Sei sulla pagina 1di 12

E.B.

I Oliveira de Frades

Trabalho elaborado por:


•Paula Lopes Nº11 8ºA
•Tatiana Gomes Nº16
Neste trabalho pertendemos que fiquem a
conhecer o que são drogas e as suas
consequências.
Também as drogas existentes e o que cada uma
provoca.
Esperemos que gostem.
Droga é toda a substância psicoactiva, ilegal ou
legalmente comerciável, cujas propriedades
influem no SNC e alteram comportamentos.
A perigosidade da substância está não apenas
nas suas consequências, mas também no tipo
de relação que o indivíduo estabelece com ela e
com o ambiente de consumo.
Existem vários tipos de drogas, que são:
Drogas depressoras;
Drogas estimulantes;
Drogas perturbadoras;
Drogas com efeito misto;
Drogas e doenças infecciosas.
Drogas depressoras são o álcool, os soníferos, a
heroína, a morfina, a cola de sapateiro, os
remédios ansiolíticos e antidepressivos e seus
derivados.
Seu principal efeito é retardar o funcionamento
do organismo, tornando todas as funções
metabólicas mais lentas.
Heroína é uma droga depressora.
Heroína pode ser injectada, o que leva a um
quadro de euforia.
Quando inalada, porém, resulta em forte
sonolência, náuseas, retenção urinária e prisão
de ventre – efeitos que duram cerca de quatro
horas.
A médio prazo, leva à perda do apetite e do
desejo sexual e torna a respiração e os
batimentos cardíacos mais lentos.
Morfina é uma droga depressora.
Morfina apresentam efeitos muito parecidos
com os da heroína, porém, com características
euforizantes menores.
O seu efeito depressor é explorado pela
medicina há várias décadas, principalmente no
alívio da dor de pacientes com câncer em
estado terminal.
As drogas estimulantes mais conhecidas são as
anfetaminas, a cocaína e seus derivados.
A cocaína é uma droga estimulante.
A cocaína também pode ser inalada, ingerida ou
injectada.
A duração dos efeitos varia, as a chamada euforia
breve persiste por 15 a 30 minutos, em média. Nos
primeiros minutos, o usuário tem alucinações
agradáveis, euforia, sensação de força muscular e
mental.
Os batimentos cardíacos ficam acelerados, a respiração
torna-se irregular e surge um quadro de grande
excitação. Depois, o usuário pode ter náuseas e
insónias.
A cocaína causa uma grande e forte dependência.
Neste trabalho percebemos que pertencemos a
um mundo em que muitas pessoas entram nos
caminhos da droga porque dizem que querem
ser livres.
Contudo em vez da liberdade encontram um
vício que os faz ficar prisioneiros.
O corpo humano não foi feito para ser escravo
dos nossos vícios, mas para ser livre e
saudável.