Sei sulla pagina 1di 9

FACULDADE ANHANGUERA DE ANÁPOLIS

CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO

EDUARDO DE FREITAS AQUINO RA Nº. 3708633882

HILDANIO DE OLIVEIRA VIANA RA Nº. 1191416093

ISAAC NEWTON BAUTISTA DA SILVA RA Nº. 3722689467

JADER SILVERIO DE OLIVEIRA RA Nº. 3715669375

ENGENHARIA

DE

SOFTWARE

ANÁPOLIS GOIÁS

2013

EDUARDO DE FREITAS AQUINO RA Nº. 3708633882

HILDANIO DE OLIVEIRA VIANA RA Nº. 1191416093

ISAAC NEWTON BAUTISTA DA SILVA RA Nº. 3722689467

JADER SILVERIO DE OLIVEIRA RA Nº. 3715669375

ENGENHARIA

DE

SOFTWARE

Trabalho de Engenharia de Software, apresentado como exigência parcial para a obtenção da nota do terceiro período no curso de Bacharel em Ciência da Computação, na faculdade Anhanguera de Anápolis.

ANÁPOLIS GOIÁS

2013

INTRODUÇÃO

Foi pedido o desenvolvimento de um sistema de gerenciamento de uma clínica veterinária. O sistema deve ser capaz de cadastrar clientes, bem como seus respectivos bichos de estimação. O cadastro dos bichos de estimação deve ser bem detalhista, com informações sobre raça, cor, preferências, alimentação, etc. O sistema deve permitir visualizar um histórico dos registros de serviços prestados tanto para o cliente, quanto individualmente para cada bicho de estimação. Deve também permitir cadastrar todos os serviços prestados pela clínica, acompanhado do preço e tempo de entrega do serviço. A alteração dos preços dos serviços, bem como a concessão de descontos para os clientes só deve ser permitida via autorização dos gerentes comerciais. O sistema deverá controlar também o pagamento dos serviços, permitindo a geração de relatórios de clientes inadimplentes sempre que o tempo de inadimplência ultrapasse 20 dias. Temos a necessidade de implantação em nossa única loja, nos cinco computadores, e a urgência maior é no cadastro de clientes e de animais.

ETAPA 1

Fizemos uma reunião com o cliente CLIVET, discutimos as características

para o desenvolvimento do projeto, e com a necessidade de entrega no tempo de

curto prazo, devido a tal fato, e nossa competência e vontade em entregar o

software que seja de grande eficiência para a CLIVET e possa atender todas as

necessidades de uso da CLIVET, e que possa deixa o cliente totalmente satisfeito

com o nosso produto, no entanto iremos desenvolver algumas metodologias ou

protótipos que faça com que nosso software seja totalmente satisfatório para o

cliente e de fácil modificação .

Entrevistamos nosso cliente e perguntamos sobre as características que ele

deseja que seu software contenha, e que possa ser complexo e com integração com

um banco de dados e que ele possa também acessar através da internet de outro

lugar qualquer e possa ter integração com outras possíveis filiais e ele também

possa ser atualizado facilmente e decidimos trabalhar usando métodos para que

possamos entregar o protótipo ou que possa ser facilmente modificado.

Para que possamos mostrar para nosso cliente como será o projeto

desenvolvemos uma tabela contendo as metodologias possíveis para representar o

melhor método para o desenvolvimento do software.

 

Modelo Cascata

Incremental

Reuso

Exige extensa Documentação

P

P

P*

Facilidade de modificação

PP

P

P

Exige programadores

     

experientes

P**

P

P

Fácil Previsão de entrega

NP

PP

P

Gera um protótipo

NP

P

P

Onde: P = possui; PP = possui parcialmente; NA = não se aplica; NP = não possui.

* = se o cliente desejar é feito; porém não é uma característica da metodologia.

** = a menos que a empresa já conte com excelentes programadores; em teoria, não é necessário.

Vantagens

Desvantagens

Modelo Cascata

E um modelo de desenvolvimento por etapas. As etapas são feitas uma após a outra sem ser puladas.

E um modelo mais antigo. E um modelo bastante complexo.

Caso alguma das etapas de desenvolvimento de errado no final do programa terá que começar da primeira etapa.

Ele e mais demorado.

Incremental

E desenvolvido por

partes possibilita que o cliente faça comentário. Pode escrito por versões ou atualizações. Possibilita a criação do protótipo. Ele e desenvolvido com mais agilidade. E fácil de altera e deixar ao gosto do cliente.

O cliente pode ficar contente com o protótipo e esquecer a versal final.

Pode não gostar e pedir para não continuar o desenvolvimento do software.

Reuso

O desenvolvimento e muito rápido. Pode-se fazer a

Analise de risco. Traz alto grau de satisfação do cliente. E de baixo custo.

Ele pode não ser aceito pelo sistema operacional ou hardware do cliente.

Pode causa perda de dados do cliente. Pode causar prejuízos.

ETAPA 2

Vamos apresentar o documento de requisitos do software da veterinária CLIVET. Procuramos seguir passos para uma adequada elaboração dos requisitos necessários para o bom desenvolvimento e funcionamento da aplicação voltada à tal empresa.

REQUISITOS FUNCIONAIS

O sistema devera fazer cadastro dos clientes, nele podendo obter informações precisas dos clientes como: nome, CPF, identidade, endereço, sexo, e permitindo que esses dados possam ser alterados ou complementados, esse sistema também, devera fazer o gerenciamento de compra e venda, e quando o cliente efetuar o pagamento ira gerar um relatório dando baixa no sistema dizendo que o pagamento foi efetuado. Gerenciar todos os softwares utilizados são reconhecidos mundialmente, grátis e extremamente qualificados para um altíssimo desempenho. 01. Manutenção - Simples, rápida, fácil e eficiente; caso seja necessário adicionar/remover algum campo na base de dados ou fazer algum complemento adicional no sistema;

02. Eficiência - O sistema devera ser compatível com qualquer sistema operacional

existente e terá a facilidade de integração com outros softwares;

03. Segurança - Terá um nível alto de segurança só poderá ser acessados por

funcionários autorizados e pelo dono da clivet;

04. Confiabilidade - Altíssima, e, pode ser expansível para um grau “paranoico” de segurança e disponibilidade de serviços; funcionamento 24/7 praticamente garantido;

O cliente pode rodar em toda plataforma que ele desejar, até

celulares, caso queiram utilizar uma rede wireless/3G; o servidor é transparente ao

usuário do sistema.

05. Portabilidade -

Prioridades

Grau

Alta

Media

Baixa

Nome

Tipo

Grau

Login do sistema

Funcionais

Segurança no login

Não funcionais

Cadastro de dados no sistema

Funcionais

Segurança de dados do cadastro

Não funcionais

Backup de dados/cadastros

Misto

Gerência de usuários

Funcionais

Portabilidade do “computador cliente”

Não funcionais

Segurança do servidor

Não funcionais

Manutenção

Misto

Disponibilidade

Misto

Tela para inserção/remoção/consulta de dados

Funcionais

Apresentação da aplicação

Funcionais

Firewall

Não funcionais

Segurança

Não funcionais

Obs.: O misto inclui os funcionais e não funcionais.

CONCLUSÃO

Portanto podemos perceber que engenharia se software e muito importante porque e um meio de aperfeiçoar nossos desenvolvimentos futuros e assim podemos ter um grande aproveitamento em qualquer desenvolvimento que formos desenvolver. Assim podemos aplicar essas técnicas que aprendemos no desenvolvimento desse grandioso trabalho ele e de suma importância, podemos intender as funcionalidades de cada objetivo em cada uma das etapas que desenvolvemos.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

Foram utilizados sites do Wikipédia, disponível em <http:// www. wikipedia.org>, acessados entre 01 de março a 08 de abril de 2013, e o Livro de Engenharia De Software - 9ª Edição 2011 Ian Sommerville - Pearson / Prentice Hall (Grupo Pearson).