Sei sulla pagina 1di 2
Curso Regular - Telepresencial Caderno de aula 05 Disciplina: Direito Interno Tema: Tipos de Normas
Curso Regular - Telepresencial Caderno de aula 05 Disciplina: Direito Interno Tema: Tipos de Normas

Curso Regular - Telepresencial Caderno de aula 05 Disciplina: Direito Interno Tema: Tipos de Normas Constitucionais quanto à Eficácia: Normas Constitucionais de Eficácia Plena, Eficácia Contida e Eficácia Limitada.

ESTRUTURA DA CONSTITUIÇÃO FEDERAL DE 1988

a CF/88 tem 3 partes muito bem definidas: (i) preâmbulo; (ii) corpo de texto ou parte permanente; (iii) ADCT

(i) preâmbulo: não tem força normativa, isto é, não é norma jurídica, portanto não é

subordinante o STF tem firme entendimento de que o preâmbulo da CF/88 não tem

relevância jurídica para o STF, o preâmbulo serve somente para auxiliar a interpretação das

normas da CF/88 logo, o preâmbulo tem função hermenêutica conclusão: o preâmbulo não é paradigma para o controle de constitucionalidade de leis e demais atos normativos

ex.: caso da Constituição Estadual do Acre o STF definiu que não há obrigatoriedade de as Constituições estaduais mencionarem Deus em seu preâmbulo

(ii) corpo de texto ou parte permanente da CF/88: arts. 1º a 250 o corpo de texto traz

normas jurídicas, portanto é subordinante as normas do corpo de texto da CF/88 são paradigmas para o controle de constitucionalidade de leis e demais atos normativos

particularidades do corpo de texto da CF/88 a aplicação das normas constitucionais que

compõem o corpo de texto rege-se pelo princípio da unidade da Constituição em decorrência do princípio da unidade da Constituição, chega-se às seguintes conclusões: (i) não há hierarquia entre as normas da CF/88; (ii) não existem normas constitucionais inconstitucionais

na prática, um artigo da CF/88 não pode ser declarado inconstitucional porque viola outro

artigo da CF/88 o Brasil, portanto, não adota a teoria alemã de que normas constitucionais

podem ser inconstitucionais embora as normas da CF/88 não possam ser declaradas inconstitucionais, é possível reconhecer a inconstitucionalidade de emendas à CF

não há direitos constitucionais absolutos: o STF entende que não existe nenhum direito

constitucional absoluto na CF/88 o direito à vida, por exemplo, não é absoluto, pois o art. 5º,

LXVII da CF/88 prevê pena de morte em caso de guerra

pergunta: as normas do corpo de texto da CF/88 podem ser paradigma e objeto do controle

de constitucionalidade? tais normas serão sempre paradigma do controle de constitucionalidade; entretanto, nunca serão objeto de controle de constitucionalidade, porque não existem normas constitucionais inconstitucionais

(iii) ADCT Ato das Disposições Constitucionais Transitórias a essência do ADCT é

prever normas de transição entre a Constituição anterior e a nova Constituição o ADCT traz

1

normas jurídicas de caráter constitucional  não há hierarquia entre as normas do corpo de
normas jurídicas de caráter constitucional  não há hierarquia entre as normas do corpo de

normas jurídicas de caráter constitucional não há hierarquia entre as normas do corpo de

texto e as normas do ADCT as normas constitucionais do ADCT não podem ser declaradas

inconstitucionais as normas do ADCT são paradigma e não são objeto do controle de constitucionalidade

particularidade das normas do ADCT: cada artigo do ADCT traz um prazo específico para

sua aplicação; após o exaurimento deste prazo, as normas do ADCT deixam de ser aplicadas

conclusão: as normas do ADCT são normas constitucionais de vigência exaurível

TIPOLOGIA DAS NORMAS CONSTITUCIONAIS

existem 2 critérios para classificar as normas constitucionais do corpo de texto e do ADCT:

(i) conteúdo esse critério permite classificar as normas da CF em duas espécies: (a) normas constitucionais materiais; (b) normas constitucionais formais

(ii) eficácia ou aplicabilidade esse critério permite classificar as normas da CF em 3

espécies: (a) normas constitucionais de eficácia plena; (b) normas constitucionais de eficácia contida; (c) normas constitucionais de eficácia limitada

NORMAS CONSTITUCIONAIS QUANTO AO CONTEÚDO

esse critério classificatório investiga o teor das normas da CF existem 2 tipos de normas constitucionais quanto ao conteúdo:

(i) normas constitucionais materiais o conteúdo traz assunto de índole exclusivamente

constitucional as normas constitucionais materiais disciplinam basicamente 2 temas:

(a) organização do Estado correspondem às normas da CF/88 que cuidam de: separação de

Poderes; forma federativa de Estado; forma republicana de governo; sistema presidencialista de governo

(b) limitação do poder do Estado correspondem às normas da CF/88 que cuidam dos

direitos e garantias fundamentais

(ii) normas constitucionais formais trazem matérias cujo conteúdo não é propriamente

constitucional, entretanto o Poder Constituinte resolveu inserir tais matérias na CF/88,

buscando assegurar hierarquia máxima para essas normas na prática, as normas constitucionais formais ou normas formalmente constitucionais poderiam estar previstas nas

leis infraconstitucionais ex.: art. 242, §§ 1º e 2º, CF/88

NORMAS CONSTITUCIONAIS QUANTO À EFICÁCIA OU À APLICABILIDADE

o critério a ser analisado é o procedimento de efeitos por parte das normas da CF/88

2