Sei sulla pagina 1di 61

IGREJA BATISTA MISSIONÁRIA DA AMAZONIA

CÉLULA JUDÁ-BRASIL

DISCIPULADO

CONHECENDO DEUS E FAZENDO


A SUA VONTADE
INTRODUÇÃO

Jesus disse: “E a vida eterna é esta, que te conheçam a ti, o único Deus
verdadeiro, e a Jesus Cristo, aquele que tu enviaste” (Jo 17.3). A base para a vida
eterna, e a base deste estudo, é que você CONHEÇA DEUS e CONHEÇA JESUS
CRISTO, a quem Deus enviou. Não se passa a conhecer Deus através de um
programa ou método, mas através de um relacionamento com uma Pessoa. Este
é um relacionamento íntimo de amor com Deus. Mediante este relacionamento,
Deus revela a Sua vontade e convida você a juntar-se a Ele onde Ele já está
operando. Quando você obedece, Deus realiza, por seu intermédio, algo que só
Ele é capaz de fazer. Então você passa a CONHECER DEUS de maneira mais
íntima pela EXPERIÊNCIA DE DEUS operando através de sua vida.

Este estudo objetiva ajudá-lo a envolver-se no tipo de relacionamento com Deus


por meio do qual você realmente experimentará a vida eterna em seu grau mais
completo possível. Jesus disse: “(...) eu vim para que tenham vida, e a tenham
em abundância” (Jo.10:10). Você quer experimentar a vida ao máximo? Isso será
possível se você estiver a fim de responder ao convite de Deus para um
relacionamento íntimo de amor com ele.

Você está querendo algo mais no seu relacionamento com Deus?

Você pode ter ficado frustrado em sua experiência cristã por saber que Deus tem
para você uma vida mais abundante do que aquela que tem vivido até agora. Ou
então você pode estar querendo a direção de Deus para a sua vida e seu
ministério. Talvez você tenha passado por alguma tragédia na vida. Ainda
desnorteado e com a vida arrasada, você pode não estar sabendo o que fazer.
Qualquer que seja a sua circunstância de vida no presente, a minha oração
sincera é que de alguma forma, durante este tempo juntos, você possa:

• Ouvir a voz de Deus falando a você

• Identificar com clareza a atuação de Deus em sua vida

• Crer nele e em todas as suas promessas

• Ajustar suas crenças, seu caráter e seu comportamento a Ele e a seus


caminhos

• Enxergar o rumo que Ele estiver tomando na sua vida e a obra que
Ele quer realizar através da sua vida

• Saber com clareza o que você precisa fazer em resposta à atuação de


Deus em sua vida, e

2
• Experimentar Deus operando através de você aquilo que somente Ele
pode fazer.

3
Nas atividades deste material, você será convidado a interagir com Deus, para
que Ele possa revelar as maneiras pelas quais Ele deseja que você aplique estes
princípios em sua vida, seu ministério e sua igreja.

O Espírito Santo de Deus é quem será seu Professor pessoal (Jo.14:26). É Ele
quem vai levar você a aplicar estes princípios segundo a vontade de Deus. Ele
estará atuando a fim de revelar Deus, seus propósitos e seus modos de agir a
você. Jesus disse: “Se alguém quiser fazer a vontade de Deus, há de saber se a
doutrina é dele ou se eu falo de mim mesmo”. (Jo.7:17). Isso se aplicará também
a este curso. O Espírito Santo atuante em você confirmará em seu coração a
verdade das Escrituras. Portanto, o seu relacionamento íntimo com Deus, por
meio da oração, meditação e estudo da Bíblia, será parte indispensável deste
curso.

A Bíblia é a Palavra de Deus para você. O Espírito Santo honra e utiliza a Palavra
de Deus para falar a você. As Escrituras serão sua fonte de autoridade em
matéria de fé e prática. Você não pode confiar em tradições, na sua experiência
nem na experiência de outras pessoas como sendo autoridades precisas da
vontade e dos caminhos de Deus. A experiência e a tradição precisam sempre
ser examinadas à luz dos ensinos da Bíblia.

Qualquer acontecimento significante na sua vida será resultado da atuação de


Deus em você. Ele está infinitamente mais interessado na sua vida do que você
mesmo. Permita que o Espírito Santo o conduza a um relacionamento íntimo com
o Deus do universo “que é poderoso para fazer tudo muito mais abundantemente
além daquilo que pedimos ou pensamos, segundo o poder que em nós opera.”
(Ef.3:20).

Este material foi compilado do livro “Conhecendo Deus e Fazendo Sua Vontade”
de Henry T. Blackaby e Claude V. King, da LifeWay Brasil.

4
1. JESUS, O CAMINHO PARA VOCÊ

Quando você pede ao Senhor Jesus que mostre qual a vontade dele para sua
vida, qual dos pedidos a seguir é mais parecido com o seu? Assinale sua
resposta:

( )1. Senhor, que queres que eu faça? Quando queres que o faça? Como devo
fazê-lo? Em que lugar devo fazê-lo? Quem devo eu recrutar durante o caminho?
E, por favor, dize-me qual será o resultado.

( ) 2. Senhor, apenas dize-me o que devo fazer, passo a passo, e eu o farei.

Quem é que realmente conhece o caminho que leva você a realizar o propósito
de Deus para a sua vida? Jesus disse: “Eu sou o caminho”.

• Ele não disse: Mostrarei o caminho a você.

• Ele não disse: Darei a você um mapa.

• Ele não disse: Direi qual o rumo a seguir

• Ele disse: “Eu sou o Caminho.” Jesus conhece o caminho; ele é o seu
caminho.

Quando chega ao ponto de confiar em Jesus para dirigi-lo, um passo de cada vez,
você experimenta uma nova liberdade. Se você não confia em Jesus para guiá-lo
desta maneira, o que acontece se você não sabe por onde seguir? Você fica
preocupado a cada esquina. Muitas vezes fica paralisado e incapaz de tomar uma
decisão. Não é esta a maneira pela qual Deus quer que você viva.

ATIVIDADE: Leia a respeito da chamada de Abrão para fazer a vontade de Deus


em Gênesis 12:1-5. Preste atenção nas instruções detalhadas que ele recebeu
antes de ser chamado a seguir viagem. Sublinhe os locais para onde ele foi
mandado e o que ele deveria fazer.

Muitas vezes, como foi o caso de Abrão, Deus chamava as pessoas para apenas
segui-lo. É muito provável que você seja chamado para segui-lo um dia de cada
vez, em vez de Ele mostrar todos os detalhes antes de você começar a obedecer.
Você observará esta verdade em ação nas vidas de muitos personagens da
Bíblia.

5
2. JESUS É O EXEMPLO

Procure observar a maneira como Deus fala e como Ele age nas Escrituras. Tome
suas decisões e avalie suas experiências à luz dos princípios bíblicos.

Quando você estudar a Bíblia, não baseie a sua decisão num caso isolado.
Procure encontrar a maneira usual como Deus trabalha ou age por toda a Bíblia.
Quando você aprender a forma como Deus operou através da História, você pode
confiar em que Ele vai agir da mesma maneira em sua vida. A sua experiência é
válida somente se for confirmada pela Bíblia.

O Exemplo de Jesus

Para saber como conhecer a vontade de Deus, nosso melhor exemplo é Jesus.
Durante os 33 anos que passou na Terra, Ele cumpriu, cabalmente, todas as
tarefas que Deus lhe deu. Jamais deixou de realizar a vontade do Pai. Jamais
pecou. Você gostaria de saber como Jesus veio a conhecer a vontade de Deus?

ATIVIDADE: Leia João 5:17,19,20 e responda às perguntas:

1. Quem está sempre trabalhando?__________________________________________

2. O que o Filho pode fazer por si só?_________________________________________

3. O que faz o Filho?_______________________________________________________

4. Por que o Pai mostra ao Filho tudo que Ele faz?


_______________________________

- Deus Está Sempre Agindo Ao Seu Redor

Neste momento, Deus está agindo ao seu redor e na sua vida. Uma das maiores
tragédias entre o povo de Deus é que, enquanto as pessoas anseiam
profundamente ter uma experiência com Deus, elas na verdade estão tendo
experiências diárias com Deus, só que não se apercebem disso.

6
SETE REALIDADES DA EXPERIÊNCIA COM DEUS

A experiência com Deus ajuda os cristãos a explorarem sete verdades bíblicas.


Estas verdades são chamadas realidades, porque refletem a perspectiva de Deus
como descrita em Sua Palavra e experimentada em Sua presença.

1) Deus está agindo constantemente ao seu redor.


2) Deus busca um relacionamento de amor contínuo com você que seja real e
pessoal.
3) Deus convida você a envolver-se com Ele em sua obra.
4) Deus fala através do Espírito Santo por intermédio da Bíblia, da oração, das
circunstâncias e da igreja, com o fim de revelar-se a Si mesmo, Seus propósitos e
modos de agir.
5) O convite que Deus faz a você para trabalhar junto com Ele sempre leva a
uma crise em fé, que exige fé e ação.
6) É preciso fazer ajustes profundos em sua vida, para juntar-se a Deus naquilo
que Ele está fazendo.
7) Você passa a conhecer Deus pela experiência à medida que você obedece a
Ele e Ele realiza a sua obra através de você.

ATIVIDADE: Leia as sete realidades da experiência com Deus. Personalize e


escreva a primeira afirmação na primeira pessoa do singular, tomando-o como
sua própria afirmação:

__________________________________________________________________________________

7
3. DEUS AGE ATRAVÉS DE SEUS SERVOS

O que é um servo? Talvez sua definição seja parecida com esta: “Servo é alguém
que descobre aquilo que seu mestre quer que seja feito, e depois o faz.” O
conceito que o mundo faz de servo é o de alguém que vai ao mestre e diz:
“Mestre, que quer que eu faça?” O mestre manda, e o servo vai sozinho e realiza
a vontade do mestre. Este não é o conceito bíblico de servo. Não se pode tomar
esta definição mundana como uma verdade bíblica.

Biblicamente, a definição de servo é mais parecida com o vaso e o oleiro (vide


Jeremias 18:1-6). O barro deve fazer duas coisas. Em primeiro lugar, ser moldado.
O barro deve responder ao oleiro, para que o oleiro faça dele o instrumento que
desejar. Depois o barro deve fazer outra coisa – permanecer nas mãos do oleiro.
Quando o oleiro tiver terminado de fazer o instrumento desejado, este mesmo
instrumento não terá habilidade para realizar coisa alguma. É preciso
permanecer nas mãos do oleiro. Suponhamos que o oleiro tenha moldado o barro
em forma de copo. O copo deve permanecer nas mãos do oleiro, para ser usado
da maneira como ele achar melhor.

Quando você se coloca diante de Deus como servo, Ele quer, primeiramente, que
você permita que Ele molde a sua vida, para fazer dela o instrumento que Ele
desejar. Então Ele poderá tomar a sua vida e colocá-la no lugar que Ele designou
e trabalhar através dela para realizar os Seus propósitos. Assim como um copo
não pode fazer coisa alguma por conta própria,você também não tem a
capacidade de cumprir a ordem de Deus, a não ser que você esteja onde Ele
quer que esteja.

O servo é uma pessoa que deve fazer duas coisas: 1) ser moldável; 2)
permanecer nas mãos do Mestre (oleiro). Assim, apenas o Mestre poderá utilizar
tal instrumento da maneira como Ele desejar. O servo não poderá fazer coisa
alguma de valor para o Reino por conta própria. Jesus disse: “(...) O Filho de si
mesmo nada pode fazer” (Jo.5:19) e “(...) sem mim nada podeis fazer” (Jo.15:5)
Se Deus estiver operando através da vida de um servo, este servo poderá fazer
qualquer coisa que Deus pode fazer. Ser servo exige obediência.

Você quer ser servo de Deus? Descubra onde está o Mestre, pois é lá que você
deve estar. Descubra o que o Mestre está fazendo, pois é isso o que você deve
fazer. Jesus disse: “Se alguém quiser me servir, siga-me; e onde eu estiver, ali
estará também o meu servo; se alguém me servir, o Pai o honrará” (Jo.12:26).

- Você não pode ficar do jeito que está e caminhar com Deus

Quando Deus está para realizar uma obra, Ele revela ao seu povo aquilo que Ele
vai fazer. Ele deseja agir ou operar através de seu povo ou de seu servo.

8
Quando Deus quiser agir através de você, Ele precisa tirá-lo de onde você está e
trazê-lo para perto dele. Então Ele vem e revela a você o que Ele está fazendo. A
partir do momento que souber o que Deus está fazendo, você então sabe o que
precisa fazer – juntar-se a Ele. A partir do momento que saiba que Deus está
realizando uma obra no lugar onde você está a sua vida entra em contraste com
Deus. Você não pode ficar do jeito que está e caminhar com Deus.

Quando Deus prepara-se para realizar algo, Ele sempre revela a uma pessoa ou a
seu povo o que Ele está para fazer. (Ver Amós 3:7) Deus realiza sua obra através
de seu povo. É assim que Deus opera com você. A Bíblia existe para ajudá-lo a
compreender os caminhos de Deus. Assim quando Deus começar a agir em sua
vida, você saberá reconhecer que é Ele mesmo.

- O Exemplo de Moisés

O chamado de Moisés e seu ministério são bons exemplos de como Deus


trabalhou com personagens da Bíblia. A vida de Moisés e seu chamado para o
ministério estão descritos nos capítulos 2, 3 e 4 de Êxodo. Outras passagens
bíblicas ajudam-nos a ver a maneira como Moisés conheceu e seguiu a vontade
de Deus:

1. Deus já estava atuando ao redor de Moisés (Leia Ex.2:23-25)

2. Deus buscou um relacionamento contínuo de amor com Moisés, que fosse


real e pessoal. (Ex.24:12,15,16,18)

3. Deus convidou Moisés para envolver-se com a obra Dele. (Êxodo 3:8,10)

Responda às perguntas sobre as três últimas afirmações:

1. Com relação a Israel, o que Deus estava fazendo?

2. Qual a evidência que prova que Deus queria um relacionamento pessoal e


real com Moisés?

3. De que forma Deus queria envolver Moisés na obra que Ele já estava
realizando?

RESUMO:

• Deus revela aquilo que Ele está para fazer.

• A revelação passa a ser um convite para nos juntarmos a Ele.

• Não posso ficar do jeito que estou e seguir a Deus.

9
• Deus pode fazer o que Ele desejar com uma pessoa comum inteiramente
dedicada a Ele.

• Os padrões de excelência de Deus são diferentes dos padrões dos homens.

Versículo para Memorizar:

“Eu sou a videira, vós sois as varas. Quem permanece em mim e eu


nele, esse dá muito fruto; porque sem mim nada podeis fazer. (João
15:5)

2ª REALIDADE: DEUS BUSCA UM RELACIONAMENTO DE AMOR


CONTÍNUO COM VOCÊ QUE SEJA REAL E PESSOAL

4. CRIADO PARA UM RELACIONAMENTO DE AMOR

Deus busca um relacionamento de amor com você. É Ele quem toma a


iniciativa de atrair você para este tipo de relacionamento. Ele o criou para ter
um relacionamento de amor com Ele. Este é o verdadeiro propósito de sua
vida. Este relacionamento de amor pode e deve ser real e pessoal para você.

Tudo em sua vida cristã, tudo relacionado a conhecer e experimentar Deus,


tudo em relação a conhecer a vontade de Deus, depende da qualidade do seu
relacionamento de amor com Deus. Se este relacionamento não estiver bem,
nada na sua vida estará bem.

- Leia os versículos a seguir e responda às perguntas, com base na


sua leitura:

a) Deut. 30:19,20a; b)João 3:16; c) João 14:21; d)Romanos 8:35,37,39; e) I


João 3:16; f) I Jo.4:9,10,19

1) Quem é a sua vida? _________________________________________

2) De que maneira Deus demonstrou seu amor por nós?

_______________________________________________________________

3) Como podemos mostrar nosso amor por Ele?

______________________________________________________________

4) O que Deus promete fazer em resposta ao nosso amor por Ele?

______________________________________________________________

5) Quem amou primeiro – nós ou Deus?

______________________________________________________________

10
O que Deus quer de você? Ele quer que você o ame com todo o seu ser. Sua
experiência com Deus depende deste relacionamento de amor. Um
relacionamento de amor com Deus é mais importante do qualquer outro fator
em sua vida.

- Criado não para o tempo presente, mas para a eternidade.

Deus não criou você para o tempo presente, Ele o criou para a eternidade. O
tempo (seu tempo de vida na Terra) oferece a você uma oportunidade de
familiarizar-se com Ele. É uma oportunidade para Deus moldar o seu caráter à
semelhança dele. Então, a eternidade terá sua total dimensão para você.

Se estiver vivendo só para o tempo presente (o aqui e agora) você perderá o


verdadeiro propósito da criação. Se viver para o tempo presente, você vai
permitir que o passado molde e direcione a sua vida hoje. A sua vida, como
filho de Deus, deve ser moldada pelo futuro (aquilo que você virá a ser um
dia). Deus utiliza o seu tempo presente para modelar a sua futura utilidade
aqui na Terra e na eternidade.

- Quais são algumas coisas do seu passado que estão tendo uma forte
influência limitadora em sua vida hoje? Estas podem ser deficiências, uma
história familiar conturbada, fracassos, vergonha de algum “segredo” familiar
ou pessoal ou coisas como orgulho, sucessos, fama, reconhecimento, riqueza
excessiva, etc.

- Você acha que está sendo primariamente moldado por seu passado ou seu
futuro? Por quê?

O apóstolo Paulo enfrentou este problema. Eis a maneira como lidou com o
seu passado e presente (Leia Fil.3:4-14)

- Agora responda as perguntas com base nas afirmações de Paulo:

1) Quais foram alguns fatores do passado de Paulo que poderiam ter


influenciado sua vida?

_______________________________________________________________________________

2) Que valor Paulo dava a estas coisas? (v.8)

_______________________________________________________________________________

3) Por que Paulo desmerece seu passado desta maneira? (v.8-11)

_______________________________________________________________________________

4) O que Paulo fez a fim de preparar-se para uma recompensa futura?(v.13-


14)

11
- Esquecer ___________________________________________--

- Avançar ____________________________________________

- Prosseguir __________________________________________

Seu real pensamento era conhecer Cristo e tornar-se como Ele. Você também
pode pôr sua vida em ordem, sob a direção de Deus, a fim de conhecê-lo,
amá-lo e tornar-se como Ele. Permita Deus modelar você hoje de acordo com
o que Ele mesmo estabeleceu como alvo para sua vida. Você foi criado para a
eternidade!

12
4. CAMINHANDO COM DEUS

Deus criou os primeiros seres humanos, Adão e Eva, para um relacionamento


de amor com ele. Depois de terem pecado, Adão e Eva ouviram quando Deus
caminhava pelo jardim durante o dia. Esconderam-se dele por causa do medo
e da vergonha. Perceba o coração de um Pai de amor quando fez a pergunta:
”Onde estás?” (Gen. 3:9). Deus sabia que algo havia interferido no
relacionamento de amor.

Quando o seu relacionamento estiver correto, você estará em comunhão


constante com o Pai. Você estará na sua presença, usufruindo
antecipadamente desse relacionamento de amor. Quando Adão e Eva
chegaram a se esconder é porque algo estava errado em suas vidas.

Quando duas pessoas se amam e planejam se casar, elas procuram informar-


se uma em relação à outra. Não é esta, no entanto, a razão primordial de
namorarem. Passam tempo juntos porque amam um ao outro e gostam de
estar juntos.

Da mesma maneira, você aprenderá mais acerca de Deus, sua Palavra, seus
propósitos e seus modos de agir à medida que experimentá-lo agindo em e
através de sua vida. Aprender acerca dele não é, no entanto, o motivo de
você querer passar algum tempo a sós com ele. Quanto mais você souber
dele e experimentar o seu amor, mais você poderá amá-lo. Então você
desejará ter este tempo a sós com Deus porque você o ama e aprecia a
comunhão com ele.

13
ATIVIDADE:

Adão e Eva caminhavam com Deus no frescor do dia. Você deve separar pelo
menos 30 minutos para uma “caminhada com Deus”. Se o local onde você
estiver, juntamente com sua condição física e as condições do tempo,
permitir, encontre um lugar por onde caminhar. Utilize este tempo para fugir
da rotina. Você pode até querer planejar uma viagem especial durante uma
parte do dia para estar a sós com Deus. O lugar pode ser: sua vizinhança, um
jardim, uma área arborizada no campo, uma trilha na montanha, um parque
local, à beira de um lago, uma praia ou qualquer lugar.

Passe o tempo caminhando e conversando com Deus. Se o local permitir,


você pode até querer conversar em voz alta. Concentre-se no amor do Pai
Celestial. Louve a Deus por seu amor e sua misericórdia. Renda-lhe graças
por suas expressões de amor. Seja específico. Expresse seu amor a Deus.
Separe tempo para louvá-lo e adorá-lo.

Depois de sua caminhada, utilize o espaço a seguir para anotar seus


sentimentos. Se servir de ajuda, responda às perguntas:

• O que você sentiu enquanto caminhava e conversava com Deus?

• Que aspecto do seu relacionamento com Deus veio à tona?

• Se esta foi uma hora difícil ou emocionalmente desconfortável, por que


você acha que foi assim?

• O que aconteceu que foi especialmente significativo ou positivo?

14
5. DEUS BUSCA UM RELACIONAMENTO DE AMOR

Deus sempre toma a iniciativa deste relacionamento de amor. É preciso que


Deus tome a iniciativa venha a nós para podermos experimentá-lo. Esta é a
revelação da Bíblia. Ele veio a Adão e Eva ao jardim. Deus teve comunhão em
amor com Adão e Eva, e vice e versa. Ele veio a Noé, Abraão, Moisés e aos
profetas. Deus tomou a iniciativa para que cada pessoa do Antigo Testamento
pudesse ter uma comunhão pessoal de amor com Ele. Isso também acontece
no Novo Testamento. Jesus veio aos discípulos e escolheu-os para estarem com
Ele e experimentarem o seu amor. Ele apareceu a Paulo na estrada para
Damasco. Por causa da nossa condição humana, não buscamos a Deus por
nossa própria iniciativa.

- Leia Romanos 3.10-12 e responda às perguntas:

1. Quantas pessoas são justas por si sós?

2. Quantas pessoas entendem as coisas espirituais por si sós?

3. Quantas fazem o bem por si só?

Ninguém, nem um sequer. O pecado nos atinge de maneira tal que ninguém
busca a Deus por sua própria iniciativa. Assim, se tivermos qualquer
relacionamento com ele ou com seu Filho, Deus tomará a iniciativa. É
exatamente isso que ele faz.

O amor que Deus dispensa à sua vida é um amor eterno. Por causa desse
amor, ele tem trazido o homem para Si. Deus o buscou com laços de amor
quando você não era seu amigo, mas, sim, inimigo. Ele deu seu próprio Filho
para morrer por você. Como alicerce da experiência com Deus e a fim de
conhecer a vontade dele, você precisa estar totalmente convencido do amor
de Deus por você.

VERSÍCULO PARA MEMORIZAR

“Respondeu-lhe Jesus: Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, de


toda a tua alma, e de todo o teu entendimento. Este é o grande e primeiro
mandamento.” Mateus 22: 37,38

RESUMO

• Deus quer ter um relacionamento real e pessoal comigo.

• Deus sempre toma a iniciativa neste relacionamento de amor.

• Eu não O escolho. Ele me escolhe, me ama , revela seus propósitos eternos


para minha vida.

15
• Não posso conhecer a atuação de Deus, se Ele não tomar a iniciativa de
me fazer saber.

• O plano de Deus para o avanço do reino depende da atuação dele, de


maneiras reais e práticas, através do Seu relacionamento pessoal com seu
povo.

3ª REALIDADE: DEUS CONVIDA VOCÊ A ENVOLVER-SE COM


ELE EM SUA OBRA

6. DEUS CONVIDA A JUNTAR-SE A ELE

A Bíblia é ao registro da atividade de Deus no mundo. Na Bíblia, Deus se


revela a si mesmo (sua natureza), seus propósitos e planos e seus modos de
agir. A Bíblia não é primariamente um livro sobre as pessoas, tratadas
individualmente, e de seu relacionamento com Deus (Abraão, Moisés, Paulo);
ao contrário, a Bíblia trata das atividades de Deus e do seu relacionamento
com os indivíduos. O centro da atenção é Deus e sua atividade.

ATIVIDADE:

Faça uma revisão das quatro primeiras realidades já examinadas e complete


as frases abaixo:

1) ________ está agindo constantemente ao seu redor.


2) Deus busca um _____________________ de amor contínuo com você que seja
real e __________.
3) Deus convida você a ____________________ com Ele em sua _____________.
4) Deus fala através do _______________________ por intermédio da Bíblia, da
_____________, das circunstâncias e da ______________, com o fim de revelar-se
a Si mesmo, Seus _________________ e modos de agir.

* Deus Age Através De Seus Servos

A Bíblia nos revela que Deus tem estado sempre envolvido com o mundo. Ele
jamais se ausenta do mundo e dos acontecimentos da História. Quando lemos
a Bíblia, estamos lendo sobre a atividade redentora de Deus em nosso mundo.
Vemos que Deus escolhe tomar a iniciativa e envolver seu povo com Ele. Ele
escolheu agir através de pessoas, a fim de realizar seus propósitos. Por
exemplo, quando Deus ouviu o clamor dos filhos de Israel e decidiu libertá-los,
ele apareceu a Moisés. Deus veio até Moisés por causa dos propósitos que
tinha. Ele planejou libertar Israel através de Moisés.

16
Este fato se observa através de todo o Antigo Testamento e também através
do Novo Testamento. Quando a plenitude dos tempos chegou, o momento
estabelecido por Deus para redimir o mundo perdido através de seu Filho, Ele
deu a seu Filho doze homens, a fim de que os preparasse para realizarem
seus propósitos.

Quando Deus está para fazer alguma coisa, Ele toma a iniciativa de vir a um
dos seus servos ou a um grupo deles. Ele dá a conhecer a esses servos o que
está para fazer.. Ele os convida a ajustarem sua vida a Ele, de forma que Deus
possa realizar sua obra através deles. O profeta Amós diz que “o Senhor não
fará coisa alguma, sem ter revelado o seu segredo a seus servos, os
profetas”. (Amós 3:7)

17
7. A REVELAÇÃO É O CONVITE DE DEUS

Quando você observa que o Pai está agindo ao seu redor, essa atuação é um
convite para você ajustar sua vida e para juntar-se a Ele na obra que Ele está
realizando.

Talvez você esteja perguntando como Deus pode nos convidar e nos envolver
com Ele. Vamos rever um exemplo na vida de Jesus, tirado do Evangelho de
João 5: 17, 19, 20.

- O EXEMPLO DE JESUS (João 5: 17, 19, 20)

* O Pai trabalha até agora.

* Agora, Deus me põe a trabalhar.

* Não faço nada por minha própria iniciativa.

* Fico observando, para ver o que o Pai está fazendo.

* Faço aquilo que vejo que o Pai está fazendo.

* Veja, o Pai me ama.

* Ele me mostra tudo o que Ele mesmo está fazendo.

- Como Jesus ficava sabendo o que devia fazer na obra do Pai?


_________________________-

- Como Jesus respondeu?


_______________________________________________________

Ao experimentar Deus pessoalmente, lembre-se de que Ele trabalha neste


mundo desde o princípio, e ainda está trabalhando. Jesus demonstrou isso em
sua vida. Ele disse que tinha vindo, não para fazer a sua própria vontade, mas
a vontade do Pai que o havia enviado (João 4:34; 5:30; 6:38; 8:29; 17:4). Para
saber a vontade do Pai, Jesus disse que observava o que o Pai estava fazendo,
e então juntava-se ao Pai.

O Pai amava o Filho e tomava a iniciativa de vir a Ele para lhe revelar o que
estava fazendo ou o que estava para fazer. O Filho continuava buscando
identificar a atividade do Pai ao seu redor, para que pudesse unir sua vida à
atividade do Pai.

Como um filho de Deus obediente, você está envolvido num relacionamento


de amor com o Pai. E porque Ele ama você, e quer envolvê-lo ao seu trabalho,
Ele lhe mostrará onde está agindo, a fim de que você possa juntar-se a Ele.

18
A palavra-chave é observar. Jesus observava os acontecimentos para ver onde
o Pai estava agindo. Quando ele identificava a ação do Pai, ele também fazia o
que o Pai estava fazendo. Para Jesus, a revelação sobre o que o Pai estava
fazendo era um convite para juntar-se a Ele nessa obra. Quando você vir o Pai
trabalhando ao seu redor, considere essa oportunidade um convite para
ajustar sua vida e juntar-se a Ele nessa obra.

- A revelação de Deus é um convite para você juntar-se a Ele

Existem dois fatores importantes para você reconhecer a atividade de Deus ao


seu redor:

1° Você tem que estar vivendo num íntimo relacionamento de amor com Deus.

2° Deus tem que tomar a iniciativa de abrir seus olhos espirituais, para que
possa ver o que Ele está fazendo.

A menos que Deus lhe permita ver onde ele está atuando, você jamais poderá
ver essa atuação divina. Quando Deus lhe revela o que ele está fazendo ao seu
redor, essa revelação é um convite para você juntar-se a ele. Esse
reconhecimento da atividade de Deus depende de duas coisas: seu
relacionamento de amor com Deus e a iniciativa divina de abrir seus olhos
espirituais para você poder ver.

8. IDENTIFICANDO O LUGAR ONDE DEUS ESTÁ AGINDO

Deus tem procurado chamar nossa atenção algumas vezes, mostrando-nos


onde ele está agindo. Nós o vemos, mas não conseguimos identificar
imediatamente como obra de deus. Então dizemos a nós mesmos: ”Bem, não
sei se Deus quer me envolver aqui ou não. É melhor eu orar a respeito disso.”
E quando deixamos esta situação e oramos, a oportunidade de nos juntarmos
a deus já se foi. Um coração dócil e sensível estará sempre pronto a responder
a deus, diante de um pequeno toque divino. Deus faz com que o seu coração
seja dócil e sensível por meio dessa relação de amor sobre o qual já
aprendemos.

Se você quer se juntar a Deus na obra que Ele está realizando, você precisa
saber onde ele está agindo. As Escrituras nos falam de algumas coisas que só
Deus pode fazer. Você precisa aprender a identificá-las. E então, quando
alguma coisa assim, que só deus pode fazer, acontecer ao seu redor, você
saberá que é deus quem está agindo. Isto não nega a iniciativa de Deus. A
menos que Deus abra seus olhos espirituais você não entenderá que é Ele que
está agindo.

A Bíblia diz que ninguém pode vir a Cristo, se o Pai na trouxer a pessoa (João
6:44). Ninguém procurará a deus ou as cosas espirituais, a menos que o

19
Espírito de Deus esteja trabalhando em sua vida. Suponhamos que um vizinho,
um amigo, ou um de seus filhos comece a se interessar pelas coisas
espirituais. Você não tem que questionar se é Deus que está impulsionando
essa pessoa. Só Deus pode fazer isso. Ninguém jamais buscará a Deus, a
menos que o próprio Deus esteja agindo em sua vida.

20
Quando a pessoa é salva, ela entra num relacionamento de amor com Jesus
Cristo – o próprio Deus. Nesse momento, o Conselheiro, o Espírito da verdade,
vem morar em sua vida. Ele está sempre presente para ensinar. O Espírito
Santo também convence as pessoas a respeito da culpa relativa ao pecado.
Ele convence o mundo a respeito da justiça e do juízo. Eis um resumo de
algumas coisas que só Deus pode fazer:

COISAS QUE SÓ DEUS PODE FAZER:

1) Deus atrai as pessoas a si mesmo.

2) Deus faz com que as pessoas o busquem.

3) Deus revela verdade espiritual.

4) Deus convence o mundo da culpa do pecado.

5) Deus convence o mundo da justiça.

6) Deus convence o mundo do juízo.

Quando você observar algumas destas coisas acontecendo, pode estar certo
de que Deus está agindo. Deus está agindo quando vemos alguém vir a Cristo,
ou perguntando sobre assuntos espirituais, ou compreendendo a verdade
espiritual, sendo convencido do pecado, da justiça de Cristo, ou sendo
convencido do juízo.

Quando você quiser saber o que Deus está fazendo ao seu redor, ore. Observe
o que acontecerá em seguida. Procure fazer uma conexão entre a sua oração e
aquilo que está acontecendo. Descubra o que Deus está fazendo, utilizando
perguntas exploratórias. E então ouça. Esteja preparado para fazer quaisquer
ajustes que sejam necessários, a fim de juntar-se a Deus naquilo que Ele está
fazendo.

Mais dois pontos

-1. Deus nos fala quando está para realizar seus propósitos.

Quando Deus lhe revela o que Ele está fazendo, está na hora de responder a
essa revelação. Ele fala quando está para realizar seus propósitos.
Encontramos essa verdade através de toda a Bíblia. Mas lembre-se disto: a
conclusão pode acontecer bem mais tarde. O filho de Abraão nasceu 25 anos
depois que Deus fizera a promessa. Mas quando Deus vem a você, esta é a
hora de você responder. Você precisa começar a ajustar sua vida a Deus.
Talvez você precise fazer alguma preparação, diante do que Ele está para fazer
por seu intermédio.

-2. O que Deus começa, Ele termina.

21
Isaías pôde confirmar isso, quando Deus, por seu intermédio, disse: ”(...) Sim,
eu o disse, e eu o cumprirei, formei esse propósito, e também o executarei”
(Is.46:11). Antes Ele havia advertido o povo, ao dizer: “O Senhor dos Exércitos
jurou, dizendo: Como pensei, assim sucederá, e como determinei, assim se
efetuará (....) Pois , o Senhor dos Exércitos o determinou, e quem o
invalidará? A sua mão estendida está, e quem a fará voltar atrás?” (Is.
14:24,27). Deus diz que, se ele permite o povo saber o que ele está para fazer,
isso certamente sucederá – ele mesmo fará isso acontecer (veja 1 Reis 8:56 e
Fp. 1:6).

Líderes espirituais, cuidado!

Se em qualquer tempo você indicar ao povo de Deus que “tem uma palavra da
parte do Senhor”, você terá que ficar firme nessa palavra dada, até que ela
venha a se cumprir. Porque Deus declarou que todo aquele que diz ter uma
palavra da parte do Senhor, não se cumprindo essa palavra, esse não é um
profeta do Senhor (Deut. 18: 18-22; Jr 28:9; Ez.12:24,25). O verdadeiro profeta
de Deus é aquele que tem uma palavra do Senhor, e essa palavra se cumpre.
A natureza de Deus exige que seja assim! O que Deus anuncia, acontece.

ATIVIDADE: Faça uma revisão dos versículos para decorar e esteja preparado
para recitá-los de cor para um companheiro na reunião do grupo.

Versículo para memorizar:

“Aquele que tem os meus mandamentos e os guarda, esse é o que me ama; e


aquele que me ama será amado de meu Pai. E eu o amarei, e me manifestarei
a ele.” (João 14.21)

RESUMO

• Um coração dócil e sensível estará pronto para responder ao mais leve


toque de Deus.

• Ore e observe o que Deus fará em seguida.

• Procure fazer uma conexão. Faça perguntas exploratórias. Ouça.

• Deus fala quando está para realizar seus propósitos.

• O que Deus começa, Ele termina.

22
4ª REALIDADE: DEUS FALA ATRAVÉS DO ESPÍRITO SANTO POR
INTERMÉDIO DA BÍBLIA, DA ORAÇÃO, DAS CIRCUNSTÂNCIAS E DA
IGREJA, COM O FIM DE REVELAR-SE A SI MESMO, SEUS PROPÓSITOS E
MODOS DE AGIR.

9. DEUS FALA DE MANEIRAS DIFERENTES

Um ponto crítico para se compreender e experimentar Deus é saber


claramente quando Deus está falando. Se o crente não sabe reconhecer
quando Deus está lhe falando, ele está com problemas em sua vida cristã!
Focalizemos nossa atenção na maneira pela qual Deus fala através do Espírito
Santo, quando quer que conheçamos seus propósitos e seus modos de agir.
Examinemos os meios pelos quais Deus fala, isto é, através da Bíblia, da
oração, das circunstâncias, da igreja, ou outros crentes.

Muitas maneiras diferentes

Uma verdade bem patente através de toda a Bíblia é que Deus fala a seu
povo (Hb.1:1). No Antigo Testamento, Deus falou através de:

• Anjos (Gn.16)

• Visões (Gn. 15)

• Sonhos (Gn 28: 10-19)

• Uso do Urim e Tumim (Ex.28: 30)

• Ações simbólicas (Jr.18:1-10)

• Uma voz mansa e delicada (1 Rs.19: 12)

• Sinais miraculosos (Ex.8: 20-25)

• Outros.

Como Deus falou no Antigo Testamento não é o fator mais importante. O


importante é que Ele falou. Aquelas pessoas a quem Deus falou sabiam que
era Deus que falava, e sabiam o que Ele estava dizendo.

- Quatro fatores importantes

O fato de que Deus falou a pessoas é muito mais importante do que como Ele
falou. Quando Deus falava à pessoa, ela sabia que Deus estava falando com
ela, e sabia também o que Deus estava dizendo. Quatro são os fatores

23
importantes todas as vezes que Deus fala no Antigo testamento. A
experiência de Moisés com a sarça ardente, em Êxodo 3, é um exemplo:

1. Quando Deus falava, o que Ele falava era singular ao indivíduo.


Por exemplo, Moisés não conhecia nenhum precedente a respeito da
experiência com uma sarça ardente. Foi algo único, singular, porque Deus quer
que nossa experiência com ele e que sua voz sejam singulares para nós. Ele
quer que o vejamos num relacionamento especial, e não na dependência de
algum método ou técnica. A questão não é como Deus falou a Moisés, e sim
que ele falou. E isso não mudou. Ele ainda fala a seu povo hoje em dia.

24
2. Quando Deus estava falando, a pessoa tinha a certeza de que
Deus estava falando.

Porque Deus falou a Moisés de maneira singular, Moisés tinha que ter a
certeza de que era Deus. A Escritura testifica que Moisés não tinha dúvida de
que seu encontro tinha sido com Deus – o EU SOU O QUE SOU (Ex. 3: 14). Ele
confiou em Deus, ele obedeceu e teve a experiência de contemplar Deus
respondendo justamente como dissera que faria. Poderia Moisés provar
logicamente a outra pessoa que ele havia ouvido Deus? Não, o máximo que
Moisés poderia fazer seria dar testemunho do seu encontro com Deus. Só Deus
podia fazer com que seu povo soubesse que a palavra que ele dera a Moisés
era mesmo uma palavra proveniente do Deus de seus pais.

3. Quando Deus falava, a pessoa sabia o que Deus estava dizendo.

Moisés sabia o que Deus estava mandando-o fazer. Sabia como Deus queria
agir através dele. E foi por isso que Moisés levantou tantas objeções. Ele sabia
exatamente o que Deus esperava dele. Isso era verdade em relação a Moisés,
e era também verdade em relação a Noé, Abraão, José, Davi, Daniel e outros.

4. Quando Deus falava a uma pessoa, essa experiência era um


encontro com Deus.

Moisés teria sido tolo se tivesse dito: “Esta experiência com a sarça ardente foi
maravilhosa. Espero que ela me leve a um encontro com Deus.” Essa
experiência tinha sido o encontro com Deus! Quando Deus revela uma verdade
a você, seja por que meios for, essa revelação é um encontro com Deus, uma
experiência da presença divina em sua vida. Só Deus mesmo pode fazer com
que você experimente a sua presença.

Quando Deus falava, isso era um encontro com Deus. Hoje quando Deus fala a
você pelo Espírito Santo, através da Bíblia, da oração, das circunstâncias e da
igreja, você certamente sabe que é Deus que está falando, e você sabe
também o que Ele está dizendo. Quando Deus fala a você, essa experiência é
um encontro com ele.

Você não pode permitir-se ser guiado pela experiência, nem pela tradição, nem
por um método ou uma fórmula. Freqüentemente as pessoas trilham esses
caminhos porque eles são fáceis. As pessoas fazem o que querem e põem o
peso da responsabilidade em Deus. Quer dizer, se elas estão erradas, Deus
tem que intervir para fazê-las parar. Se cometem um erro, culpam Deus.

25
Se você quer conhecer a vontade de Deus e ouvir sua voz, tem que dedicar
tempo e empregar algum esforço para cultivar uma relação de amor com ele.
É isso que Ele quer!

Nosso guia é a Palavra de Deus. O padrão nas Escrituras é que Deus sempre
dá uma direção desde o início. Ele pode não lhe dizer tudo o que você quer
saber desde o início, mas Ele lhe dirá aquilo que você precisa saber para fazer
os ajustamentos necessários e dar o primeiro passo de obediência. Sua tarefa
é esperar até que o Mestre lhe dê as instruções. Se você começar a “fazer”
antes de ter uma direção de Deus, com certeza você irá errar.

Se você não tem instruções claras de Deus sobre determinado assunto, ore e
espere. Aprenda a ser paciente. Dependa do cronograma de Deus. O tempo
estabelecido por Ele é sempre certo, é o melhor. Não se apresse. Ele pode
estar retendo a orientação desejada, apenas para fazer você buscá-lo mais
atentamente. Não procure passar por cima do seu relacionamento com Ele, a
fim de poder fazer. Deus está mais interessado no relacionamento de amor
com você do que naquilo que você pode fazer para ele.

10. DEUS FALA ATRAVÉS DO ESPÍRITO SANTO

Hebreus 1: 1,2 diz: “Havendo Deus antigamente falado muitas vezes, e de


muitas maneiras, aos pais, pelos profetas, nestes últimos dias a nós nos falou
pelo filho (...).”

Nos Evangelhos

Nos Evangelhos Deus falou através de seu Filho – Jesus. O Evangelho de João
começa assim: “No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o
Verbo era Deus (...). E o Verbo se fez carne, e habitou entre nós (Jô. 1:1-4).

Em Atos e até o Presente

Quando passamos dos Evangelhos para o Livro de Atos e até os dias atuais,
frequentemente mudamos completamente nossa maneira de ver a situação.
Vivemos como se Deus tivesse parado de falar pessoalmente com seu povo.
Falhamos em não reconhecer que um encontro com o Espírito Santo é um
encontro com Deus. Deus falou claramente ao seu povo no Livro de Atos. E ele
claramente nos fala hoje. Desde os dias de Atos até hoje, Deus tem falado a
seu povo através do Espírito Santo.

O Espírito Santo passou a residir no crente. “Não sabeis vós que sois santuário
de Deus, e que o Espírito de Deus habita em vós?” (1Co 3:16) “Ou não sabeis
que o vosso corpo é santuário do Espírito Santo, que habita em vós, o qual

26
possuís da parte de Deus (....)” (1Co 6:19). Porque ele está sempre presente
no crente, ele pode falar claramente a você, a qualquer momento.

10. DEUS FALA ATRAVÉS DA BÍBLIA

Deus fala através de uma variedade de meios. No presente, Deus fala


primariamente através do Espírito Santo, por meio da Bíblia, da oração, das
circunstâncias e da igreja. É difícil separar estes quatro meios. Deus utiliza a
Bíblia e a oração juntas. Freqüentemente as circunstâncias e a igreja, ou
outros crentes, ajudam a confirmar o que Deus está dizendo a você. Com
muita freqüência, Deus usa as circunstâncias e a igreja para ajudar-nos a
conhecer o seu cronograma.

O Espírito da Verdade

A Bíblia é a Palavra de Deus. Ela descreve a revelação completa de Deus à


humanidade. Deus fala com você através da Bíblia. Mas, como você já deve ter
aprendido a pessoa não pode compreender uma verdade espiritual, a menos
que o Espírito de Deus a revele. O Espírito Santo é “o Espírito da verdade”
(João 14:7).

27
O diagrama abaixo deve ajudá-lo a visualizar como o Espírito Santo fala a você
através da Palavra de Deus:

Quando o Espírito Santo revela uma verdade espiritual da Palavra de Deus, ele
está se relacionando pessoalmente com a sua vida. Isso é um encontro com
Deus. A seqüência é a seguinte:

1. Você lê a Palavra de Deus – a Bíblia.

2. O Espírito da verdade toma a Palavra de Deus e revela a


verdade.

3. Você ajusta a sua vida à verdade de Deus.

4. Você obedece a Deus.

5. Deus atua em você e através de você para realizar seus


propósitos.

- Escreva as seguintes palavras-chaves na seqüência correta: ajusto,


revela, obedeço, leio.

1. Eu ____________ a Palavra de Deus – a Bíblia.

2. O Espírito da verdade toma a Palavra de Deus e ______________ uma


verdade.

3. Eu _____________ minha vida à verdade de Deus.

4. Eu _____________ a ele.

5. Deus atua em mim e por meu intermédio para realizar Seus propósitos.

- Responda ao que segue:

Deus provavelmente tem usado um versículo em particular da Palavra de Deus


para falar a você em determinado momento deste estudo. Procure lembrar-se
das unidades anteriores e descubra uma passagem das Escrituras para a qual
Deus tenha chamado sua atenção. Que versículo é esse?

____________________________-

1. O que esse versículo revela a você a respeito de Deus, seus propósitos,


seus modos de agir?

_____________________________________________________________________________

2.Medite nesse versículo e ore. Peça a Deus para continuar falando a você
sobre a verdade contida nesta passagem. Lembre-se de que Deus está mais
interessado naquilo em que você pode se transformar do que naquilo que você
pode fazer.

_____________________________________________________________________________

28
3. O que Deus quer fazer ou ser em você e através de sua vida?

_____________________________________________________________________________

29
4. Que ajustes você teria que fazer a fim de alinhar sua vida com esta
verdade?

Em sua vida pessoal ___________________

Em sua vida familiar__________________

Em sua vida eclesiástica ______________________

Em sua vida profissional ___________________________________

5. Escreva uma oração de resposta a Deus, com relação a esta verdade e sua
aplicação à sua vida.

______________________________________________________________________________

6. Desde o momento em que você veio a compreender esta verdade, Deus já


fez alguma coisa em sua vida que tenha levado você a aplicá-la ou
compartilhá-la com outra pessoa? Em caso afirmativo, o que foi?

______________________________________________________________________________

Reagindo à Verdade

Quando Deus o induzir a uma nova compreensão a respeito dele ou dos seus
modos de agir através das Escrituras:

• Escreva o versículo em um diário espiritual.

• Medite nesse versículo.

• Estude o trecho, mergulhando em seu significado. O que Deus está


revelando acerca de si mesmo, de seus propósitos e seus modos de agir.

• Identifique os ajustes que você precisa fazer em sua vida pessoal, em sua
família, em sua igreja e em seu trabalho, para que Deus posa operar
daquela maneira com você.

• Escreva uma oração de resposta a Deus.

• Faça os ajustes necessários com Deus.

• Fique observando como Deus pode usar essa verdade a respeito dele em
sua vida durante o dia.

30
11. DEUS FALA ATRAVÉS DA ORAÇÃO

Oração é comunhão. É uma comunicação de mão dupla com Deus. Você fala
com Deus, e Ele fala com você. Não é um monólogo. Sua vida pessoal de
oração pode ser essencialmente uma comunicação de mão única – você
falando com Deus. Porém oração é muito mais do que isso. A oração inclui
ouvir também. Na verdade, o que Deus fala na hora da oração é muito mais
importante do que o que você faz.

Oração é um relacionamento. Não é apenas uma atividade religiosa. A oração


se destina mais a ajustar você a Deus do que ajustar Deus a você. Deus não
precisa de suas orações, mas Ele quer que você ore. Você precisa orar por
causa do que Deus quer fazer em sua vida e através de você, nesses
momentos de oração. Deus fala com seu povo pelo Espírito Santo, através da
oração.

Quando o Espírito Santo revela a você uma verdade espiritual durante a


oração, Ele está presente e agindo em sua vida. A oração genuína não conduz
a um encontro com Deus. A oração genuína é um encontro com Deus. O que
acontece quando você busca a Deus em oração? A seqüência é a seguinte:

1. Deus toma a iniciativa, fazendo com que você deseje orar.

2. O Espírito Santo toma a Palavra de Deus e revela a você a vontade de Deus.

3. Você ora no Espírito, concordando com a vontade de Deus.

4. Você ajusta sua vida à verdade (Deus).

5. Você procura e ouve a confirmação ou recebe mais informações provenientes da


Palavra, ou das circunstâncias ou da igreja (outros irmãos).

6. Você obedece.

7. Deus atua em você e através de você, a fim de realizar seus propósitos.

8. Você experimenta Deus, da mesma forma como o Espírito se revelou a você


quando estava orando.

Orando no Espírito

O Espírito de Deus usará a Palavra de Deus para guiá-lo quanto ao assunto


sobre o qual você está orando.

- Leia Romanos 8:26,27 e responda às perguntas que aparecem


abaixo:

1. Por que precisamos da ajuda do Espírito Santo quando oramos? (v.26)

2. Qual a vantagem que o Espírito Santo tem que nós não temos? (v.27)

3. O que o Espírito Santo faz por nós?

31
12. DEUS FALA ATRAVÉS DAS CIRCUNSTÂNCIAS

O Espírito Santo usa a Bíblia, a oração e as circunstâncias para nos falar ou


para nos mostrar a vontade do Pai. Podemos ver este terceiro meio – as
circunstâncias – na maneira como Jesus sabia o que o Pai queria que ele
fizesse. Era assim que Jesus conhecia a vontade do Pai para a sua vida e para
as atividades diárias. Jesus descreveu este processo em João 5:17, 19, 20.

- Escreva o versículo 19 nas linhas abaixo:

Jesus disse que ele não tomava a iniciativa sobre o que devia fazer para o Pai
(v.19). Só o Pai tem o direito de tomar a iniciativa. O Pai estava trabalhando
até o começo da vida terrena de Jesus, e continuava trabalhando (v.17). No
versículo 20, vemos que o Pai mostrava ao Filho o que ele estava fazendo.
Quando o Filho contemplou a atividade do Pai, isso se constituiu no convite
para o Filho se unir ao Pai nessa obra.

Jesus estava sempre procurando observar onde o Pai estava trabalhando, e se


juntava a ele. O Pai amava o Filho e lhe mostrava tudo que estava fazendo.
Jesus não tinha que adivinhar o que deveria fazer. Ele não tinha que imaginar
o que poderia fazer para o Pai. Ele observava o que o Pai estava fazendo ao
redor dele, e ali, então, Jesus depositava sua vida. O Pai, então, podia realizar
seus propósitos através de Jesus.

É exatamente o que Jesus deseja que nós façamos com seu senhorio em
nossas vidas. É vermos o que ele está fazendo e ajustarmos nossa vida,
nossos planos e nossos alvos a ele. Temos que colocar nossa vida à sua
disposição – onde ele está trabalhando – de maneira que ele possa realizar
seus propósitos por nosso intermédio.

O exemplo de Jesus é uma maneira positiva de como Deus fala através das
circunstâncias. Às vezes as circunstâncias podem ser ruins. Talvez você tenha
se encontrado em meio a uma circunstância ruim e tenha desejado perguntar
a Deus: “Por que isso está me acontecendo?” Você não está sozinho.

- Como devemos reagir quando as circunstâncias forem confusas:

1. Estabeleça em sua mente o fato de que Deus demonstrou seu amor


absoluto por você na cruz. Esse amor jamais muda.

2. Não procure entender como Deus é, estando você em meio a essas


circunstâncias.

3. Vá a Deus e peça que Ele o ajude a ver sua situação da perspectiva dele.

32
4. Espere no Espírito de Deus. Ele pode levar a Palavra até você, a fim de
esclarecer-lhe as circunstâncias.

5. Ajuste sua vida a Deus e ao que você o vê fazendo em meio a suas


circunstâncias.

6. Faça tudo o que ele disse a você para fazer.

7. Experimente Deus trabalhando em você e através de você, a fim de


alcançar Seus propósitos.

- A VERDADE SOBRE SUAS CIRCUNSTÂNCIAS

Você não pode conhecer a verdade sobre as circunstâncias que o envolvem


até que o próprio Deus a revele a você. Nos capítulos 5 e 6 de Êxodo, Moisés
fez conforme lhe fora ordenado, e pediu a Faraó que deixasse o povo ir. Faraó
se recusou e multiplicou os encargos sobre os hebreus. Os hebreus se
voltaram contra Moisés e o criticaram por ele estar causando tantas
dificuldades.

Pacientemente Deus explicou a Moisés a sua perspectiva. Deus explicou que


ele queria que Faraó resistisse, a fim de que o povo pudesse ver a mão
poderosa de Deus operando a libertação. Deus queria que o povo viesse a
conhecê-lo (por experiência própria) como o grande “EU SOU”. Você deve
aprender com o exemplo de Moisés. Quando você vier a enfrentar situações
confusas, não comece a culpar Deus. Também não desista simplesmente de
seguir Deus. Vá a Deus. Peça a ele para lhe revelar a verdade sobre as
circunstâncias que você está atravessando. Peça-lhe para mostrar-lhe a
perspectiva dele. E então espere no Senhor.

Você precisa ter sua vida totalmente orientada para Deus. A coisa mais difícil
que terá de fazer em qualquer tempo será negar-se a si mesmo, assumir a
vontade de Deus para sua vida e seguir Deus. A parte mais difícil do seu
relacionamento com Deus é ter a vida centrada em Deus. Se você
conseguisse filmar um dia inteiro de sua vida, iria descobrir que suas
orações, suas atitudes, seus pensamentos, tudo é radicalmente centrado em
você mesmo. É possível que você não esteja vendo as coisas segundo a
perspectiva de Deus. Você pode até tentar explicar a Deus sua perspectiva
pessoal. Quando ele se torna o Senhor de sua vida, só ele tem o direito de
ser...

- o Centro de sua vida.

- o Iniciador de sua vida.

- o Dirigente de sua vida.

É isso que significa ter Deus como Senhor de nossa vida.

33
13. MARCOS ESPIRITUAIS

Aquele diagrama usado para as circunstâncias pode dar a impressão de que a


circunstância é uma situação ruim. Mas não é sempre assim. Às vezes a
circunstância é uma situação de tomada de decisão. Em tempos de decisão,
às vezes a maior dificuldade pode não ser escolher entre o bom e o ruim, mas
escolher entre o bom e o melhor. Frequentemente você pode ter várias opções
que parecem boas. Numa hora dessas, você tem que começar dizendo com
todo o seu coração:

“Senhor, seja o que for, se eu souber que é a tua vontade, eu vou obedecer!
Não importa o preço e os ajustes que eu terei de fazer. Com todas as forças do
meu coração, eu me entrego. Quero fazer a tua vontade, a partir de agora.
Senhor, não importa qual seja a tua vontade, eu vou obedecer.”

- Marcos Materiais de Encontros Espirituais

Quando Israel atravessou no rio Jordão e entrou na Terra Prometida, Deus deu
a Josué as seguintes instruções: “Tirai daqui, do meio do Jordão, do lugar em
que estiveram parados os pés dos sacerdotes, doze pedras, levai-as convosco
para a outra banda e depositai-as no lugar em que haveis de passar esta
noite” (Js 4: 2,3). Aquelas pedras serviriam como um sinal para os israelitas.
Josué explicou: “(...) quando vossos filhos no futuro perguntarem: Que
significam estas pedras? Direis a eles que as águas do Jordão foram cortadas
diante da arca do pacto do Senhor, quando ele passou pelo Jordão, as águas
foram cortadas, e estas pedras serão para sempre por memorial aos filhos de
Israel” (Is 4: 6,7).

As pedras serviriam para lembrar um ato poderoso de Deus em favor de seu


povo. Em muitas outras ocasiões, os homens construíram altares ou fizeram
marcos de pedras para lembrar um encontro significativo com Deus.

- Escolha uma das seguintes pessoas. Marque a escolha que você fez,
isto é, a pessoa que você decidiu estudar. Leia a respeito do encontro
dele com Deus, e então responda às perguntas a seguir:

( ) Noé – Gen. 6 – 8 ( ) Moisés – Ex. 17: 8-16 ou 24: 1-


11

( ) Abraão – Gen. 12: 1-8 ou 13: 1-18 ( ) Josué – Js 3: 5-4:9

( ) Isaque – Gen.26: 17-25 ( ) Gideão – Jz 6:11-24

( ) Jacó – Gen. 28: 10-22 e 35: 1-7 ( ) Samuel – 1 Sm 7: 1-13

1. Descreva de forma sucinta o encontro entre essa pessoa e Deus.


O que Deus fez?

34
2. Em sua opinião, por que essa pessoa fez esse marco de pedra?

3. Conforme o texto, essa pedra ou esse altar recebeu algum


nome? Se recebeu, qual foi o nome?

- Contemplando a Perspectiva de Deus

Para realizar seus propósitos, Deus trabalha numa seqüência, seguindo certa
ordem. O que ele fez no passado, o fez tendo em mente os propósitos do reino. O
que ele está fazendo no presente é uma seqüência do passado, e tem aqueles
mesmos propósitos. Cada ato de Deus é conseqüência do passado, e tem em
vista o futuro.

Quando Deus chamou Abrão (Gn 12) ele começou a desenvolver um povo para si
mesmo. Quando Deus veio a Isaque, ele viu a perspectiva de Deus, pois Deus
lembrou-lhe seu relacionamento com seu pai, Abraão (Gn 26:24). Diante de Jacó,
Deus se identificou como o Deus de Abrão e de Isaque (Gn 28:13). Quando Deus
veio a Moisés, ele ajudou Moisés a ver sua perspectiva a respeito do que ele
estava fazendo através da História. Ele disse que era o Deus de Abraão, Isaque e
Jacó (Ex. 3: 6-10). A cada novo passo no seu plano, Deus envolvia uma pessoa.
Quando chamava alguém, frequentemente Deus repetia sua atividade de forma
que o indivíduo podia ver a perspectiva de Deus sobre o que estava
acontecendo.

Deus quer envolvê-lo em seus propósitos. Deus tem operado neste mundo o
tempo todo (João 5.17). Ele tem trabalhado em sua vida desde o seu nascimento.
Deus disse a Jeremias, o profeta: “Antes que eu te formasse no ventre te conheci,
e antes que saísses da madre te santifiquei; às nações te dei por profeta” (Jr 1.5).
Quando chega o momento de Deus agir em sua vida, de forma a você dar um
novo passo, ou tomar uma nova direção, isso será sempre uma seqüência do que
ele já vem fazendo em sua vida. Ele não muda de rumo nem fica dando voltas
sem significado. Ele constrói seu caráter de maneira ordenada, com um propósito
sempre em mente.

- Um Inventário Espiritual

Identificar os marcos espirituais de sua vida ajuda muito. Cada vez que você
identificar uma convocação de Deus, ou uma nova orientação para sua vida,
estabeleça mentalmente um marco espiritual neste ponto.

Um marco espiritual identifica um tempo de transição, de decisão ou de


orientação, em que eu claramente posso ver que Deus estava me guiando.
Depois de algum tempo, posso olhar para trás, para esses marcos espirituais, e
ver como Deus fielmente dirigiu minha vida de acordo com seus propósitos
divinos.

Quando tiver que tomar uma decisão a respeito da orientação de Deus, reveja
aqueles marcos espirituais. Não dê o passo seguinte sem examinar o contexto da
atividade total de Deus em sua vida. Isso ajuda você a ver a perspectiva de Deus
quanto ao seu passado e presente. Então examine as opções que tem diante de

35
si. Procure ver qual das opções parece ser mais consistente com o que Deus tem
feito em sua vida. Freqüentemente dá para ver qual dessas orientações se
coaduna melhor com o que Deus vem fazendo em sua vida. Se nenhuma delas
parece consistente, continue a orar e espere a orientação de Deus.

36
ATIVIDADE:

Prepare um inventário espiritual de sua vida. Identifique os seus


próprios marcos espirituais. Esses marcos podem começar com seus
ascendentes, sua experiência de conversão, as vezes em que você teve
que tomar decisões importantes em relação ao seu futuro, e assim por
diante. Quais foram os tempos de transição, de decisões, em que
recebeu orientação de Deus, quando você percebeu claramente que
Deus o estava guiando? Use um pedaço de papel ou um caderno, e
comece a preparar uma lista. Vá escrevendo, à medida que você reflete
e ora a respeito da atividade de Deus em sua vida.

Você terá oportunidade de compartilhar alguns dos seus marcos


espirituais na reunião semanal do seu grupo.

37
14. DEUS FALA ATRAVÉS DA IGREJA

Deus criou a igreja como seu agente para a redenção do mundo. Ele tem um
propósito para a igreja. E ele coloca cada pessoa em uma igreja, com a
finalidade de cumprir seus propósitos redentores através dessa igreja.

A igreja é um corpo; é o corpo de Cristo (1 Co. 12:27)! Jesus Cristo está


presente como a cabeça da igreja local (Ef 4:15), e cada membro é colocado
no corpo de maneira que agrada a Deus (1 Co 12.18). O Espírito Santo se
manifesta a cada pessoa visando o bem comum (1 Co 12.7). O corpo todo é
bem ajustado pelo Pai. Os membros são capacitados e equipados pelo Espírito
Santo para atuarem onde quer que o Pai os tenha colocado no corpo. O corpo,
então, funciona de modo a edificar-se a si mesmo, a crescer em tudo naquele
que é a cabeça, Cristo, até que cada membro chegue ao estado de homem
feito, à medida da estatura da plenitude de Cristo (Ef 4.13). Deus nos fez
interdependentes. Nós necessitamos uns dos outros. O que falta a um, outros
no corpo podem suprir, e certamente o farão. E o que falta a esses
“supridores”, um outro membro pode suprir.

Portanto, o que Deus está fazendo no corpo de Cristo e através dele é


essencial para eu saber como reagir diante de Deus. Onde quer que eu veja
Deus agindo no corpo, eu me ajusto e ponho ali a minha vida. Na igreja eu
permito que Deus me use do modo que ele quiser, para completar sua obra
em cada membro. Esse era o alvo de Paulo, quando disse: “(...) o qual nós
anunciamos, admoestando a todo homem, e ensinando a todo homem em
toda a sabedoria, para que apresentemos todo homem perfeito em Cristo” (Cl
1.28).

Separado do corpo, você não pode conhecer de forma perfeita a vontade de


Deus concernente ao seu relacionamento com o corpo. Sem o olho, a mão não
saberá onde tocar. Sem o ouvido, o resto do corpo pode não saber quando ou
como responder. Cada membro precisa estar ouvindo o que os outros
membros estão dizendo. Se os membros não falam sobre o que eles
percebem Deus fazer, o corpo inteiro está com problemas.

Versículo para memorizar:

“Quem é de Deus ouve as palavras de Deus; por isso vós não as ouvis, porque
não sois de Deus”.

Jo 8.47

RESUMO

• O que Deus falou às pessoas é muito mais importante do que como ele
falou.

• Quando Deus falava, a própria comunicação era um encontro com Deus.

38
• Eu jamais descubro a verdade, a verdade é revelada.

• Deus revela seus propósitos, para que eu faça a sua obra.

• A oração é um relacionamento, e não mera atividade religiosa.

5ª REALIDADE: O CONVITE QUE DEUS FAZ A VOCÊ PARA TRABALHAR


COM ELE SEMPRE LEVA A UMA CRISE EM FÉ, QUE EXIGE FÉ E AÇÃO

15. O MOMENTO DECISIVO

Esta unidade focaliza um momento de mudança profunda em nossa


experiência de seguir a Deus. Quando Deus o convida a se juntar a ele na sua
obra, ele tem uma responsabilidade muito grande para você. Você conhecerá
que não tem condições de fazer nada sozinho. Se Deus não ajudar, você
falhará. Esse é um momento de crise, quando muitos decidem não fazer
aquilo que sabem que Deus está mandando fazer. E aí ficam querendo saber
por que não experimentam a presença e a atuação de Deus como os outros
crentes estão experimentando.

- CRISE

O termo crise vem de uma palavra que significa “decisão”. A mesma palavra
grega á frequentemente traduzida por julgamento. Quanto à fé, a crise é um
momento decisivo, em que você tem de tomar uma decisão. Você tem de
decidir o que acredita a respeito de Deus. A maneira como você responde
nesse momento de crise determina se você vai se envolver com Deus em algo
grande que só ele pode fazer, ou se você vai continuar seguindo seu próprio
caminho, perdendo o que Deus tem como propósito para a sua vida. E isso
não é uma experiência única, isolada em sua vida. É uma experiência diária. A
maneira como você vive é um testemunho sobre o que você crê a respeito de
Deus.

- A. Em suas próprias palavras defina “crise na fé”:

-B. Leia cada uma das seguintes passagens da Bíblia e descreva a crise
ocorrida na fé dessa pessoa:

Josué 6:1-5 Juízes 6:33;7:1-8 I Crônicas 14:8-16 Mateus 17:24-27

C. Alguma vez você ou sua igreja percebeu que Deus queria de você ou de
vocês alguma coisa grande e, em conseqüência disso, ocorreu uma crise na fé
das pessoas? Descreva brevemente a situação e qual foi a sua reação ou da
igreja.

_______________________________________________________________________________

Continuando nosso estudo sobre a crise na fé, examinaremos quatro


princípios. São eles:

39
Uma Crise Na Fé

1. O encontro com Deus exige fé

2. Os encontros com Deus têm o tamanho de Deus.

3. O que você faz em resposta à revelação (convite) de Deus


demonstra o que você crê a respeito de Deus.

4. A fé verdadeira requer ação.

16. OS ENCONTROS DE DEUS EXIGEM FÉ

Quando Deus fala, você precisa ter fé para apresentar uma resposta. Através de
toda a Bíblia, quando Deus revelava a si mesmo, quando revelava seus
propósitos e seus modos de agir, a pessoa a quem ele se revelava precisava ter
fé para apresentar uma resposta.

A fé é uma confiança de que o que Deus falou ou prometeu vai acontecer. A visão
é o oposto da fé (2 Co.5:7). Se você pode ver claramente como algo pode ser
realizado, é bem provável que este caso não exija fé.

Você não deposita sua fé em um conceito ou idéia. A fé tem que ser em uma
PESSOA – o próprio Deus. Se você decide que uma determinada coisa
acontecesse e você leva as pessoas a “terem fé” ou “crerem” que isso
acontecerá, sua posição é perigosa. A fé só é válida se for em Deus ou no que ele
diz que fará. Se o que você espera que aconteça provém de si mesmo, e não de
Deus, terá de depender do que você é capaz de fazer. Antes de convocar a si
mesmo, sua igreja ou sua família a exercer fé, certifique-se de que você ouviu
uma palavra da parte de Deus.

Nada é impossível se a pessoa tem uma fé do tamanho de um grão de mostarda


apenas, grão esse muito pequeno. Jesus disse que seus seguidores fariam coisas
ainda maiores do que ele havia feito (Mt 17:20,21). Nossa fé, portanto, deve se
basear no poder de Deus, e não na sabedoria humana. Sem uma fé firme, você
vai tropeçar e cair.

No Novo Testamento o mesmo aconteceu com os discípulos. Por si mesmos não


seriam capazes de alimentar as multidões, curar os enfermos, acalmar a
tempestade nem ressuscitar os mortos. Somente Deus poderia fazer tais coisas.
Mas Deus chamou seus servos para que pudesse fazer essas coisas através
deles. Quando Deus lhe diz o que ele quer fazer por seu intermédio, essa obra
será alguma coisa que só Deus mesmo pode fazer. O que você crê acerca de
Deus há de determinar o que você fará (Jo 14: 12). Se você tiver fé no Deus que
o chamou, obedecerá a ele; e Deus fará acontecer aquilo que está em Seus
propósitos. Se lhe falta fé, você não fará o que ele quer. Isso é desobediência.

17. OS ENCONTROS COM DEUS SÃO DO TAMANHO DELE

40
Deus está interessado em que o mundo venha a conhecê-lo. A única maneira de
as pessoas conhecerem Deus é vê-lo atuando. Elas conhecem a natureza de
Deus quando esta é expressa em sua atividade. Quando Deus envolve você na
atividade dele, sua tarefa é do tamanho de Deus.

- Tarefas do tamanho de Deus

As tarefas que Deus dá às pessoas na Bíblia têm sempre o tamanho de Deus.


Elas são sempre além do que as pessoas podem fazer, porque Deus quer
demonstrar sua natureza, sua força, sua provisão e sua bondade para com seu
povo e para com o mundo. Esta é a única maneira pela qual o mundo virá a
conhecer Deus.

- Faça uma lista de tarefas que Deus (o Pai ou Jesus) deu a algumas pessoas na
Bíblia, tarefas essas do tamanho de Deus – coisas que eram humanamente
impossíveis:

18. O QUE VOCÊ FAZ REVELA O QUE VOCÊ CRÊ

Quando Deus o convida a se unir a ele, você enfrenta uma crise em sua fé, o
que você faz em seguida revela o que você crê a respeito de Deus. Realmente
suas ações falam mais alto que as suas palavras.

- Leia as seguintes passagens da Bíblia e responda às perguntas:

Mateus 8:5-13 – O que fez o centurião para demonstrar sua fé?

Mateus 8.23-27 – O que fizeram os discípulos para demonstrar sua “pequena


fé”?

Mateus 9:20-22 – O que fez a mulher para demonstrar sua fé?

Mateus 9:27-31- A que característica de Jesus estavam esses dois cegos


apelando (v.27)?

Baseado em que Jesus curou esses dois homens? (v.29)

Quando os dois cegos demonstraram que eles criam que Jesus era
misericordioso e que era o Messias (o Filho de Davi), Jesus os curou em virtude

41
da fé que tinham. A mulher creu em que apenas um toque nas vestes de Jesus
faria com que seu poder de curar fluísse até ela. Ela estava pronta a correr o
risco de ser ridicularizada publicamente, a fim de experimentar o poder de
Jesus. Quando as tempestades da vida nos surpreendem como a tempestade
surpreendeu os discípulos, freqüentemente respondemos como se Deus não
existisse ou não se importasse conosco. Jesus reprovou os discípulos, não pela
tendência humana ao medo, mas por falharem, não reconhecendo sua
presença, seu poder e sua proteção. “Dize apenas uma palavra, e meu servo
sarará” – disse o centurião. Jesus elogiou a fé em sua autoridade e poder,
demonstrada pelo centurião. O que cada uma dessas pessoas fez indicava a
Jesus o tipo de fé que tinham.

19. A FÉ VERDADEIRA REQUER AÇÃO

Tiago 2.26 diz: “Porque, assim como o corpo sem o espírito está morto, assim
também a fé sem obras é morta.” Quando a pessoa passa por uma crise em
sua fé, ela dá uma demonstração a respeito do que crê. A fé sem ação é
morta.

42
Leia Hebreus 11: 32-38. Baseado em sua própria avaliação, faça uma lista dos
“bons” resultados de uma vida fiel, à esquerda, e dos “maus” resultados, à
direita.

‘Bons’ resultados ‘Maus’


resultados

Venceram Reinos Foram


apedrejados

As aparências externas de sucesso sempre são indícios de fé, e aparências


externas de falha nem sempre indicam falta de fé. Um servo fiel é aquele que
faz o que seu Mestre ordena, independentemente do resultado. Exatamente
como Jesus. Ele suportou a cruz, mas agora está sentado junto do trono de
Deus! Que recompensa para a sua fidelidade! Não desfaleça em sua
fidelidade. Uma recompensa está á espera dos servos fiéis.

- Escreva o versículo para memorizar desta unidade:

____________________________________________________________________________

Minha oração a Deus é no sentido de que você esteja procurando agradar a


Deus, através de uma busca ardente (Hb 11.6). Na próxima unidade,
verificaremos mais cuidadosamente a questão de custo existente em se
obedecer à vontade de Deus. Parte da ação que será exigida para demonstrar
sua fé serão os ajustes que você terá de fazer diante de Deus. Seguir a
vontade de Deus sempre requer ajustes difíceis, não só de você, mas também
das pessoas ao seu redor.

Versículo para memorizar

“ Ora, sem fé é impossível agradar a Deus; porque é necessário que aquele


que se aproxima de Deus creia que ele existe, e que é galardoador dos que o
buscam. Heb. 11.6

RESUMO

• Quando Deus me diz o que ele quer fazer por meu intermédio, certamente
vou enfrentar uma crise em minha fé.

• Quando Deus me fala, eu preciso ter fé para responder.

• Temos nossa fé depositada em uma Pessoa.

• Minha concepção de Deus determina minhas ações.

43
• As tarefas que Deus nos dá são tão grandes quanto ele.

• O que creio a respeito de Deus determina o que faço e como vivo.

• A fé sem ação é morta.

6ª REALIDADE: É PRECISO FAZER AJUSTES PROFUNDOS NA VIDA PARA


JUNTAR-SE A DEUS NAQUILO QUE ELE ESTÁ FAZENDO

20. OS AJUSTES SÃO NECESSÁRIOS

Muitos de nós queremos que Deus nos fale e nos dê uma tarefa. No entanto,
não estamos interessados em fazer nenhum ajuste maior em nossa vida.
Biblicamente, isso é impossível. Todas as vezes em que Deus falou a alguma
pessoa na Bíblia, a respeito de algo que ele queria fazer através dela, grandes
ajustes se fizeram necessários. Essas pessoas tiveram que ajuste suas vidas a
Deus. Uma vez feitos os ajustes, Deus realizava seus propósitos através de
homens e mulheres que ele chamara.

- Um Segundo Momento Crítico

Ajustar a vida a Deus é o segundo momento crítico na caminhada para


conhecer e fazer a vontade de Deus. O primeiro momento acontece quando a
fé entra em crise – é preciso crer que Deus é quem diz se, e que é capaz de
fazer o que promete. Sem fé em Deus, você vai tomar uma decisão errada
neste primeiro momento importante. Ajustar a vida a Deus é também
decisivo. Se você decide fazer o ajuste, pode ir em frente e obedecer. Se você
se recusa a fazê-lo, perderá o que Deus reservou para sua vida. Os ajustes
que você tem de fazer e sua obediência podem custar algo a você e às
pessoas ao seu redor.

FÉ ---- > AÇÃO

AÇÃO = AJUSTES + OBEDIÊNCIA

- Ajustando-se à Vontade de Deus

Quando Deus lhe fala revelando o que está para fazer, essa revelação é um
convite para você ajustar sua vida a ele. Feito esse ajuste de sua vida a Deus,
a seus propósitos e a seus modos de agir, você está em condições de
obedecer. Os ajustes nos preparam para a obediência. Você não pode
continuar com a mesma vida de antes, ou ficar onde está, e seguir Deus ao
mesmo tempo. Esta verdade está em toda a Bíblia.

44
• Noé não podia continuar na mesma vida e construir uma arca ao mesmo
tempo (Gn 6)

• Abrão não poderia permanecer em Ur ou Harã e ser pai de uma nação em


Canaã (Gn 12. 1-8)

• Moisés não poderia ficar escondido no deserto, cuidando de ovelhas, e ao


mesmo tempo apresentar-se diante de Faraó (Ex 3)

• Davi precisou deixar as ovelhas para se tornar rei ( 1 Sm 16:1-13)

Mudanças e ajustes enormes tiveram que ser feitos! Alguns precisaram deixar
sua família e seu país. Outros tiveram que esquecer preconceitos e mudar
suas preferências. Ainda outros tiveram que deixar para trás alvos, ideais de
vida e desejos. Tudo teve que ser entregue a Deus, e a vida toda teve que ser
ajustada a ele. A partir do momento em que os ajustes foram feitos, Deus
começou a realizar seus propósitos através dessas pessoas. Mas cada um veio
a descobrir que valia a pena ajustar sua vida a Deus.

Se você quer ser um discípulo, um seguidor de Jesus, você não tem escolha.
Para seguir Deus, terá que fazer grandes ajustes em sua vida. Seguir o Mestre
requer ajustes na vida. Até você está ponto a fazer os ajustes necessários em
sua vida para seguir e obedecer o que Deus disse, você será de pouca
utilidade para Deus. Sua maior dificuldade para seguir Deus pode ser a
questão do ajuste.

Nossa tendência é querer passar diretamente da fé para a obediência, sem


fazer os ajustes necessários.

21. TIPOS DE AJUSTES

Que tipos de ajustes são necessários? Tentar responder a esta pergunta é


como tentar fazer uma lista de todas as coisas que Deus pode pedir a você
para fazer.

Esses ajustes podem ser exigidos em diversas áreas, tais como:

• Em suas circunstâncias (lar, trabalho, finanças)

• Em seus relacionamentos (família, amigos, relações profissionais)

• Em seus pensamentos (preconceitos, métodos, seu potencial )

• Em seus compromissos (para com a família. A igreja, o trabalho, planos,


tradição)

• Em suas ações (como você ora, como dá suas ofertas, como serve)

45
• Em suas convicções (sobre Deus, Seus propósitos, Seus modos de agir, seu
relacionamento com ele)

46
- Leia cada um dos textos abaixo e diga o tipo de ajuste que foi (ou é)
requerido em cada um deles? Na coluna da esquerda escreva a letra que
se acha na coluna da direita que corresponde ao tipo de ajuste exigido
em cada caso:

Texto Ajuste

1. Mateus 4.18-22 ( ) A. Nas circunstâncias

2. Mateus 5.43-48 ( ) B. Nos relacionamentos

3. Mateus 6.5-8 ( ) C. No modo de pensar

4. Mateus 20.20-28 ( ) D. Na dedicação

5. Atos 10.1-20 ( ) E. Nas ações

F. Na maneira de crer

- Rendição Incondicional

Frequentemente Deus exige de nós ajustes em áreas que nunca consideramos ou


às quais nunca estivemos expostos ao passado. Você pode ter ouvido alguém
dizer algo assim:”Nunca diga a Deus que você não fará determinada coisa. É
exatamente esse que ele vai lhe pedir para fazer. “ Deus não está procurando
maneiras de espremer você. Ele quer, no entanto, ser o Senhor de sua vida.
Sempre que você identificar uma área em sua vida em que você lhe recusa o
senhorio, esta será uma área em que ele irá trabalhar. Ele está interessado em
uma rendição incondicional. Deus pode ou não requerer que você faça
exatamente aquilo que você identificou, mas ele continuará agindo até que você
venha a desejar que ele seja Senhor de tudo. Lembre-se porque Deus o ama, a
vontade dele é sempre o melhor para sua vida! Quaisquer ajustes que Deus
venha a exigir de você serão sempre para o seu próprio bem. Segundo Jesus, é
possível que chegue o tempo em que sua vida e seu futuro dependam apenas de
ajustar-se rapidamente às orientações de Deus.

O ajuste que fazemos é sempre a uma Pessoa. Você ajusta sua vida a Deus. Você
ajusta seus pontos de vista, para que eles sejam como os pontos de vista de
Deus.

- Descreva pelo menos um ajuste que você, ao realizar este estudo, teve
que fazer em sua maneira de pensar:

- Deus alguma vez pediu que você fizesse um importante ajuste em


relação a ele? Se a resposta for afirmativa, descreva de forma sucinta o
ajuste que foi requerido de você, e como você reagiu:

47
22. A OBEDIÊNCIA TEM SEU PREÇO

Você não pode ficar onde está e ir com Deus ao mesmo tempo. Você não pode
continuar fazendo as coisas a seu jeito e realizar os propósitos de Deus do jeito
dele. Seus pensamentos nem chegam perto dos pensamentos de Deus. Para
você fazer a vontade de Deus, tem que ajustar sua vida a ele, aos seus
propósitos e a seus modos de agir.

Quando Deus nos chama para nos unirmos a ele, temos que fazer mudanças
radicais. Esses ajustes, a obediência às orientações de Deus, tem seu preço. Será
que para seguirmos Deus teremos sempre que mudar nossos planos pessoais ou
nossa direção?

- Leia Atos 9: 1-25 e descreva o ajuste que Saulo teve de fazer. Descreva
o preço que ele teve de pagar para seguir Cristo.

Os ajustes que Paulo precisou fazer lhe custaram muito caro. Esses ajustes quase
lhe custaram a vida, pois os judeus queriam matá-lo. Os ajustes que você terá
que fazer também custarão caro a você.

A obediência tem um preço para você e para as pessoas que estão ao seu redor.
Você não pode conhecer e fazer a vontade de Deus sem pagar o preço do ajuste
e da obediência. A disposição de pagar o preço de obedecer à vontade de Deus é
um dos grandes ajustes a ser feito. É exatamente por causa desse preço que
muitos dos seus discípulos voltaram para trás e já não andavam mais com ele
(João 6.66). É aí que muitas igrejas também falharão e não chegarão a
contemplar a realização dos propósitos de Deus por intermédio delas,
simplesmente porque não estão prontas a pagar o preço da obediência.

- Leia II Co. 11:23-33 e relacione alguns “preços” que Paulo teve de


pagar por seguir e obedecer a Cristo:

________________________________________________________________________

Às vezes a obediência à vontade de Deus nos leva a enfrentar oposição e


incompreensão. Em virtude de sua obediência a Deus, Paulo sofreu muito pela
causa de Cristo. A lista de açoites, prisões e perigos parece maior do que alguém
possa suportar. Ele concluiu uma de suas cartas dizendo: “... trago em meu corpo
as marcas de Jesus” (Gl. 6.17).

O apóstolo Paulo nos revela os ajustes que teve de fazer para obedecer à
vontade de Deus, quando declara o seguinte: “Fiz-me tudo para todos, para por

48
todos os meios chegar a salvar alguns (I Co.9:22). Os ajustes que você terá de
fazer para obedecer a Cristo vão lhe custar algo também.

- Você já teve uma experiência em que o ajuste necessário, ou a


obediência a Deus, lhe tenha custado caro? Se a resposta for afirmativa,
descreva em poucas palavras essa experiência e o preço que você teve
de pagar.

23. TOTAL DEPENDÊNCIA DE DEUS

Em se tratando de conhecer e fazer a vontade de Deus, há um outro ajuste muito


necessário: chegar-se ao ponto de uma total dependência de Deus. Só assim ele
poderá realizar o que quer fazer através de nós. Jesus disse que o nosso
relacionamento com ele seria como o relacionamento que existe entre a videira e
seus ramos. Ele afirmou: “... sem mim nada podeis fazer” (João 15:5). Se você é
um servo de Deus, tem de permanecer em íntimo relacionamento com ele, a fim
de que ele possa realizar Sua obra através de você. Você tem que depender
exclusivamente de Deus.

Esse ajuste exige que você progrida da posição em que trabalha para Deus de
acordo com suas próprias habilidades, seus dons, de acordo com o que você
gosta ou não gosta, seus alvos, até o ponto em que você se torna totalmente
dependente de Deus, da atuação Dele e de Seus recursos. Este é um ajuste
muito importante! Não é fácil fazê-lo.

- Complete as declarações abaixo, conforme o que temos estudado:

1. Você não pode __________ onde está e _________ com Deus ao mesmo
tempo.

2. A obediência tem um ______________ para ____________ e para as pessoas


que estão ao seu redor.

3. A obediência requer _________________________________ de Deus, a fim de que


possa trabalhar por seu intermédio.

Deus quer que você O conheça. Se você segue os planos de outra pessoa, ou usa
um método, ou dá ênfase a determinado programa, terá a tendência de se
esquecer da dependência de Deus. Você abandona seu relacionamento com
Deus para ir atrás de um método ou um programa. Isso é adultério espiritual.

Será que isso significa que você nunca será orientado por Deus a desenvolver um
programa organizado ou a seguir um método? Não, não é isso. Mas só Deus tem
o direito de dizer a você o que fazer. Você não toma a iniciativa de decidir por si
mesmo o que vai fazer. Você tem de aguardar diante de Deus, até ele dizer o que
você deve fazer.

49
24. O ESPÍRITO SANTO O AJUDA A FAZER A VONTADE DE DEUS

O Espírito Santo não vai nunca entender mal a vontade que Deus tem para você.
O Pai tem o propósito de agir através de sua vida. Para que você não perca esse
propósito, ele põe o Espírito Santo em você. A tarefa do Espírito Santo é guiá-lo
de acordo com a vontade do Pai. Então ele capacita você a atingir os propósitos
divinos. Assim, você depende totalmente do Pai, não só para conhecer-lhe a
vontade, mas também para ter habilidade para realizá-la. É por isso que seu
relacionamento com ele é tão importante. É por isso que você precisa esperar até
ouvir uma palavra vinda dele, a respeito dos seus propósitos e seus modos de
agir.

Em Jesus nós temos o modelo de uma vida singular, vivida em um


relacionamento pleno de amor com o Pai, uma vida vivida a partir desse
relacionamento.

50
- Como você descreve a qualidade e a pureza do seu relacionamento com Deus?

- Que ajustes, se é que existe algum, Deus quer que você faça, a fim de renovar
um relacionamento adequado e correto com ele?

25. AJUSTES NA ORAÇÃO E O PREÇO

Marcos 11.24 é uma promessa sobre a oração que nos desafia com respeito à
relação existente entre a oração e a fé.

- Leia Marcos 11.24 e escreva a promessa, ali existente, com suas


próprias palavras:

__________________________________________________________________________________

Este versículo é usado muitas vezes para ensinar a teologia do “pediu, recebeu”.
Você decide o que quer. Você menciona em sua oração, reivindica, e é
prontamente seu! Essa teologia é muito centralizada no homem. Lembre-se de
que só Deus deve tomar a iniciativa. Ele dá a você o desejo de fazer sua vontade
(Fp 2.13). Seu Santo Espírito o leva a orar de acordo com a vontade de Deus
(Rom. 8:26-28). A abordagem à oração centrada em Deus leva você a orar de
acordo com a vontade de Deus (no nome e segundo a natureza de Jesus). Creia
que aquilo que ele levou você a pedir, ele mesmo fará acontecer. Então continue
orando com toda a fé, esperando acontecer o que você pediu.

Quando Deus vem ao seu encontro, você tem uma crise em sua fé, que pode
exigir de você importantes ajustes. Você precisa aprender a orar. A oração vai
custar muito caro a você. Você pode precisar deixar que Deus o acorde no meio
da noite para orar. Você pode precisar gastar muito tempo em oração. Pode
chegar o tempo em que você precisará orar noite adentro ou a noite inteira. Para
se tornar um crente de oração, a pessoa precisa fazer grandes ajustes em sua
vida.

- Sua igreja é conhecida na comunidade como uma “casa de oração”? Sua igreja
é uma igreja que ora? Qual das frases abaixo está correta? Marque-a:

1. Nossa igreja é amplamente conhecida como uma igreja que ora.

2. Nossa igreja está se tornando uma igreja de oração, mas estamos longe ainda.

3. Nossa igreja ora, mas não é muito eficiente. Precisamos nos tornar igreja que
ora.

4. Para ser honesto tenho que dizer que nossa igreja realmente não sabe orar.
Nossa igreja precisa se tornar uma igreja de oração.

51
- Que evidência você pode dar para confirmar sua resposta?

__________________________________________________________________________________

VERSÍCULO PARA MEMORIZAR

Assim, pois, todo aquele dentre vós que não renuncia a tudo quanto possui,
não pode ser meu discípulo. Lucas 14.33

RESUMO

• Quando Deus fala comigo, revelando o que ele está para fazer, essa
revelação é um convite para eu ajustar minha vida a ele.

• Esse ajuste me prepara para obedecer.

• Eu não posso ficar onde estou e ir com Deus.

• Minha maior dificuldade em seguir Deus pode surgir com a questão do


ajuste.

• Ninguém pode imaginar o que Deus pode fazer através de uma única vida
totalmente dedicada, ajustada e obediente a ele.

• Os ajustes que fazemos valem a pena, diante da recompensa de se


experimentar Deus.

52
7ª REALIDADE: VOCÊ PASSA A CONHECER DEUS PELA EXPERIÊNCIA À
MEDIDA QUE VOCÊ OBEDECE A ELE E ELE REALIZA A SUA OBRA
ATRAVÉS DE VOCÊ.

26. A OBEDIÊNCIA

Para experimentar Deus agindo em você e através de você, é preciso obedecer.


Quando você obedece, ele faz sua obra através de você, e você virá a conhecer
Deus por experiência.

Jesus disse que aquele que faz a vontade do Pai Celestial é que tem um
relacionamento íntimo com ele é seu irmão”, sua “irmã”, sua “mãe (Mt 12.50).
Jesus disse claramente que é pela obediência que a pessoa mostra seu
relacionamento de amor com Deus (Jo 14:15-21).

Tiago, em sua epístola, desenvolve bastante o assunto, a fim de mostrar que a fé


que não se prova por meio de ações é estéril, ou não tem vida alguma. Quando
os discípulos obedeceram a Jesus, eles experimentaram e viram o extraordinário
poder de Deus agindo ao redor deles. Quando eles não agiram baseados na fé, a
fim de obedecer ao Mestre, não experimentaram suas obras poderosas.

Em muitos sentidos a obediência é o seu momento da verdade. O que você FAZ:

1. Revela o que você crê a respeito de Deus.

2. Determina se você vai ou não experimentar o poder de Deus


agindo em sua vida e através dela.

3. Determina se você virá a conhecê-lo mais intimamente.

- Leia 1 João 2.3-6. Circule os verbos saber e conhecer, cada vez que
aparecem no texto. Sublinhe igualmente o verbo obedecer e marque
com uma cor diferente a palavra amor.

1. Como você vai saber que conhece Deus através de Jesus?

2. O que seria uma indicação clara de que determinada pessoa não conhece
Deus?

3. O que Deus faz na vida da pessoa que obedece à sua Palavra?

Quando você chega a um momento da verdade, quando tem de escolher entre


obedecer a Deus e não obedecer, você jamais irá obedecer a Deus se não crê

53
nem confia nele. Você não pode crer e confiar em Deus, a menos que você o
ame. Você não pode amar a Deus sem conhecê-lo.

Cada “nova” ordem de Jesus vai requerer m novo conhecimento e uma nova
compreensão a respeito dele. O Espírito Santo irá lhe ensinar sobre Jesus, de
forma que você possa confiar em Jesus e obedecer a ele. E aí você irá
experimentá-lo de novas maneiras. É assim que crescemos nele. Como diz 1 João
2.3-6, quando você passa a conhecê-lo, passa também a obedecê-lo. Se você não
obedece a Deus, é sinal de que você não o conhece.

- A importância da obediência

Se você sabe que Deus o ama, não deveria jamais questionar uma orientação
dele. Sua orientação será sempre certa e o melhor para sua vida. Quando Deus
lhe dá uma orientação, você não deve apenas observá-la, discuti-la ou debatê-la.
Você deve obedecer.

- Leia Deut. 28.1,8 e mencione alguns benefícios da obediência:

________________________________________________________________________

Deus abençoa os que lhe são obedientes (Deut. 28.1-14). Os benefícios da


obediência estão além da nossa imaginação, mas, entre eles, mencionamos
poder ser o povo de Deus (Jr 7.23), ter uma base sólida quando as tempestades
da vida se desencadeiam contra você (Lc 6.4-49) e conhecer a verdade espiritual
(João 7.16,17).

A rebelião contra Deus é o oposto da obediência. A desobediência é uma séria


rejeição da vontade de Deus. Em Deut. 28. 15-68, encontramos alguns resultados
da desobediência.

- Como você imagina que Deus descreveria o seu nível de obediência?

- Existe alguma coisa que Deus quer que você faça e você não está fazendo?
Qual é?

- Mencione um mandamento ou uma instrução que você obedeceu:

- Mencione uma instrução para ser observada a longo prazo, que Deus lhe deu e
que você apenas começou a obedecer.

- Qual seria uma resposta que é provavelmente sua idéia, e não uma orientação
de Deus?

- Mencione uma ordem de Deus que você não obedeceu.

- Abaixo você encontra uma escala de ZERO (desobediência completa) até DEZ
(obediência completa). Lembre-se de que só Jesus teria essa nota dez! Coloque

54
um X na nota que você acha que DEUS lhe daria na sua vida de obediência, a
partir do momento em que você começou este curso.

Desobediência completa 0 – 1 – 2 - 3 – 4 – 5 – 6 – 7 – 8 – 9 - 10
Obediência completa

Se a sua experiência não foi positiva, não se desespere. Permita que Deus use
este tempo de avaliação para levá-lo para junto dele – para um relacionamento
de obediência em amor. Deus está interessado em levá-lo de onde você está
para onde ele quer que você esteja nesse relacionamento de amor.

55
27.OBEDEÇA AO QUE VOCÊ JÁ SABE QUE É A VONTADE DE DEUS

Algumas pessoas querem que Deus lhe dê algo para fazer. Fazem até um voto de
que farão tudo que Deus mandar. Mas quando Deus observa a vida delas, vê que
elas não estão fazendo aquelas coisas que Deus já lhes mandou fazer.

- Você acha que Deus dará uma tarefa a um servo que não vai obedecer? Sim
Não Não sei

Deus lhe deu os Dez Mandamentos, você obedece a eles? Jesus diz que você
deve amar os seus inimigos, você está fazendo isso? Jesus diz que sua igreja
deve fazer discípulos de todas as nações, vocês estão fazendo tudo o que são
capazes de fazer, a fim de obedecer a Jesus? Através das Escrituras Deus diz que
você deve viver em unidade com seus irmãos e irmãs em Cristo, você está
fazendo isso?

Os mandamentos de Deus não nos são dados de forma a escolhermos os que


quisermos obedecer, e esquecer outros. Deus quer que obedeçamos a todos os
seus mandamentos, baseados no relacionamento de amor que temos com ele.
Quando Deus observa que somos fiéis e obedientes no pouco, ele será capaz de
nos confiar maiores responsabilidades. O Espírito Santo o guiará diariamente a
mandamentos específicos que Deus quer que você obedeça.

- A desobediência custa caro

A desobediência nunca é considerada superficialmente por Deus. Você leu sobre


Jonas, sobre como sua desobediência quase lhe custou a vida. Moisés assassinou
um egípcio, e isso lhe custou 40 anos no deserto. O pecado de Davi com Bate-
Seba custou-lhe a vida de seu filho. O início do ministério de Paulo foi
grandemente prejudicado por causa de sua desobediência. Muitas pessoas
tinham medo de chegar perto dele devido à sua reputação de perseguidor dos
crentes.

Deus está interessado em desenvolver nosso caráter. Às vezes ele nos permite
prosseguir, mas nunca nos permite ir longe demais sem nos disciplinar, para que
voltemos. Deus pode até nos permitir tomar uma decisão errada, e então o
Espírito Santo nos faz reconhecer que essa decisão não é da vontade de Deus.
Ele nos traz de volta ao caminho certo. Ele esclarece o que quer de nós. Para nos
corrigir e nos ensinar seus caminhos, Deus até lança mão das circunstâncias de
nossa desobediência, a fim de que elas concorram para o nosso bem (Rom.8.28).

Deus o ama. Ele quer o melhor para você. É por isso que lhe dá mandamentos e
instruções. Os mandamentos de Deus não são para nos restringir e nos limitar,
mas para nos dar liberdade necessária a fim de que experimentemos uma vida o
mais significativa possível.

56
28. CONFIRMAÇÃO

Quando percebemos que Deus nos está chamando, geralmente queremos um


sinal. “Senhor, mostra-me que és tu que me estás chamando, e eu obedecerei.”
Quando Moisés estava diante da sarça ardente, e recebeu o convite de Deus para
juntar-se a ele, Deus disse que Moisés receberia um sinal que iria confirmar que
o estava enviando. Deus disse a Moisés: “ ... isto te será por sinal de que eu te
enviei: Quando houveres tirado do Egito meu povo, servireis a Deus neste
monte” (Ex 3.12). Em outras palavras: “Moisés, obedeça-me e eu libertarei o meu
povo do Egito por seu intermédio. Você irá me conhecer como seu libertador, e
ainda virá a esta montanha para me adorar.” A confirmação de Deus, de que ele
havia enviado Moisés, viria depois que este tivesse obedecido, e não antes. É
assim que acontece com mais freqüência nas Escrituras. A confirmação vem
depois da obediência.

Deus é amor. Confie Nele. Obedeça, em virtude de seu amor por ele. Então você
terá uma comunhão tal com ele, que irá conhecê-lo mais intimamente. Essa
confirmação lhe trará muita alegria!

VERSÍCULO PARA MEMORIZAR

“Respondeu-lhe Jesus: Se alguém me amar, guardará a minha palavra; e meu Pai


o amará, e viremos a ele, e faremos nele morada.” João 14.23

RESUMO

• Obedecer é fazer o que lhe mandam.

• Devo obedecer ao que já reconheço como a vontade de Deus.

• Quando Deus observar que eu sou fiel e obediente no pouco, ele poderá
confiar em mim no muito.

• A desobediência custa caro.

• Deus está interessado em desenvolver o nosso caráter.

• A confirmação vem depois da obediência.

57
29. SEU INVENTÁRIO ESPIRITUAL

Alguns meses atrás começamos esta jornada juntos. Nossa oração é no sentido
de que você tenha chegado a conhecer a Deus mais intimamente, ao
experimentá-lo agindo em sua vida e por seu intermédio. Hoje queremos que
você faça uma breve revisão das unidades estudadas, identificando o que Deus
tem feito em sua vida. Em seguida, gostaríamos que dedicasse algum tempo ao
Senhor, para fazer um inventário espiritual de sua presente caminhada com
Deus. Se ele tem trabalhado em sua vida através destes estudos, na verdade ele
está preparando você para uma intimidade maior com ele e para
responsabilidades maiores no seu Reino. Esperamos que você tenha chegado até
aqui com um profundo senso da presença e da atuação de Deus em sua vida.
Aquilo que Deus iniciou em sua vida, ele levará até uma realização completa! (Fp
1.6).

- Usando as pistas fornecidas, escreva com suas próprias palavras as


sete realidades de Conhecendo Deus:

1. O trabalho de Deus –_____________________________________________

2. Relacionamento de amor –_________________________________________

3. Deus convida-____________________________________________________

4. Deus fala –______________________________________________________

5. A crise na fé – ___________________________________________________

6. Ajustes importantes-______________________________________________

7. Obedecer a Deus - ________________________________________________

A. Quais destas realidades foram mais significativas para você? Por quê?

____________________________________________________________________

B. Faça uma revisão dos versículos para memorizar. Qual foi o mais
significativo para você? Por quê?

___________________________________________________________________________

58
C. Descreva como você experimentou Deus de forma mais significativa
durante este curso.

D. Qual o nome de Deus se tornou mais significativo para você? Como isso se
deu?

Ore, pedindo ao Espírito Santo para orientar seus pensamentos à


medida que você responde os itens abaixo:

E. Quais dos itens abaixo descrevem melhor como você se sente a respeito
do seu relacionamento de amor com Deus? Assinale um ou mais itens:

1. Está a cada dia mais belo

2. É como andar na montanha russa

3. Explodindo de alegria

4. Morno

5. Como uma árvore plantada junto às águas

6. Precisa de uma regulagem

7. Frio

8. Sólido como uma rocha

9. Amplo e profundo

10.Outro: ____________

F. Quais dos itens a seguir descrevem melhor como você se sente com
relação à sua igreja, o Corpo de Cristo. Assinale um ou mais itens;

1. Pronto para uma maratona

2. Estou treinando

3. Fora de forma

4. Em recuperação, sem treinamento

5. Hospitalizado, fazendo exames

6. Em estado grave

59
7. Estado satisfatório

8. Estado crítico

9. Na UTI

10.Outro: ___________________________

G. Qual o seu maior desafio espiritual?

H. Qual seria a coisa mais significativa a respeito da qual seu grupo poderia
orar em relação ao seu crescimento espiritual e sua caminhada com Deus?

I. O que você imagina que Deus gostaria que você fizesse ao terminar este
estudo, a fim de dar prosseguimento ao seu treinamento como discípulo
de Jesus Cristo?

J. Que responsabilidades específicas você acha que Deus quer lhe dar a fim
de você juntar-se a ele no que ele está fazendo?

K. Qual sua oração em relação à sua igreja e seu relacionamento com Cristo?

L. O que Deus quer que você faça para ajustar outras pessoas em sua
caminhada com o Senhor?

60
M. Assinale na lista abaixo, as frases que indiquem o que Deus quer de você,
ou escreva no lugar apropriado:

1. Testemunhar sobre o que Deus fez


ou está fazendo em minha vida.

2. Ajudar um grupo com o qual já


trabalho a experimentar Deus desta
mesma forma.

3. Oferecer-me para liderar um grupo


de estudo de Conhecendo Deus.

4. Encorajar outras pessoas a


participarem do estudo de
Conhecendo Deus.

5. Liderar um grupo em algum tipo de


treinamento em discipulado cristão.

6. Outro:
____________________________________
____________________

- Separe algum tempo para orar. Agradeça a Deus o que ele já fez e está
fazendo...

* em sua vida *em seu grupo *em sua denominação

*em sua família *em sua igreja *no mundo

61