Sei sulla pagina 1di 1

XVII Congresso Brasileiro de Floricultura e Plantas Ornamentais

IV Congresso Brasileiro de Cultura de Tecidos de Plantas


Sociedade Brasileira de Floricultura e Plantas Ornamentais – SBFPO
Associação Brasileira de Cultura de Tecidos de Plantas – ABCTP

Enraizamento de estacas de Kalanchoe blossfeldiana Poelln ‘Debbie’ e ‘Gold Jewel’


em diferentes substratos

Natalia Teixeira Schwab1; Fátima Cibele Soares1; Márcia Xavier Peiter2; Cisnara Pires do
Amaral3; Mauricio Neuhaus4; Rogério Antonio Bellé5

1 2 3
Mestranda em Engenharia Agrícola, UFSM; Prof. Adj. Depto. Engenharia Rural, UFSM; Bióloga,
4 5
especialista em Tecnologia Ambiental; Estudante de Graduação em Agronomia, Prof. Adj. Depto.
Fitotecnia, UFSM. Faixa de Camobi, Km 9, n. 1000, Campus Universitário, 97105-900, Santa Maria,
RS. 55 3220-8179, e-mail: natalia_schwab@hotmail.com

Com o crescente cultivo de plantas ornamentais nas diversas regiões do país, é cada vez
maior o interesse dos produtores por novos materiais que possam ser empregados na
confecção de substratos, como forma de melhorar a qualidade dos produtos e reduzir os
custos de produção. Baseando-se nisso, o presente trabalho teve por objetivo avaliar o
enraizamento de estacas de Kalanchoe blossfeldiana Poelln, das cultivares ‘Debbie’ e ‘Gold
Jewel’, em diferentes substratos. O experimento foi desenvolvido em estufa localizada na
área experimental do Campus da Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das
Missões - URI – Campus de Santiago, no decorrer dos meses de agosto a novembro de
2008. Os substratos utilizados foram Casca de Arroz Carbonizada (CAC); Composto
orgânico (CO); Composto orgânico + Esterco bovino na proporção 6:4 (CO+EB); Composto
orgânico + Esterco de aves na proporção 7:3 (CO+EA); além de um substrato comercial
(SC), totalizando 5 tratamentos, com 64 repetições cada. O delineamento experimental
utilizado foi o inteiramente casualizado. As estacas apicais foram retiradas das plantas
matrizes no dia 23/08/08 e padronizadas quanto ao número de folhas, sendo logo após
colocadas em bandejas para enraizar, contendo os diferentes substratos. Foram avaliadas a
massa fresca e massa seca das raízes aos 32 dias após o estaqueamento, onde os
resultados mostraram que os substratos que contem em sua mistura composto orgânico
(CO, CO+EB, CO+EA) apresentaram melhores condições para o enraizamento, em ambas
as cultivares, nas condições em que foi realizado o experimento.

Palavras-chave: Kalanchoe blossfeldiana Poelln; estacas apicais; composto orgânico;


esterco; casca de arroz carbonizada.

Aracaju – Sergipe – Brasil


18 a 23 de outubro de 2009