Sei sulla pagina 1di 1

CULTIVO DA SAMAMBAIA: DICAS BÁSICAS

1
Jodelse Dias Duarte

Neste excerto, falaremos sobre a samambaia-de-metro, planta herbácea pendente,


originária da Ásia e da Austrália, pertencente à família das Polipodiáceas, cujo porte atinge até 4,0 m,
sendo geralmente plantada em vasos suspensos, a samambaia-de-metro (Polypodium subauriculatum), é
uma planta que pode ser cultivada em interiores, mas não suporta baixa umidade relativa do ar, sendo,
pois, não recomendada para ambientes que tenha ar condicionado. É uma planta de folhagem sempre
verde e particularmente decorativa, com folhas longas chegando a quaro metros de comprimento com
centenas de folíolos (daí o nome: samambaia-de-metro).
O melhor meio de cultivo antigamente, era o xaxim, cujos vasos eram retirados do
“caule” de outro tipo de samambaia, a samambaiaçu ou feto arborescente (Dicksonia sellowiana).
Ecologicamente, nos dias atuais, esta prática é condenada, pois está levando esta
espécie à extinção. Em compensação, no mercado já existe um substituto à base de casca de coco-da-baía,
desfibrado e prensando.
A samambaia-de-metro é uma planta que deve ser cultivado ao abrigo de ventos
fortes, pois não os tolera, já que a perda de água de seus folíolos é intensa, causando a abscisão foliar. O
substrato a ser colocado dentro do vaso compõe-se de uma parte de terra arenosa, duas partes de pó de
coco (substituto do pó-de-xaxim), meia parte de esterco de gado curtido. No período quente, deve ser
regada de duas a três vezes por semana, e no período frio, basta uma vez. A manutenção da planta dá-se
principalmente através da poda das folhas que estiverem secas, doentes ou com má conformação.
Para multiplicá-la, basta dividir a planta de um vaso em vários outros (divisão de
touceiras).
Há uma recomendação popular para deixar a planta sempre verde: diluir urina de
crianças meio a meio com água e regar as plantas → cuidado, a urina é fonte de amônia (nitrogênio) e
pode queimar sua planta quando em excesso.
Nas casas especializadas em produtos para jardins, existem adubos específicos para
samambaias, em forma de pastilhas que são colocadas dentro do substrato e vão-se dissolvendo
lentamente. Uma pastilha por mês, deixa sua samambaia vigorosa, saudável, bonita, e planta saudável e
vigorosa, não fica susceptível a pragas e doenças.
Se porventura surgirem alguns insetos brancos, e ao sacudir as folhas eles soltam
uma espécie de pó branco, são os popularmente conhecidos com “piolhos pulverulentos” (cochonilhas), e
você pode atacá-los usando um inseticida natural à base de fumo, que você mesmo pode fazer em casa:
pique duzentos gramas de fumo de rolo em dois litros d’água e deixe de molho por 24 h. Depois de
passado esse período, coe e reserve. Em seguida dissolva 50 g de sabão em pedra (tipo massa) em um
litro de água fervente. Espere esfriar, misture os dois preparados e acrescente mais um litro de água fria.
Esse preparado é suficiente para aplicar em 10 plantas, semanalmente, durante um mês.

1
Pedagogo, Especialista, Professor da Emarc de Valença, Paisagista.