Sei sulla pagina 1di 4

O ADOLESCENTE E O JOVEM NO MUNDO À BEIRA DO CAOS?

ROMANOS 12.1,2

É POSSÍVEL O ADOLESCENTE E JOVEM CRISTÃO


TESTEMUNHAREM DE CRISTO NESTE MUNDO À BEIRA DO CAOS?

Já que as coisas são assim, o mundo está à beira do caos, como devo me
comportar e quais são os compromissos que como adolescentes e jovens
cristãos devemos assumir?

O apóstolo Paulo procura passar aos crentes de todas as épocas e idades,


“dicas” de procedimento, para que possam se dar bem e sem sair do mundo,
testemunhar eficazmente de Cristo.

I – PRIMEIRA DICA: APRESENTE-SE A DEUS.

1. Apresentando-se a Deus, você estará fechando com Ele, um


compromisso motivado por um relacionamento saudável.
2. Paulo está dizendo que você é sacerdote de si mesmo. Você estará

oferecendo a Deus nada mais nada menos que a sua própria vida (“os
vossos corpos”).
3. O que você é e tem deve ser entregue a Deus, e não ao mundo e aos

seus prazeres. Embora a idéia do prazer viva em nossa cabeça, o próprio


prazer deve ser buscado dentro de parâmetros cristãos. Não é proibido
ter prazer.
4. A vida adolescente/jovem deve ser um culto a Deus. Não é impossível

que um adolescente/jovem possa ser um adorador verdadeiro (“Há

1
muitos que adoram para a platéia”). Mas, é bom refletirmos que o que
fazemos é para Deus, logo, Ele é a nossa platéia.
5. O culto prestado a Deus pelo adolescente/jovem crente, será para o

Senhor algo especialmente separado para esse fim (santo) e com cheiro
agradável, suave e aceitável.

II – SEGUNDA DICA: NÃO TENHA A CARA QUE O MUNDO QUER


QUE VOCÊ TENHA (v.2)

1. Devemos entender o que significa isso: Diga ao mundo que você é dono

do seu nariz, e por isso optou ser um adolescente/jovem crente.


2. Como dizer? Fale através de ações simples, sem extravagância, até
mesmo sem palavras; fale pela sua própria vida; mostre quem você é.
3. 2 Rs 5.1-3. A adolescente israelita testemunhou de modo bastante

simples sobre o poder do Senhor de Israel. Você pode dizer ao seu


amigo que alguém da sua igreja vai orar por ele.
4. O conselho paulino é: “Não tenham a cara que o mundo quer que

vocês tenham”.
5. Para pensar! Eu tenho sido daqueles que puxam para cima ou daqueles
que são puxados para baixo.
6. Ló foi um homem que deixou ser puxado para baixo. Indo morar nas
planícies de Sodoma e Gomorra, Ló acaba dando suas filhas em
compromisso de casamento aos jovens da cidade. Saiu de lá às pressas,
deixou tudo, e ainda ficou sem a esposa (Gn 19)
7. Jeosafá foi um rei que deixou ser puxado para baixo: aliou-se a Acabe
(2 Cro 17.1-18.3.

2
8. Sejamos como a menina que puxou o seu senhor (Naamã) para cima.
Naamã, após ter sido curado teve a sua vida transformada (2 Rs 5.13-
19).

III – ÚLTIMA DICA: DEIXE-SE TRANSFORMAR

1. Deus não violenta a nossa vontade; Ele só faz o que deixamos que faça.

Mesmo que o texto bíblico possa indicar isso (transformai-vos), a


transformação não vem de nós mesmos. O que parte de nós é a vontade
de nos colocarmos à disposição de Deus.
2. O adolescente e jovem crente, mesmo sendo muito inexperientes,

apresentam uma mente velha quando longe do Deus que o criou.


3. Renovar a mente não é conselho para buscar psicólogo ou fazer sessões

de psiquiatria. Renovar a mente não significa trocar de turma ou encarar


novas paradas. Renovar a mente significa dizer que estamos prontos a
ouvir o que Deus nos quer dizer.
4. Renovar a mente é sabermos a importância que temos no Reino de
Deus. Renovar a mente é sabermos que não podemos brincar de crente
sim crente não.
5. O apóstolo João quando escreve a sua carta, diz que estava escrevendo

para jovens fortes. Com certeza, João não estava pensando em jovens
que apenas freqüentam academia (Jovens bombados, anabolizados).
6. Como Paulo, João escreveu para jovens que sabiam em quem tinham

crido. Jovens com compromisso com o Reino de Deus, e consigo


mesmos.

3
CONCLUSÃO

Quando Cristo voltar para buscar a sua igreja, se hoje, estará levando o
adolescente e o jovem cristão, assim como levará o ancião.
Mas, muitos outros adolescentes e jovens não vão com Cristo. Por que não
vão? Talvez porque temos tido dificuldades em lhes mostrar Cristo. Estamos
deixando que a turma nos puxe para baixo.
Uma boa maneira de vivermos em um mundo que beira o caos é compartilhar
Jesus.

Pr. Eli Rocha Silva


IBJH 03/08/2008