Sei sulla pagina 1di 3

Publicado no D. O. E.

Em, 3;.;, I A I(! 't-/C)

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTA

PROCESSO TC 0.° 3511/07

ADMINISTRAÇÃO DIRETA MUNICIPAL


PREFEITURA MUNICIPAL DE TAVARES - DENÚNCIA
acerca de supostas irregularidades na gestão do
Prefeito, Senhor José Severiano de Paulo bezerra da
Silva - CONHECIMENTO - PROCEDÊNCIA - Imputação
de débito - Aplicação de multa.

ACÓRDAo APL - TC 3.2- 12009


RELATÓRIO
Os Vereadores do Município de Tavares, Senhores, Antônio Cândido Filho e
Joaquinelmo Bernardino de Sousa formularam denúncia ao Tribunal, segundo a qual
estaria havendo irregularidades na gestão do Prefeito Municipal, Senhor José Severiano
de Paulo Bezerra da Silva, durante o exercício de 2005.
Após apurar os fatos denunciados juntamente com a defesa apresentada pelo
interessado e a documentação inserta nos autos (fls. 16/34 e 37), a Auditoria deste
Tribunal emitiu o relatório de fls. 51/53, no qual destacou que:
- o veículo de placa MMT9034 citados pelos denunciantes na verdade tem
placa MOR9034. Através de consulta realizada no SAGRES, foi verificado a existência
dos empenhos de nOs000246, 000276, 000301 e 000339, além de 000300 citado na
denúncia, tendo como objeto a aquisição de combustível para os veículos de placas
MOR9034 (microônibus) e MMT2140 (ônibus) cujo pagamento ocorreu no início do mês
de fevereiro de 2005;
os valores pagos até o dia 16 de fevereiro de 2005 relativos aos
empenhos anteriormente citados totalizam o valor de R$ 6.083,02, tomando com base o
valor do diesel descrito na nota fiscal n.?000123 (R$ 1,67 por litro) seria suficiente para
adquirir aproximadamente 3.640 litros;
- o ano letivo da rede estadual de ensino do ano de 2005 teve seu início em
10 de fevereiro/2005 (fls. 46/50), não se justificando a utilização dos referidos veículos
para transporte de estudantes, no trajeto Tavares/Princesa Isabel/vice versa no período
de recesso escolar, compreendido entre 01 de janeiro e 10 de fevereiro/2005;
- o consumo de combustível dos veículos ônibus e microônibus,
considerando os dias úteis no período de 1 de janeiro a 10 de fevereiro de 2005, foi
0

apurado no total de R$ 1.104,20 (quadro de fls. 52), considerando um consumo de 11ta


cada 5Km e o valor de R$ 1,67 por litro, contido na nota fiscal n.o 00123 (fls.09), sendo
que o percurso Tavares/Princesa Isabel não foi considerado em função do período de
recesso escolar das escolas estaduais.
A Unidade Técnica de Instrução concluiu pela procedência da denúncia tendo em
vista que o consumo apresentado (R$ 6.083,02) não condiz com a realidade informada
pela defesa quanto aos trajetos percorridos pelos citados veículos, opinando pela
devolução pelo gestor do valor de R$ 4.978,82, com base no quadro de fls. 52, por falta
de comprovação das despesas correspondentes.
O Gestor foi notificado sobre as conclusões do Relatório da Auditoria e apresentou
defesa (fls.60/64), concluindo àquela pela permanência do seu entendimento inicial, ou
seja, pela imputação de débito no valor de R$ 4.978,82 ao Gestor por falta de
comprovação de realização das despesas antes referenciadas.
Por seu turno o Ministério Público especial junto ao Tribunal, em pronunciamento
da lavra da Ilustre Procuradora Sheyla Barreto Braga de Queiroz, pugnou pela
Procedência da denúncia referente à irregularidade de despesas com combustível em
excesso, com imputação de débito ao prefeito José S riano de Paulo Bezerra da Silva,
devidamente atualizado até a data de julgamento resente denúncia, clc a aplicação
de multa prevista no artigo 56, inc, , da LOT - Recomendando ao Prefeito não
incorrer nas ofensas nestes autos apu das, b omo, comunicar ao Ministério Público
Comum do teor dos ilícitos analisad .
I PROCESSO TC n.o 3511/07 IPâg. 21~

DECISÃO DO TRIBUNAl
Vistos, relatados e discutidos os autos do PROCESSOTC-03511/07;e
CONSIDERANDOos fatos narrados no Relatório;
CONSIDERANDOo mais que dos autos consta;

ACORDAM OS INTEGRANTESDO TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DA


PARAíBA (TCE-Pb), à unanimidade dos votantes, com declaração de suspeição
do Conselheiro Antônio Nominando Diniz Filho, na sessão desta data, em:

1. CONHECERda denúncia formulada contra o Prefeito Municipal Tavares


José Severiano de Paulo Bezerra da Silva, exercicio de 2005;

2. JULGÁ-LA PROCEDENTE, referente às despesas com combustivel no


valor de R$ 4.978,82 por falta de comprovação das despesas
correspondentes (combustível), no período de 01 de janeiro a 15 de
fevereiro de 2005;

3. IMPUTAR débito no valor de R$ 4.978,82, devidamente atualizado, ao


Senhor José Severiano de Paulo Bezerra da Silva, em favor do Municipio
de Tavares;

4. Assinar ao mencionado Prefeito o prazo de sessenta (60) dias, a contar da


data da publicação do presente Acórdão, para que sejam efetuados os
respectivos recolhimentos, sendo, o valor correspondente a imputação de
débito (R$ 4.978,82) aos cofres da Prefeitura Municipal, sob pena de
intervenção do Ministério Público Estadual, nos termos do artigo 71, § 4°,
da Constituição Estadual, e a multa (R$ 2.805,10) à conta do Fundo de
Fiscalização Orçamentária e Financeira Municipal, cabendo a ação ser
impetrada pela Procuradoria Geral do Estado (PGE), em caso de não
recolhimento, com intervenção do Ministério Público, na hipótese de
omissão da PGE, nos termos do § 4° do art. 71 da Constituição Estadual;

5.
TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO

I PROCESSO TC n,? 3511/07 Ipág.3/31

6. COMUNICAR o teor da decisão às partes.

:.-:.t":.:::.:.:->::r~egístre-se.
ri Ministro João Agripino
e" o de 2.009.

Fui presente:
"-
-+J>r:::::.:::::::::~-:-~:===~.,..:.._-...;w..Jb::::::::":::::::'""<t"---=",--
Ana Terêsa Nóbrega
Procuradora Geral do Ministério Público Especial Junto ao Tribunal