Sei sulla pagina 1di 1

Manual do cilindro

ponsabilidade com a segurança do os cilindros não podem ser reutili- cilindro, este deve ser despressuri-

Manual do
cilindro está na sua utilização após zados e devem ser destruídos. zado totalmente.
a saída da fábrica, a partir da qual o
cliente passa a ter importante parti- III — Jamais substitua o cilindro IX — Somente abasteça em pos-

cilindro
cipação. Por isso, siga corretamente por outro reservatório. Botijões de tos autorizados pela ANP.
as instruções de uso contidas nos gás de cozinha ou outros tanques de
documentos citados neste manual. ar comprimido não podem ser usa- X — Não permita que sejam alte-
dos junto com cilindros para GNV ou radas as características originais de
Documentos: substituí-los, pois os cilindros de fabricação dos cilindros e válvulas.
GNV são projetados para armazena- Não deixe que “curiosos” modifi-
- Certificados de Qualidade mento em alta pressão (200bar ou quem a rosca do cilindro, as válvu-
20Mpa). Os cilindros são projetados las, os dispositivos de segurança, as
- Certificado de Conformidade e testados para suportar com segu- marcações etc. Qualquer dúvida, en-
— acompanha cada cilindro, atesta rança essa alta pressão, enquanto tre em contato com o instalador ou
o perfeito estado do cilindro para os outros tipos de cilindros não são com o fabricante do cilindro.
uso em condições normais e garan- para alta pressão.
te que todos os testes foram feitos XI — Não alterar a cor do cilindro.
no produto. IV — Não utilize o cilindro para A cor do seu cilindro deve ser manti-
O que é um de água em litros é de 80, portanto, Válvulas outros tipos de gases. Os compor- da. A cor para este cilindro está con-
caberá dentro dele, a uma tempera-
Cilindro de GNV? tura de 15ºC, 20m³ de gás. - Adesivo colado nos Cilindros tamentos dos gases variam. Alguns forme norma ABNT NBR 12176.
1 — Válvula de cabeça — contém as instruções de uso mais são até corrosivos, podendo danifi-
Cilindro é um reservatório desen- de cilindro importantes no manuseio dos cilin- car internamente os cilindros, pro- XII — Cuidados na manutenção e
Devemos destacar que o cilindro
volvido em conformidade com nor- dros, após a saída da fábrica. vocar trincas etc. Este reservatório nos reparos. Antes de qualquer tipo
acondiciona um gás que tem com-
mas técnicas de fabricação nacionais Tem como função ajustar e inter- (cilindro) foi desenvolvido especifi- de manutenção ou reparo no veículo
portamento diferente dos líquidos. Se
e internacionais. romper o fluxo de gás fornecido no camente para o GNV. que envolva soldas ou fontes de ca-
a temperatura sobe, o gás expande e Vale destacar a obrigatoriedade de
sistema. Possui um sistema de se- lor, o cilindro deve ser despressuri-
ocupa mais espaço, cabendo menos se revalidar o uso do cilindro por meio
Os cilindros são fabricados a par- gurança provido de uma combinação V — Não exponha o cilindro a zado e removido.
gás do que inicialmente. Em uma si- da inspeção periódica a cada cinco
tir de tubos de ligas de aço especiais de liga fusível e disco de ruptura, que produtos corrosivos. Cuidado com
tuação de temperatura elevada (36ºC, anos, a partir da data de fabricação
sem costura e sem solda (que é proi- atua quando o cilindro é submetido os ácidos, evite deixar próximo dele XIII — Evite danos mecânicos.
por exemplo), o mesmo cilindro de ou caso ocorra corrosão (ferrugem),
bida), de forma a garantir resistência a temperaturas acima de 100ºC (cem baterias, por exemplo. Mantenha a Proteja o seu cilindro de danos me-
80 litros deverá acondicionar cerca danos por causas térmicas (incêndio
às altas pressões de serviço. A pres- graus centígrados) e sua pressão in- pintura do seu cilindro em bom es- cânicos. Isto dará a ele uma vida útil
de 16,5m³ de gás (vide tabela). no veículo, por exemplo) ou mecâni-
são de trabalho dos cilindros é de terna ultrapassa a 300bar (30Mpa). tado, evitando a corrosão devido às mais longa.
ca (amassados, pancadas), ou, ainda,
200bar (20Mpa). Os cilindros tam- Neste caso, a liga se funde e o disco intempéries (chuvas, umidade ex-
Por isso, no mundo inteiro, utili- quando houver transferência do ci-
bém apresentam elevada resistência é rompido pela pressão do gás, per- cessiva etc.). XIV — Inspeção periódica deve ser
za-se para identificar os cilindros a lindro de um veículo para outro.
a choques e colisões. mitindo a sua saída total, resgatando feita a cada cinco anos (prazo máxi-
capacidade em litros de água, que
a segurança do sistema. VI — Jamais mexa no dispositivo de mo — norma ABNT NBR 12274), ou
é constante, e não a capacidade de Relembramos que a partir deste
Para isto, os cilindros passam por alívio de pressão ou de segurança das quando este for reinstalado em outro
armazenamento de gás, que é vari- momento a segurança deste produ-
muitos testes e ensaios durante o Possui, também, a válvula de ex- válvulas: como o próprio nome já diz, veículo. A reinstalação só pode ser
ável, pois depende da temperatura, to depende de cuidados específicos
processo de fabricação, além de peças cesso de fluxo, que entra em opera- é para trazer segurança. Se houver realizada por empresas certificadas
dentre outras variáveis. Desta forma, que o usuário deve tomar durante
aleatoriamente separadas e destruí- ção restringindo a saída do gás do qualquer problema, dirija-se ao con- para tal pelo Inmetro. Logo após os
a capacidade em litros está marcada o seu uso. Portanto, fique atento às
das para testes mecânicos feitos pelo cilindro, caso haja acidente seguido vertedor que este trocará a válvula. serviços de inspeção, a empresa de
na ogiva dos cilindros, conforme re- instruções desta seção do manual.
Controle de Qualidade da empresa e de rompimento da tubulação de alta inspeção deverá fixar selo comproba-
gem as normas de fabricação.
pelo Organismo de Certificação do pressão. VII — Nunca abasteça com pres- tório (cor roxa) na ogiva do cilindro.
produto credenciado pelo Inmetro. são acima de 220bar (22Mpa). Esta
2 — Válvula de Cuidados é a pressão de abastecimento máxi- XV — Confira seu equipamento. As
Vale ressaltar que a resistência ma permitida pela Portaria nº 32, de válvulas devem possuir dispositivo de
abastecimento Para sua segurança, é fundamental 6/3/2001, da ANP (Agência Nacional alívio de pressão ou válvula de alívio
mecânica dos cilindros é aprimora-
da após a execução de tratamentos a observância dos cuidados a seguir: de Petróleo). A pressão máxima de de pressão e válvula de excesso de
Responsável pelo abastecimento serviço do cilindro é aquela na qual fluxo, conforme regulamentação do
térmicos específicos e avançados em do veículo, possui sistema anti-re-
nossa fábrica. I — Não tente transferir gás de o gás fica estabilizado a 21ºC, isto é, Inmetro. Verifique com o instalador.
torno que evita a saída do gás para um cilindro para outro: a operação é 200bar (20Mpa). A pressão de servi-
a atmosfera no final da operação de de alto risco. Não tente retirar o gás ço é atingida quando a temperatura XVI — Incêndio — Em caso de in-
enchimento do cilindro. do cilindro sem equipamento ade- do gás cai, em seguida ao abasteci- cêndio no seu veículo, não tente apa-
Capacidade de quado para a despressurização, pois mento do veículo. Abastecer a pres- gar o fogo. Afaste-se imediatamente
Armazenamento de isto implicará riscos. O cilindro deve sões superiores a 220bar (22Mpa) até uma distância mínima de 50 me-
Gás no Cilindro Segurança ser manuseado por pessoas tecnica- pode reduzir a vida útil do cilindro e tros e acione o Corpo de Bombeiro que
mente treinadas. do restante dos componentes do kit deverá ser informado que seu veículo
A segurança dos cilindros está de conversão. é movido a gás natural. Tal informa-
Como verificar a capacidade dos
garantida pelo sistema de contro- II — Evite a exposição do cilindro ção irá auxiliar os trabalhos de nossos
cilindros?
le de qualidade, pelos certificados de seu veículo a qualquer fonte de VIII — Instalação ou remoção do bombeiros, treinados para isto.
de qualidade, pelo selo do Inmetro, calor excessivo ou soldas. Não faça cilindro somente pode ser realiza-
Analisando-se o volume de gás em
pelo adesivo colado nos cilindros e a fixação de cilindros com soldas. da por instalador registrado no In- XVII — Leia atentamente: Todos
m³ (metros cúbicos) que cabe em um
pelo Certificado de Conformidade Expostos a altas temperaturas, os metro. O usuário não deve permitir os cilindros possuem um adesivo fi-
cilindro em função da temperatura,
que acompanha todos os cilindros. cilindros sofrem alterações nas suas que outras pessoas não habilita- xado com instruções de segurança.
podemos verificar que há uma varia-
características quanto à resistência, das manuseiem este equipamento. Ele deve ser lido com atenção.
ção. Vamos observar, por exemplo, o
No entanto, grande parte da res- tornando-se frágeis. Nesses casos, Caso seja necessária a remoção do
cilindro de 80 litros. Sua capacidade Fonte: MATSA

16 • GLOBO GÁS BRASIL • Especializada em Gás GLOBO GÁS BRASIL • Especializada em Gás • 17