Sei sulla pagina 1di 3

Retiro

Para mim Viver é Cristo


2ª Meditação

SENHOR, QUE EU VEJA


Mc. 10, 46-52 (Lc. 18, 35-43)
A visão do homem interior

1. Cego Bartimeu
Filho de Timeu. Pessoa bem conhecida da comunidade cristã: Um de nós.

2. Sentado à beira do caminho, mendigando


Certas situações que nos bloqueiam e impedem de ver horizontes mais largos.
O pecado, o desânimo, a desconfiança, impedem de avançar. Mais, põem-nos fora da estrada
de Jesus.
A mendicidade é falta de dignidade da pessoa humana. Deus não quer os seus filhos a
mendigar, fora do seu caminho. O filho pródigo que poderia ter tanto, mendiga.

3. Percebeu que era Jesus que passava


Adão ao aperceber-se dos passos de Yavé, esconde-se. Bartimeu grita: tem compaixão de
mim.
Nada está perdido. Mesmo fora da estrada, há sempre Jesus que passa.

4. Muitos repreendiam-no para que se calasse


Às vezes, o grupo impede, põe obstáculos, desvia, desencoraja

5. Chamaram o cego dizendo-lhe: coragem! Ele te chama. Levanta-te!


A comunidade é dom para eu sair da minha cegueira.
Quando estou sozinho parece-me de amar todo o mundo…quando estou com os outros
apercebo-me de quanto é difícil amar.

6. Deixando a sua capa


Símbolo da sua falsa imagem, com a qual pretendia cobrir tudo.
Essa segunda imagem que implica perda de identidade. Dicotomia que cria insatisfação.
Tensão permanente que se gera dentro de mim mesmo.
A cultura da imagem que cria insegurança pela falta de identidade.
Os ídolos, têm boca mas não falam, olhos mas não vêem (Sal. 115; 11,38).

7. Rabbunni: que eu veja!


Rabbunni: meu Mestre! Que possa ver novamente!

8. A caminho de Damasco
Paulo, embora tivesse os olhos abertos não via nada.
Pensava conhecer tudo, ver tudo, mas não via a verdade.
Só deixando-se guiar (companheiros e Ananias) conseguiu que este encontro com o
ressuscitado lhe proporcionasse ver em plenitude e segue Jesus.

9. A caminho de Africa
A leitura do livros “os mártires do Japão”, o encontro com o missionário Angelo Vinco, as
palavras de confirmação da sua vocação, da parte do P. Marani ajudam Comboni a ver a
vontade de Deus a seu respeito.
Retiro

Para mim Viver é Cristo


2ª Meditação

A grande preocupação de Comboni durante a sua vida foi fazer a vontade de Deus. Por isso
ele a procurava cada momento e se confiava plenamente nas mãos de Jesus e de Maria.

10. Recuperou a vista e seguia-O no caminho


O que estava fora do caminho, entra no caminho
Deitou fora a capa, foi ao encontro, pediu, viu, caminha agora.
Torna-se símbolo dos Apóstolos que conseguem ver em Jesus, o Servo Sofredor, o Filho de
Deus, Salvador. E, por isso, estão decididos a segui-Lo para Jerusalém. Dispostos a morrer
com Ele e por Ele.
Paulo: Como o cego também Paulo, uma vez recuperada a vista, se põe no caminho com
Jesus e o anuncia. Ai de mim se não evangelizar. Não é uma glória é uma missão que me foi
confiada (1Cor 9, 16-17)

11. Jesus dá a vista através da Igreja


a. Reconciliação
b. Acompanhamento Espiritual
c. Exame de consciência

12. Vem, sê a minha luz


Quem foi iluminado por Jesus está chamado a levar a sua luz aos que estão na escuridão.
Como Madre Teresa de Calcutá, como Comboni: quis levar a luz da fé aos africanos (MDC
113; 49; 64)

13. Para Reflexão Pessoal


• Começa rezando o salmo 25 (24)
• Relê Mc. 10, 46-52
• No caminho onde passa Jesus, onde estás tu? Será que Jesus passa também sem te
ver?
• Qual é a tua capa, aquilo que tens de deixar para te aproximar de Jesus?
• Tens vontade de gritar a Jesus? O quê? O precisas de lhe pedir? O que queres ver?
Para que queres ver?
• Reza (e escreve) uma oração pedindo a Jesus que te conceda de ver hoje uma graça
dele, o que mais necessitas.
• Termina rezando a oração de Sto Inácio:
Tomai, Senhor, e recebei
toda a minha liberdade,
a minha memória,
o meu entendimento
e toda a minha vontade,
tudo o que tenho e possuo;
Vós mo destes;
a Vós, Senhor, o restituo.
Tudo é vosso,
disponde de tudo,
à vossa inteira vontade.
Dai-me o vosso amor e graça,
que esta me basta.
Retiro

Para mim Viver é Cristo


2ª Meditação

14. Oração comunitária


• Gesto: fora da capela todos tapam os olhos com uma venda. Em fila, com uma mão nos
ombros do da frente, entram no cenáculo guiados pelos animadores. Pode-se ir cantando
um cântico que saibam de cor. Os animadores ajudam-nos a sentar-se (bancos ou no
chão). Com os olhos vendados é proclamado o evangelho que serviu de base. No
momento do “Vai, a tua fé te salvou”, o presidente destapa os olhos ao jovem que estiver
junto dele, este ao seu vizinho e assim sucessivamente (também pode ser o presidente ou
animador a destapar os olhos a todos).
• Cântico: enquanto isso canta-se um cântico de luz, visão, fé, credo,…
• Partilha dos frutos da reflexão ou da oração rezada. (pode utilizar-se a mesma ou outra
técnica para a partilha).
• Cântico final