Sei sulla pagina 1di 4

1

1 Equipe: ESCARLETE ALVES LEAL Turma: 03 IVONETE OLIVEIRA DA SILVA Turma: 08 MARIA ANGELA DE
1 Equipe: ESCARLETE ALVES LEAL Turma: 03 IVONETE OLIVEIRA DA SILVA Turma: 08 MARIA ANGELA DE

Equipe:

ESCARLETE ALVES LEAL

Turma: 03

IVONETE OLIVEIRA DA SILVA

Turma: 08

MARIA ANGELA DE ARAUJO LIMA

Turma: 05

MIRIAM DÉBORA DE SOUZA

Turma: 03

Paulista-2010

2

1. TEMA:

"Aplicando as TICs na formação continua dos professores das séries iniciais".

2. PROBLEMATIZAÇÃO:

Oferecer o uso de equipamentos tecnológicos na formação em serviço,facilita na dinâmica do trabalho docente?

3. JUSTIFICATIVA

O motivo que nos levou a discutir e abordar este tema: “APLICANDO AS TICS NA FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES foi em primeiro lugar, a necessidade do uso da tecnologia em nossos encontros de formação, as dificuldades que encontramos em operar as ferramentas ao utilizar o data show, o DVD nas apresentações de slides ou filmes. Como também fazer uma digitação , interagindo e registrando concomitantemente com o público nas discussões. Outro motivo primordial é que, no campo em que atuamos,precisamos de obter essa competência e acompanharmos a evolução dos tempos pois as Escolas já possuem laboratórios ou já tem os equipamentos para serem instalados.Portanto, como formadores de professores, precisamos conhecer esse novo mundo digital .

” O conhecimento tecnológico — sua geração,transferência, absorção e utilização é um dos fatores para o desenvolvimento. No mundo moderno, as relações entre conhecimento e poder,conhecimento e desenvolvimento, conhecimento e tecnologia marcam as diferenças econômicas, as posições comerciais e até mesmo o poderio militar,provocando uma divisão entre países desenvolvidos e subdesenvolvidos. Estes últimos, embora tenham alcançado certo crescimento econômico com a industrialização, criaram um vínculo de dependência tecnológica do qual só recentemente tomaram consciência. Países em desenvolvimento como o Brasil, que aspiram a menor dependência, devem buscar sua autonomia tecnológica, o que não significa independência tecnológica e sim maior capacidade de absorver e regular o fluxo de conhecimentos existentes e desenvolver tecnologias próprias para problemas específicos,principalmente aqueles ligados aos setores-chave da economia, tendo por base uma estrutura de pesquisa que possibilite a concretização desses objetivos.(site http// revista)

Segundo Brozatti 2010,a própria sociedade exige que profissionais das diversas áreas saibam e se organizem para atuarem com conhecimentos tecnológicos, pois o desenvolvimento do mundo moderno é o conhecimento virtual.

A tecnologia avança acelerada em nosso cotidiano. Tudo agora é digital. Até o sinal da TV e o controle da iluminação na sala de estar. Mas a superficialidade que a sociedade impõe aos assuntos tecnológicos, de maneira geral, se reflete nas organizações.” (Reges Bronzatti)

3

4. OBJETIVO:

GERAL:

Promover mudanças significativas na formação continuada dos professores, a partir do uso de alguns equipamentos tecnológicos de modo a superar algumas dificuldades na prática da sala de aula.

ESPECÍFICOS:

Trabalhar utilizando o TV e DVD como estratégia formativa e dinâmica para enriquecimento da prática docente.

Apresentar informações e/ou imagens no data show e outros equipamentos tecnológicos durante a formação.

Valorizar o conhecimento dos professores nas formações e registrá-lo nos momentos de: Discussões e socializações durante as plenárias.

Utilizar as ferramentas disponíveis das TICS para apresentar resultados a partir gráficos e percentuais de aprendizagens.

Utilizar o computador para planejar pautas, atas de freqüência, relatórios, gráficos e outros documentos necessários à formação.

Apresentar no PowerPoint as experiências vivenciadas, a partir das pesquisas realizadas.

Promover através do uso das TIC na formação continuada; a organização de uma teia de saberes, para que possamos juntos facilitar o ensino-aprendizagem.

5. DINÂMICAS DAS ATIVIDADES

Contar com o uso das TIC na formação continuada, significa disparar outros recursos , mecanismos e procedimentos que viabilizem melhores resultados no avanço da aprendizagem:

Utilizando TV e DVD para apresentação de vídeos ;

Apresentando imagens, gráficos e textos no data show;

Registrando os depoimentos dos professores apresentados, durante as formações;

Elaborando planejamentos

Realização de uma aula extra classe (na schincariol) para compreender o trabalho em equipe e o processo de industrialização dos produtos,onde receberão materiais como CD , DVD, contendo informações e/ou sites para repassarem aos demais alunos;

Confecção de álbuns e gráficos dos conteúdos apresentados no data show;

4

6. RESULTADOS

Ao analisarmos as tabulações para registrarmos os níveis de escrita de cada aluno da Rede de Ensino das séries iniciais, estamos elencando dados estatísticos e apresentando um gráfico percentual de alunos alfabetizados do Município por escola. Outra abordagem significativa em nossos encontros de formação é a devolutiva que apresentamos em slides, com conteúdos trabalhados no semestre. Também oferecemos através da TV e DVD apresentação de vídeos onde tratamos das didáticas e práticas pedagógicas desenvolvidas por professores, para orientação em situações de ensino-aprendizagem. Outro desafio nosso como formador, é de filmar um trabalho de campo com autonomia (professor em sala de aula) colocando em prática e utilizando recursos estratégicos diferentes ao quadro de giz.

7. AVALIAÇÃO

Realizaremos um instrumento para verificar se estamos indiretamente contribuindo para a formação do professor , no sentido de saber se realmente a utilização das TICs melhora a qualidade do ensino/aprendizagem e se estimulamos através de nossa prática, aos professores o desejo de fazer diferente em suas salas de aula.

E é justamente na formação do professor que está o ponto de partida para a

modernização do ensino. Pois, trabalhar sozinho, sem trocar experiências com os colegas,dar aulas com o que foi aprendido na graduação,ou achar que a tecnologia é coisa para especialista são características que não condizem com perfil do professor do século XXI . Precisamos acompanhar a evolução dos tempos, para dar o melhor de que a tecnologia nos oferece para facilitar o ensino aprendizagem.

Nada adianta ter os recursos tecnológicos, a infra-estruturas se o material humano é despreparado e não partilha do mesmo ideal.

O domínio instrumental de uma tecnologia sabê-la usar para as tarefas do cotidiano

como postagens e troca de mensagens em redes sociais, por exemplo, é insuficiente para compreender sua significância e incorporá-la ao processo educativo. É preciso reinventar-se. Daí a questão da formação e não da capacitação, onde o educador poderá buscar o equilíbrio entre o uso de novas tecnologias, adequadas aos processos de ensino tradicionais.Essa necessidade não exclui ninguém; até mesmo o professor que tem o perfeito domínio de seus conteúdos e é destaque no ensino presencial, por

exemplo, pode não ter o mesmo resultado ao explanar sua disciplina via SMS. Isso porque muda o contexto e muita coisa está em jogo: pode ser a velocidade com que o aluno recebe responde á informação;