Sei sulla pagina 1di 4

Adolf Hilter, ditador alemão, nasceu em 1889 na Áustria.

Filho de Alois Hitler e Klara Poezl, alistou-se


voluntariamente no exército bávaro no começo da Primeira Guerra Mundial. Tornou-se cabo e ganhou duas vezes a
Cruz de Ferro por bravura.

Depois da desmobilizaçãodo exército, Hitler associou-se a um pequeno grupo nacionalista, o Partido dos
Trabalhadores Alemães, que mais tarde se tornou o Partido Nacional-Socialista Alemão (nazista).

Em Viena, ele havia assimilado as idéias anti-semitas (contra os judeus)que, insufladas por seus longos discursos
contra o Acordo de Paz de Versalhes e o marxismo, encontraram terreno fértil em uma Alemanha humilhada pela
derrota.

Em 1921, tornou-se líder dos nazistas e, dois anos mais tarde, organizou uma malograda insurreição, o "putsch" de
Munique. Durante os meses que passou na prisão com Rudolph Hess, Hitler ditou o Mein Kampf (Minha Luta), um
manisfesto político no qual detalhou a necessidade alemã de se rearmar, empenhar-se na auto-suficiência
econômica, suprimir o sindicalismo e o comunismo, e exterminar a minoria judaica.

Em 1929, ganhou um grande fluxo de adeptos, de forma que, ajudado pela violência contra inimigos políticos, seu
partido floresceu. Após o fracasso de sucessivos chanceleres, o presidente Hindenburg indicou Hitler como chefe do
governo (1933).

Hitler criou uma ditadura unipartidária e no ano seguinte eliminou seus rivais na "noite das facas longas". Com a
morte de Hindenburg, ele assumiu o título de presidente do Reich Alemão. Começou então o rearmamento, ferindo
o Tratado de Versalhes, reocupou a Renânia em 1936 e deu os primeiros passos para sua pretendida expansão do
Terceiro Reich: a anexação com a Áustria em 1938 e a tomada da antiga Tchecoslováquia.

O ditador firmou o pacto de não-agressão nazi-soviético com Stalin, a fim de invadir a Polônia, mas quebrou-o ao
atacar a Rússia em 1941. A invasão à Polônia precipitou a Segunda Guerra Mundial.

Seguia táticas "intuitivas", indo contra conselhos de especialistas militares, e no princípio obteve vitórias maciças.
Em 1941, assumiu o controle direto das forças armadas. Como o curso da guerra mostrou-se desfavorável à
Alemanha, decidiu intensificar o assassinato em massa, que culminou com o holocausto judeu.

Conhecido como um dos piores massacres da história da humanidade, o holocausto -termo utilizado para descrever
a tentativa de extermínio dos judeus na Europa nazista- teve seu fim anunciado no dia 27 de janeiro de 1945,
quando as tropas soviéticas, aliadas ao Reino Unido, Estados Unidos e França na Segunda Guerra Mundial,
invadiram o campo de concentração e extermínio de Auschwitz-Birkenau, em Oswiecim (sul da Polônia). No local, o
mais conhecido campo de concentração mantido pela Alemanha nazista de Adolf Hitler, entre 1,1 e 1,5 milhão de
pessoas (em sua maioria judeus) morreram nas câmaras de gás, de fome ou por doenças.

Ainda em 1945, quando o exército soviético entrou em Berlim, Hitler se casou com a amante, Eva Braun. Há
evidências de que os dois cometeram suicídio e tiveram seus corpos queimados em um abrigo subterrâneo em
1945.

A família de hitler

Pouco se sabe sobre sua vida no período do nascimento até à entrada na política, logo após
a Primeira Guerra Mundial. "Vocês não podem saber de onde e de que família eu venho"
disse ele, em 1930, a opositores políticos. Hitler envergonhava-se manifestamente das suas
origens humildes. Parece não ter feito nada de relevante até o momento em que iniciou a
sua vida militar. As suas declarações em "Mein Kampf", sobre a sua infância, serviram
sobretudo para promoção pessoal e são, por isso, pouco confiáveis.

A derrota e o Suicídio

A partir de 1943, no entanto, a queda alemã tornou-se inexorável e o atentado de Julho de


1944 contra Hitler revelou a força da oposição interna. Nessa época a saúde de Hitler estava
muito debilitada, possuía problemas cardíacos, era hipocondríaco, sofria de insônia e estava
envelhecendo precocemente. Após uma última derrota (ofensiva das Ardenas, em
Dezembro de 1944), Hitler refugiou-se em um bunker (esconderijo) na cidade de Berlim,
onde mais tarde cometeria suicídio em 30 de abril de 1945.
Uma maioria esmagadora dos relatos históricos sustenta a tese do suicídio de Hitler. No
entanto, existem rumores na América Latina segundo os quais Hitler teria fugido para um
país da América do Sul onde teria morrido com uma doença incurável, tendo sido um sósia
a morrer no bunker em Berlim. O mesmo teria acontecido com Eva Braun, sua noiva, com
quem teria se casado pouco antes do suicídio. Segundo alguns historiadores, Braun teria se
casado com ele somente depois de jurar "fidelidade" e prometer que se mataria junto com
ele. Seus corpos não foram encontrados, ele teria mandado sua guarda cremá-los, talvez
para que não houvesse nenhum modo de o inimigo torturá-lo, nem após sua morte.

Uma segunda corrente de historiadores, no entanto, acredita que o fim da vida de Adolf
Hitler teria ocorrido com a destruição de seu bunker em Berlim, por um grande ataque
aéreo dos aliados já no fim da grande guerra. Acreditam ainda que, após este ataque a seu
bunker, os corpos de Eva Braun e do braço direito de Hitler, Heinrich Himmler, também
foram encontrados, mas em melhores condições que o do próprio Hitler: tinham em seus
corpos queimaduras e marcas das ferragens, já o de Adolf estava carbonizado, sendo
reconhecido apenas pela sua vestimenta e seu bigode. O reconhecimento do corpo de Hitler
foi feito por seus próprios comandantes e soldados capturados. Pelo fato dos corpos terem
sido encontrados carbonizados, os aliados teriam vinculado a notícia de que seus corpos
não foram encontrados, mas se sabe, através de relatos, que não fora a ordem de Hitler para
cremar seus corpos o real motivo para os mesmos terem sido localizados desta forma, mas
sim o da explosão de uma bomba que teria destruído o bunker onde ele e seus fiéis
colaboradores se encontravam. As autópsias feitas nos corpos encontrados no bunker em
Berlim revelaram que em um dos corpos havia uma bala de pistola Luger. Boatos dizem
que era a arma com a qual Hitler havia se matado antes da bomba cair em seu bunker, ou
ainda que um dos seus colaboradores havia disparado contra Hitler para que o mesmo não
fosse capturado vivo pelos aliados.

O testamento

No dia 29 de dezembro de 1945, em Nuremberg, foi divulgado a existência de vários


documentos secretos em uma casa do campo, situada em Tegernsee, a 48 quilómetros ao sul
de Munique, nas vizinhanças da residência do General Lucian Truscott (Comandante do
Terceiro Exército dos Estados Unidos). Eram quatro documentos que foram denominados
de testamento de Adolf Hitler. Foram considerados na época como prova definitiva da
morte de Hitler, uma vez que seus corpos foram queimados no bunker de Hitler e o local
foi tomado pelas tropas russas que dificultaram as investigações e isso causou dúvidas
sobre a certeza de sua morte.

A descoberta fora feita por britânicos da contra-espionagem e norte-americanos. Os


documentos estavam datados em 29 de abril de 1945, data de pouco antes do colapso da
resistência alemã, e contava com testemunho de Joseph Goebbels, ex-Ministro da
Propaganda do Reich, do ex-Vice-"Führer" do Reich, Martin Bormann, do ex-representante
de Himmler na Tchecoslaváquia, Hans Krebs, e de Wilhelm Bergdorf.

No mesmo local foi encontrato o original do contrato de casamento de Hitler com Eva
Braun, testemunhado por Martin Bormann e por Goebbels. Outro documento descoberto,
além do chamado testamento político Hitler, foi o seu testamento particular dispondo de
sua fortuna pessoal que tem como testemunhas Martin Bormann, Goebbels e Nikolaus von
Below, ajudante de Martin Bormann.

• 1889 - 20 de abril: Adolf Hitler nasce em Braunau am Inn, na Áustria.


• 1907 - Setembro: Muda-se para Viena.
• 1908 - Setembro: Não consegue ser admitido na Academia de Belas-Artes de Viena.
• 1913 - 24 de maio: Muda-se para Munique, na Alemanha.
• 1914 - 1° de agosto: A declaração de guerra da Alemanha contra a Rússia assinala a
eclosão da Primeira Guerra Mundial.
• 16 de agosto: Hitler junta-se ao 16° Regimento de Infantaria da Reserva de Baviera.
• 1918 - 11 de novembro: O armistício termina com a Primeira Guerra Mundial.
• 1919 - Hitler participa do departamento de informações políticas do Reichswehr e
torna-se membro do Partido dos Trabalhadores Alemães.
• 1920 - O Partido dos Trabalhadores Alemães recebe o nome de Partido Nacional-
Socialista dos Trabalhadores Alemães, o partido nazista.
• 1923 - 11 de novembro: Hitler é preso por seu envolvimento no Golpe da
Cervejaria. Na prisão, escreve Mein Kampf.
• 1924 - 20 de dezembro: Hitler sai da prisão.
• 1926 - 22 de maio: Hitler é indicado para ser líder supremo do Partido Nacional-
Socialista dos Trabalhadores Alemães e assume a responsabilidade pela ideologia e
políca partidárias.
• 1930 - O Partido Nacional-Socialista obtém grande votação nas eleições nacionais,
surgindo como o segundo maior partido do país.

• 1933 - 30 de janeiro: Hitler é nomeado chanceler pelo presidente Hindenburg.


• 1934 - Agosto: Hitler declara-se Führer e associa a chancelaria com a presidencia.
• Setembro: Hitler ordena crescentes aumentos nos gastos militares.
• 1936 - 7 de março: Efetivos alemães remilitarizam a Renânia.
• 29 de março: A política de Hitler é aprovada por 99% do eleitorado alemão.
• Outubro: Hitler conclui aliança com a Itália fascista.
• 1938 - A Alemanha incorpora a Áustria e a Tchecoslováquia ao Terceiro Reich.
• 1939 - 1° de setembro: A invasão alemã da Polônia assinala o início da Segunda
Guerra Mundial.
• 1940 - Forças alemãs invadem a Noruega, Dinamarca, Bélgica, Luxemburgo,
Holanda e França.
• 1941 - 22 de junho: Forças alemãs invadem a União Soviética.
• 7 de dezembro: o ataque japonês a Pearl Harbor, base naval norte-americana no
Havaí, leva os Estados Unidos a entrarem na guerra.
• 1943 - 31 de janeiro: O VI Exécito alemão rende-se em Estalingrado.
• 7 de setembro: A Itália anuncia a sua rendição.
• 1944 - 6 de junho: Os Aliados invadem a França ocupada pelos alemães.
• 20 de junho: Hitler escapa de ser assassinado por oficiais alemães dissidentes.
• Dezembro: Fracasso da última grande ofensiva alemã no front ocidental.
• 1945 - 30 de abril: Hitler suicida-se, enquanto os exécitos soviéticos entram em
Berlim.
• 7 de maio: A Alemanha apresenta a sua rendição incondicional.

Citações
• A 3 de Janeiro de 1942, Hitler disse: "Himmler é de uma qualidade extraordinária.
Não acredito que outra pessoa que não ele tivesse conseguido movimentar as tropas
em semelhantes condições adversas. Eu vejo em Himmler o nosso Inácio de Loyola.
Com inteligência e obstinação, contra vento e marés, ele deu forma à SS"
• Adolf Hitler escreveu em "Mein Kampf", referindo-se à sua experiência em Viena:
"de um fraco cosmopolita transformei-me num grande anti-semita".

Família de Hitler

• Paula Hitler, irmã mais nova


• Klara Hitler, mãe
• Alois Hitler, pai
• Maria Schicklgruber, avó paterna
• Johann Georg Hiedler, avô paterno