Sei sulla pagina 1di 31

HIPOTESES TERRESTRES

Abiogênese

– Primeira Hipótese Terrestre: Geração Espontânea ou Abiogênese. (do grego a-bio-genesis, "origem não
– Primeira Hipótese Terrestre: Geração Espontânea
ou Abiogênese. (do grego a-bio-genesis, "origem
não biológica"), designa o estudo sobre a origem
da vida a partir de matéria não viva.
– Autor: Aristóteles (Grécia) - século IV a.C – Aceita até cerca de dois séculos
– Autor: Aristóteles (Grécia) - século IV a.C
– Aceita até cerca de dois séculos atrás, perdurando
por cerca de 2 000 anos.
ENUNCIADO GERAÇÃO ESPONTANEA Geração espontânea Sec IV AC na Grécia Aristóteles A vida resultaria da
ENUNCIADO GERAÇÃO ESPONTANEA
Geração espontânea Sec IV AC na Grécia
Aristóteles A vida resultaria da combinação espontânea dos
quatro elementos que formam todo o universo
Água, terra, fogo e ar + princípio vital.
SUPOSIÇÃO: organismos mais complexos, não se originavam apenas de seus
progenitores, mas de qualquer matéria inanimada.

Exemplos aristotélicos de origem da vida

FUNDAMENTO: observações sem base científica

Exemplos aristotélicos de origem da vida FUNDAMENTO: observações sem base científica

Exemplos aristotélicos de origem da vida

ABIOGÊNESE OU GERAÇÃO ESPONTÂNEA

1 - Van Helmont(1577-1644)

Propôs uma “receita” para originar ratos por geração espontânea :

- camisas sujas

- grãos de trigos

- local sossegado

- pouco iluminado

Resultado: depois de 21 dias, produziria “ratos”

CONFLITOS: ABIOGÊNESE & BIOGÊNESE

Século XVI surge a BIOGÊNESE, a partir do SENSO COMUM.

Negação da Abiogênese: “A Vida só viria de outra vida pré-existente”
Negação da Abiogênese:
“A Vida só viria de outra vida
pré-existente”

O conflito perdurará por cerca de 300 anos:

100 anos no campo das idéias;

200 anos no campo experimental.

EXPERIMENTO DE REDI em 1668

FRANCESCO REDI Início da Fase experimental . - Investigou a origem de vermes em corpos em decomposição.

Observou: moscas colocavam ovos nas carnes mortas, que originavam as larvas, que se transformaram em novas moscas adultas.

Conclusão de Redi: Larvas não surgiam

espontaneamente da decomposição de cadáveres.

*Resultavam de ovos postos por moscas.

EXPERIMENTO DE REDI

EXPERIMENTO DE REDI

DESCOBERTA DOS MICRÓBIOS em 1676

- Oito anos depois do Experimento de Redi

- Anton Van Leeuwenhoek, observou no microscópio que inventara, "pequenos seres” movendo-se com rapidez em uma infusão de capim – Chamou-os MICRÓBIOS

- Descreveu bactérias, protozoários e outras novidades da microscopia.

bactérias, protozoários e outras novidades da microscopia. - Por desconhecerem seu processo de reprodução, eles

- Por desconhecerem seu processo de reprodução, eles passam a fazer parte dos argumentos favoráveis à abiogênese nas décadas seguintes.

EXPERIMENTO DE NEEDHAM - 1745

A FAVOR DA ABIOGÊNESE ou GERAÇÃO ESPONTÂNEA

2 – John Needham (1713 – 1781)

Colocou caldo nutritivo em diversos frascos, ferveu-os por 30 minutos e vedou-os com rolha de cortiça.

Depois de alguns dias, os caldos estavam repletos de seres microscópios.

CONCLUSÃO: Após

a esterilização , os novos microbios surgiram por geração espontânea.

EXPERIMENTO DE SPALLANZANI

1770 - Spallanzani repetiu os experimentos de Needham, com modificações, e obteve resultados diferentes.

Colocou caldos em balões de vidro, submetendo- os à fervura durante maior tempo.

Resfriados os caldos, passados os dias, reabriu os frascos. Nenhum organismo estava presente.

Spallanzani alegou que Needham não fervera sua solução para completa esterilização.

Needham defendeu-se: a fervura prolongada dos caldos destruía a força vital , fato desfavorável ao aparecimento da vida.

QUEDA DA ABIOGÊNESE em 1862

QUEDA DA ABIOGÊNESE em 1862 • Louis Pasteur derrubou a Geração espontânea, comprovando que os micróbios

Louis Pasteur derrubou a Geração espontânea, comprovando que os micróbios originam-se nos caldos a partir de outros preexistentes.

Esterilizou caldos em frasco abertos, com gargalo recurvado: frasco com pescoço de cisne .

Os micróbios contaminadores ficavam retidos no gargalo longo e recurvado.

O caldo ficou meses sem micróbios, apesar do contato com o ar. *Removido o gargalo, os micróbios proliferaram por contaminação

EXPERIMENTO DE LOUIS PASTEUR

EXPERIMENTO DE LOUIS PASTEUR

HIPÓTESE DE OPARIN

HIPÓTESE DE OPARIN • Trabalhando de forma independente, o russo Aleksander I. Oparin (1894-1980) e o

Trabalhando de forma independente, o russo Aleksander I. Oparin (1894-1980) e o cientista inglês John Burdon S. Haldane (1892 1964) propuseram na década de 1920, hipóteses semelhantes - (1926)

ORIGEM DOS COMPOSTOS ORGÂNICOS

IMPORTANTE: Surgiram antes dos seres vivos, e de forma espontânea.

ORIGEM: Gases da atmosfera primitiva e as condições físicas iniciais da terra propiciaram a formação destes compostos orgânicos.

FONTES DE ENERGIA: Ionização dos gases

ao calor irradiado pelo planeta.

aos raios decorrentes do ciclo hidrológico (chuvas)

às erupções vulcânicas.

às radiações solares.

ETAPAS DA HIPÓTESE DE OPARIN

FORMAÇÃO DOS COMPOSTOS ORGÂNICOS NA ATMOSFERA Provável composição:

gás hidrogênio (H 2 )

metano (CH 4 ),

amônia (NH 3 )

vapor d água (H 2 O)

OBS: Não existe até hoje consenso sobre a composição da atmosfera primitiva da terra.

FORMAÇÃO DOS MARES - Em resfriamento, a terra permitiu o acúmulo de água nas depressões, formando os oceanos primitivos berço da vida

EVOLUÇÃO MOLECULAR DOS COMPOSTOS ORGÂNICOS

Chuvas arrastaram estes compostos orgânicos simples para o solo - aminoácidos

Os aminoácidos trazidos pelas chuvas são depositados sobre as rochas quentes.

Tais aminoácidos, sob o estímulo do calor do solo, combinaram-se por ligações peptídicas, originando moléculas maiores as proteínas.

COACERVAÇÃO - Gotículas de coacervados obtidas artificialmente e fotografadas ao microscópio. IMPORTÂNCIA -

COACERVAÇÃO - Gotículas de coacervados obtidas artificialmente e fotografadas ao microscópio. IMPORTÂNCIA - Sugerem como se organizaram as substâncias orgânicas nos mares primitivos antes do aparecimento das primeiras formas de vida.

FORMAÇÃO DOS COACERVADOS

PERFIL DO PRIMEIRO SER VIVO

MOLECULAR.

Só mais tarde a vida se tornará celular

ANAERÓBICO - Produzia energia de forma semelhante à fermentação

Posteriormente surgem os aeróbicos

Nutrição: Duas hipóteses explicam a provável fonte de obtenção de matéria orgânica

Heterótrofo (consumiu matéria orgânica existente)

Autótrofo (produziu seus compostos orgânicos)

COACERVADOS FORMAM SERES VIVOS

EVOLUÇÃO MOLECULAR: Coacervados acumulados nos mares, recombinam-se, formando aglomerados orgânicos mais complexos

Agregaram-se aos coacervados novas moléculas:

- ENZIMAS: proteínas catalizadoras * síntese de novas substâncias

- RNA e DNA: controlam e perpetuam estruturas e reações.

Proteínas e lipídios se organizaram na periferia de cada gotícula - primórdio de membrana lipoprotéica.

SEQUÊNCIA DA EVOLUÇÃO MOLECULAR DA VIDA

SEQUÊNCIA DA EVOLUÇÃO MOLECULAR DA VIDA

FASE EXPERIMENTAL DA HIPÓTESE DE OPARIN Década de 50 - Experimentos

Experimento Stanley Miller

Experimento de Melvin Calvin

Experimento de Sidney Fox

Década de 60 Descobertas microscópicas

Estrutura Viral

Teoria Endossimbiótica

EXPERIMENTO DE MILLER e UREY - 1953

EXPERIMENTO DE MILLER e UREY - 1953

CONCLUSÕES DO EXPERIMENTO DE MILLER

Obteve moléculas orgânicas simples, inclusive os aminoácidos glicina e alanina.

Novas experiências (Melvin Calvin)

Repete o Experimento de S. Miller Diferença básica do Experimento de Miller:

*Aumenta a intensidade das descargas elétricas Obteve outros tipos de compostos de carbono em condições similares oses

EXPERIMENTO DE FOX - 1957

EXPERIMENTO DE FOX - 1957 • Sidney Fox - aqueceu, a seco, a 60ºC, uma mistura

Sidney Fox - aqueceu, a seco, a 60ºC, uma mistura de aminoácidos.

Obteve pequenos polipeptídios.

Chamou-os de proteinóides com 7 a 12 aminoácidos.

CONCLUSÃO: Era possível a união de aminoácidos só com uma fonte de energia (calor)e sem a presença de água e metabolismo.

A síntese de moléculas orgânicas teria ocorrido na(s) superfície(s):

Das rochas quentes.

Da argila existente na Terra primitiva.

PROVÁVEL EVOLUÇÃO MOLECULAR

Moléculas orgânicas trazidas para os mares decantaram-se depositadas sobre a argila.

A argila é rica em zinco e ferro, metais que atuariam como catalisadores minerais em reações químicas.

RNAs produzidos na superfície de argilas, no passado, atuariam como enzimas na síntese dos poli-peptídeos.

DÉCADA DE 60 duas evidências

DÉCADA DE 60 duas evidências • Definição da estrutura viral • Algo semelhante a um vírus,

Definição da estrutura viral Algo semelhante a um vírus, mas dotado de metabolismo seria o primeiro ser vivo

Virus do mosaico do tabaco - 1935

Teoria endossimbiótica

A transição entre vida molecular e vida celular passou por estruturas similares a plastos e mitocôndrias.

TEORIA ENDOSSIMBIÓTICA

TEORIA ENDOSSIMBIÓTICA

A EVOLUÇÃO DO METABOLISMO

Todo o ser vivo utiliza de alimentos para:

Liberação de energia.

síntese de outras substâncias orgânicas.

A nutrição dos primeiros seres pode ter ocorrido de duas formas possíveis:

Hipótese heterotrófica Hipótese autotrófica.

HIPÓTESE HETEROTRÓFICA

Viviam no mar, rico em substâncias nutritivas.

Esse alimento teria sido utilizado como fonte de energia e matéria-prima.

CONCLUSÕES: Seriam organismos heterótrofos - Não sintetizariam compostos orgânicos a partir de compostos inorgânicos. - Teriam que obtê-los prontos do meio.

HIPÓTESE AUTOTRÓFICA

Os seres vivos não teriam surgido nas camadas superficiais do planeta, pois a superfície terrestre, seria um ambiente muito instável.

meteoros colidiriam intensamente com a superfície da terra. Havia intensa atividade vulcânica. Sem Ozônio protetor contra raios ultravioleta.

CONCLUSÃO: A vida teria surgido em locais mais protegidos, como o assoalho dos mares primitivos.

EVIDÊNCIAS DE ORIGEM AUTOTRÓFICA

ACHADO IMPORTANTE: (1977)

descobertas fontes termais submarinas, de onde emanam gases quentes e sulfurosos.

Ali existem bactérias autótrofas que realizam quimiossíntese, pois ali não há luz.

A vida pode ter surgido nesse tipo de ambiente

A energia dos primeiros seres vivos viria de um mecanismo autotrófico a quimiossíntese.