Sei sulla pagina 1di 2

Conclusão da série 'Twilight' parece certa para esse

leitor.
Por Mia Simpson, como dito a Patrick Huguenin.

O último livro da série Twilight, de Stephenie Meyer, chegou as prateleiras


00:01h de sábado, celebrado pelos fãs em mais de 900 festas de lançament
à meia noite, em livrarias por toda nação. Até 00:01h no domingo, a cadeia
de livrarias vendeu mais de 250,000 cópias de 'Breaking Dawn'. Isso
também foi o tempo aproximado que ávidos leitores levaram para ler o
romance juvenil de 750 páginas. Nos dias seguintes, comentários de vários
clientes apareceram no Amazon.com, divididos quase que igualmente entre
classificações com cinco estrelas e outras com apenas uma. Veja a opinião
de um fã sobre o livro:

(Aviso para aqueles que ainda não terminaram de ler o livro, SPOILERS À
SEGUIR!)

"Eu tenho 24 anos, e me sinto como um fã adolescente. Eu achei o quarto


livro super satisficante em muitos aspectos.

Muitas pessoas parecem não gostar para onde Meyer decide levar a história.
Aqui vem os spoilers. A protagonista humana de 18 anos, Bella, casa com
seu namorado vampiro, Edward, e fica grávida. As pessoas tem problema
com o fato que Bella não é matura o suficiente para ser mãe. Ela ainda é
uma criança. Você não dá luz a uma criança e de repente se torna
responsável. Ao mesmo tempo, Bella nunca foi um bom exemplo. Isso são,
no final de tudo, romances, e ela basicamente joga sua vida de lado, pra se
colocar ao lado de seu namorado. No primeiro livro, "Twilight", ela se afasta
de seus colegas de escola - logicamente, ela acabou de mudar de escola e
não tem muitos amigos. Eu sinto que se você tem um problema com Bella
sendo uma protagonista sem graça, porque está lendo os livros?

Outro problema que eu tenho é com as mudanças de enredo, convenientes


para o final. Alguns membros da família de Edward não querem que Bella
carregue um bebê metade vampiro, metade humano, e o parto quase a
mata. Mas depois, ela é gentilmente mordida por Edward e se torna imortal.
Qualquer problema com Jacob Black, que antes era o rival de seu grande
amor, é resolvido com outra mudança. Ninguém querido morre, e enquanto
havia toda essa conversa sobre como Bella nunca iria ver seus pais
novamente, seu pai, Charlie, ainda consegue vê-la como vampira, e
conhecer sua neta.

Mas a conclusão pareceu certa, ideal até. Bella consegue seu marido
perfeito e que a ama tanto, e parte do que sempre foi legal nessa série é o
amor incondicional que esse vampiro maravilhosamente bonito tem por
uma garota normal. O fato de que Bella também tem uma filha que parece
tanto com ela quanto com Edward, e também possui uma certa magia - e
eles todos são imortais - é aconchegante. Eles tem uma família feliz. Por
toda eternidade.

Bella ganha as coisas muito fácil, e aproveita isso, mas eu não me importo.
Ela já teve tantas experiências de quase-morte, e já passou por tanta
angústia com Edwars, que vê-la se tornar uma vampira poderosa torna esse
livro o melhor da série, desde o primeiro que me deixou viciado." de
propriedade garantindo o anonimato.