANADA (Garnet) — Variedades: Piropo, Almandina, Espessattite. — Cor: Vermelho-escuro, vermelho-acastanhado. — Sistema cristalino: Cibico. — Transparéncia: Transparente, translticido. — Composigdo quimica: NaCl (cloreto de sddio ~ sal). — Dureza de Mohs: 6,5-7,5. — Proveniéncia: Polénia, Austria, Sibéria, EUA, Gra-Bretanha, — Sisterna cristalino: Isométrico (cibico), rombododecaedro, icosi- tetraedro. — Composicdo quimica: Mg,Al,(SiO,), (silicato de aluminio e mag- nésio — Piropo); Fe, Al, (SiO,), (silicato de ferro e alumfnio — Almandina); Mn,Al, (SiO,), (silicato de alumfnio e manganés —Espessartite). —Proveniéncia: Checoslovaquia, Africa do Sul, Austrélia, Sti Lanka, Brasil, Madagascar. — Chakras: Primeiro. — Corpo subtil: Fisico. — Caracteristicas energéticas: Auxilia no ancoramento, que signi- fica estar presente no préprio corpo, € na capacidade para actuar de forma amorosa no plano fisico. Dé energia e cora- gem e ajuda a sair de condicionamentos mentais. Fisicamente, trabalha directamente com o sangue e a circulacdo. O seu uso Alemanha. — Chakras: Sétimo (incolor, violeta), sexto (azul-anil), quarto (t6seo). — Corpo subeil: Mental. — Caracteristicas energéticas: Ajuda em processes de mudangas, agindo em éreas especificas de acordo coma sua cot Mudancas nna espiritualidade so trabalhadas pela tonalidade violeta; a azul- -anil trabalha a aceitagéo de mudangas de crengas e a rosada nas emogbes. A Halite capacita 0 realinhamento dos corpos energéticos, para que todos funcionem come uma rede inte- grada. Estimula também o sentitnento da liberdade e a boa von- tade, Fisicamente, pode ser usadalpara problemas intestinais como diurético. Nao € recomendado o uso durante a gravides, nem a ingestfo sob forma de eliis, por conter elementos t6xicos. HELIODORO (Heliodor) — Grupo Berilo — Cor: Amarelo-dourado claro. — Transparéncia: Transparente. — Dureza de Mohs: 7,5-8. Sistema cristalino: Hexagonal, prismas hexagonais, cristais colunares. — Composigo quimica: Be,Al, (SiO,), (slicato de alurninio e berilo). — Proveniéncia: Brasil, Namibia, Madagascar, Rissia. — Chakras: Sétimo. — Corpo subtil: Espiritual. é recomendado durante sangramentos, hemorragias e para todas as doengas relacionadas com sangue. 0 Caminho das Pedras — Caracteristicas energéticas: O seu propésito é a conexfio com a sabedoria do Eu Superior e do espfrito. Ensina a parar de fazer © que no € necessério, filtrando as distraccdes estimulos desnecessirios. Aumenta a percepgao psiquica, o optimismo & a felicidade. Também é usado para trazer energia césmica ao corpo fisico através do chakra coronétio e para auxiliar a mente consciente a reter informagées. Como amuleto, é usado para proteger contra tempestades. HELIOTROPIO (Bloodstone) — Grupo Quartzos (Calcedénia) — Cor: Verde-escuro com pontos vermelhos. — Transparéncia: Opaco. — Dureza de Mohs: 6,5-7. — Sistema crstalino: Hexagonal (trigonal), agregados microcrista- linos. — Composigio qutmica: SiO, (6xido de silicic). — Proveniéncia: fndia, Austrélia, Brasil, China, EUA. — Chakras: Primeiro. — Corpo subtil: Fisico. — Caracteristicas energéticas: Os seus pontos vermelhos trabalham para equilibrar deficiéncias de ferro no fluxo sanguineo. Reforga € protege o sistema imunoldgico, sendo por isso recentemente muito usado no tratamento de pacientes com SIDA. Pode ser também usado em quaisquer outtos problemas do sangue e da circulagdo, Ajuda também a revigorar ¢ estimular toda a satide, a dar coragem, e a eliminar os medos e a raiva. HEMATITE (Hematite) — Cor: Cinzento-metalizado. — Transparéncia: Opaco. — Dureza de Mohs: 5,5-6,5. — Sistema cristalino: Hexagonal (trigonal). — Composicao quimica: Fe,O, (6xido de ferro). — Proveniéncia: Inglaterra, Alemanha, Suécia, Brasil, Espanha, BUA, Nova Zelandia. 0 Dicionéirio dos Cristais e Pedras Preciosas 103 — Chakras: Primeiro, oitavo (Estrela da Terra). — Corpo subtil: Mental. — Caracteristicas evievgéticas: Tem na sua esséncia a forga do ferro e anatureza etérea do oxigénio, trabalhando tanto no corpo fisico quanto no etéreo. E um mineral que trabalha a metamorfose, incorporando elementos espirituais na forma fisica. A esséncia da Hematite é de cor vermelha (quando passa por processos de polimento a agua que escorre dela sai completamente verme- Iha) e por isso tem efeito directo sobre o sangue e a sua circula- fo no corpo humano. Com o poder de fortalecer e purificar 0 sangue, 6 essencial no tratamento e prevengao de doengas como ocancro, leucemia, SIDA, anemia e diabetes. Ajuda na coagu- lagéo, cicatrizago, no controlo de perda de sangue durante cirur- gias e na purificagio da corrente sanguinea. A sua principal misséo € ancorar no corpo fisico a esséncia do espirito. A Hematite actua no chakra bésico (primeiro) e principalmen- te nooitavo chakra, 0 «Estrela da Terra», que é activado e equi- librado por ela. Desta forma, a Hematite constréi a ponte que liga a energia do espirito, que entrou através do «Estrela da Alma», com as raizes do planeta. f uma pedra que promove o total ancoramento das energias na Terra, eliminando limita- des da mente e promovenda um equilibrio entre o sistema nervoso etéreo € 0 sistema nervoso fisico. Pode também ajudar a dissolver a negatividade. Fisicamente, € ptima para ser usada contra tonturas, presstio baixa, apés intervengSes cirtingicas e anestesia, ¢ auxilia 0 sono quando usada em conjunto com a Ametista. Auxilia no tratamento de caibras e tem um grande poder de alinhar a coluna vertebral. Durante sess6es de energizacdo com cristais, devem-se sempre colocar Hematites nas méios ou pés da pessoa, para que a energia recebida possa ancorar no corpo fisico. E essencial o uso de Hematite nos pés ou méos quando se esté a trabalhar com pedras aceleradas nos chakras transpessoais. Sempre que houver uma exposi¢ao a um excesso de energia, a Hematite deve ser usada dentro dos sapa- tos, para descarregar o excesso para a Terra. 104 Caminho das Pedras 0 Dicionério dos Cristais e Pedras Preciosas US HEMIMOREITE (Hemimorphite) HIDENITE (Hiddenite) — Grupo Espodumena — Cor: Azul, azul-acinzentado, azul-esverdeado. _— Transparéncia: Transparente a opaco. — Dureza de Mohs: — Sistema cristalino: Ortorrdmbico. — Composigao quimica: Zn,{(OH),Si,0,]H,O (silicato basico de zinco hidratado). — Proveniéncia: Argélia, Italia, Grécia, México, Nambbia. — Chakras: Quarto, quinto. — Corpo subtil: Mental. — Caracteristicas energéticas: Promove a simetria entre o plano fisico e os outros mais elevados, permitindo o crescimento si- multdneo em todos os planos. Ajuda o individuo a diminuir a sua auto-centralizagdo e 0 seu egofsmo. Coloca a energia do amor 20 servigo da auto-estima e do auto-respeito, promovendo honestidade nos relacionamentos. & uma excelente auxiliar no proceso de tomada de responsabilidade, com alegria e con- fianga, pela realidade que se cria. Alivia sentimentos de raiva ¢ hostilidade, ajuda nas reconciliagSes, ¢ faz'com que uma pessoa veja e compreenda a situagio da outra em casos de discérdia. Amplifica o entusiasmo eo dinamismo, a criatividade ea alegria, contribuindo para o bem-estar da estrutura social de toda a humanidade. Em processos de crescimento espiritual, ajuda a renegar o ego negativo ea tomar consciéncia da res- ponsabilidade de criagdo da prépria realidade ¢ da evolugao pessoal e planetétia, sintonizando para isso as mais altas esfe- ras da energia angélica e extraterrestre. Fisicamente, a Hemimorfite pode ser usada para realgar o charme pessoal, ¢ ajudar no tratamento de problemas sanguineos e de composi- ‘co celular. Alivia Glceras e dores generalizadas, ¢ ¢ ainda ut lizada no tratamento de doengas genitais, principalmente a herpes. Também, actua contra o envenenamento e serve como ‘apoio a dietas e A manutengao da forma fisica. E optima para ser usada em estados de recuperagio e/ou manutencao da satide e da vitalidade. — Cor: Verde-claro. — Transparencia: Transparente. — Dureza de Mohs: 6-7. — Sistema cristalino: Monoclinic, cristais prisméticos, tabulares. — Composigdo quimica: LiAl(Si,O,) (silicato de litio e aluminio). — Proveniéncia: Brasil, Madagéscar, EUA, Birmdnia. — Chakras: Quarto. — Corpo subtil: Mental. Savacteristicas energéticas: Facilita a conexfio das energias do coragao e da mente, expandindo a cura e o amor. Permite um diagnéstico claro. Amplifica a energia curativa de outras pedras verdes, ajudando a localizar e remover bloqueios e obstéculos para a cura, Usada em ambientes, eleva as vibragdes e ajuda a dissolver a negatividade. HOWLITE (Houlite) — Cor: Branco, com veios cinzentos. — Transparéncia: Opaco. — Dureza de Mohs: 3, — Sistema cristalino: Monoclinico.. —— — Composigao quimica: Ca,B,SiO, (OH), (silico-borato hidratado de céllcio). — Proveniéncia: EUA. — Chakras: Primeiro. — Corpo subtil: Fisico. — Caracter(sticas energéticas: Ajuda 0 corpo fisico a assimilar informagées a nfvel celular. Tem a capacidade de colocar em foco ideias e pensamentos de manifestagao. Tem efeito equilibrador calmante, principalmente em casos de sobre- carga de trabalho, Trabalha a paciéncia, permitindo 0 pro- ‘gresso em etapas. Fisicamente, ajuda no tratamento dos ossos e dos dentes, equilibrando os niveis de absorgao de calcio pelo corpo. Comercialmente, € muito comum o tingimento da Howlite para imitar a Turquesa. 106 Caminko das Pedras I IDIOCRASIO (Idocrase) — Ver Vesuvianite (Pagina 165) INDICOLITE (Indicolite) — Grupo Turmalina —Cor: Azul em todos os graus. — Transparéncia: Transparente, opaca. — Dureza de Mohs: 7-7,5. — Sistema cristalino: Hexagonal (trigonal). Composig&o quimica: (NaLiCa) (Fe,,MgMnAl),Al,[(OH), (BO,),$i,0,4) (borossilicato complexo de aluminio de com- posicdo varidvel). — Proveniéncia: Brasil, Madagéscar, Sri Lanka. — Chakras: Sexto, quinto, quarto. — Corpo subtil: Mental. — Caracteristicas energéticas: Actua principalmente no chakra fron- tal (sexto), mas também pode ser usada no laringeo e no car- dfaco. No frontal, ajuda a desenvolver a capacidade de concentragio ¢ de visualizagao e traz sensages de paz a men- tes conturbadas; usada no laringeo, permite uma expressio verbal mais clara e no cardfaco, acalma um coragéo zangado ou entristecido. No entanto, a principal expresstio energética da Indicolite, como todas as outras Turmalinas, esta directa mente ligada & cura fisica ao nivel celular. Para este tipo de aplicagéo, quando usada no chakra frontal, ajuda a combater todos os tipos de problemas dos 6rgaos da visio e da audigao; no chakra laringeo € usada contra dores de garganta, proble- mas de tirdide e problemas da fala IOLITE (Iolite) — Cor: Violeta. — Transparéncia: Transparente, translécido. — Dureza de Mohs: 7-7,5. — Sistema cristalino: Ortorrémbico, prismas curtos. 0 Dieionério dos Cristais e Pedras Preciosas 107 — Composigdo quimica: Mg, Al, (AISi,O,,) (silicato de alum{nio e magnésio). — Proveniéncia: Birmania, Brasil, Sri Lanka, India, Madagascar. Chakras: Sétimo. — Corpo subtil: Espiritual Caracteristicas energéticas: Auxilia na canalizagéo, nas ceri- ‘mOnias xamAnicas de cura, nas meditagdes e nas experiéncias ‘com estados alterados de consciéncia, estimulando as vis6es ¢ colocando-as em foco. Ajuda a compreender que responsabi- lidade € a capacidade de responder ou corresponder, que res- ponsabilidade nao é sin6nimo de culpa. E especialmente forte para a abertura de portais de energia. A Iolite também é conhe- cida como Cordierita (Cordierite) 108 OCaminho das Pedros J JACINTO (Hyacinth) — Ver Zircao (Pagina 168) JADE (Jade) © termo Jade serve para designar varios tipos de pedras esverdeadas, entre as quais a Jadefte, o «Jade do Transval> ea Neffrite, que sero estudadas separadamente. «JADE DO TRANSVAL» (Transval Jade) — Grupo Granada (Grossuléria) — Cor: Esverdeado, com groselha. — Transparéncia: Transparente, transhicido. — Dureza de Mohs: 7-7,5. — Sistema cristalino: Isométrico. —Composigaio quimica: Ca,Al,(SiO,), (silicato de alumfnio clcio). — Proveniéncia: Africa do Sul. — Chakras: Quarto. — Corpo subtil: Emacional. — Caracteristicas energéticas: Trabalha a comunicacdo ¢ a unio através do coragio, incentivando a solidariedade, a irmanda- de eo espitito comunitério. Incentiva a compreensio de que a comunidade idesl é aquela em que cada individuo tem a sua propria identidade e aceita, respeita e convive com a indivi- dualidade e as diferengas dos outros. Fisicamente, é usada no tratamento dos problemas fisicos e emocionais do coragao, € na purificagao ¢ circulaco do sangue. JADEITE (Jadeite) —Cor: Verde, branco, avermethado, amarelo, pardo, violeva, negro. —Transparéncia: Opaco, transiticido. — Dureza de Mohs: 6,5-7. 0 Dicionério dos Cristais e Pedras Preciosas 109 — Sistemacristalino: Monoclinico. — Composigdo quimica: NaAAl(Si,O,) (silicato de aluminio e s6dio). — Proveniéncia: BirmAnia, China, Guatemala, Japdio, México, BUA. — Chakras: Quarto. — Corpo subtil: Emocional. — Caracteristicas energéticas: Tanto no Oriente (Japio, China, Birmania) como nas culturas pré-colombianas (maias e astecas), aJadefte era usada como pedra de cura, poder e magia. Expance, a partir do chakra cardiaco, as energias do amor e da cura, com suavidade. Age sobre o subconsciente, fazendo com que a pessoa tenha sonhos claros e elucidativos a respeito de amor e cura. E a pedra preferida de todos os terapeutas que trabalham com a medicina oriental. Fisicamente, além do seu poder geral de cura, auxilia principalmente no tratamento de males do coragio, dos rins e do baco. JASPE (Jasper) — Grupo Quartzos (Caleedénia) — Cor: Tedas as tonalidades de cor, geralmente com faixas ou manchas. . — Transparéncia: Opaco. — Dureza de Mohs: 6,5-7. — Sistemacristalino: Hexagonal (trigonal), microcristalino, agre- gado em gris. — Composicio quimica: SiO, (6xido de silfcio). — Proveniéncia: Todo o mundo. — Chakras: Primeiro. — Corpo subtil: Fisico. — Caractersticas energéticas: Existem diversas variedadles de Jaspe, apresentando varios desenhos e cores diferentes. Todas podem ser usadas como pedras de ancoramento, equilibrio, protec- fio e nutrigdo fisica. Destacam-se trés variedades com proprie- dades espectficas: Jaspe Paisagem, Jaspe Pele de Leopardo e Jaspe Vermelho. A Jaspe Paisagem (Picture Jasper) apresenta desenhos parecidos com paisagens, ¢ € usada como pedra da consciéncia planetéria. Estimula a visualizagfo criativa e 0 110 O Caminho das Pedras amore cuidados para como planeta. A Jaspe Pele de Leopardo (Leopard Skin Jasper) trabalha o aspecto feminino do sucesso, ou seja, a criatividade que leva ao sucesso. indicada para as mulheres que ocupam cargos executivos. A Jaspe ‘Vermelha (Red Jasper) trabalha a aceitagdo da propria sexualidade, por mais diferente que seja, Por isso mesmo, ¢ indicada como pedra auxiliar no eratamento da SIDA, pois uma das causas desta doenca é a autopunig&o pela nfio aceitacdo da sexualidade. 0 Dicionério dos Cristais e Pedras Preciosas 141 K KUNZITE (Kunzite) — Grupo Espodumena — Cor: Réseo, réseo-violeta, violeta-claro. — Transparéncia: Transparente. — Dureza de Mohs: 6-7. — Sistema cristalino: Monoclinico, cristais prisméticos, tabulares. — Composigado quimica: LiAU(Si,O,) (silicato de Iftio e alumfnio). — Proveniéncia: Madagascar, Brasil, EUA, Birmania. —Chakras: Quarto. — Corpo subtil: Emocional. — Caractertstcas energéticas: Expande a energia amorosa do chakra cardfaco para os outros chakras. E uma pedra 6ptima para se usar junto ao coragéo. Manifesta o estado maduro do cora- Gao: aberto, desobstruido, seguro, forte, vibrante, radiante, equilibrado ¢ amoroso. Une as pessoas & propria fonte infinita do amor. O seu objective é preparar o amor-préprio interno: para que se expresse terete ‘Tem habilidade para criar equilfbrio entre a mente e o koracdo. Também é uma poderosa pedra pessoal de meditac&o\ Pode-se usé-la para equilibrar estados emocionais negatives e/ou estados mentais perturba- dos. £ também usada para atrair amor. 909000000000000 112 0 Caminho das Pedras 1g, LABRADORITE (Labradorite) — Grupo Feldspatos — Cor: Cinzento-escuro com jogo de cores em tons mettlicos brithantes. — Transparéncia: Opaco. — Dureza de Mohs: 6-6,5. — Sistema cristalino: Triclinico. —Composicao quimica: Na(AISi,O,)Ca(AL,Si,O,) (ilicato de aluminio, célcio e s6dio). — Proveniéncia: Canada (Labrador), Madagascar, México, Réssia, Finlandia, BUA. — Chakras: Sexto. — Corpo subti Mental. — Caracteristicas energéticas: Estimula a visualizagio e a imagina- fo. Facilita a transmutagio da intuigio em pensamento, tra- zendo para o consciente as informagées guardadas no subconsciente. Tem uma sintonia muito forte com a estrela Sitio, as pessoas que se sentem atraidas pela Labradorite geralmente tém algum relacionamento com aquele sistema estelar. LAPIS-LAZULI (Lapis Lazuli) —Cor: Azul-anil (indigo). — Transparéncia: Opaco. — Dureza de Mohs: 5-6. — Sistema cristalino: Isométrico (cibico), cristais raros, geralmente | agregados densos granulares. — Composigdo quimica: Na,(Al,Si,O,))S, (silicato de aluminio ¢ s6dio com enxofie). — Proveniéncia: Afeganistio, Russia, Chile. — Chakras: Sexto, quinto. — Corpo subti: Mental. — Caracteristcas energéticas: Acalma a mente, desenvolvendo a intuigo, a meditago e a sabedoria, Ajuda a aumentar as, NNOND0NN00 © Diciondirus aus Crisutis ¢ Fedrus rrecwsus a9 capacidades mentais ¢ a sensibilidade & energia subtil. Fisica- ‘mente, ajuda a melhorar a concentraco, a meméria ea visio. E muito importante para os alicerces da Terra, pois representa luz absoluta. Toca 0 Amago do corago, do amor e da beleza, hharmonizando tanto o interno como o externo. E uma pedra de contemplacao e meditacdo. Tem grandes propriedades de ‘cura e purificagdo. Ajuda a desenvolvera estabilidade e o poder da mente que possibilitardo actuagéo da forca espiritual. Atrai a mente para o interior procura da sua propria fonte de poder. No Egipto antigo era mofda e colocada nos olhos dos faraés ‘que morriam, para que eles pudessem ver as portas de entrada para a outra vida. LARIMAR (Larimar) — Pectolite —Cor: Azul-celeste, azul-claro, riscos brancos s vezes pretos ou avermelhados. — Transparéncia: Opaco. — Dureza de Mohs: 4,5-5. — Sistema cristalino: Triclinico, cristais raros. — Composicto quimica: NaC,Si,0,(OH) (Gilicato de sédio e cal- cio hidratado) — Proveniéncia: Republica Dothinicana. — Chakras: Quinto, quarto. — Corpo subtil: Emocional. — Caractertsticas energéticas: Transmitindo a tranquilidade pa fica dos mares do Caribe, o Larimar é uma pedra extrema- mente titil.para unir a calma do coragdo & paz da mente, integrando o amor emanado pelo quarto chakra com o pensa- mento positivo. A sua utilizacéo facilita a comunicagéo da cenergia mais pura, pasando aos semelhantes compaixo e paz interior. Embora seja de origem vulcAnica, o Larimar apresenta ‘as qualidades da agua e do ar, arrefecendo emogées afogueadas, tensdes e facilitando a comunicacéo tranquila, compreensiva ¢ eficiente entre seres. E uma pedra profundamente ligada & energia dos golfinhos, a inteligéncia pura e intuitiva, simples ¢ 114 O Caminho das Pedras inocente. Traz alegria, bem-estar, e desperta os sentimentos mais puros. Embora pertenga ao quinto chakra pode ser igual- mente usada no sexto e no quarto, em situages onde se neces- site da pureza interior para aplacar pensamentos raivosos o1 negativos e emog6es intensas de raiva, cidime ou inveja. Diza lenda que as piscinas ¢ fontes da Atlantida cram revestidas com Larimar, ¢ por isso mesmo ela também é conhecida como mérmore da Atlantida. Experimente usar Larimar em regides onde existam golfinhos e prepare-se para uma agradével surpresa. LEPIDOLITE (Lepidolite) — Cor: Lilés, réseo. — Transparencia: Transparente, transiticido, opaco. — Dureza de Mohs: 2,5-3. — Sistema cristalino: Moncclinico. — Composigito quimica: K(LiAI), (SiAl) O,.(F OH), (fluorsilicaco basico de potissio, litio ¢ aluminio). — Proveniéncia: EUA, Brasil. — Chakras: Quarto, sétimo, décimo (causal). — Corpo subtil: Emocional. — Caracteristicas energéticas: A Lepidolite une as energias dos rains rosa e violeta fazendo com que o amor gerado no coragao atinja as mais altas esferas, através do equilfbrio dos chakras cardfaco ¢ coronario e da activagao destas energias do plano causal. Com isso, prepara 0 caminho para a harmonizacao de senti- mentos de auto-estima, aceitagao, abertura, honestidade perdo, provenientes do chakra cardfaco, com o intelecto ea energia do espirito. Desperta o amor & espiritualidade, pela sua capacidade de sintonizar energias angélicas em alto grau. A Lepidolite é uma pedra que ajuda nas transig6es, facilitando a restruturagio e reorganizagao de padres antigos de atitu- des, crengas e pensamentos. Ela induz & mudanga, quando necessério, estimulando a aceitagio do novo. Fisicamente, ajuda a redusir a tensio € o stress, auxilia 0 processo da digestio, € Decdonaited dod ibis 2 Fad 8 e983 ON ¢ pode ser usada para aliviar cfibras nas pernas, tendinite, misculos tensos e para localizar reas do corpo onde existam bloqueios energéticos. LINGAM (Lingam) — Cor: Pardo a cinzento com manchas vermelhas. — Transparéncia: Opaco. — Proveniéncia: india. — Chakras: Primeiro. — Corpo subtil: Fisico. — Caracteristicas energéticas: © Lingam & uma pedra de tio, encon- trada no rio Narmada, na {ndia. Embora j4 exista hé muito tempo, s6 agora comeca a ser estudada e utilizada pelos conhe- cedotes das energias das pedras e cristais. O Lingam tem forma ovalada, é encontrado em forma bruta e polido pelo povo local até atingir um brilho macio. E considerado um s{mbolo félico, © 08 sacerdotes locais usavam-no como simbolo de fertilidade. A palavra Lingam em sanscrito, significa falo. Por um outro lado, conta a lenda que o Lingam é origindrio da lua e era usado pelas mulheres dukante o processo de parto. As man- chas vermelhas simbolizavam o sangue do parto. © Lingam integra e unifica as energias do feminino ¢ do masculino, e € uusado para ajudar a preencher o vazio causado pela solidao pela falta de amor na infancia. Ajuda a descobrir e equilibrar problemas que estejam bem enraizados. LUVULITE (Lueulite) — Ver Sugilite (Pagina 156) 116 O Caminho das Pedras M MADEIRA PETRIFICADA (Petrified Wood) — Grupo Quartzos — Cor: Pardo, cinzento, vermelho. — Transparéncia: Opaco. — Dureza de Mohs: 6,5-7. _— Sistema cristalino: Hexagonal (trigonal), agregados microcrista- linos. — Composigdo quimica: SiO, (6xido de silfcio) — Proveniéncia: EUA, Egipto, Argentina. + Kunsite e Hidenite + Labradorite — Chakras: Primeiro. — Corpo subtil: Fisico. Caracteristicas energéticas: ¥ um fossil, uma madeira convertida em pedra, formando-se desenhos distintos no processo de cristalizagao. £ usada para dar seguranga, acalmando os m« dos com base na sobrevivéncia. Dé uma sensagio de eterni- dade, e estabiliza o nivel energético. Ajuda a eliminar a preocupagao com coisas insignificantes. Da forga e propor ciona ancoramento. Diminui a rigidez de pensamento € de crengas. MAGNESITE (Magnesite) ——— — Cor: Branco, amatelado, rosado. * Lépis-lazsitt * Larimar — Transparéncia: Opaco. — Dureza de Mohs: 4-4,5. — Sistema cristalino: Romboédrico. — Composigdo quimica: MgCO, (carbonato de magnésio). Proveniéncia: Austria, Russia, Grécia, Itélia, BUA, Austrélia, Chile, Peru. — Chakras: Primeiro. — Corpo subiil: Fisico. — Caracteristicas energéticas: Promove paze seguranga. Ancorao | |) @ pensamento e ajuda o desenvolvimento de ideias inovadoras. f & ® A Magnesite Rosada estimula a manifestago do sentimento " + Lingam » Malaquite Jel lal a 0 Dicionério dos Cristais e Pedras Previosas 117 do amor. Fisicamente, pode ser usada nc tratamento de ossos e dentes e para eliminar odores do corpo. MAGNETITE (Magnetite) — Cor: Cinzento-escuro a preto, metilico. — Transparéncia: Opaco. — Durega de Mohs: 5,5. — Sistema cristalino: Cibico. — Composigao quimica: Fe,O, (tetradxido ¢e ferro). — Proveniéncia: Suécia, Noruega, EUA. — Chakras: Primeiro, oitavo (Estrela da Terra). — Corpo subuil: Mental. — Caracteristicas enengéticas: Tem propriedade de magnetismo e pode ser usada para atrair energias positivas. Alinha todos os chakras, corpos subtis e meridianos. Pode ser usada contra o medo, a raiva eo apego. Fortalece o cordao de ancoramento e a conexéo com a energia do.centro da Terra, através do oitavo chakra. £ também usada para dar estabilidade, equilibrio & confianca. Fisicamente, pode ser usada para o tratamento de problemas de pee, cabelas oss05 MALAQUITE (Malachite) - — Cor: Verde-escuto, verde-claro, verde-esmeralda. — Transparéncia: Opaco. — Dureza de Mohs: 3,5-4. — Sistema cristalino: Monoclinico, cristais pequenos e compridos, prisméticos, agregados de agulhas finas. — Composigdo quimica: Cu,{(OH),CO,] (carbonato bisico de cobre). — Proveniéncia: Zaire, Namibia, EUA, Russia, Chile, Rodésia, Australia. — Chakras: Quarto, terceiro. — Corpo subtil: Fisico. — Caracterfsticas energéticas: A sua energia de cura extraor- dinatia, servindo praticamente para todos os fins curativos. 18 Caminho das Pedras E costume dizer-se que quando houver dtivida sobre qual a pedra que deve ser usada para um determinado mal pode usar a Malaquite, pois, além de tudo, ela ajuda a restabelecer a saide de uma forma geral. Colocada sobre o plexo solay,liberta a tensSo do diafragma e restaura a respiragSo profunda e plena. Ajuda ao funcionamento de todo o aparelho digestivo, além do respirat6rio. Tem a qualidade de absorver energia podenio ser colocada sobre qualquer érea doente ou dolorida pera cextrair a energia da dore trazer & tona as causas psico-emocio- nais. Emocionalmente, trabalha para revelar os medos mais profundos sobre mudanga e crescimento, e auxilia no reconhe- cimento € utilizacdo dos poderes individuais. Por isso mesmo 6 uma pedra perfeita para trabalhar a abundancia, a prosperi- dade e a manifestagio dos desejos. Usada perto do computa- dor ou aparelhos de televisio, absorve as radiagées emitidas, protegendo 0s utilizadores. Para efeito de protec¢Ao contra acidentes de locomogio, deve ser sempre levada dentro de automéveis, aviSes ¢ outros vefculos. Junto & Crisocola ¢ & Pedra da Lua, é muito eficaz no tratamento e prevengao de qualquer tipo de cancro. Quando usada para tirar dores ou doences, deve ser limpa pelo processo da Selenite imediata- mente apés 0 seu uso. Por ser derivada do cobre, a Malaquite ino reege bem ao sal e portanto a sua limpeza energética nunca deve set feita através do processo dgua/sal. MOLDAVITE (Moldavite) — Grupo Tectito — Cor: Verde-garrafa, pardo-esverdeado. — Transparéncia: Transparente, transiticido, — Dureze de Mohs: 5,5. — Sistema cristalino: Amorfo. — Composigéo quimica: SiO,+ (AI,O,) (6xido de silfcio + 6xido de alumfnio). — Proveniéncia: Meteoritos (rochas fundidas). Checoslovaquia. — Chakras: Sétimo, sexto. — Corpo subuil: Espiritual. (0 Dicionério dos Cristais e Pedras Preciosas 119 — Caracteristicas energéticas: E um mineral de origem extrater- restre, formado por rochas fundidas pela queda de meteoritos na regio da Moldavia. Ajuda a canalizar informagao e ener- gia de fontes extraterrestres ou interdimensionais. Promove 0 equiltbrio entre 0 corpo fisico e a mente, o alinhamento com © Eu Superios, ea reconexiio espiritual, envolvendo mudanga e regenerago. Ajuda a climinar crengas limitadoras que impe- dem receber maior percepgdo espiritual. Tem muito em comum com seres originarios de Sirio, Pleiades e Orfon, e ajuda as «stat children» a aclimatarem-se ao planeta. Ancora 0 novo raio verde-castanho, combinagio de cura (verde) na Terra (castanho). Promove a comunicago consciente com forgas de origem star-seed (semente-estrela). MORGANITE (Morganite) — Grupo Berilo — Cor: Cor-de-rosa, rosa-alaranjado, rosa-lilés. — Transparencia: Transparente. — Dureza de Mohs: 7,5-8. — Sistema cristalino: Hexagonal, prismas hexagonais, cristais colunares. —Composigto quimica: BeyAl,(SiO,), (silicato de aluminio e berilo). ~ — Proveniéncia: Brasil, Madagéscar, Mogambique, Zimbabwe, Nam(bia, BUA. —Chakras: Quarto. — Corpo subtil: Espiitual. — Caracteristicas energéticas: A Morganite abre o chakra cardiaco para a recepgéo e transmissiio da energia do Amor Incondi- cional a nfveis multidimensionais. Ensina 0 amor a0 Todo, compreensio da ligagiio do coragio humano com 0 coragao universal. E a pedra do Amor Universal, trazendo aos cora- ‘Ges a vibracio angélica canalizada através da Fenacite. Actua. também sobre a respiraco, fortalecendo fisicamente os pul- mes ¢ permitindo o fluxo da energia do amor por todo o corpo. As vezes apresenta matizes alaranjadas fundindo o rosa do 120 OQ Caminho das Pedras Amor Universal com o dourado da Iuminacao e da Sabedoria Césmica. O uso da Morganite sobre o chakra cardfaco dé a sensacio da unidade do Amor ‘Total e ajuda a compreender que cada um pertence ao Todo. A qualidade acelerada da ‘Morganite aplica-se principalmente aos cristais de boa trans- paréncia. Os cristais mais opacos funcionam dentro da mes- ma vibragao do Quartzo Réseo. 0 Diciondria das Cristais e Pedras Preciosas 121 N NEFRITE (Nefrite) — Cor: Verde, branco, amarelado, avermelhado. — Transparéncia: Opaco. — Dureza de Mohs: 6-6,5. — Sistema cristalino: Monoelinico. — Composigao qutmica: Ca,(Mg.Fe),(Si,O,,),(OH), (silicato de calcio, magnésio e ferro). — Proveniéncia: China, Riissia, Canada, Brasil, México, Polénia, Birmania. — Chakras: Quarto. + —Corpo subtil: Emocional. — Caracteristicas energéticas: Tem propriedades semelhantes as da Jadeite, auxiliando o equilibrio emocional entre as energias masculinas e femininas, tanto individualmente quanto entre duas pessoas. E considerada como um mineral sagrado no Oriente, principalmente na China, trazendo curas e béng&os a quema possui. Ajuda a criar uma sensacao de tranquilidade ecalma para aceitar os aspectos dificeis da vida, que néo podem ser evitados. Fisicamente, activa a energia de cuta a todos os nfveis ¢ funciona principalmente no tratamento de problemas dos rins. 122 0 Caminho dos Pedras O OBSIDIANA (Obsidian) — Cor: Negro, cinzento, pardo. — Transparéncia: Translacido, opaco. — Dureza de Mohs: 5-5,5. — Sistema cristalino: Rocha vuleanica, amorfa, rica em éxido de silfcio. — Proveniéncia: Todo o mundo. — Chakras: Primeiro. — Corpo subtil: Fisico. — Caracteristicas energéticas: A Obsidiana mais usada é chamada «Légrima de Apache» (Apache tear), proveniente dos EUA, que, apesar de negra, apresenta uma transparéncia quando olhada contra a luz. Trabalha no chakra bésico (primeiro), ancorando forcas espirituais ao corpo. Tem a propriedade de amplificar as emogSes negativas para que sejam melhor per- cebidas. Ajuda a libertar a raiva e activa um senso de poder positivo que impulsiona a tomar-se conta de determinada situagdo. Ensina 0 desapego, com sabedoria e amor, ajudando a libertagio de crengas ¢ habitos antigos. A Obsidiana tem um forte poder de absorgio das energias negativas, mesmo as mais resistentes, funcionando até em casos de obsessio espiri- tual. Para ndo permitir que ela acumule a energia negativa absorvida, é imprescindivel limpé-la pelo proceso da Selenite apés cada utilizagéo. Existe uma variedade de Obsidiana Negra ‘opaca com pontos brancos que se assemelham a flocos de neve, € por isso mesmo é chamada «Obsidiana Floco de Neve», que é mais suave e deve ser usada nos casos menos graves. Outra variedade importante é a Obsidiana Arco-iris (Rainbow Obsidian), também opaca, mas apresentando um brilho que reflecte as cores do espectro. Tem a propriedade de transmutar a negatividade ao mesmo tempo que a absorve, ancorando no corpo fisico a harmonizagio total de todos os chakras. 0 Dicionério dos Cristais e Pedras Preciosas. 123 ONIX (Onyx) — Grupo Quartzos (Calcedénia) — Cor: Preto. — Transparéncia: Opaco. — Dureza de Mohs: 7. — Sistema cristal gado em grios. — Composicdo quimica: SiO, (6xido de silicio). — Proveniéncia: ‘Todo o mundo. — Chakras: Primeiro. — Corpo subtil: Fisico. — Caracteristicas enengéticas: Age principalmente como pedra de ancoramento, que significa estar presente no proprio corpo. Pode ser usada para eliminar a mfgoa, para aumentar o autocontrolo e para estimular o poder da tomada de decisées. lexagonal (trigonal), microcristalino, agre- OPALA (Opal) — Grupo Quartzos — Cor: Branco, cinzento, azul, verde, alaranjado, negro, em parte opalescente. — Transparéncia: Transparente, translcido, opaco. — Dureza de Mohs: 5,5-6,5. — Sistema cristalino: Amorfo. — Composicdo quimica: SiO,nH,O (6xido de silicio hidratado). — Proveniéncia: Checoslovaquia, Australia, Brasil, EUA, Japao, Guatemala, México. | — Chakras: Sexto (Opala Negra), quarto (Opala Branca), segundo (Opala de Fogo). — Corpo subtil: Mental. — Caracteristicas energéticas: A Opala contém sempre 4gua, cuja proporco vai determinar 0 grau de opalescéncia (iridescéncia em forma de arco-fris, variando segundo o Angulo em que se olha). Todas as Opalas trabalham as energias do fluxo e do movimento. Elas representam a evolugio da consciéncia andrégina, mesclando equilibradamente as polaridades femi- nina e masculina da consciéncia. A Opala Negra, cuja cor basica pode ser cinzento, azul-escuro ou negro, auxilia a 124 O Caminho das Pedras climinar crengas que possam prejudicar a integragao desta nova consciéncia. A Opala Branca, geralmente leitosa com opales- céncia azul-esverdeada, serve para equilibrar e adaptar emo-