Sei sulla pagina 1di 1

Adolescência

Julguei que amei muitos amores...


Julguei que falhei outros amores…

E falhei tanto
Que realmente nem esses amores,
Eram amor
Eram partidas da ilusão…

Julgava que amava


Cheguei a chorar por isso
E gostava tanto de chorar,
Que percebi que não era amor,
Mas apenas sensação…

Amava em cada amor,


Não “ela”,
Mas o que “ela”era em mim…

E amava muito,
Imaginava-me a amar e a sofrer

Tão bonitos eram esses amores,


Trágicos, tristes e falhados
Que até me dá pena de não serem verdade…

Mas a verdade é que,


Com esses amores,
Que não foram,
Eu fui feliz
Porque julguei que eram verdade…

Poema retirado do livro “Pedaços de mim” de Júlio Roberto.

A leitura deste livro foi partilhada entre Tânia Alves e Diogo Sampaio a 24-
01-09.