Sei sulla pagina 1di 5

Tipo de palavra ou Quando acentuar sílaba

Exemplos (como eram)

Observações (como ficaram)

Proparoxítonas

sempre

simpática, lúcido, sólido,

Continua tudo igual ao que era antes da nova ortografia. Observe:

cômodo

Pode-se usar acento agudo ou circunflexo de acordo com a pronúncia da região: acadêmico, fenômeno (Brasil) académico,

fenómeno (Portugal).

Paroxítonas

Se terminadas em: R, X, N, L, I, IS, UM, UNS, US, PS, Ã, ÃS, ÃO, ÃOS; ditongo oral, seguido ou não de S

fácil, táxi, tênis, hífen, próton, álbum(ns), vírus, caráter, látex, bíceps, ímã, órfãs, bênção, órfãos, cárie, árduos,

Continua tudo igual. Observe: 1) Terminadas em ENS não levam acento: hifens, polens. 2) Usa-se indiferentemente agudo ou circunflexo se houver variação de pronúncia: sêmen, fêmur (Brasil) ou sêmen, fémur (Portugal). 3) Não ponha acento nos prefixo paroxítonos que terminam em R nem nos que terminam em I: inter-

pólen, éden.

helênico, super-homem, anti-herói, semi-internato.

Oxítonas

Se terminadas em: A, AS, E, ES, O, OS, EM, ENS

vatapá, igarapé, avô, avós, refém, parabéns

Continua tudo igual. Observe: 1. terminadas em I, IS, U, US não levam acento: tatu, Morumbi, abacaxi. 2. Usa-se indiferentemente agudo ou circunflexo se houver variação de pronúncia: bebê, purê

(Brasil); bebé, puré (Portugal).

Monossílabos

terminados em A, AS, E, ES,

vá, pás, pé, mês, pó, pôsContinua tudo igual. Atente para os acentos nos verbos com formas

tônicos (são

O,OS

oxítonas: adorá-lo, debatê-lo, etc.

oxítonas também)

Í e Ú em palavras oxítonas e

Í e Ú levam acento se estiverem sozinhos na sílaba

saída, saúde, miúdo, aí, Araújo, Esaú, Luís, Itaú,

1. Se o i e u forem seguidos de s, a regra se mantém: balaústre, egoísmo, baús, jacuís. 2. Não se acentuam i e u se depois vier 'nh':

paroxítonas

(hiato)

baús, Piauí

rainha, tainha, moinho. 3. Esta regra é nova: nas paroxítonas, o i e u não serão mais acentuados se vierem depois de um ditongo:

baiuca, bocaiuva, feiura, maoista, saiinha (saia pequena), cheiinho (cheio). 4. Mas, se, nas oxítonas, mesmo com ditongo, o i e u

estiverem no final, haverá acento: tuiuiú, Piauí, teiú.

Ditongos abertos

EI, OI

idéia, colméia, bóia

Esta regra desapareceu (para palavras paroxítonas). Escreve-se

em palavras

agora: ideia, colmeia, celuloide, boia. Observe: há casos em que a

paroxítonas

palavra se enquadrará em outra regra de acentuação. Por exemplo:

contêiner, Méier, destróier serão acentuados porque terminam em

R.

Ditongos abertos

ÉIS, ÉU(S), ÓI(S)

papéis, herói, heróis,

Continua tudo igual (mas, cuidado: somente para palavras oxítonas

em palavras

troféu, céu, mói (moer)

com uma ou mais sílabas).

oxítonas

Verbos arguir e redarguir (agora sem trema)

arguir e redarguir usavam acento agudo em algumas pessoas do indicativo, do subjuntivo e do imperativo

 

Esta regra desapareceu. Os verbos arguir e redarguir perderam o acento agudo em várias formas (rizotônicas): eu arguo (fale: ar-gú- o, mas não acentue); ele argui (fale: ar-gúi), mas não acentue.

afirmativo.

Verbos terminados em guar, quar e quir

aguar enxaguar, averiguar, apaziguar, delinquir, obliquar usavam acento agudo em algumas pessoas do indicativo, do subjuntivo e do imperativo afirmativo.

 

Esta regra sofreu alteração. Observe:. Quando o verbo admitir duas pronúncias diferentes, usando a ou i tônicos, aí acentuamos estas vogais: eu águo, eles águam e enxáguam a roupa (a tônico); eu delínquo, eles delínquem (í tônico). tu apazíguas as brigas; apazíguem os grevistas. Se a tônica, na pronúncia, cair sobre o u, ele não será acentuado: Eu averiguo (diga averi-gú-o, mas não

acentue) o caso; eu aguo a planta (diga a-gú-o, mas não acentue).

ôo, ee

vôo, zôo, enjôo, vêem

Esta regra desapareceu. Agora se escreve: zoo, perdoo veem,

 

magoo, voo.

Verbos ter e vir

na terceira pessoa do plural

eles têm, eles vêm

Continua tudo igual. Ele vem aqui; eles vêm aqui. Eles têm sede; ela

do presente do indicativo

tem sede.

Derivados de ter e vir (obter, manter, intervir)

na terceira pessoa do singular leva acento agudo; na terceira pessoa do plural do presente levam

ele obtém, detém, mantém; eles obtêm, detêm, mantêm

Continua tudo igual.

circunflexo

Acento diferencial

   

Esta regra desapareceu, exceto para os verbos: PODER (diferença entre passado e presente. Ele não pôde ir ontem, mas pode ir hoje. PÔR (diferença com a preposição por): Vamos por um caminho novo, então vamos pôr casacos; TER e VIR e seus compostos (ver acima). Observe: 1) Perdem o acento as palavras compostas com o verbo PARAR: Para-raios, para-choque. 2) FÔRMA (de bolo): O acento será opcional; se possível, deve-se evitá-lo: Eis aqui a forma

para pudim, cuja forma de pagamento é parcelada.

Trema (O trema não é acento gráfico.) Desapareceu o trema sobre o U em todas as palavras do português: Linguiça, averiguei, delinquente, tranquilo, linguístico. Exceto as de língua estrangeira: Günter, Gisele Bündchen, müleriano

ACENTUAÇÃO GRÁFICA (de acordo com as novas regras ortográficas) Nos Roteiros 04 e 05, você aprendeu a identificar a silaba tônica das palavras e a classificar as palavras de acordo com o número de silabas. Também vimos o que é ditongo, tritongo e hiato. Essas noções são básicas para se acentuar corretamente as palavras. Uma palavra acentuada ou não pode modificar o seu sentido. Veja o exemplo da palavra sabiá/sabia/sábia abaixo:

A mãe sabiá orienta seus filhos. A mãe sabia orientar seus filhos. A mãe sábia orienta seus filhos.

No 1 o exemplo sabiá é um pássaro; no 2 o , sabia é verbo (saber); no 3 o . sábia significa que possui bom-senso, sensata. ACENTUAÇÃO DAS PALAVRAS OXÍTONAS E MONOSSÍLABOS TÔNICOS.

Vamos recordar:

SÍLABA TÔNICA – é aquela pronunciada com mais intensidade (força) que as outras, dentro da palavra. PALAVRA OXÍTONA – é aquela cuja silaba tônica (a mais forte) está localizada na última silaba da palavra. Abaixo, damos várias palavras, todas oxítonas. Algumas tem acento, outras não. São essas particularidades que queremos mostrar para você, pois elas determinam quais dessas palavras devem ser acentuadas ou não. Observe:

Alguém – oração – caju – canal – café – amor – alcançar – avião – quintal – avô – avó – canção – conseguiu – abacaxi – lição – fubá – estudar – cajá – alteração – veloz – você – cipó – armazém – parabéns – juiz – também – sabiá – corações – cipós – marajás – Amapá – Noé – jaraqui – pacu – céu – chapéu – anzóis – véu – anéis – herói - teu – meu – dodói – viveu – lei – açaí – Itaú – buriti – Rio Maú - Agora, separe as palavras acentuadas das que não possuem acento.

Palavras acentuadas

Palavras sem acento

 

Agora, observe bem. Todas as palavras oxítonas que estão acentuadas com acento agudo terminam com a(s), e(s), o(s), em, ens. Veja:

Alguém – café – avô - avó – fubá – cajá – você – cipó – armazém - parabéns – também – sabiá – cipós – marajás – Amapá – Noé – juá – Caparaó - Ainda temos as palavras oxítonas terminadas em ditongo nasal e ditongo oral com som aberto, seguidos ou não de s. As primeiras são acentuadas com til que lhes dá o som nasal. E as segundas com acento agudo por causa do som aberto. Veja:

Oração – avião – canção – alteração – corações - Céu – chapéu – anzóis – véu – anéis – herói – dodói Também se encaixam neste grupo os monossílabos tônicos terminados em a, e, o seguidos ou não de s. Veja os exemplos:

pá, pé, pó, lá, lê, ló, vá, vê, má, mês. Se você não lembra a diferença entre monossílabo tônico e átono, volte ao Roteiro de Estudos n° 05 e refresque sua memória. Pelo Novo Acordo Ortográfico, as palavras oxítonas terminadas em hiatos formados por i ou u continuam sendo acentuadas. Mas, se o hiato ocorrer no meio da palavra e estiver precedido de um ditongo, não será mais acentuado. Exemplos no final da palavra: açaí, Maú, Itaú, aí, Piauí. Exemplos no meio da palavra: feiura, bocaiuva, boiuna, baiuca. Depois destas evidências podemos concluir que:

  • 1. Todas as palavras oxítonas e os monossílabos tônicos terminados em a, e, o (seguidos ou não de s) devem ser acentuados com acento agudo (se tiver som aberto) ou circunflexo (se tiver som fechado).

  • 2. Todas as palavras oxítonas terminadas em em/ens, e em ditongo nasal e ditongo oral aberto devem ser acentuadas.

  • 3. Todas as palavra oxítonas terminadas em i ou u, quando os mesmo formarem hiato, serão acentuadas.

ACENTUAÇÃO DAS PALAVRA PAROXÍTONAS. Você já sabe que as palavras paroxítonas são aquelas cuja silaba tônica aparece na penúltima silaba da palavra. Às vezes coloca-se acento agudo ou circunflexo, outras vezes não é necessário. Como saber? É aí que devemos ficar espertos e observar sempre a terminação da palavra paroxítona. Veja:

Ímã – ímãs álbum – álbuns família – famílias fácil – fáceis órfão – órfãos próton – prótons páreo – páreos júri – júris área – áreas Mário – Mários bântu – bântus cárie – cáries água – águas tórax açúcar bíceps Concluímos que:

  • 1. toda palavra paroxítona terminada em ditongo oral ou nasal, seguida ou não de s, será acentuada;

  • 2. toda palavra paroxítona terminada em ã, i, u, n seguida ou não de s será acentuada;

  • 3. toda palavra paroxítona terminada em l, m, r, x, ps será acentuada.

Aconselho-o a memorizar essas letrinhas, pois esta é a única regra que mais envolve terminações que determinam a acentuação. ACENTUAÇÃO DAS PALAVRAS PROPAROXÍTONAS Já vimos o que são palavras proparoxítonas, mas vale a pena lembrar: são aquelas cuja silaba tônica aparece na antepenúltima sílaba da palavra. A acentuação dessas palavras é obrigatória, independe de sua terminação. A única situação que exige que se coloque um

acento agudo (se o som for aberto) ou circunflexo (se o som for fechado) é que a sílaba tônica caia na antepenúltima sílaba da palavra. E só. Fácil, não é mesmo? Concluimos, portanto, que:

  • 1. Todas as palavras proparoxítonas serão acentuadas.

_______________________________________________________________________________________

ANEXO C – O QUE MUDOU COM O NOVO ACORDO ORTOGRÁFICO EM RELAÇÃO ÀS REGRAS DE ACENTUAÇÃO.

  • 1. As palavras paroxítonas com ditongo aberto éi, oi, não serão mais acentuadas. Ex.: jiboia, ideia, Leia, heroico, assembleia.

  • 2. As palavras paroxítonas, quando a sílaba tônica for formada por i ou u hiato, antecedidos por ditongo, deixam de ser

acentuadas. Ex.: feiura, baiuca, bocaiuva, boiuna.

  • 3. O trema desaparece na Língua Portuguesa. Não será mais acentuado o u posterior ao q/g quando o mesmo for

pronunciado. Ex: tranquilo, linguiça, frequente, aguentar.

  • 4. O acento circunflexo desaparece das palavras que tem letras dobradas. Ex: enjoo, voo, perdoo, creem, leem, veem.

  • 5. Deixa de existir o acento diferencial das poucas palavras determinadas pelo acordo anterior, ficando apenas duas:

. pôr (verbo) mantém o acento circunflexo para não ser confundido com a preposição por; . pôde (verbo conjugado no passado) mantém o acento circunflexo para não ser confundido com a forma pode (o mesmo verbo no tempo presente). Agora, baseado nas explicações dadas, acentue, se for preciso, as palavras abaixo e explique porque cada uma delas leva acento.

1)Tive um

canario.

________________________________________________________________________

2) Compramos novos moveis de

sala.

___________________________________________________________

3) O peixe respira atraves de

branquias.

_________________________________________________________

4) Cairam uns niqueis no chao ._______________________________________________________________

5) A agua e indispensavel à

vida.

______________________________________________________________

6) Guardei os doces no

armario.

 

______________________________________________________________

7) Tive uma ideia

_________________________________________________________________

Eu apoio a sua __________________________________________________________________

Eu apoio a sua

__________________________________________________________________

9) A senhora trazia um veu na

cabeça.

__________________________________________________________

10) Eles aplaudiram o

heroi.

_________________________________________________________________

11) Um relampago rasgou a

noite.

_____________________________________________________________

12) No Parana existem grandes lavouras de

cafe.

__________________________________________________

13) Joana achou muito facil usar o

____________________________________________________

14) O torax e uma parte do corpo

_______________________________________________________

15) O onibus passou e Jose nem

_______________________________________________________

16) O taxi parou em frente ao

____________________________________________________________

17) O juri reuniu-se para comunicar a

___________________________________________________

18) Apos a tempestade, vem a

_________________________________________________________

19) O açai e uma fruta

tropical.

_______________________________________________________________

20) A cobra sucuriju tambem e conhecida por

boiuna.

_______________________________________________

_____________________________________________________________________________________________________

_______________________

GABARITO:

  • 1. Canário: palavra paroxítona terminada em ditongo

  • 2. Móveis: palavra paroxítona terminada em ditongo seguido de s

  • 3. Através: oxítona terminada em e seguida de s; Brânquias: paroxítona terminada em ditongo

  • 4. Caíram: hiato formado por i; Níqueis: palavra paroxítona terminada em ditongo seguido de s; Chão: ditongo nasal.

  • 5. Água: palavra paroxítona terminada em ditongo; É: monossílabo tônico terminado em e; Indispensável: palavra paroxítona terminada em l.

  • 6. Armário: palavra paroxítona terminada em ditongo.

  • 7. Nenhuma palavra necessita de acento nesta frase.

  • 8. Decisão: palavra oxítona terminada em ditongo nasal.

  • 9. Véu: monossílabo com ditongo aberto.

    • 10. Herói: palavra oxítona terminada em ditongo aberto.

    • 11. Relâmpago: palavra proparoxítona.

    • 12. Paraná: palavra oxítona terminada em a; Café: palavra oxítona terminada em e.

    • 13. Fácil: paroxítona terminada em l; Dicionário: palavra paroxítona terminada em ditongo.

    • 14. Tórax: palavra paroxítona terminada em x; É: monossílabo tônico terminado em e.

    • 15. Ônibus: palavra proparoxítona; José: palavra oxítona terminada em e

    • 16. Tórax: palavra paroxítona terminada em x

    • 17. Júri: palavra paroxítona terminada em i

    • 18. Após: palavra oxítona terminada em o(s)

    • 19. Açaí: hiato no final da palavra; É: monossílabo tônico terminado em e.

    • 20. Também: palavra oxítona terminada em em; é: monossílabo tônico terminado em e.

______________________________________________________________________________________ LEITURA SUPLEMENTAR

DE OLHO NA LINGUAGEM: TINTIM (Luis Fernando Veríssimo, Comédias Para se Ler na Escola) Durante alguns anos, o tintim me intrigou. Tintim por tintim: o que queria dizer aquilo? Imaginei que fosse alguma misteriosa medida de outros tempos que sobrevivera ao sistema métrico, como a braça, a légua, etc. Outro mistério era o triz. Qual a exata definição de um triz? É uma subdivisão de tempo ou de espaço. As coisas deixam de acontecer por um triz, por uma fração de segundo ou de milímetro. Mas que fração? O triz talvez correspondesse a meio tintim, ou o tintim a um décimo de triz. Tanto o tintim quanto o triz pertenceriam ao obscuro mundo das microcoisas. Há quem diga que não existe uma fração mínima de matéria, que tudo pode ser dividido e subdividido. Assim como existe o infinito para fora – isto é, o espaço sem fim, depois que o Universo acaba – existiria o infinito para dentro. A menor fração da menor partícula do último átomo ainda seria formada por dois trizes, e cada triz por dois tintins, e cada tintim por dois trizes, e assim por diante, até a loucura. Descobri, finalmente, o que significa tintim. É verdade que, se tivesse me dado ao trabalho de olhar no dicionário mais cedo, minha ignorância não teria durado tanto. Mas o óbvio, às vezes, é a última coisa que nos ocorre. Está no Aurelião. Tintim, vocábulo onomatopaico que evoca o tinido das moedas. Originalmente, portanto, “tintim por tintim” indicava um pagamento feito minuciosamente, moeda por moeda. Isso no tempo em que moedas, no Brasil, tiniam, ao contrário de hoje, quando são feitas de papelão e se chocam sem ruído. Numa investigação feita hoje, da corrupção no país, tintim por tintim, ficaríamos tinindo sem parar e chegaríamos a uma nova concepção de infinito. Tintim por tintim. A menina muito dada namoraria sim-sim por sim-sim. O gordo incontrolável progrediria pela vida quindim por quindim. O telespectador habitual viveria plim-plim por plim-plim. E você e eu vamos ganhando nosso salário tin por tin (olha aí, a inflação já levou dois tins). Resolvido o mistério do tintim, que não é uma subdivisão nem de tempo, nem de espaço, nem de matéria, resta o triz. O Aurelião não nos ajuda. “Triz”, diz ele, significa por pouco. Sim, mas que pouco? Queremos algarismos, virgulas, zeros, definições para “triz”. Substantivo feminino. Popular. “Icterícia”. Triz quer dizer icterícia. Ou teremos que mudar todas as nossas teorias sobre o Universo ou teremos que mudar de assunto. Acho melhor mudar de assunto. O Universo já tem problemas demais. _______________________________________________________________________________________ AUTO-AVALIAÇÃO

Leia o texto abaixo para responder às questões:

O GALO QUE LOGROU A RAPOSA

(Monteiro Lobato)

  • 1. Um velho galo matreiro, percebendo a aproximação da raposa, empoleirou-se numa árvore. A raposa, desapontada, murmurou consigo:” … Deixa estar, seu malandro, que já te curo!…” E em voz alta:

  • 2. – Amigo, venho contar uma grande novidade: acabou-se a guerra entre os animais. Lobo e cordeiro, gavião e pinto, onça e veado, raposa e galinhas, todos os bichos andam agora aos beijos, como namorados. Desça desse poleiro e venha receber o meu abraço de paz e amor.

  • 3. – Muito bem! – exclamou o galo. Não imagina como tal notícia me alegra! Que beleza vai ficar o mundo, limpo de guerras, crueldades e traições! Vou já descer para abraçar a amiga raposa, mas… como lá vem vindo três cachorros, acho bom esperá-los, para que eles também tomem parte da confraternização.

  • 4. Ao ouvir falar de cachorros Dona Raposa não quis saber de histórias, e tratou de pôr-se a fresco, dizendo:

  • 5. – Infelizmente, amigo Co-ri-co-có, tenho pressa e não posso esperar pelos amigos cães. Fica para outra vez a festa, sim? Até logo.

  • 6. E raspou-se.

  • 7. Contra esperteza, – esperteza e meia .

I – Assinale a única alternativa que substitui a palavra ou expressão grifada:

  • 1. Em: “Um velho galo matreiro, percebendo…” (parág. 1), a palavra grifada significa:

a.( ) notando b.( ) adivinhando c.( ) supondo d.( ) prevendo

  • 2. Em: “… percebendo a aproximação da raposa…” (parág. 1) a palavra grifada significa:

a.( ) proposta b.( ) intenção c.( ) voz d.( ) chegada

  • 3. Em: “…empoleirou-se numa árvore,” (parág. 1), a palavra sublinhada pode ser substituída por:

a.( ) escondeu-se b.( ) subiu c.( ) pulou d.( ) encolheu-se

  • 4. Em: “A raposa, desapontada, murmurou consigo…” (parág. 1), a palavra sublinhada significa:

a.( ) disse em voz alta b.( ) falou disfarçadamente c.( ) resmungou d.( ) pensou

  • 5. Em: “- Muito bem! – exclamou o galo.” (parág. 3), a palavra sublinhada significa:

a.( ) falar em voz alta e com admiração b.( ) falar em tom de censura c.( ) falar demonstrando aprovação d.( ) falar em tom autoritário

  • 6. Em: “Que beleza vai ficar o mundo, limpo de guerras…” (parág. 3), a expressão sublinhada equivale a:

a.( ) entre as b.( ) apesar das c.( ) longe das d.( ) sem as

  • 7. Em: “…e tratou de pôr-se a fresco…” (parág. 4) a expressão grifada quer dizer:

a.( ) ir para um lugar onde não faça calor b. ( ) sair para o ar livre c.( ) ir saindo d.( ) colocar-se a salvo

8 Em: “E raspou-se.” (parág. 6), a expressão sublinhada significa:

a.( ) saiu calmamente b.( ) saiu precipitadamente c.( ) escondeu-se d.( ) feriu-se II – Assinale a única alternativa correta de acordo com o texto .

  • 9. Quando o galo se empoleirou na árvore, a raposa ficou:

a.( ) zangada b.( ) decepcionada c.( ) indiferente d.( ) contente

  • 10. A respeito da atitude do galo, a raposa pensou consigo mesma: “Deixa estar, seu malandro, que já te curo!”

(parág. 1). Isso significa que ela pensou em:

a.( ) aliviar o sofrimento do galo b.( ) dar uma lição no galo c.( ) cozinhar o galo d.( ) fazer amizade com o galo

  • 11. Ao dizer: “Que beleza vai ficar o mundo, limpo de guerras, crueldades e traições!” (parág. 3), o galo se refere às:

a.( ) desavenças ocorridas entre os homens b.( ) brigas entre ele e a raposa c.( ) crueldades cometidas pela raposa em relação a seus amigos d.( ) desavenças havidas no reino animal.

  • 12. A raposa é tida como um animal muito astuto, esperto. Nesta fábula, a raposa mostrou-se:

a.( ) mais esperta do que o galo b.( ) menos esperta do que o galo

c.( ) tão esperta quanto o galo d.( ) muito esperta, além de corajosa e brincalhona

  • 13. O nome Co-ri-co-có, usado pela raposa em referência ao galo, relaciona-se:

a.( ) ao canto do galo b.( ) à raça do galo c.( ) à cor do galo d.( ) ao físico do galo

  • 14. Vendo que o galo se colocou a salvo em cima de uma árvore, o que fez a raposa no sentido de convencê-lo a descer?

a.( ) Chamou outros animais para confirmar que a guerra entre os animais havia acabado. b.( ) inventou que havia terminado a guerra entre os animais. c.( ) esperou os cachorros chegarem para ajudá-la a convencer o galo de que agora eram amigos. d.( ) subiu também na árvore.

  • 15. Ao falar sobre os animais, a raposa apresenta-os aos pares: lobo e cordeiro, gavião e pinto, onça e veado, raposa e

galinha. Por que ela se refere aos animais dessa forma? a.( ) porque esses animais representam a inimizade existente entre essas espécies. b.( ) Porque o lobo, o gavião, a onça e a raposa são animais selvagens; o cordeiro, o pinto, o veado e a galinha são animais domésticos. c.( ) porque a raposa era amiga de todos esses animais. d.( ) porque a raposa queria também ser amiga do galo.

  • 16. Ao comentar que gostaria de esperar os cachorros para a confraternização, por que o galo os mencionou e não qualquer

outro animal? a.( ) porque o galo tinha convidado os cachorros para participarem da festa. b.( ) porque o cão é considerado o amigo n° 01 da raposa.

c.( ) porque o galo queria saber se era verdadeira a história que a raposa lhe contara. d. ( ) porque os cachorros não sabiam que a guerra entre os animais havia acabado.

  • 17. As fábulas são uma espécie de história em que os personagens, geralmente animais, conversam e agem como seres

humanos. Do que acontece entre esses personagens, tira-se, no final da fábula, uma conclusão ou uma lição para a vida prática – é a moral da história. Na fábula que você leu, a moral é expressa pela frase: “Contra esperteza, esperteza e meia”, (parág. 7). Que ensinamento nos transmite essa frase? a.( ) Quem não é esperto, não é inteligente. b.( ) A esperteza é uma qualidade só existente no galo e na raposa. c.( ) Os animais são mais espertos que os seres humanos. d.( ) Devemos estar atentos para agir com inteligência, a fim de não sermos enganados por pessoas inescrupulosas.

III – Acentue, se for preciso, as palavras abaixo e explique porque cada uma delas leva acento.

1) Tive um

________________________________________________________________________

2) Compramos novos moveis de

___________________________________________________________

3) O peixe respira atraves de

____________________________

4) Cairam uns niqueis no chao ._______________________________________________________________

5) A agua e indispensavel à

______________________________________________________________

6) Guardei os doces no

_______________________________________________________________

7) Tive uma ideia

7) Tive uma ideia

__________________________________________________________________

Eu apoio a sua

___________________________________________________________________

9) A senhora trazia um veu na

cabeça.

__________________________________________________________

10) Eles aplaudiram o

heroi.

_________________________________________________________________

11) Um relampago rasgou a

noite.

_____________________________________________________________

12) No Parana existem grandes lavouras de

cafe.

___________________________________________________

13) Joana achou muito facil usar o

dicionario.

 

____________________________________________________

14) O torax e uma parte do corpo

_______________________________________________________

15) O onibus passou e Jose nem

_______________________________________________________

16) O taxi parou em frente ao

hotel.

____________________________________________________________

17) O juri reuniu-se para comunicar a

sentença.

___________________________________________________

18) Apos a tempestade, vem a

19) O açai e uma fruta

tropical.

bonança.

_________________________________________________________

_______________________________________________________________

20) A cobra sucuriju tambem e conhecida por

boiuna.

_______________________________________________

GABARITO: Atribua a cada resposta correta o valor de 1,33 pts. Nas questões sobre acentuação de palavras e justificativa atribua 1,33 para acentuação correta e 1,33 para justificativa correta. I – 1-a 2-d 3-b 4-c 5-a 6-d 7-d 8-b II - 9-b 10-b 11-d 12-b 13-a 14-b 15-a 16-c 17-d III – 1. Canário: palavra paroxítona terminada em ditongo

  • 2. Móveis: palavra paroxítona terminada em ditongo seguido de s

  • 3. Através: oxítona terminada em e seguida de s; Brânquias: paroxítona terminada em ditongo

4.Caíram: hiato formado por i; Níqueis:palavra paroxítona terminada em ditongo seguido de s; Chão: ditongo nasal

  • 5. Água: palavra paroxítona terminada em ditongo; É: monossílabo tônico terminado em e; Indispensável: palavra paroxítona

terminada em l

  • 6. Armário: palavra paroxítona terminada em ditongo

  • 7. Nenhuma palavra necessita de acento nesta frase.

  • 8. Decisão: palavra oxítona terminada em ditongo nasal.

  • 9. Véu: monossílabo com ditongo aberto.

    • 10. Herói: palavra oxítona terminada em ditongo aberto.

    • 11. Relâmpago: palavra proparoxítona.

    • 12. Paraná: palavra oxítona terminada em a; Café: palavra oxítona terminada em e.

    • 13. Fácil: paroxítona terminada em l; Dicionário: palavra paroxítona terminada em ditongo.

    • 14. Tórax: palavra paroxítona terminada em x; É: monossílabo tônico terminado em e.

    • 15. Ônibus: palavra proparoxítona; José: palavra oxítona terminada em e.

    • 16. Tórax: palavra paroxítona terminada em x.

    • 17. Júri: palavra paroxítona terminada em 1.

    • 18. Após: palavra oxítona terminada em o(s).

    • 19. Açaí: hiato no final da palavra; É: monossílabo tônico terminado em e.

    • 20. também: palavra oxítona terminada em em; é: monossílabo tônico terminado em e.