Sei sulla pagina 1di 60

Sistema Nervoso Central

Sistema Nervoso Central
DIVISÃO DO SISTEMA NERVOSO CENTRAL
DIVISÃO DO SISTEMA NERVOSO CENTRAL
DIVISÃO DO SISTEMA NERVOSO CENTRAL
REVESTIMENTOS DO SISTEMA NERVOSO CENTRAL
REVESTIMENTOS DO SISTEMA NERVOSO CENTRAL

Dura-máter

Espaço subdural

Aracnóide-máter

Espaço subaracnóide líquido

Pia-máter

MENINGES
MENINGES
MENINGES
MENINGES

Sistema Nervoso

Sistema nervoso central (SNC)

Encéfalo

Possui cerca de 1,4 kg nos adultos

Está localizado na caixa craniana

Dividido em 3 partes: cérebro, cerebelo e tronco encefálico

Encéfalo

craniana  Dividido em 3 partes: cérebro, cerebelo e tronco encefálico Encéfalo cérebro cerebelo Tronco encefálico

cérebro

craniana  Dividido em 3 partes: cérebro, cerebelo e tronco encefálico Encéfalo cérebro cerebelo Tronco encefálico
craniana  Dividido em 3 partes: cérebro, cerebelo e tronco encefálico Encéfalo cérebro cerebelo Tronco encefálico

cerebelo

Tronco encefálico

Sistema Nervoso

ENCÉFALO

I) Cérebro

Constitui cerca de 90% da massa encefálica

Sua superfície é bastante pregueada (aumento da superfície)

Dividido em dois hemisférios (esquerdo e direito)

Dividido em duas partes:

o

Córtex (externo) substância cinzenta (corpos neuronais)

o

Região interna substância branca (dendritos e axônios)

– substância cinzenta (corpos neuronais) o Região interna – substância branca (dendritos e axônios)
CÉREBRO CÉREBRO
CÉREBRO
CÉREBRO

Dividido em 2 hemisférios direito e esquerdo

Substância branca

Substância cinzenta

CÉREBRO • Dividido em 2 hemisférios – direito e esquerdo • Substância branca • Substância cinzenta
CÓRTEX CEREBRAL CÓRTEX CEREBRAL
CÓRTEX CEREBRAL
CÓRTEX CEREBRAL

Formada por substância cinzenta

Corpos de milhões de neurônios

Formam pregas

por substância cinzenta • Corpos de milhões de neurônios • Formam pregas – Giros – Sulcos

Giros

Sulcos

Fissuras

LOBOS CEREBRAIS LOBOS CEREBRAIS
LOBOS CEREBRAIS
LOBOS CEREBRAIS

Lobo frontal

Lobo parietal

Lobo temporal

Lobo occipital Ínsula

LOBOS CEREBRAIS LOBOS CEREBRAIS • Lobo frontal • Lobo parietal • Lobo temporal • Lobo occipital
LOBOS CEREBRAIS
LOBOS CEREBRAIS
LOBOS CEREBRAIS
SULCOS CEREBRAIS
SULCOS CEREBRAIS

Sulco Lateral:

separa o lobo frontal do lobo temporal

Sulco Central:

separa o lobo parietal do frontal

Sulco parieto-occipital:

separa o lobo parietal do occipital

SULCOS E GIROS: LOBO FRONTAL
SULCOS E GIROS: LOBO FRONTAL
SULCOS E GIROS: LOBO FRONTAL
SULCOS E GIROS: LOBO FRONTAL
SULCOS E GIROS: LOBO PARIETAL
SULCOS E GIROS: LOBO PARIETAL
SULCOS E GIROS: LOBO PARIETAL
SULCOS E GIROS: LOBO PARIETAL
SULCOS E GIROS: LOBO FRONTAL E PARIETAL - MEDIANO
SULCOS E GIROS: LOBO FRONTAL E
PARIETAL - MEDIANO
SULCOS E GIROS: LOBO FRONTAL E PARIETAL - MEDIANO
SULCOS E GIROS: LOBO FRONTAL E PARIETAL - MEDIANO
SULCOS E GIROS: LOBOTEMPORAL
SULCOS E GIROS: LOBOTEMPORAL
SULCOS E GIROS: LOBOTEMPORAL
SULCOS E GIROS: LOBO DA ÍNSULA
SULCOS E GIROS: LOBO DA ÍNSULA
SULCOS E GIROS: LOBO DA ÍNSULA
SULCOS E GIROS: LOBO DA ÍNSULA
GIROSSULCOSE ESULCOS:GIROS: LOBOLOBO OCCIPITALOCCIPITAL
GIROSSULCOSE ESULCOS:GIROS: LOBOLOBO OCCIPITALOCCIPITAL
GIROSSULCOSE ESULCOS:GIROS: LOBOLOBO OCCIPITALOCCIPITAL
GIROSSULCOSE ESULCOS:GIROS: LOBOLOBO OCCIPITALOCCIPITAL
ORGANIZAÇÃO FUNCIONAL DO CÓRTEX ORGANIZAÇÃO FUNCIONAL DO CÓRTEX CEREBRAL CEREBRAL
ORGANIZAÇÃO FUNCIONAL DO CÓRTEX
ORGANIZAÇÃO FUNCIONAL DO CÓRTEX
CEREBRAL
CEREBRAL

ÁREAS SENSITIVAS

Área somatossensorial primária

Giro pós-central

Tato, pressão, vibração, prurido, cócegas, temperatura, dor e propriocepção.

primária  Giro pós-central  Tato, pressão, vibração, prurido, cócegas, temperatura, dor e propriocepção.
ORGANIZAÇÃO FUNCIONAL DO CÓRTEX CEREBRAL
ORGANIZAÇÃO FUNCIONAL DO CÓRTEX
CEREBRAL

ÁREAS SENSITIVAS

Área visual primária

Lobo occipital - posterior

Área auditiva primária

Lobo temporal parte superior

Área gustativa primária

Base do giro pós-central

Área olfatória primária

Lobo temporal face medial

ORGANIZAÇÃO FUNCIONAL DO CÓRTEX CEREBRAL
ORGANIZAÇÃO FUNCIONAL DO CÓRTEX
CEREBRAL
ORGANIZAÇÃO FUNCIONAL DO CÓRTEX CEREBRAL • ÁREA MOTORA – Área motora primária • Giro pré-central

ÁREA MOTORA

Área motora primária

Giro pré-central

ORGANIZAÇÃO FUNCIONAL DO CÓRTEX CEREBRAL
ORGANIZAÇÃO FUNCIONAL DO CÓRTEX
CEREBRAL

ÁREA DA FALA

Motora: Broca

Associação: Wernicke

ORGANIZAÇÃO FUNCIONAL DO CÓRTEX CEREBRAL • ÁREA DA FALA – Motora: Broca – Associação: Wernicke
DIENCÉFALO
DIENCÉFALO
DIENCÉFALO Epitálamo • • Tálamo • Hipotálamo

Epitálamo

DIENCÉFALO Epitálamo • • Tálamo • Hipotálamo

Tálamo

Hipotálamo

DIENCÉFALO - TÁLAMO
DIENCÉFALO - TÁLAMO

Estação transmissora para a maioria dos impulsos

sensitivos que chegam as áreas sensitivas primárias do

córtex cerebral provenientes

medula espinhal

tronco encefálico

Mesencéfalo

•FUNÇÕES DO TÁLAMO •Sensibilidade •Motricidade •Comportamento Emocional •Ativação do Córtex
•FUNÇÕES DO TÁLAMO
•Sensibilidade
•Motricidade
•Comportamento Emocional
•Ativação do Córtex
•Desempenha algum papel no mecanismo
de vigília, ou estado de alerta.

EPITÁLAMO

EPITÁLAMO • Corpo Pineal – secreta o hormônio melatonina • Promotora do sono • Ajuste do

Corpo Pineal

secreta o hormônio melatonina

Promotora do sono

Ajuste do relógio biológico do corpo.

• Corpo Pineal – secreta o hormônio melatonina • Promotora do sono • Ajuste do relógio
DIENCÉFALO – HIPOTÁLAMO
DIENCÉFALO – HIPOTÁLAMO

FUNÇÕES DO HIPOTÁLAMO

Produção de hormônios

Padrões dos padrões emocionais e

comportamentais

Regulação da ingestão de água e alimentos

Regulação da temperatura

Ritmos circadianos e estado de consciência

TRONCO ENCEFÁLICO
TRONCO ENCEFÁLICO
TRONCO ENCEFÁLICO – MESENCÉFALO – PONTE – BULBO

MESENCÉFALO

PONTE

TRONCO ENCEFÁLICO – MESENCÉFALO – PONTE – BULBO

BULBO

MESENCÉFALO
MESENCÉFALO
MESENCÉFALO • FUNÇÕES: – Contêm tratos e núcleos – Conduzem impulsos motores do córtex para medula

FUNÇÕES:

Contêm tratos e núcleos

Conduzem impulsos motores do córtex para medula espinhal

Cóliculos superiores: reflexos visuais

Colículos inferiores: via auditiva

Substância negra: motores subconscientes

Núcleo rubro: movimento voluntário dos membros

NC: III (oculomotor) e IV (troclear)

PONTE
PONTE
PONTE • FUNÇÕES – Núcleos vestibulares: equilíbrio – Área pneumatáxica e apnêuticas: controle da

FUNÇÕES

Núcleos vestibulares: equilíbrio

Área pneumatáxica e apnêuticas: controle da respiração

NC: V (trigêmeo) VI (abduscente) VII ( facial) e VIII (vestibulococlear)

BULBO
BULBO
BULBO • FUNÇÕES – Regula frequência cardíaca e pressão arterial – Ritmo da respiração – Reflexos

FUNÇÕES

Regula frequência cardíaca e pressão arterial

Ritmo da respiração

Reflexos do vômito, tosse, espirro, deglutição e soluços

Modulação de movimentos

tato, pressão, vibração e propriocepção

Gustação, audição e equilíbrio

NC: VIII (vestibulococlear) IX (glossofaríngeo) X (vago) XI (acessório) XII (Hipoglosso)

CEREBELO
CEREBELO

Função motora (equilíbrio e coordenação).

Funciona em nível involuntário e inconsciente

CEREBELO • Função motora (equilíbrio e coordenação). • Funciona em nível involuntário e inconsciente
VENTRÍCULOS CEREBRAIS
VENTRÍCULOS CEREBRAIS

Líquor:

É um fluido aquoso e incolor que ocupa o espaço subaracnóideo e as cavidades ventriculares.

Função primordial é proteção mecânica do sistema nervoso central.

Formado pelos plexos corióides

VENTRÍCULOS CEREBRAIS VENTRÍCULOS
VENTRÍCULOS CEREBRAIS
VENTRÍCULOS

São 4 ventrículos:

2 ventrículos laterais

3º ventrículo diencéfalo

4ª ventrículo

posterior a ponte e anterior ao cerebelo

laterais – 3º ventrículo – diencéfalo – 4ª ventrículo • posterior a ponte e anterior ao
laterais – 3º ventrículo – diencéfalo – 4ª ventrículo • posterior a ponte e anterior ao
VENTRÍCULOS LATERAIS
VENTRÍCULOS LATERAIS
VENTRÍCULOS LATERAIS
VENTRÍCULOS LATERAIS
VENTRÍCULOS LATERAIS
VENTRÍCULOS CEREBRAIS 3º e 4º VENTRÍCULOS 3º E 4º
VENTRÍCULOS CEREBRAIS
3º e 4º VENTRÍCULOS
3º E 4º
VENTRÍCULOS CEREBRAIS 3º e 4º VENTRÍCULOS 3º E 4º
FORAMES E AQUEDUTOS CEREBRAIS
FORAMES E AQUEDUTOS CEREBRAIS
FORAMES E AQUEDUTOS CEREBRAIS
CIRCULAÇÃO DO LÍQUOR
CIRCULAÇÃO DO LÍQUOR
CIRCULAÇÃO DO LÍQUOR
CIRCULAÇÃO DO LÍQUOR
MEDULA ESPINHAL
MEDULA ESPINHAL

LOCALIZAÇÃO

Canal medular

C1 até L2

PROTEÇÃO

Meninges

Vértebras

Líquido cerebrospinal

Ligamentos

Canal medular – C1 até L2 • PROTEÇÃO – Meninges – Vértebras – Líquido cerebrospinal –
MENINGES
MENINGES
MENINGES
MENINGES
MENINGES
MEDULA ESPINHAL - INTUMESCÊNCIAS
MEDULA ESPINHAL - INTUMESCÊNCIAS
MEDULA ESPINHAL - INTUMESCÊNCIAS
MEDULA ESPINHAL – FILAMENTOS TERMINAIS
MEDULA ESPINHAL – FILAMENTOS TERMINAIS

Cauda Equina

Filamento Terminal

Cone Terminal

MEDULA ESPINHAL – FILAMENTOS TERMINAIS • Cauda Equina • Filamento Terminal • Cone Terminal
MEDULA ESPINHAL – FILAMENTOS TERMINAIS • Cauda Equina • Filamento Terminal • Cone Terminal
MEDULA ESPINHAL – CORTE TRANSVERSAL
MEDULA ESPINHAL – CORTE TRANSVERSAL
MEDULA ESPINHAL – CORTE TRANSVERSAL

NERVOS ESPINHAIS

NERVOS ESPINHAIS - FORMAÇÃO
NERVOS ESPINHAIS - FORMAÇÃO
NERVOS ESPINHAIS - FORMAÇÃO

SISTEMA NERVOSO

- Divisões -

Quanto a critérios anatômicos

SNC

SNP

- Cérebro

- Cerebelo

Encéfalo

- Tronco Encefálico Medula Espinhal

Nervos

Gânglios

Terminações Nervosas

- Mesencéfalo - Ponte - Bulbo

NERVOS ESPINHAIS
NERVOS ESPINHAIS
NERVOS ESPINHAIS

NERVOS CRANIANOS

NERVOS CRANIANOS • SÃO 12 PARES DE NERVOS CRANIANOS – I nervo olfatório – II nervo

SÃO 12 PARES DE NERVOS CRANIANOS

I nervo olfatório

II nervo óptico

III nervo oculomotor

IV troclear

V trigêmeo

VI abduscente

VII facial

VIII vestibulococlear

IX glossofaríngeo

X vago

XI acessório

XII hipoglosso

Sensitivos

I, II, VIII

Motores

X vago – XI acessório – XII hipoglosso Sensitivos I, II, VIII Motores III IV, VI,

III IV, VI, XI, XII

Mistos V, VII IX X
Mistos
V, VII
IX
X

Gânglios Nervosos

Gânglios Nervosos
Gânglios Nervosos

DIVISÃO DO SISTEMA NERVOSO PERIFÉRICO

DIVISÃO DO SISTEMA NERVOSO PERIFÉRICO SOMÁTICO: é composto por neurônios que estão submetidos ao controle

SOMÁTICO: é composto por neurônios que estão submetidos ao controle consciente para gerar ações motoras voluntárias.

AUTÔNOMO: controle da vida vegetativa, ou seja, controla funções

como a respiração, circulação do sangue, controle de temperatura e

digestão

- Divisão do SNA -

Sistema Nervoso Simpático - fuga ou

aumento da atividade.

Sistema Nervoso Parassimpático -

Simpático - fuga ou aumento da atividade. • Sistema Nervoso Parassimpático - relaxamento ou conservação de

relaxamento ou

conservação de energia.

Simpático - fuga ou aumento da atividade. • Sistema Nervoso Parassimpático - relaxamento ou conservação de

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

BEAR, Mark F.; CONNORS, Barry W.; PARADISO,

Michael A

nervoso. 3ª ed. São Paulo: Artmed, 2008.

Neurociências : desvendando o sistema

GUYTON, Arthur C. Neurociência Básica: anatomia e fisiologia. 2º ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan.

MACHADO, Angelo. Neuroanatomia Funcional. 2º ed.

São Paulo: Atheneu,2010.