Sei sulla pagina 1di 9

Colégio Santo Agostinho

Disciplina: Química
Professor: André Ventura

Assunto: Estequiometria
1. (UFF 2010) O bicarbonato de sódio é convertido a carbonato de sódio após
calcinação, de acordo com a reação não balanceada a seguir

NaHCO3 → Na2CO3 + CO2 ↑ + H2O ↑

A calcinação de uma amostra de bicarbonato de sódio de massa 0,49 g, que


contém impurezas, produz um resíduo de massa 0,32 g. Se as impurezas da
amostra não são voláteis à temperatura de calcinação, pede-se:

a) os valores que tornam a equação balanceada;


b) por meio de cálculos, o percentual de bicarbonato na amostra original.

2. (UFF 2008) Ao ser dissolvida em ácido nítrico, uma liga, que é uma mistura
de ferro e cobre de massa 9,2 g, produziu 3,4 L de NO nas CNTP. De acordo
com o exposto:

a) Completar e balancear as equações abaixo.

b) Identificar nominalmente os compostos X e Y.


c) Informar por meio de cálculos a composição da mistura

3. (UFF 2007) Os hidrocarbonetos de fórmula geral CnH2n+2 são usados para


produção de energia. A combustão total do n-hexano na presença de
oxigênio produz dióxido de carbono, água e calor. Com base na informação,
represente:

a) A equação química balanceada na combustão do n-hexano;


b) A massa do hexano necessária para produzir 56 L de dióxido de carbono nas
CNTP;
c) As fórmulas estruturais e dê a nomenclatura de todos os isômeros do n-
hexano.

4. (UFF 2005) Um produto secundário de um processo industrial consiste em


uma mistura de sulfato de sódio (Na2SO4) e hidrogenocarbonato de sódio
(NaHCO3). Para determinar a composição da mistura, uma amostra de 8.00
g foi aquecida até que se alcançasse massa constante. A reação durante o
aquecimento foi completa. Nessas condições, o hidrogenocarbonato de sódio
sofre decomposição de acordo com a reação
e o sulfato de sódio permanece inalterado. A massa da amostra após o
aquecimento foi 6.02 g.
Informe por meio de cálculos:

a) o percentual de CO2 na mistura dos produtos gasosos


b) a massa de CO2 existente no item anterior
c) a massa de NaHCO3 que sofreu decomposição
d) a percentagem de NaHCO3 , na amostra

5. (UERJ 2009) A milerita é um minério cujo principal componente é o sulfeto


de níquel II. Em uma das etapas do processamento desse minério, ocorre a
formação do gás dióxido de enxofre, como apresentado na equação química
a seguir:

Esse gás, com alto impacto poluidor, pode ser eliminado mediante a seguinte
reação com o hidróxido de sódio:

Uma empresa mineradora, ao processar 385 kg de milerita, bombeou todo o


dióxido de enxofre formado para um tanque contendo uma solução de hidróxido de
sódio com concentração de 0,01 mol.L–1, a 25 °C. Nesse tanque, onde o dióxido de
enxofre foi totalmente consumido, foram produzidos 504 kg de sulfito de sódio.
Calcule a porcentagem da massa do sulfeto de níquel II no minério processado e o
pH da solução de hidróxido de sódio utilizada.

6. (UERJ 2009) Ao realizar uma análise orgânica, um laboratório produziu uma


mistura X, composta de propanal e propanona. Uma parte dessa mistura,
com massa de 0,40 g, foi aquecida com solução ácida de dicromato de
potássio. O produto orgânico Y obtido nessa reação foi totalmente separado
por destilação e apresentou massa de 0,37 g.
Determine a porcentagem da massa de cada um dos componentes da mistura X.
Em seguida, apresente duas características que justifiquem o ponto de ebulição de
Y ser maior que os pontos de ebulição do propanal e da propanona.

7. (PUC-RIO 2007) Ferro gusa é o principal produto obtido no alto forno de


uma siderúrgica. As matérias-primas utilizadas são: hematita (Fe 2O3 mais
impurezas), calcário (CaCO3 mais impurezas), coque (C) e ar quente.
Considere as principais reações que ocorrem no alto forno:
a) A partir de uma tonelada de hematita com 10% de impurezas em massa, calcule
a quantidade máxima, em kg, que se pode obter de ferro gusa (Fe mais 7%, em
massa, de impurezas).
b) Escreva a fórmula dos agentes redutores nas reações de oxirredução.
c) Dentre os reagentes e produtos presentes, identifique e escreva a reação do
anidrido com a água.

8. (UERJ 2008) A pólvora consiste em uma mistura de substâncias que, em


condições adequadas, reagem, com rendimento de 100%, segundo a
equação química abaixo:

Sob condições normais de temperatura e pressão, e admitindo comportamento


ideal para todos os gases, considere a reação de uma amostra de pólvora contendo
1515 g de KNO3 com 80% de pureza.
Calcule o volume total de gases produzidos na reação. Em seguida, nomeie os sais
formados.

9. (UERJ 2006) O clássico processo Haber de produção de amônia, cujo


rendimento é de 80% em condições ótimas, está representado na equação
abaixo.

A equação a seguir representa um processo alternativo de produção de amônia,


que tem como reagentes gás natural, vapor d’água e ar atmosférico. O rendimento
deste processo é de 20% em condições ótimas.

Admita comportamento ideal dos gases e vapores envolvidos.

a) Considerando um mesmo volume de nitrogênio, calcule a razão


entre os volumes de amônia gasosa produzidos
pelo processo Haber e pelo processo alternativo, ambos em condições ótimas.
b) Os dois processos apresentam baixíssimas velocidades de
conversão a 25º C. Para aumentar essas velocidades, a
temperatura deverá ser alterada.

Indique o tipo de alteração necessário e seu efeito sobre o rendimento de ambos os


processos.

10. (UERJ 2006) Os alcenos, ao sofrerem reação de oxidação enérgica com


solução de permanganato de potássio, aquecida e acidulada, produzem
diferentes compostos de carbono, como gás carbônico, cetonas e ácidos
carboxílicos. Analisando os produtos dessa reação, pode-se identificar o
alceno reagente e determinar a posição de sua insaturação.
Considere que a oxidação de 3,50g de um alceno tenha produzido uma cetona e
1,12 L de gás carbônico, medidos nas CNTP.
Em relação ao alceno reagente,

a) classifique seus átomos de carbono insaturados como primário,


secundário ou terciário;
b) apresente sua fórmula estrutural plana e indique o nome oficial do
aldeído de cadeia normal isômero da cetona produzida.

11. (UERJ 2006) As máscaras de respiração, utilizadas por bombeiros em


situações de emergência, contêm superóxido de potássio. Essa substância
reage com a umidade do ar expirado pelo usuário da máscara, conforme a
equação abaixo.

a) Considere as seguintes condições de uso de uma dessas máscaras:

– comportamento ideal dos gases e vapores envolvidos;


– funcionamento em sistema fechado, ou seja, sem trocas gasosas com a
atmosfera;
– volume de ar respirado igual a 41,0 L por minuto;
– concentração de umidade no ar expirado igual a 6,2% volume por volume, a 37º
C e 1 atm de pressão;
– consumo total da umidade contida no ar expirado.

Calcule o tempo máximo de uso, em minutos, de uma máscara que contenha 213g
de superóxido de potássio.

b) Além do superóxido de potássio, o potássio forma dois outros compostos


binários oxigenados que não satisfazem os requisitos para uso em
máscaras.
Indique as fórmulas desses compostos.

12. (UERJ 2005) Observe a aparelhagem utilizada e a descrição de um processo


empregado para determinar as porcentagens dos elementos químicos
presentes em uma substância.

Uma amostra da substância é colocada numa cápsula e aquecida em um forno que


permite a entrada de oxigênio.
O vapor formado é queimado com o oxigênio, produzindo gás carbônico e água.
Verificando-se os pesos dos tubos 1 e 2 depois da experiência e comparando-os
com seus pesos antes dela, são obtidas as quantidades produzidas de CO2 e H2O.
Uma amostra contendo 3,87 mg de ácido ascórbico, substância formada pelos
elementos carbono, hidrogênio e oxigênio, ao ser queimada, produz 5,80 mg de
CO2 e 1,58 mg de H2O.

a) Determine a composição percentual do ácido ascórbico.


b) Indique em qual dos tubos, 1 ou 2, o gás carbônico será retido e escreva a
equação química da reação ocorrida.

13. (UERJ 2004) Objetos de prata são oxidados por poluentes atmosféricos,
adquirindo uma coloração escura.
Um dos modos de limpeza destes objetos consiste em embrulhá-los em papel
alumínio e mergulhá-los em uma solução ligeiramente alcalina.
As equações abaixo representam os processos de oxidação e limpeza.

a) Escreva a equação química balanceada de oxidação da prata, usando


os menores coeficientes inteiros, e indique o agente redutor
empregado no processo.
b) Num processo de limpeza, foram recuperados 6 x 1021 átomos de
prata. Admitindo-se que a reação apresente 100% de rendimento,
calcule a massa de alumínio consumida neste processo.

14. (UERJ 2003) O consumo de óleos ricos em triglicerídeos poliinsaturados,


como os de milho, girassol e canola, vem sendo recomendado, pois seriam
menos prejudiciais à saúde do que os saturados. Uma forma de se identificar
a presença de insaturações é a determinação de seu índice de iodo. Este
índice é definido como a massa, em gramas, de iodo molecular consumida
na reação de adição às duplas ligações entre átomos de carbono presentes
em 100 g de triglicerídeos.
O triglicerídeo representado a seguir possui massa molar de 800 g x mol−1.

Admitindo que a reação apresente 100% de rendimento, calcule o índice de iodo


estimado para este triglicerídeo.
15. (UERJ 2002) O tipo mais comum de detetor de fumaça funciona a partir de
uma câmara de ionização de gases atmosféricos. As moléculas desses gases
são ionizadas pelo emissor alfa 241Am. Quando partículas de fumaça
penetram na câmara, ocorre a neutralização das moléculas, interrompendo
a passagem de corrente elétrica e disparando um alarme sonoro.

a) A produção do 241Am em reatores nucleares requer seis


transformações radioativas – três capturas de nêutron e três
emissões beta − de um determinado nuclídeo. Represente
esse nuclídeo com símbolo, número de massa e número
atômico.
b) Calcule a massa, em gramas, de uma amostra de 241Am que
possua 1,2 × 1024 átomos.

16. (UERJ 2001) O experimento descrito a seguir contribuiu para que Lavoisier
derrubasse a Teoria do Flogístico.

Lavoisier aqueceu o litargírio (óxido de chumbo II) até que este se convertesse
completamente em um ar – termo usado, na época, para designar um gás – e um
metal. Mediu o volume do ar produzido e afirmou que este volume era 1000 vezes
maior que a quantidade de litargírio utilizada.

Considere que a comparação de Lavoisier referia-se ao volume das substâncias,


que a densidade do litargírio equivale a 9,37 g x mL-1, que o experimento foi
realizado no nível do mar e que o gás apresenta comportamento ideal.

Determine a temperatura absoluta em que Lavoisier realizou o experimento.

17. (UERJ 2001) Uma das principais causas da poluição atmosférica é a queima
de óleos e carvão, que libera para o ambiente gases sulfurados. A seqüência
reacional abaixo demonstra um procedimento moderno de eliminação de
anidrido sulfuroso, que consiste em sua conversão a gesso.

Calcule a massa de gesso, em gramas, que pode ser obtida a partir de 192 g de
anidrido sulfuroso, considerando um rendimento de 100% no processo de
conversão.

18. (UFRJ 2009 específica) O Fósforo pode ser produzido industrialmente por
meio de um processo eletrotérmico no qual fosfato de cálcio é inicialmente
misturado com areia e carvão; em seguida, essa mistura é aquecida em um
forno elétrico onde se dá a reação representada a seguir:

a) Calcule a variação do número de oxidação do elemento que sofre


redução.
b) Determine a quantidade máxima, em mols, de fósforo formado quando
são colocados para reagir 8 mols de Ca3(PO4)2 com 18 mols de SiO2 e 45
mols de carbono.

19. (UFRJ 2008 específica) Outra possibilidade para o seqüestro do CO2


atmosférico é sua transformação, por fotossíntese, em açúcar, que, por
processos de fermentação, é convertido em etanol. O etanol, por sua vez, é
submetido a uma reação de desidratação, formando etileno; o etileno pode
ser transformado em diversos polímeros, como mostra a ilustração a seguir.

a) Apresente, usando a representação em bastão, a estrutura do polímero


formado pela reação de quatro monômeros de etileno.
b) Calcule a massa de CO2 seqüestrada em 1,4 quilograma de eteno.

20. (UFRJ 2006 não específica) A Conferência de Kyoto sobre mudanças


climáticas, realizada em 1997, estabeleceu metas globais para a redução da
emissão atmosférica de CO2. A partir daí, várias técnicas para o seqüestro
do CO2 presente em emissões gasosas vêm sendo intensamente estudadas.

a) Uma indústria implantou um processo de seqüestro de CO2 através da reação


com Mg2SiO4, conforme a equação representada a seguir:

Determine, apresentando seus cálculos, o número de mols do óxido


formado quando 4400 g de CO2 são seqüestrados.

b) Essa indústria reduziu sua emissão para 112.000 L de CO2 por dia nas CNTP.
A meta é emitir menos de 500 kg de CO2 por dia. Indique se a indústria
atingiu a meta. Justifique
sua resposta.

21. (UFRJ 2005 específica) A reação para obtenção de polietileno a partir da


polimerização de eteno é representada a seguir.
Considere que, no polímero utilizado para a confecção desses balões, o número de
unidades monoméricas repetidas seja igual a 2000 (n = 2000).
Sabendo que 14g de polietileno são usados para confeccionar um balão de
pequeno porte, determine o número de mols de eteno necessários para
obter esta quantidade de polímero e o número de mols de polietileno
utilizados na confecção do balão.

22. (UFRJ 2003 específica) Industrialmente, o ácido láctico (ácido 2-


hidroxipropanóico) é produzido pela fermentação da glicose por bactérias do
gênero Lactobacillus. Para evitar a inibição do bioprocesso pelo ácido láctico,
à medida que é formado, o ácido é neutralizado pelo carbonato de cálcio, o
qual é previamente adicionado ao meio reacional. As reações de formação
do ácido e da sua neutralização são representadas pelas equações a seguir:

Calcule o número de mols de glicose que em um processo de obtenção de


ácido láctico, conforme o esquema apresentado, gera 6.720L de CO2 nas
condições normais de temperatura e pressão. Admita que este gás
apresenta comportamento ideal.

23. (UFRJ 2003 específica) O chamado “biodiesel” é um combustível alternativo,


que vem sendo pesquisado em laboratórios da Universidade Federal do Rio
de Janeiro. Uma das formas de sua obtenção é a partir da reação de
esterificação entre um álcool (metanol ou etanol) e os ácidos graxos
provenientes da hidrólise de sobras de óleos vegetais usados na fritura de
alimentos. As Equações 1 e 2, mostradas a seguir, representam o caso
específico do ácido oléico, um dos ácidos graxos encontrados no óleo de
soja. Os ésteres obtidos podem, então, ser utilizados diretamente como
combustível.

Admitindo-se que o etanol utilizado é obtido a partir de biomassa (cana-de-açúcar)


e que o metanol é obtido de fontes fósseis (gás natural), determine o número de
mols de CO2 de origem fóssil gerado na combustão de 1 (um) mol do éster
formado na reação representada pela equação 1, justificando a sua
resposta.
24. (UFRJ 2002 específica) O dióxido de carbono gerado em sistemas fechados,
como em submarinos e em naves espaciais, deve ser removido e o oxigênio
deve ser reposto. Um método investigado consiste em passar o dióxido de
carbono por uma coluna contendo superóxido de potássio, originando nesta
reação carbonato de potássio e gás oxigênio. Os superóxidos são compostos
nos quais o oxigênio apresenta número de oxidação -1/2.
Considerando que 60 litros de dióxido de carbono são removidos a
temperatura e pressão constantes, escreva a equação balanceada da
reação que representa este processo e determine o volume (em litros) de
oxigênio reposto.

25. (UNIRIO 2007) (...) No processo de produção de biodiesel, a obtenção de


um litro do combustível tem como contrapartida a formação de
aproximadamente 100 ml de glicerina bruta. Esse co-produto até então
subestimado no mercado brasileiro pode ter aplicações importantes (...). Em
2008, quando for obrigatória a mistura de 2% do combustível ecológico ao
óleo diesel convencional, estima-se que o volume de glicerina produzido em
escala nacional será da ordem de 100 milhões de litros.

Ciência Hoje, 2006

Calcule o número de moléculas de glicerina (C3H8O3) formadas pela produção de 50


litros de combustível ecológico e o número de átomos existentes no volume de
glicerina produzido em escala nacional estimado para 2008.

Dados: densidade da glicerina = 1,26 g/mL; Nav= 6 x 1023