Sei sulla pagina 1di 16

DISPONIBILIDADE HÍDRICA DO SISTEMA FORMADO PELOS RESERVATÓRIOS TRÊS MARIAS E SOBRADINHO NA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO SÃO FRANCISCO PARA FINS DE ALOCAÇÃO DE ÁGUA

Marcos Airton de Sousa Freitas 1 & Joaquim Guedes Corrêa Gondim Filho 2

RESUMO

O objetivo deste artigo é apresentar a determinação da vazão “firme”, ou vazão regularizada com 100% de garantia, em Três Marias e Sobradinho, considerando as novas séries de evaporação líquida e de vazões naturais afluentes aos reservatórios da bacia do rio São Francisco, empregadas no “Estudo Técnico de Apoio ao Plano Decenal de Recursos Hídricos da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco - PBHSF - Nº 16 - Alocação de Águas”. Cabe ressaltar que este estudo não teve como objetivo a otimização hidro-energética do sistema de reservatórios da bacia hidrográfica do rio São Francisco. O objetivo foi apenas determinar as vazões de referência para fins de alocação de águas nos trechos da calha do rio São Francisco entre os reservatórios de Três Marias e Sobradinho e entre o reservatório de Sobradinho e a foz.

ABSTRACT

This article presents the determination of “firm” flows or regulated flows (100% guaranteed) for the Reservoirs of Três Marias and Sobradinho, taking into account the newly available series of net evaporation and natural inflows to the reservoirs of the São Francisco River basin. These flows were used in the “Water Resources Ten Year Plan for the São Francisco River Basin). It is important to note that this study was not designed for the hydroelectric optimization of the São Francisco reservoir system. Its purpose was to determine the reference flows for water allocation in parts of the river’s main stem located between the said reservoirs and between Sobradinho Reservoir and the mouth of the São Francisco River.

1

Sócio

Águas

masfreitas@ana.gov.br ; Tel.: (61) 445-5348 2 Sócio da ABRH – Superintendente de Usos Múltiplos – ANA; joaquim@ana.gov.br ; Tel.: (61) 445-5207

da

ABRH

Especialista

de

Recursos

Hídricos

da

Agência

Nacional

de

-

ANA;

E-mail:

Palavras-Chave: Disponibilidade hídrica, Rio São Francisco, alocação de água.

INTRODUÇÃO

Ao longo do rio São Francisco, estão localizados sete reservatórios, os quais têm como principal finalidade a geração de energia, a saber: Três Marias; Sobradinho; Itaparica; Moxotó;

Paulo Afonso I, II, III; Paulo Afonso IV e Xingó (ver Figura 1). Desses reservatórios, dois são de grande capacidade de acumulação, quais sejam, Três Marias e Sobradinho. Esses dois reservatórios apresentam uma capacidade de regularização plurianual, isto é, possuem ciclos de enchimento e esvaziamento superiores a um ano.

A usina hidrelétrica de Três Marias teve o início de suas obras em maio de 1957, sendo

concluída em janeiro de 1961. Sua construção teve como principais objetivos a regularização do curso das águas do rio São Francisco nas cheias periódicas, a melhoria das condições de

navegabilidade, a utilização do potencial hidrelétrico e o fomento da indústria e irrigação. A usina tem uma potência instalada de 396 MW. Em 1973 começou a ser construída a usina hidrelétrica de Sobradinho, entrando em operação no ano de 1979, com capacidade de 1.050 MW. O reservatório da usina tem função de regularização plurianual dos recursos hídricos da região, e foi estudado para aumentar as vazões mínimas garantidas do rio São Francisco em tempo de estiagem e viabilizar a construção de Paulo Afonso IV.

O objetivo básico deste estudo é a determinação da vazão “firme”, ou vazão regularizada com

100% de garantia, em Três Marias e Sobradinho, considerando as novas séries de evaporação líquida e de vazões naturais afluentes aos reservatórios da bacia do rio São Francisco, referentes ao período de 1931-2001, as quais foram empregadas por Freitas et al. (2004) no “Estudo Técnico de Apoio ao Plano Decenal de Recursos Hídricos da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco - PBHSF - Nº 16 - Alocação de Águas”. Cabe ressaltar que este estudo não teve como objetivo a otimização hidro-energética do sistema de reservatórios da bacia hidrográfica do rio São Francisco. O objetivo foi apenas determinar as vazões de referência para fins de alocação de águas nos trechos da calha do rio São Francisco entre os reservatórios de Três Marias e Sobradinho e entre o reservatório de Sobradinho e a foz.

Figura 1 - Esquema Topológico dos Principais Reservatórios da Bacia do Rio São Francisco DISPONIBILIDADE

Figura 1 - Esquema Topológico dos Principais Reservatórios da Bacia do Rio São Francisco

DISPONIBILIDADE HÍDRICA NATURAL

A caracterização da disponibilidade hídrica natural dos reservatórios natural será feita com base nas séries de vazão natural mensal afluente aos reservatórios, compreendendo o período 1931- 2001, obtidas do estudo “Revisão das Séries de Vazões Naturais nas Principais Bacias do Sistema Interligado Nacional – SIN” (ONS, 2003), sob acompanhamento do ONS, ANA e Agência Nacional de Energia Elétrica - ANEEL. As séries de vazões naturais médias mensais afluentes ao reservatório de Três Marias, a incremental afluente ao reservatório Sobradinho e a afluente total ao reservatório de Sobradinho são apresentadas nas Tabelas em anexo. Nestas tabelas também são mostradas as estatísticas para caracterização da série, como valores médios, máximos e mínimos das séries. Nas Figuras 2 a 4 são apresentados os hidrogramas dessas vazões médias mensais.

0 jan/31 jan/35 jan/39 jan/43 jan/47 jan/51 jan/55 jan/59 jan/63 jan/67 jan/71 jan/75 jan/79 jan/83
0
jan/31
jan/35
jan/39
jan/43
jan/47
jan/51
jan/55
jan/59
jan/63
jan/67
jan/71
jan/75
jan/79
jan/83
jan/87
jan/91
jan/95
jan/99

Figura 2 - Hidrograma das vazões naturais médias mensais afluentes ao reservatório de Três Marias

5000 4500 4000 3500 3000 2500 2000 1500 1000 500 0 m³/s
5000
4500
4000
3500
3000
2500
2000
1500
1000
500
0
m³/s

Q=686 m³/s

m³/s

14000

12000

10000

8000

6000

4000

2000

Q=1964 m³/s

Figura 3 - Hidrograma das vazões naturais médias mensais incrementais do reservatório de Sobradinho 18000
Figura 3 - Hidrograma das vazões naturais médias mensais incrementais do
reservatório de Sobradinho
18000
16000
14000
12000
10000
8000
6000
4000
Q=2706 m³/s
2000
0
m³/s
jan/31
jan/31
jan/35
jan/35
jan/39
jan/39
jan/43
jan/43
jan/47
jan/47
jan/51
jan/51
jan/55
jan/55
jan/59
jan/59
jan/63
jan/63
jan/67
jan/67
jan/71
jan/71
jan/75
jan/75
jan/79
jan/79
jan/83
jan/83
jan/87
jan/87
jan/91
jan/91
jan/95
jan/95
jan/99
jan/99

Figura 4 - Hidrograma das vazões naturais médias mensais afluentes ao reservatório de Sobradinho

Nas Figuras 5 a 7, são apresentadas as curvas de permanência de vazão, que estabelecem o percentual da série natural mensal afluente em que uma determinada vazão foi superada ou igualada, enquanto a Tabela 4 apresenta os valores correspondentes às permanências de 90% e 95%, bem como a vazão média de longo termo.

5000 4500 4000 3500 3000 2500 2000 1500 1000 500 0 0 10 20 30
5000
4500
4000
3500
3000
2500
2000
1500
1000
500
0
0
10
20
30
40
50
60
70
80
90
100
%
m³/s

Figura 5 - Curva de permanência das vazões naturais médias mensais afluentes ao reservatório de Três Marias

Ilustrativamente, da Tabela 4 obtém-se que em 95% do tempo a vazão mensal natural afluente ao reservatório de Três Marias supera 156,1 m 3 /s. Para o reservatório de Sobradinho, a vazão mensal natural incremental afluente supera, em 95% do tempo, o valor de 635,2 m 3 /s, ao passo que a vazão mensal natural total afluente ao reservatório de Sobradinho, para essa mesma permanência, supera 844,6 m³/s.

14000 12000 10000 8000 6000 4000 2000 0 0 10 20 30 40 50 60
14000
12000
10000
8000
6000
4000
2000
0
0
10
20
30
40
50
60
70
80
90
100
%
m³/s

Figura 6 - Curva de permanência das vazões naturais médias mensais incrementais afluentes ao reservatório de Sobradinho

18000 16000 14000 12000 10000 8000 6000 4000 2000 0 0 10 20 30 40
18000
16000
14000
12000
10000
8000
6000
4000
2000
0
0
10
20
30
40
50
60
70
80
90
100
%
hm³
3 /s
m

Figura 7 - Curva de permanência das vazões naturais médias mensais afluentes ao reservatório de Sobradinho

Tabela 1 - Valores de referência das curvas de permanência de vazões

 

Vazões mensais (m³/s)

Reservatório

95%

90%

Média

Três Marias (Natural)

156.1

189.1

686.0

Sobradinho (Incremental)

635.2

728.6

1964.0

Sobradinho (Natural)

844.6

942.4

2706.0

DISPONIBILIDADE

RESERVATÓRIOS

HÍDRICA

CONSIDERANDO

A

REGULARIZAÇÃO

DOS

Para a simulação da operação dos reservatórios do Sistema Três Marias - Sobradinho, visando a determinar as vazões regularizadas, utilizou-se o modelo AcquaNet, que é um modelo de domínio

público, desenvolvido no Departamento de Engenharia Hidráulica e Sanitária da Escola Politécnica

da Universidade de São Paulo - USP, a partir do modelo ModSim da Colorado State University (ver

Figura 8). Nesse modelo, do tipo denominado rede de fluxo, a topologia do sistema é representada por uma seqüência de arcos e nós, em que os primeiros representam estruturas de condução de água

e os demais representam singularidades típicas destes sistemas, tais como reservatórios,

confluências, pontos de demanda etc. Um arco é caracterizado por três parâmetros, a saber: os limites superior e inferior do fluxo que passa pelo arco e um “custo” por unidade de fluxo que transita pelo arco. Cada nó é caracterizado pela estrutura a qual representa (reservatório, ponto de demanda). Para cada reservatório, por exemplo, devem ser fornecidos os volumes máximo e mínimo, a curva cota-área- volume, os níveis de armazenamento que se deseja atingir (meta) e a taxa de evaporação. O AcquaNet usa um algoritmo de otimização, o qual é empregado com bastante freqüência em modelos de rede de fluxo, denominado “método out-of-kilter”.

de rede de fluxo, denominado “método out-of-kilter ”. Figura 8 - Representação dos reservatórios no modelo

Figura 8 - Representação dos reservatórios no modelo AcquaNet para a simulação conjunta do sistema de reservatórios Três Marias, Queimado e Sobradinho.

Com o emprego do AcquaNet pode-se obter regras mensais de operação para os reservatórios simulados, ou seja, gerar planos operacionais a fim de satisfazer metas, prioridades e limitações específicas do sistema. Além disso, é possível avaliar relações de compromisso (trade-offs) entre usos conflitantes durante períodos de disponibilidade deficiente de água.

Dados empregados na simulação dos reservatórios

Os

volumes

máximos

apresentadas na Tabela 2.

e

mortos

dos

reservatórios

de

Três

Marias

e

Sobradinho

são

Tabela 2 - Capacidade máxima e mínima dos reservatórios Três Marias, Queimado e Sobradinho

 

Volume (hm³)

Reservatório

Volume Máximo

Volume Morto

Três Marias

19528

4250

Queimado

521

86

Sobradinho

34116

5447

Os valores de evaporação líquida utilizados para os reservatórios de Três Marias, Queimado e Sobradinho são mostrados na Tabela 3.

Tabela 3 - Evaporação líquida dos reservatórios Três Marias, Queimado e Sobradinho

Evaporação (m/mês)

Jan

Fev

Mar

Abr

Mai

Jun

Jul

Ago

Set

Out

Nov

Dez

Três Marias

-0.001

-0.002

0.028

0.047

0.061

0.061

0.058

0.049

0.049

0.035

0.021

0.022

Queimado

0.021

0.004

0.021

0.033

0.059

0.070

0.077

0.079

0.080

0.051

0.017

0.051

Sobradinho

0.171

0.109

0.061

0.056

0.108

0.104

0.165

0.203

0.234

0.267

0.245

0.223

Simulação dos reservatórios de Três Marias, Queimado e de Sobradinho - período 1931 a1960

O capítulo 7 “Estudo de Otimização das Características Básicas de Projeto do Aproveitamento de Sobradinho”, do estudo da ENENORDE, datado de abril de 1972, encaminhado pela CHESF para a ANA em primeiro de junho de 2004, indica uma vazão firme de 2.060 m³/s, empregando-se a série de vazão do período de 1931-1960, calculada levando em conta a regularização fornecida pelo reservatório de Três Marias. Nesse sentido, para efeito de comparação com aquele estudo, foi simulado, em primeiro lugar, os reservatórios de Três Marias e de Queimado, isolados, visando a determinar a vazão regularizada de cada reservatório, empregando-se a série de 1931-1960.

A Figura 9 mostra o comportamento do volume armazenado no reservatório de Três Marias considerando o período simulado de 1931-1960. Para a situação analisada, verificou-se que o período crítico correspondeu à década de 50, apresentando como vazão regularizada, com 100% de garantia, o valor de 513 m³/s.

Período Crítico 20000 17500 15000 12500 10000 7500 QregTRM=513m³/s 5000 2500 0 hm³ jan/31 jan/33
Período Crítico
20000
17500
15000
12500
10000
7500
QregTRM=513m³/s
5000
2500
0
hm³
jan/31
jan/33
jan/35
jan/37
jan/39
jan/41
jan/43
jan/45
jan/47
jan/49
jan/51
jan/53
jan/55
jan/57
jan/59
jan/61

Figura 9 - Volume do reservatório de Três Marias (período simulado: 1931-1960)

Simulando os reservatórios de Três Marias, Queimado e Sobradinho, em conjunto, empregando-se a série de 1931-1960, encontrou-se uma vazão firme para o reservatório de Sobradinho da ordem de 2.044 m³/s, valor este muito próximo do valor do estudo da ENENORDE, que foi de 2.060 m³/s. Os volumes armazenados nos reservatórios de Sobradinho, para o período simulado, correspondente (1931-1960), encontram-se na Figura 10, mostrando para o reservatório de Sobradinho também o período crítico na década de 50.

35000 30000 25000 20000 15000 Período Crítico 10000 5000 QregSOB=2044m³/s 0 hm³ jan/31 jan/33 jan/35
35000
30000
25000
20000
15000
Período Crítico
10000
5000
QregSOB=2044m³/s
0
hm³
jan/31
jan/33
jan/35
jan/37
jan/39
jan/41
jan/43
jan/45
jan/47
jan/49
jan/51
jan/53
jan/55
jan/57
jan/59
jan/61

Figura 10 - Volume do reservatório de Sobradinho (período simulado: 1931-1960)

Simulação dos reservatórios de Três Marias, Queimado e de Sobradinho - período 1931 a 2001

Aqui também, inicialmente, foi simulado o reservatório de Três Marias, de maneira isolada, visando a determinar sua vazão regularizada, empregando-se a série de 1931-2001. A Figura 11 mostra o comportamento do volume armazenado no reservatório de Três Marias considerando o período simulado de 1931-2001. Para a situação analisada verificou-se que o período crítico permanece na década de 50, apresentando como vazão regularizada, com 100% de garantia, o mesmo valor de 513 m³/s.

25000 Período Crítico 20000 15000 10000 5000 QregTRM=513m³/s 0 hm³ jan/31 jan/35 jan/39 jan/43 jan/47
25000
Período Crítico
20000
15000
10000
5000
QregTRM=513m³/s
0
hm³
jan/31
jan/35
jan/39
jan/43
jan/47
jan/51
jan/55
jan/59
jan/63
jan/67
jan/71
jan/75
jan/79
jan/83
jan/87
jan/91
jan/95
jan/99

Figura 11 - Volume do reservatório de Três Marias (período simulado: 1931-2001)

Num segundo momento, foram simulados, em conjunto, os reservatórios de Três Marias, Queimado e Sobradinho, de modo a determinar a vazão regularizada por este Sistema. Neste caso, considerou-se que o reservatório de Três Marias regulariza os 513 m³/s, o reservatório de Queimado regulariza os 35.7 m³/s, encontrados na simulação desses reservatórios individualmente. Na Figura 12 são mostrados os volumes armazenados no reservatório Sobradinho, quando simulado conjuntamente com o reservatório Três Marias e de Queimado, para o período de 1931-2001. Encontrou-se, neste caso, uma vazão firme ou vazão regularizada com 100% de garantia para o reservatório de Sobradinho de 1.856 m³/s.

Período Crítico 40000 35000 30000 25000 20000 15000 10000 QregSOB=1856m³/s 5000 0 hm³ jan/31 jan/35
Período Crítico
40000
35000
30000
25000
20000
15000
10000
QregSOB=1856m³/s
5000
0
hm³
jan/31
jan/35
jan/39
jan/43
jan/47
jan/51
jan/55
jan/59
jan/63
jan/67
jan/71
jan/75
jan/79
jan/83
jan/87
jan/91
jan/95
jan/99

Figura 12 - Volume do reservatório de Sobradinho

Constata-se da Figura 12, que o período crítico, para o reservatório de Sobradinho, que correspondia ao período de maio de 1952 a outubro de 1955, deslocou-se para o final da série, isto é, para o período que vai de abril de 1998 a novembro de 2001.

CONCLUSÕES

A vazão regularizada a jusante do reservatório de Três Marias, com 100% de garantia, obtida neste estudo, utilizando o período de 1931 a 1960, ou de 1931 a 2001, é a mesma (513 m³/s), mantendo-se o período crítico, para este reservatório, na década de 50. No caso do reservatório de Sobradinho a vazão regularizada, com 100% de garantia, utilizando-se o período de 1931 a 1960, resultou em 2.044 m³/s, valor muito próximo do encontrado pela ENENORDE (2.060 m³/s) em 1972. Contudo, a vazão regularizada passou para 1.856 m³/s quando se utilizou o período de 1931 a 2001. Na verdade, o período crítico que, para este reservatório, era na década de 50, utilizando a série de 1931 a 1960, passa para abril de 1998 a novembro de 2001, utilizando a série de 1931 a 2001. Portanto, a inclusão dos dados mais recentes, mostra uma mudança do período crítico e, com isso, uma redução da vazão regularizada com 100% de garantia. Vale a pena destacar que neste estudo foram utilizadas as séries de vazões naturais sem levar em conta os usos consuntivos. Finalmente, cabe ressaltar que este Estudo Técnico não teve como objetivo a otimização hidro-energética do sistema de reservatórios da bacia hidrográfica do rio São Francisco. O objetivo

foi apenas determinar as vazões de referências para fins de alocação de águas nos trechos da calha do rio São Francisco entre os reservatórios de Três Marias e Sobradinho e entre o reservatório de Sobradinho e a foz.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

[1] FREITAS, M.A.S.; A . R. PANTE; A .V. LOPES & L.M. A. CASTRO. Estudo Técnico de Apoio ao Plano Decenal de Recursos Hídricos da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco - PBHSF - Nº 16 - Alocação de Águas. Brasília – DF, 2004. [2] OPERADOR NACIONAL DO SISTEMA - ONS. Projeto de revisão das séries de vazões naturais: Relatório final da bacia do rio São Francisco. Rio de Janeiro: Themag Engenharia e Gerenciamento S/C Ltda; Aquavia Engenharia e Meio Ambiente, 2004. (contrato nº DPP- 052/2003, 2004. R-0A). Trabalho não publicado.

ANEXO

TABELA 1: SÉRIE DE VAZÕES MENSAIS NATURAIS EM TRÊS MARIAS (m 3 /s)

Ano

jan

fev

mar

abr

mai

jun

jul

ago

set

out

nov

dez

Ano

1931

940

1.932

1.858

1.189

687

472

380

312

375

385

469

579

791

1932

1.134

959

655

409

316

273

215

172

161

322

593

1.344

545

1933

1.994

809

686

534

371

286

246

208

200

318

435

1.388

624

1934

1.343

486

520

380

279

199

168

147

179

150

337

584

398

1935

1.258

1.835

987

1.036

636

447

357

296

240

299

344

629

690

1936

437

441

814

625

335

228

193

169

229

211

611

784

423

1937

1.643

1.683

690

504

487

321

252

199

165

394

1.052

2.421

814

1938

1.729

1.207

926

597

470

351

280

267

240

324

694

1.576

721

1939

2.379

1.946

825

649

488

359

308

253

224

370

393

676

733

1940

1.100

1.377

1.349

530

367

269

218

184

177

272

1.043

1.321

680

1941

1.820

905

924

1.158

515

342

295

220

220

304

361

1.097

680

1942

1.595

896

1.276

674

397

297

236

190

211

304

827

1.603

710

1943

3.257

1.853

1.590

885

613

474

400

346

294

378

684

1.566

1.026

1944

783

1.394

1.101

744

416

318

270

221

182

213

389

914

574

1945

1.340

2.116

1.395

1.684

819

582

461

348

298

354

959

2.172

1.037

1946

2.485

1.094

1.409

1.212

622

449

356

282

267

327

658

730

824

1947

1.417

1.698

2.228

1.307

626

456

383

301

362

387

598

1.269

916

1948

1.431

1.075

1.043

577

331

276

213

178

152

217

648

1.549

640

1949

1.975

3.273

1.701

1.329

730

529

430

341

273

391

560

1.029

1.033

1950

922

1.485

1.109

786

504

379

291

230

209

277

787

1.216

678

1951

1.055

1.442

1.385

1.433

642

479

378

304

251

274

268

542

699

1952

989

2.030

2.716

1.236

655

461

407

331

357

285

575

812

898

1953

366

530

736

755

365

258

202

164

163

242

537

1.029

445

1954

521

701

354

466

300

197

152

123

108

105

389

439

319

1955

953

570

522

561

216

183

136

107

94

212

395

1.359

443

1956

1.006

610

986

369

414

348

229

205

187

179

287

1.139

498

1957

1.472

1.113

1.355

1.450

655

401

324

269

262

255

626

1.403

797

1958

759

816

676

472

347

271

263

191

244

326

327

481

429

1959

855

584

892

423

269

192

148

133

119

220

521

544

408

1960

1.202

1.239

1.489

562

343

252

202

164

188

194

538

1.270

635

1961

2.136

2.337

1.774

761

590

372

277

202

169

150

315

590

798

1962

1.402

1.565

1.325

638

401

306

217

192

196

285

575

1.837

742

1963

1.680

1.161

569

334

248

206

164

165

154

165

212

163

431

1964

1.175

1.686

635

333

281

184

214

155

119

368

705

1.074

571

1965

1.739

2.545

2.504

994

628

390

299

247

187

592

886

1.131

1.004

1966

2.371

1.986

1.411

785

587

440

373

296

229

389

788

1.344

912

1967

1.932

1.947

1.260

873

522

448

367

279

257

286

919

1.260

856

1968

1.333

1.265

1.309

655

431

334

304

277

279

423

388

1.154

677

1969

832

825

532

359

269

263

214

144

150

335

1.174

1.270

529

1970

1.359

987

656

596

306

215

207

201

297

445

610

328

514

1971

221

219

287

157

137

64

58

95

155

332

832

2.143

394

1972

893

918

1.075

749

403

305

299

242

264

559

1.159

941

649

1973

1.376

1.186

1.392

935

453

313

279

239

201

570

1.206

1.200

777

1974

1.370

717

1.085

648

396

338

282

262

184

308

299

1.035

578

1975

1.692

1.184

454

560

387

285

314

221

206

375

734

728

592

1976

497

494

500

296

283

177

126

144

294

314

862

1.591

465

1977

1.307

1.102

536

646

309

267

186

181

195

172

585

828

523

1978

1.575

935

820

558

403

391

287

249

208

302

556

1.437

643

1979

1.675

4.435

1.772

1.115

718

534

439

384

427

417

723

1.051

1.119

1980

2.682

2.274

789

1.180

543

488

401

330

280

232

600

1.145

904

1981

1.383

659

913

588

387

371

253

252

177

607

1.849

2.036

791

1982

2.877

1.783

2.504

1.455

758

561

451

352

319

492

460

1.049

1.087

1983

3.009

3.744

2.382

2.095

1.287

1.062

747

487

531

957

1.631

2.496

1.690

1984

1.422

719

653

623

394

304

212

189

351

329

415

1.297

576

1985

2.545

2.243

2.117

979

656

467

384

333

355

396

608

790

983

1986

2.172

1.606

876

541

444

337

322

331

193

110

225

861

664

1987

1.360

826

619

799

371

290

237

168

178

245

335

1.252

556

1988

863

1.575

963

513

321

246

164

166

136

276

319

644

509

1989

737

813

770

297

218

194

136

145

151

216

497

1.193

446

1990

1.172

569

525

329

266

179

173

134

165

153

278

282

352

1991

1.817

1.636

1.389

1.300

540

359

273

215

242

367

442

602

760

1992

2.043

3.606

1.328

847

641

394

324

275

344

497

1.358

1.495

1.079

1993

1.164

1.452

992

805

421

381

270

237

248

290

292

659

596

1994

2.301

681

1.483

649

538

344

296

230

194

209

358

762

673

1995

488

1.316

867

580

411

272

250

172

127

245

528

1.187

532

1996

1.486

639

659

408

283

197

165

80

190

204

1.097

1.272

557

1997

3.503

1.173

1.375

946

575

562

404

358

254

338

428

1.637

966

1998

1.240

1.241

770

511

457

379

256

248

196

262

681

698

574

1999

907

600

1.637

533

343

216

193

106

104

133

608

759

512

2000

1.069

2.131

1.451

688

419

310

239

166

240

112

570

915

683

2001

741

322

445

215

158

138

117

111

119

199

428

796

317

Mínimo

221

219

287

157

137

64

58

80

94

105

212

163

317

Média

1.461

1.369

1.121

752

456

341

276

227

224

312

626

1.104

686

Máximo

3.503

4.435

2.716

2.095

1.287

1.062

747

487

531

957

1.849

2.496

1.690

TABELA 2: SÉRIE DE VAZÕES MENSAIS NATURAIS INCREMENTAIS EM SOBRADINHO (m 3 /s)

Ano

jan

fev

mar

abr

mai

jun

jul

ago

set

out

nov

dez

Ano

1931

3.544

3.192

4.743

5.648

3.542

1.796

1.416

1.246

1.070

967

1.463

1.612

2.515

1932

3.038

3.399

2.333

1.446

1.046

970

909

782

719

708

1.530

2.508

1.606

1933

3.181

4.220

2.534

2.073

1.430

1.012

966

820

704

874

1.378

2.445

1.789

1934

4.392

3.420

1.720

1.162

1.416

919

795

722

626

684

639

1.105

1.458

1935

3.379

3.775

3.997

3.620

2.857

1.448

1.122

873

768

760

802

1.948

2.104

1936

2.133

2.179

3.368

1.992

1.627

999

852

727

628

642

1.096

2.007

1.519

1937

3.237

3.786

3.221

2.207

1.661

1.059

925

793

701

621

1.588

2.988

1.889

1938

3.931

2.873

2.661

1.589

1.084

980

827

739

688

622

919

1.826

1.557

1939

2.965

3.543

3.518

1.357

1.039

823

749

731

676

894

700

1.136

1.501

1940

2.030

3.279

4.018

3.352

1.422

1.066

907

819

649

670

1.338

2.650

1.841

1941

3.202

3.012

3.093

3.588

1.959

1.211

1.076

978

774

807

1.277

1.501

1.866

1942

3.017

3.267

3.930

2.430

1.716

1.168

1.005

876

791

1.018

1.598

3.818

2.049

1943

3.411

6.928

5.975

3.744

2.069

1.522

1.283

1.098

932

1.000

1.574

3.932

2.764

1944

5.072

3.524

3.457

2.760

1.901

1.330

1.138

1.001

873

742

1.291

2.969

2.167

1945

4.466

4.839

6.231

5.258

7.531

3.183

2.002

1.628

1.328

1.570

2.572

3.950

3.711

1946

4.522

8.322

3.200

4.071

2.711

1.877

1.569

1.371

1.190

1.181

1.613

2.963

2.845

1947

2.608

3.452

3.676

5.334

3.388

1.781

1.488

1.255

1.214

1.079

2.382

3.340

2.575

1948

4.626

3.420

4.178

3.131

1.753

1.504

1.303

1.131

1.011

1.087

1.056

3.815

2.333

1949

6.097

6.273

10.566

5.411

2.432

1.925

1.630

1.396

1.207

1.117

2.321

2.164

3.531

1950

3.391

3.266

2.178

2.741

1.954

1.283

1.155

1.028

830

985

1.590

2.915

1.936

1951

3.138

2.819

2.970

3.190

1.615

1.267

1.045

922

811

743

672

1.163

1.689

1952

2.522

3.025

3.365

4.971

2.260

1.421

1.148

931

827

805

1.247

2.644

2.089

1953

2.924

1.287

2.004

2.820

1.387

974

853

764

666

914

994

2.185

1.484

1954

3.522

2.090

2.204

1.882

1.083

924

770

683

572

515

587

3.006

1.487

1955

1.537

3.098

1.531

1.964

1.092

830

712

637

549

474

1.557

2.336

1.347

1956

3.949

1.601

3.486

1.948

1.323

1.219

1.023

823

682

621

1.198

2.897

1.737

1957

4.248

5.805

5.440

6.273

4.824

2.196

1.618

1.304

1.077

1.205

970

3.032

3.150

1958

2.715

4.153

2.624

2.457

1.958

1.326

1.108

1.155

880

1.187

1.475

1.318

1.848

1959

2.843

2.809

2.636

2.071

1.002

883

820

743

674

664

1.182

2.060

1.525

1960

2.447

4.187

4.736

5.047

1.996

1.438

1.131

950

779

688

756

3.004

2.250

1961

4.063

5.419

4.203

2.222

1.601

1.249

1.042

931

790

709

818

1.184

2.000

1962

2.510

3.804

2.928

2.140

1.449

1.098

981

767

627

887

1.504

1.777

1.693

1963

3.634

5.092

2.573

1.217

1.083

861

784

709

624

535

721

900

1.540

1964

2.814

6.149

4.033

2.059

1.221

922

782

721

580

582

2.224

3.306

2.090

1965

3.673

2.922

2.943

3.977

1.972

1.315

1.134

974

830

979

1.819

3.076

2.130

1966

2.563

3.904

4.902

3.159

1.907

1.364

1.074

971

806

857

1.266

1.526

2.014

1967

3.235

2.668

2.409

2.413

1.737

1.021

865

797

685

625

1.049

2.732

1.683

1968

4.131

3.137

4.973

4.155

1.750

1.232

1.079