Sei sulla pagina 1di 1

Ento Fernanda conseguiu escapar da polcia. Ns jamais imaginaramos que a moa o conseguiria.

A essa altura, ela j deve estar dentro de um avio, sorridente, rumo ao Caribe. O professor, pobre diabo, preso por vandalismo, apenas para atrasar os tiras e dar fuga a sua pupila. Destrura uma bancada de beterraba. Agora, preso em uma gaiola, com sabo Brilhante no lugar de sabonetes, a porra da rinite atacada pela poeira, entre um espirro e outro lembrava-se de quando trabalhava de garom para pagar a faculdade de letras e o curso de piano. agora estava detido, muito menos pelas grades e mais pelo muro que erguera entre ele e Fernanda, aquela dissimulada, redatora das redaes delirantes e que, em breve, riria dele ao molhar os ps no mar azul de uma praia caribenha ao som de uma salsa de quinta categoria. ns bem que avisamos ao professor que ele estava procurando encrenca.