Sei sulla pagina 1di 1

No principio criou Deus os cus e a terra. Gnesis 1.

As primeiras trs palavras da Bblia no princpio Deus formam uma nica introduo indispensvel para todo o resto. Elas revelam que nunca podemos nos antecipar a Deus ou surpreend-lo, pois Ele est sempre l, no princpio. A iniciativa de toda ao sempre de Deus. Isto praticamente verdadeiro sobre a criao. Os cristos creem que, quando Deus deu incio a sua obra criativa, nada existia alm dele mesmo. S ele estava l, no incio de tudo. S ele eterno. A centralidade de Deus em Gnesis 1 proeminente em toda a narrativa. Deus o sujeito de quase todos os verbos. Disse Deus aparece dez vezes no texto e Deus viu que era [muito] bom, sete vezes. Ns no temos que optar entre Gnesis 1 e a cosmologia ou astrofsica contempornea. Deus nunca teve a inteno de que a Bblia fosse um texto cientifico. Na verdade, deveria ser evidente para os leitores que o texto de Gnesis 1 um poema altamente estilizado e belo. Ambas as abordagens da criao (a cientifica e a potica) so verdadeiras, porem partem de perspectivas diferentes e se completam. Quando o Credo dos Apstolos afirma nossa crena em Deus Pai Todo-poderoso, est se referindo no apenas a sua onipotncia, mas tambm ao seu poder de controle sobre toda a criao. O que Ele criou, ele tambm sustenta. Sua presena imanente neste mundo; ele est continuamente sustentando, revigorando e colocando em ordem todas as coisas. O flego de todos os seres viventes est em suas mos. ele quem faz o sol brilhar e a chuva cair. Ele alimenta os pssaros e protege as flores. Isto pode ser potico, mas tambm verdadeiro. Da a sabedoria das igrejas que mantm um culto anual para aes de graas e dos cristos que do graas antes das refeies. Estas atitudes no apenas so corretas como nos ajudam a relembrar que nossas vidas e todas as coisas dependem de nosso fiel Criador e Mantenedor. Dr John Stott, a Bblia toda, o ano todo.