Sei sulla pagina 1di 7

O mundo Plano

Tainã Gariglio Dias, 31 Babilônia

GERAL

O livro "O mundo plano" aborda a dinâmica atual do mundo globalizado e como acontecimentos podem influênciar nela.

Ele passa a visão de como o mundo está se aplainando devido aos avanços da comunicação e tecnologia que diminuíram as distâncias.

São fatores que mais influênciam no nosso cotidiano, pois tem transformado a vida das pessoas em geral. Por exemplo, é possível falar com pessoas do outro lado do mundo; a

internet é a maior fonte de pesquisas, etc

Mas, ao mesmo

tempo existem fatores negativos, como: o aumento da desigualdade social, pois nem todos tem acesso à essas tecnologias.

Outra consequência evidente, é que atualmente há uma maior valorização de especializações e conhecimento do que da força, no mercado de trabalho, dificultando o processo da empregabilidade e aumentando cada vez mais a concorrência.

As empresas também estão desenvolvendo estratégias para que possam globalizarem-se, e proporcionarem crescimento econômico.

Hierarquias

Toda essa dinâmica globalizadora gera uma hierarquia onde os que atendem as transformações necessárias para que aconteçam esses processos que são os país desenvolvidos são capazes de prosperar. Enquanto os países em desenvolvimento precisam fazer a escolha certa para poderem se adequar as mudanças e , assim, combater a pobreza, proporcionar crescimento econômico e do comércio.

Influênciando fortemente em nosso país que encontra-se em desenvolvimento tendo que seguir as regras para quem sabe alcançar o desenvolvimento e poder assim melhorar a vida da população.

Mas, na contra-mão do Brasil a China vem se adaptando facilmente ao mundo globalizado, e o resultado é a alta nas importações de produtos chineses, que hoje podem ser vistos nas prateleiras do mundo todo.

Acontecimentos

O autor defende a idéia de que com todo esse avanço nas comunicações aumentaram as atividades terroristas, porque os islâmicos não conseguem aceitar a "miscigenação cultural", um exemplo citado é o ataque 11 de setembro o qual de certa forma prejudicou muitas pessoas tanto estadunidenses como de outra partes do mundo, pois depois desse acontecimento a entrada no país está dificultada, tirando oportunidades de várias pessoas que querem tentar uma vida melhor nele, como acontece com vários brasileiros.

Conclusão

Como já visto, existem processos anti-globalizadores como o terrorismo e a questão ambiental, que estão bem presentes, por isso merecem uma maior atenção por parte dos Estados.

E que globalização está aplainando o mundo, portanto ela pode afetar nossas vidas de maneira positiva ou negativa, depende de como nosso país está se adaptando às exigências globais.