Sei sulla pagina 1di 5

Instituto Politécnico de Santarém

Escola Superior de Educação de Santarém

Ética e Deontologia da Comunicação

Ano Lectivo 2010/2011


Docente:

 Ramiro Marques

Discentes:

 André Silva, nº090236018

 Fábio Estêvão, nº 090236042

 Ricardo Caseiro, nº 0902360


BULLYING – A Atrocidade da Inocência_____________________________________________

INTRODUÇÃO

Realizámos este trabalho no âmbito da disciplina de Ética e Deontologia

da Comunicação de forma a aprofundarmos os nossos conhecimentos acerca

do Bullying.

Escolhemos este tema, visto ser um tema que infelizmente afecta

grande parte da nossa sociedade.

Ao longo deste trabalho abordaremos vários aspectos relacionados com

o Bulying, tais como o Cyberbuling, sinais de despiste da prática de Bullying,

Bullying Directo, Bullying Indirecto, diversas formas de expressar a prática do

Bullying, e terminamos o trabalho com um relato de uma jovem que sofreu de

Bullying e Cyberbullyng.

DESENVOLVIMENTO

O termo Bullying foi criado por Dan Olweus (fig.1.),

enquanto estudava os comportamentos suicidas dos jovens

adolescentes.

Segundo Olweus, entende-se por Bullying toda a

conduta agressiva, negativa, repetitiva, realizada por um

indivíduo ou um grupo de indivíduos contra outro indivíduo

que tem dificuldades em se defender a si mesmo, o que produz


Figura 1um

desequilíbrio de poder.

___________________Ética e Deontologia da Comunicação______________________


BULLYING – A Atrocidade da Inocência_____________________________________________

Poderá ser expressado de várias formas, como por exemplo

insultos, violência física, psicológica, difamação, ameaças, gozações,

ridicularizações, cyberbulying (em que por exemplo são criadas páginas web

depreciativas da vitima e/ou dos seus familiares).

O Bullying pode ser decomposto em duas classes, o Bullying Directo e o

Bullying Indirecto. “O bullying direto é a forma mais comum entre os agressores

(bullies) masculinos. A agressão social ou bullying indireto é a forma mais

comum em bullies do sexo feminino e crianças pequenas, e é caracterizada por

forçar a vítima ao isolamento social”1.

Muitas das vezes, as vítimas de bullying, “condicionam o seu quotidiano

às solicitações dos agressores, de forma a evitar novas retaliações, conduzindo

assim, a situações anómalas, já que a obrigatoriedade do silêncio faz com que

a maioria dos comportamentos sejam evidenciados pelos efeitos dos danos

desta pressão no rendimento escolar, por sintomatologia psicossomática, por

fobia escolar, depressão”2.

A alteração de humor, o desgaste físico e psicológico, o isolamento,

notas inferiores na escola, queixas corporais (como dor de cabeça, de

estômago, de barriga, membros), frustração, fúria, a recusa em ir para a escola

1 In, http://pt.wikipedia.org/wiki/Bullying

2 In,

http://www.portalbullying.com.pt/index.php?option=com_content&view=article&id=54&Itemid=59

___________________Ética e Deontologia da Comunicação______________________


BULLYING – A Atrocidade da Inocência_____________________________________________

ou simplesmente sair de casa e a irritabilidade podem ser considerados

sinais de alerta que o auxiliam no despiste da prática de Bullying.

O Cyberbullying acontece através das tecnologias de informação e

comunicação. Acontece essencialmente, através das redes sociais, como por

exemplo, o Hi5, Facebook, Msn, Twitter, MySpace.

“Um grande número de casos de violência online converte-se em

situações de risco grave para os menores, na medida em que o meio

empregue para a difusão da informação difamatória e humilhante constitui

plataformas de difusão de conteúdos que permitem a publicação de vídeos ou

imagens”.3

Relato “Eu tenho medo”

“Eu tenho medo de sair a rua ou a escola, ninguem me conprende nem os

meus pais.

Eu estou cheia de marcas visiveis que me bateram sempre a espera de um dia

que parem de me discriminar e bater ja pedi a minha directora de turma para

mudar de turma mas não da.

Só por ser gorda sou gozada.

A té no computador sou.

3 In, Tânia Paias – O Cyberbullying - em www.portalbullying.com.pt

___________________Ética e Deontologia da Comunicação______________________


BULLYING – A Atrocidade da Inocência_____________________________________________

O que devo fazer para acabar com isto?

Como devo parar aquelas pessoas?”4

CONCLUSÃO

“Vivemos num mundo onde nos escondemos para fazer amor!

Enquanto a violência é praticada em plena luz do dia”.

(John Lennon)

WEBGRAFIA

http://www.portalbullying.com.pt/index.php?option=com_simplestforum&view=postlist

&forumId=1&parentId=126&topic=true&Itemid=54

http://www.portalbullying.com.pt/index.php?option=com_content&view=article&id=54&Itemid=

59

4 Postado a Qui, 25 de Março de 2010 Por Ana em


http://www.portalbullying.com.pt/index.php?option=com_simplestforum&view=postlist&f
orumId=1&parentId=126&topic=true&Itemid=54

___________________Ética e Deontologia da Comunicação______________________