Sei sulla pagina 1di 10

Farmacognosia

Prof. Carlos Rocha

Planta medicinal
• Contém substâncias ativas com propriedades
terapêuticas, profiláticas ou paliativas

Droga vegetal
• Droga vegetal - planta medicinal ou suas partes, após
processos de coleta, estabilização e secagem, podendo
ser íntegra, rasurada, triturada ou pulverizada.

Droga derivada
• Derivado de droga vegetal - produtos de extração da
matéria prima vegetal: extrato, tintura, óleo, cera,
exsudato, suco, e outros.

1
Fitoterapia
Definição:

Terapêutica caracterizada pelo uso de plantas


medicinais em suas diferentes formas farmacêuticas, sem a
utilização de substancias ativas isoladas, ainda que de origem
vegetal.

Portaria 971, 03/05/06

Fitoterápicos
“Medicamentos cujos componentes
terapeuticamente ativos são exclusivamente partes
de plantas (caule, folhas, raízes, etc), não tendo em
sua composição a inclusão de substâncias ativas
isoladas de outras origens, nem associações destas
com outros vegetais”.

Bassani, 2005

2
Definição
ANVISA – RDC 17, 2000

Complemento da definição anterior...

“Sua eficácia e segurança é validada através de


levantamentos etnofarmacológicos de utilização,
documentações técnico-científicas em publicações
ou ensaios em fase 3”.

UTILIZAÇÃO DE PLANTAS

EMPÍ
EMPÍRICO
CONHECIMENTO POPULAR

CIENTÍ
CIENTÍFICO
FITOFÁ
FITOFÁRMACOS: ATROPINA,
PILOCARPINA, ETC.

3
Etapas da Pesquisa
Farmacognósica
- Levantamento de dados (incluem desde os bibliográficos até os
etnológicos).

- Cultivo e habitat.

- Coleta.

- Preparo: secagem, estabilização (impede a inativação das


substâncias ativas).

- Conservação.

- Extração.

Produção de drogas
vegetais
• Vegetais empregados

– Vegetais silvestres (ou espontâneos)

– Vegetais cultivados

4
Produção de drogas
vegetais
• Melhoramento de plantas medicinais:

– ↑ da capacidade de produção de princípios ativos

– ↑ da resistência a condições climáticas e a


parasitas

Produção de drogas
vegetais
• Melhoramento de plantas medicinais:

– Pode estar relacionado com a condições


exteriores como o meio ambiente (fator
extrínseco)

– Pode estar relacionado com o patrimônio


genético (fator intrínseco)

5
Produção de drogas
vegetais
• Problemas inerentes às drogas

Seleção

– Visa padronizar a obtenção de drogas

Produção de drogas
vegetais
• Problemas inerentes às drogas

Cultura

– Considerar fatores na vida vegetal e na sua


composição (fatores intrínsecos & fatores
extrínsecos)

6
Produção de drogas
vegetais
• Problemas inerentes às drogas

Cultura

– Fatores extrínsecos:
• Climáticos (irradiação e temperatura)
• Climático-edáfico (H20 e CO2)
• Edáfico (estrutura física do solo, arejamento,
nutrientes, minerais, pH e microogranismos)

Produção de drogas
vegetais
• Problemas inerentes às drogas

Colheita

– O teor de princípio ativo de uma planta varia de


órgão para órgão, com a idade, com a época da
colheita e mesmo com o período do dia no qual é
efetuado.

7
Produção de drogas
vegetais
• Problemas inerentes às drogas

Preparo ou tratamento

– Após a colheita, muitos materiais devem sofrem


um certo preparo. Ex.:
• Lavagem da raiz para retirada de massa de terra
aderente.
• Lavagem para redução de microorganismos (H20
ozonizada ou hipoclorada).

Produção de drogas
vegetais
• Problemas inerentes às drogas

Secagem

– O Tratamento mais comum.


– Principal objetivo: eliminar uma certa quantidade de água
do vegetal (facilita a conservação).
• Processos naturais de secagem: sombra, sol e mista (sol e
sombra).
• Processos artificiais de secagem: circulação de ar, aquecimento,
aquecimento com circulação de ar, vácuo e esfriamento.

8
Produção de drogas
vegetais
• Problemas inerentes às drogas

Estabilização

– Principal objetivo: eliminar atividade enzimática.


• Formas de estabilização: aquecimento (↑
70°C, rápido), solventes (desnaturação por
CH3CH2OH ) e irradiacão (UV, baixo poder de
penetração ).

Produção de drogas
vegetais
• Problemas inerentes às drogas

Conservação

– Visa não apenas a conservação após a


embalagem.
– Engloba operações anteriores (ex.: estocagem)

9
Produção de drogas
vegetais
• Problemas inerentes às drogas

Conservação

– Fatores que influenciam: ambiente (temp. e umidade),


estado de divisão (quanto mais dividida, mais aceleram-
se os processos de decomposição), embalagem (deve
permitir troca gasosa, mas não reagir com substâncias
contidas na droga. O uso de dissecante é prática
freqüente) e tempo de armazenamento (fator limitante.
Algumas farmacopéias proíbem o uso após 1 ano).

10