Sei sulla pagina 1di 100
RECEBER COZINHAR PARTILHAR N.º 47 | www.blue.com.pt 40 Receitas frescas Ervas aromáticas Natas Ambiente com amigos

RECEBER

COZINHAR

PARTILHAR

N.º 47 | www.blue.com.pt
N.º 47 | www.blue.com.pt

40

Receitas

frescas

RECEBER COZINHAR PARTILHAR N.º 47 | www.blue.com.pt 40 Receitas frescas Ervas aromáticas Natas Ambiente com amigos

Ervas aromáticas Natas Ambiente com amigos Revolução na cozinha

Sug ESTõ ES PR áTICAS CHEIAS d E ARO m A

Id EIAS SI m PLES PARA TO d OS OS d IAS

C ON v I d E , PARTILHE E RELA x E

dESC u BRA O SE u NOvO ALIA d O NOS COZINHA d OS

Pequenos e graúdos

C OZINHAR CO m O E CO m um CHE f E

RECEBER COZINHAR PARTILHAR N.º 47 | www.blue.com.pt 40 Receitas frescas Ervas aromáticas Natas Ambiente com amigos

+ a febre dos CupCakes

Dicas e receitas únicas

alta Cozinha Mergulhe no novo espaço trendy da capital, o Largo, no Chiado

€3,20 PORTUGAL - CONTINENTE 2010 N.º 47
€3,20 PORTUGAL - CONTINENTE 2010 N.º 47

q

link

®

www.graovasco.eu

blue Cooking nº47

www.blue.com.pt

NESTA EDIÇÃO QUE JÁ CHEIRA A VERÃO, proponho uma passagem pelo mundo das ervas aromáticas. Cada vez mais presentes nas prateleiras dos nossos supermercados, não deixe de experimentá-las nos seus cozinhados. Seja para temperar um simples bife de peru ou para fazer um molho para o salmão grelhado que costuma cozinhar nos dias de maior stress.

Para os mais gulosos, aqui ficam receitas maravilhosas dos tão famosos cupcakes.

Limão, baunilha, pistácio, alfazema, veludo vermelho

...

e os

toppings...

baunilha,

queijo

uma perdição a fazer em casa para si, para os seus filhos, para os seus amigos.

... Perfeitos para o lanche, um bolo de anos ou de casamento.

Descubra ainda as maravilhas que as natas podem fazer nas refeições do dia-a-dia, tire ideias no nosso ambiente entre amigos, ou o que a nova máquina Actifry pode fazer por si na cozinha.

Para os mais gourmets, aprendam a cozinhar para os seus filhos com os chefes do momento e não deixe de ver, em primeira mão, as criações que Miguel Castro Silva propõe no Largo, ao Chiado. Até à próxima edição cozinhe, divirta-se, mas sobretudo, partilhe!

Margarida Magalhães

mmagalhaes@blue.com.pt

blue Cooking nº47 www.blue.com.pt NESTA EDIÇÃO QUE JÁ CHEIRA A VERÃO , proponho uma passagem pelo

OFEREÇA

UMA ASSINATURA BLUE COOKING

CONTACTOS PARA ASSINATURAS: Tel.: 214 142 909; Fax: 214 142 951; E-mail: jmtoscano.com@netcabo.pt 12 30€ Edições
CONTACTOS PARA ASSINATURAS: Tel.: 214 142 909; Fax: 214 142 951; E-mail: jmtoscano.com@netcabo.pt
12
30€
Edições
12 X 3,20 = 38,40
POUPE 8,40€
24
55€
Edições
24 X 3,20 = 76.80 POUPE 21,80€
FOTOCOPIE ESTE CUPÃO E ENVIE PARA:
JMTOSCANO LDA; Rua Rodrigues Sampaio N.º 5; 2795-175 Linda-a-Velha; todos os preços incluem portes de correio.
NOME:
MORADA:
LOCALIDADE:
CÓDIGO POSTAL:
E-MAIL:
TEL. | TELEMÓVEL:
IDADE:
PROFISSÃO:
N.º DE CONTRIBUINTE
OFEREÇA UMA ASSINATURA BLUE COOKING CONTACTOS PARA ASSINATURAS: Tel.: 214 142 909; Fax: 214 142 951;

Cheque à ordem de: JMTOSCANO-Comunicação e Marketing Lda

Transferência Bancária: N I B 0 0 4 5 4 0 6 0 4 0 1 0 2 9 7 2 0 7 3 1 9 , da Caixa Crédito Agricola

OFEREÇA UMA ASSINATURA BLUE COOKING CONTACTOS PARA ASSINATURAS: Tel.: 214 142 909; Fax: 214 142 951;

BLUE MEDIA Rua Vera Lagoa, n .º 12, 1649 - 012 Lisboa, Tel.: 217 203 340 | Fax geral: 217 203 349 | Contribuinte nº 508 420 237 DIRECTOR GERAL Paulo Ferreira | DIRECTORA Margarida Magalhães, mmagalhaes@blue.com.pt DIRECTOR DE ARTE E PROJECTO GRÁFICO Pedro Antunes, pantunes@blue.com.pt | ARTE Alberto Quintas, aquintas@blue.com.pt; REVISÃO DE TEXTO Elsa Gonçalves | DIRECTOR COMERCIAL Paulo Ferreira, pferreira@blue.com.pt DEPARTAMENTO DE MARKETING & PUBLICIDADE Maria Reis, mreis@blue.com.pt; Fax publicidade: 217 203 349 CORPORATE Designer: Alberto Quintas, aquintas@blue.com.pt | PRÉ-IMPRESSÃO Nuno Barbosa, nbarbosa@blue.com.pt IMPRESSÃO União Europeia | DISTRIBUIÇÃO Logista | DEPÓSITO LEGAL n.º 233776/05; Registado no ERC n.º 124796 PROPRIEDADE: Paulo dos Reis Ferreira | Tiragem: 20.000 exemplares

{

INTERDITA

A

REPRODUÇÃO

DE

TEXTOS E
TEXTOS
E

IMAGENS

POR

QUAISQUER

MEIOS

}

O seu comentário é fundamental para melhorarmos a blue Cooking a cada edição. Assim, criámos este e-mail para que nos possa apontar todos os defeitos que for encontrando na sua revista. Muito obrigado! qualidade@blue.com.pt

Sumário

blue Cooking n.º 47

  • 4 Editorial

Lombo de porco recheado com cogumelos

  • 7 Manual Dias

Cheesecake delícia

  • 10 | Sugestão do Mês - Norge

Lombo de bacalhau com salteado mediterrânico Mousse de mascarpone com maracujá Sopa fria de espargos com lascas de bacalhau e azeite de ervas

  • 18 | Sugestão do Mês - Parmalat

Delícia de bolacha Massa fresca com 3 queijos e legumes

  • 26 | Ambiente - Ikea

Gaspacho com camarão Salada de rúcula, pêra e roquefort

  • 38 | Pecado do Mês

Baunilha - Coberturas Queijo - Coberturas Queques de coco Queques de alfazema Queques de veludo vermelho (red velvet) Queques de baunilha

Queques de pistácio

  • 52 | Ambiente - Tefal

Crumble de maçã-manga

Risotto de camarões e caril Casca de batatas com maionese de alho e ervas

60 | Produto da Estação

Quiche de courgettes, bacon e ervas Pernas de frango com molho de coentros e ervas Spaguetti com ervas, alho e azeite Morangos salteados com tomilho limão e queijo fresco Mojito Salada de tomate, aneto e queijo de cabra curado Sorbet de limão e manjericão Dip de parmesão, manjericão com pães pita Conchas com chouriço e ervas

72 | Tour com o Chef

Rolinhos de peru com o seu fiambre e queijo flamengo Ovinhos de codorniz com cubinhos de fiambre e queijo com carpaccio de tomate Espargos Verdes num creme

aveludado com almôndegas de camarão e azeite virgem Robalo e arroz basmati com cubinhos de salpicão

  • 84 Alta Cozinha

  • 94 Vinhos

  • 98 Última Hora

Fundir ou refundir | manual

Fundir ou refundir,

uma alquimia de sabores

COMPREENDO QUE O MUNDO tenha que pular e avançar, mas na estrita condição de fazê-lo como bola colorida nas mãos de uma criança.

POR NUNO MIGUEL DIAS

TALVEZ O SR. RÓMULO DE CARVALHO (ou António Gedeão) me aplicasse, agora, uma bofetada pela apropriação indevida da sua bela frase. Ainda assim, teria de concordar comigo. Porque não podemos andar por aí ao sabor de modas que, nos tempos que correm, são efémeras como a própria. A efémera, portanto. Consigo perceber que o sushi, de que ouvimos falar durante tantos anos sem o poder morder, tenha chegado ao território nacional de forma fulgurante, ganhando adeptos que, se pudessem, não comiam mais nada. Podia aqui referir-se que a frota pesqueira japonesa, a maior do mundo, é a principal responsável pelo risco de extinção de uma espécie de atum. Sugerindo, assim, que gourmand consciente, alerta e preocupado com questões de sustentabilidade, deveria colocar alguns entraves a tal petisco. Mas não estamos cá para educar ninguém. Declaro, porém, e com orgulho, que os Reis do Peixe somos nós! Comer peixe cru é ser-se apenas alarve e impaciente. Comê-lo grelhado sobre brasas vegetais, só com sal, isso sim, é dignificar o condrósteo. Concedo-nos, pois, tal grandeza gastronómica que não consigo entender o conceito de cozinha de

fusão. Porque, julgava eu, não eram as nossas “criações” outra coisa: a consecutiva fusão de tudo o que de bom encontrámos, durante 500 anos, por esse mundo fora. Eis o primeiro salmo deste belo Evangelho: “No início, era a sardinha — ou outro peixe qualquer — e o sal”. Historicamente, são as duas únicas coisas que podemos reclamar como nossas. O que não é, de forma alguma, um mau início. E o que acompanha, hoje, a sardinhada? Batata (Brasil), pimento (América Central) e talvez um fio de azeite (médio-oriente). Compreendido? Só depois de muito comércio por terra e descobrimentos por mar, pudemos adquirir tantos dos produtos que hoje fazem da nossa cozinha uma celebração. Feijão, grão, cebola, alho, cenoura, abóbora, couve, amêndoas, laranja ou limão eram, para os primeiros portugueses que as olharam, óvnis. E não se pense que esse espírito aberto à experiência de novos sabores e aplicando-os aos nossos não inspirou quem connosco interagia. É só ir ao japonês e pedir tempura, ao tailandês e provar os fios de ovos ou, na Jamaica, deparar-se com o prato nacional, akee with saltfish. Sendo que o saltfish é, nada mais nada menos, que bacalhau.

Do bom. Importado da Noruega. Chegamos, assim, ao grão primordial, que está no patamar cimeiro dessa antiga arte de fundir. Para isso, ponhamo-nos no papel desses primeiros navegadores que, enquanto se viam, na sua terra, a braços com culturas à mercê dos caprichos meteorológicos, chegaram à Ásia e toparam um cereal que, com três colheitas anuais, alimentava tudo e todos. Do Japão à Malásia, da Indonésia à Índia, o arroz é pão e conduto. Hoje, o diminuto território luso consome três vezes mais arroz que o resto da Europa. No Vietname, Myanmar e Tailândia reina o arroz de jasmim. O Nepal, a Índia e o Paquistão comem basmati. A Andalucia e a Itália dividem o arbóreo. Portugal consome, sozinho e avidamente, Carolino e Agulha Extra-Longo dos vales do Tejo e Sado. E é por isso que, ao invés de ir a um restaurante de fusão, prefiro sempre um arroz de polvo, de marisco, de tamboril, de pato ou, acompanhando um peixe frito, talvez de tomate, de grelos, de berbigão ou de cenoura com ervilhas. Não sei. Estou indeciso. A sobremesa, essa, é óbvia ... Arroz doce. E não poupem na canela. Daquela que vinha com as caravelas.

Bacalhau mexido PRÁTICA E SUPER SABOROSA esta receita fará as delícias de toda a família assim

Bacalhau mexido

PRÁTICA E SUPER SABOROSA esta receita fará as delícias de toda a família assim como dos seus amigos. Sirva num brunch de domingo ou numa tarde de sábado, enquanto assiste a um jogo de futebol.

RECEITAS E PRODUÇÃO MARGARIDA MAGALHÃES | FOTOGRAFIA NUNO CORREIA

Brás de bacalhau, espargos e ervas

TEMPO DE PREPARAÇÃO 30 MIN.

|

TEMPO TOTAL 30 MIN.

RECEITA PARA 4 PESSOAS

|

DIFICULDADE

e

  • 2 lombos de bacalhau Pascoal

  • 1 molho de espargos verdes

  • 2 cebolas em meias-luas

  • 1 dente de alho bem picado

  • 2 cháv. Batata palha

  • 1 c. sopa de salsa

  • 1 c. sopa de cebolinho

  • 6 ovos

  • 4 torradas

Azeite q.b. Sal e pimenta q.b.

  • 1. Corte os espargos onde eles cederem e leve-os a

cozer em água a ferver temperada com sal por cerca de 3 minutos. Corte em pedaços e reserve.

  • 2. Num tacho coza os lombos de bacalhau em água.

Escorra e desfaça em lascas.

  • 3. Numa frigideira refogue em azeite a cebola. Junte o

alho picado e deixe tomar gosto durante cerca de 4

minutos. Junte os espargos e deixe cozinhar, em

seguida adicione a batata palha, deixe que esta

amoleça e por fim o bacalhau.

  • 4. Numa taça bata os ovos, tempere a gosto com sal,

pimenta e junte as ervas picadas.

  • 5. Verta os ovos para dentro da frigideira e mexa até

estarem cozinhados a gosto. Sirva por cima de uma

torrada.

q

link

®

www.pascoal.pt

SUGESTÃO

DO

MES

|

NORGE

Bacalhau quer tudo ...

QUANDO FALAMOS DE BACALHAU FALAMOS DE TRADIÇÃO mas este peixe vindo da Noruega quer-se cozinhado de todas as formas e feitios. Descubra como aproveitar tudo de bom que ele tem para nos dar.

RECEITAS MARGARIDA MAGALHÃES | FOTOGRAFIA NUNO CORREIA

q

link

®

www.mardanoruega.com

PAPILLOTE GOURMET

Sugestão do mês | Norge

Sugestão do mês | Norge Lombo de bacalhau com salteado mediterrânico TEMPO DE PREPARAÇÃO 30 MIN.

Lombo de bacalhau com salteado mediterrânico

TEMPO DE PREPARAÇÃO 30 MIN.

|

TEMPO TOTAL 30 MIN.

RECEITA PARA 4 PESSOAS

|

DIFICULDADE e

Mousse de mascarpone com maracujá

TEMPO DE PREPARAÇÃO 10 MIN.

|

TEMPO TOTAL 1H30

  • 1 embalagem de mascarpone +

  • 3 lombos de Bacalhau da Noruega (previamente

  • 3 ovos

demolhados) | 3 c. sopa de azeitonas pretas sem

  • 3 c. sopa de açúcar

caroço picadas | 1 cháv. de manjericão picado

  • 5 c. sopa de polpa de maracujás

  • 2 c. sopa de alcaparras | 2 cebolas vermelhas

  • 3 maracujás (polpa)

picadas | 2 tomates maduros aos cubos

  • 3 dentes de alho picados | 2 c. sopa de orégãos

1/2 chouriço em tiras | Azeite q.b. | 2 dentes de alhoa

  • 1. Coza o bacalhau em água e azeite juntamente

com grãos de pimenta preta, os dois dentes de alho

e louro. Deixe levantar fervura e cozer durante cerca de 15 minutos.

  • 2. Numa taça misture o tomate, a cebola, os dentes

de alho picados, as ervas, as alcaparras e as azeitonas.

Tempere a gosto com sal, pimenta, azeite e vinagre balsâmico.

  • 3. Numa frigideira frite o chouriço que cortou em

rodelas e em seguida em tiras. Escorra e junte

à mistura de tomate.

  • 4. Sirva o bacalhau ainda quente com esta mistura

e regue com um fio de azeite.

  • 1. Misture as gemas com o açúcar. Adicione o

mascarpone e bata bem até obter uma mistura suave

e homogénea.

  • 2. Bata as claras em castelo e envolva com cuidado na

mistura anterior. Divida este creme por taças alternando com polpa de maracujá. Leve ao frio por uma hora.

  • 3. Sirva decorado com os maracujás.

página 14
página
14

Norge

| Sugestão do mês

MOUSSE DE MASCARPONE COM MARACUJA

Sopa fria de espargos com lascas de bacalhau e azeite de ervas

TEMPO DE PREPARAÇÃO 30 MIN.

|

TEMPO TOTAL 30 MIN.

RECEITA PARA 4 PESSOAS

|

DIFICULDADE e

  • 2 postas de Bacalhau da Noruega (previamente

demolhadas) | 300 g de espargos de conserva | 200 g

de espargos verdes | Água dos espargos | 1 courgette sem casca aos pedaços

  • 1 alho-francês cortado às rodelas | 700 ml de água

50 g de manteiga | 100 ml de natas | 2 gemas de ovo

Sal e pimenta q.b. | Azeite q.b. | 1 c. sopa de orégãos

  • 1 c. sopa de coentros | 1 c. sopa de cebolinho

    • 1. Parta os espargos verdes onde eles cederem. Leve

a cozer em água com sal durante cerca de 3 minutos.

Guarde a água. Corte os espargos verdes e brancos em pedaços e reserve as pontas de ambos.

  • 2. Numa panela, leve ao lume a manteiga e deixe

derreter, junte o alho francês e deixe refogar. Ao refogado, junte os espargos verdes e brancos e a água onde os cozeu. Tempere com sal. Deixe cozinhar cerca de 10 minutos e reduza a creme com um robot de cozinha.

  • 3. Enquanto isso, misture as natas com as gemas e

adicione à sopa. Mexa e junte as pontas dos espargos.

  • 4. Cozinhe o bacalhau em água com um pouco

de azeite. Deixe ferver durante 5 minutos e separe as lascas. Para o azeite de ervas pique num robot

os coentros, os orégãos e o cebolinho com o azeite.

  • 5. Sirva a sopa com as lascas de bacalhau e o azeite

de ervas.

SOPA FRIA DE ESPARGOS COM LASCAS DE BACALHAU E AZEITE DE ERVAS

SUGESTÃO

DO

MÊS

|

PARMALAT

Dia-a-dia

simplificado

COM TANTA AZÁFAMA NO DECORRER DO NOSSO DIA, nada como ter à mão receitas simples e práticas para surpreender amigos e família. Siga as nossas sugestões e tenha uma refeição deliciosa, pronta em poucos minutos.

RECEITAS MARGARIDA MAGALHÃES | FOTOGRAFIA NUNO CORREIA

q

link

®

www.parmalat.pt

Sugestão do mês |

Parmalat

PUB
PUB

feito em 5 minutos, pronto em 20.

Uma sobremesa divinal capaz de fazer esquecer as preocupações da vida.

dica blue PUB
dica
blue
PUB

Tenha sempre as natas para bater no frio. Assim ficam espessas com muito mais facilidade.

Delícia de bolacha

TEMPO DE PREPARAÇÃO 10 MIN.

|

TEMPO TOTAL 40 MIN.

RECEITA PARA 6 PESSOAS

|

DIFICULDADE

e

  • 2 embalagens de Nata para Bater Parmalat 200 ml

  • 2 embalagens de argolas de chocolate

  • 1 lata de leite condensado

1. Triture as bolachas e reserve. Bata as natas Parmalat até ficarem espessas. Junte o leite condensado e 3/4 da bolacha picada.

2. Leve ao frio ou ao congelador (conforme a sua urgência) em taças individuais ou numa só. Sirva polvilhado com a restante bolacha.

Parmalat | Sugestão do mês PUB
Parmalat
|
Sugestão do mês
PUB

Cheia de legumes, sabor a 3 queijos

e tão simples de fazer

...

uma massa fresca para toda a família.

Massa fresca com 3 queijos e legumes

TEMPO DE PREPARAÇÃO 20 MIN.

|

TEMPO TOTAL 20 MIN.

RECEITA PARA 4 PESSOAS

|

DIFICULDADE

e

  • 1 embalagem de Nata com 3 Queijos Parmalat 200 ml

  • 1 molho de espargos verdes 300 g de cogumelos cortados em quartos

150 g de bacon

  • 1 embalagem de esparguete fresco

  • 1 courgette em fatias

  • 1 cebola vermelha em fatias

  • 1 dente de alho picado Azeite q.b.

Sal e pimenta q.b.

1. Coza os espargos em água a ferver por cerca de 3 minutos. Escorra e reserve.

2. Salteie num fio de azeite a cebola e o dente de alho. Junte as courgettes e os cogumelos e deixe tomar gosto durante cerca de 5 minutos. Junte os espargos em pedaços e apague o lume. Noutra frigideira, frite o bacon até ficar tostado.

  • 3. Coza a massa em água a ferver temperada com sal

durante o tempo estipulado na embalagem. Escorra, junte à frigideira dos legumes, envolva bem e adicione um pacote de Nata com 3 Queijos Parmalat.

  • 4. Polvilhe com o bacon e tempere com pimenta preta.

Sirva de imediato.

PUB
PUB

q

link

®

www.solplay.com

AMBIENTE

IKEA

|

COZINHAR

ENTRE

AMIGOS

Amigos para sempre

AMBIENTE IKEA | COZINHAR ENTRE AMIGOS A migos para sempre

sardinhada

|

coca-cola

COZINHAR ENTRE AMIGOS É UM VERDADEIRO PRAZER, mas é ainda maior quando o fazemos numa cozinha prática, moderna e funcional. Na IKEA vai encontrar essa cozinha e muito mais: acessórios, decoração,

iluminação ...

Verdadeiras cozinhas de sonho que se adaptam à medida de cada um.

RECEITAS MARGARIDA MAGALHÃES |

FOTOGRAFIA NUNO CORREIA

Escolha a ementa com algum tempo

de antecedência, depois espere pelos amigos para começarem a cozinhar.

Cozinhar entre amigos

|

ambiente IKEA

Gaspacho com camarão

Cozinhar entre amigos | ambiente IKEA Gaspacho com camarão TEMPO DE PREPARAÇÃO 20 MIN. | TEMPO

TEMPO DE PREPARAÇÃO 20 MIN.

|

TEMPO TOTAL 20 MIN.

RECEITA PARA 6 PESSOAS

|

DIFICULDADE

e

1,5 kg de tomate maduro

  • 1 pimento verde

  • 1 pepino médio

  • 1 cebola grande

  • 4 dentes de alho

  • 1 a 2 c. sopa de sal grosso

  • 4 c. de sopa de azeite

  • 5 c. de sopa de vinagre de vinho

250 g de miolo de camarão cozido picado

  • 2 ovos cozidos picados Cebolinho q.b.

    • 1. Retire a pele e as sementes ao tomate. Corte

em pedaços. Retire as sementes ao pimento e corte em pedaços. Descasque o pepino e corte em fatias. Descasque a cebola, corte em quartos, esmague o alho e retire a pele.

  • 2. Reduza todos os legumes a puré num liquidificador

ou com a ajuda de uma varinha. Em seguida, junte o azeite, o vinagre e o sal. Volte a misturar. Antes de servir junte água fresca a gosto até obter a consistência desejada.

  • 3. Sirva a sopa, adicionando o camarão e o ovo picado,

polvilhada com o cebolinho.

Salada de rúcula, pêra e roquefort TEMPO DE PREPARAÇÃO 10 MIN. | TEMPO TOTAL 10 MIN.

Salada de rúcula, pêra e roquefort

TEMPO DE PREPARAÇÃO 10 MIN.

|

TEMPO TOTAL 10 MIN.

RECEITA PARA 4 PESSOAS

|

DIFICULDADE

e

  • 1 embalagem de rúcula | 200 g de roquefort

  • 2 peras fatiadas | Vinagre bâlsamico q.b.

Azeite q.b. | Pimenta preta q.b. | Flor de sal q.b.

  • 1. Corte as peras em fatias finas, desfaça o roquefort

dica blue
dica
blue

Pode acrescentar pinhões, nozes, sementes de abóbora ...

e misture numa taça com a rúcula. Envolva bem .

  • 2. Tempere a gosto com vinagre, azeite, pimenta

e flor de sal.

Lombo de porco recheado com cogumelos

Salada de rúcula, pêra e roquefort TEMPO DE PREPARAÇÃO 10 MIN. | TEMPO TOTAL 10 MIN.

TEMPO DE PREPARAÇÃO 1H30 RECEITA PARA 6 PESSOAS

|

|

TEMPO TOTAL 1H30

e

DIFICULDADE

  • 1 lombo de porco magro com (1,5 kg) | 300 g de cogumelos fatiados | 2 c. sopa de sal grosso

  • 3 c. sopa de mostarda | Pimenta preta q.b.

Tomilho q.b. | 2 folhas de louro | 1 copo de vinho

branco | Azeite q.b. | 4 dentes de alho picados

  • 1 embalagem de massa quebrada | 1 ovo

  • 2 fatias finas de pão

    • 1. Tempere o lombo com sal grosso, mostarda,

      • 3 dentes de alho, pimenta, tomilho, louro, vinho

branco e azeite. Deixe repousar no mínimo 30 minutos e de preferência de um dia para o outro.

  • 2. Pique os cogumelos e leve a saltear num pouco

de azeite, juntamente com um dente de alho picado.

Tempere com sal e pimenta. Reserve.

  • 3. Leve o lombo a assar durante cerca de 1 hora,

regando com água sempre que for necessário. Retire

o lombo do tabuleiro e deixe arrefecer ligeiramente.

  • 4. Barre a parte de cima do lombo com os cogumelos

picados e disponha por cima destes duas fatias finas de pão. Este passo serve para impedir que a massa

quebrada amoleça.

  • 5. Cubra o lombo com a massa deixando a dobra para

baixo. Pincele com ovo e leve ao forno até ficar

dourado. Sirva com o respectivo molho e a salada.

Escolha a música, a bebida e relaxe

enquanto prepara a refeição entre amigos.

q

link

®

www.ikea.pt

ambiente IKEA

|

shopping

ambiente IKEA | shopping LEGYM, TALHERES DE SALADA, SLIPAD BLOCO PARA FACAS C/5 FACAS €9.99 BÄRBAR

LEGYM, TALHERES DE SALADA, 2 uni., 1,99

ambiente IKEA | shopping LEGYM, TALHERES DE SALADA, SLIPAD BLOCO PARA FACAS C/5 FACAS €9.99 BÄRBAR

SLIPAD BLOCO PARA FACAS C/5 FACAS

€9.99 BÄRBAR TABULEIRO €4,99 MIDSOMMAR TIGELA, 4unidades, €1,50 ELLAKASJA, PANO DE COZINHA 3 unidades, 4,99 ORDENING
€9.99
BÄRBAR TABULEIRO
€4,99
MIDSOMMAR TIGELA,
4unidades, €1,50
ELLAKASJA,
PANO DE COZINHA
3 unidades, 4,99
ORDENING PASSADOR,
PROMPT TABULEIRO
FORNO C/ GRELHA
€12,95
€9,99
Godis Mix copos 6 uni., €4,99 IDELIG, TIGELA PARA MISTURAR €5,99 LYFT,FAQUEIRO 24 peças, €12,95 MIDSOMMAR,GUARDANAPODE
Godis Mix copos
6 uni., €4,99
IDELIG, TIGELA
PARA MISTURAR
€5,99
LYFT,FAQUEIRO
24 peças, €12,95
MIDSOMMAR,GUARDANAPODE PAPEL,
50 uni.,€ 1,99
Blanda
Taça de servir €1,99
DRÖMMAR TARTEIRA,
€4,99
Midsommar,
copos de vinho tinto
€4 uni., 3,99
VÄRDE, CARRINHO
DE COZINHA
€129,00
PUB

PECADO

DO

MÊS

|

CUPCAKES

Bolinhos

do céu

SÃO COLORIDOS, APETECÍVEIS, divertidos e uma autêntica perdição para as crianças, mas também para todos os adultos que não o deixaram de ser ... gulodice ao máximo!

RECEITAS MARGARIDA MAGALHÃES ASSISTIDA POR ALEXANDRA DURÃO FOTOGRAFIA NUNO CORREIA

Cupcakes

|

pecado do mês

Coberturas

As receitas que se seguem dão para cerca de 6 a 10 queques. Para obter coberturas coloridas, basta juntar à receita o corante com a cor que pretende. Tenha atenção que por vezes basta um pingo de corante para obter o tom que deseja. As tonalidades podem variar consoante a marca que utilizar.

Baunilha

Queijo

TEMPO DE PREPARAÇÃO 10 MIN.

|

TEMPO TOTAL 10 MIN.

TEMPO DE PREPARAÇÃO 10 MIN.

|

TEMPO TOTAL 10 MIN.

RECEITA PARA 6 A 10 QUEQUES

|

DIFICULDADE

e

RECEITA PARA 6 A 10 QUEQUES |

DIFICULDADE

e

250 g de açúcar em pó 70 g de manteiga à temperatura ambiente 15 ml de leite frio Essência de baunilha q.b.

1. Bata a manteiga com o açúcar em pó com a ajuda de uma batedeira, quando esta mistura estiver homogénea, junte aos pouco, o leite e a baunilha. Depois de bem envolvido, aumente a velocidade da batedeira até obter uma mistura fofa.

  • 275 g de açúcar em pó

40 g de manteiga à temperatura ambiente

  • 150 g de queijo creme frio

1. Bata a manteiga juntamente com o açúcar até obter uma mistura homogénea. Junte o queijo e bata bem até estar completamente incorporado. Aumente a velocidade e continue bater, até obter uma mistura fofa.

pecado do mês

|

Cupcakes

Escolha a base

e

em seguida, escolha a sua cobertura preferida. Pode misturar

sabores e cores à sua vontade. Divirta-se a cozinhar!

Queques de coco

TEMPO DE PREPARAÇÃO 15 MIN.

|

TEMPO TOTAL 1 H

RECEITA PARA 10 QUEQUES

|

DIFICULDADE

e

  • 100 g de farinha

  • 120 g de açúcar fino

    • 1 c. chá de fermento

      • 30 g de manteiga sem sal à temperatura ambiente

        • 100 ml de leite de coco

          • 1 ovo

Coco ralado q.b. (decoração)

COBERTURA DE COCO

250

g de açúcar em pó

  • 70 g de manteiga sem sal à temperatura ambiente

  • 20 ml de leite de coco

1. Pré-aqueça o forno a 180ºC.

2. Coloque numa taça a farinha, o açúcar, o fermento e a manteiga numa taça. Bata com a ajuda de uma batedeira eléctrica numa velocidade baixa, até todos os ingredientes estarem combinados.

  • 3. Adicione o leite de coco, bata lentamente e por fim junte

o ovo, raspando as laterais da taça para aproveitar todos

os ingredientes.

  • 4. Verta este preparado em forma de papel até esta ter

dois terços preenchidos. Leve ao forno a cozer durante

cerca de 20 minutos ou até dourado e quando inserido

o palito saia seco.

  • 5. Enquanto os queques estão no forno bata a manteiga

com o açúcar em pó com a ajuda de uma batedeira, quando esta mistura estiver homogénea, junte aos pouco o leite de coco. Depois de bem envolvido, aumente a velocidade da batedeira até obter uma mistura fofa.

  • 6. Quando frios, barre o topo dos queques com a cobertura

de coco e polvilhe com coco ralado.

Cupcakes

|

pecado do mês

Pode fazer as coberturas de véspera, guarde-as no frigorífico e

barre os queques na hora de servir. Peça ajuda às crianças ...

Queques de alfazema

TEMPO DE PREPARAÇÃO 15 MIN.

|

TEMPO TOTAL 1 H

RECEITA PARA 10 QUEQUES

|

DIFICULDADE

e

  • 100 ml de leite gordo

    • 2 c. sopa de folhas de alfazema secas (em ervanárias)

100

g de farinha

120

g de açúcar fino

1

c. chá de fermento

  • 30 g de manteiga sem sal à temperatura ambiente

    • 1 ovo

COBERTURA DE ALFAZEMA

20

ml de leite gordo

1

c. sopa de folha de lavanda secas

250

g de açúcar em pó

80

g de manteiga

Corante roxo q.b.

1. Numa taça junte o leite e as folhas de lavanda e leve ao frigorífico por umas horas ou de um dia para o outro. Faça o mesmo com o leite da cobertura.

2. Pré-aqueça o forno a 180ºC.

  • 3. Coloque numa taça a farinha, o açúcar, o fermento

e a manteiga. Bata com a ajuda de uma batedeira eléctrica numa velocidade baixa, até todos os ingredientes estarem combinados.

  • 4. Adicione o leite com a alfazema, bata lentamente

e por fim junte o ovo, raspando as laterais da taça para

aproveitar todos os ingredientes.

  • 5. Verta este preparado em forma de papel até esta ter

dois terços preenchidos. Leve ao forno a cozer durante

cerca de 20 minutos ou até dourado e quando inserido o palito saia seco.

  • 6. Enquanto os queques estão no forno bata a manteiga

com o açúcar em pó com a ajuda de uma batedeira,

quando esta mistura estiver homogénea, junte aos

poucos o leite de lavanda. Depois de bem envolvido, aumente a velocidade da batedeira até obter uma mistura fofa.

  • 7. Quando frios, barre o topo dos queques com a

cobertura de alfazema e decore com folhas de alfazema.

pecado do mês

|

Cupcakes

Surpreenda os seus convidados e faca um bolo de cupcakes.

Seja em torre ou em quadrado, opte por cores e decorações variadas.

Queques de veludo vermelho (red velvet)

TEMPO DE PREPARAÇÃO 15 MIN.

|

TEMPO TOTAL 1 H

RECEITA PARA 10 QUEQUES

|

DIFICULDADE

e

  • 50 g de manteiga sem sal à temperatura ambiente

    • 140 g de açúcar fino

      • 1 ovo

        • 15 g de cacau

        • 30 ml de corante vermelho

          • 100 ml de soro de leite (buttermilk)

          • 140 g de farinha

Essência de baunilha q.b.

  • 1 c. chá de vinagre de vinho branco

1/2 c. de chá de bicarbonato de sódio

  • 1 receita de cobertura de queijo

1. Pré-aqueça o forno a 180ºC.

2. Numa taça junte a manteiga e o açúcar. Bata bem até obter uma mistura fofa, adicione o ovo e bata a uma velocidade reduzida até bem incorporado.

  • 3. Numa taça à parte misture o cacau, o corante e a

essência de baunilha. Junte o soro de leite e envolva bem, raspando as laterais com a espátula.

  • 4. Adicione metade da mistura do soro de leite à da

manteiga, envolva bem e em seguida adicione metade

da farinha. Repita o processo até acabar com a farinha

e o soro de leite.

  • 5. Bata tudo numa velocidade alta, até obter uma mistura

homogénea. Reduza a velocidade e adicione o bicarbonato

e o vinagre. Bata até estar tudo bem misturado.

  • 6. Verta este preparado em forma de papel até esta ter

dois terços preenchidos. Leve ao forno a cozer durante

cerca de 20 minutos ou até dourado e quando inserido o palito saia seco. Cubra com a cobertura de queijo e polvilhe com cacau.

Cupcakes

|

pecado do mês

Cupcakes | pecado do mês Queques de baunilha TEMPO DE PREPARAÇÃO 15 MIN. | TEMPO TOTAL

Queques de baunilha

TEMPO DE PREPARAÇÃO 15 MIN.

|

TEMPO TOTAL 1 H

RECEITA PARA 10 QUEQUES

|

DIFICULDADE

e

100 g de farinha | 120 g de açúcar fino | 1 c. chá de fermento | 30 g de manteiga sem sal à temperatura ambiente | 100 ml de leite gordo | 1 ovo | 1/4 de c. chá de essência de baunilha | 1 receita de cobertura de baunilha | Decorações a gosto

(bolinhas, vemicellis

...

)

  • 1. Pré-aqueça o forno a 180ºC.

  • 2. Coloque numa taça a farinha, o açúcar, o fermento e a

manteiga. Bata com a ajuda de uma batedeira eléctrica numa velocidade baixa, até todos os ingredientes estarem combinados.

  • 3. Adicione o leite aos poucos, bata lentamente e, por

fim, junte o ovo e a essência de baunilha raspando as laterais da taça para aproveitar todos os ingredientes.

  • 4. Verta este preparado em forma de papel até esta ter

dois terços preenchidos. Leve ao forno a cozer durante cerca de 20 minutos ou até dourado e quando inserido o palito saia seco.

  • 5. Quando estiverem arrefecidos, cubra com a cobertura

feita com a cor a gosto e decore.

Queques de limão

TEMPO DE PREPARAÇÃO 15 MIN.

|

TEMPO TOTAL 1 H

RECEITA PARA 10 QUEQUES >>> página 50
RECEITA PARA 10 QUEQUES
>>>
página
50

|

DIFICULDADE

e

  • 100 g de farinha | 120 g de açúcar fino | 1 c. chá de

fermento | 30 g de manteiga sem sal à temperatura ambiente | 100 ml de leite gordo | 1 ovo 2 c. sopa de raspa de limão | Raspa de limão e bolinhas de açúcar para decorar

COBERTURA DE LIMÃO

  • 240 g de açúcar em pó | 70 g de manteiga sem sal à

temperatura ambiente | 2 c. sopa de raspa de limão

Corante amarelo | 20 ml de leite

  • 1. Pré-aqueça o forno a 180ºC.

  • 2. Coloque numa taça a farinha, o açúcar, o fermento, a

raspa de limão e a manteiga. Bata com a ajuda de uma

batedeira eléctrica numa velocidade baixa, até todos os ingredientes estarem combinados.

  • 3. Adicione aos poucos o leite, bata lentamente e por fim

junte o ovo, raspando as laterais da taça para aproveitar

todos os ingredientes.

  • 4. Verta este preparado em forma de papel até esta ter

dois terços preenchidos. Leve ao forno a cozer durante cerca de 20 minutos ou até dourado e quando inserido o palito saia seco.

  • 5. Enquanto os queques estão no forno bata a manteiga

com o açúcar em pó, a raspa de limão e o corante com

a ajuda de uma batedeira. Quando esta mistura estiver homogénea, junte aos poucos o leite. Depois de bem envolvido, aumente a velocidade da batedeira até obter uma mistura fofa.

  • 6. Quando os queques estiverem frios, barre o topo de

cada um com a cobertura de limão e decore com a raspa de limão e as bolinhas.

pecado do mês

|

Cupcakes

Queques de pistácio

pecado do mês | Cupcakes Queques de pistácio TEMPO DE PREPARAÇÃO 15 MIN. | TEMPO TOTAL

TEMPO DE PREPARAÇÃO 15 MIN.

|

TEMPO TOTAL 1 H

RECEITA PARA 10 QUEQUES

|

DIFICULDADE

e

120

g de farinha

140

g de açúcar fino

1

c. chá de fermento

 

40 g de manteiga sem sal à temperatura ambiente

  • 120 ml de leite gordo

    • 1 ovo

    • 3 c. sopa de pistácios sem sal picados

Pistácios picados para decorar

  • 1 cobertura de baunilha com corante verde

    • 1. Pré-aqueça o forno a 180ºC.

    • 2. Coloque numa taça a farinha, o açúcar, o fermento e a

manteiga. Bata com a ajuda de uma batedeira eléctrica

numa velocidade baixa, até todos os ingredientes estarem combinados.

  • 3. Adicione aos poucos o leite, bata lentamente, junte

o ovo e por fim envolva os pistácios picados. Raspe as

laterais da taça para aproveitar todos os ingredientes.

  • 4. Verta este preparado em forma de papel até esta ter

dois terços preenchidos. Leve ao forno a cozer durante cerca de 20 minutos ou até dourado e quando inserido o palito saia seco.

  • 5. Quando os queques estiverem frios, barre o topo cada

um com a cobertura de baunilha e decore com os

QUEQUES DE LIMÃO

pistácios picados.

AMBIENTE

TEFAL

|

ACTIFRY

FAMILY

q

link

®

www.tefal.pt

Crumble de maçã-manga

TEMPO DE PREPARAÇÃO 15 MIN

|

TEMPO TOTAL 45 MIN

RECEITA PARA 6 PESSOAS

|

DIFICULDADE

e

5 maçãs descascadas e em quadrados | 1 manga madura em quadrados | 1/2 colher de mel 1/4 colher de gengibre em fatias finas | 1/2 colher de hortelã | Coulis de frutos vermelhos q.b.

CRUMBLE 100 g de farinha | 50 g de manteiga sem sal à temperatura ambiente | 50 g de açúcar

  • 1. Deite a maçã e o mel na Actifry e deixe cozinhar durante 15 minutos.

  • 2. Junte a manga, o gengibre e a hortelã e programe

mais 5 minutos.

  • 3. Sirva num copo. Coloque no fundo o coulis

de frutos vermelhos, em seguida a mistura de maçã-manga e por fim o crumble.

  • 4. Para o crumble: misture a farinha e o açúcar numa

taça. Junte a manteiga aos pedaços e misture com

a ponta dos dedos. Terá de obter uma areia. Deita a mistura na Actifry e deixe cozinhar durante 15 minutos. Pode guardar esta mistura numa caixa.

Tenha os ingredientes preparados, ligue a Actifry,

relaxe e aproveite a família enquanto espera pelo bip final.

Actifry family

|

ambiente Tefal

CASCA DE BATATAS COM MAIONESE DE ALHO E ERVAS

ambiente Tefal

|

Actifry family

Risotto de camarões e caril

TEMPO DE PREPARAÇÃO 50 MIN | TEMPO TOTAL 50 MIN RECEITA PARA 6 PESSOAS | DIFICULDADE e

300 g de arroz arborio ou carolino | 100 g de cebola picada | 500 g de miolo de camarão cozido 2 c. sopa de pó de caril | 1 copo de vinho branco 1 ramo de coentros picados | 200 g de parmesão ralado | 60 g de manteiga | 1l de caldo de legumes Sal e pimenta q.b.

1. Derreta metade da manteiga na Actifry. Junte a cebola e deixe cozinhar durante 5 minutos. Tenha atenção para que esta não queime. Junte o arroz, o caril e envolva durante cerca de 2 minutos. Junte o vinho branco e deixe evaporar.

  • 2. Junte metade do caldo e deixe cozinhar 20 minutos.

No decorrer desta cozedura vá espreitando o arroz, pode ter que mexer ao acrescentar mais caldo. Junte o restante caldo e programe mais 20 minutos e vigie de vez em quando.

  • 3. Adicione o queijo, a manteiga, os camarões

e os coentros, envolva por cerca de 2 minutos e tempere com sal e pimenta a gosto.

Casca de batatas com maionese de alho e ervas

TEMPO DE PREPARAÇÃO 10 MIN

|

TEMPO TOTAL 15 MIN

RECEITA PARA 6 PESSOAS

|

DIFICULDADE

e

1,5 kg de batatas para fritar | 1 c. Actifry de azeite ou óleo | 1 cháv. de maionese | 1 dente de alho muito bem picado | 1/2 molho de coentros picados Flor de sal q.b. | Pimenta preta q.b.

  • 1. Corte as cascas das batatas, deixando alguma parte

branca agarrada à casca. Deixe de molho. Quando for a colocar na Actifry, escorra as cascas e seque-as bem.

  • 2. Coloque as cascas na Actifry e junte uma colher

de azeite ou de óleo. Programe 15 minutos.

  • 3. Enquanto as batatas cozinham, junte numa taça

o dente de alho, os coentros e a maionese. Envolva

bem e tempere com um pouco de pimenta preta.

  • 4. Sirva as cascas polvilhadas com flor de sal, pimenta

e a maionese de alho.

página

57
57
link ® q www.solplay.com
link
®
q
www.solplay.com

PRODUTO

DA

ESTAÇÃO

|

ERVAS

Aromas

da terra

SEJA NUM SUPERMERCADO OU NA HORTA de alguém conhecido, irá sempre encontrar uma erva aromática fresca e cheia de vontade de se evidenciar numa das nossas receitas. Sigas as nossas dicas e descubra um novo mundo de sabores.

RECEITAS MARGARIDA MAGALHÃES | FOTOGRAFIA NUNO CORREIA

PRODUÇÃO MARGARIDA MAGALHÃES ASSISTIDA POR

ALEXANDRA DURÃO

MASSA 300 g de farinha 150 g de banha 1 c. sopa de tomilho 1 ovo

MASSA 300 g de farinha 150 g de banha

1

c. sopa de tomilho

1

ovo

c. sopa de água 50 g de farinha

4

  • 1. Para a massa juntee 250 g de farinha com a banha, o

Quiche de courgettes, bacon e ervas

 

tomilho, a água e o ovo. Misture com as mãos de forma a

obter uma massa homogénea. Vá adicionando o resto

TEMPO DE PREPARAÇÃO 20 MIN.

|

|

TEMPO TOTAL 1 H.

da farinha e um pouco mais de água se achar necessário.

RECEITA PARA 4 A 6 PESSOAS

DIFICULDADE

e

Leve ao frio embrulhada em película aderente.

1

courgette em quartos e em fatias finas

  • 2. Numa taça misture as ervas com a courgette e o bacon

1

c. sopa de hortelã

levemente frito. Tempere com sal e pimenta. Noutra

1

c. sopa de aneto

taça à parte misture as natas com os ovos e o queijo.

c. sopa de cebolinho 100 g de bacon

1

 

Reserve.

4

ovos

  • 3. Forre uma tarteira com a massa. Disponha lá dentro a

40 cl de natas

 

mistura de courgette, espalhe e regue com mistura de

1

c. sopa de parmesão ralado

 

natas. Leve ao forno por cerca de 30 minutos. Sirva com

Sal e pimenta q.b.

 

uma salada.

>>>

PERNAS DE FRANGO COM MOLHO DE COENTROS E ERVAS

SPAGUETTI COM ERVAS, ALHO E AZEITE

Ervas

|

produto da estação

Escolha a sua erva favorita e experimente-a com os mais

diversos ingredientes.

Pernas de frango com molho de coentros e ervas

TEMPO DE PREPARAÇÃO 20 MIN.

|

TEMPO TOTAL 1 H

RECEITA PARA 4 PESSOAS

|

DIFICULDADE

e

6

pernas de frango sem pele

 

2

c. sopa de paprika

1

c. sopa de açafrão

1

molho de coentros picados

 

3

dentes de alho picados

1

c. sopa de gengibre ralado

1

malagueta vermelha sem sementes e em pedaços

cebola vermelha aos cubos Sumo de 1 limão

1

 

Azeite q.b.

 

Sal e pimenta q.b.

1

lata de leite de coco

1. Numa taça, tempere as pernas com sal, pimenta e alho. Junte o açafrão, a paprika, os coentros (deixe alguns para o fim), o gengibre, a malagueta e a cebola. Regue com o sumo de limão e um pouco de azeite.

2. Esfregue bem todos os ingredientes nas pernas de frango e deixe marinar durante pelo menos 15 minutos.

página anterior

63
63

>>>

  • 3. Disponha esta mistura num prato de forno e leve

a cozinhar em forno pré-aquecido durante cerca de 30 minutos ou até as pernas estarem douradas.

  • 4. Junte o leite de coco ao frango, mexa e deixe

cozinhar mais 10 minutos. Sirva com arroz basmati.

Spaguetti com ervas, alho e azeite

TEMPO DE PREPARAÇÃO 15 MIN. RECEITA PARA 4 A 6 PESSOAS

|

|

TEMPO TOTAL 15 MIN.

DIFICULDADE

e

  • 1 ramo de salsa picada

  • 5 dentes de alho picados

Azeite q.b. 500 g de esparguete

Parmesão em lascas (opcional) Pimenta e sal q.b.

  • 1. Leve um tacho com água temperada com sal e um fio de azeite a ferver e cozinhe a massa conforme

as instruções da embalagem.

  • 2. Enquanto isso, numa frigideira faça um fundo

de azeite e frite o alho até este ficar dourado. Junte

a massa bem escorrida, a salsa picada, envolva bem e sirva de imediato com o queijo e temperado com sal e pimenta a gosto.

 

1.

Lave, retire o pé e corte os morangos em quartos.

Num tacho junte os morangos, o açúcar, a água e o tomilho. Deixe cozinhar durante 20 minutos.

2.

No fim da cozedura adicione o vinagre balsâmico

e deixe arrefecer .

 

3.

Sirva os morangos em copos com o fromage frais.

Mojito

 

TEMPO DE PREPARAÇÃO 10 MIN.

|

TEMPO TOTAL 10 MIN.

RECEITA PARA 1 PESSOA

|

DIFICULDADE

e

6

folhas de hortelã

1 lima

1

lima

 

Morangos salteados com tomilho

3/4 de copo de club soda ou água do castelo

limão e queijo fresco

1/4 de copo de rum

 

TEMPO DE PREPARAÇÃO 30 MIN.

|

|

TEMPO TOTAL 30 MIN.

1

c. chá de açúcar

RECEITA PARA 4 A 6 PESSOAS

DIFICULDADE

e

Gelo q.b.

750 g de morangos

 

1.

Num copo alto junte o açúcar, as limas em quartos

20

cl de água

e a hortelã. Esmague com a ajuda de uma colher

Tomilho limão q.b.

 

ou de uma varinha mágica.

50

g de açúcar

1 c. sopa de vinagre balsâmico

 

2.

Adicione o rum e esmague mais um pouco.

CREME DE COGUMELOS

500 g de fromage frais

Por fim, junte o gelo e a soda. Sirva de imediato.

Ervas

|

produto da estação

Salada de tomate, aneto e queijo de cabra curado

TEMPO DE PREPARAÇÃO 15 MIN.

|

TEMPO TOTAL 15 MIN.

RECEITA PARA 6 PESSOAS

|

DIFICULDADE

e

  • 3 c. sopa de azeitonas pretas

  • 1 cebola vermelha às rodelas

  • 6 tomates de rama

  • 1 queijo de cabra curado

  • 1 c. sopa de orégãos frescos

  • 2 c. sopa de aneto Sal e pimenta q.b.

Azeite q.b. Vinagre balsâmico q.b.

  • 1. Corte o tomate em rodelas, assim como a cebola. Disponha em camadas. Corte o queijo em cubos e polvilhe por cima do tomate.

  • 2. Pique as ervas, junte ao tomate, assim como as

azeitonas. Por fim tempere a gosto com sal, pimenta,

azeite e vinagre.

  • 3. Sirva fresca.

Sorbet de limão e manjericão

TEMPO DE PREPARAÇÃO 15 MIN.

|

TEMPO TOTAL 1 H.

RECEITA PARA 6 PESSOAS

|

DIFICULDADE

e

  • 1 litro de sorbet de limão

  • 1 chávena de manjericão picado Raspa de dois limões

1. Descongele ligeiramente o sorbet de limão. Junte o manjericão picado e a raspa. Misture e volte a congelar.

2. Sirva polvilhado com raspa e mais manjericão.

Dip de parmesão, manjericão com pães pita TEMPO DE PREPARAÇÃO 15 MIN. | TEMPO TOTAL 30

Dip de parmesão, manjericão com pães pita

TEMPO DE PREPARAÇÃO 15 MIN.

|

TEMPO TOTAL 30 MIN.

RECEITA PARA 6 PESSOAS

|

DIFICULDADE

e

  • 1 cháv. de manjericão | 3/4 de cháv. de parmesão

ralado | 3/4 cháv. de sour cream (natas azedas)

  • 2 c. sopa de sumo de limão | 1 dente de alho

  • 3 pães pita

1. Junte os cinco primeiros ingredientes num processador de alimentos. Bata bem até obter uma mistura cremosa. Guarde no frio.

  • 2. Corte os pães em quartos e em seguida ao meio.

Leve ao forno pré-aquecido por cerca de 10 minutos

ou até dourado.

  • 3. Sirva com a mistura de queijo.

Conchas com chouriço e ervas

TEMPO DE PREPARAÇÃO 15 MIN.

|

TEMPO TOTAL 1 H.

RECEITA PARA 5 PESSOAS

|

DIFICULDADE

e

600 g de conchas de massa | 1 chouriço em fatias

  • 1 a 2 pimentos amarelos aos quadrados e sem

sementes | 1 cebola vermelha em fatias 12 fatias finas de gengibre | 2 c. sopa de orégãos

Azeite q.b. | Sal e pimenta q.b.

  • 1. Coza a massa em água abundante conforme

as instruções da embalagem. Enquanto isso, salteie a cebola e o alho em azeite numa frigideira.

  • 2. Junte o gengibre e o pimento. Deixe cozinhar por cerca

de 5 minutos em lume brando. Por fim, adicione o

chouriço e aumente o lume. Deixe que o chouriço frite

  • 2 minutos, mexendo sempre que achar necessário.

    • 3. Escorra a massa e adicione-a à frigideira. Por fim,

tempere a gosto com sal, pimenta e os orégãos.

Sirva de imediato com um vinho jovem e fresco.

TOUR COM O CHEF | PEQUENOS E GRAÚDOS Hoje o chefe sou eu! NESTE LIVRO REPLETO
TOUR
COM
O
CHEF
|
PEQUENOS
E
GRAÚDOS
Hoje
o chefe
sou eu!
NESTE LIVRO REPLETO DE ALEGRIA, bom humor
e fantásticas receitas, descubra o que os grandes chefes
cozinham para e com os mais pequenos de suas casas.
“Hoje o chefe sou eu!” é um livro cheio de receitas
para fazer com os seus filhos, sobrinhos ou afilhados.

Pequenos e graúdos

|

tour com o chef

Luís Américo

Rolinhos de peru com o seu fiambre e queijo flamengo

TEMPO DE PREPARAÇÃO 35 MIN.

|

TEMPO TOTAL 35 MIN.

RECEITA PARA 4 PESSOAS

|

DIFICULDADE

e

e

  • 4 escalopes de peru com 120 g cada

  • 4 fatias de queijo flamengo

  • 4 fatias de fiambre de peru

  • 1 c. café de orégãos secos

  • 1 c. chá de azeite Sal q.b.

  • 1 c. café de sumo de limão 150 g de lacinhos

    • 50 g de milho doce

    • 50 g de tomate cereja

      • 1 c. sopa de azeite

Sal q.b.

1. Tempere os escalopes de peru com sal e sumo de limão. Sobre a bancada da cozinha coloque uma folha de papel de alumínio e, sobre esta na seguinte sequência: um escalope, uma fatia de queijo, uma pitada de orégãos secos e uma fatia de fiambre de peru.

2. Enrole tudo cuidadosamente com a ajuda do papel de alumínio e feche as extremidades (tipo rebuçado).

nota
nota

Servir em prato fundo com o acompanhamento na base e os rolinhos de peru fatiados por cima (depois de retirado o papel de alumínio).

  • 3. Pré-aqueça o forno a 100ºC (mínimo) e cozinhe os

rolinhos por 20 minutos.

  • 4. Coza os lacinhos em água e sal. Numa frigideira,

coloque o azeite e sateie os lacinhos (depois de escorridos) juntamente com o milho e o tomate cereja cortado em 2, durante 2 minutos. Tempere com sal e emprate.

tour com o chef

|

Pequenos e graúdos

Marco Gomes

Ovinhos de codorniz com cubinhos de fiambre e queijo com carpaccio de tomate

TEMPO DE PREPARAÇÃO 15 MIN.

|

TEMPO TOTAL 15 MIN.

RECEITA PARA 4 PESSOAS

|

DIFICULDADE

e

12 ovos de codorniz 200 g de tomate em cacho 160 g de fiambre 40 g de queijo Orégãos q.b. Azeite q.b. Flor de sal q.b.

  • 1. Lave e limpe os tomates. Lamine-os e disponha no prato.

  • 2. Corte aos cubos o fiambre e o queijo e coloque por cima

do tomate. Abra os ovinhos e coloque directamente em

cima do tomate, do fiambre e do queijo.

  • 3. Leve a gratinar até cozinhar os ovos. Regue com um fio

de azeite, tempere com flor de sal e salpique de orégãos.

Pequenos e graúdos

|

tour com o chef

Ricardo Costa

Espargos Verdes num creme aveludado com almôndegas de camarão e azeite virgem

TEMPO DE PREPARAÇÃO 45 MIN.

|

TEMPO TOTAL 45 MIN.

RECEITA PARA 4 PESSOAS

|

DIFICULDADE

e

e

  • 300 g de espargos verdes

50

g de cebola

20

g de chalotas

20

g de pão ralado

100

g de alho-francês

500

g de camarão

1

dl de azeite

0,6 l de caldo de galinha ou água mineral

1

alho

2

gemas de ovo

ramo de manjericão Sal q.b.

1

1. Branqueie a chalota e a cebola laminadas finamente, com azeite virgem. Adicione os espargos lavados e descascados, o alho francês laminado e o alho, deixe refogar um pouco e adicione o caldo de galinha ou a água mineral. Deixe cozinhar 30 minutos, passe por um turmix, em seguida pelo coador fino, e deixe ferver. Rectifique os temperos e emulsione com o restante azeite.

  • 2. Limpe os camarões, pique com a faca e adicione o pão

ralado, uma gema, e tempere com azeite e sal. Molde em

forma de uma bola. Core em sautée anti-aderente com azeite.

  • 3. Disponha 3 almôndegas de camarão no centro do prato.

Junte o creme de espargos verdes, regue com um fio de

azeite virgem e guarneça com uma folha de manjericão.

tour com o chef

|

Pequenos e graúdos

Rui Paula

Robalo e arroz basmati com cubinhos de salpicão

TEMPO DE PREPARAÇÃO 1H.

|

TEMPO TOTAL 1H.

RECEITA PARA 4 PESSOAS

|

DIFICULDADE

e

e

600

g de robalo em tranches de 200 g cada

300

g de arroz basmati

 

40 g de ervilhas de quebrar

 

1 cebola

 

100

g de salpicão

Azeite q.b. Flor de sal q.b.

 
  • 1. Tempere as tranches com flor de sal. Leve a corar num sautée com azeite, primeiro com a pele para baixo.

  • 2. Refogue a cebola com azeite, adicione o arroz e a água,

na proporção de uma medida de arroz para duas de água.

Acrescente sal e deixe cozer até ficar al dente.

  • 3. Leve o arroz a saltear num sautée, com um fio de azeite e

os cubinhos de salpicão. Rectifique os temperos. Coza as ervilhas de quebrar e salteie de seguida em azeite. O robalo, depois de corado, vai ao forno 10 minutos a 170ºC.

Um em dia

Grande!

FOI UM DOMINGO MARAVILHOSO

Os melhores amigos, almoço sem pressas, as tuas artes culinárias. Que simpático terem trazido o vinho. E que escolha! Um clássico excelente e sempre bem vindo: Casa Ferreirinha Vinha Grande.

Um em dia Grande! FOI UM DOMINGO MARAVILHOSO Os melhores amigos, almoço sem pressas, as tuas

Seja Responsável. Beba com Moderação.

www.sograpevinhos.eu

q

link

®

www.sograpevinhos.eu

ALTA

COZINHA

|

LARGO

Restaurante

LARGO

NA MESMA RUA DO MUSEU DO CHIADO – curiosamente, consagrado à arte moderna – em frente ao largo do Teatro Nacional de São Carlos e da casa onde, em 1888, nasceu Fernando Pessoa, um pequeno letreiro e uma grande porta, em tempos, entrada para os claustros do Convento da Igreja dos Mártires. Agora acede a um pórtico em caixa azul e, em frente, um bar rodeado de sofás e mesas que nos fazem sentir que podíamos estar em casa. Se esta tivesse sido decorada por Miguel Câncio Martins, claro.

alta cozinha

|

Largo

Miguel Castro e Silva tornou o Bull&Bear e o BB Gourmet marcos da cidade Invicta. Pela sua mão, Lisboa já tem o De Castro Elias e, agora, este fabuloso espaço. Estamos gratos mas ainda não de barriga cheia. Caro Miguel, podes continuar!

O BOM GOSTO ANUNCIA-SE, ASSIM, e a cada olhar, com assombro. Do lado esquerdo, a zona mais descontraída do restaurante, cuja decoração não permite perceber qual a situação ideal que aqui se enquadraria: se um almoço de negócios, um jantar romântico ou um convívio de grupo. Em frente, acima do bar, a mezanine, zona consagrada a quem fuma, preza o silêncio e um ambiente mais familiar. À direita, um corredor que tem tudo para se tornar a imagem de marca do Largo, seja pelos originais 30 metros com três aquários embutidos, onde nadam, num mar de preto, medusas que mudam de cor através da projecção de diferentes luzes, seja pela parede que lhe serve de topo, uma gigantesca foto retro de um rosto, onde a porta é a boca. Está dado o mote decorativo de um projecto que estava, há muitos anos (tomando forma nos últimos dois), na cabeça de Frederico Collares Pereira, o homem a cargo de quem já estão projectos como o Doca Peixe e o Doca Seis, nas Docas de Santo Amaro. Na cozinha manda Miguel Castro e Silva, nome incontornável no “painel” actual dos chefes lusos com cartas dadas aqui e além-mar. E foi com ele que estivemos, na mezanine do Largo, em amena cavaqueira e degustando alguns musts da casa, ou

seja, a fazer precisamente aquilo a que se presta o espaço. Humilde como poucos, Miguel Castro e Silva “reconhece” que começou tarde nisto da cozinha (pelo menos, mediante aquilo que se convencionou ser a idade ideal para embarcar numa qualquer carreira), já depois dos 30. E não tem qualquer embaraço em dizer que, antes disso, estava na indústria têxtil: “Era novo, não tinha família e tinha o privilégio de percorrer o país de norte a sul. O que se quer mais em tenra idade?” Pois. Esta é novidade. O que vem a seguir já é do conhecimento de qualquer mero interessado em cozinha de assinatura. Miguel Castro e Silva tornou o Bull&Bear e o BB Gourmet marcos da cidade Invicta, esteve por trás de projectos como o Tuga, em Londres, e, há pouco tempo, mudou-se de armas (utensílios de chefe, entenda-se) e bagagens para a capital. De Castro Elias deu, claro, que falar, e mais recentemente foi convidado para este projecto, proposta que acolheu com agrado e agarrou pelas hastes: “O Chiado é a zona mais cosmopolita da cidade, onde existem, actualmente, os projectos mais interessantes. E vai haver mais. O Bairro Alto foi, durante muitos anos, a zona mais inventiva da capital, mas está cheio e, claro, extravasa. Depois, há o proprietário, com muita experiência no ramo e que só

alta cozinha

|

Largo

abraça projectos de topo”. Descanso é coisa que não conhece. Chega mesmo a suspirar quando afirma, num misto de orgulho e stress que tal acarreta, que nos últimos fins-de-semana têm estado overbooking, com uma média de 180 jantares. É aí que eu olho, de cima, para a totalidade do espaço e atesto, sim, é obra. Mais ainda quando penso que o Largo abriu há muito pouco tempo. E conta já com um número considerável de habituées que sabem muito bem o que querem. A nossa opinião vale o que vale. A de Miguel Castro e Silva vale, neste campo, muito mais. E foi por isso que, ao invés de estarmos nós a dissertar (mais do que devíamos) sobre considerações decorativas - até porque, num lugar como este, é mesmo ver para crer – perguntámos a quem de direito o que destacaria o Largo das restantes propostas, num Chiado que se

apresenta como a face mais contemporânea de Lisboa. E a resposta é simples: “Em primeiro lugar, o espaço em si. Porque era uma igreja anterior ao terramoto onde viemos encontrar um armazém de material eléctrico abandonado. Depois, há o projecto que elaborado em cima desse cenário, levado a cabo pelo arquitecto Câncio Martins. É arrojadíssimo mas, ao mesmo tempo, respeita a alma do lugar. São 120 lugares com várias vivências, trendy , confortável, nada formal, uma coisa casual chic para pessoas dos 20 aos 70, que poderiam estar em Lisboa, Nova Iorque ou Milão”. O homem por trás dos pratos está aqui porque pode criar algo com matizes portuguesas, mas sem fechar portas à contemporaneidade. Porque a sua cozinha é isso mesmo. Grande defensor dos produtos portugueses, DOP, ou não, compra o melhor que haja no mercado, do porco ibérico – foi dos primeiros chefes portugueses a utilizá-lo, há quase uma década –, para confeccionar o Cachaço com migos, ao bacalhau de cura portuguesa, passando pelo peixe capturado na nossa costa ou carne maronesa. Mas, potenciar todos estes não é recusar o uso de outras coisas que, sendo características da Grécia, de Itália ou de França, podem melhorar certos pratos. Até porque, na concepção de Miguel Castro e Silva, homem que já levou o melhor da nossa gastronomia de São Paulo à China, somos essencialmente mediterrânicos, com uma grande componente atlântica. “O que nos diferencia é o pão e as diversas maneiras como, num território tão diminuto, trabalhamos o milho (ou a polenta)”.

TARTE DE MASCARPONE COM FRAMBOESA É o coroar de uma festa de sabores que temos na boca, depois do Fígado de aves salteado em mel sobre alfaces e o Robalo com creme de berbigão

Largo

|

alta cozinha

Este antigo claustro de uma igreja que data de antes do terramoto foi transformado num templo de sabores que merecem, sem excepção, uma calorosa vénia

Nesta cozinha (que não se cansa de chamar de “pequena”), cujo layout foi concebido por si, Miguel Castro e Silva cria uma cozinha “correcta e corrente mas não demasiado eclética” porque este não se quer, nem de longe nem de perto, um restaurante gastronómico. Constam, no menu, alguns dos seus clássicos, com uma identidade que já havia sido criada no Bull&Bear, mas nada do que exista no De Castro Elias poderá ser encontrado aqui. A inovação, esta, está presente a partir do momento em que nada é estático. No início, os pratos iam ao encontro de um público que vinha pela decoração do espaço. Pouco depois, antigos conhecedores das iguarias do chefe pediram o “regresso” de saudosos sabores (o que Miguel fez, com gosto, mas também pequenas alterações). Agora, com quatro meses de portas abertas, o menu sofreu outras mudanças que se prendem com um pouco mais do que apenas a sazonalidade de determinados produtos. É que isto

de cozinhar português, de forma contemporânea ou não, é também saber que, anunciando-se o Verão e suas temperaturas, um Ensopado de grão não justifica figurar na lista. Houve quem tivesse dito deste homem que as suas criações tinham uma veia provocatória. Eu farto-me de dar voltas à cabeça e consigo-o perceber quando, inserido neste projecto arquitectónico que respira modernidade, se pode saborear português. Porque não obstante as variações a que foram sujeitos pela inventiva mão de Miguel Castro e Silva, os sabores estão lá. Fígado de aves salteados em mel sobre alfaces, enquanto olhamos a estranha dança das medusas num negro cosmos. Robalo com creme de berbigão, enquanto olhamos para a nave da construção original. Tarte de requeijão com framboesas enquanto reservamos, no copo, aquela que será a derradeira degustação de um duriense C.A.R.M. ou um Paços Cunha de Santar, ambos Lote

PEQUENO GRANDE PORMENOR Os três aquários negros onde as medusas nadam marcam a diferença. Mas há mais que o faça

Miguel Castro e Silva, claro. E, nesta mezanine onde nos encontramos, que o chefe define como o recato ele próprio, tudo abarcamos com maior acutilância:

“A comida tem que dar prazer, mas se houver outros elementos de distracção, melhor ainda”, justifica, assertivamente. “As pessoas acham piada ao facto de comerem Migas de feijão frade com grelos rodeados de tudo isto. Não estão à espera e ficam agradavelmente surpreendidos”. Talvez a correcta definição deste espaço seja a que cada um tenha, depois de uma incursão. Talvez seja esta nossa conversa que, como as cerejas, mas das do Fundão, se desenrola, horas a fio, ao sabor dos saberes de Miguel Castro e Silva, que acaba a debitar uma memorável

lição de cultura lusa pela gastronomia, ou porque um território tão diminuto consegue ter tanta diversidade e tais diferenças entre regiões (a estrada da Sortelha, do Sabugal para Belmonte, e a curva onde se vislumbra uma verdadeira “fronteira” entre regiões), ou porque temos dos melhores cogumelos selvagens da Europa, ou porque o aparecimento dos snack-bars foi o principal atentado aos sabores. Miguel, que se refere à sua ascendência galesa (da parte do pai) e alemã com ascendência francesa da parte da mãe, definindo-se a ele próprio como “rafeiro europeu”, escreveu o livro The Food & Flavours of Portugal. Mas, por momentos, chegou a parecer uma enciclopédia. E nós estávamos lá para provar.

RESTAURANTE LARGO

Rua Serpa Pinto, n.º10-A

Largo S. Carlos Lisboa Tel.: 213.477.225 www.largo.pt

18

18 18 receitas COMBINAÇÃO PERFEITA 8 vinhos para 8 receitas Casamentos perfeitos entre o vinho e

18 receitas

COMBINAÇÃO

PERFEITA

8

vinhos para 8 receitas

Casamentos

perfeitos entre o vinho e a gastronomia.

Vinhos que melhor combinam com as receitas Cooking, para surpreender os seus convidados na hora de os abrir. Aromas e sabores para uma harmonia perfeita.

8 vinhos | 8 receitas
8 vinhos
|
8 receitas

pág. 29

8 vinhos | 8 receitas pág. 29 pág. 62 Gaspacho com camarão Gazela Vinho Verde Este

pág. 62

Gaspacho com camarão

Gazela

Vinho Verde

Este vinho verde Gazela tem uma cor amarelo citrino muito leve, com um ligeiro desprendimento de gás que realça os aromas, sabores e frescura do vinho. Aromático e cativante, Gazela alia às notas de citrinos e frutos tropicais uma acidez viva e estimulante, muito bem equilibrada pelo ligeiro sabor adamado. O resultado é um vinho simples, versátil e muito atractivo. Gazela é um vinho que ganha em ser consumido de imediato.

Quiche de courgettes, bacon e ervas

Vinha do Monte Branco

Branco | Alentejo

O Vinha do Monte Branco cativa pela sua cor amarela citrina de aroma intenso, fresco e vibrante. Nele sobressaem as notas de flores, fruta tropical e fruta branca. Na boca, o seu sabor é muito frutado, equilibrado e rico. O final é suave e persistente, o que é característico dos bons vinhos brancos Alentejanos.

8 vinhos | 8 receitas pág. 29 pág. 62 Gaspacho com camarão Gazela Vinho Verde Este

pág. 65

Pernas de frango com molho de coentros e ervas

Grão Vasco Alentejo

Tinto | Alentejo

Este vinho Alentejano de cor vermelha-rubi tem um aroma frutado intenso, com notas florais de violeta e frutos vermelhos, nomeadamente groselha e ameixa. A sua evolução fresca sente-se na acidez muito bem equilibrada e tem um final muito fácil e elegante, ideal para o consumo no dia-a-dia e com esta tarte. Deve ser servido entre os 14ºC e os 16ºC.

8 vinhos | 8 receitas pág. 29 pág. 62 Gaspacho com camarão Gazela Vinho Verde Este

pág. 32

Lombo porco de recheado com cogumelos

Esteva

Tinto | Douro

Com esta receita de prato principal, sugerimos o Esteva. Com uma cor vermelha-rubi, muito viva, o Esteva tem o seu aroma dominado por frutos vermelhos maduros (groselha e framboesa) e uma ligeira componente floral de violeta. A sua complexidade deve-se tanto à selecção cuidada de lotes com as castas recomendadas da Região do Douro, como à evolução na garrafa.

8 vinhos | 8 receitas pág. 29 pág. 62 Gaspacho com camarão Gazela Vinho Verde Este
8 vinhos | 8 receitas pág. 29 pág. 62 Gaspacho com camarão Gazela Vinho Verde Este
8 vinhos | 8 receitas pág. 29 pág. 62 Gaspacho com camarão Gazela Vinho Verde Este
8 vinhos | 8 receitas pág. 29 pág. 62 Gaspacho com camarão Gazela Vinho Verde Este
pág. 65 Spaguetti com ervas, alho e azeite Duque de Viseu Branco | Dão Fresco, elegante

pág. 65

Spaguetti com ervas, alho e azeite

Duque de Viseu

Branco | Dão

Fresco, elegante e versátil, este vinho do Dão é a escolha perfeita para acompanhar uma grande diversidade de pratos como esta massa bem picante e saborosa. Uma vez aberta a garrafa, o vinho reage bem à oxidação, pelo que se pode guardar no frigorífico durante 1 a 2 dias sem afectar a qualidade.

pág. 65 Spaguetti com ervas, alho e azeite Duque de Viseu Branco | Dão Fresco, elegante

pág.23

Massa fresca com 3 queijos e legumes

Planalto

Branco | Douro

Com um aromas de flor de laranjeira, citrinos e um toque mineral, bem conjugados com aromas tropicais provenientes da fermentação como ananás e maracujá, o Planalto é um vinho elegante e complexo, com boa acidez e estrutura. Equilibrado e harmonioso, casa bem com este prato de massa fresca.

pág. 65 Spaguetti com ervas, alho e azeite Duque de Viseu Branco | Dão Fresco, elegante

pág. 70

Dip de parmesão, manjericão com pães pita

Mateus Rosé

Douro | Rosé

Ideal para acompanhar entradas, o Mateus Rosé é um vinho fresco e sedutor com boa intensidade aromática e toda a jovialidade dos vinhos jovens. Na boca, é um vinho muito equilibrado e tentador, brilhantemente complementado por um final suave e ligeiramente pétillant.

pág. 65 Spaguetti com ervas, alho e azeite Duque de Viseu Branco | Dão Fresco, elegante

pág. 35

Cheesecake delícia

Porto Ferreira Dona Antónia Reserva Tawny

Vinho do Porto

Este Porto muito versátil que combina muito bem com uma grande variedade de queijos e doces como este, com um toque de caramelo. Servido ligeiramente frio, é muito bom simples e acompanha bem vários aperitivos, entradas e saladas.

pág. 65 Spaguetti com ervas, alho e azeite Duque de Viseu Branco | Dão Fresco, elegante
pág. 65 Spaguetti com ervas, alho e azeite Duque de Viseu Branco | Dão Fresco, elegante
pág. 65 Spaguetti com ervas, alho e azeite Duque de Viseu Branco | Dão Fresco, elegante
Última hora | Drenafast Em forma no Verão
Última hora |
Drenafast
Em forma no Verão

Agora que os dias de praia estão aí a chegar, ponha-se em forma com os novos Drenafast. Soluções perfeitas para tirar tudo o que está a mais no seu corpo.

Com uma imagem renovada e uma nova variante, fiel ao mote “Tira tudo o que está a mais”, a nova imagem reflecte a essência do produto – extractos de plantas e minerais, que fazem toda a diferença no corpo e no bem-estar de quem o consome. Drenante, diurética e termogénica são as acções potenciadas no organismo de quem consome este suplemento alimentar. O segredo do sucesso está na conjugação de extractos de plantas e minerais que sinergicamente potenciam a perda de volume, a desintoxicação do organismo e a queima de gorduras.

Novo Sport

Com a mudança de imagem Drenafast, a Biocol anuncia também a chegada de uma nova variedade Drenafast líquido, a adicionar às já conhecidas Original e Frutos Tropicais: o Sport. Dedicado a quem pratica algum tipo de actividade física, a fórmula do Sport é “enriquecida” com L-Carnitina, conhecida por ser uma substância que ajuda o metabolismo dos ácidos gordos, promovendo a transformação da gordura em energia, permitindo desta forma estimular a queima de gorduras. O extracto de guaraná vem valorizar o produto, prometendo uma acção tonificante e energizante com melhoria do bem- -estar geral. O Sport apresenta ainda uma optimização da fórmula ao exibir uma maior concentração dos princípios activos essenciais.

Composição Drenafast Líquido

Os extractos de bétula, taráxaco, chá de Java, pilosela e limão, possuem uma acção diurética e drenante, por excelência. Os minerais, como o zinco, incluídos na fórmula, destinam-se igualmente a melhorar a diurese. Já os extractos de ginseng e chá verde promovem uma acção queimadora das gorduras já instaladas, sendo que os de urtiga branca e funcho desintoxicam e potenciam o efeito ventre liso. A passiflora, plantago maior e a oliveira vêm dar o toque final e reequilibrar o funcionamento digestivo.

www.biocol.pt

q

link

®

www.fluxograma.com

q

link

®

www.terra-nostra.pt