Sei sulla pagina 1di 38
INSTITUTO FEDERAL PARANÁ Campus Curitiba Curso Curso T T é é cnico cnico em em

INSTITUTO FEDERAL PARANÁ Campus Curitiba

CursoCurso TTéécnicocnico emem EletromecânicaEletromecânica InstalaInstalaççõesões ElEléétricastricas IndustriaisIndustriais

Dimensionamento de Condutores

Prof. Luiz Carlos Felizari Campus Curitiba

INSTITUTO FEDERAL PARANÁ Campus Curitiba Curso Curso T T é é cnico cnico em em

INSTITUTO FEDERAL PARANÁ Campus Curitiba

CursoCurso TTéécnicocnico emem EletromecânicaEletromecânica InstalaInstalaççõesões ElEléétricastricas IndustriaisIndustriais

7. Dimensionamento de Condutores

7. Dimensionamento de Condutores
Industriais Industriais 7. Dimensionamento de Condutores 7.1 Potência Elétrica em Sistemas Potência em sistemas

7.1 Potência Elétrica em Sistemas

Potência em sistemas monofásicos (F+N):

em Sistemas Potência em sistemas monofásicos (F+N): Potência em sistemas bifásicos (F+F): Potência em

Potência em sistemas bifásicos (F+F):

Potência em sistemas monofásicos (F+N): Potência em sistemas bifásicos (F+F): Potência em sistemas trifásicos(3F):

Potência em sistemas trifásicos(3F):

INSTITUTO FEDERAL PARANÁ Campus Curitiba Curso Curso T T é é cnico cnico em em

INSTITUTO FEDERAL PARANÁ Campus Curitiba

CursoCurso TTéécnicocnico emem EletromecânicaEletromecânica InstalaInstalaççõesões ElEléétricastricas IndustriaisIndustriais

7. Dimensionamento de Condutores

7. Dimensionamento de Condutores
7. Dimensionamento de Condutores
7. Dimensionamento de Condutores
7. Dimensionamento de Condutores
7. Dimensionamento de Condutores

7.2 Corrente Elétrica em Sistemas

Corrente em sistemas monofásicos (F+N):

Corrente em sistemas bifásicos (F+F):

Corrente em sistemas trifásicos(3F):

INSTITUTO FEDERAL PARANÁ Campus Curitiba Curso Curso T T é é cnico cnico em em

INSTITUTO FEDERAL PARANÁ Campus Curitiba

CursoCurso TTéécnicocnico emem EletromecânicaEletromecânica InstalaInstalaççõesões ElEléétricastricas IndustriaisIndustriais

7. Dimensionamento de Condutores

condutores carregados

condutores carregados

Circuito Trifásico com Neutro Equilibrado (03 Fases + 1 Neutro) –

Circuito Trifásico com Neutro Desequilibrado ( 03 Fases + 1 Neutro) –

7.3 Condutores Carregados (tipos de instalações)

• Circuito Monofásico (Fase + Neutro) – 02 condutores carregados

• Circuito Bifásico sem Neutro(Fase + Fase) – 02 condutores carregados

• Circuito Bifásico com Neutro(2Fase + Neutro) – 03 condutores carregados

• Circuito Trifásico sem Neutro (03 Fases) – 03 condutores carregados (Equilibrados ou Desequilibrados)

03

04

INSTITUTO FEDERAL PARANÁ Campus Curitiba Curso Curso T T é é cnico cnico em em

INSTITUTO FEDERAL PARANÁ Campus Curitiba

CursoCurso TTéécnicocnico emem EletromecânicaEletromecânica InstalaInstalaççõesões ElEléétricastricas IndustriaisIndustriais

7. Dimensionamento de Condutores

7. Dimensionamento de Condutores
Industriais Industriais 7. Dimensionamento de Condutores 7.4 Tipos de Condutores • Condutor Isolado: Condutor

7.4 Tipos de Condutores

Condutor Isolado: Condutor dotado apenas de isolação.

INSTITUTO FEDERAL PARANÁ Campus Curitiba Curso Curso T T é é cnico cnico em em

INSTITUTO FEDERAL PARANÁ Campus Curitiba

CursoCurso TTéécnicocnico emem EletromecânicaEletromecânica InstalaInstalaççõesões ElEléétricastricas IndustriaisIndustriais

7. Dimensionamento de Condutores

7. Dimensionamento de Condutores

7.4 Tipos de Condutores

Condutor Isolado: Condutor dotado apenas de isolação.

INSTITUTO FEDERAL PARANÁ Campus Curitiba Curso Curso T T é é cnico cnico em em

INSTITUTO FEDERAL PARANÁ Campus Curitiba

CursoCurso TTéécnicocnico emem EletromecânicaEletromecânica InstalaInstalaççõesões ElEléétricastricas IndustriaisIndustriais

7. Dimensionamento de Condutores

7. Dimensionamento de Condutores

7.4 Tipos de Condutores

Condutor Isolado: Condutor dotado apenas de isolação.

INSTITUTO FEDERAL PARANÁ Campus Curitiba Curso Curso T T é é cnico cnico em em
INSTITUTO FEDERAL PARANÁ Campus Curitiba Curso Curso T T é é cnico cnico em em

INSTITUTO FEDERAL PARANÁ Campus Curitiba

CursoCurso TTéécnicocnico emem EletromecânicaEletromecânica InstalaInstalaççõesões ElEléétricastricas IndustriaisIndustriais

7. Dimensionamento de Condutores

7. Dimensionamento de Condutores
7. Dimensionamento de Condutores

7.4 Tipos de Condutores

Cabo Unipolar: Cabo constituído por um único condutor isolado e provido de cobertura sobre a isolação.

Cabo Multipolar: Cabo constituído por vários condutores isolados e provido de cobertura sobre o conjunto dos condutores isolados.

INSTITUTO FEDERAL PARANÁ Campus Curitiba Curso Curso T T é é cnico cnico em em
INSTITUTO FEDERAL PARANÁ Campus Curitiba Curso Curso T T é é cnico cnico em em

INSTITUTO FEDERAL PARANÁ Campus Curitiba

CursoCurso TTéécnicocnico emem EletromecânicaEletromecânica InstalaInstalaççõesões ElEléétricastricas IndustriaisIndustriais

7. Dimensionamento de Condutores

Industriais Industriais 7. Dimensionamento de Condutores 7.4 Tipos de Condutores • Cabo Unipolar: Cabo

7.4 Tipos de Condutores

Cabo Unipolar: Cabo constituído por um único condutor isolado e provido de cobertura sobre a isolação.

Cabo Multipolar: Cabo constituído por vários condutores isolados e provido de cobertura sobre o conjunto dos condutores isolados.

INSTITUTO FEDERAL PARANÁ Campus Curitiba Curso Curso T T é é cnico cnico em em
INSTITUTO FEDERAL PARANÁ Campus Curitiba Curso Curso T T é é cnico cnico em em

INSTITUTO FEDERAL PARANÁ Campus Curitiba

CursoCurso TTéécnicocnico emem EletromecânicaEletromecânica InstalaInstalaççõesões ElEléétricastricas IndustriaisIndustriais

7. Dimensionamento de Condutores

Industriais Industriais 7. Dimensionamento de Condutores 7.4 Tipos de Condutores • Cabo Unipolar: Cabo

7.4 Tipos de Condutores

Cabo Unipolar: Cabo constituído por um único condutor isolado e provido de cobertura sobre a isolação.

Cabo Multipolar: Cabo constituído por vários condutores isolados e provido de cobertura sobre o conjunto dos condutores isolados.

INSTITUTO FEDERAL PARANÁ Campus Curitiba Curso Curso T T é é cnico cnico em em
INSTITUTO FEDERAL PARANÁ Campus Curitiba Curso Curso T T é é cnico cnico em em

INSTITUTO FEDERAL PARANÁ Campus Curitiba

CursoCurso TTéécnicocnico emem EletromecânicaEletromecânica InstalaInstalaççõesões ElEléétricastricas IndustriaisIndustriais

7. Dimensionamento de Condutores

7. Dimensionamento de Condutores

7.4 Tipos de Condutores

Cabo Unipolar: Cabo constituído por um único condutor isolado e provido de cobertura sobre a isolação.

Cabo Multipolar: Cabo constituído por vários condutores isolados e provido de cobertura sobre o conjunto dos condutores isolados.

INSTITUTO FEDERAL PARANÁ Campus Curitiba Curso Curso T T é é cnico cnico em em

INSTITUTO FEDERAL PARANÁ Campus Curitiba

CursoCurso TTéécnicocnico emem EletromecânicaEletromecânica InstalaInstalaççõesões ElEléétricastricas IndustriaisIndustriais

7. Dimensionamento de Condutores

INSTALAÇÕES ao AR LIVRE

ELETRODUTOS

ELETROCALHAS e BANDEJAS

7.5 Tipos de Instalações

São consideradas instalações ao ar livre, comumente instaladas em bandejas, leitos entre outros. Para este tipo somente é permitida a instalação de cabos unipolares ou multipolares.

Podem ser instalados condutores isolados, cabos unipolares ou multipolares. Somente é admitido o uso de condutor nu em eletrodutos não metálicos e com finalidade de aterramento.

Em eletrocalhas e bandejas podem ser instalados condutores isolados, cabos unipolares ou multipolares.

INSTITUTO FEDERAL PARANÁ Campus Curitiba Curso Curso T T é é cnico cnico em em

INSTITUTO FEDERAL PARANÁ Campus Curitiba

CursoCurso TTéécnicocnico emem EletromecânicaEletromecânica InstalaInstalaççõesões ElEléétricastricas IndustriaisIndustriais

7. Dimensionamento de Condutores

CABOS DIRETAMENTE ENTERRADOS

CANALETAS NO SOLO

SOBRE ISOLADORES

7.5 Tipos de Instalações

Os cabos diretamente enterrados somente podem ser unipolares ou multipolares e devem ser tomadas medidas para protegê-los contra deteriorações causadas por movimentação de terra, choque de ferramentas provenientes de escavações e ataques químicos ou umidade.

Os cabos instalados diretamente nas canaletas no solo somente podem ser unipolares ou multipolares ou admite-se o uso de condutores isolados desde que contidos em eletrodutos no interior da canaleta.

Sobre isoladores podem ser utilizados condutores nus, isolados ou em feixes.

INSTITUTO FEDERAL PARANÁ Campus Curitiba Curso Curso T T é é cnico cnico em em
INSTITUTO FEDERAL PARANÁ Campus Curitiba Curso Curso T T é é cnico cnico em em

INSTITUTO FEDERAL PARANÁ Campus Curitiba

CursoCurso TTéécnicocnico emem EletromecânicaEletromecânica InstalaInstalaççõesões ElEléétricastricas IndustriaisIndustriais

7. Dimensionamento de Condutores

7.5 Tipos de Instalações

Métodos de Referência

tricas tricas Industriais Industriais 7. Dimensionamento de Condutores 7.5 Tipos de Instalações Métodos de Referência
INSTITUTO FEDERAL PARANÁ Campus Curitiba Curso Curso T T é é cnico cnico em em
INSTITUTO FEDERAL PARANÁ Campus Curitiba Curso Curso T T é é cnico cnico em em

INSTITUTO FEDERAL PARANÁ Campus Curitiba

CursoCurso TTéécnicocnico emem EletromecânicaEletromecânica InstalaInstalaççõesões ElEléétricastricas IndustriaisIndustriais

7. Dimensionamento de Condutores

7.5 Tipos de Instalações

ões ões El El é é tricas tricas Industriais Industriais 7. Dimensionamento de Condutores 7.5 Tipos
INSTITUTO FEDERAL PARANÁ Campus Curitiba Curso Curso T T é é cnico cnico em em

INSTITUTO FEDERAL PARANÁ Campus Curitiba

CursoCurso TTéécnicocnico emem EletromecânicaEletromecânica InstalaInstalaççõesões ElEléétricastricas IndustriaisIndustriais

7. Dimensionamento de Condutores

7.5 Tipos de Instalações

ões ões El El é é tricas tricas Industriais Industriais 7. Dimensionamento de Condutores 7.5 Tipos
INSTITUTO FEDERAL PARANÁ Campus Curitiba Curso Curso T T é é cnico cnico em em

INSTITUTO FEDERAL PARANÁ Campus Curitiba

CursoCurso TTéécnicocnico emem EletromecânicaEletromecânica InstalaInstalaççõesões ElEléétricastricas IndustriaisIndustriais

7. Dimensionamento de Condutores

7.5 Tipos de Instalações

ões ões El El é é tricas tricas Industriais Industriais 7. Dimensionamento de Condutores 7.5 Tipos
INSTITUTO FEDERAL PARANÁ Campus Curitiba Curso Curso T T é é cnico cnico em em
INSTITUTO FEDERAL PARANÁ Campus Curitiba Curso Curso T T é é cnico cnico em em

INSTITUTO FEDERAL PARANÁ Campus Curitiba

CursoCurso TTéécnicocnico emem EletromecânicaEletromecânica InstalaInstalaççõesões ElEléétricastricas IndustriaisIndustriais

7. Dimensionamento de Condutores

ões ões El El é é tricas tricas Industriais Industriais 7. Dimensionamento de Condutores 7.5 Tipos

7.5 Tipos de Instalações

INSTITUTO FEDERAL PARANÁ Campus Curitiba Curso Curso T T é é cnico cnico em em

INSTITUTO FEDERAL PARANÁ Campus Curitiba

CursoCurso TTéécnicocnico emem EletromecânicaEletromecânica InstalaInstalaççõesões ElEléétricastricas IndustriaisIndustriais

7. Dimensionamento de Condutores

7.6 Critérios de Dimensionamento

Serão abordados 3 critérios de dimensionamento de condutores:

1. Critério da Seção Mínima

2. Critério da Capacidade de Condução de Corrente

3. Critério da Queda de Tensão

OBS: Nas análise de cargas sempre considerar um Sistema Equilibrado.

INSTITUTO FEDERAL PARANÁ Campus Curitiba Curso Curso T T é é cnico cnico em em

INSTITUTO FEDERAL PARANÁ Campus Curitiba

CursoCurso TTéécnicocnico emem EletromecânicaEletromecânica InstalaInstalaççõesões ElEléétricastricas IndustriaisIndustriais

7. Dimensionamento de Condutores

7.7 Critério da Seção Mínima – NBR 5410

1. Condutores de Iluminação: seção mínima 1,5mm 2

2. Condutores de Força: seção mínima 2,5mm 2

INSTITUTO FEDERAL PARANÁ Campus Curitiba Curso Curso T T é é cnico cnico em em

INSTITUTO FEDERAL PARANÁ Campus Curitiba

CursoCurso TTéécnicocnico emem EletromecânicaEletromecânica InstalaInstalaççõesões ElEléétricastricas IndustriaisIndustriais

7. Dimensionamento de Condutores

Industriais Industriais 7. Dimensionamento de Condutores 7.8 Critério da Capacidade de Corrente • Para o critério

7.8 Critério da Capacidade de Corrente

• Para o critério da capacidade de corrente temos:

INSTITUTO FEDERAL PARANÁ Campus Curitiba Curso Curso T T é é cnico cnico em em

INSTITUTO FEDERAL PARANÁ Campus Curitiba

CursoCurso TTéécnicocnico emem EletromecânicaEletromecânica InstalaInstalaççõesões ElEléétricastricas IndustriaisIndustriais

7. Dimensionamento de Condutores

7. Dimensionamento de Condutores

7.8 Critério da Capacidade de Corrente

Corrente de Projeto (Ip) é a corrente nominal (In) que o equipamento necessita para o seu funcionamento.

Corrente Corrigida (Iz) é a corrente de projeto após realizada a correção pelo Fator de Correção de temperatura (FCT) e Fator de Correção de Agrupamento de Condutores (FCA), retirados de tabelas correspondentes.

INSTITUTO FEDERAL PARANÁ Campus Curitiba Curso Curso T T é é cnico cnico em em

INSTITUTO FEDERAL PARANÁ Campus Curitiba

CursoCurso TTéécnicocnico emem EletromecânicaEletromecânica InstalaInstalaççõesões ElEléétricastricas IndustriaisIndustriais

7. Dimensionamento de Condutores

7.8 Critério da Capacidade de Corrente

Para determinar o Fator de Correção de Agrupamento de Condutores (FCA), devemos determinar duas características do projeto, que são eles:

1. Número de circuitos e ou cabos multipolares – é a quantidade de circuitos ou cabos multipolares que passam pelo mesmo duto (exemplo de duto: eletroduto, canaletas, eletrocalhas, bandejas, etc). Depende exclusivamente da divisão dos circuitos no projeto.

2. Método de Instalação – é o tipo de instalação realizada (exemplo: Condutores instalados em eletrocalha (B1), instalados em Bandeja Perfurada.

Obs: Para as aulas de instalações industriais, sempre utilizaremos os cabos unipolares.

INSTITUTO FEDERAL PARANÁ Campus Curitiba Curso Curso T T é é cnico cnico em em

INSTITUTO FEDERAL PARANÁ Campus Curitiba

CursoCurso TTéécnicocnico emem EletromecânicaEletromecânica InstalaInstalaççõesões ElEléétricastricas IndustriaisIndustriais

7. Dimensionamento de Condutores

Fator de Correção de Agrupamento de Condutores (FCA)

7.8 Critério da Capacidade de Corrente

de Condutores Fator de Correção de Agrupa mento de Condutores (FCA) 7.8 Critério da Capacidade de
INSTITUTO FEDERAL PARANÁ Campus Curitiba Curso Curso T T é é cnico cnico em em

INSTITUTO FEDERAL PARANÁ Campus Curitiba

CursoCurso TTéécnicocnico emem EletromecânicaEletromecânica InstalaInstalaççõesões ElEléétricastricas IndustriaisIndustriais

7. Dimensionamento de Condutores

Tipo de Instalação - Ambiente ou Solo

Tipo de Isolação do Condutor:

7.8 Critério da Capacidade de Corrente

Para determinar o Fator de Correção de Temperatura (FCT), devemos determinar outras duas características do projeto, que são elas:

1.

Deve-se considerar a temperatura do local onde o condutor está instalado (ambiente ou solo).

2.

• PVC (Polyvinyl Chloride)

XLPE (Cross-Linked Polyethelene) e/ou EPR (Ethylene Propylene Rubber)

INSTITUTO FEDERAL PARANÁ Campus Curitiba Curso Curso T T é é cnico cnico em em
INSTITUTO FEDERAL PARANÁ Campus Curitiba Curso Curso T T é é cnico cnico em em

INSTITUTO FEDERAL PARANÁ Campus Curitiba

CursoCurso TTéécnicocnico emem EletromecânicaEletromecânica InstalaInstalaççõesões ElEléétricastricas IndustriaisIndustriais

7. Dimensionamento de Condutores

Fator de Correção de Temperatura (FCT)

7.8 Critério da Capacidade de Corrente

INSTITUTO FEDERAL PARANÁ Campus Curitiba Curso Curso T T é é cnico cnico em em
INSTITUTO FEDERAL PARANÁ Campus Curitiba Curso Curso T T é é cnico cnico em em

INSTITUTO FEDERAL PARANÁ Campus Curitiba

CursoCurso TTéécnicocnico emem EletromecânicaEletromecânica InstalaInstalaççõesões ElEléétricastricas IndustriaisIndustriais

7. Dimensionamento de Condutores

Fator de Correção de Temperatura (FCT)

7. Dimensionamento de Condutores Fator de Correção de Temperatura (FCT) 7.8 Critério da Capacidade de Corrente

7.8 Critério da Capacidade de Corrente

INSTITUTO FEDERAL PARANÁ Campus Curitiba Curso Curso T T é é cnico cnico em em

INSTITUTO FEDERAL PARANÁ Campus Curitiba

CursoCurso TTéécnicocnico emem EletromecânicaEletromecânica InstalaInstalaççõesões ElEléétricastricas IndustriaisIndustriais

7. Dimensionamento de Condutores

Em circuitos monofásicos e Bifásicos;

Quando não for prevista a presença de harmônicas;

7.9 Condutor Neutro

Conforme a Norma NBR 5410, o condutor Neutro deverá possuir a mesma seção do condutor fase nos seguintes casos:

Em circuitos trifásicos, quando a seção do condutor fase for igual ou inferior a seção de 25mm 2 ;

Em circuitos trifásicos, quando for prevista a presença de harmônicos.

A seção do condutor Neutro pode ser reduzida para os seguintes casos:

Quando a máxima corrente susceptível que percorre o neutro seja inferior à capacidade de condução de corrente correspondente à seção reduzida do condutor Neutro.

INSTITUTO FEDERAL PARANÁ Campus Curitiba Curso Curso T T é é cnico cnico em em

INSTITUTO FEDERAL PARANÁ Campus Curitiba

CursoCurso TTéécnicocnico emem EletromecânicaEletromecânica InstalaInstalaççõesões ElEléétricastricas IndustriaisIndustriais

7. Dimensionamento de Condutores

7. Dimensionamento de Condutores

7.10 Condutor de Proteção

• O condutor de proteção (PE), conhecido como condutor Terra, deverá ser preferencialmente um condutor isolado, cabo unipolar ou veias de cabos multipolares, e sua seção pode ser reduzida conforme o critério abaixo.

INSTITUTO FEDERAL PARANÁ Campus Curitiba Curso Curso T T é é cnico cnico em em

INSTITUTO FEDERAL PARANÁ Campus Curitiba

CursoCurso TTéécnicocnico emem EletromecânicaEletromecânica InstalaInstalaççõesões ElEléétricastricas IndustriaisIndustriais

7. Dimensionamento de Condutores

7.11 Aplicação

Exemplo 1 - Determine a seção do condutor unipolar com isolação de PVC, utilizando o método da capacidade de condução de corrente, sendo que a potência do equipamento é 10kW, Fp= 92% e η=90%, tensão de linha de 220V. A alimentação do equipamento é monofásica, instalado por meio de eletrocalha, onde já passam 4 circuitos, a temperatura ambiente média é de 35°C e no solo de 20°C, o equipamento está instalado a uma distância de 50m do Quadro de Distribuição de Força (QDF) e a queda de tensão máxima admitida de 3%.

INSTITUTO FEDERAL PARANÁ Campus Curitiba Curso Curso T T é é cnico cnico em em

INSTITUTO FEDERAL PARANÁ Campus Curitiba

CursoCurso TTéécnicocnico emem EletromecânicaEletromecânica InstalaInstalaççõesões ElEléétricastricas IndustriaisIndustriais

7. Dimensionamento de Condutores

7. Dimensionamento de Condutores Determinando a corrente corrigida (Iz):

Determinando a corrente corrigida (Iz):

7. Dimensionamento de Condutores Determinando a corrente corrigida (Iz):

7.11 Aplicação (cont.)

Para equipamentos monofásicos temos:

Onde: Ip= Corrente de Projeto

Método de instalação– Eletrocalha –B1

Onde FCA e FCT são retirados das tabelas

• Número de circuitos 4 + 1 = 5

• Método de Instalação tipo B1 ( coluna direita – método de A à F )

INSTITUTO FEDERAL PARANÁ Campus Curitiba Curso Curso T T é é cnico cnico em em

INSTITUTO FEDERAL PARANÁ Campus Curitiba

CursoCurso TTéécnicocnico emem EletromecânicaEletromecânica InstalaInstalaççõesões ElEléétricastricas IndustriaisIndustriais

7. Dimensionamento de Condutores

7. Dimensionamento de Condutores

7.11 Aplicação (cont.)

Assim, para o método de instalação B1 a 2 condutores carregados (Circuito Monofásico=Fase + Neutro) e uma corrente corrigida de

Iz=168,61A.

Seção do Neutro e do Terra (Proteção) retirados dos critérios:

- Conforme a Norma NBR 5410, o condutor Neutro deverá possuir a mesma seção do condutor fase em circuitos monofásicos e bifásicos. - Se a seção mínima dos condutores de fase for S > 35 mm 2 , a seção mínima dos condutores de proteção será de 0,5 x S.

INSTITUTO FEDERAL PARANÁ Campus Curitiba Curso Curso T T é é cnico cnico em em
INSTITUTO FEDERAL PARANÁ Campus Curitiba Curso Curso T T é é cnico cnico em em

INSTITUTO FEDERAL PARANÁ Campus Curitiba

CursoCurso TTéécnicocnico emem EletromecânicaEletromecânica InstalaInstalaççõesões ElEléétricastricas IndustriaisIndustriais

7. Dimensionamento de Condutores

ç ões ões El El é é tricas tricas Industriais Industriais 7. Dimensionamento de Condutores 7.11

7.11 Aplicação (cont.)

Curso Curso T T é é cnico cnico em em Eletromecânica Eletromecânica Instala Instala ç
Curso Curso T T é é cnico cnico em em Eletromecânica Eletromecânica Instala Instala ç

CursoCurso TTéécnicocnico emem EletromecânicaEletromecânica InstalaInstalaççõesões ElEléétricastricas IndustriaisIndustriais

INSTITUTO FEDERAL PARANÁ Campus Curitiba

7. Dimensionamento de Condutores

5% A partir do ponto de entrega para alimentação em tensão secundária.

7% A partir do secundário do transformador, considerando subestação própria.

7.12 Critério da Queda de Tensão

7% A partir do secundário do transformador, considerando subestação própria. 7.12 Critério da Queda de Tensão
INSTITUTO FEDERAL PARANÁ Campus Curitiba Curso Curso T T é é cnico cnico em em

INSTITUTO FEDERAL PARANÁ Campus Curitiba

CursoCurso TTéécnicocnico emem EletromecânicaEletromecânica InstalaInstalaççõesões ElEléétricastricas IndustriaisIndustriais

7. Dimensionamento de Condutores

Onde:

ρ = resistividade do material condutor (cobre) 1/56.mm 2 /m L C = comprimento do circuito em metros (m) I p = corrente total do circuito em Ampère (A) Δ V C = Queda de tensão máxima admitida em projeto, em % S C = Seção mínima do condutor (mm 2 ) V F = Tensão de Fase V L = Tensão de Linha

7.12 Cálculo da Queda de Tensão

Circuitos Monofásicos:

de Fase V L = Tensão de Linha 7.12 Cálculo da Queda de Tensão Circuitos Monofásicos:

Circuitos Trifásicos:

de Fase V L = Tensão de Linha 7.12 Cálculo da Queda de Tensão Circuitos Monofásicos:
INSTITUTO FEDERAL PARANÁ Campus Curitiba Curso Curso T T é é cnico cnico em em

INSTITUTO FEDERAL PARANÁ Campus Curitiba

CursoCurso TTéécnicocnico emem EletromecânicaEletromecânica InstalaInstalaççõesões ElEléétricastricas IndustriaisIndustriais

7. Dimensionamento de Condutores

Onde:

ρ = resistividade do material condutor (cobre) 1/56.mm 2 /m L C = comprimento do circuito em metros (m) I p = corrente total do circuito em Ampère (A) Δ V C = Queda de tensão máxima admitida em projeto, em % S C = Seção mínima do condutor (mm 2 ) V F = Tensão de Fase V L = Tensão de Linha

7.12 Dimensionamento do condutor pela queda de tensão

Circuitos Monofásicos:

= Tensão de Linha 7.12 Dimensionamento do condutor pela queda de tensão Circuitos Monofásicos: Circuitos Trifásicos:

Circuitos Trifásicos:

= Tensão de Linha 7.12 Dimensionamento do condutor pela queda de tensão Circuitos Monofásicos: Circuitos Trifásicos:
INSTITUTO FEDERAL PARANÁ Campus Curitiba Curso Curso T T é é cnico cnico em em
INSTITUTO FEDERAL PARANÁ Campus Curitiba Curso Curso T T é é cnico cnico em em

INSTITUTO FEDERAL PARANÁ Campus Curitiba

CursoCurso TTéécnicocnico emem EletromecânicaEletromecânica InstalaInstalaççõesões ElEléétricastricas IndustriaisIndustriais

7. Dimensionamento de Condutores

7.13 Exemplo de aplicação

Para o Exemplo 1:

é tricas tricas Industriais Industriais 7. Dimensionamento de Condutores 7.13 Exemplo de aplicação Para o Exemplo
INSTITUTO FEDERAL PARANÁ Campus Curitiba Curso Curso T T é é cnico cnico em em
INSTITUTO FEDERAL PARANÁ Campus Curitiba Curso Curso T T é é cnico cnico em em

INSTITUTO FEDERAL PARANÁ Campus Curitiba

CursoCurso TTéécnicocnico emem EletromecânicaEletromecânica InstalaInstalaççõesões ElEléétricastricas IndustriaisIndustriais

7. Dimensionamento de Condutores

seção

encontrada

comparando

os

três

critérios de

seção do condutor Fase será de φ=70mm2

seção do condutor Fase será de φ=50mm2

Desta forma

condutor Fase será de φ = 5 0 m m 2 Desta forma 7.13 Exemplo de

7.13 Exemplo de aplicação

A seção final do condutor para o Exemplo 1 de aplicação, será a

maior

dimensionamento:

Critério de seção mínima:

Condutores de Iluminação: seção mínima 1,5mm 2 Condutores de Força: seção mínima 2,5mm 2

Critério da Capacidade de Corrente:

A

Critério da Queda de Tensão:

A