Sei sulla pagina 1di 1
Numeramento e letramento: uma possível articulação entre a matemática e a literatura infantil Autor(es): Apresentador:

Numeramento e letramento: uma possível articulação entre a matemática e a literatura infantil

Autor(es):

Apresentador: Antônio Maurício Medeiros Alves

ALVES, Antônio Maurício Medeiros

Orientador:

Eliane Teresinha Peres

Revisor 1:

Denise Nascimento Silveira

Revisor 2:

Elomar Antonio Callegaro Tambara

Instituição:

UFPEL/Colégio Pelotense

Resumo:

Esse trabalho pretende estudar as relações entre a aprendizagem dos conceitos matemáticos nos anos iniciais do Ensino Fundamental e a literatura infantil. Na relação entre matemática e literatura infantil procurar-se-á identificar possíveis articulações para o desenvolvimento das habilidades de letramento e NUMERAMENTO. O conceito de Numeramento é apresentado por Maria Helena Toledo (in Letramento no Brasil - Habilidades Matemáticas, Instituto Paulo Montenegro, 2004) como um fenômeno recente que compreende o domínio de habilidades fundamentais tanto da matemática como do letramento. A autora indica que até a década de 1950 podia-se considerar uma pessoa alfabetizada, segundo critérios estabelecidos pela UNESCO, como aquela capaz de ler e escrever um enunciado simples que tivesse relação à sua vida cotidiana. Porém o conceito de alfabetização foi sendo ampliado ao longo dos anos e novos termos foram incorporados, ao exemplo do conceito de alfabetismo funcional. Essa nova concepção, além de ampliar o sentido de alfabetização, o aproxima do conceito de letramento, dando origem a um novo termo: NUMERAMENTO. Esse novo fenômeno, relacionado ao letramento, pressupõe a capacidade do indivíduo em aliar habilidades do letramento às habilidades matemáticas, visando seu uso de forma articulada. A presente pesquisa está sendo desenvolvida junto ao Grupo de pesquisa Hisales/UFPEL, encontrando-se em fase inicial, de levantamento bibliográfico da produção que articula literatura e matemática, coleta de dados a respeito da produção de livros paradidáticos que visem a articulação entre a matemática e a literatura infantil, para futura análise desses materiais visando a elaboração de compreensões finais. A aprendizagem de matemática é considerada na pesquisa como alfabetização matemática, termo criado por Ocsana Danyluk (in Alfabetização Matemática, Editora Sulina, 1988), compreendido como o ato de aprender a ler e escrever a linguagem matemática nas séries iniciais da escolarização.