Sei sulla pagina 1di 28
RAID Redundant Array of Independent Drives Conjunto Redundante de Discos Independentes

RAID

Redundant Array of Independent Drives

RAID Redundant Array of Independent Drives Conjunto Redundante de Discos Independentes

Conjunto Redundante de Discos Independentes

Redundância?! ● Redundância é ter componentes de reserva para substituir o componente principal mantendo

Redundância?!

Redundância é ter componentes de reserva para substituir o componente principal mantendo disponibilidade de serviços.

Existem fontes redundantes, matriz de discos redundantes, servidores redundantes.

Manter redundância requer um custo!

RAID Solução “barata” para garantir a disponibilidade da informação armazenada em discos, utilizando para isso

RAID

Solução “barata” para garantir a disponibilidade da informação armazenada em discos, utilizando para isso uma configuração especial de discos rígidos, que podem oferecer redundância em caso de falhas e ganho de performance em escrita ou leitura, dependendo da configuração do conjunto RAID.

RAID NÃO SIGNIFICA NECESSARIAMENTE REDUNDÂNCIA

Arquiteturas Via Software ● O SO gerencia o RAID através da controladora de discos, sem

Arquiteturas

Via Software

O SO gerencia o RAID através da controladora de discos, sem a necessidade de um controlador de RAIDs, tornando-a mais barata.

Via Hardware

Uma implementação de RAID em hardware requer pelo menos uma controladora especialmente dedicada para isso.

Arquiteturas Via Software Via Hardware ● O processamento para RAID é feito pela CPU. Toda

Arquiteturas

Via Software

Via Hardware

O processamento para RAID é feito pela CPU. Toda movimentação de dados é feita por software que faz a abstração entre a operação lógica (RAID) e os discos.

A controladora gerencia os drives e faz os cálculos de paridade necessários pelo nível de RAID escolhido.

Fake RAID A implementação via software geralmente não possui uma fácil configuração (Rááá! Pegadinha do

Fake RAID

A implementação via software geralmente não possui uma fácil configuração (Rááá! Pegadinha do Malandrooo! É mamatinha). Já na implementação via hardware as controladoras tem um preço muito elevado. Então foi criada uma "controladora barata" que em vez de um chip controlador RAID utiliza uma combinação de funções especias na BIOS da placa e drivers instalados no sistema operacional .

Níveis Os discos são agregados no que chamamos de níveis. Cada nível de agregação dos

Níveis

Os discos são agregados no que chamamos de níveis. Cada nível de agregação dos discos oferece vantagens e desvantagens.

Serão apresentados apenas os mais relevantes, sendo que alguns níveis não serão discutidos e outros apenas mostrados.

RAID 0 ● Fragmentação* dos dados. ● Ganho de desempenho**, já que a leitura/gravação é

RAID 0

Fragmentação* dos dados.

Ganho de desempenho**, já que a leitura/gravação é feita de forma simultânea.

Utiliza o máximo disponível de discos, mas não garante redundância. Aumenta as chances do disco virtual falhar!

● Utiliza o máximo disponível de discos, mas não garante redundância. Aumenta as chances do disco
RAID 0 Vantagens ● Acesso rápido as informações (até 50% mais rápido). ● Custo baixo

RAID 0

Vantagens

Acesso rápido as informações (até 50% mais rápido).

Custo baixo para expansão de memória.

Desvantagens

Caso algum disco falhe, não tem como recuperar.

Não é usado paridade.

RAID 1 ● Espelhamento de discos. ● Ganho de redundância: todos os dados são gravados

RAID 1

Espelhamento de discos.

Ganho de redundância: todos os dados são gravados em dois discos diferentes; se um disco falhar ou for removido, os dados preservados no outro disco permitem a não descontinuidade da operação do sistema.

falhar ou for removido, os dados preservados no outro disco permitem a não descontinuidade da operação
RAID 1 Vantagens ● Caso algum setor de um dos discos venha a falhar, o

RAID 1

Vantagens

Caso algum setor de um dos discos venha a falhar, o setor é facilmente recuperado.

Segurança nos dados (contra possíveis defeitos nos HD's).

Desvantagens

Custo relativamente alto se comparado ao RAID 0.

Ocorre aumento no tempo de escrita.

Não é usado paridade

RAID 4 Funciona com dois ou mais discos iguais. Um dos discos guarda a paridade

RAID 4

Funciona com dois ou mais discos iguais. Um dos discos guarda a paridade da informação contida nos discos. Se algum dos discos avariar, a paridade pode ser imediatamente utilizada para reconstituir o seu conteúdo. Consegue somar o espaço total oferecido por todos os discos, exceto o disco de paridade.

RAID 4 O desempenho oferecido é razoável nas operações de leitura, pois podem ser utilizados

RAID 4

O desempenho oferecido é razoável nas operações de leitura, pois podem ser utilizados todos os discos em simultâneo. Sempre que os dados são escritos no array, as informações são lidas do disco de paridade e um novo dado sobre paridade deve ser escrito para o respectivo disco antes da próxima requisição de escrita ser realizada. Por causa dessas duas operações de I/O, o disco de paridade é o factor limitante do desempenho total do array.

RAID 5 Funciona como o RAID 4, porém a pariedade fica espalhada por todos os

RAID 5

Funciona como o RAID 4, porém a pariedade fica espalhada por todos os discos.

RAID 5 Funciona como o RAID 4, porém a pariedade fica espalhada por todos os discos.
RAID 5 Vantagens ● Maior rapidez com tratamento de ECC. ● Leitura rápida (porém escrita

RAID 5

Vantagens

Maior rapidez com tratamento de ECC.

Leitura rápida (porém escrita não tão rápida).

Desvantagens

Sistema complexo de controle dos HDs.

RAID 0+1

RAID 0+1

RAID 0+1 Vantagens ● Segurança contra perda de dados. ● Pode falhar metade dos HDs

RAID 0+1

Vantagens

Segurança contra perda de dados.

Pode falhar metade dos HDs ao mesmo tempo, porém deixando de ser RAID 0 + 1.

Desvantagens

Alto custo de expansão de hardware (custo mínimo = 2N HDs).

Os drives devem ficar em sincronismo de velocidade para a máxima performance.

RAID 1+0 ou RAID 10

RAID 1+0 ou RAID 10

RAID 1+0 ou RAID 10 Vantagens ● Segurança contra perda de dados. ● Pode falhar

RAID 1+0 ou RAID 10

Vantagens

Segurança contra perda de dados.

Pode falhar um ou dois dos HDs ao mesmo tempo, dependendo de qual avaria.

Desvantagens

Alto custo de expansão de hardware (custo mínimo = 2N HDs).

Os drivers devem ficar em sincronismo de velocidade para a máxima performance.

RAID 0+1 RAID 10

RAID 0+1

RAID 0+1 RAID 10

RAID 10

RAID 100

RAID 100

RAID 100
RAID na prática

RAID na prática

Preparando e Instalando ● Preparar os discos com partições para Raid # fdisk /dev/sdXn ●

Preparando e Instalando

Preparar os discos com partições para Raid

# fdisk /dev/sdXn

Instalar o pacote mdadm

# aptitude install mdadm

Criando o RAID ● Utilizando o mdadm para criar o RAID: # mdadm --create --verbose

Criando o RAID

Utilizando o mdadm para criar o RAID:

# mdadm --create --verbose /dev/md0 --level=1

--raid-devices=2 /dev/hda9 /dev/hda10

Status da sincronização dos discos:

# cat /proc/mdstat (utilizar com watch)

/etc/mdadm/mdadm.conf # vi /etc/mdadm/mdadm.conf DEVICE /dev/hda9 /dev/hda10 ARRAY /dev/md0 devices=/dev/hda9,/dev/hda10

/etc/mdadm/mdadm.conf

# vi /etc/mdadm/mdadm.conf

DEVICE /dev/hda9 /dev/hda10

ARRAY /dev/md0

devices=/dev/hda9,/dev/hda10

Verificação ● Verificando as informações do Disco # mdadm -E /dev/hda9 ● Procurando por Arrays

Verificação

Verificando as informações do Disco

# mdadm -E /dev/hda9

Procurando por Arrays

# mdadm --detail --scan

Verificando as informações do Array

# mdadm --detail /dev/md0

Adicionando e Removendo Discos # mdadm /dev/md0 --OPÇÃO /dev/disco ● “remove”: remove o disco do

Adicionando e Removendo Discos

# mdadm /dev/md0 --OPÇÃO /dev/disco

“remove”: remove o disco do Array

“add”: adiciona o disco no Array

“fail”: simula uma falha no disco

Ativando e Desativando ● Desativando o RAID # mdadm -S /dev/md0 ● Ativando o RAID

Ativando e Desativando

Desativando o RAID

# mdadm -S /dev/md0

Ativando o RAID

# mdadm -As /dev/md0