Sei sulla pagina 1di 41

CSA423 SPSS APLICADO À PESQUISA

EM ADMINISTRAÇÃO

1
1

UNIDADE 6 MÉTODOS BÁSICOS DE ANÁLISE DOS DADOS : APLICANDO TESTES NÃO PARAMÉTRICOS DE HIPÓTESES

PROF. AMBROZINA DE ABREU PEREIRA SILVA

TESTES NÃO-PARAMÉTRICOS

Vamos analisar amostras pequenas!
Vamos analisar
amostras
pequenas!

Não é possível estabelecer a normalidade. Dados mensurados em escala nominal ou ordinal.

2
2

TESTES NÃO-PARAMÉTRICOS

Teste de Kolmogorov-Smirnov: analisa se os dados da amostra foram extraídos de uma população com uma distribuição peculiar de freqüências, como a distribuição Normal; Teste do qui-quadrado: empregado na análise de freqüências, quando uma característica da amostra é analisada;

Teste

análise de

ou

do

qui-quadrado

para

independência

na

associação: também

empregado

freqüências, porém quando duas características da amostra são analisadas; Teste dos sinais: empregado no estudo de dados emparelhados, quando um mesmo elemento é submetido a duas medidas;

3
3

TESTES NÃO-PARAMÉTRICOS

Teste de Wilcoxon: também analisa dados emparelhados, permitindo, porém, uma consideração das magnitudes encontradas;

Teste de Mann-Whitney: analisa se dois grupos originam-

se de populações com médias diferentes;

Teste da mediana: analisa se dois grupos originam-se de

populações com medianas diferentes;

Teste de Kruskal-Wallis: analisa se K (K > 2) grupos originam-se de populações com médias diferentes.

4
4

O QUE VOCÊ QUER?

Analisar a forma da distribuição? Kolmogorov-Smirnov

Analisar concentração de freqüência?

Qui-quadrado de uma variável Analisar associação de duas variáveis qualitativas?

Qui-quadrado de duas variáveis

Testar a média de dois grupos?

Mann Whitney Testar a mediana de dois grupos? Mediana

5
5

O QUE VOCÊ QUER?

Testar a média de mais de dois grupos?

Kruskal Wallys Testar dados emparelhados?

Sinais

Wilcoxon

6
6

TESTES NÃO PARAMÉTRICOS

7
7

KOLMOGOROV SMIRNOV

Teste de forma de Kolmogorov-Smirnov Testa a forma da distribuição na população

Estabelecendo as hipóteses

H 0 : A Distribuição é Normal H 1 : A Distribuição não é Normal

8
8

TESTE DE NORMALIDADE KOLMOGOROV SMIRNOV

Utilizando a planilha carros.sav AnalyseNonparametric Tests 1-Sample K-S

9
9

TESTE DE NORMALIDADE KOLMOGOROV SMIRNOV

Resultados

One-Sample Kolmogorov-Smirnov Test

N Normal Parameters a,b Most Extreme Dif f erences Mean Std. Dev iation Absolute Positive

N

Normal Parameters a,b

Most Extreme

Dif f erences

Mean

Std. Dev iation

Absolute

Positive

Negativ e

Kolmogorov-Smirnov Z

Asy mp. Sig. (2-tailed)

Negativ e Kolmogorov-Smirnov Z Asy mp. Sig. (2-tailed) Consumo de Cilindradas combustível em

Consumo de

Cilindradas

combustível

em

Potência

em milhas

polegadas

do motor

por galão

cúbicas

em HPs

193

200

198

19,56

226,09

117,69

5,789

116,639

43,319

,125

,180

,174

,125

,180

,174

-,070

-,122

-,080

1,731

2,542

2,443

,005

,000

,000

-,080 1,731 2,542 2,443 ,005 ,000 ,000 Tempo de aceleração entre 0 e 60 Peso em
-,080 1,731 2,542 2,443 ,005 ,000 ,000 Tempo de aceleração entre 0 e 60 Peso em
-,080 1,731 2,542 2,443 ,005 ,000 ,000 Tempo de aceleração entre 0 e 60 Peso em

Tempo de

aceleração

entre 0 e 60

Peso em

mph em

libras

segundos

200

200

3188,01

14,78

941,366

2,901

,098

,053

,098

,053

-,088

-,044

1,389

,744

,042

,638

14,78 941,366 2,901 ,098 ,053 ,098 ,053 -,088 -,044 1,389 ,744 ,042 ,638
14,78 941,366 2,901 ,098 ,053 ,098 ,053 -,088 -,044 1,389 ,744 ,042 ,638
14,78 941,366 2,901 ,098 ,053 ,098 ,053 -,088 -,044 1,389 ,744 ,042 ,638
14,78 941,366 2,901 ,098 ,053 ,098 ,053 -,088 -,044 1,389 ,744 ,042 ,638
14,78 941,366 2,901 ,098 ,053 ,098 ,053 -,088 -,044 1,389 ,744 ,042 ,638

a.

Test distribution is Normal.

b. Calculated f rom data.

10
10

TESTE DE NORMALIDADE KOLMOGOROV SMIRNOV

Conclusões

As variáveis Consumo, Cilindradas, Potência e Peso

apresentaram níveis de significância inferiores a 0,05,

rejeitando a hipótese

variável ter distribuição Normal. Tais variáveis não seriam

, que estabelece o fato de a

H 0

normalmente distribuídas, a um nível de confiança de 95%.

A variável Tempo de Aceleração, apresentou nível de

significância superior a 0,05, aceitando a hipótese

estabelece o fato de a variável ter distribuição Normal. Tal

variável seria normalmente distribuída, a um nível de confiança de 95%.

H 0

, que

11
11

TESTE DO QUI-QUADRADO

Uma variável Analisa a hipótese nula de não existir discrepância entre as frequências observadas de determinado evento e as frequências esperadas.

Estabelecendo as hipóteses

H 0 : F 1 = F 2

H 1 : F 1 ≠ F 2

12
12

TESTE DO QUI-QUADRADO

Utilizando a planilha carros.sav AnalyseNonparametric Tests Chi-Square…

13
13

TESTE DO QUI-QUADRADO Resultados

14
14

TESTE DO QUI-QUADRADO

Conclusões

O valor do qui-quadrado foi igual a 1,705 e seu nível de significância foi igual a 0,192, superior a 0,05 ou 5%, logo, aceita-se a hipótese nula, ou seja, é possível supor que as frequências são iguais na população.

15
15

TESTE DO QUI-QUADRADO PARA INDEPENDÊNCIA OU ASSOCIAÇÃO

Duas variáveis Analisa a hipótese nula de as variáveis serem independentes, não associadas.

Versão do veículo Total Sedan Hatch Sedan Montadora Calhambeq 30 14 44 ou ue fabricante
Versão do veículo
Total
Sedan
Hatch
Sedan
Montadora
Calhambeq
30
14
44
ou
ue
fabricante
Possante
28
25
53
Reluzente
23
20
43
Veloz
18
18
36
Fobica
0
7
7
Total
99
84
183
16

TESTE DO QUI-QUADRADO PARA INDEPENDÊNCIA OU ASSOCIAÇÃO

Estabelecendo as hipóteses

H 0 : As variáveis são independentes, não associadas H 1 : As variáveis são dependentes, estão associadas

17
17

TESTE DO QUI-QUADRADO PARA INDEPENDÊNCIA OU ASSOCIAÇÃO

Utilizando a planilha carros.sav AnalyseDescriptive StatisticsCrosstabs…

18
18

TESTE DO QUI-QUADRADO PARA INDEPENDÊNCIA OU ASSOCIAÇÃO

Resultados

19
19

TESTE DO QUI-QUADRADO PARA INDEPENDÊNCIA OU ASSOCIAÇÃO

Conclusões

O valor do qui-quadrado foi igual a 12,049 com nível de significância igual a 0,017, inferior a 0,05 ou 5%, logo, rejeita-se a hipótese nula, ou seja, é possível supor a existência de associação entre Montadora ou Fabricante

e Versão do Veículo.

20
20

TESTE DO QUI-QUADRADO PARA INDEPENDÊNCIA OU ASSOCIAÇÃO

Recomenda-se aplicar o teste de qui-quadrado

de

associação

quando

o

tamanho

da

amostra

for

razoavelmente grande.

21
21

TESTE DOS SINAIS

Dados emparelhados ( Antes versus Depois)

Sinais “+” (mais) e “–” (menos) no lugar dos dados numéricos originais.

Analisa a hipótese nula do fato da inexistência de

diferenças entre os grupos.

Estabelecendo as hipóteses

H 0 : Antes = Depois

H 1 : Antes ≠ Depois

22
22

TESTE DOS SINAIS

Utilizando a planilha lanchonete.sav AnalyseNonparametric Tests2 Related Samples…

H 0 : P = 0,50 H 1 : P ≠ 0,50 23
H 0 : P = 0,50
H 1 : P ≠ 0,50
23

TESTE DOS SINAIS

Resultados

24
24

TESTE DOS SINAIS

Conclusões

O nível de significância dos resultados igual a 0,454, superior a 0,05 ou 5%, logo, aceita-se a hipótese nula de igualdade, ou seja, não é possível supor a existência de diferenças significativas entre o Antes e o Depois.

25
25

TESTE DE WILCOXON

Evolução do teste dos sinais, permitindo considerar a magnitude da diferença de cada par.

Estabelecendo as hipóteses

H 0 : Antes = Depois

H 1 : Antes ≠ Depois

26
26

TESTE DE WILCOXON

Utilizando a planilha lanchonete.sav AnalyseNonparametric Tests2 Related Samples…

27
27

TESTE DE WILCOXON

Resultados

28
28

TESTE DE WILCOXON

Conclusões

Buscava-se analisar se a exposição de um filme comrcial de propaganda havia contribuído, de fato, para o aumento das vendas médias das lanchonetes

O nível de significância dos resultados igual a 0,393,

superior a 0,05 ou 5%, logo, aceita-se a hipótese nula de igualdade, ou seja, não é possível supor a existência de diferenças significativas entre o Antes e o Depois.

29
29

TESTE DE MANN-WHITNEY

Análise sobre o fato de duas amostras independentes terem sido extraídas de populações com médias iguais

Estabelecendo as hipóteses

H 0 : m a = m b

H 1 : m a m b

30
30

TESTE DE MANN-WHITNEY

Utilizando a planilha carros.sav AnalyseNonparametric Tests2 Independent Samples…

-W HITNEY  Utilizando a planilha carros.sav  Analyse  Nonparametric Tests  2 Independent Samples…
31
31

TESTE DE MANN-WHITNEY

Resultados

32
32

TESTE DE MANN-WHITNEY

Conclusões

Buscava-se testar a hipótese de a média dos pesos ser diferente na população quando agrupada segundo a versão do veículo

O nível de significância dos resultados igual a 0,025,

inferior a 0,05 ou 5%, logo, rejeita-se a hipótese nula de igualdade, ou seja, não é possível supor que as média de peso de sedan e hatch sejam iguais.

33
33

TESTE DA MEDIANA

Testa a hipótese de dois grupos independentes terem ou

não medianas populacionais

aplicado, também, para variáveis intervalares.

iguais,

Estabelecendo as hipóteses

H

0 :mediana a =mediana b

H

0 :mediana a ≠mediana b

podendo

ser

ordinais ou

34
34

TESTE DA MEDIANA

Utilizando a planilha carros.sav AnalyseNonparametric TestsK Independent Samples…

35
35

TESTE DA MEDIANA

Resultados

36
36

TESTE DA MEDIANA

Conclusões

Buscava-se testar a hipótese de dois grupos independentes terem ou não medianas iguais

Os resultados indicam uma estística de qui-quadrado

igual a 5,438 com um nível de significância igual a 0,029,

inferior a 0,05 ou 5%, logo, rejeita-se a hipótese nula de igualdade das medianas, ou seja, existem diferenças significativas entre as medianas do peso das versões

sedan e hatch.

37
37

TESTE DE KRUSKAL-WALLIS

Análise do fato de K (K>2) amostras independentes serem originárias ou não de populações com médias iguais, podendo ser aplicado, também, com variáveis intervalares ou ordinais.

Estabelecendo as hipóteses

H 0 :m a =m b =m c =

H 1 :pelo menos uma média é diferente

38
38

TESTE DE KRUSKAL-WALLIS

Utilizando a planilha carros.sav AnalyseNonparametric TestsK Independent Samples…

39
39

TESTE DE KRUSKAL-WALLIS

Resultados

40
40

TESTE DE KRUSKAL-WALLIS

Conclusões

Buscava-se testar a hipótese dos pesos das diferentes montadoras serem iguais

Os resultados indicam uma estística de qui-quadrado

igual a 2,494, com um nível de significância igual a 0,646,

superior a 0,05 ou 5%, logo, aceita-se a hipótese nula de igualdade das medias do peso das cinco montadoras

41
41