Sei sulla pagina 1di 12

NTLNMLNO

NTLNMLNO i^qfj =`i‡ppf`l W=f=É=ff=aÉÅäáå~Ð₣Éë C C o o m m p p a a r r

i^qfj =`i‡ppf`l W=f=É=ff=aÉÅäáå~Ð₣Éë

CCoommppaarrttiillhhaarr

0
0

mais

Início PRONÚNCIA CONJUNÇÕES E INTERJEIÇÕES EXERCÍCIOS COMPLEMENTARES ADJETIVOS VERBOS I e II

I e II Declinações

O latim é um idioma original da região itálica

língua grega no latim. O latim deu origem a u

extinto.

É

é

*

Pré-clássico, do século VII a.C. ao século

*

Clássico, do século II a.C. ao século II d.C.

*

essência do que é o italiano atual. A pronúnc

*

*

O

*

Caso nominativo (sujeito e predicado nom

*

Caso vocativo (vocativo)

*

Caso acusativo (objeto direto)

*

Caso dativo (objeto indireto)

*

*

direto) * Caso dativo (objeto indireto) * * do Lácio. Foram muitas as influências da m

do Lácio. Foram muitas as influências da

m grande número de línguas européias,

II a.C

As inscrições mais antigas procedem

A idade dourada da literatura latina.

ia Eclesiástica (do latim), usada no

inal)

denominadas românicas, ou neo-latinas, como o português, o espanhol, o francês, o sardo, o italiano, o romeno, o galego, o occitano, o rético, o catalão e o dalmático - este,

caracterizado por ser uma língua flexiva. No caso dos substantivos e adjetivos a flexão

denominada declinação, no caso dos verbos, conjugação.

Historicamente seus períodos podem ser assim divididos:

do século VII a.C. Nos séculos III e II a.C. a literatura faz sua aparição, sob influência grega (Plauto, Terencio).

Latim Vulgar, incluindo o período patrístico, do século II ao V d.C. Onde se inclui a Vulgata de São Jerônimo e as obras de Santo Agostinho. Esse Latim Vulgar é a

Vaticano, é bem parecida com a língua italiana, possivelmente bem próxima do latim vulgar.

Para o estudo do latim nos dias de hoje, usa-se a pronúncia Restaurada, que é uma

tentativa de retomar a pronúncia original, devido à dificuldade que há em conhecer a real pronúncia do latim na antigüidade. A Universidade de Princeton tem um site dedicado à pronúncia do grego e latim: http://www.princeton.edu/%7Eclip/

Período Medieval, do século VI ao século XIV. A literatura latina continua mas surgem as línguas românicas.

Do século XV até agora. Redescoberta do latim da idade dourada no Renascimento.

latim vulgar continua sendo usado pelos eruditos até o século XVII, como Isaac

Newton, e pela Igreja Católica Romana (obrigatório até meados do século XX).

No latim clássico, que é o nosso caso de estudo, cada palavra, dependendo da classe gramatical, pode tomar seis formas, ou "casos":

Caso genitivo (indicando posse ou especificação)

Caso ablativo (complementos circunstanciais)

Também existem resquícios de um sétimo caso de origem indo-europeia, o locativo, que indica localização (por exemplo: Urbi, na cidade).

Para traduções é muito útil o seguinte esquema:

DICIONÁRIO

NOTÍCIAS EM LATIM - RÁDIO

NOTÍCIAS EM LATIM - RÁDIO nuntii latini PESQUISAR ESTEBLOG Pesquisar POESIA Vadia A Lua, Esta doce

nuntii latini

PESQUISAR ESTEBLOG

NOTÍCIAS EM LATIM - RÁDIO nuntii latini PESQUISAR ESTEBLOG Pesquisar POESIA Vadia A Lua, Esta doce
Pesquisar
Pesquisar

POESIA

A

Lua,

latini PESQUISAR ESTEBLOG Pesquisar POESIA Vadia A Lua, Esta doce vadia, Some por sete dias, Noutros

Esta doce vadia, Some por sete dias, Noutros brilha para todo mundo, Mas, pudica, Mesmo que sempre nua, Não é de ninguém.

Em latim:

Errabunda

Luna, Dulcis errabunda, Septies diebus evanescit, Saepe hominibus totis refulget, Sed, pudica,

Em latim: Errabunda Luna, Dulcis errabunda, Septies diebus evanescit, Saepe hominibus totis refulget, Sed, pudica,

~ìä~ÇÉä~íáãKÄäçÖëéçíKÅçãKÄêLéLäáÅçÉëJáJñááKÜíãä

NLNO

NOMINATIVO - o, a, os , as GENITIVO – de (do, da, dos , das) DATIVO – a (ou para, ao, à, aos, às, para o, ABLATIVO – por (pelo, pela, pelos, pelas)

 

Tamen nuda semper, Nonnulli hominis non est.

 

para a, para os, para os)

 

MAIS POESIA DENANDÉ

 
LECTIO SECUNDA Versos & Rimas - José Fernando Nandé

Onde encontrar poetas - Amigo meu, tu que agarras a feliz pena Lembra, os poetas não se forjam E jamais se criam no Country Club Poetas nascem nas dores grudadas em si Tu não irá 3 dias atrás

Declinações As palavras em Latim podem ser declinadas de acordo com o seguinte quadro:

SEGUIDORES

 
 

PPaarrttiicciippaarr ddeessttee ssiittee

  P P a a r r t t i i c c i i p

Google Friend Connect

 
   

Membros (37)

 

DECLINAÇÃO

GENITIVO SINGULAR

 

TEMA

DECLINAÇÃO GENITIVO SINGULAR   TEMA
DECLINAÇÃO GENITIVO SINGULAR   TEMA
DECLINAÇÃO GENITIVO SINGULAR   TEMA
DECLINAÇÃO GENITIVO SINGULAR   TEMA

Primeira

-ae

-a-

Primeira -ae -a-  
Primeira -ae -a-  
Primeira -ae -a-  
Primeira -ae -a-  
Primeira -ae -a-  
Primeira -ae -a-  
Primeira -ae -a-  
Primeira -ae -a-  
Primeira -ae -a-  
Primeira -ae -a-  
Primeira -ae -a-  
Primeira -ae -a-  
 

Segunda

-i

-o-

Terceira

-is

-i-/consoante

Quarta

Quinta

-us

-ei

-u-

-e-

 

Primeira declinação genitivo singular ae, tema em a

Já é um membro? Fazer login

ino.

 

Predomina palavras do gênero femin

Nomes de homens, profissões masculinas, seres do sexo masculino e nome de alguns rios.

Criar seu atalho

Exemplo (rana = rã):

 

Singular Nominativo - rana Genitivo - ranae Dativo - ranae Acusativo - ranam Vocativo - rana Ablativo - rana

 

PÁGINAS DO J. FERNANDO

 
   
 

Plural Nominativo - ranae Genitivo - ranarum Dativo - ranis Acusativo - ranas Vocativo - ranae Ablativo - ranis

   

LIÇÕES

 
 
   

PRIMEIRA DECLINAÇÃO –AE–A

Nominativo

-a

-ae

 

Vocativo

-a

-ae

Genitivo

-ae

-arum

Dativo

-ae

-is

Ablativo

-a

-is

 

Acusativo.

-am

-as

 

Caso

Singular

Plural

 
 

Observação: Locativo na primeira declinação tem a terminação em ae

 

NTLNMLNO

i^qfj =`i‡ppf`l W=f=É=ff=aÉÅäáå~Ð₣Éë

 

ex: Romae

 

QUEM SOU EU

 
 

NOMINATIVO SINGULAR ala = a asa (suj.)

NOMINATIVO PLURAL alae = as asas

Professor de Economia Aplicada à Comunicação Social. Jornalista do IFPR-EAD. Foi chefe da Ass. de Imprensa do Detran-PR ew editor da Revista Nacional de Trânsito. Escritor (livros: Pó do Tempo, Beijos da Chuva, Ana Sonha Mundo e o Arco-íris).

VOCATIVO SINGULAR ala = ó asa

VOCATIVO PLURAL alae = ó asas

GENITIVO SINGULAR alae = da asa

GENITIVO PLURAL alarum = das asas

DATIVO SINGULAR alae – para a asa

DATIVO PLURAL alis – para as asas

ABLATIVO SINGULAR ala – pela asa

ABLATIVO PLURAL alis – pelas asas

ACUSATIVO SINGULAR alam – a asa (obj. dir.)

ACUSATIVO PLURAL alas – as asas (obj. dir.)

Primeiras noções de conjugação verbal Presente do verbo amare

amo amas amat amamus amatis amant Obs: Para saber o tema do verbo basta

retirar o s da segunda pessoa

RADICAL

VOGAL TEMÁTICA

DESINÊNCIAS PESSOAIS

Am

-a- (a+o>o)

-o (o/m em outros tempos)

Am

-a-

-s

Am

-a-

-t

Am

-a-

-mus

Am

-a-

-tis

~ìä~ÇÉä~íáãKÄäçÖëéçíKÅçãKÄêLéLäáÅçÉëJáJñááKÜíãä

PLNO

NTLNMLNO

i^qfj =`i‡ppf`l W=f=É=ff=aÉÅäáå~Ð₣Éë

 

Am

-a-

-nt

Presente do verbo irregular esse (ser ou estar):

sum

 

es

 

est

sumus

 

estis

sunt

Obs: nos dicionários de Latim, o verbo sempre aparecerá na primeira pessoa do presente. No caso do verbo amare, você encontrará no dicionário amo.

 

PREPOSIÇÕES

As preposições só podem acompanhar os casos Ablativo e Acusativo

ex - afastamento do interior do ponto de

origem - usada antes de vogal.

e

- usada antes de consoante.

 

in - penetração no interior de

ab - afastamento do limite de

,

antes de vogal.

a

- antes de consoante.

ad - aproximação do limite de

 

cum - (com) aparece com o ablativo. Quando a situação indicar conflito traduzir por “contra”.

Ex.

1.

Tulia cum puellis in schola est.

Tulia - nominativo sing. cum - preposição puellis - acusativo plural in - preposição schola - nominativo singular est - verbo esse na terceira pessoa do singular.

Tradução:

 

Túlia está na escola com as meninas.

2.

Caesar cum germanis pugnat.

Caesar - nominativo sing. cum - preposição germanis - acusativo plural pugnat - verbo pugna na terceira pessoa do sing.

Tradução:

 

César luta contra os germânicos.

 
 

SEGUNDA DECLINAÇÃO (PARTE I)

Pertencem a esta declinação a maior parte das palavras que tem terminação em –us.

~ìä~ÇÉä~íáãKÄäçÖëéçíKÅçãKÄêLéLäáÅçÉëJáJñááKÜíãä

QLNO

NTLNMLNO

i^qfj =`i‡ppf`l W=f=É=ff=aÉÅäáå~Ð₣Éë

Exemplos:

   

romanus, i; dominus, i; servus, i, são mascul

inas.

Entretanto, são femininas: domus = casa, humus = terra, alvus = ventre, colus = roca, vannus = joeira, periodus = período, methodus = método, dialectus = dialeto,

E

os nomes de árvores, ilhas e de alguns países, Aegyptus, ou cidades, como Saguntus.

São neutros e só se empregam no singular: vulgus = vulgo, virus = veneno, pelagus = mar.

Em número menor em –er. Exemplos: liber, bri; ager, agri; puer, i.

   

Em –ir somente vir, i = varão.

   

Neutras terminadas em –um: bellum, i; vinum, i.

Observações importantes

 

Genitivo singular com ii: palavras que já poss

uem o i no radical, nominativo em ius e em

ium. Exemplos: fluvius, ii; nuntius, ii; vicarius, ii; impius, ii; filius, ii; auxilium, ii; proelium,

ii

fluvius,ii.

 
 

SEGUNDA DECLINAÇÃO (PARTE I)

   

Pertencem a esta declinação a maior parte das palavras que tem terminação em –us.

 

Exemplos:

 

romanus, i; dominus, i; servus, i, são mascul

inas.

Entretanto, são femininas: domus = casa, humus = terra, alvus = ventre, colus = roca, vannus = joeira, periodus = período, methodus = método, dialectus = dialeto,

E

os nomes de árvores, ilhas e de alguns países, Aegyptus, ou cidades, como Saguntus.

São neutros e só se empregam no singular: vulgus = vulgo, virus = veneno, pelagus = mar.

Em número menor em –er. Exemplos: liber, bri; ager, agri; puer, i.

   

Em –ir somente vir, i = varão.

   

Neutras terminadas em –um: bellum, i; vinum, i.

Observações importantes

 

Genitivo singular com ii: palavras que já poss

uem o i no radical, nominativo em ius e em

ium. Exemplos: fluvius, ii; nuntius, ii; vicarius, ii; impius, ii; filius, ii; auxilium, ii; proelium,

ii

fluvius,ii.

 

Segunda Declinação - Parte II

 
 

Sing.

Sing.

Sing.

Sing.

Plural

Plural

Plural

Plural

m.f.

m.

vir

n.

m.f.

m.

vir

n.

Nom.

-us

-er

-ir

-um

-i

-i

-i

-a

Voc.

-e

-er

-ir

-um

-i

-i

-i

-a

Gen.

-i

-i

-i

-i

-orum

-orum

-orum

-orum

Dat.

-o

-o

-o

-o

-is

-is

-is

-is

Ablat.

-o

-o

-o

-o

-is

-is

-is

-is

Acus.

-um

-um

-um

-um

-os

-os

-os

-a

~ìä~ÇÉä~íáãKÄäçÖëéçíKÅçãKÄêLéLäáÅçÉëJáJñááKÜíãä

RLNO

NTLNMLNO

i^qfj =`i‡ppf`l W=f=É=ff=aÉÅäáå~Ð₣Éë

 

Faça a tradução para o Português:

in schola

Puellae magistram salutant.

Tulia magistra est. discipulae sunt: Caecilia, Claudia, Liuia et Márcia. Caecilia poetae filia est; Claudia Liuiaque agricolae filae sunt.

hodie nautae filia hic non est.

discipulae magistrae historias amant. Caecilia et Claudia attentae sunt dum magistra ranae fabulam discipulis narrat. Liuia sedula non est.

Como traduzir: Puellae magistram salutant. Forma verbal: salutant (transitivo 3p.p.) Sujeito: puellae (nom. pl. verbo 3 p.p.) Obj.

direto (Acusativo) – magistram

Análise morfológica salutant – 3ª p.p. do presente do verbo saluto, -as, -are, -aui, atum; 1 conj. Tempo primitivo = saúdam puellae – Nom. plural de puella, ae, primeira declinação = as meninas magistram-Acus. fem. sing de magistra, -ae, primeira declinação = a professora.

Análise sintática

Forma verbal salutant: verbo trans. – suj. puellae, obj. dir. magistram

Tradução: As meninas saúdam a professora.

in schola Na escola Puellae magistram salutant. As meninas saúdam a professora.

Tulia magistra est. Túlia é a professora. discipulae sunt: Caecilia, Claudia, Liuia et Marcia. Caecilia poetae filia est; As alunas são: Cecília, Cláudia, Lívia e Márcia. Cecília é filha de poeta.

Claudia Liuiaque agricolae filae sunt. Claúdia e Lívia hodie nautae filia hic non est. Hoje, a filha do marinh

são filhas de agricultor. eiro não está aqui.

discipulae magistrae historias amant. As alunas gostas das histórias da professora.

Caecilia et Claudia attentae sunt dum magistra ranae

fabulam discipulis narrat.

Liuia sedula non est. Cecília e Cláudia estão atentas, a professora narra a história da rã às alunas. Lívia não está atenta.

II Declinação - observações importantes

Genitivo singular com ii: palavras que já possuem o i no radical, nominativo em ius e em ium.

Exemplos: fluvius, ii; nuntius, ii; vicarius, ii; impius, ii; filius, ii; auxilium, ii; proelium, ii.

fluvius,ii

Modo

singular

plural

Nominativo

fluvius

fluvii

Vocativo

fluvie

fluvii

Genitivo

fluvii

fluviorum

Dativo

fluvio

fluviis

Ablativo

fluvio

fluviis

Acusativo

fluvium

fluvios

dominus, i

Modo

singular

plural

~ìä~ÇÉä~íáãKÄäçÖëéçíKÅçãKÄêLéLäáÅçÉëJáJñááKÜíãä

SLNO

NTLNMLNO

i^qfj =`i‡ppf`l W=f=É=ff=aÉÅäáå~Ð₣Éë

Nominativo

dominus

domini

Vocativo

domine

domini

Genitivo

domini

dominorum

Dativo

domino

dominis

Ablativo

domino

dominis

Acusativo

dominum

dominos

bellum, i

Modo

singular

plural

Nominativo

bellum

bella

Vocativo

bellum

bella

Genitivo

belli

bellorum

Dativo

bello

 

bellis

Ablativo

bello

bellis

Acusativo

bellum

bella

deus, i

Modo

singular

plural

Nominativo

deus

di

ou dii (dei)

Vocativo

deus

di

ou dii (dei)

Genitivo

dei

deorum ou deum dis ou diis (deis)

Dativo

deo

Ablativo

deo

dis ou diis (deis)

Acusativo

deum

 

deos

Têm o vocativo igual ao nominativo: deus, dei = deus agnus, agni = cordeiro chorus, chori = coro filius, fillii – vocativo singular em i = fili

 

Nomes próprios em ius (i breve) no nominativo, terminam no vocativo em i – Demetrius, Demetri.

Os nomes próprios em ius, de i longo, no nominativo, terminam no vocativo em ie: Darius, Darie

 

regina nautis pecuniam dat.

nautarum filiae cum Regina ambulant.

agricolae parcimoniam laudatis.

reginis laetitiam damus.

aranae et muscae insulam occupant.

nautarum prudentiam et agricolarum amicitiam laudas.

reginae laetitiam, ancillis pecuniam do.

columbae et aquilae reginis laetitiam dant.

tubae pugnam insularum incolis nuntiant.

aqua insulis vitam dat.

Respostas:

regina nautis pecuniam dat. A rainha dá dinheiro aos

marinheiros. nautarum filiae cum Regina ambulant.

Os filhos dos marinheiros passeiam com a rainha. agricolae parcimoniam laudatis. Os agricultores louvam a parcimônia. Reginis laetitiam damus. Damos alegria para as rainhas.aranae et muscae insulam occupant. As aranhas e as mocas ocupam a ilha. nautarum prudentiam et agricolarum amicitiam laudas. Dos marinheiros a prudência e louvas a amizade dos agricultores. reginae laetitiam, ancillis pecuniam do. Dou

~ìä~ÇÉä~íáãKÄäçÖëéçíKÅçãKÄêLéLäáÅçÉëJáJñááKÜíãä

TLNO

NTLNMLNO

i^qfj =`i‡ppf`l W=f=É=ff=aÉÅäáå~Ð₣Éë

alegria à rainha, (e) às escravas dou dinheiro. columb

ae et aquilae reginis laetitiam dant. As pombas e

águias dão alegria para as rainhas. tubae pugnam insularum incolis nuntiant. As trombetas anunciam a

batalha das ilhas. aqua insulis vitam dat. A água das

ilhas dá a vida.

 
   

Adjetivos de 1ª Classe

Seguem a segunda declinação no masculino Seguem a primeira declinação no feminino.

e neutro.

 

BONUS, BONA, BONUM

   
 

singular

 

CASO

M.

(2ª)

F.

(1ª)

N (2ª)

Nom.

bonus

bona

bonum

Voc.

bone

bona

bonum

Gen.

boni

bonae

boni

Dat.

bono

bonae

bono

Abl.

bono

bona

bono

Acs.

bonum

bonam

bonum

 

plu

ral

CASO

M.

(2ª)

 

F.

(1ª)

N (2ª)

Nom.

boni

bonae

bona

Voc.

boni

bonae

bona

Gen.

bonorum

 

bonarum

bonorum

Dat.

bonis

bonis

 

bonis

Abl.

bonis

bonis

bonis

Acs.

bonos

bonas

bona

O adjetivo concorda com o substantivo em gênero, número e caso. vir bonus = homem bom (nom. sing. masc.) - virorum bonorum = dos homens bons (gen. sing. masc.) alumnae novae = as alunas nova (nom. pl. fem.) bella mala = as guerras más. (nom. Pl. n.)

 

De modo geral coloca-se o adjetivo antes do

substantivo.

No caso de regência pelo genitivo, coloca-se o adj. em primeiro lugar.

 

dominus gratus, domini grati, dominos gratos.

puella modesta, puellarum modestarum, puellis modestis.

   

praemium indgnum, praemia indigna.

   

equus meus, equorum meorum, equis meis.

nuntii tui, nutii tui, nutiis tuis.

 

magna corona reginae, magnae coronae reginarum.

   

bellum verum et falsum, bella vera et falsa.

 

praemium alumni boni, praemia alumnorum bonorum.

   

Respostas:

 

Dominus gratus, domini grati, dominos gratos. Senhor gratos. Puella modesta, puellarum modestarum, puell

agradecido, senhores agradecidos, os senhores is modestis. Moça modesta, das moças modestas, às

~ìä~ÇÉä~íáãKÄäçÖëéçíKÅçãKÄêLéLäáÅçÉëJáJñááKÜíãä

ULNO

NTLNMLNO

i^qfj =`i‡ppf`l W=f=É=ff=aÉÅäáå~Ð₣Éë

moças modestas. Praemium indgnum, praemia indigna. Prêmio indigno, os prêmios indignos. O meu

 

cavalo, dos meus cavalos, para os meus cavalos Equu

s meus, equorum meorum, equis meis. Do teu

mensageiro, os teus mensageiros, pelos teus mensageiros. Nuntii tui, nutii tui, nutiis tuis. A grande coroa da

rainha, as grandes coroas das rainhas. Magna corona

reginae, magnae coronae reginarum. A verdadeira e

a falsa guerra, as verdadeiras e as falsas guerras. bellum verum et falsum, bella vera et falsa. O prêmio do

bom aluno, os prêmios dos bons alunos. Praemium al

umni boni, praemia alumnorum bonorum.

 

ESTUDO DO VERBO SUM

sum, es, esse, fui.

Indicativo presente

sum

es

est

sumus

estis

sunt

Pretérito imperfeito do indicativo Eram Eras Erat Eramus Eratis Erant

Pretérito perfeito do indicativo Fui Fuisti Fuit Fuimus Fuistis Fuerant

Pretérito mais-que-perfeito Fueram (fora ou tinha sido) Fueras Fuerat Fueramus Fueratis fuerant

 

Concordância do verbo sum

Predicativo: substantivo ou adjetivo.

~ìä~ÇÉä~íáãKÄäçÖëéçíKÅçãKÄêLéLäáÅçÉëJáJñááKÜíãä

VLNO

NTLNMLNO

i^qfj =`i‡ppf`l W=f=É=ff=aÉÅäáå~Ð₣Éë

Substantivo: a concordância dá-se em caso. Adjetivo: a concordância dá-se em caso, gêne

ro e número.

Exemplos:

Petrus est bonus. Maria est bona. Pedro é bom. Maria é boa.

Viri sunt praesidium patriae. Os homens são

a defesa da pátria.

(viri, subst. plural, nom. masc.), (praesidium, nom. sing. neutro).

Predicativo

seres animados de gêneros diferentes, prevalece o masculino.

Exemplo:

Vilicus et vilica sunt expediti (o caseiro e a caseira são expeditos).

seres inanimados de gêneros diferentes, a concordância dá-se com o neutro plural.

Exemplos:

Lectus et sella sunt lignea. A cama e a cadeira são de madeira.

Veri ami pauci sunt. Amigos verdadeiros são Poetae parcas agricolarum mensas laudant. agricultores. Pugnae ruinarum magnarum causa sunt. As

poucos. Os poetas louvam as mesas frugais dos

batalhas são a causa das grandes ruínas.

Modestam agricolarum vitam amo. Eu amo a vida modesta dos agricultores. Multorum malorum, domine, causa es. És a causa de muitos males, senhor.

As mesas de muitos senhores são frugais. M

ensae dominorum multorum parci sunt. Os

verdadeiros amigos são tesouro para a pátria. Amici veri thesaurus patriae sunt. Os romanos foram discípulos dos gregos. Romani discipuli Graecorum fuerunt.

O lobo devora o teu e o meu cordeiro. Lupus a

gnum te et me devorat.

Tínhamos sido bons amigos dos agricultores. Agricolis amicos bonos fueramus.

Particularidades da Segunda Declinação

NOMES EM 'ER' - estão dividos em dois grupo No primeiro (maior parte), os nomes que perd No segundo, os que permanecem com o e ao

s:

em o e ao serem declinados; serem declinados.

Exemplo dos que perdem o e quando declinados:

liber = livro

Singular

Nom. liber

Voc. liber

Gen. libri

Dat. libro

Abl. libro

Acs. librum

Plural

Nom. libri

Voc. libri

Gen. librorum

Dat. libris

Abl. libris

Acs. libros

Exemplo dos que não perdem o e quando declinados:

Puer = criança

Singular

Nom. puer

Voc. puer

Gen. pueri

~ìä~ÇÉä~íáãKÄäçÖëéçíKÅçãKÄêLéLäáÅçÉëJáJñááKÜíãä

NMLNO

NTLNMLNO

i^qfj =`i‡ppf`l W=f=É=ff=aÉÅäáå~Ð₣Éë

Dat. puero

 

Abl. puero

Acs. puerum

Plural

Nom. pueri

Voc. pueri

Gen. puerorum

 

Dat. pueris

Abl. pueris

Acs. pueros

Como saber se o nome perde ou não o "e" nas declinações? Nos dicionários de latim, os nomes geralmente são apresentados com o seu Genitivo singular. Assim, no dicionário encontraremos:

Puer, -eri = menino, criança Liber, -bri = livro

 

Estes neutros, embora terminem em “us” e só se empregam no singular:

vulgus, i = vulgo virus, i = veneno pelagus, i = mar

 
 

VOZES DO VERBO

VOZ ATIVA O sujeito pratica a ação expressa pelo verbo. “O menino feriu o professor.”

VOZ PASSIVA O sujeito sofre a ação expressa pelo verbo. “O menino foi castigado pelo professor.” pelo professor = agente da passiva

O agente da passiva costuma vir precedido por: pelo, pela, pelos, pelas e de, em verbos

que denotam sentimento: querido das criança

s.

NOTA – passiva vem de passio, passionis = s

ofrer, padecer

Como fica em latim:

 

Sujeito verbo agente da passiva Nominativo voz passiva Ablativo

   

amo, are – presente do indicativo (voz ativa)

 

am

o

am

a

s

am

a

t

am

a

mus

am

a

tis

am

a

nt

Amo, are – presente (voz passiva)

   

am

o

r

Sou amado

am

a

ris

És amado

am

a

tur

É amado

am

a

mur

Somos amado

am

a

mini

Sois amado

am

a

ntur

São amados

Amo, are – pretérito imperfeito (voz passiva)

 

am

a

ba

 

m

amava

am

a

ba

s

amavas

am

a

ba

t

amava

~ìä~ÇÉä~íáãKÄäçÖëéçíKÅçãKÄêLéLäáÅçÉëJáJñááKÜíãä

NNLNO

NTLNMLNO

i^qfj =`i‡ppf`l W=f=É=ff=aÉÅäáå~Ð₣Éë

 

am

a

ba

 

mus

amávamos

 

am

a

ba

tis

amáveis

am

a

ba

nt

amavam

Pretérito (Voz passiva)

 

am

a

ba

 

r

Era amado

am

a

ba

 

ris

Eras amado

am

a

ba

tur

Era amado

am

a

ba

mur

Éramos amados

am

a

ba

mini

Éreis amado

am

a

ba

ntur

Eram amados

Recomende isto no Google  

Recomende isto no Google

 
   

Assinar: Postagens (Atom)

 
 

Modelo Simple. Imagens de modelo por sandoclr. Tecnologia do Blogger.

~ìä~ÇÉä~íáãKÄäçÖëéçíKÅçãKÄêLéLäáÅçÉëJáJñááKÜíãä

NOLNO