Sei sulla pagina 1di 35

Manual do OsCam Em português

Índice

Compilação

5

Dependências

5

Compilador para outros equipamentos

5

Opções de compilação

6

Funções a compilar

7

Compilação para outra plataforma

7

Processo de compilação

7

1º - Download do código fonte

7

2º - Pasta para compilação

7

3º - Definir compilador

8

4º - Preparar compilação

8

5º - Compilar

8

Ficheiros e atributos

9

Em i686

9

Equipamentos

9

Localização e atributos

9

Em Enigma2

10

Equipamentos

10

Localização e atributos

10

Ficheiro “oscam.conf”

Configurações globais

10

10

Prioridade cartões locais

10

nice

11

waitforcards

11

Ligar log do OsCam

11

Destino do log do OsCam

11

Tamanho do ficheiro log do OsCam

11

Ligar log dos utilizadores do OsCam

12

Destino do log dos utilizadores do OsCam

12

Destino do PID

12

Pasta para CW's

12

Saveinithistory

12

Modulo DVB API

13

Ligar/Desligar

13

Actualização de cartões

13

Username

13

Tipo de DVB-API

14

pmt_mode

14

Ignorar

14

Prioridade

15

WebInterface

15

Porta

15

Username

15

Password

15

CSS

16

Templates OsCam

16

Script

16

httphideidleclients

16

Intervalo de recarregamento

16

IP's permitidos OsCam

16

DNS permitido

17

Monitor

17

Porta

17

Serverip

17

Nocrypt

17

Aulow

17

Nível de monitor

18

hideclient_to

18

appendchaninfo

Servidor NewCamd

18

18

Porta

18

DES Key

19

Hostname e IP permitidos

19

serverip

19

keepalive

19

Servidor CCcam

19

Porta

19

Versão

20

Build

20

Nível de re-partilha

20

Servidor Radegast

20

Porta

21

Serverip

21

Hostname e IP permitidos

21

User

21

Ficheiro “oscam.server”

Leitores

22

22

Nome

22

Ligar/Desligar

22

Protocolo

23

Local do leitor

23

Username e Password

24

Grupo

24

Detecção do cartão

24

Cache de EMM

25

Cache de ECM's

25

Bloqueio de EMM's únicas

25

Bloqueio de EMM's compartilhadas

26

Bloqueio de EMM's globais

26

Bloqueio de EMM's desconhecidas

26

Frequência padrão

26

Frequência de leitora

26

Versão CCcam

27

cccmaxhops

27

Reenvio de ECM para CCcam

27

cccdisableautoblock

27

CAID

28

IDENT

28

Serviços

28

Desligar AU

28

ID Provedor para AU

29

Ficheiro “oscam.user”

29

Username

29

Password

29

Ligar/Desligar

29

Grupo

29

Serviços

30

Hostname permitidos

30

uniq

30

Tempo de inactividade

30

Nível de monitor

31

Actualização de cartões

31

keepalive

31

IDENT

31

CAID

32

cccmaxhops

32

Nível de re-partilha

32

Ficheiro “oscam.services”

Grupo de serviços

32

32

Caid

33

ID dos provedores

33

ID dos serviços

33

Ficheiro “oscam.srvid”

33

Identificação

Ficheiro “oscam.provid”

Identificação

Ficheiro das chaves constantes

Composição das chaves

Créditos finais:

33

34

34

34

34

35

Tutorial OsCam

by: Gladyator

Compilação

O OsCam é um programa Open Source (Código Aberto). Como tal, os utilizadores ao invés de fazerem download do executável, podem fazer download do código fonte e compilarem da forma que pretendem, para a plataforma que quiserem e até mesmo alterá-lo.

Dependências

Para compilar o OsCam, precisamos de um computador com o sistema operativo Linux, bem como alguns programas e bibliotecas, tais como:

subversion;

g++;

cmake >= 2.6;

libpcsclite1;

libpcsclite-dev;

gcc;

automake;

make;

libssl-dev;

libusb-dev;

Compilador para outros equipamentos (Caso se verifique);

Compilador para outros equipamentos Caso o equipamento de destino não seja um computador, deve-se fazer download do compilador correspondente.

MIPS Router/DD-WRT

http://www.streamboard.gmc.to/wbb2/tut-

pics/toolchains/Toolchain_MIPS-Router-uclib-0.9.28.bz2

MIPS Router/OpenWRT - Little endian Kernel 2.4x

http://downloads.openwrt.org/kamikaze/7.09/brcm-2.4/OpenWrt

-SDK-brcm-2.4-for-Linux-i686.tar.bz2

MIPS Router/OpenWRT - Little endian Kernel 2.6x

http://downloads.openwrt.org/kamikaze/7.09/brcm47xx-2.6/Ope

nWrt-SDK-brcm47xx-2.6-for-Linux-i686.tar.bz2

Tutorial OsCam

by: Gladyator

MIPS Router/Fonera

http://downloads.openwrt.org/kamikaze/7.09/atheros-2.6/Open

Wrt-SDK-atheros-2.6-for-Linux-i686.tar.bz2

MIPS Router Fritzbox

http://www.streamboard.gmc.to/wbb2/tut-

pics/toolchains/Toolchain_MIPS-Router-Fritzbox-

uclib-0.9.29.tar.gz

MIPSEL Dreambox 800/8000/7025

http://www.streamboard.gmc.to/wbb2/tut-

pics/toolchains/Toolchain_mipsel-tuxbox-

linux.Dreambox.tar.gz

PPC Dreambox 500/600/7000/7020

http://www.streamboard.gmc.to/wbb2/tut-

pics/toolchains/Toolchain_powerpc-tuxbox-

linux_DreamboxPPC.tar.bz2

ARM NSLU2 UNSLUG

http://www.streamboard.gmc.to/wbb2/tut-

pics/toolchains/Toolchain_armv5b-softfloat-

linux_Unslug.tar.gz

ARM NSLU2 OpenWRT

http://downloads.openwrt.org/kamikaze/7.09/ixp4xx-2.6/OpenW

rt-SDK-ixp4xx-2.6-for-Linux-i686.tar.bz2

COOLSTREAM

http://www.dbox2world.selfip.com/board293-coolstream-

hd1/board314-coolstream-development/8064-arm-cross-

compiler-toolchain

Para Coolstream com leitor interno de cartões, tem de se copiar o ficheiro da biblioteca “libnxp.so” para a pasta “sys-root/lib” do compilador correspondente (Ver anexo).

Opções de compilação

Estas opções fazem com que o compilador no processo de compilação acrescente ou ignore partes do código fonte do OsCam que correspondem a determinadas funcionalidades do mesmo, defina para que plataforma se destina, entre outras.

Tutorial OsCam

by: Gladyator

Funções a compilar Estas opções adicionam ou retiram funções do OsCam na compilação.

SINTAXE: <Funções a compilar>=< 0 | 1 >

Opções:

<Funções a compilar>

-DCS_ANTICASC - Activa o anti-cascata (Padrão = 1);

-DCS_LOGHISTORY - Activa o histórico do log (Padrão = 1);

-DCS_WITH_GBOX - Activa o suporte GBox (Padrão = 0);

-DCS_LED - ???? (Padrão = 0);

-DWEBIF - Activa o WebInterface (Padrão = 0);

-DIRDETO_GUESSING - ???? (Padrão = 0);

-DWITH_STAPI - ???? (Padrão = 0);

<Valores>

0 = Desactiva a opção;

1 = Activa a opção;

Compilação para outra plataforma Esta opção serve para definir qual o compilador a usar.

SINTAXE: -DCMAKE_TOOLCHAIN_FILE=<Pasta do código fonte>/toolchains/toolchain- <PLATAFORMA>.cmake

Processo de compilação

1º - Download do código fonte Para fazer download do código fonte mais recente disponível online, usa-se o seguinte comando:

SINTAXE: svn co http://streamboard.gmc.to/svn/oscam/trunk <pasta de destino>

Exemplo:

svn co http://streamboard.gmc.to/svn/oscam/trunk /opt/oscam_source

2º - Pasta para compilação Normalmente a pasta usada para a compilação é criada dentro da pasta do código fonte do OsCam e com o nome de “build”, mas não é uma regra obrigatória.

Exemplo:

mkdir /opt/oscam_source/build

Tutorial OsCam

by: Gladyator

3º - Definir compilador Este procedimento só é necessário caso a compilação não tenha como destino um computador.

Na pasta “toolchains” que se encontra dentro da pasta do código fonte do OsCam, vai encontrar vários ficheiros designados por “toolchain-<PLATAFORMA>.cmake”. Edite a

linha “set (CMAKE_C_COMPILER

pretendida, e coloque o caminho do executável do compilador.

)”

do ficheiro correspondente à plataforma

Exemplo:

#toolchain-mips-tuxbox.cmake

set (OSCAM_SYSTEM_NAME Tuxbox) set (CMAKE_SYSTEM_NAME Linux) set (CMAKE_C_COMPILER /opt/compiler/mipsel- tuxbox/bin/mipsel-unknown-linux-gnu-gcc) set (CMAKE_SYSTEM_PROCESSOR mips)

4º - Preparar compilação Este processo cria as regras que definem o tipo de compilação a ser feita. Mas primeiro terá de entrar na pasta destinada a compilação.

Exemplo:

cd /opt/oscam_source/build/

Em seguida é feita a preparação da compilação. Pode usar as opções de compilação que necessitar, mas têm que ser definidas todas no mesmo comando “cmake”. Caso a compilação seja para outra plataforma, terá de adicionar obrigatoriamente a opção “- DCMAKE_TOOLCHAIN_FILE”

SINTAXE: cmake [<Opção de compilação>] [<Opção de compilação>] <Pasta onde se encontra o código fonte>

Exemplo:

cmake -DWEBIF=1 -DCMAKE_TOOLCHAIN_FILE= /toolchains/toolchain-mips- tuxbox.cmake

5º - Compilar Esta é a etapa final. Tem de obrigatoriamente estar dentro da pasta de compilação. O ficheiro executável vai ficar dentro da mesma com o nome “oscam”.

SINTAXE: make

Tutorial OsCam

by: Gladyator

Ficheiros e atributos

Os ficheiros com as configurações do OsCam, em cada sistema, têm um local pré- definido para serem colocados. Já o executável (BIN) não tem um local pré-definido, mas devido aos script's pré-construídos disponibilizados na internet e nos servidores das imagens para receptores, o executável é normalmente colocado num sitio especifico.

Para alterar o local dos ficheiros com as configurações, utilize na execução do OsCam, o parâmetro “-c” seguido do novo local onde estão as configurações.

SINTAXE: <executável> -c <novo local das configurações>

Exemplo:

/usr/bin/oscam -c /hdd/oscam/ Os nomes dos ficheiros com as configurações não podem ser alterados.

Já no executável, tanto o nome como o local podem ser alterados.

SINTAXE: <local>/<nome do executável>

Exemplo:

/hdd/oscam/bin/oscam.bin Estas alterações devem ser feitas nos scripts de execução do OsCam.

Em i686

O pacote para este sistema é designado por “oscam-svnX-i686-pc-linux”.

Equipamentos Computadores com sistema operactivo Linux 32Bits.

Localização e atributos Os ficheiros “oscam.conf”, “oscam.provid”, “oscam.server”, “oscam.services”,

“oscam.srvid” e “oscam.user” têm como pasta pré-definida “/usr/local/etc/” e os atributos dos ficheiros são 755 (-rwxr-xr-x).

O ficheiro executável tem como pasta pré-definida “/usr/local/bin/” e os atributos do

ficheiro são 755 (-rwxr-xr-x).

Tutorial OsCam

by: Gladyator

Em Enigma2

O pacote para este sistema é designado por “oscam-svnX-mips-tuxbox”.

Equipamentos DreamBox 500HD, DreamBox 7025, DreamBox 800, DreamBox 8000.

Localização e atributos Os ficheiros “oscam.conf”, “oscam.provid”, “oscam.server”, “oscam.services”,

“oscam.srvid” e “oscam.user” têm como pasta pré-definida “/var/tuxbox/config/'” e os atributos dos ficheiros são 755 (-rwxr-xr-x).

O ficheiro executável tem como pasta pré-definida “/usr/bin/” e os atributos do ficheiro são

755 (-rwxr-xr-x).

Ficheiro “oscam.conf”

Ficheiro onde estão as principais configurações OsCam e as configurações das linhas dos servidores OsCam.

Configurações globais

Secção das configurações Globais. Esta secção é OBRIGATÓRIA.

SINTAXE: [global]

Prioridade cartões locais Este parâmetro faz com que o OsCam tente em primeiro lugar descodificar pelos cartões locais.

SINTAXE: preferlocalcards = 0 | 1

Valores:

0 = Desligado;

1 = Ligado;

VALOR PADRÃO = 0;

Tutorial OsCam

by: Gladyator

nice Prioridade do sistema.

SINTAXE: nice = [-20

Valores:

+20]

Entre-20 a 20;

VALOR PADRÃO = 99;

waitforcards Esperar que os cartões locais inicializem, antes de abrir as portas de rede.

SINTAXE: waitforcards = 0 | 1

Valores:

0 = Desligado;

1 = Ligado;

VALOR PADRÃO = 1;

Ligar log do OsCam Ligar ou desligar o log do OsCam.

SINTAXE: disablelog = 0 | 1

Valores:

0 = Ligado;

1 = Desligado;

VALOR PADRÃO = 0;

Destino do log do OsCam Local e nome do ficheiro onde vai ser arquivado o log do OsCam.

SINTAXE: logfile = <Nome e caminho do ficheiro> | /dev/null | /dev/tty | syslog

Valores:

<Nome e caminho do ficheiro>;

/dev/null;

/dev/tty;

syslog;

VALOR PADRÃO = /var/log/oscam.log;

Tamanho do ficheiro log do OsCam Tamanho máximo em "kbytes" para o ficheiro log.

SINTAXE: maxlogsize = <numero de kbytes>

Valores:

VALOR PADRÃO = <numero de kbytes>;

Tutorial OsCam

by: Gladyator

Ligar log dos utilizadores do OsCam Ligar ou desligar o log dos logins dos utilizadores do OsCam.

SINTAXE: disableuserfile = 0 | 1

Valores:

0 = Ligado;

1 = Desligado;

VALOR PADRÃO = 0;

Destino do log dos utilizadores do OsCam Local e nome do ficheiro onde vai ser arquivado o log dos logins dos utilizadores do OsCam.

SINTAXE: usrfile = <Nome e caminho do ficheiro>

Valores:

<Nome e caminho do ficheiro>;

VALOR PADRÃO = Nenhum;

Destino do PID Local e nome do ficheiro onde vai ser arquivado o PID do OsCam.

SINTAXE: pidfile = <Nome e caminho do ficheiro>

Valores:

<Nome e caminho do ficheiro>;

VALOR PADRÃO = Nenhum;

Pasta para CW's Pasta onde vão ser armazenadas as chaves dos serviços já desencriptadas.

SINTAXE: cwlogdir = <Caminho da pasta>

Valores:

<Caminho da pasta>;

VALOR PADRÃO = Nenhum;

Saveinithistory Se esta opção estiver activa, fará com que o OsCam grave o histórico cartão. Para consultar o “Show Entitlement”, esta opção tem de estar activa.

SINTAXE: saveinithistory = 0 | 1

Valores:

0 = Desligado;

1 = Grava o histórico em “/tmp/.oscam/reader<number>”;

VALOR PADRÃO = 0;

Tutorial OsCam

by: Gladyator

Modulo DVB API

Secção do modulo DVB API, onde se definem as configurações de visualização de imagem pelo OsCam.

SINTAXE: [dvbapi]

Ligar/Desligar Parâmetro que permite ligar ou desligar o modulo DVB API.

SINTAXE: enabled = 0 | 1

Valores:

0 = Desligado;

1 = Ligado;

VALOR PADRÃO = 0;

Actualização de cartões Permitir que o modulo DVB API envie EMM para actualizar cartões.

SINTAXE: au = 0 | 1

Valores:

0 = Desligado;

1 = Ligado;

VALOR PADRÃO = 0;

Username Nome do utilizador para o cliente DVB-API.

SINTAXE: user = <username>

Valores:

VALOR PADRÃO = anonymous;

Tutorial OsCam

by: Gladyator

Tipo de DVB-API Esta opção define o tipo de modulo DVB-API usado no receptor.

SINTAXE: boxtype = dbox2 | dreambox | duckbox | ufs910 | ipbox | ipbox-pmt | fortis

Valores:

dbox2 = ???;

dreambox = Receptor DreamBox;

duckbox = ???;

ufs910 = ???;

ipbox = ???;

ipbox-pmt = ???;

fortis = ???;

VALOR PADRÃO = dreambox;

pmt_mode

???????????????????.

SINTAXE: pmt_mode = 0 | 1 | 2 | 3

Valores:

0 = Usa o camd.socket e o ficheiro PMT;

1 = Desactiva a leitora do ficheiro PMT;

2 = Desactiva o camd.socket;

3 = Le o ficheiro PMT apenas no arranque;

VALOR PADRÃO = 0;

Ignorar Os CAIDs que o modulo DVB-API irá ignorar. Caso especifique mais que um CAID, utilize o caracter vírgula (,) para os separar.

SINTAXE: ignore = <CAID>[,<CAID>]

Valores:

<CAID> = CAID a ser ignorado;

VALOR PADRÃO = Nenhum;

Tutorial OsCam

by: Gladyator

Prioridade Os CAIDs e provedores a que o modulo DVB-API irá dar prioridade. Caso especifique mais que uma entrada, utilize o caracter vírgula (,) para as separar.

SINTAXE: priority = <CAID>:<ID Provedor>[,<CAID>:<ID Provedor>]

Valores:

<CAID> = CAID do ID provedor que terá prioridade. Cada CAID tem de ter OBRIGATORIAMENTE um ID provedor;

<ID Provedor> = Provedor que terá prioridade. Utilize o caracter dois-pontos (:) para separar o CAID do ID provedor;

VALOR PADRÃO = Os CAIDs e ID provedores dos cartões locais, terão prioridade;

WebInterface

Secção das configurações do WebInterface. O WebInterface permite o controlo do OsCam utilizando por exemplo um browser.

SINTAXE: [webif]

Porta Porta de escuta da ligação ao WebInterface do OsCam. Caso utilize a secção [webif], este valor é OBRIGATÁRIO.

SINTAXE: httpport = 0 | <numero da porta>

Valores:

0 = Desligado;

<numero da porta> = Numero da porta para o servidor WebInterface;

VALOR PADRÃO: Nenhum;

Username Nome do utilizador cliente do WebInterface.

SINTAXE: httpuser = <username>

Valores:

VALOR PADRÃO = Nenhum;

Password Password do utilizador cliente do WebInterface.

SINTAXE: httppwd = <password>

Valores:

VALOR PADRÃO = Nenhum;

Tutorial OsCam

by: Gladyator

CSS Local e nome do ficheiro CSS. Este ficheiro contem as configurações do aspecto do WebInterface.

SINTAXE: httpcss = <Nome e caminho do ficheiro>

Valores:

VALOR PADRÃO = Nenhum;

Templates OsCam Caminho para as templates externas.

SINTAXE: httptpl = <path>

Valores:

VALOR PADRÃO = Nenhum;

Script

???????????

SINTAXE: httpscript = path

httphideidleclients

???????????

SINTAXE: httphideidleclients = 0

Intervalo de recarregamento Intervalo de tempo em segundos em que a pagina do WebInterface é recarregada.

SINTAXE: httprefresh = <numero de segundos>

Valores:

VALOR PADRÃO = Nenhum;

IP's permitidos OsCam IPs internos ou externos que o OsCam permite que acedam ao servidor WebInterface. Pode ser especificado mais que um IP ou intervalo de IPs. Caso especifique mais que uma entrada, utilize o caracter vírgula (,) para as separar. Nesta opção não é permitida a especificação de DNS's.

SINTAXE: httpallowed = <IP>|<Primeiro IP>-<Ultimo IP>[,<IP>|<Primeiro IP>- <Ultimo IP>]

Valores:

<IP> = IP único;

<Primeiro IP>-<Ultimo IP> = Intervalo de IPs. Todos os IPs entre <Primeiro IP> e <Ultimo IP>, são autorizados;

VALOR PADRÃO = Nenhum;

Tutorial OsCam

by: Gladyator

DNS permitido Local onde pode ser especificado um DNS's que terá acesso ao servidor WebInterface do OsCam. Só é permitida a especificação de um único DNS.

SINTAXE: httpdyndns = <DNS>

Valores:

VALOR PADRÃO = Nenhum;

Monitor

Secção das configurações para programas de monitorização como por exemplo o “microMon”.

SINTAXE: [monitor]

Porta Porta UDP de escuta da ligação de programas de monitorização do OsCam.

SINTAXE: port = 0 | <numero da porta>

Valores:

0 = Desligado;

<numero da porta> = Numero da porta UDP;

VALOR PADRÃO: 0;

Serverip

???????????

SINTAXE: serverip = <Endereço IP>

Nocrypt

???????????

SINTAXE: nocrypt = = <IP>|<Primeiro IP>-<Ultimo IP>[,<IP>|<Primeiro IP>-<Ultimo IP>]

Aulow

???????????

SINTAXE: aulow = <minutos>

Tutorial OsCam

by: Gladyator

Nível de monitor ?????. O valor desta opção pode ser substituído pelo valor do utilizador em “oscam.user”.

SINTAXE: monlevel = 0 | 1 | 2 | 3 | 4

Valores

0 = Sem acesso ao monitor;

1 = Acesso só ao servidor e aos próprios procs

2 = Acesso só para ver todos os procs;

3 = Acesso a todos os procs, e possibilidade de recarregar o “oscam.user”;

4 = Acesso completo;

hideclient_to

?????.

SINTAXE: hideclient_to = <Segundos>

appendchaninfo

?????.

SINTAXE: appendchaninfo = 0 | 1

Servidor NewCamd

Secção onde são feitas as configurações para o servidor do protocolo NewCamd no OsCam.

SINTAXE: [newcamd]

Porta Portas de acesso ao servidor NewCamd. O protocolo utilizado é TCP.

SINTAXE: port = <PORTA>@<CAID>[:<IDENT>][,<IDENT>][;<PORTA>@<CAID>[:<IDENT>] [,<IDENT>]]

Valores:

<PORTA> = Porta do Servidor. Cada CAID tem de ter OBRIGATORIAMENTE uma porta. Separe a porta do CAID com o caracter (@);

<CAID> = CAID que vai ser servido pela porta específica. Caso especifique mais que um CAID, separe-os por ponto-e-vírgula (;);

<IDENT> = IDENT de determinado CAID. Separe o CAID da porta com o caracter

dois-pontos (:). Caso especifique mais que um IDENT por CAID, separe-os por vírgula (,). A especificação do IDENT, é opcional;

VALOR PADRÃO = Nenhum;

Tutorial OsCam

by: Gladyator

DES Key Chave de encriptação para os clientes NewCamd.

SINTAXE: key = <deskey>

Valores:

VALOR PADRÃO = Nenhum;

Hostname e IP permitidos Hostnames e IPs que o OsCam permite que acedam ao servidor NewCamd. Pode ser especificado mais que um IP ou intervalo de IPs. Caso especifique mais que uma entrada, utilize o caracter vírgula (,) para as separar.

SINTAXE: allowed = <IP>|<Primeiro IP>-<Ultimo IP>[,<IP>|<Primeiro IP>-<Ultimo IP>]

Valores:

<IP> = IP único;

<Primeiro IP>-<Ultimo IP> = Intervalo de IPs. Todos os IPs entre <Primeiro IP> e <Ultimo IP>, são autorizados;

VALOR PADRÃO = Nenhum;

serverip

???????????

SINTAXE: serverip = <IP address>

keepalive

???????????

SINTAXE: keepalive = 0 | 1

Servidor CCcam

Secção onde são feitas as configurações para o servidor do protocolo CCcam no OsCam.

SINTAXE: [cccam]

Porta Porta de acesso ao servidor CCcam do OsCam. O protocolo utilizado é TCP.

SINTAXE: port = 0 | <PORTA>

Valores:

0 = Desliga o servidor CCcam do OsCam;

<PORTA> = Porta do servidor CCcam do OsCam;

VALOR PADRÃO = 0;

Tutorial OsCam

by: Gladyator

Versão Define a versão do servidor CCcam do OsCam.

SINTAXE: version = <Versão Principal>.<Versão>.<Sub Principal>

Valores:

<Valor>

<Versão Principal> = ????;

<Versão> = ????;

<Sub Principal> = ????;

VALOR PADRÃO = Nenhuma;

Build Define a build do servidor CCcam do OsCam.

SINTAXE: build = <Build>

Valores:

<Build> = ????. Composto por 4 dígitos no formato decimal;

VALOR PADRÃO = Nenhuma;

Nível de re-partilha Define o nível de re-partilha a que os clientes do servidor CCcam do OsCam vão ter direito.

SINTAXE: reshare = <Nível>

Valores:

<Nível> = Nível de re-partilha;

0 = Não é feita re-partilha;

1 = Re-partilha apenas para os clientes directos (até distância 1);

2 = Re-partilha para os clientes até distância 2;

<Nível X> = Re-partilha para os clientes até distância X;

VALOR PADRÃO = Nenhuma;

Servidor Radegast

Secção onde são feitas as configurações para o servidor do protocolo Radegast no OsCam.

SINTAXE: [radegast]

Tutorial OsCam

by: Gladyator

Porta Porta de acesso ao servidor Radegast do OsCam. O protocolo utilizado é TCP.

SINTAXE: port = 0 | <PORTA>

Valores:

0 = Desliga o servidor Radegast do OsCam;

<PORTA> = Porta do servidor Radegast do OsCam;

VALOR PADRÃO = 0;

Serverip

???????

SINTAXE: serverip = <Endereço IP>

Valores:

<Endereço IP> = ??????;

VALOR PADRÃO = Todos;

Hostname e IP permitidos Hostnames e IPs que o OsCam permite que acedam ao servidor Radegast. Pode ser especificado mais que um IP ou intervalo de IPs. Caso especifique mais que uma entrada, utilize o caracter vírgula (,) para as separar.

SINTAXE: allowed = <IP>|<Primeiro IP>-<Ultimo IP>[,<IP>|<Primeiro IP>-<Ultimo IP>]

Valores:

<IP> = IP único;

<Primeiro IP>-<Ultimo IP> = Intervalo de IPs. Todos os IPs entre <Primeiro IP> e <Ultimo IP>, são autorizados;

VALOR PADRÃO = Nenhum;

User

???????.

SINTAXE: user = <Username>

Valores:

<Username> = ??????;

Tutorial OsCam

by: Gladyator

Ficheiro “oscam.server”

Ficheiro onde são feitas as configurações de acesso a servidores internos e externos. Os leitores de cartões locais, também são especificados aqui.

Leitores

Secção de leitores (acesso) de servidores. É OBRIGATÓRIA a configuração de pelo- menos um leitor (secção [reader]). Por cada protocolo diferente de leitor, é OBRIGATÓRIA a especificação de uma secção [reader].

SINTAXE: [reader]

Nome Nome para o leitor. Nunca utilize o número “1” para especificar o nome do leitor, para não entrar em conflito com os valores permitidos no parâmetro “au” do ficheiro “oscam.user”. Este parâmetro é OBRIGATÓRIO.

SINTAXE: label = <nome>

Ligar/Desligar Parâmetro que permite ligar ou desligar o leitor onde este parâmetro está especificado.

SINTAXE: enable = 1 | 0

Valores:

0 = Desligado;

1 = Ligado;

VALOR PADRÃO = 1;

Tutorial OsCam

by: Gladyator

Protocolo Parâmetro onde é especificado o tipo de protocolo que vai ser usado pelo leitor. Este parâmetro é OBRIGATÁRIO.

SINTAXE: protocol = mouse | mp35 | smartreader | internal | serial | camd35/cs357x | cs378x | gbox |newcamd/newcamd525 | newcamd524 | cccam | radegast | pcsc | constcw

Valores:

mouse = ???;

mp35 = ???;

smartreader = ???;

internal = Leitor interno do receptor;

serial = ???;

camd35|cs357x = ???;

cs378x = ???;

gbox = ???;

newcamd|newcamd525 = Servidor do tipo NewCamd;

newcamd524 = ???;

cccam = Servidor do tipo Cccam;

radegast = Servidor do tipo RadeGast;

pcsc = ???;

constcw = Ficheiro com chaves constantes;

Local do leitor Local onde é definido o caminho, endereço ou local do leitor.

SINTAXE: device = <device> | <Serial>:<Reader serial> | <bus>:<device> | <ip | hostname>,<porta>[,<porta de remapping>] | <pcsc> | <0|1> | <CW constantes>

Valores:

<device> = Caminho do leitor;

<bus>:<device> = ???;

<Serial>:<Reader serial> = ???;

<ip | hostname>,<porta>[,<porta de remapping>] = Endereço e porta de servidores

internos ou externos;

<pcsc> = ???;

<0|1> = Para Coolstream HD. Só é permitida a escolha de apenas um leitor (0|1);

<CW constantes> = Nome e caminho do ficheiro onde se encontram as chaves constantes;

Tutorial OsCam

by: Gladyator

Username e Password Utilizador e password de ligação aos servidores de outros emuladores.

SINTAXE: account = <username>,<password>

Valores:

<username>,<password> = O utilizador e password, são separados pelo caracter vírgula (,);

Grupo Número do grupo associado ao leitor. Este parâmetro é OBRIGATÁRIO.

SINTAXE: group = <numero do grupo>

Detecção do cartão Status da detecção do cartão. Esta opção só deve ser usada quando o protocolo escolhido na opção <Protocolo> for “internal”.

SINTAXE: detect = CD | DSR | CTS | RING | NONE | gpio[1-7]

Valores:

CD = ???;

DSR = ???;

CTS = ???;

RING = ???;

NONE = Não detecção;

gpio[1-7] = ???;

VALOR PADRÃO = CD;

Tutorial OsCam

by: Gladyator

Cache de EMM Configurações do cache de EMM do leitor. Cada um dos valores deste parâmetro é separado pelo caracter vírgula (,).

SINTAXE: emmcache = <0 | 1>,<numero de vezes>,<LOG>

Valores:

<usecache>:

0 = Desliga;

1 = Liga;

VALOR PADRÃO = 0;

<numero de vezes> = Numero de vezes que o mesma EMM é escrita;

<LOG> = Para registar o log de um só tipo de EMMs, coloque somente o valor a

baixo referenciado para o tipo de EMM correspondente. Para registar mais que um tipo de EMM, some os valores dos tipos de log pretendidos. Exemplo – para registar as EMMs escritas e bloqueadas some 2 + 8 = 10:

0 = Desactiva o log das EMMs;

1 = Regista o log das EMMs erradas;

2 = Regista o log das EMMs escritas;

4 = Regista o log das EMMs ignoradas;

8 = Regista o log das EMMs bloqueadas;

Cache de ECM's Esta opção faz com que o OsCam grave em cache as ECM's para o leitor correspondente.

SINTAXE: ecmcache = 1 | 0

Valores:

0 = Desligado;

1 = Ligado;

VALOR PADRÃO = 1;

Bloqueio de EMM's únicas Esta opção faz com que o OsCam bloqueie as EMM's únicas.

SINTAXE: blockemm-u = 0 | 1

Valores:

0 = Permite;

1 = Bloqueia;

VALOR PADRÃO = 0;

Tutorial OsCam

by: Gladyator

Bloqueio de EMM's compartilhadas Esta opção faz com que o OsCam bloqueie as EMM's compartilhadas.

SINTAXE: blockemm-s = 0 | 1

Valores:

0 = Permite;

1 = Bloqueia;

VALOR PADRÃO = 0;

Bloqueio de EMM's globais Esta opção faz com que o OsCam bloqueie as EMM's globais.

SINTAXE: blockemm-g = 0 | 1

Valores:

0 = Permite;

1 = Bloqueia;

VALOR PADRÃO = 0;

Bloqueio de EMM's desconhecidas Esta opção faz com que o OsCam bloqueie as EMM's de tipo desconhecido.

SINTAXE: blockemm-unknown = 0 | 1

Valores:

0 = Permite;

1 = Bloqueia;

VALOR PADRÃO = 0;

Frequência padrão Frequência padrão do cartão em unidades (10kHz). Para cartões Irdeto, coloque "600". Esta opção só deve ser usada quando o protocolo escolhido na opção <Protocolo> for “internal”.

SINTAXE: cardmhz = <Número em unidades (10kHz)>

Valores:

VALOR PADRÃO = 357;

Frequência de leitora Frequência de leitora do cartão em unidades (10kHz). Esta opção só deve ser usada quando o protocolo escolhido na opção <Protocolo> for “internal”.

SINTAXE: mhz = <Número em unidades (10kHz)>

Valores:

VALOR PADRÃO = 357;

Tutorial OsCam

by: Gladyator

Versão CCcam Define a versão do cliente CCcam do OsCam. Esta opção só deve ser usada quando o protocolo escolhido na opção <Protocolo> for “cccam”.

SINTAXE: cccversion = <Versão Principal>.<Versão>.<Sub Principal>

Valores:

<Valor>

<Versão Principal> = ????;

<Versão> = ????;

<Sub Principal> = ????;

VALOR PADRÃO = Nenhuma;

cccmaxhops ??????. Esta opção só deve ser usada quando o protocolo escolhido na opção <Protocolo> for “cccam”.

SINTAXE: cccmaxhops = <distância>

Valores:

<distância> = Distância máxima para ir buscar cartões;

0 = Apenas cartões locais (distância 0);

1 = Cartões de peers directos (ate distância 1);

2 = Cartões de peers directos e mais 1 distancia (ate distância 2);

<Distancia X> = Cartões ate distância X;

VALOR PADRÃO = 10;

Reenvio de ECM para CCcam Esta opção faz com que o OsCam reenvie, ou não, novo pedido de ECM para um servidor CCcam, quando o mesmo ignora o pedido anterior. Esta opção só deve ser usada quando o protocolo escolhido na opção <Protocolo> for “cccam”.

SINTAXE: cccdisableretryecm = 0 | 1

Valores:

0 = Envia novo pedido de ECM;

1 = Não envia novo pedido de ECM;

VALOR PADRÃO = 0;

cccdisableautoblock ????????. Esta opção só deve ser usada quando o protocolo escolhido na opção <Protocolo> for “cccam”.

SINTAXE: cccdisableautoblock = 1 | 0

Valores:

0 = ????;

1 = ????;

VALOR PADRÃO = 1;

Tutorial OsCam

by: Gladyator

CAID CAID definido para o leitor. Alguns protocolos só suportam um CAID.

SINTAXE: caid = <CAID>[&<MASK>][,<CAID>[&<MASK>]]

Valores:

<CAID> = CAID do leitor. Caso especifique mais que um CAID, utilize o caracter vírgula (,) para os separar;

<MASK> = Mascara do CAID. Este valor é opcional; VALOR PADRÃO = FFFF; O valor CAID e MASK são separados pelo caracter (&);

IDENT Define o CAID e IDENT do leitor.

SINTAXE: ident = <CAID>:<IDENT>[,<IDENT>][,<CAID>:<IDENT>[,<IDENT>]]

Valores:

<CAID> = CAID do leitor. Caso especifique mais que um CAID, utilize o caracter vírgula (,) para os separar;

<IDENT> = IDENT do CAID. Para separar o CAID do IDENT utilize o caracter dois-

pontos (:).Caso especifique mais que um IDENT por CAID, utilize o caracter vírgula (,) para os separar;

Serviços Lista de grupos de serviços aos quais o leitor vai ter acesso. Serve para definir a que serviços o utilizador vai ter ou não acesso. Caso especifique mais que um grupo de serviços, separe-os com o caracter vírgula (,). O caracter ponto-exclamação (!) tem o significado de negação quando usado antes da lista. Isto significa que o leitor não tem acesso aos serviços dessa lista;

SINTAXE: services = [!]<Grupo de serviços>[,[!]<Grupo de serviços>]

Valores:

VALOR PADRÃO = Nenhum;

Desligar AU Esta opção exclui o leitor específico da actualização automática de cartões.

SINTAXE: audisabled = 0 | 1

Valores:

0 = Não exclui o leitor;

1 = Exclui o leitor; VALOR PADRÃO = 0;

Tutorial OsCam

by: Gladyator

ID Provedor para AU Define o ID do provedor usado na actualização automática de cartões do leitor específico.

SINTAXE: auprovid = <Provedor ID>

Valores:

<Provedor ID> = Não exclui o leitor; VALOR PADRÃO = Nenhum;

Ficheiro “oscam.user”

Ficheiro onde são feitas as configurações das contas dos utilizadores para acederem aos servidores do OsCam, tanto dentro da rede como para fora da rede.

SINTAXE: [account]

Username Utilizador da conta. É OBRIGATÁRIA a especificação de um utilizador por conta.

SINTAXE: user = <nome do utilizador>

Password Password do utilizador da conta. É OBRIGATÁRIA a especificação de uma password por conta.

SINTAXE: pwd = <password do utilizador>

Ligar/Desligar Parâmetro que permite ligar ou desligar a conta onde este parâmetro está especificado.

SINTAXE: disabled = 0 | 1

Valores:

0 = Ligado;

1 = Desligado;

VALOR PADRÃO = 0;

Grupo Número do grupo dos leitores que pretende autorizar o acesso ao utilizador onde este parâmetro está referido. Este parâmetro é OBRIGATÁRIO. Caso especifique mais que um grupo, separe-os com o caracter vírgula (,);

SINTAXE: group = <numero do grupo>[,<numero do grupo>]

Tutorial OsCam

by: Gladyator

Serviços Lista de grupos de serviços ao qual o utilizador vai ter acesso. Serve para definir a que serviços o utilizador vai ter ou não acesso. Caso especifique mais que um grupo de serviços, separe-os com o caracter vírgula (,). O caracter ponto-exclamação (!) tem o significado de negação quando usado antes da lista. Isto significa que o utilizador não tem acesso aos serviços dessa lista;

SINTAXE: services = [!]<Grupo de serviços>[,[!]<Grupo de serviços>]

Valores:

VALOR PADRÃO = Nenhum;

Hostname permitidos Hostname que o utilizador que vai aceder ao seu servidor OsCam tem de ter.

SINTAXE: hostname = <hostname>

uniq

????????.

SINTAXE: uniq = 0 | 1 | 2 | 4

Valores:

0 = Desligado;

1 = Só é permitida uma conexão por utilizador;

2 = ????;

3 = ????;

4 = ????;

VALOR PADRÃO = 0;

Tempo de inactividade Tempo de espera em minutos para utilizador inactivo.

SINTAXE: sleep = <tempo em minutos>

Valores:

VALOR PADRÃO = Nenhum;

Tutorial OsCam

by: Gladyator

Nível de monitor ?????.

SINTAXE: monlevel = 0 | 1 | 2 | 3 | 4

Valores

0 = Sem acesso ao monitor;

1 = Acesso só ao servidor e aos próprios procs;

2 = Acesso só para ver todos os procs;

3 = Acesso a todos os procs, e possibilidade de recarregar o “oscam.user”;

4 = Acesso completo;

VALOR PADRÃO = 2;

Actualização de cartões Neste parâmetro é especificado qual o leitor que é actualizado com as EMMs enviadas pelos utilizadores onde este parâmetro está referido.

SINTAXE: au = <nome do leitor> | 1

Valores

<nome do leitor> = Nome do leitor onde está o cartão que quer que este utilizador

actualize. O nome do leitor é definido no parâmetro “label” no ficheiro “oscam.server”;

1 = As EMM são automaticamente enviadas para todos os leitores;

VALOR PADRÃO = Nenhum;

keepalive

?????????.

SINTAXE: keepalive = 1 | 0

Valores:

0 = Desligado;

1 = Ligado;

VALOR PADRÃO = 1;

IDENT

????.

SINTAXE: ident = <CAID>:<IDENT>[,<IDENT>][;<CAID>:<IDENT>[,<IDENT>]]

Valores:

<CAID>

<IDENT>

VALOR PADRÃO = Nenhum;

Tutorial OsCam

by: Gladyator

CAID Limite de CAIDs. Este parâmetro é OBRIGATÁRIO.

SINTAXE: caid = <CAID>[&<MASK>][:<CAID>[&<MASK>]]

Valores:

<CAID> = Identificação do CAID. Caso especifique mais que um CAID, utilize o caracter dois-pontos (:) para os separar;

<MASK> = Mascara do CAID. Este valor é opcional; VALOR PADRÃO = FFFF; O valor CAID e MASK são separados pelo caracter (&);

VALOR PADRÃO = Todos os CAIDs;

cccmaxhops

??????.

SINTAXE: cccmaxhops = <distância>

Valores:

VALOR PADRÃO = 10;

Nível de re-partilha Define o nível de re-partilha a que os clientes do servidor CCcam do OsCam vão ter direito.

SINTAXE: cccreshare = <Nível>

Valores:

<Nível> = Nível de re-partilha;

-1 = Não é feita re-partilha;

<Nível X> = Re-partilha para os peers directos e até distância X; VALOR PADRÃO = 10;

Ficheiro “oscam.services”

Neste ficheiro podem ser configurados vários grupos de serviços. Com esses grupos pode definir a que canais do seu cartão terão acesso os vários utilizadores com acesso ao seu OsCam.

Grupo de serviços

Nome da secção que vai ser usada para referir o grupo serviços da opção “services” do ficheiro “oscam.user”. Por cada grupo que quiser criar, tem que criar uma secção grupo de serviços.

SINTAXE: [<Nome do grupo de serviços>]

Tutorial OsCam

by: Gladyator

Caid Caid's aos quais os serviços que vão ser referidos no grupo de serviços pertencem. O caid é um valor hexadecimal. Caso especifique mais que um caid, separe-os com o caracter vírgula (,);

SINTAXE: caid = <CAID>[,<CAID>]

ID dos provedores Provedores aos quais os serviços que vão ser referidos no grupo de serviços pertencem. O provid é um valor hexadecimal. Caso especifique mais que um provid, separe-os com o caracter vírgula (,);

SINTAXE: provid = <provedor ID>[,<provedor ID>]

ID dos serviços Lista de serviços que fazem parte do grupo de serviços. O srvid é um valor hexadecimal. Caso especifique mais que um srvid, separe-os com o caracter vírgula (,);

SINTAXE: srvid = <SID>[,<SID>]

Ficheiro “oscam.srvid”

Ficheiro onde são colocadas todas as informações dos serviços (canais e radios). As informações são: provedor, nome do serviço, tipo e descrição. Este ficheiro tem de obrigatoriamente ser feito em formato unix e só é necessário caso utilize o WebInterface ou monitor.

Identificação Por cada serviço deve utilizar uma linha. As várias informações do serviço são separadas entre si e do serviço ID pelo caracter barra-vertical (|).

SINTAXE: <CAID>[,<CAID>]:<SID>|<Provedor>|<Nome do serviço>|<Tipo de serviço>| <Descrição>

Valores:

<CAID> = CAID ao qual o serviço pertence. Caso especifique mais que um CAID por serviço, separe-os com o caracter vírgula (,);

<SID> = Valor hexadecimal que identifica o canal ou radio. Separe os CAID's do SID com o caracter dois-pontos (:);

<Provedor> = Nome do provedor do serviço;

<Nome do serviço> = Nome do canal ou radio;

<Tipo de serviço> = Tipo de serviço. Exemplo “TV”, “Radio”, etc;

<Descrição> = Descrição para o serviço;

Tutorial OsCam

by: Gladyator

Ficheiro “oscam.provid”

Ficheiro onde são colocadas as informações dos provedores. As informações são nome do provedor, nome do satélite onde está o alojado o provedor e língua do provedor. Este ficheiro tem de obrigatoriamente ser feito em formato unix e só é necessário caso utilize o WebInterface ou monitor.

Identificação Por cada provedor deve utilizar uma linha. As varias informações do provedor são separadas entre si e do provedor ID pelo caracter barra-vertical (|).

SINTAXE: <CAID>:<Provedor ID>|<Provedor>|<Satélite>|<Língua>

Valores:

<CAID> = CAID ao qual o provedor pertence;

<Provedor ID> =Identificação do provedor. Separe o CAID do provedor ID com o caracter dois-pontos (:);

<Provedor> = Nome do provedor;

<Satélite> = Nome do satélite onde está alojado o provedor;

<Língua> = Língua principal do provedor;

Ficheiro das chaves constantes

Ficheiro onde são colocadas as chaves constantes de alguns canais.

Composição das chaves Por cada chave deve utilizar uma linha. Os vários parâmetros de cada linha são separadas entre si pelo caracter dois-pontos (:).

SINTAXE: <CA>:<ID>:<SID>:<PMT PID>:<ECM PID>:<Chave>

Valores:

<CA> = ???. Composto por 4 dígitos no formato ???;

<ID> = ???. Composto por 6 dígitos no formato ???;

<SID> = Identificação do serviço. Composto por 4 dígitos no formato hexadecimal;

<PMT PID> = ???. Composto por 4 dígitos no formato ???;

<ECM PID> = ???. Composto por 4 dígitos no formato ???;

<Chave> = ???. Composto por 16 bytes no formato hexadecimal separados entre sim com o caracter espaço;

Tutorial OsCam

by: Gladyator

Créditos finais:

Desenvolvido por:

Gladyator

Português revisto por:

mmatos

Ajuda de:

Spider

vasila