Sei sulla pagina 1di 10
CAPITULO 070000 - SUBSISTEMA CONTASROL SECAO 070300 - MÓDULO ROLRESP - ROL DE RESPONSÁVEIS APRESENTAÇÃO

CAPITULO

070000 - SUBSISTEMA CONTASROL

SECAO

070300 - MÓDULO ROLRESP - ROL DE RESPONSÁVEIS

APRESENTAÇÃO

.

O

Rol de Responsáveis - ROLRESP é um módulo do Sistema Integrado de

Administração Financeira do Governo Federal Siafi, implantado com a finalidade

de registrar os agentes responsáveis por atos de gestão. A IN TCU n 47/2004

relaciona em seu art. 12 as naturezas de responsabilidades cuja identificação dos agentes responsáveis (titulares e substitutos) deva constar dos processos de tomada e prestação de contas anual.

.

Assim, o ROLRESP é um módulo do subsistema CONTASROL do Siafi, que reúne

informações sobre a identificação de agentes e seus respectivos substitutos, que desempenham atividades relacionadas à gestão de recursos públicos nas unidades

da

administração pública federal.

.

Para efeito de responsabilização nos processos de tomada e prestação de contas,

os agentes que exercem alguma das atividades (Naturezas de Responsabilidade)

elencadas na IN TCU, e em outras naturezas criadas para melhor identificar os agentes que direta ou indiretamente praticam atos de gestão, devem ter seus nomes registrados pelas unidades nesse módulo do Siafi, de forma que, ao final do exercício, seja possível identificar os agentes e as naturezas de responsabilidade por eles exercidas.

.

O

Rol de Responsáveis tem por base o agente, que pode atuar em uma ou mais

naturezas de responsabilidade em cada Unidade Gestora, por um ou mais períodos. Dessa forma, o controle é realizado por período de efetiva gestão do agente, ou seja, período em que praticou atos de gestão.

.

O

módulo ROLRESP é um instrumento gerencial das unidades e ferramenta de

auditoria, uma vez que é utilizado para identificação de agentes responsáveis por atos que importem alteração de natureza orçamentária, financeira e patrimonial da unidade.

.

A

diferenciada em relação aos exercícios anteriores. A estrutura das naturezas, a forma de inserção dados e a obtenção de informações foram alterados.

partir do exercício de 2008 o Rol de Responsáveis apresenta-se de forma

.

2. COMPETÊNCIA DA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO

Manual SIAFI

Pagina 1

Ultima modificacao: 06/01/2012 17:12 Data do Documento:12/07/2012 23:46

. Conforme dispõe a Portaria n 570, de 11 de maio de 2007, que aprovou

.

Conforme dispõe a Portaria n 570, de 11 de maio de 2007, que aprovou o Regimento Interno da Controladoria-Geral da União, compete à Coordenação-Geral de Contas do Governo da Secretaria Federal de Controle Interno do Poder Executivo criar e extinguir códigos que indicam naturezas de responsabilidade, bem como manter interação com a Secretaria do Tesouro Nacional/MF, visando à manutenção e aperfeiçoamento do cadastro do Rol de Responsáveis no Siafi.

.

3.

NORMATIVOS RELACIONADOS

.

-

IN TCU n 47/2004

-

IN STN N 06/2007

-

Acórdão TCU n 1.800/2003

-

IN SFC n 01/2001

-

NE CGU n 05/2007 e edições posteriores

.

4.

DEFINIÇÕES

.

Agente Responsável: É o servidor da administração pública federal, cadastrado na tabela de credor como pessoa física, responsável por ato de gestão executado no âmbito de Unidade Gestora integrante do Siafi, podendo ser, no exercício da função: titular, substituto ou interino.

.

Ato de Gestão: Todo e qualquer ato administrativo que importe alteração de natureza orçamentária, financeira e patrimonial. São exemplos de atos de gestão:

autorização para emissão de ordem bancária; incorporação e desfazimento de bens; assinatura de contratos, convênios e instrumentos congêneres; assinatura de ato de admissão e exoneração de servidor, etc.

.

Agente Titular: É aquele formalmente designado para exercer determinada atividade, na condição de titular, devendo figurar no Rol de Responsáveis na natureza de responsabilidade compatível com as atividades desenvolvidas. Uma mesma pessoa pode exercer uma ou mais naturezas de responsabilidade em uma mesma Unidade Gestora; contudo, cada natureza de responsabilidade deve ter apenas um titular por Unidade Gestora, com exceção das naturezas múltiplas, a exemplo dos Conselhos Fiscais.

.

Naturezas de Responsabilidade: Referem-se às atividades desenvolvidas pelos agentes titulares, substitutos e interinos. São codificadas no Siafi pelo Órgão Central de Controle Interno do Poder Executivo, de forma a facilitar a identificação do agente responsável e a atividade que envolve a.prática do ato

Manual SIAFI

Pagina 2

Ultima modificacao: 06/01/2012 17:12 Data do Documento:12/07/2012 23:46

de gestão e contemplam as naturezas de responsabilidades constantes do art. 12 da IN n

de gestão e contemplam as naturezas de responsabilidades constantes do art. 12 da IN n 47/2004 e as determinadas pela Secretaria Federal de Controle Interno. Os códigos de naturezas de responsabilidades podem ser consultados pela transação CONNATRESP do Siafi.

.

Agente Substituto: É aquele formalmente designado para substituir o titular de determinada atividade. Este pode exercer uma ou mais naturezas de responsabilidade em uma UG, por um ou mais períodos, por ocasião de afastamento legal ou eventual do titular. No sistema haverá um campo para identificar o tipo de agente substituto (S).

.

Substituição (para efeito de Responsabilidade): O período de substituição abrange, não somente os afastamentos legais, considerados para efeito pecuniário do substituto, mas também, aqueles períodos em que, mesmo não sendo devido o pagamento de vencimentos ou vantagens ao substituto (afastamentos eventuais do titular), o substituto pratica atos de gestão. É o caso, por exemplo, dos afastamentos eventuais do titular, para a realização de trabalho fora de sua sede, quando, por força de circunstância, o substituto necessite assinar ou expedir documento que implique pagamento de despesa pela administração.

.

Afastamentos legais: São aqueles que interrompem ou suspendem o efetivo exercício da função do titular da Natureza de Responsabilidade. Constituem afastamentos legais: férias (art. 77, Lei n. 8.112/90); afastamento para estudo ou missão no exterior, conforme regulamento contido no Decreto n 2.794/98 (art. 95, Lei n 8.112/90); ausências do serviço para doar sangue (um dia); alistamento eleitoral (dois dias); casamento, falecimento do cônjuge, companheiro, pais, madrasta ou padrasto, filhos, enteados, menor sob guarda ou tutela e irmãos (oito dias consecutivos) (art. 97, Lei n 8.112/90); participação em programa de treinamento regularmente instituído, conforme disposto no Decreto n 2.794/98, júri e outros serviços obrigatórios previstos em lei; licença à gestante, à adotante e à paternidade; para tratamento da própria saúde; por motivo de acidente em serviço ou doença profissional; afastamento preventivo (até 60 dias, prorrogável por igual período) (art. 147, Lei n 8.112/90); e participação em comissão de sindicância (30 dias, prorrogável por igual período); processo administrativo disciplinar ou de inquérito (60 dias, prorrogável por igual período) (art. 149, Lei n 8.112/90).

.

Afastamentos eventuais, no interesse da Administração: São aqueles que não interrompem nem suspendem o efetivo exercício do cargo. Para estes casos, só devem ser lançados no rol de responsáveis se o substituto efetivamente praticou atos de gestão.

.

Agente Interino: É aquele formalmente designado que, provisoriamente, exerce funções em lugar do titular ou do substituto. É necessário ato formal designando

Manual SIAFI

Pagina 3

Ultima modificacao: 06/01/2012 17:12 Data do Documento:12/07/2012 23:46

o agente interino, para a prática de atos de gestão. Este pode exercer uma ou

o agente interino, para a prática de atos de gestão. Este pode exercer uma ou

mais naturezas de responsabilidade em uma UG, por um ou mais períodos, quando do afastamento do titular e do substituto.

.

Período de Efetiva Gestão: É o lançamento do período em que houve a ocorrência da prática de atos de gestão, por agente titular, substituto e interino. O período de efetiva gestão deve estar contido no período de responsabilidade do agente para determinada natureza de responsabilidade, não podendo haver sobreposição de períodos.

.

O

período de efetiva gestão deve ser lançado tanto para o agente titular como

para o substituto ou interino por meio da transação ATUEFETGES e consultado por meio da transação CONEFETGES, que evidencia na tela todos os períodos de efetiva gestão dos agentes para determinada natureza ou um agente específico.

.

Por meio da transação CONEFETGES, as unidades também podem atualizar (PF4) alguns dados já existentes ou até mesmo incluir (PF10) um outro período para determinado agente lançado anteriormente.

.

O

período de efetiva gestão pode ser obtido por meio da transação CONEFETGES

(PF9 = EMAIL). Neste caso o sistema emitira um relatório com todos os períodos lançados e encaminhará para o e-mail indicado na tela, quando acionado o PF9.

.

Período de Responsabilidade: É o período em que o agente atua como responsável por determinada natureza de responsabilidade. Este período é determinado por atos formais de designação e exoneração dos agentes titulares, substitutos e

interinos. O período de responsabilidade difere do de efetiva gestão, haja vista

os

períodos de substituições.

.

O

período de responsabilidade é laçado automaticamente pelo sistema, tendo por

base as datas de designação e de exoneração.

.

O

início desse período corresponde ao que está lançado no campo data de

designação e o final desse período corresponde à data que está lançada no campo exoneração menos um dia. (D 1), uma vez que a data final que consta do campo data de exoneração corresponde àquela em que o agente foi exonerado. Logo, o período de responsabilidade deve corresponder ao início das atividades (data de designação) e um dia anterior à data em que foi exonerado.

.

O

período de Responsabilidade é visualizado por agente na transação CONEFETGES

(PF2=DETALHA). O período é mostrado conforme as datas indicadas para designação

e exoneração.

Manual SIAFI

Pagina 4

Ultima modificacao: 06/01/2012 17:12 Data do Documento:12/07/2012 23:46

. Ato de Designação: É o ato formal de designação para exercer atos de gestão,

.

Ato de Designação: É o ato formal de designação para exercer atos de gestão, podendo ser de três espécies: Titular, Substituto ou Interino.

.

Data de Designação: Data a partir da qual o agente foi designado para exercer atividades relacionadas com as naturezas de responsabilidade. Data em que entrou em exercício.

.

Data DOU de Designação: Data em que foi publicada no Diário Oficial da União a designação do agente, quando houver publicação. Não pode ser superior à data corrente.

.

Ato de Exoneração: É o ato formal de destituição para exercer atos de gestão dos agentes titulares, substitutos e interinos.

.

Data de

Exoneração:

Data

em

que

o

agente

foi exonerado das atividades

relacionadas com as naturezas de responsabilidade. Não pode ser inferior à data de designação nem superior à data corrente. A data a ser lançada é a que o agente está exonerado das suas atividades, uma vez que a partir desta data o agente não pode mais praticar atos de gestão.

.

Quando do registro da exoneração, deve-se, primeiramente, acessar a transação ATUEFETGES e egistrar a data de encerramento das atividades, pois o sistema não permite o registro da exoneração, quando.houver um período de efetiva gestão em aberto.

.

Quando do registro da exoneração, deve-se, também, observar a data do encerramento das atividades registradas no final da efetiva gestão, pois o sistema não permite que a data da exoneração seja inferior à data inserida como término do período de efetiva gestão.

.

Data DOU de Exoneração: Data em que foi publicada no Diário Oficial da União a exoneração do agente, quando houver publicação.

.

Alteração: Mudança efetuada nos dados referentes aos agentes e na efetiva gestão, consistindo em acréscimo, supressão ou simples modificação.

.

agente que foi

registrado por erro ou engano. Não será permitida a exclusão de agentes com período de efetiva gestão lançado, ou seja, primeiro deve ser excluída a efetiva gestão.

Exclusão de Agente: Refere-se

à retirada

do

sistema

de

um

Manual SIAFI

Pagina 5

Ultima modificacao: 06/01/2012 17:12 Data do Documento:12/07/2012 23:46

. Tipo de Agente: Indica se o agente é Titular (T), Substituto(S) ou Interino(I). Quando

.

Tipo de Agente: Indica se o agente é Titular (T), Substituto(S) ou Interino(I). Quando do lançamento do agente, em determinada natureza de responsabilidade, o gestor deve informar ao sistema se as atividades serão desenvolvidas pelo titular, pelo substituto ou se o agente está respondendo interinamente.

A partir de 2008 cada natureza de responsabilidade pode ser exercida pelo

titular, substituto ou interino. Quando do lançamento do agente, o sistema

exigirá que o gestor informe o tipo de agente T, S ou I). Essa tipologia passou

a vigor a partir de janeiro de 2008, extinguindo dessa forma as naturezas de responsabilidades que eram específicas para substitutos.

.

à natureza de responsabilidade que permite o

registro de mais de um agente para a mesma natureza, sendo, no entanto, exigida

a individualização dos agentes pelos gestores. Neste caso o gestor deve,

primeiramente, cadastrar um complemento para a natureza de responsabilidade pela transação ATUCOMPNAT. Dessa forma uma natureza poderá ser desdobrada indicando se a natureza de responsabilidade possui mais de um titular (ex. membros de conselhos fiscais, gerentes de programas, etc) ou pode ser desdobrada conforme a necessidade da unidade.

Natureza Múltipla

Refere-se

.

Algumas naturezas múltiplas com caracter de (REPETIÇÃO DE AGENTES: S) permitem o lançamento de um agente mais de uma vez na mesma natureza, desde que estejam em seqüencial diferente. Exemplo: Natureza 924 e 926 - Gerente de Programa e Coordenador de Ação, em que um gerente ou coordenador de ação pode ser responsável por mais de um programa ou ação.

.

Complemento de Natureza Refere-se ao desdobramento de uma natureza de responsabilidade, quando esta for múltipla e houver necessidade de registro de mais de um agente para a mesma natureza.

.

Quando do registro de um complemento, a natureza de responsabilidade assume um

número seqüencial - Código do complemento de natureza, sendo de responsabilidade

do

gestor.a sua descrição.

.

5.

FECHAMENTO DO ROL

.

O

módulo Rol de Responsáveis, a partir do exercício de 2007 tem fechamento anual

nas mesmas datas e parâmetros do cronograma de encerramento do exercício financeiro fixado a cada ano pela Coordenação-Geral de Contabilidade.

.

6.

ABRANGÊNCIA E ATUALIZAÇÃO DO ROL DE RESPONSÁVEIS

Manual SIAFI

Pagina 6

Ultima modificacao: 06/01/2012 17:12 Data do Documento:12/07/2012 23:46

. O Rol de Responsáveis, módulo Siafi, deve ser alimentado por todas as unidades integrantes

.

O

Rol de Responsáveis, módulo Siafi, deve ser alimentado por todas as unidades

integrantes desse sistema a partir da designação dos agentes. Serão lançados aqueles que desempenharem, durante o exercício, as naturezas de responsabilidade especificadas no artigo 12 da IN/TCU n 47/2004 e em outras naturezas criadas para melhor identificar os agentes que direta ou indiretamente praticam atos de gestão. As naturezas de responsabilidade podem ser obtidas pela transação CONNATRESP.

.

As

Responsáveis nos mesmos moldes daquelas constantes do sistema.

unidades não integrantes do sistema Siafi

deverão elaborar

o

Rol

de

.

A

atualização

dos

dados

constantes

do

Rol

de

Responsáveis é de

competência.de.cada órgão ou entidade, por meio dos agentes executores, que deverá efetuar as alterações tão logo sejam publicados os atos de nomeação, designação ou exoneração (DOU, Boletim Interno ou outro instrumento, conforme exigência de cada ato.).

.

A alteração ou inclusão de natureza de responsabilidade, ATUNATRESP, é de competência exclusiva da Secretaria Federal de Controle Interno da Controladoria-Geral da União.

.

7.

RELATÓRIO DO ROL DE RESPONSÁVEIS

.

De acordo com a Decisão Normativa n 085/2007, do Tribunal de Contas da União, o Relatório do Rol de Responsáveis não será impresso para compor o processo de tomada ou prestação de contas. A peça impressa foi substituída pela declaração emitida pelo Dirigente Máximo da Unidade Jurisdicionada, informando que as informações constantes em banco de dados informatizados sobre o rol de responsáveis (CONTASROL) são fidedignas.

.

O

sistema emitirá relatório com todos os períodos de efetiva gestão lançados e

encaminhará para o e-mail indicado na tela quando acionado o PF9 da transação CONEFETGES (PF9 =.EMAIL).

.

O

relatório com as informações do rol de responsáveis pode ser obtido por meio

da transação CONEFETGES. Pode ser visualizado na tela ENTER, pode ser remetido para um determinado e-mail (PF9)= EMAIL ou impresso (PF5)= IMPRIME.

.

8.

DOS DADOS QUE INTEGRAM O ROL DE RESPONSÁVEIS

.

Manual SIAFI

Pagina 7

Ultima modificacao: 06/01/2012 17:12 Data do Documento:12/07/2012 23:46

De acordo com o estabelecido no artigo 13 da IN TCU n 47/2004, constarão do

De acordo com o estabelecido no artigo 13 da IN TCU n 47/2004, constarão do Rol as seguintes informações:

.

. Nome, completo e por extenso, e número do Cadastro de Pessoa Física do Ministério da Fazenda (CPF/MF);

. Identificação das naturezas de responsabilidade e dos cargos ou funções exercidos;

. Indicação dos períodos de gestão, por cargo ou função;

. Identificação dos atos de nomeação, designação ou exoneração, incluindo a data de publicação no Diário Oficial da União;

.

Endereço residencial completo; e

.

Endereço eletrônico (e-mail), se houver.

.

.9. MÓDULO CONTASROL - ROLRESP

.

.9.1. Funções e Telas

.

.O CONTASROL é composto das transações: ATUAGENTE, CONAGENTE, ATUEFETGES,

.CONEFETGES, ATUCOMPNAT, CONCOMPNAT, ATUNATRESP e CONNATRESP.

.

.Tela 1

.

.SIAFIXXXX CONTASROL-ROLRESP (ROL DE RESPONSÁVEIS)

.xx/xx/xx

xx:xx

USUARIO: XXXXXX

ASSINALE A OPCAO DESEJADA E TECLE 'ENTER'

( _ ) -> ATUAGENTE.(1) ATUALIZA AGENTE RESPONSAVEL

( _ ) -> ATUCOMPNAT (2) ATUALIZA COMPLEMENTO DE NATUREZA

( _ ) -> ATUEFETGES (3).ATUALIZA EFETIVA GESTAO

( _ ) -> ATUNATRESP (4) ATUALIZA NATUREZA.

( _ ) -> CONAGENTE.(5) CONSULTA AGENTE RESPONSAVEL

Manual SIAFI

Pagina 8

Ultima modificacao: 06/01/2012 17:12 Data do Documento:12/07/2012 23:46

( _ ) -> CONCOMPNAT (6) CONSULTA COMPLEMENTO DE NATUREZA. ( _ ) -> CONEFETGES

( _ ) -> CONCOMPNAT (6) CONSULTA COMPLEMENTO DE NATUREZA.

( _ ) -> CONEFETGES (7) CONSULTA EFETIVA GESTAO

( _ ) -> CONNATRESP (8) CONSULTA NATUREZA.

.

.

.COMANDO:

.PF1=AJUDA.PF3=SAI.PF12=RETORNA

.

(1 (1)ATUAGENTE permite que a Unidade Gestora inclua ou altere os agentes titular, substituto e interino.

(2 (2)ATUCOMPNAT permite que a Unidade Gestora crie ou atualize um complemento para as naturezas de responsabilidade múltiplas.

(3 (3)ATUEFETGES permite que a Unidade Gestora.inclua ou altere a efetiva gestão dos agentes responsáveis titular, substituto e interino em respectiva natureza de responsabilidade.

(4 (4)ATUNATRESP permite que a Unidade Gestora 170921 (Coordenação-Geral de Contas do Governo - GSCON/SFC) crie, atualize e exclua os códigos de natureza de responsabilidade.

(5 (5)CONAGENTE permite que a Unidade Gestora consulte o agente responsável titular, substituto e interino, podendo, também pela tecla PF4, atualizar os agentes já lançados.

(6 (6)CONCOMPNAT permite que a Unidade Gestora consulte os complementos de determinada natureza de responsabilidade múltipla e altere dados dos complementos já criados.

(7 (7)CONEFETGES - permite que a Unidade Gestora consulte os períodos de efetiva gestão dos agentes responsáveis, bem como permite atualização (PF4), inclusão (PF10) e E-MAIL (PF9).

(8 (8)CONNATRESP permite que a Unidade Gestora consulte as naturezas de responsabilidade registradas no Siafi e detalhe as suas características, podendo por meio desta transação elencar as unidades gestoras que estão utilizando determinada natureza de responsabilidade(PF9).

.

.

Para

utilização das funções do ROLRESP

. responsabilidade objeto de consulta ou de

responsabilidade podem ser consultadas por meio da transação CONNATRESP.

a

deve-se ter

inclusão. As

a natureza

de

naturezas de

.

Manual SIAFI

Pagina 9

Ultima modificacao: 06/01/2012 17:12 Data do Documento:12/07/2012 23:46

. . Manual SIAFI Pagina 10 Ultima modificacao: 06/01/2012 17:12 Data do Documento:12/07/2012 23:46

.

.

Manual SIAFI

Pagina 10

Ultima modificacao: 06/01/2012 17:12 Data do Documento:12/07/2012 23:46