Sei sulla pagina 1di 2
CURSO: LICENCIATURA EM QUÍMICA DISCIPLINA: QUÍMICA ANALÍTICA QUANTITATIVA DOCENTE: HYGOR OLIVEIRA EXPERIMENTO N°5:

CURSO: LICENCIATURA EM QUÍMICA DISCIPLINA: QUÍMICA ANALÍTICA QUANTITATIVA DOCENTE: HYGOR OLIVEIRA

EXPERIMENTO N°5: Titulação Potenciométrica Ácido-Base

1) INTRODUÇÃO

A titulação potenciométrica consiste em acompanhar os vários estágios e determinar o ponto final de um processo de titulação por intermédio da medida do pH. Neste método, o ponto de equivalência será revelado por uma abrupta modificação do pH. Para a medida do pH, é necessário um potenciômetro que fornece diretamente os valores variáveis do pH à medida que a titulação avança. A detecção do ponto final da titulação pode ser feita com maior facilidade pelo exame da curva de titulação (gráfico da variação do pH em função do volume de titulante adicionado), que em geral é uma curva segnóide conforme está ilustrado na Figura 1. O segmento central da curva é onde se localiza o ponto final; na realidade o ponto final está no ponto de inflexão da curva. Pode-se obter um valor aproximado do ponto final localizando-se o meio caminho do segmento ascendente da curva, quando a mesma, tiver muito evidente este segmento. A exatidão dos resultados deste método dependerá da habilidade com que o gráfico da curva de titulação for desenhado a partir das observações experimentais. Por isso é usualmente preferível empregar métodos analíticos para localizar o ponto final. Nestes métodos se determina a curva da primeira derivada (∆pH/∆V versus V) ou da segunda derivada (∆ 2 pH/∆V 2 versus V) (Figura 2). A curva da primeira derivada tem um máximo no ponto de inflexão da curva de titulação, isto é,no ponto final. A curva da segunda derivada (∆ 2 pH/∆V 2 ) é nula no ponto em que a curva de ∆pH/∆V for máxima. Este procedimento é ilustrado nos gráficos a seguir.

Este procedimento é ilustrado nos gráficos a seguir. Figura 1: Titulação potenciométrica ácido/base: pH

Figura 1:Titulação potenciométrica ácido/base: pH versus V.

1: Titulação potenciométrica ácido/base: pH versus V. Figura 2: Titulação potenciométrica ácido/base:
1: Titulação potenciométrica ácido/base: pH versus V. Figura 2: Titulação potenciométrica ácido/base:

Figura 2:Titulação potenciométrica ácido/base: Primeira derivada (∆pH/∆V versus V) e Segunda derivada (∆2pH/∆V2versus V) do Gráfico da figura1.

CURSO: LICENCIATURA EM QUÍMICA DISCIPLINA: QUÍMICA ANALÍTICA QUANTITATIVA DOCENTE: HYGOR OLIVEIRA

2) OBJETIVO:

Determinar o ponto final de uma titulação ácido base por potenciometria.

3) MATERIAIS E REAGENTES

pipeta volumétrica de 20 mL.

erlenmeyer de 125 mL

suporte universal

garra para bureta

bureta de 25 mL

agitador magnético

Solução de HCl 0,1 mol/L

solução padrão de NaOH 0,1 mol/L

pisseta com água destilada

4) PROCEDIMENTO

4.1 Fazer a montagem do experimento segundo a figura 3; 4.2 Calibrar o pHmetro, com
4.1 Fazer a montagem do experimento segundo a figura 3;
4.2 Calibrar o pHmetro, com os padrões 7,01 e 4,01;
4.3 Completar a bureta com solução de NaOH 0,1 mol/L padronizada;
4.4 Colocar 20 mL de HCl de concentração desconhecida em um erlenneyer;
4.5 Ligar o agitador magnético;
4.6 Anotar o volume do pH do titulado, antes de adicionar o titulante;
4.7 Fazer adições sucessivas de 0,5 mL do titulante até próximo a vizinhança
do ponto de equivalência;
4.8 Na vizinhança do ponto de equivalência, adicionar volumes de 0,1 mL do
titulante;
4.9 Após o ponto de equivalência, adicionar 0,5 mL do titulante.
4.91 Obter os gráfico de pH versus V; ∆pH/∆V versus V; ∆ 2 pH/∆V 2 versus V;
4.92 Calcular a concentração da solução de HCl a partir do volume de
equivalência.
Figura 3: Ilustração de uma titulação
potenciométrica

5) RESULTADOS:

Anote nas tabelas abaixo os resultados obtidos.

TABELA 1:

Volume gasto NaOH pH ∆pH/∆V ∆ 2 pH/∆V 2 (mL)
Volume gasto NaOH
pH
∆pH/∆V
2 pH/∆V 2
(mL)