Sei sulla pagina 1di 89

- A FÉ EXPLICADA - 1

A

EXPLICADA

Evangelista :
Luis Fernando Rogerio

Evangelista: Luis Fernando Rogério


Evangelista:
Luis Fernando Rogério

A

EXPLICADA

Copyright ©2002
Todos direitos reservados para
o evangelista Luis Fernando Rogério

Salvo menção em contrário, todas as referências


Bíblicas foram extraídas da Bíblia edição
Revista e Atualizada (ARA), traduzida para
a Língua Portuguesa por João Fereira de Almeida.
Sobre o Autor:

Luis Fernando Rogério é atualmente


Evangelista pela Igreja da Fé do Brasil em
Ituverava - SP.
Nascido no dia 23 de Fevereiro de 1972
na cidade de Ituverava-SP- Brasil casado com
Fernanda Cristina dos Santos Rogério,
Pai de um casal de filhos,
Luis Fernando Rogério Junior ( 8 anos )
e Jessica Cristina Rogério ( 3 Anos ).
Cursado em Teologia no Brasil pelo I.C.I
com sede em Bruxelas – Bélgica, em 1993.
Batizado nas no dia 16 junho 1991
E com Espírito Santo em Setembro de 1992.
PREFÁCIO

A Fé Explicada é a realização de um grande


sonho, não porque escreví o livro mais porque o
conhecimento que tenho sobre o Tema Fé eu
coloquei a disposição de uma quantidade maior
de pessoas, além das quatro paredes da Igreja,
onde tenho pregado e ensinado. Embora temos
vários livros que abordam o Tema Fé, todavia A
Fé Explicada não é uma cópia de idéias de
outros livros, ou seja, o conteúdo as vezes vem
até contradizer-los. Não porque seja polemico,
mais porque é uma nova descoberta bíblica. Em
momento algum tenho a intensão de contradizer
outros livros da mesma categoria, na verdade
venho a acrescentar mais conhecimentos aos
mesmos. Espero ter podido Explicar a sua Fé
neste livro e principalmente ajuda-lo(a) a sair de
um aparente conflito de informações que as vezes
tem trazido muita confusão para muitas pessoas.
Que Deus te abençoe em Nome de Jesus Cristo,
Nosso Senhor e Salvador, esse é o meu desejo e a
minha oração.
Evangelista - Luis Fernando Rogério
CONTEÚDO

Introdução
A Importância da Fé .................................. 7-15
Capítulo 1
Em Plena Certeza de Fé ........................... 16-21
Capítulo 2
O Que Não é a Fé ...................................... 22-36
• Fé Mental X A Fé Bíblica .............. 23-30
• Fé Intelectual X A Fé Bíblica ........ 31-34
• O Dom da Fé X A Fé Bíblica ......... 34-38
Capítulo 3
O Que é a Fé .............................................. 39-52
• A Fé é Certeza ................................ 42-46
• A Fé é Convicção ............................ 47-52
Capítulo 4
Como Receber a Fé ................................... 53-57
Capítulo 5
A Origem da Fé ......................................... 58-63
Capítulo 6
O Que Vem Depois da Fé ......................... 64-79
• Renovar a Mente ............................ 64-69
• Resistir ao Diabo ............................ 70-74
• Esperar em Deus ............................ 75-79

Capítulo 7
Alimento Para Sua Fé .............................. 80-93
• Quando Tudo Parece Perdido ...... 80-82
• O Longo Sofrimento ............................ 83
• Vontade de Vencer ......................... 84,85
• Aproveitando a Oportunidade ..... 86,87
• Colocando a Fé em Ação ............... 88-90
• Liberando o Poder de Deus .......... 91,93
INTRODUÇÃO

A Importância da Fé

Sem dúvida alguma, a fé é uma das virtudes


cristã mais importante que aparece nas páginas da
Bíblia Sagrada. Só no Novo Testamento por
exemplo, ela aparece pôr 230 vezes na versão
Almeida Revista e Atualizada. E mediante outros
termos, como o verbo crer, confiar e etc, ela ainda
aparece pôr muitas vezes mais.
A grande ênfase dada pelos autores sagrados ao
tema fé no Novo Testamento é uma clara evidência
que ela se tornou em relação ao Antigo
Testamento, uma das três virtudes mais importante
da vida cristã, pois no Antigo Testamento a fé e
outros termos não aprecem na mesma propoção
que no Novo Testamento.

“Agora, pois, permanecem a fé, a esperança e o


amor, estes três; porém o maior destes é o amor”.
1 Coríntios 13.13
Só para se ter uma idéia a palavra grega “pistis”
(fé), aparece 230 vezes no Novo Testamento e no
Velho Testamento a palavra hebraíca “emunah”
aparece por 49 vezes, incluindo Habacuque 2.4,
- A FÉ EXPLICADA - 8

texto que o apóstolo Paulo cita em Romanos 1.17.


Veja só o verbo grego “pisteuo” (o verbo crer),
aparece em todo N.T por 220 vezes, já no V.T a
palavra é “aman” aparece por 102 vezes, incluindo
Gênises 15.6, texto que o apóstolo Paulo cita em
Romanos 4.3.
Se continuarmos fazendo comparações com
outros termos relacionado a fé iremos concluir que
de fato o N.T dá mais ênfase a Fé do que o V.T.
Quando analisamos a vida e os ensinamentos do
Senhor Jesus Cristo, facilmente percebemos a
grande ênfase que Ele mesmo deu a fé.

"Ao que lhe respondeu Jesus: Se podes! Tudo é


possível ao que crê”. Marcos 9.23

Na vida e nos ensinamentos dos apóstolos e da


Igreja primitiva, também facilmente percebemos a
fé tendo um papel muito importante na vida deles.
O apostolo Paulo pôr exemplo, nas epistolas que
escreveu, encontramos trechos que dão clara
evidência e inquestionável sobre a importância da
fé para vida do crente.

“Pois não me envergonho do evangelho, porque é


o poder de Deus para a salvação de todo aquele
que crê, primeiro do judeu e também do grego;
visto que a justiça de Deus se revela no evangelho,
de fé em fé, como está escrito: O justo viverá pôr
fé.” Romanos 1.16,17

Evangelista: Luis Fernando Rogério


- A FÉ EXPLICADA - 9

O autor sagrado da epístola aos Hebreus, pôr sua


vez, não só explica a importância da fé, mais vai
além. Ele esclarece que a fé é indispensável para
que se possa alcançar qualquer benção de Deus que
se deseje.

"De fato, sem fé é impossível agradar a Deus,


porquanto é necessário que aquele que se
aproxima de Deus creia que ele existe e que se
torna galardoador dos que o buscam”.
Hebreus 11.6

Percorrendo as páginas da Bíblia Sagrada, somos


exortados a crer em Deus, ou seja, depositar fé
Nele, pois com ela expressamos a nossa
dependência a Ele.
Depositar fé em Deus é depender Dele. É
abandonar os nossos recursos e buscar os recursos
Dele.
Como explica o autor sagrado da epístola aos
Hebreus, sem fé Nele, não podemos agradá-lo.
Porque na verdade sem ela não demonstramos
dependência a Ele.
Quando buscamos qualquer ajuda que seja alheia
a de Deus, na verdade estamos evitando crer Nele.
Qualquer crente pode ir com muita frequência a
Igreja, Orar, Jejuar, Pregar, Cantar louvores, mais
se todavia ele evita crer em Deus nos momentos
difíceis da sua vida, isso subtende que a pessoa não
está dependendo unicamente Dele para aquilo ou
aquilo outro.
Evangelista: Luis Fernando Rogério
- A FÉ EXPLICADA - 10

Ao contrario dessa atitude, quando realmente se


tem fé bíblica, os nossos recursos se encontram em
Deus.
Não estou desfazenddo da fé de ninguém, mais
uma coisa é certa, fé é fé. Se digo possuir fé em
Deus mais evito crer Nele, então minha fé fica
descarecterizada da sua verdadeira função que é
levar-me a Deus.
Com os mandamentos do Antigo Testamento (A
Antiga Aliança), Deus tinha a expectativa de que as
pessoas respondessem a Misericórdia e a Graça
Divina, pois o objetivo da mesma era conduzir as
pessoas à plena dependência de Deus.
A intenção da lei era despertar a consciência do
pecador para a sua condição miserável e corrupta.
Pois, imagino Deus pensando: “A lei é impossível
de ser obedecida completamente, com isso eles (as
pessoas) perceberão que são incapazes de
sobreviver unicamente pela obediência a ela (havia
promessas para aqueles que conseguissem
obedecer à lei. Romanos 10.5). Por nescessitarem
das minhas bençãos então me buscarão pedindo
Misericórdia e Graça, convencidos que na atual
condição espiritual deles, precisam da minha ajuda
para sobreviverem".
Mais, a lei que deveria cumprir a expectativa de
Deus, aproximando o homem Dele, na verdade
distanciou. Porque não entenderam o propósito da
lei.
A intenção da lei era revelar o pecador que sou e
não para que fosse salvo pôr ela, pois a lei não
Evangelista: Luis Fernando Rogério
- A FÉ EXPLICADA - 11

pode salvar, uma vez que não podemos obedece-la


na íntegra. Se conseguíssemos obedecer
completamente à lei, já não necessitariamos de
salvação, pôr que já seriamos perfeitos, santos.
Nossa natureza então não necessitaria ser
transformada, porque já seria ela de acordo com a
vontade de Deus.

“Que diremos, pois? É a lei pecado? De modo


nenhum! Mas eu não teria conhecido o pecado,
senão pôr intermédio da lei; pois não teria eu
conhecido a cobiça, se a lei não dissera: Não
cobiçarás.
8 Mas o pecado, tomando ocasião pelo
mandamento, despertou em mim toda sorte de
concupiscência; porque, sem lei, está morto o
pecado.
9 Outrora, sem a lei, eu vivia; mas, sobrevindo o
preceito, reviveu o pecado, e eu morri.
10 E o mandamento que me fora para vida,
verifiquei que este mesmo se me tornou para
morte.
11 Porque o pecado, prevalecendo-se do
mandamento, pelo mesmo mandamento, me
enganou e me matou.
12 Por conseguinte, a lei é santa; e o mandamento,
santo, e justo, e bom.
13 Acaso o bom se me tornou em morte? De modo
nenhum! Pelo contrário, o pecado, para revelar-se
como pecado, por meio de uma coisa boa, causou-
me a morte, a fim de que, pelo mandamento, se
Evangelista: Luis Fernando Rogério
- A FÉ EXPLICADA - 12

mostrasse sobremaneira maligno.


14 Porque bem sabemos que a lei é espiritual; eu,
todavia, sou carnal, vendido à escravidão do
pecado.
15 Porque nem mesmo compreendo o meu próprio
modo de agir, pois não faço o que prefiro, e sim o
que detesto.
16 Ora, se faço o que não quero, consinto com a
lei, que é boa.
17 Neste caso, quem faz isto já não sou eu, mas o
pecado que habita em mim.
18 Porque eu sei que em mim, isto é, na minha
carne,
não habita bem nenhum, pois o querer o bem está
em mim; não, porém, o efetuá-lo.
19 Porque não faço o bem que prefiro, mas o mal
que não quero, esse faço.
20 Mas, se eu faço o que não quero, já não sou eu
quem o faz, e sim o pecado que habita em mim.
21 Então, ao querer fazer o bem, encontro a lei de
que o mal reside em mim.
22 Porque, no tocante ao homem interior, tenho
prazer na lei de Deus;
23 mas vejo, nos meus membros, outra lei que,
guerreando contra a lei da minha mente, me faz
prisioneiro da lei do pecado que está nos meus
membros.
24 Desventurado homem que sou! Quem me
livrará do corpo desta morte?
25 Graças a Deus por Jesus Cristo, nosso Senhor.
De maneira que eu, de mim mesmo, com a mente,
Evangelista: Luis Fernando Rogério
- A FÉ EXPLICADA - 13

sou escravo da lei de Deus, mas, segundo a carne,


da lei do pecado.
1 Agora, pois, já nenhuma condenação há para os
que estão em Cristo Jesus.
2 Porque a lei do Espírito da vida, em Cristo
Jesus, te livrou da lei do pecado e da morte.
3 Porquanto o que fora impossível à lei, no que
estava enferma pela carne, isso fez Deus enviando
o seu próprio Filho em semelhança de carne
pecaminosa e no tocante ao pecado; e, com efeito,
condenou Deus, na carne, o pecado,
4 a fim de que o preceito da lei se cumprisse em
nós, que não andamos segundo a carne, mas
segundo o Espírito”. Romanos 7.7-25 e Romanos
8.1-4.
“Porque pela graça sois salvos, mediante a fé; e
isto não vem de vós; é dom de Deus; Não de
obras, para que ninguém se
glorie.”Efésios 2.8,9.

Deus não ortogou a lei para salvar-nos, mais para


nos aproximar Dele, por causa daquilo que não
conseguimos obedecer.

“Ora, a lei não procede de fé, mas: aquele que


observar os seus preceitos por eles viverá”.
Mas, antes que viesse a fé, estávamos sob a tutela
da lei e nela encerrados, para essa fé que, de
futuro, haveria de revelar-se. De maneira que a lei
nos serviu de aio para nos conduzir a Cristo, a fim
de que fôssemos justificados por fé. Mas, tendo
Evangelista: Luis Fernando Rogério
- A FÉ EXPLICADA - 14

vindo à fé, já não permanecemos subordinados ao


aio.” Gálatas 3.12,23-25

Quando se compra um bem ou imóvel, na forma


legal da lei do país, recebemos um comprovante de
pagamento dos mesmos, pelo qual recebemos
direitos e garantias como proprietário. No mundo
da fé a Promessa de Deus é uma garantia de posse.
E a atitude de depositar fé Nele é indício que
aceitei a sua Palavra como Fiel e Verdadeira.
Se a Palavra de Deus me dá garantia dos meus
direitos, então devo aceitá-la como o meu único
recurso, para apropriar das bençãos de Deus.
Se na Bíblia Sagrada você já encontrou alguma
promessa que chamou-lhe a atenção, então saiba
que você tem direito sobre ela porque as Promessas
de Deus é garantia de bençãos, pois Deus é Fiel a
elas.
“Guardemos firme a confissão da esperança,
sem vacilar, pois quem fez a promessa é fiel.”
Hebreus 10.23

Existe tanta coisa importante para nossa vida e a


fé além de ser uma dessas é na verdade mais do
que isso, ela é até indispensável para nossa vida
espiritual.
“para que, uma vez confirmado o valor da vossa
fé, muito mais preciosa do que o ouro perecível,
mesmo apurado por fogo, redunde em louvor,
glória e honra na revelação de Jesus Cristo”
1 Pedro 1.17
Evangelista: Luis Fernando Rogério
- A FÉ EXPLICADA - 15

Sem ela não se pode aproximar de Deus, pois é


ela quem leva as pessoas a acreditarem na
existência de Deus e que Ele possui o Poder para
ajudar a todos que procuram o seu socorro.
Portanto, tenha fé em Deus. "Ao que Jesus lhes
disse: Tende fé em Deus” Marcos 11.22

Evangelista: Luis Fernando Rogério


Capítulo 1

EM PLENA CERTEZA DE FÉ

O autor sagrado na epístola aos Hebreus 10.22,


nos ensina um principio muito importante que
deveria ser praticado por todos nós. Ele explica que
é necessário ter plena certeza de fé, ou seja, que
devemos primeiro examinar se de fato possuímos a
fé genuína ou até fé suficiente, antes de qualquer
aproximação de Deus.
Mas, Deus não nos aceita da forma que somos?
Sim, mais será que aceitamos a sua promessa da
forma que ela é?
O fator importante aqui não é se Deus nos aceita
mais se estamos prontos para receber a promessa,
ou seja, se cremos de fato na possibilidade de
recebe-la.
Ao meu ver o autor sagrado deixa subtendido que,
somente não receberemos as promessas de Deus, se
a nossa fé não for genuína ou então insuficiente
para apropriar de tais promessas. Uma vez que as
Promessas de Deus são infalíveis.

"Guardemos firme a confissão da esperança, sem


vacilar, pois quem fez a promessa é fiel”.
- A FÉ EXPLICADA - 17

Hebreus 10.23

Precisamos dessa certeza tão logo quanto


precisamos das bençãos de Deus. E essa certeza só
virá se soubermos indentificar a fé biblica. É muito
importante saber o que é a fé para se ter a certeza
se a possuimos ou não.
É na bíblia sagrada que encontramos as promessas
de Deus para nós e ela por sua vez é a origem da fé
em nossos corações e a Fidelidade de Deus é a
garantia de que Ele vai cumprir a suas promessas
fielmente.
Se temos as promessas de Deus, logo podemos ter
também a fé. E se temos a fé logo podemos
também receber as bençãos das promessas de Deus.
Quero fazer uma observação neste momento sobre
as promessas feitas por Deus. Devemos entender
que as promessas de Deus envolvem a vida
presente e a vida futura. Há promessas de Deus que
diz respeito à vida eterna com Cristo, e há também
promessas de Deus que diz respeito a essa vida que
agora vivemos com Cristo.

“Pois o exercício físico para pouco é proveitoso,


mas a piedade para tudo é proveitosa, porque tem
a promessa da vida que agora é e da que há de
ser”. Fiel é esta palavra e digna de inteira
aceitação.” 1 Timóteo 4.8,9

Por isso devemos ter o grande cuidado de não


confundir entre as promessas, reivindicando uma
Evangelista: Luis Fernando Rogério
- A FÉ EXPLICADA - 18

promessa para a vida presente quando somente se


cumprirá no futuro. Porque é lógico cada promessa
tem o tempo certo de se cumprir.
Mais se as promessas de Deus que busco tem a
promessa para essa vida presente, certamente pela
fé posso apropriar-me dela. Assim também ocorre
com as promessas que são para o futuro, por
exemplo, a Salvação Eterna, certamente me
apropriarei dela de modo completo no dia da
manifestação de Cristo.
Enquanto o tempo do pleno cumprimento dela
ainda não chega, corro o risco de vir a perde-la se
não perseverar até o fim.

"Aquele, porém, que perseverar até o fim, esse será


salvo”. Mateus 24.13

Porém, a verdade é bem esta, na maioria das


vezes não recebemos as bençãos das promessas de
Deus porque falhamos em nossa fé. Por isso,
examinar para saber se de fato estamos ou não
possuindo a fé genuína ou suficiente, não é uma
atitude tola ou inconveniente, antes, uma prevenção
contra uma possível tentativa que pode custar
muito caro.
Para sabermos se de fato possuímos a fé genuína
ou se possuímos a fé suficiente para tal, temos que
aprender o que é a fé e o que não é a fé. E acredito
que o segredo mora aí. Pois se sei que a fé que digo
possuir não é fé genuína, então saberei que a
chance de apropriar das promessas de Deus é zero.
Evangelista: Luis Fernando Rogério
- A FÉ EXPLICADA - 19

Porque sem fé é impossível.

"De fato, sem fé é impossível agradar a Deus,


porquanto é necessário que aquele que se
aproxima de Deus creia que ele existe e que se
torna galardoador dos que o buscam”.
Hebreus 11.6

Mais se sei que a fé que digo possuir de fato é


genuína, então nada mais resta senão colocar essa
fé em ação. Posso então apropriar das promessas de
Deus, porque a chance de sucesso é 100%.

“Ao que lhe respondeu Jesus: Se podes! Tudo é


possível ao que crê”. Marcos 9.23

A fé tem recebido uma série de definições. E


essas definições, no entanto tem trazido muita
confusão.
Tanto o ministrador da benção de Deus como a
pessoa pretendente da Benção, deverão possuir a
fé. E ambas também deverão Ter plena certeza da
sua fé.
O apostolo Paulo, por exemplo, quando esteve
pregando na cidade de Listra, um coxo foi ouvinte
da Palavra de Deus. E este recebeu fé no decorrer
da mensagem. E Paulo no decorrer da mesma, viu
que este homem tinha fé para ser curado. E com
ousadia ministrou a cura, e esse homem foi curado
de paralisia.

Evangelista: Luis Fernando Rogério


- A FÉ EXPLICADA - 20

"Onde anunciaram o evangelho. Em Listra,


costumava estar assentado certo homem aleijado,
paralítico desde o seu nascimento, o qual jamais
pudera andar. Esse homem ouviu falar Paulo, que,
fixando nele os olhos e vendo que possuía fé para
ser curado, disse-lhe em alta voz: Apruma-te
direito sobre os pés! Ele saltou e andava”.
Atos 14.7-10

O que pareceu muito simples para o apostolo


Paulo é o que parece muito difícil para nós hoje,
ver essa fé no nosso ouvinte, mais porque? Porque
o apostolo Paulo tinha certeza da sua fé. Ele sabia
no que cria, e pregava o evangelho visando
resultado.
Muitos pregadores costumam exigir fé dos
ouvintes para que sejam abençoados, quando na
verdade os proprios pregadores precisam também
crer igualmente.
Veja só o caso do menino lunático, de quem os
nenhum dos discipulos de Jesus não puderam
expulsar os demônios. Observe o que Jesus lhes
disse quando eles pediram explicação da razão de
não conseguirem expulsar os demônios do menino.

“E ele lhes respondeu: Por causa da pequenez da


vossa fé. Pois em verdade vos digo que, se tiverdes
fé como um grão de mostarda, Direis a este monte:
Passa daqui para acolá, e ele passará. Nada vos
será impossível.” Mateus 17.20

Evangelista: Luis Fernando Rogério


- A FÉ EXPLICADA - 21

Aqui nesse texto a fé exigida não é apenas do


ouvinte da palavra, mais principalmente do
pregador.
Não podemos dar aquilo que não temos. Mais
podemos testemunhar aquilo que vivemos e
cremos, daquelas experiências que já tivemos com
o Poder de Deus.
Como o apostolo Paulo viu a fé no homem, eu
não sei dizer com certeza, poderia ser por divina
revelação ou simplismente pelo comportamento do
homem. A palavra “viu” que aparece no texto
originalmente significa “perceber por qualquer um
dos Sentidos”, ou seja, o apostolo Paulo poderia ter
sentido, observado com os olhos e etc a fé do
homem. Eu acredito que o homem demonstrou a
sua fé de algum modo visível, pois como pregador
vejo nos ouvintes interessados uma expressão
diferencial daqueles que não estão interessados.
Mas o importante nesse fato é que o apostolo
Paulo procurava ver fé no seu ouvinte como ponto
de referência, para que podesse então ministrar o
Poder de Deus.
Vemos por esses textos que tanto o ouvinte como
o ministrante devem possuir a fé. E aprendemos
que saber se de fato a fé existe ou não, ou se a fé é
suficiente ou não, é muito importante.

Evangelista: Luis Fernando Rogério


- A FÉ EXPLICADA - 22

Capítulo 2

O QUE NÃO É A FÉ

Tenho dito até aqui que para termos plena certeza


se de fato possuimos a fé ou não, ou se a fé que
dizemos possuir é realmente suficiente ou não, é
preciso saber indentificar a fé, ou seja, entender o
que é a fé e o que não é a fé.
A fé tem sido definida de varias maneiras
diferentes e cada um tem aplicado a sua vida
conforme o seu entendimento.
Por isso surge a dúvida, “O que é a Fé?” ou
melhor, “O que não é a Fé?”.
Primeiro vamos responder a dúvida, “O que não é
a Fé?”. Não acredito que unicamente iliminando as
coisas que não são é que vamos entender as que
são. Pois talvez até saibamos o que não é a Fé,
mais não sabemos todavia o que é a Fé. Mais se
soubermos explicar o que não é a fé, estamos perto
de saber o que é a Fé.

A Fé Mental X A Fé Bíblica

Uma das definições da fé em que eu acreditava


ser a fé bíblica é também a fé que muitas pessoas
Evangelista: Luis Fernando Rogério
- A FÉ EXPLICADA - 23

defendem como bíblica, a saber, a fé mental.


A fé mental é aquela fé denominada como "o
pensamento positivo". Desde já quero deixar bem
claro que não quero dar a entender de forma
alguma, que a fé não contenha o elemento do
pensamento positivo. Isso seria uma contradição
com as Escrituras Sagradas, pois entendo que a fé
leva o indivíduo a fluir todos os tipos de atitudes
positivas.
O que quero dizer é que a Fé Bíblica não é
somente uma atitude de pensamento positivo.
Quero dizer também que a Fé mental existe e tem a
sua utilidade, mais no que diz respeito às Bênçãos
de Deus, ela não serve para ser usada para se
apropriar das promessas de Deus por si só. Ela não
é a fé que a Bíblia Sagrada aborda nas suas
páginas.
Na verdade a fé mental é um esforço empregado
por alguém para se crer, ou seja, na verdade a
pessoa não se sente convencida, mais mesmo assim
tende-se a esforçar para crer, porque a sua
necessidade obriga a agir assim. Porém a realidade
interior demonstra que ela não está convencida
daquilo que afirma crer. Porém ao contrário disso a
fé bíblica é uma convicção no interior e por isso
professamos com palavras o que cremos.

"Porque com o coração se crê para justiça e com a


boca se confessa a respeito da salvação”.
Romanos 10.10

Evangelista: Luis Fernando Rogério


- A FÉ EXPLICADA - 24

Os professos da fé mental se baseia no


pensamento e na confissão do "eu já possuo, eu
consigo, já deu certo, e etc...". Dando a entender
que simplesmente pela atitude positiva, seja por
palavras ou reação, pode-se controlar as
circunstâncias adversas. Esse tipo de fé tende a
subtender que é igual um poder. Ou seja,
acredita-se que essa fé mental é que materializa os
desejos.
Mais ao contrario da fé mental a fé bíblica não é
poder, mais sim, aquilo que leva Deus liberar o seu
Poder.

“Porque, dizia: Se eu apenas lhe tocar as vestes,


ficarei curada”.
E logo se lhe estancou a hemorragia, e sentiu no
corpo estar curada do seu flagelo.
Jesus, reconhecendo imediatamente que dele saíra
poder, virando-se no meio da multidão, perguntou:
Quem me tocou nas vestes?”Marcos 5.28-30

É bom sempre lembrarmos, que a fé não possui


poder próprio para materializar as promessas de
Deus ou o desejo próprio. Ela não tem valor algum
se não a depositarmos em Deus. A nossa fé foi
provida por Deus para que podessemos crer Nele.
Porque Ele pelo seu Poder pode materializar
qualquer coisa que queira ou que tenha prometido.

"Eu sou a videira, vós, os ramos. Quem


permanece em mim, e eu, nele, esse dá muito fruto;
Evangelista: Luis Fernando Rogério
- A FÉ EXPLICADA - 25

porque sem mim nada podeis fazer". João 15.5

“tudo posso naquele que me fortalece."


Filipenses 4.13

Não adianta acreditar que reagindo positivamente


no dia a dia o demônio vai sair ou que a doença vai
sair ou que as circunstâncias adversas vão
desaparecer. Porque é o Poder de Deus canalizado
pela fé bíblica é que vai expulsar esse mau.
O Senhor Jesus nos ensina que para a benção
ocorrer é preciso fazer três coisas:
1) Ordenar a transferência do Monte (do mal).
2) Não duvidar no coração.
3) Crer no que disse (que o mal já obedeceu à
ordem).

"porque em verdade vos afirmo que, se alguém


disser a este monte: Ergue-te e lança-te no mar, e
não duvidar no seu coração, mas crer que se fará o
que diz, assim será com ele." Marcos 11.23

Observação: Não cometa o equivoco de colocar


em ordem as condições, porque não foi essa a
pretensão de Jesus.
O Senhor Jesus na verdade quis que soubéssemos
o que se deve fazer como condição, para que ocorra
a benção. Se colocarmos em ordem as condições,
estaremos forçando Jesus a dizer algo que não quis
dizer. Pois seria então:
1) ordenar.
Evangelista: Luis Fernando Rogério
- A FÉ EXPLICADA - 26

2. não duvidar
3. E crer
Seria uma infantilidade interpretar tal coisa, uma
vez que assim sendo, estaríamos subtendendo que
Jesus ensinou que devemos :
1) Exigir a saída do mau sem possuir fé para tal
2) Esforçar para não duvidar mesmo que o
coração duvide.
3) E que as nossas palavras tem poder próprio
se acreditarmos nelas apesar das circunstâncias
adversas.
Essas atitudes não são suficientes sem a atuação
do Poder de Deus em primeiro lugar.
Como dei a entender, eu acredito que o Poder de
Deus é mais importante do que a fé. Mais sem a fé
bíblica esse Poder não pode ser canalizado. Com
isso aprendemos que fé deve ser genuína e também
o suficiente para que tudo ocorra dentro da
previsão da Palavra de Deus, isto é, "Ao que lhe
respondeu Jesus: Se podes! Tudo é possível ao que
crê”. Marcos 9.23
Não adianta supormos, fingir, esforçar para
acreditar, imaginando que assim vamos tapear o
diabo e daí então ele vai nos deixar em paz. O
Poder de Deus tem que ser real, senão o diabo, a
doença ou mal que seja, continuará oprimindo.
Entendamos também o seguinte, não é Deus que
não quer abençoar a pessoa que não possui a fé.
Pelo contrário, é a própria pessoa que não consegue
canalizar o Poder de Deus sem a sua fé.
Não é Deus que não aceita o incrédulo, pelo
Evangelista: Luis Fernando Rogério
- A FÉ EXPLICADA - 27

contrário, é o incrédulo que não crê em Deus, isto


é, não se aproxima de Deus.

“Eis que a mão do SENHOR não está encolhida,


para que não possa salvar; nem surdo o seu
ouvido, para não poder ouvir. Mas as vossas
iniqüidades fazem separação entre vós e o vosso
Deus; e os vossos pecados encobrem o seu rosto de
vós, para que vos não ouça” Isaías 59.1,2.

As pessoas dizem: “Deus não me ouve!”. Ou será


que na realidade as tais pessoas não acreditam que
foram ouvidas por Deus. Com a falta de fé entende-
se que Deus não ouve, mais com a fé entende-se
que Deus já ouviu. Isso não esforçar para crer, mais
é saber pela Palavra de Deus que Ele ouve aqueles
que o buscam. Isso é promessa de Deus.
“ Pedi, e dar-se-vos-á; buscai e achareis; batei, e
abrir-se-vos-á. Pois todo o que pede recebe; o que
busca encontra; e, a quem bate, abrir-se-lhe-á.Ou
qual dentre vós é o homem que, se porventura o
filho lhe pedir pão, lhe dará pedra? Ou, se lhe
pedir um peixe, lhe dará uma cobra? Ora, se vós,
que sois maus, sabeis dar boas dádivas aos vossos
filhos, quanto mais vosso Pai, que está nos céus,
dará boas coisas aos que lhe pedirem?”
Mateus 7.7-11

No entanto, a fé mental se esforça para vencer os


impedimentos, combatendo o mundo espiritual do
mau com reação positiva, dando a entender que
Evangelista: Luis Fernando Rogério
- A FÉ EXPLICADA - 28

esforçar para crer gera o Poder necessário para


vencer o mal.
Um edifício, uma casa ou qualquer construção
erguida, não pode permanecer firme se esta não
possuir fundamento, alicerce. Na verdade o imóvel
pode até existir, mais sem o devido fundamento,
certamente não terá muita duração. Tudo que
assoprar ou bater contra ela poderá causar o
desabamento. É sempre um risco esforçar para crer,
quando não se crê de verdade.

"Todo aquele, pois, que ouve estas minhas


palavras e as pratica será comparado a um homem
prudente que edificou a sua casa sobre a rocha; e
caiu a chuva,
transbordaram os rios, sopraram os ventos e
deram com ímpeto contra aquela casa, que não
caiu, porque fora edificada sobre a rocha. E todo
aquele que ouve estas minhas palavras e não as
pratica será comparado a um homem insensato
que edificou a sua casa sobre a areia; e caiu a
chuva, transbordaram os rios, sopraram os ventos
e deram com ímpeto contra aquela casa, e ela
desabou, sendo grande a sua ruína."
Mateus 7.24-27

A fé de uma pessoa pode ser comparada com um


imóvel, bem alicerçado ou não. Porém se a fé tem
fundamento no coração, a pessoa tem todas as
condições para vencer os obstáculos que surgirão
para faze-la duvidar das Promessas de Deus.
Evangelista: Luis Fernando Rogério
- A FÉ EXPLICADA - 29

Agora a pessoa que possui a fé somente, pelo


esforço próprio (reação positiva), defrontará com
os obstáculos, mais sem a fé fundamentada no
coração, facilmente mudará de pensamento, mesmo
que não queira admitir isso, mais com o tempo ela
não suportará as pressões adversas, não porque não
quer, mais porque não pode pois as suas forças
serão insuficientes para suportar as pressões.

“Peça-a, porém, com fé, em nada duvidando; pois


o que duvida é semelhante à onda do mar,
impelida e agitada pelo vento”.
Não suponha esse homem que alcançará do Senhor
alguma coisa; homem de ânimo dobre, inconstante
em todos os seus caminhos.”Tiago 1.6-8

Volto a repetir o que antes disse, a fé bíblica


impele o indivíduo a fluir reações positivas.
"Tendo, porém, o mesmo espírito da fé, como está
escrito: Eu cri; por isso, é que falei. Também nós
cremos; por isso, também falamos”
2 Coríntios 4.13

A certeza da vitória mora no coração da pessoa


que tem fé bíblica, porque a Fidelidade e a
Soberania de Deus garante o cumprimento da
Promessa contida na Palavra de Deus.
Espero que você tenha entendido isso. Se
entendeu e se for usuário do tipo errado de fé,
aceite meu conselho, "tenha plena certeza da sua
fé" .
Evangelista: Luis Fernando Rogério
- A FÉ EXPLICADA - 30

Os fracassos concernentes à fé não ocorrerá mais


se você não usar o tipo errado de fé.

A Fé Intelectual X A Fé Bíblica

O que é fé intelectual?
É aquela que entendo que está descrita em Tiago
2.14-26.

"Meus irmãos, qual é o proveito, se alguém disser


que tem fé, mas não tiver obras? Pode, acaso,
semelhante fé salvá-lo? Se um irmão ou uma irmã
estiverem carecidos de roupa e necessitados do
alimento cotidiano, e qualquer dentre vós lhes
disser: Ide em paz, aquecei-vos e fartai-vos, sem,
contudo, lhes dar o necessário para o corpo, qual é
o proveito disso?
Assim, também a fé, se não tiver obras, por si só
está morta. Mas alguém dirá: Tu tens fé, e eu tenho
obras; mostra-me essa tua fé sem as obras, e eu,
com as obras, te mostrarei a minha fé. Crês, tu,
que Deus é um só? Fazes bem. Até os demônios
crêem e tremem.
Queres, pois, ficar certo, ó homem insensato, de
que a fé sem as obras é inoperante? Não foi por
obras que Abraão, o nosso pai, foi justificado,
quando ofereceu sobre o altar o próprio filho,
Isaque?
Vês como a fé operava juntamente com as suas
Evangelista: Luis Fernando Rogério
- A FÉ EXPLICADA - 31

obras; com efeito, foi pelas obras que a fé se


consumou, e se cumpriu a Escritura, a qual diz:
Ora, Abraão creu em Deus, e isso lhe foi imputado
para justiça; e: Foi chamado amigo de Deus.
Verificais que uma pessoa é justificada por obras e
não por fé somente. De igual modo, não foi
também justificada por obras a meretriz Raabe,
quando acolheu os emissários e os fez partir por
outro caminho? Porque, assim como o corpo sem
espírito é morto, assim também a fé sem obras é
morta.”.

Tiago ensina que esse tipo de fé não é eficiente,


porque ela é morta. Ele em momento algum afirma
que a fé não existe, mais que tal pessoa possui uma
fé inoperante. De fato, o corpo sem o espirito (a
vida do corpo) está morto e antes deste decompor-
se ainda ele existe. (Tiago 2.26). A Fé sem ação é
como um cadáver que não tem vida.
A fé intelectual é na verdade a fé bíblica mais
ainda incompleta, porque ela ainda não foi
colocada em ação.
A pessoa sabe porque sabe e está convicta que
Deus pode, mais, todavia não coloca a sua fé em
ação, porque ainda não sabe que para funcionar é
preciso agir, colocar a fé em ação.
A fé intelectual é um dos erros que muitas vezes
cometemos, pois aceitamos tudo o que a Palavra de
Deus nos ensina, aceitamos todas as Promessas de
Deus como verdadeiras, mais contudo,
apropriamos muito pouco dessas bençãos de Deus.
Evangelista: Luis Fernando Rogério
- A FÉ EXPLICADA - 32

A fé intelectual é aquele consetimento que temos


sobre a doutrina de Deus, sobre a Palavra de Deus
e etc. Tiago ensina que até assim os demonios
crêem. “Crês, tu, que Deus é um só? Fazes bem.
Até os demônios crêem e tremem. Queres, pois,
ficar certo, ó homem insensato, de que a fé sem as
obras é inoperante?” .
É muito comum esse tipo de fé, porque é facil
apenas concordar, aceitar. Rara todavia é aquela fé
que tem ação, que contagia desde o coração até as
palavras de alguém. Ter essa fé intelectual não
basta para receber as bençãos das promessas de
Deus. Pois, a fé a exemplo de Abraão, ela leva os
indivíduos a andar com Deus, a pensar como Deus,
a falar como Deus e etc.

“Andou Enoque com Deus e já não era, porque


Deus o tomou para si.” Genesis 5.24

Eu mesmo preciso me libertar dessa fé intelectual


e passar a crer de fato nas promessas de Deus. Essa
não é apenas uma responsabilidade do leitor, mais
minha também. E isso vamos nos libertando a
medida que vamos aprendendo que a fé intelectual
é inoperante, ela não funciona, ela comum até a
demônios. Não basta saber, entender. Temos que
agir.
Depois que o leitor assimilar essa verdade, talvez
fique até cauteloso em fazer o que fazia antes, pois
de agora em diante poderá ser tudo bem calculado
antes qualquer reação. Alguns poderiam chamar
Evangelista: Luis Fernando Rogério
- A FÉ EXPLICADA - 33

isso de esfriamento na fé, mais não é não, sabe


porque? Porque o que antes era feito no esforço
para de crer, agora é feito na fé genuina, na fé
biblica. O erros não ocorreram, não haverá mais
decepções, tudo porque sabe-se O que não é a Fé e
O que não é a Fé.
O objetivo desse livro é justamente esse, explicar
a fé biblica para que todos nós, os crentes
possamos honram o titulo que nos é conferido.

O Dom da Fé X A Fé Bíblica

“A outro, no mesmo Espírito, a fé; e a outro,


no mesmo Espírito, dons de curar”;
1 Coríntios 12.9

A fé bíblica não pode ser confundida com o Dom


da Fé e vice-versa. Quando uma promessa tal exige
uma fé grande ou rara a maioria dos estudiosos
tende a confundir a fé bíblica com o Dom da Fé.
Normalmente dizem que a fé necessária para
receber a cura, a libertação, as bênçãos materiais é
o Dom da fé. E a Salvação, o Perdão de Deus e etc,
é a fé biblica. Cuidado! Cuidado para não cometer
esse erro que é uma tendência comum daqueles que
não conseguem alcançar as bençãos pela fé. Pois
para justificar o fracasso tende-se a dizer que o fato
de não se receber as bençãos de Deus é porque
faltou o dom da fé.
Evangelista: Luis Fernando Rogério
- A FÉ EXPLICADA - 34

O dom da fé seria para estes o quesito nescessário


para alcançar as promessas de Deus mais difícies.
Devemos saber separar uma fé da outra, pois a fé
biblica é uma e o dom da fé é outra.
A fé bíblica não é o Dom pela seguinte razão:
1. A fé bíblica se recebe pela Palavra de Deus.
2. E o Dom da fé se recebe pela vontade do
Espirito Santo.
3. O Dom da fé é um Dom que é dado a pessoa
para que esta venha ajudar outra pessoa.
4. A fé bíblica é usada para receber para si
próprio as bênçãos de Deus
5. Se a fé para receber as bênçãos materiais é o
Dom da fé, então nem todas as pessoas
podem ser abençoadas porque o Dom da fé
não é dado para todas pessoas.
6. Se a fé para receber as bênçãos materiais é o
Dom da fé, então qual era a fé que possuía as
pessoas que foram curadas pôr Jesus, uma vez
que o Espirito Santo ainda não repartia os
dons.
7. Se a fé para receber as bênçãos é o Dom da
fé, então qual fé que possuem todas essas
pessoas que testemunham sua benção
recebida, se o dom da fé não é para todos.

“Ora, os dons são diversos, mas o Espírito é o


mesmo. E também há diversidade nos serviços,
mas o Senhor é o mesmo. E há diversidade nas
realizações, mas o mesmo Deus é quem opera tudo
em todos. A manifestação do Espírito é concedida
Evangelista: Luis Fernando Rogério
- A FÉ EXPLICADA - 35

a cada um visando a um fim proveitoso”.


1 Coríntios 12.4-7.

Dizer que a fé usada pôr aqueles que receberam as


bênçãos nos dias de Jesus Cristo foi o Dom da fé, é
limitar as bênçãos de Deus as outras pessoas.
O Dom da fé é uma fé que realiza em prol do
próximo e a fé bíblica se usa para receber a benção
para si próprio.

“Essa é a razão pôr que provém da fé, para que


seja segundo a graça, a fim de que seja firme a
promessa para toda a descendência, não somente
ao que está no
regime da lei, mas também ao que é da fé que teve
Abraão (porque Abraão é pai de todos nós”
Romanos 4.16
Nestes versículos citados acima, aprendemos que
pela fé todos nós temos direito as Promessas de
Deus. Se todos nós temos, logo todos nós temos.
Ou seja, Deus não faria promessas a todos se para
todos não fossem possivel. Se é o dom da fé que
precisamos logo Deus fez confusão, pois eu diria
que Deus fez promessas para todos uma vez que o
Dom da Fé não é dado para Todos
O que Deus teria possibilitado a todos depois veio
a limitar somente para alguns. Será que Deus é
volúvel em sua Palavra? Não, não acredito de
forma alguma. Deus não é de Confusão. Confusos
estão aqueles que não sabem explicar a fé.
Veja bem, os que não possuem o dom de curar,
Evangelista: Luis Fernando Rogério
- A FÉ EXPLICADA - 36

mesmo sem, as vezes oram uns pelos os outros e os


doentes são curados. E os que possuem o dom de
curar quando oram pelos os doentes e estes com
mais naturalidade e eficácia recebem a cura. A
diferença entre ambos que oram pela cura se vê na
habilidade e naturalidade de um (o dom de curar) e
na limitação do outro (os que não tem o dom de
curar).
A função dos dons do Espirito, qualquer que seja,
é uma. E a Função de uma virtude cristã é outra. A
função do dom da fé é operar as bençãos de Deus,
já a fé biblica é para se receber as bençãos de Deus.
O Dom da fé é ferramenta de trabalho do obreiro. E
a Fé Bíblica é a Virtude do crente.

“ Ora, os dons são diversos, mas o Espírito é o


mesmo.
E também há diversidade nos serviços, mas o
Senhor é o mesmo. E há diversidade nas
realizações, mas o mesmo Deus é quem opera tudo
em todos. A manifestação do Espírito é concedida
a cada um visando a um fim proveitoso.
Porque a um é dada, mediante o Espírito, a
palavra da sabedoria; e a outro, segundo o mesmo
Espírito, a palavra do conhecimento; a outro, no
mesmo Espírito, a fé; e a outro, no mesmo Espírito,
dons de curar; a outro, operações de milagres; a
outro, profecia; a outro, discernimento de
espíritos; a um, variedade de línguas; e a outro,
capacidade para interpretá-las.
Mas um só e o mesmo Espírito realiza todas estas
Evangelista: Luis Fernando Rogério
- A FÉ EXPLICADA - 37

coisas, distribuindo-as, como lhe apraz, a cada um,


individualmente.” 1 Corintios 12.4-11.

“A uns estabeleceu Deus na igreja,


primeiramente, apóstolos; em segundo lugar,
profetas; em terceiro lugar, mestres; depois,
operadores de milagres; depois, dons de curar,
socorros, governos, variedades de línguas.
Porventura, são todos apóstolos? Ou, todos
profetas? São todos mestres? Ou, operadores de
milagres?Têm todos dons de curar? Falam todos
em outras línguas? Interpretam-nas todos?”
1 Cor 12.28-30.

Evangelista: Luis Fernando Rogério


Capítulo 3

O QUE É A FÉ

Como saber que a fé que digo possuir de fato é a


fé bíblica?
Resposta: Compreendendo o que é a fé.
Compreender a fé é a maneira mais certa para não
cometermos erros.
Já que sabemos o que não é a fé, vai ser muito
facil entender o que é a fé.
O autor sagrado da epístola aos Hebreus explica:

“Ora, a fé é a certeza de coisas que se esperam,


a convicção de fatos que se não vêem”.
Hebreus 11.1

Com exortações por toda epístola, o autor sagrado


da epístola aos Hebreus, explica que para receber
as promessas de Deus é necessário depositar fé em
Deus.
“De fato, sem fé é impossível agradar a Deus,
porquanto é necessário que aquele que se
aproxima de Deus creia que ele existe e que se
torna galardoador dos que o buscam”.
Hebreus 11.6
- A FÉ EXPLICADA - 39

Mais o autor não fica somente nessas exortações.


Ele vai além de exortar, também explica o que é a
fé.
Não é pôr acaso que ele escreveu aos seus
destinatários, descrevendo o que é a fé no capítulo
11.1. Havia com certeza razão e necessidade para
tal, isso fica explícito em toda epístola.
O autor sagrado resume em Hebreus 11.1 o que é
a fé nas palavras “Certeza” e “Convicção” (usada
na Versão RA). Ele tem em mente o Testemunho
de vida daqueles que foram heróis no Antigo
Testamento, colocando a fé em Deus.
“Pois, pela fé, os antigos obtiveram bom
testemnho”. Hebreus 11.2

Sem dúvida alguma, o autor sagrado tinha em


mente o objetivo de explicar a fé para aquelas
pessoas que não sabia o que realmente era a fé
genuína. E com certeza as pessoas para quem
escreveu não estavam crendo da maneira certa em
Deus, pôr isso é que o autor sagrado informa que
ali entre eles havia muito desânimo, quanto o
esperar nas promessas de Deus.

“Pôr isso, restabelecei as mãos descaídas e os


joelhos trôpegos; e fazei caminhos retos para os
pés, para que não se extravie o que é manco;
antes, seja curado.”
Hebreus 12.12,13
Deus conservou essa epistola até hoje porque
muitos haveriam de precisar ainda dos segredos
Evangelista: Luis Fernando Rogério
- A FÉ EXPLICADA - 40

existentes nela.
Se você é aquela pessoa que não sabe o que é a fé
e vive fazendo um tanto de sacrifícios como
símbolo de fé, você então deve aprender já o que é
a fé. Se você acha que a fé é Poder, olhe já para o
texto de Hebreus 11.1 e entenda o que é a fé
realmente. Se você supõe que a fé é fazer de conta,
é fingir que, esforçar para acreditar e etc, então
veja só o que diz o texto bíblico.
Se você tem temor no Deus dessa Bíblia Sagrada,
então acredite na sua Palavra e faça conforme os
seus ensinamentos. Não acredite no que ensina a
filosofia anti-bíblica, no que ensina a teologia
morta e no que ensina a ciência que tende a
desmerecer a total confiança na Bíblia Sagrada.
Creia na a Palavra de Deus.
“Estes, porém, foram registrados para que creiais
que Jesus é o Cristo, o Filho de Deus, e para que,
crendo, tenhais vida em seu nome”.João 20.31

Nesse versículo 1 do capítulo 11 de Hebreus, o


autor sagrado define a fé usando duas palavras que
aparece na versão RA, que a saber são: “Certeza” e
“Convicção”. Com essas duas palavras ele
descreve o que é a fé. E com elas é que vamos
compreender o que de fato é a fé bíblica.

Evangelista: Luis Fernando Rogério


- A FÉ EXPLICADA - 41

A FÉ É CERTEZA

“Ora, a fé é a certeza de coisas que se esperam,


a convicção de fatos que se não vêem”.
Hebreus 11.1

Certeza é a palavra que a versão Almeida Revista


e Atualizada utiliza para traduzir a palavra grega do
original “hupostasis”.
O original grego subtende a idéia de “se estar
seguro, Ter garantia, realidade de existencia, firme
convicção de...”
Essa certeza não pode ser confundida com a
vontade de crer, ou seja, não devemos esforçar para
crer para provar que possímos a fé.
A Certeza deverá surgir no coração como
resultado da Palavra de Deus. É a Mensagem de
Deus que transmite a fé ao coração e para que
tenhamos a fé, devemos ouvir a Palavra de Deus.

“E, assim, a fé vem pela pregação,


e a pregação, pela palavra de Cristo”.
Romanos 10.17

Muitas pessoas pensam que a fé é algo que


tiramos do nada. Quando quizermos te-la teremos.
Mais não é assim, porque a fé é um resultado do
ouvir a Palavra de Deus. Portanto a fé não pode ser
obtida quando eu quero, mais quando ouvir ou
meditar na Palavra de Deus.
Se em algum momento estivermos precisando de
Evangelista: Luis Fernando Rogério
- A FÉ EXPLICADA - 42

fé mais não encontrar a certeza no coração, então


na verdade não estamos preparados para
recebermos as bênçãos de Deus. Não que Deus não
queira abençoar, mais porque sem a fé não se crê
legitimamente Nele.
Sem a fé genuína no coração a pessoa certamente
é vacilante e conseqüentemente não pode apropriar
das Promessas de Deus.
“Peça-a, porém, com fé, em nada duvidando; pois
o que duvida é semelhante à onda do mar,
impelida e agitada pelo vento. Não suponha esse
homem que alcançará do Senhor alguma coisa;
homem de ânimo dobre, inconstante em todos os
seus caminhos”. Tiago 1.6-8

A fé é aquela certeza que destaca-se nas pessoas


quando estas estão esperando pela Promessa de
Deus.
No capitulo 11 da epistola aos Hebreus o autor
sagrado descreve a fé como a virtude que mais
ficou explícito nos heróis do Antigo Testamento.
Essa certeza fica cada vez mais transparente nesses
heróis quando maior se ve a benção e as
dificuldades que eles tem como alvo para suas
vidas.
O fato desses heróis Ter sucesso e possuir
testemunhos para dar é porque a fé que possuíram
era de fato genuína.
Abraão não iria sair da sua terra e parentela sem
saber para onde ir se não tivesse certeza da
Promessa de Deus, ou seja, que Deus era Poderoso
Evangelista: Luis Fernando Rogério
- A FÉ EXPLICADA - 43

e Fiel para cumprir com a sua Promessa.

“Pela fé, Abraão, quando chamado, obedeceu, a


fim de ir para um lugar que devia receber pôr
herança; e partiu sem saber aonde ia”
Hebreus 11.8.

Na medida que vamos acompanhando os relatos


bíblicos, principalmente os capítulos 11 de
Hebreus, compreendemos que a fé é uma certeza
interior. E essa Certeza consequentemente é obtida
aprendemos que Deus é Fiel as suas Promessas,
que é a Vontade de Deus abençõar todas pessoas
sem distinção e que Deus possui todo Poder para
tornar as promessas possíveis a nós.
Só depositaremos uma grande fé em Deus na
medida em que compreendemos quão grande é o
nosso Deus.
Se o teu deus é pequeno, infiel, com pouco poder
e nem sempre quer ajudá-lo, como se pode colocar
fé num deus deste?
Mais o Deus que eu falo, Ele é o Criador e não é
criatura. Ele possui todo Poder. A sua Vontade é
me ajudar. Ele é Fiel, ou seja, Ele não menti, não
falha, não arrependi. Tudo que Ele fala, Ele cumpri
sempre.

“Deus não é homem, para que minta; nem filho de


homem, para que se arrependa. Porventura, tendo
ele prometido, não o fará? Ou, tendo falado, não o
cumprirá?” Números 23.19.
Evangelista: Luis Fernando Rogério
- A FÉ EXPLICADA - 44

Quando se possui a fé biblica a pessoa se senti


segura da sua benção sem importar-se com o tempo
que vai levar para esta benção se materializar na
sua vida.
Com a fé biblica a pessoa vê como real, como
existente a sua benção mesmo ainda não
materializada na sua vida.
Para os que tem fé é o mesmo que possuir um
comprovante, uma garantia de posse das promessas
de Deus.
Os que possuem a fé contradiz os sentindos e
sentimentos contrários as Promessas de Deus.
A palavra grega “hupostasis” usada no original,
subtende a idéia de estar tranquilo mesmo em meio
a tantas turbulências da vida.

“E eis que sobreveio no mar uma grande


tempestade, de sorte que o barco era varrido pelas
ondas. Entretanto, Jesus dormia” Mateus 8.24
“Este, recebendo tal ordem, levou-os para o
cárcere interior e lhes prendeu os pés no tronco.
Por volta da meia-noite, Paulo e Silas oravam e
cantavam louvores a Deus, e os demais
companheiros de prisão escutavam.”
Atos 16.24,25
O Senhor não estava tentando dormir para sentir
tranquilo, antes Ele dormiu porque estava
tranquilo, ou seja, o que deveria temer?
O apostolo Paulo e Silas, porque cantavam e
Oravam? Era uma oração de desespero? Choros?
Evangelista: Luis Fernando Rogério
- A FÉ EXPLICADA - 45

Gritos?
Cantavam Louvores a Deus ou cantavam
indagações por estarem presos sendo servos do Rei
dos Reis?.
Veja que Eles tinham Certeza, tranquilidade e isso
denota a sua fé.
Você não precia aceitar a dor, a doença, o
infortúnio ou qualquer desgraça na sua vida para
provar que tem a fé. Por outro lado se isso
acontecer a sua fé deve prevalecer, porque é nessa
hora que a fé fica patente.
Foi diante de grandes dificuldades que o autor
sagrado aos Hebreus no capitulo 11, viu que os
servos de Deus eram de fatos homens de Fé, que
eram Heróis da Fé.
Por isso quanto maior a sua dificuladade e se ficar
firme em Jesus, maior será vista a sua fé.
As coisas espirituais só podem ser vistas pela fé, é
por isso que alguns mesmo na dificuldade não
desistem, porque vêem além. Vêem a benção.
Vêem Deus agindo.
“visto que andamos por fé e não pelo que vemos.”
2 Corintios 5.7

Evangelista: Luis Fernando Rogério


- A FÉ EXPLICADA - 46

A FÉ É CONVICÇÃO

“Ora, a fé é a certeza de coisas que


se esperam, a convicção de
fatos que se não vêem”.
Hebreus 11.1

A outra palavra que a Versão RA utiliza para


definir o que é a Fé é “Convicção”. Essa palavra é
uma tradução da palavra grega “elegchos”. Ela era
usada na antigüidade para denotar aquilo que seria
a prova de uma acusação ( independente se esta era
ou não uma prova verdadeira). Baseado nessa
prova, se esta não fosse refutada, o réu era
sentenciado como culpado.
Aqui ela foi aplicada pelo autor sagrado para
explicar o que a fé como uma prova interior,
argumentando que existem realidades espirituais
além da visão humana, que não se pode enxergar.
Em relação às promessas de Deus aprendemos
que a fé uma convicção interior e que certamente
as promessas de Deus se cumprirão,e pôr isso a
esperamos, mesmo que os olhos não possam
enxergar isso.
A Bíblia Sagrada narra vários exemplos
ensinando que raramente a visão humana tem razão
no que vê, quando diz respeito às realidades
espirituais.
O apostolo Paulo reforça essa verdade quando diz
“visto que andamos pôr fé e não pelo que vemos”
2 Coríntios 5.7
Evangelista: Luis Fernando Rogério
- A FÉ EXPLICADA - 47

No livro de Salmos encontramos o seguinte,


“Lâmpada para os meus pés é a tua palavra e, luz
para os meus caminhos” Salmos 119.105.
Andar pela fé é mesmo que obedecer a Palavra de
Deus. Não andar dirigido pela nossa visão humana
é o mesmo que rejeitar qualquer coisa que possa
pôr em dúvida a Promessa de Deus.
Não podemos olhar para o Monte (Problema,
Circunstâncias Adversas, Adversários, Dificuldade
e etc...).
“Elevo os olhos para os montes: de onde me virá o
socorro? O meu socorro vem do SENHOR, que fez
o céu e a terra”. Salmos 121.1,2

A fé é os nossos olhos espirituais. Ela consegue


enxergar a realidade da Palavra de Deus onde
nenhum olho humano pode enxergar.
Mais é possível que a nossos olhos espirituais
estejam fechados, cegados ou com visão fraca. Para
tais casos o remédio é a Palavra de Deus, isto é,
meditar na Palavra de Deus.
Essa convicção não pode ser adquirida pela
própria pessoa, pelo seu potencial ou pelo seu
esforço de crer. É a própria Palavra de Deus que
faz com o que essa fé apareça no coração.
Quando falo em visão espiritual e principalmente
se ela está fraca, gosto de lembrar e meditar na
experiência que teve Hagar no deserto.

“Levantou-se, pois, Abraão de madrugada, tomou


pão e um odre de água, pô-los às costas de Agar,
Evangelista: Luis Fernando Rogério
- A FÉ EXPLICADA - 48

deu-lhe o menino e a despediu. Ela saiu, andando


errante pelo deserto de Berseba.
Tendo-se acabado a água do odre, colocou ela o
menino debaixo de um dos arbustos e, afastando-
se, foi sentar-se defronte, à distância de um tiro de
arco; porque dizia: Assim, não verei morrer o
menino; e, sentando-se em frente dele, levantou a
voz e chorou. Deus, porém, ouviu a voz do menino;
e o Anjo de Deus chamou do céu a Agar e lhe
disse: Que tens, Agar? Não temas, porque Deus
ouviu a voz do menino, daí onde está.
Ergue-te, levanta o rapaz, segura-o pela mão,
porque eu farei dele um grande povo. Abrindo-lhe
Deus os olhos, viu ela um poço de água, e, indo a
ele, encheu de água o odre, e deu de beber ao
rapaz.” Genises 21.14-19

O Senhor Deus nesse relato nos ensina uma


grande verdade. Que Ele Pode nos ajudar onde
quer que estejamos. Ainda que estejamos perdidos
no deserto da vida. Aprendemos que é preciso Ter
visão além da visão dos olhos humanos, ou seja,
devemos Ter visão espiritual.
Aprendemos que há a possíbilidade de muitas
vezes de se estar lamentando, chorando, esperando
no que vai dar, quando, entretanto, as bençãos de
Deus está tão perto de nós e nem ao menos
sabemos disso e que não apropriamos das bençãos
porque não temos visão espiritual para enxerga-las.
Aprendemos que a fé é a visão espiritual que
precisamos possuir para se poder receber as
Evangelista: Luis Fernando Rogério
- A FÉ EXPLICADA - 49

bênçãos de Deus. E aprendemos que muitos


enxergam errado porque não possuem a visão da
Fé.
Portanto, a convicção é aquilo que está no
interior, que foi transmitido pela Palavra de Deus,
que é sempre contrário às circunstancias adversas.
Se o coração não pensa conforme a Palavra de
Deus é porque ele não está cheio da Palavra de
Deus.

“O homem bom do bom tesouro do coração tira o


bem, e o mau do mau tesouro tira o mal; porque a
boca fala do que está cheio o coração”.Lucas 6.45

Quando se possui convicção interior, isto é, a fé,


as promessas de Deus terá mais influência sobre o
indivíduo do que aquilo que vemos. Com a fé
sempre enxergará a realidade das promessas de
Deus e jamais se renderá as dificuldades que
possam surgir.
Abraão é um grande exemplo de homem de Fé.
Sabemos que Abraão tinha muita convicção na
promessas de Deus de modo que o vemos
contradizer até o bom senso. Abraão e Sara não
podiam gerar filhos por causa da idade avançada,
mais mesmo assim, contrariando a lógica, deram
crédito a promessa de Deus de que gerariam um
filho. O que pode levar alguém a acreditar numa
coisa fora da lógica? É a fé nas promessas de Deus,
é enxergar além dos olhos físicos, é enxergar com
os olhos espirituais.
Evangelista: Luis Fernando Rogério
- A FÉ EXPLICADA - 50

“Abraão, esperando contra a esperança, creu,


para vir a ser pai de muitas nações, segundo lhe
fora dito: Assim será a tua descendência. E, sem
enfraquecer na fé, embora levasse em conta o seu
próprio corpo amortecido, sendo já de cem anos, e
a idade avançada de Sara, não duvidou, por
incredulidade, da promessa de Deus; mas, pela fé,
se fortaleceu, dando glória a Deus, estando
plenamente convicto de que ele era poderoso para
cumprir o que prometera.”Romanos 4.18-21

Teste a sua fé, se pergunte agora: “dou


importância mais as promessas de Deus ou dou
mais importância no vejo?”.
Algumas pessoas acham que devem fingir que os
problemas não existem, mais não é o que
aprendemos com Abraão. Ele não fingiu que não
existia um grande dificuldade, antes ele ignorou,
não deu crédito, não se importou com a dificuldade
e deu crédito as promessas de Deus. Como ele
conseguiu fazer isso? Ora, ele possuia a fé biblica,
que recebera ao ouvir o que Deus lhe dissera. Ele
enxergava como Deus, ele andava com Deus, ele
está convicto que certamente iria receber a benção
que Deus lhe prometera.

Evangelista: Luis Fernando Rogério


Capítulo 4

COMO RECEBER A FÉ

“E, assim, a fé vem pela pregação,


e a pregação, pela palavra de Cristo”.
Romanos 10.17
O apostolo Paulo nos ensina que a fé é o
resultado da mensagem da Palavra de Deus. Sem a
Palavra de Deus é impossível receber fé no
coração. Porque é a Palavra de Deus que revela a
Vontade, o Poder, O amor e Fidelidade de Deus.

“Tu, porém, permanece naquilo que aprendeste e


de que foste inteirado, sabendo de quem o
aprendeste e que, desde a infância, sabes as
sagradas letras, que podem tornar-te sábio para a
salvação pela fé em Cristo Jesus. Toda a Escritura
é inspirada pôr Deus e útil para o ensino, para a
repreensão, para a correção, para a educação na
justiça, a fim de que o homem de Deus seja perfeito
e perfeitamente habilitado para toda boa obra.”
2 Timóteo 3.14-17
Toda pessoa que dá atenção a Palavra de Deus
recebe fé no coração. Porque a Bíblia Sagrada
contém a Palavra de Deus que é Deus falando a
quem quer ouvir.
Ouvir não significa apenas escutar, mais acatar,
- A FÉ EXPLICADA - 52

atender seja pelo ato de escutar, ler e etc...


O Senhor Deus não iria requerer fé dos
pretendentes se os mesmos não podessem possuir
essa fé. Deus não é injusto.
As Escrituras Sagradas não é simplesmente um
livro antigo que conta histórias verdadeiras, mais é
à vontade de Deus revelada, é o livro que ensina o
que se deve fazer e o que não se deve fazer.
Nela aprendemos o que é certo e o que é errado.
Nela Deus registrou a sua Vontade Eterna quanto a
nossa vida. Ele quer nos abençoar. Porém, ela não é
um livro mágico ou um amuleto da sorte. Ela não é
enfeite. Não é simplesmente uma relíquia histórica,
mais é o livro que contém a Palavra de Deus para a
humanidade.
A Palavra de Deus não responde perguntas
científicas ainda que contenha respostas. Ela não
responde curiosidades acerca do passado eterno de
Deus, porque na verdade ela diz respeito
unicamente da Vontade e do Plano de Deus para
Libertação da humanidade, do terrível sofrimento
terreno e principalmente do sofrimento vindouro.
Não estou defendendo a Palavra de Deus, porque
meus argumentos não pode convencer tanto quanto
ela pode provar que tudo quanto ela diz certamente
é verdadeiro e digna de aceitação. Basta aceitá-la
que ela transformará a vida do indivíduo.
No decorrer dos séculos muitos tem encontrado a
Deus pôr intermédio dela, porque ela leva o
homem a Deus.
Ao obedecer ela, pessoas são curadas, libertas da
Evangelista: Luis Fernando Rogério
- A FÉ EXPLICADA - 53

opressão maligna, recebem a paz interior que


nenhuma organização religiosa ou não, pode dar.
Quando temos um encontro pessoal e verdadeiro
com Deus a Palavra de Deus torna o alimento
diário. Daí nada mais importa senão o que ela diz.
Nós muitas vezes podemos errar na interpretação
dela, mais ela não erra quanto ao que ensina.
Porque o autor que a inspirou não é homem mais é
o Deus Poderoso.
Enquanto escrevo isto, estou lúcido, estou
consciente do que Deus fez em minha Vida pôr
intermédio do seu filho amado Jesus Cristo, Nosso
Senhor e Salvador, quando aceitei a sua Palavra no
meu coração, sou uma testemunha pessoal.
Quantas pessoas ao redor do mundo, de todos os
séculos podem testemunhar o mesmo. “Deus existe
e Ele honra a sua Palavra quando depositamos fé
Nele”.
Certa vez enquanto navegava pela Internet em um
pate-papo denominado gospel, defrontei com
argumentos de um filósofo que não é nada
religioso em qualquer sentido, ele não poupava
nenhuma religião e principalmente os evangélicos.
Com suas criticas desrespeitava O Deus da Bíblia e
a própria Bíblia Sagrada.
Eu acompanhava seus argumentos enquanto
outros internautas se defendia a sua maneira a fé
que professavam.
Pelo que dizia o filósofo, estava difícil rebater os
argumentos dele naquele momento, porque de certa
forma dizia coisas verdadeiras usando as falhas de
Evangelista: Luis Fernando Rogério
- A FÉ EXPLICADA - 54

nossos líderes. Era difícil convencê-lo do engano


que cometia, pois seus argumentos eram bem
fundamentados. Eu queria argumentar algo a
respeito mais meus conhecimentos não eram
suficientes para tal. Até que orei a Deus naquele
momento para que me desse uma palavra, ao
menos para que parasse com tanta equivoco e
ignorância, e se não o convencesse o tal pelo
menos o calasse.
Foi então que surgiu o pensamento. “Se eu sou
Testemunha de que Deus existe e que a Palavra de
Deus é fiel, porque não dizer a ele que essa Palavra
que ele desprezava, estava libertando pessoas,
desde as mais famosas até a indoutos de uma vida
precária e miserável de qualquer espécie. E que a
filosofia deste nada fez e nada podia fazer, pois
somente possuía argumentos de críticas e nunca de
ajudava ao próximo. E se ele quisesse provar a
eficiência da sua filosofia que ele tentasse curar,
salvar, libertar, devolver a vontade de viver a
aqueles como a Palavra de Deus fez e faz.”.
Foi o que eu disse a ele, daí em diante não o vi
mais, por causa dessa palavra.
Sempre temos encontrado pessoas desse tipo,
sabem criticar, sabem dizer o que certo e o que é
errado, mais fazer o que a Palavra de Deus faz
ninguém é capaz.
Antes de rejeitar a Palavra de Deus, pense na
multidão de gente que tem recebido algo ou tem
sido transformado, porque tem crido em Deus pôr
intermédio da sua Palavra.
Evangelista: Luis Fernando Rogério
- A FÉ EXPLICADA - 55

Pense apenas por um instante se é essas as


pessoas beneficiadas por essa Palavra de Deus, que
são idiotas ou se é você que esta sofrendo tanto por
ser ignorante, porque ainda não se deixou
convencer pela Palavra de Deus. “Pois tudo quanto,
outrora, foi escrito para o nosso ensino foi escrito,
a fim de que, pela paciência e pela consolação das
Escrituras, tenhamos esperança. Ora, o Deus da
paciência e da consolação vos conceda o mesmo
sentir de uns para com os outros, segundo Cristo
Jesus, para que concordemente e a uma voz
glorifiqueis ao Deus e Pai de nosso Senhor Jesus
Cristo”.Romanos 15.4-6

Evangelista: Luis Fernando Rogério


Capítulo 5

A ORIGEM DA FÉ

“Olhando firmemente para o Autor e Consumador


da fé, Jesus, o qual, em troca da alegria que lhe
estava proposta, suportou a cruz, não fazendo caso
da ignomínia, e está assentado à destra do trono
de Deus”. Hebreus 12.2

A fé bíblica é baseada na Palavra de Deus, no que


diz a respeito de Jesus Cristo.
Sendo autor e consumador isso significa que é
através do Senhor Jesus Cristo que chegamos a
possuir a fé.
Receber fé no coração na verdade é ser
convencido pela Palavra de Deus a respeito do que
Cristo fez por nós no calvário. É ser conduzido
pela promessas de Deus. Duvidar, portanto é, não
estar convencido de que Jesus Cristo é Fiel, que
tem Grande Amor por nós, que é Poderoso e que é
de sua Vontade nos abençoar.
Conhecer a Jesus Cristo é descobrir a suas
habilidades, sua natureza e suas capacidades.
Tal como não depositamos confiança em alguém
que não conhecemos, assim também se não
conhecermos a Jesus Cristo pela Escritura Sagrada
- A FÉ EXPLICADA - 57

e pela convivência pessoal, não podemos Nele crer.


Ao estarmos ouvindo a Palavra de Deus se
sentirmos convencidos de que Ele pode e quer nos
ajudar, então, isso é fé. Depois que ocorrer essa
experiência em nosso coração devemos retornar
essa fé, depositando ela em Deus, ou seja, colocar a
fé em ação.
O momento da Mensagem durante o culto é um
momento todo especial, embora que mediante o
louvor Ele também fale, porém é no momento da
Palavra que Ele fala especificamente aos corações.
A fé pode surgir estando nós em qualquer lugar
ou em qualquer momento. Basta que a Palavra de
Deus fale diretamente ao coração.
As Palavras de Jesus Cristo, do Apostolo Paulo,
do Apostolo Pedro e etc, causava fé nas pessoas,
porque eram fundamentada sobre Palavra de Deus,
sobre o que Deus disse no A.T.

“A revelação das tuas palavras esclarece


e dá entendimento aos simples”. Salmos 119.130

A Palavra de Deus quando pregada traz luz,


entendimento, revela a Vontade de Deus, Revela o
Poder de Deus, revela o grande Amor de Deus por
nós.
A fé que possuímos baseia na Vontade, No Poder
e na Fidelidade e no Amor de Deus.
Um bom estudo sobre a Pessoa de Deus, Jesus
Cristo e o Espirito Santo, pode economizar
bastante tempo para que venha a receber fé e até
Evangelista: Luis Fernando Rogério
- A FÉ EXPLICADA - 58

crescer na mesma.
Pôr isso dê atenção a Palavra de Deus ela trará fé
ao seu coração. Depois que fores convencido pôr
ela possuirá a fé bíblica.
A Palavra de Deus é comparada a uma semente.
Ela precisa ser plantada, regada e cuidada para que
possa germinar.
O coração é o solo, e precisa estar devidamente
preparado para receber a semente. Depois, o
coração deve ser fechado, para que mais nada seja
plantado junto e para que também nada possa
retirá-la dali.

“Este é o sentido da parábola: a semente é a


palavra de Deus.
A que caiu à beira do caminho são os que a
ouviram; vem, a seguir, o diabo e arrebata-lhes do
coração a palavra, para não suceder que, crendo,
sejam salvos.
A que caiu sobre a pedra são os que, ouvindo a
palavra, a recebem com alegria; estes não têm
raiz, crêem apenas pôr algum tempo e, na hora da
provação, se desviam.
A que caiu entre espinhos são os que ouviram e,
no decorrer dos dias, foram sufocados com os
cuidados, riquezas e deleites da vida; os seus
frutos não chegam a amadurecer.
A que caiu na boa terra são os que, tendo ouvido
de bom e reto coração, retêm a palavra; estes
frutificam com perseverança.”Lucas 8.11-15.

Evangelista: Luis Fernando Rogério


- A FÉ EXPLICADA - 59

Os dois discípulos que iam pela estrada a caminho


de Emaús, estavam desanimados, estavam
decepcionados pelo fato de Jesus Cristo Ter
morrido, uma vez que eles e muitas outras pessoas,
depositaram esperança Nele como lider terreno.
Mais Jesus apareceu ao lado deles no caminho,
sem perceberem quem era Ele (Nessa altura Jesus
já havia ressuscitado dos mortos). E Jesus começou
a expor a Escrituras Sagradas para eles, e mais
tarde disseram: “então, se lhes abriram os olhos, e
o reconheceram; mas ele desapareceu da presença
deles. E disseram um ao outro: Porventura, não
nos ardia o coração, quando ele, pelo caminho,
nos falava, quando nos expunha as Escrituras?”
Lucas 24.31,32

Veja só o que a Palavra de Deus fez através de


Jesus quando explicava aos dois discípulos. Eles
receberam novamente a fé que antes possuíam.
Quando Deus fala, o coração senti alguma coisa e
quanto a fé sentimo-nos convencidos que Deus
pode e quer nos abençoar.
Conta-se que certo homem dava espetáculo como
equilibrista. E perguntava ao público. “Quem
acredita que eu possa atravessar andando pôr esse
fio com um bastão nas mãos?” E o povo
responderam numa só voz: “nós acreditamos!” e
andou o equilibrista conforme acreditavam que ele
faria. Depois novamente perguntou-lhes: “Quem
acredita que eu possa agora andar pelo fio
segurando um guarda-chuva?”. E o povo convicto
Evangelista: Luis Fernando Rogério
- A FÉ EXPLICADA - 60

respondeu: “Nós acreditamos!”. E novamente


assim sucedeu. Depois de várias demonstrações de
habilidade do seu equilíbrio, lançou-lhes um último
e decisivol desafio: “Quem acredita que eu possa
andar pelo fio empurrando um carrinhola?” Um
grande silêncio apoderou o povo. O equilibrista
repetiu pôr várias vezes o mesmo desafio, até que
uma pessoa arriscou e respondeu: “Eu acredito!” e
disse então o equilibrista ao mesmo: “Como prova
de sua Confiança em mim peço a tal pessoa que
venha e sente-se na carrinhola que ambos iremos
pelo fio!”.
Já imaginou agora o que passou pela cabeça dessa
pessoa que dizia que acreditava no equilibrista?. Se
de fato ela confiava nas habilidades e nas
capacidades desse equilibrista, certamente
demonstrou a sua confiança indo junto. Mais se a
tal pessoa somente disse da boca para fora, que
situação difícil ficou ela. Quanta vergonha, quanta
mentira e quanta tolice etc.
Pôr isso é bom lembrar sempre, é necessário de
fato Ter plena certeza da sua fé em Deus antes de
dizer ou fazer qualquer coisa. Não adianta fingir
que crê, não adianta esforçar para crer, porque no
momento decisivo tudo pode se complicar.
A Nossa confiança deve estar baseada naquilo que
Jesus Cristo Pode, Naquilo que Ele É e Naquilo
que Ele Quer. Se não podemos crer ainda nisso,
devemos então voltar a Palavra de Deus e pedir que
Deus faça com que a sua Palavra transmita fé ao
coração.
Evangelista: Luis Fernando Rogério
- A FÉ EXPLICADA - 61

A fé não é um resultado de nosso esforço como


alguns pensam, quem não dá atenção a Palavra de
Deus dificilmente é uma pessoa de fé, ou seja, é
uma pessoa que duvida sempre.
“Peça-a, porém, com fé, em nada duvidando; pois
o que duvida é semelhante à onda do mar,
impelida e agitada pelo vento. Não suponha esse
homem que alcançará do Senhor alguma coisa;
homem de ânimo dobre, inconstante em todos os
seus caminhos.” Tiago 1.6-8

Evangelista: Luis Fernando Rogério


Capítulo 6

O QUE VEM DEPOIS DA FÉ

Renovar a Mente

O que vem depois da fé? Ora, depois de se


receber a fé no coração é preciso tira-la do coração
e colocar em ação. Colocar a fé em ação é
demonstrar a fé por meio das atitudes.
Quando recebemos fé, o coração tem certeza e
convicção, mais a mente vai tentar contradizer essa
certeza e convicção, porque ela raciocina de acordo
com aquilo que a audição e a visão captam, que por
sua vez tentará convencer o coração de que a fé
está errada.
Se a mente conseguir inculcar a seu raciocinio no
coração, a fé irá perder a sua certeza e convicção e
o coração entrará em duplicidade de opiniões. Será
um conflito de opiniões todo tempo. As palavras
poderão ser hora de acordo com a fé ou hora de
acordo com a dúvida. Por dentro a pessoa se sentirá
confusa e as suas palavras revelarão a dúvida que
há dentro do coração.

O Senhor Jesus disse: “O homem bom do bom


- A FÉ EXPLICADA - 63

tesouro do coração tira o bem, e o mau do mau


tesouro tira o mal; porque a boca fala do que está
cheio o coração.” Lucas 6.45
As palavras que são ditas são de acordo com o
que está no coração e se as palavras de alguém tem
revelado dúvida é porque no coração há duvida, ou
seja, a mente conseguiu convencer o coração e o
mesmo ficou dividido. Como isso aconteceu? Ora,
a mente captou as informações dos sentidos que
por sua vez convenceu o coração. Mas, onde foi
que errei? Ora, deu crédito aos sentidos ao invés de
dar crédito a Palavra de Deus.
Veja só o que aconteceu com a Eva no Jardim do
Éden, ela se dexou influenciar pela palavra do
diabo, que era contraria a de Deus. E a visão dela
achou tudo muito belo, útil e agradável e a mente
captou tal informação que por sua vez repassou
para o coração, onde estava a Palavra de Deus, a fé
em Deus. A fé de Eva foi abalada e então
compartilhando com Adão, ambos pecaram.

“Vendo a mulher que a árvore era boa para se


comer, agradável aos olhos e árvore desejável
para dar entendimento, tomou-lhe do fruto e
comeu e deu também ao marido, e ele comeu”
Genesis 3.6

Adão e Eva chegaram ao pecado porque os


sentidos deles os conveceram, ou seja, a mente
raciocinou conforme os sentidos. O coração cedeu
lugar a dúvida entre a palavra do diabo e a palavra
Evangelista: Luis Fernando Rogério
- A FÉ EXPLICADA - 64

de Deus.
Por isso devemos evitar acreditar naquilo que os
nossos sentidos nos informa quando tivermos que
escolher entre a Palavra de Deus e o que é lógico
para nossa mente.
Se Abraão tivesse dado crédito as dificuldades
que ele e Sara tinham para gerarem um filho,
certamente não teria crido em Deus. Mais, Abraão
sabia que não podia acreditar nos seus sentidos
mais do que nas Promessas de Deus. Sabia que a
mente raciocima confome os sentidos humanos.

“Abraão, esperando contra a esperança, creu,


para vir a ser pai de muitas nações, segundo lhe
fora dito: Assim será a tua descendência.
E, sem enfraquecer na fé, embora levasse em conta
o seu próprio corpo amortecido, sendo já de cem
anos, e a idade avançada de Sara, não duvidou,
por incredulidade, da promessa de Deus; mas, pela
fé, se fortaleceu, dando glória a Deus, estando
plenamente convicto de que ele era poderoso para
cumprir o que prometera.
Pelo que isso lhe foi também imputado para
justiça.” Romanos 4.18-22.

O apostolo Paulo ensina que se renovarmos a


nossa mente com a Palavra de Deus seremos
transformados em outras pessoas, ou seja,
conforme a vontade de Deus.

“ E não vos conformeis com este século, mas


Evangelista: Luis Fernando Rogério
- A FÉ EXPLICADA - 65

transformai-vos pela renovação da vossa mente,


para que experimenteis qual seja a boa, agradável
e perfeita vontade de Deus.” Romanos 12.2

Por esse texto aprendemos que a mente não pensa


conforme a vontade de Deus e por causa disso é
nescessário uma renovação. Que renovação é essa?
Ora, é a mudança de pensamentos. É a renovação
do que está dentro da mente, daquilo que não está
de acordo com a Palavra de Deus.
Não podemos permitir que nossa mente nos
molde conforme o mundo pensa.
Há treis tipos de homens:
1. O homem Natural - Esse pensa conforme a
lógica humana. Ele anda conforme o que os
sentidos captam.
2. O homem Carnal - Esse é um homem dividido
entre a mente e a Palavra de Deus. Hora ele
acredita na Palavra de Deus e hora ele acredita
nos seus sentidos
3. O homem Espiritual - Esse tem fé em Deus. Ele
não permiti que os sentidos o convença. Ele sabe
que a mente precisa ser renovada conforme a
Vontade de Deus.

“Ora, o homem natural não aceita as coisas do


Espírito de Deus, porque lhe são loucura; e não
pode entendê-las, porque elas se discernem
espiritualmente.
Porém o homem espiritual julga todas as coisas,
mas ele mesmo não é julgado por ninguém. Pois
Evangelista: Luis Fernando Rogério
- A FÉ EXPLICADA - 66

quem conheceu a mente do Senhor, que o possa


instruir? Nós, porém, temos a mente de Cristo.Eu,
porém, irmãos, não vos pude falar como a
espirituais, e sim como a carnais, como a crianças
em Cristo.Leite vos dei a beber, não vos dei
alimento sólido; porque ainda não podíeis suportá-
lo. Nem ainda agora podeis, porque ainda sois
carnais.” 1 Cor 2.14-16 e 1 Cor 3.1,2

O que fazer quando a mente estiver raciocinando


conforme o que os sentidos captaram? O Apostolo
ensina: “Porque, embora andando na carne, não
militamos segundo a carne. Porque as armas da
nossa milícia não são carnais, e sim poderosas em
Deus, para destruir fortalezas, anulando nós
sofismas e toda altivez que se levante contra o
conhecimento de Deus, e levando cativo todo
pensamento à obediência de Cristo,” 2 Cor. 10.3-5

Claramente o apostolo Paulo ensina que não


podemos permitir que pensamentos contrários
venham sobrepor a Palavra de Deus no nosso
coração.
E como faço isso? Ora, ignore os pensamentos
contrários a promessa de Deus.

" porque, assim como os céus são mais altos do


que a terra, assim são os meus caminhos mais
altos do que os vossos caminhos, e os meus
pensamentos, mais altos do que os vossos
pensamentos.
Evangelista: Luis Fernando Rogério
- A FÉ EXPLICADA - 67

Porque, assim como descem a chuva e a neve dos


céus e para lá não tornam, sem que primeiro
reguem a terra, e a fecundem, e a façam brotar,
para dar semente ao semeador e pão ao que come,
assim será a palavra que sair da minha boca: não
voltará para mim vazia, mas fará o que me apraz e
prosperará naquilo para que a designei."
Isaías 55.9-11

Resistir ao Diabo

Porque resistir ao diabo?


Ora o diabo já é um adversário vencido, porque
todo o Poder pertence a Jesus Cristo.

"Jesus, aproximando-se, falou-lhes, dizendo: Toda


a autoridade me foi dada no céu e na terra”.
Mateus 28.18

E esse Poder que Cristo possui, garanti a vitória


para todos aqueles que Nele crê.“tudo posso
naquele que me fortalece." Filipenses 4.13

E o diabo sabe disso e sabe também que se as


pessoas descobrirem essa verdade e crerem em
Jesus como seu Salvador, as tais serão vencedoras.
Mais para que as pessoas não descubram essa
verdade, o diabo procura ocultar isso delas.
Evangelista: Luis Fernando Rogério
- A FÉ EXPLICADA - 68

“Mas, se o nosso evangelho ainda está encoberto,


é para os que se perdem que está encoberto, nos
quais o deus deste século cegou o entendimento
dos incrédulos, para que lhes não resplandeça a
luz do evangelho da glória de Cristo, o qual é a
imagem de Deus." 2 Coríntios 4.3,4
"O meu povo está sendo destruído, porque lhe falta
o conhecimento”.Oséias 4.6a
Mais se conhecerem essa verdade as pessoas
serão libertas "e conhecereis a verdade, e a
verdade vos libertará”.João 8.32

O apostolo Pedro diz que o diabo é semelhante


como um leão faminto, concentrado nas suas
presas, esperando a melhor oportunidade para
atacar. Ele está nos rodeando em todo tempo. Ele
quer uma oportunidade apenas.
Mais o que pode fazer um leão faminto contra um
soldado bem armado? Ele até poderá atacar, mais
será fatalmente derrotado, porque fomos equipados
e treinados por Cristo, Nosso Senhor.
“tudo posso naquele que me fortalece."
Filipenses 4.13

E o que devemos fazer para vencê-lo? Devemos


fazer o que Cristo fez. Resisti-lo pela Palavra de
Deus.
A Palavra de Deus foi a arma que Jesus usou para
derrotar o diabo com suas tentações. Jesus dava
prioridade a Palavra de Deus e não aos sentidos e
Evangelista: Luis Fernando Rogério
- A FÉ EXPLICADA - 69

ao diabo. Jesus contradizia-os com a Palavra de


Deus.
“Jesus, porém, respondeu: Está escrito...”
Mateus 4.4

A nossa arma é a Palavra de Deus, devemos


apontá-la para o diabo e contradize-lo com fé nela.
Ele não desistirá facilmente, é por isso que Tiago
ensina:

“ Sujeitai-vos, portanto, a Deus; mas resisti ao


diabo, e ele fugirá de vós.” Tiago 4.7

Resistir ao diabo é lutar contra os seus ataques


que vem com o objetivo de fazer-nos duvidar da
Palavra de Deus.
Apesar de toda fé que possuimos o diabo
procurará anulá-la, mais como ensina a Palavra de
Deus, devemos permanecer firmes na fé, isto é,
crer na Palavra de Deus acima de qualquer coisa
que se levante em contrário.

"Ninguém te poderá resistir todos os dias da tua


vida; como fui com Moisés, assim serei contigo;
não te deixarei, nem te desampararei. Sê forte e
corajoso, porque tu farás este povo herdar a terra
que, sob juramento, prometi dar a seus pais. Tão-
somente sê forte e mui corajoso para teres o
cuidado de fazer segundo toda a lei que meu servo
Moisés te ordenou; dela não te desvies, nem para a
direita nem para a esquerda, para que sejas bem-
Evangelista: Luis Fernando Rogério
- A FÉ EXPLICADA - 70

sucedido por onde quer que andares. Não cesses


de falar deste Livro da Lei; antes, medita nele dia e
noite, para que tenhas cuidado de fazer segundo
tudo quanto nele está escrito; então, farás
prosperar o teu caminho e serás bem-sucedido.
Não to mandei eu? Sê forte e corajoso; não temas,
nem te espantes, porque o SENHOR, teu Deus, é
contigo por onde quer que andares.”
Josué 1.5-9
"Pela fé, ele abandonou o Egito, não ficando
amedrontado com a cólera do rei; antes,
permaneceu firme como quem vê aquele que é
invisível”.Hebreus 11.27

Mais o diabo é o pai da mentira e fará tudo para


convencer as pessoas de que o errado é certo e o
certo é errado.

"Vós sois do diabo, que é vosso pai, e quereis


satisfazer-lhe os desejos. Ele foi homicida desde o
princípio e jamais se firmou na verdade, porque
nele não há verdade. Quando ele profere mentira,
fala do que lhe é próprio, porque é mentiroso e pai
da mentira." João 8.44

Se preciso for ele se transformará em um


mensageiro da luz para conquistar as pessoas.
Fique, pois então, firme nas promessas de Deus,
contida na Bíblia Sagrada.

"E não é de admirar, porque o próprio Satanás se


Evangelista: Luis Fernando Rogério
- A FÉ EXPLICADA - 71

transforma em anjo de luz" 2 Coríntios 11.14

Se você possui a fé genuína no coração, coloque


ela em ação. E prepare-se para a luta, porque o
diabo arremessará toda sorte de desânimo, mais
com fé você pode se defender desses ataques.

"embraçando sempre o escudo da fé, com o qual


podereis apagar todos os dardos inflamados do
Maligno. "Efésios 6.16

Esperar em Deus

Outro fator importantíssimo no que diz respeito


àquilo que vem depois da fé é atitude de esperar em
Deus, isto é, permanecer firme na fé, esperando em
Deus.
Na epístola de aos Hebreus, o autor sagrado
explica que a fé é que nos leva a esperar pelo
cumprimento das promessas de Deus.

“Ora, a fé é a certeza de coisas que se esperam..."


Hebreus 11.1a.

A fé não tem pressa, porque ela tem certeza da


benção, ela tem convicção da existência das
bençãos prometidas por Deus mesmo que os
sentidos contradigam isso.
Evangelista: Luis Fernando Rogério
- A FÉ EXPLICADA - 72

Até quando devo esperar pela benção?


Devemos permaner firmes na fé até quando for
preciso esperar e só consiguiremos isso se tivermos
a fé genuína no coração.
"Os que confiam no SENHOR são como o monte
Sião, que não se abala, firme para sempre”.
Salmos 125.1
O autor sagrado de aos Hebreus informa que os
crentes do Antigo Testamento morreram esperando
o cumprimento das promessas, porque
permaneceram firmes na fé.

“Todos estes morreram na fé, sem ter obtido as


promessas; vendo-as, porém, de longe, e
saudando-as, e confessando que eram estrangeiros
e peregrinos sobre a terra”.Hebreus 11.13

Esses heróis da fé não receberam sua benção em


vida porque a promessa de Deus que buscavam não
eram para a vida presente deles. O apostolo Paulo,
ensina que há promessas de Deus para dois tempos
de vida. A vida presente e a Vida futura.
“Pois o exercício físico para pouco é proveitoso,
mas a piedade para tudo é proveitosa, porque tem
a promessa da vida que agora é e da que há de ser.
Fiel é esta palavra e digna de inteira aceitação”.
1 Timóteo 4.8,9

Volto a repetir, há um fator muito importante


para observarmos quando buscarmos as promessas
de Deus. Se busco uma benção para essa vida
Evangelista: Luis Fernando Rogério
- A FÉ EXPLICADA - 73

presente, devemos Ter o apoio da promessa de


Deus para essa vida. Entretanto, se busco uma
benção para vida futura devemos Ter o apoio da
promessa de Deus para a vida futura.
Se, todavia eu busco uma benção para essa vida
presente baseado em uma promessa futura,
certamente não receberei a benção em vida.
Independentemente de quando a promessa de
Deus vai se cumprir, ela certamente somente se
cumprirá na nossa vida se permanecermos firmes
na fé, isto é, se esperarmos em Deus.
Para muitos esperar é uma atitude de fraqueza,
ignorância. Mais ao contrario penso que é sinal de
uma fé forte e inabável.
Mais é possível que uma pessoa esteja esperando
de uma forma vaga, o que não é biblico.
Quando digo esperar, quero dizer que esperar com
fé que a benção já é sua, porque como já vimos a
natureza da fé é essa. Não podemos ficar esperando
no que vai dar.
O que ocorre é que muitas pessoas não sabem que
não é apenas esperar, mais também resistir o diabo
e renovar a mente.
Para se receber as Promessas de Deus tem um
conjunto de coisas que é preciso saber e colocar em
prática. Porque Deus certamente ouve quando
pedimos com fé, mais e nós o que fazemos para
isso torne realidade em nossa vida? É esse o
objetivo desse livro, explicar a fé que te leva a
benção de Deus.
Há muitos exemplos bíblicos que nos ensina que
Evangelista: Luis Fernando Rogério
- A FÉ EXPLICADA - 74

devemos esperar nas Promessas de Deus, acima de


qualquer outra coisa.
Houve homens cheios de fé como Abraão, que
recebeu a promessa de Deus de ser pai tendo a
idade de 75 anos, mais que veio recebê-la com 100
anos de idade. 25 anos mais tarde.

“Ora, disse o SENHOR a Abrão: Sai da tua terra,


da tua parentela e da casa de teu pai e vai para a
terra que te mostrarei; de ti farei uma grande
nação, e te abençoarei, e te engrandecerei o nome.
Sê tu uma bênção!
Abençoarei os que te abençoarem e amaldiçoarei
os que te amaldiçoarem; em ti serão benditas todas
as famílias da terra.
Partiu, pois, Abrão, como lho ordenara o
SENHOR, e Ló foi com ele. Tinha Abrão setenta e
cinco anos quando saiu de Harã” Genesis 12.1-4
“Tinha Abraão cem anos, quando lhe nasceu
Isaque, seu filho.” Genesis 21.5

Observe que Abraão recebeu uma de suas


promessas depois de 25 anos e outras que se
cumpriram séculos depois. Que fé, heein? Esperar
todo esse tempo. Mais Deus cumpriu sua promessa
e estará cumprindo em nossas vidas também.
Outro acontecimento instrutivo sobre o esperar na
promessa de Deus se encontra no livro do profeta
Daniel.
Está escrito que o profeta Daniel orou a Deus por
21 dias até que a resposta concretizou. Mais o fato
Evangelista: Luis Fernando Rogério
- A FÉ EXPLICADA - 75

que mais me chamou a atenção é que desde o


primeiro dia que se dispôs a orar já havia sido
ouvido por Deus. Só que Daniel não sabia disso e
por isso continuou a orar. Se a resposta tivesse
chegado no mesmo instante que orara, ele não
precisaria mais orar. Mais a história foi bem
diferente.
No mesmo instante que orara a Deus ele foi
atendido. Deus enviou a resposta por intermédio de
um anjo. Mais o anjo de Deus foi impedido no
caminho de chegar a Daniel, porque um demônio o
impediu. E a resistência do demônio durou 21 dias
até que um anjo mais forte de Deus foi enviado
para derrotar esse demônio, e assim o anjo que
tinha a resposta de Deus entregou a mesma para
Daniel.

“Mas o príncipe do reino da Pérsia me resistiu por


vinte e um dias; porém Miguel, um dos primeiros
príncipes, veio para ajudar-me, e eu obtive vitória
sobre os reis da Pérsia” Daniel 10.13.

Por isso devemos atentar para isso também. Se a


resposta de Deus está demorando demais, pode ser
que o diabo esteja impedindo dela vir a nós.
Portanto, precisamos fazer essas duas coisas:
1) Esperar com fé nas Promessas de Deus
2) Resistir ao diabo.
Há momentos que estamos na busca das bênçãos
de Deus, que olhamos em volta de nós e parece que
vemos os impedimentos nos vencer. Parece que
Evangelista: Luis Fernando Rogério
- A FÉ EXPLICADA - 76

não há solução para os nossos problemas. Mais isso


é somente uma questão de ponto de vista.
Se olharmos sob o ponto de vista das
circunstâncias adversas depararemos somente com
as impossibilidades. Se olharmos sob o ponto vista
da fé veremos a nossa vitória.

“Elevo os olhos para os montes: de onde me virá o


socorro? O meu socorro vem do SENHOR, que fez
o céu e a terra. Ele não permitirá que os teus pés
vacilem; não dormitará aquele que te guarda”.
Salmos 121.1-3

Enfim, não importa se as circunstâncias adversas


são ilusões criadas pelo o diabo ou se é a dura
realidade da dificuldade. Devemos mesmo assim
permanecer firmes na fé, colocando a nossa fé em
ação.
Deus quer que apropriemos das bênçãos
prometidas. O Senhor Jesus conquistou o direito da
benção para todas as pessoas. Nada há de errado
usufruir daquilo que é nosso pôr direito.
Por isso, não pense duas vezes em buscar as
bênçãos de Deus. Se o Senhor Deus fez a promessa
e Jesus Cristo morreu para que essas benções
fossem possíveis de serem apropriadas, é porque é
da Vontade de Deus sermos abençoados.

“E esta é a confiança que temos para com ele:


que, se pedirmos alguma coisa segundo a sua
vontade, ele nos ouve. E, se sabemos que ele nos
Evangelista: Luis Fernando Rogério
- A FÉ EXPLICADA - 77

ouve quanto ao que lhe pedimos, estamos certos de


que obtemos os pedidos que lhe temos feito”.
1 João 5.14,15

Evangelista: Luis Fernando Rogério


Capítulo 7

ALIMENTO PARA SUA FÉ

Quando Tudo Parece Perdido

“25 Aconteceu que certa mulher, que, havia doze


anos, vinha sofrendo de uma hemorragia
26 e muito padecera à mão de vários médicos,
tendo despendido tudo quanto possuía, sem,
contudo, nada aproveitar, antes, pelo contrário,
indo a pior,
27 tendo ouvido a fama de Jesus, vindo pôr trás
dele, pôr entre a multidão, tocou-lhe a veste.
28 Porque, dizia: Se eu apenas lhe tocar as vestes,
ficarei curada.
29 E logo se lhe estancou a hemorragia, e sentiu
no corpo estar curada do seu flagelo.
30 Jesus, reconhecendo imediatamente que dele
saíra poder, virando-se no meio da multidão,
perguntou: Quem me tocou nas vestes?
31 Responderam-lhe seus discípulos: Vês que a
multidão te aperta e dizes: Quem me tocou?
32 Ele, porém, olhava ao redor para ver quem
fizera isto.
33 Então, a mulher, atemorizada e tremendo,
cônscia do que nela se operara, veio, prostrou-se
diante dele e declarou-lhe toda a verdade.
34 E ele lhe disse: Filha, a tua fé te salvou; vai-te
em paz e fica livre do teu mal.” Marcos 5.25-34
- A FÉ EXPLICADA - 79

No relato acima citado, vemos uma certa mulher


sofrendo sem a esperança de um dia melhorar.
Todos casos que pôr mais difícil que seja ainda
resta alguma esperança. Para essa mulher tudo já
estava perdido. Provavelmente se fosse casada,
nessa altura da sua vida, já tinha recebido de seu
marido a carta de divórcio, porque ela sofria de
fluxo de sangue.
Mesmo nos dias normais de menstruação da
mulher, esta era considerada imunda, não podia
tocar e nem ser tocada, pois seria tido pôr imundo
quem a tocasse ou fosse tocado pôr ela.

“Também a mulher, quando manar fluxo do seu


sangue, pôr muitos dias fora do tempo da sua
menstruação ou quando tiver fluxo do sangue pôr
mais tempo do que o costumado, todos os dias do
fluxo será imunda, como nos dias da sua
menstruação. Toda cama sobre que se deitar
durante os dias do seu fluxo ser-lhe-á como a cama
da sua menstruação; e toda coisa sobre que se
assentar será imunda, conforme a impureza da sua
menstruação. Quem tocar estas será imundo;
portanto, lavará as suas vestes, banhar-se-á em
água e será imundo até à tarde. Porém, quando
lhe cessar o fluxo, então, se contarão sete dias, e
depois será limpa.” Levítico 15.25-27

O caso dela era ainda pior, porque desde a sua


ultima vez, o fluxo não mais parou, e já se
prolongava pôr doze anos. Além do sofrimento, a
Evangelista: Luis Fernando Rogério
- A FÉ EXPLICADA - 80

conseqüência seguia o divórcio, a vergonha, o


desprezo dos amigos, dos parentes e da sociedade e
ainda mais, toda a sua economia já havia sido gasta
com os melhores médicos sem nada adiantar, antes,
cada vez mais piorando a sua situação.
Imagine que desgraça era a vida dessa mulher.
Melhor a morte do que a vida poderia pensar uma
pessoa que já não sentia mais esperança.
Mais a graças a Deus, que Jesus Cristo estava
presente no pior momento da sua vida e num breve
tempo a mulher iria alcançar a benção que
certamente era o seu principal objetivo pôr esses
doze longos e sofridos anos. Talvez você, querido
(a) leitor (a), vive esse momento ou conhece
alguém numa extrema situação difícil, mais
lembre-se sempre, ainda resta uma esperança.

O Longo Sofrimento

“Aconteceu que certa mulher, que, havia doze


anos, vinha sofrendo de uma hemorragia”
Marcos 5.25.

O longo tempo de sofrimento é um indício que até


agora nenhuma tentativa humana foi possível
ajudar.
Jamais se pode ensinar que é proibido de tentar a
ciência médica como ajuda. Porém há pessoas que
preferem persistir num método que não funciona.
Se não está resolvendo o atual principio, então é
Evangelista: Luis Fernando Rogério
- A FÉ EXPLICADA - 81

hora de mudar. Se a pessoa é crente, deve analisar a


sua vida, ou então o principio que está usando para
buscar a benção de Deus. É preciso saber se
realmente está possuindo a fé genuína, se está
orando da maneira certa, se não é uma
desobediência direta a Deus. De algum modo algo
está errado, pois o nosso Deus não faz acepção de
pessoas e a todos quer ajudar, para que sejamos
testemunhas da sua Vontade, da sua Fidelidade e
do seu Poder e do seu Grande Amor.
“Todo aquele que o Pai me dá, esse virá a mim; e o
que vem a mim, de modo nenhum o lançarei
fora”.João 6.37

Vontade de Vencer

“E muito padecera à mão de vários médicos, tendo


despendido tudo quanto possuía, sem, contudo,
nada aproveitar, antes, pelo contrário, indo a
pior” Marcos 5.26

Na maioria dos casos, todas as pessoas têm


vontade de vencer mais algumas pessoas já
desistiram, porque tudo parece perdido.
A vontade de vencer e de alcançar, é importante, é
fundamental, porque isso alimenta a esperança.
Buscar a ajuda dos profissionais entendidos é
aconselhável, mais até quando eles poderem ajudar.
Os profissionais também deveriam ser realistas
Evangelista: Luis Fernando Rogério
- A FÉ EXPLICADA - 82

com os pacientes e encaminharem as tais pessoas


para outros ramos de ajuda, principalmente para a
ajuda esperitual.
Quantas pessoas pagam um alto preço, sem ser
necessariamente com dinheiro, ou seja, com
sacrifícios, votos, ajuda de magia negra, invocação
de espíritos de mortos e etc... E depois de uma
certa experiência inicial boa ou ruim, sempre
deparam mais tarde com o agravamento da
situação.
Há pessoas que enquanto não gasta uma fortuna
em recursos financeiros, não se convence que Deus
é a solução.
Mais Deus é Amor, não importa se está no estágio
inicial ou terminal, Ele facilmente pode ajudar
qualquer pessoa que Nele crer.

“Vinde a mim, todos os que estais cansados e


sobrecarregados, e eu vos aliviarei. Tomai sobre
vós o meu jugo e aprendei de mim, porque sou
manso e humilde de coração; e achareis descanso
para a vossa alma. Porque o meu jugo é suave, e o
meu fardo é leve”.Mateus 11.28-30

Evangelista: Luis Fernando Rogério


- A FÉ EXPLICADA - 83

Aproveitando a Oportunidade

“Tendo ouvido a fama de Jesus, vindo pôr trás


dele,pôr entre a multidão, tocou-lhe a veste”.
Marcos 5.27

A mulher hemorrágica aproveitou a oportunidade


dada pôr Deus. Quando ouviu falar o que Jesus
podia fazer logo alimentou-se com essa fé. Não
demorou em tomar uma decisão: “vou até Jesus e
ficarei sarada”.
E quantas vezes você já ouviu falar que Jesus tem
o Poder, é Fiel e a sua Vontade é te ajudar, porque
te ama. Quantas vezes na hora da mensagem da
Palavra de Deus você sentiu que tudo aquilo que
estava sendo dito estava coincidindo com sua vida,
mais depois da mensagem, da oração da fé, você
esqueceu de tudo.
A Palavra de Deus quando vem ao encontro da
sua necessidade é porque Deus está falando com
você. O objetivo é transmitir fé ao coração, para
que se possa receber a sua benção.

“Enviou-lhes a sua palavra, e os sarou,


e os livrou do que lhes era mortal”.Salmos 117.20

Ouvir Deus falar conosco é uma oportunidade que


está sendo dada. Todo dias, todos minutos passados
foi-se uma oportunidade que Deus deu.
Talvez neste momento a sua fé renasceu, então
ponha ela em ação, como já tratamos nas páginas
Evangelista: Luis Fernando Rogério
- A FÉ EXPLICADA - 84

anteriores.
Siga o exemplo dessa mulher, que não tinha mais
esperança, mais foi ao encontro de Jesus Cristo,
quando ouviu falar Dele.

Colocando a Fé em Ação

“Tendo ouvido a fama de Jesus, vindo pôr trás


dele, pôr entre a multidão, tocou-lhe a veste.
Porque, dizia: Se eu apenas lhe tocar as vestes,
ficarei curada”
Marcos 5.27,28.

Até encontrar Jesus Cristo, a mulher foi bem.


Venceu o cansaço da caminhada e estava agora
bem perto da benção. Só que ainda restava o mais
importante, era tocar em Jesus, usar a sua fé. Ela
sabia que todos que tocavam com fé ou eram
tocados pôr Jesus eram libertos.
Havia uma enorme dificuldade para isso, porque
ninguém podia saber que ela era hemorrágica,
principalmente Jesus (esse era o pensamento dela),
porque se descobrissem, seria impedida de
aproximar e tocar em Jesus, pois estaria
contaminando com sua imundície as outras
pessoas. Tudo então devia ser oculto. Ela agora
visualiza seu objetivo, que é tocar é Jesus, e entra
no meio da multidão, empurrando uma pessoa
daqui e outra de lá, até chegar a Jesus. Então, tocou
nas vestes de Jesus, não no corpo Dele, porque Ele
Evangelista: Luis Fernando Rogério
- A FÉ EXPLICADA - 85

também não podia saber que ela o tocava (esse era


o pensamento dela), pois era imunda pela lei de
Moisés.
No seu interior existia a convicção, a certeza: “Se
eu apenas tocar nos seus vestidos serei curada”. E
foi o que logo aconteceu, saiu Poder de Jesus e
instantaneamente foi liberta.
Que fé dessa mulher, hein! Enquanto as pessoas
tocavam e eram tocadas pôr Jesus para serem
libertas, esta acreditava que não precisava tocar
Nele, mais na sua veste simplesmente.
Eu não sei qual é a medida da sua fé, mais tenha
certeza de uma coisa, se você tocar com fé em
Jesus será liberto desse mal. Você pode estar
tocando em Jesus agora pela sua fé, e pode estar
sendo liberto agora. Creia e verás a Glória de Deus.
A pessoa pretendente da benção de Deus deve
investir na sua fé, como se investe num negócio
finaceiro. Deve colocar a sua fé em ação e acreditar
na benção.
A pessoa sabe que possui a fé quando o seu
interior está plenamente convicto do Poder, da
Vontade e da Fidelidade de Deus e do Amor de
Deus.
Se você encontra-se nessa condição você possui a
fé, agora expresse essa fé em atitudes, ou seja,
coloque a sua fé em ação. Ore a Deus pedindo a
benção e depois despreze, rejeite tudo aquilo que
contraria a Palavra de Deus. Tome uma posição,
conforme a sua fé e diga estou liberto (a).
Como tocar em Jesus? Ora, ao colocar a sua fé
Evangelista: Luis Fernando Rogério
- A FÉ EXPLICADA - 86

em ação. Veja nas paginas anteriores.

“Se, com a tua boca, confessares Jesus como


Senhor e, em teu coração, creres que Deus o
ressuscitou dentre os mortos, serás salvo. Porque
com o coração se crê para justiça e com a boca se
confessa a respeito da salvação. Porquanto a
Escritura diz: Todo aquele que nele crê não será
confundido. Pois não há distinção entre judeu e
grego, uma vez que o mesmo é o Senhor de todos,
rico para com todos os que o invocam. Porque:
Todo aquele que invocar o nome do Senhor será
salvo.”
Romanos 10.9-13

Liberando o Poder de Deus pela fé

“E logo se lhe estancou a hemorragia, e sentiu no


corpo estar curada do seu flagelo. Jesus,
reconhecendo imediatamente que dele saíra poder,
virando-se no meio da multidão, perguntou: Quem
me tocou nas vestes? Responderam-lhe seus
discípulos: Vês que a multidão te aperta e dizes:
Quem me tocou? Ele, porém, olhava ao redor para
ver quem fizera isto. Então, a mulher, atemorizada
e tremendo, cônscia do que nela se operara, veio,
prostrou-se diante dele e declarou-lhe toda a
verdade”.Marcos 5.29-33
Evangelista: Luis Fernando Rogério
- A FÉ EXPLICADA - 87

A fé da mulher entrou em contato com o Poder de


Jesus Cristo. Essa fé então canalizou esse Poder até
a mulher. O Senhor Jesus sabia é lógico, que foi ela
quem tocou Nele, embora muitas pessoas tocavam
ao mesmo tempo Nele, porque estava pressionado
pela multidão.
Mais o toque da mulher foi diferente, não foi um
toque no corpo Dele, foi um toque espiritual que
Ele sentiu. Toque diferente do daquelas pessoas
que tocava Nele, o apertando de um lado e do
outro.
Ele quer através disso que aprendamos que o
toque que libera o Poder de Deus é o toque da fé.
Houve nesse toque uma liberação de Poder, assim
como quando se toca em fios de eletricidade,
recebendo a corrente elétrica. Era o Poder de Jesus
canalizado pela fé da mulher.
Fico pensando como há tanta gente tentando
chamar a atenção de Jesus Cristo com toque
desqualificado de fé. Um toque caracterizado pela
vontade de crer, mais todavia, destituído de uma
verdadeira fé. E apesar do toque, tudo ainda
permanece como estava antes, ou ainda, de mal a
pior.
É pôr isso que faço a questão de lembrar: “Tenha
certeza sobre a sua fé. Se ela é genuína ou não. Se é
suficiente ou não”.
Sem importar se você sentiu o Poder ou não, você
deve permanecer na fé.
O oficial do rei que procurou o Senhor Jesus em
Evangelista: Luis Fernando Rogério
- A FÉ EXPLICADA - 88

busca da benção para a saúde de seu filho e creu na


palavra de Jesus sem nada sentir primeiro, porque a
sua fé era tão genuína como a da mulher
hemorrágica.
“Rogou-lhe o oficial: Senhor, desce, antes que meu
filho morra. Vai, disse-lhe Jesus; teu filho vive. O
homem creu na palavra de Jesus e partiu. Já ele
descia, quando os seus servos lhe vieram ao
encontro, anunciando-lhe que o seu filho vivia.
Então, indagou deles a que hora o seu filho se
sentira melhor. Informaram: Ontem, à hora sétima
a febre o deixou. Com isto, reconheceu o pai ser
aquela precisamente a hora em que Jesus lhe
dissera: Teu filho vive; e creu ele e toda a sua
casa”.João 4.49-53

O sofrimento pode estar chegando ao fim, basta


ter fé em Deus. Basta por a fé em ação. Basta
receber a fé da Palavra de Deus.

Evangelista: Luis Fernando Rogério


Contato:

Luis Fernando Rogério


Rua Firmino Dias Dos Santos, 50
Benedito Trajano Borges
Ituverava – SP
Cep 14500-000

Tel: 0xx – 16 – 3839-9543


Email: luisfernandorogerio@bol.com.br

Interessi correlati